Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

Uma queixa contra a Unimed Fortaleza

258 3

Do radialista Jonas Melo, recebemos esta nota, em tom de queixas contra a Unimed Fortaleza. Conifra:

Meu caro Eliomar de Lima, bom dia!

Lamentamos o que vimos ontem no Hospital Regional da Unimed: um descaso total com os pacientes que chegam à Emergência 24 horas do referido hospital. Eu levei minha esposa com fortes dores no tórax e fiquei esperando por quase 3 horas para o primeiro procedimento de urgência. O aconteceu  comigo e também com um senhor de 85 anos, pai de uma jornalista, não desejamos para o pior inimigo.

O idoso chegou vomitando e aspirou vômito e, segundo a colega de imprensa que estava desesperada, o seu pai fora levado para ser entubado na UTI. Outra paciente portadora de esclerose lateral amiotrófica entrou também em demora de procedimentos na emergência. Se os planos de saúde que pagamos estão assim, imagine a saúde pública do nosso país.

São por essas e outras razões que nos revoltamos com o que acontece com as pessoas e ninguém toma providências. Sem falarmos da falta de vontade no trabalho dos profissionais e auxiliares dos médicos da Unimed. Se faz necessário que o Conselho Nacional de Saúde visite, imediatamente, e cobre junto o Ministério Público, um atendimento mais humanizado para quem faz todo sacrifício para pagar um plano de saúde.

Grato!

* Jonas Mello

Radialista MTE n°4337 – CE.

VAMOS NÓS – Estamos tentando contato com a Unimed Fortaleza.

Secretário cidista prestigia comício pró-Washington Gois

206 1

Ferrúcio Feitosa ao lado do prefeito Washington e do candidato a vice, Paulo Guerra.

A Praça Manoel Alves de Sousa (Praça do Cabral), do Conjunto Nova Metrópole, lotou durante comício do prefeito e candidato à reeleição Washington Gois (PRB). A principal atração do comício, realizado nessa noite de sábado, foi o secretário especial da Copa do Mundo 2014, Ferruccio Feitosa.

Na ocasião, Ferruccio destacou a parceria entre o Governo do Estado e a Prefeitura de Caucaia para o “desenvolvimento de ações em benefício não apenas da população de Caucaia, mas de todo o Estado”. Ele ainda acrescentou: “Não tenho dúvida que o município de Caucaia é uma cidade estratégica para o sucesso da Copa do Mundo em 2014. Por isso que nós reafirmamos essa parceira, por que nós precisamos de um gestor que tenha compromisso com o turismo, com o social e também com o município de Caucaia”.

(Foto – Divulgação)

O pau da barraca

124 3

Da coluna Alan Neto, no O POVO deste domingo (3):

Em coletiva nesta segunda-feira (3), Luizianne abre as baterias contra Governo. Tremei, Cid Gomes! Acusará que as obras dos túneis da Via Expressa não foram iniciadas porque o Governo não respondeu aos quatro ofícios enviados.

No bojo, perguntas e dúvidas. Tipo: como está o caso das desapropriações dos imóveis da área, incluindo pontos comerciais?

João Paulo: o bom menino que se embriagou pelo poder

173 2

João Paulo Cunha, segundo Eliane Cantanhêde, colunista da Folha de S. Paulo, foi um “bom menino”. Ex-metalúrgico, defensor de causas sociais e membro da Pastoral da Juventude, brandia a ética e a igualdade. Quando Lula se tornou presidente, no entanto, João Paulo, segundo Eliane, se embriagou com o poder e ali começou sua queda. Leia:

João Paulo Cunha nasceu em Caraguatatuba (SP), de uma família como milhões de outras neste país afora, e foi um menino como milhões de outros neste país afora. Mas embicou na vida pública como muito poucos.

Já em Osasco, para onde foi com a família ainda criança, tornou-se metalúrgico e participou ativamente da Pastoral da Juventude, da mobilização de operários, da fundação do PT. Brandia a ética e a igualdade. Bom menino, bom rapaz.

Tudo mudou quando Lula subiu a rampa do Planalto, o PT deixou de ser oposição e se atirou de corpo e alma aos prazeres e às chances do poder. Sem lastro político nacional, sem verniz intelect ual, sem liderança parlamentar, João Paulo deu um salto maior que as pernas: assumiu a presidência da Câmara dos Deputados já no primeiro ano de Lula.

O início do fim. Trocou o passado de lutas e o futuro promissor por um vício: a embriaguez do poder, em que “os fins justificam os meios”. Quis ser tudo, virou nada. Ontem, o Wikipédia já dizia que João Paulo Cunha “foi” um político brasileiro.

Sua condenação pelo Supremo Tribunal Federal, por contundentes 9 a 2, entra para a história como o fim de uma era. Vai-se a impunidade, vem a responsabilidade. A Câmara dos Deputados, o Banco do Brasil, a Petrobras, a Presidência da

República -as instituições, enfim- não têm donos, ou dono. São do Estado e servem à nação.

Isso vale para o Supremo, até mais do que para todas as demais. Lê-se que Lula está triste, acabrunhado, por sentir-se “traído”. Dos 11 ministros (incluindo Peluso), 8 foram colocados ali nos gove rnos petistas e só 2 votaram pela absolvição de João Paulo -por extensão, do PT.

A corte suprema não vota mais com os poderosos, pelos poderosos. Julga com a lei, pela justiça. Inaugura, assim, um novo Brasil.

Bons meninos terão de se comportar sempre como bons cidadãos.

(Site 247)

Marqueteiro Canabarro com mais sorte por aqui do que em São Paulo

Em São Paulo, houve reunião tensa na última quinta-feira envolvendo Michel Temer, Gabriel Chalita – que é candidato do PMDB à Prefeitura paulista, marqueteiro Manoel Canabarro e Eduardo Cunha.

O vice-presidente  cobrou, segundo a coluna de Lauro Jardim, da Veja Online, mudanças na campanha de TV de Chalita. Deu uma semana de prazo para as pesquisas mostrarem o candidato decolando. Do contrário, sacará da cartola um plano B. Chalita aparece na quarta posição na intenção de votos.

A propósito, o que fazia Cunha na reunião? Foi ele quem bancou a entrada de Canabarro na campanha.

DETALHE – Manuel Canabarro responde pela campanha de Roberto Cláudio em Fortaleza. Por aqui, segundo as pesquisas, a estratégia dele está indo bem. O candidato briga pela segunda posição com o PT.

ABI pede ao Ministério da Justiça apuração sobre invasão a jornal

“A Associação Brasileira de Imprensa (ABI) enviou telegrama ao ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, e ofício ao presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MS) de Mato Grosso do Sul, desembargador Josué de Oliveira, pedindo que seja apurada a “invasão” à sede do jornal Correio do Estado, na noite de quarta-feira (29), por agentes da Polícia Federal. Eles cumpriam determinação judicial para impedir a publicação de uma pesquisa de intenção de voto para a prefeitura da capital, Campo Grande.

Segundo o editor de Política do Correio do Estado, Adilson Paniago, a pesquisa encomendada só seria entregue no dia seguinte, mas um funcionário teve de ligar todos os computadores do setor de paginação para que os agentes verificassem se ela estava na versão que seria impressa. Como não encontraram o que buscavam, os agentes partiram para o parque gráfico. “Tivemos que parar as rotativas para eles conferirem página por página”, disse Paniago.

O presidente da ABI, Maurício Azedo, considerou a ação uma “violação grave de disposições constitucionais” e pediu, nas mensagens encaminhadas, que o ministro Cardozo e os membros do TRE-MS intervenham de forma a cessar “violências com precedentes apenas na ditadura militar”.

Para o presidente da Seccional de Mato Grosso do Sul da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-MS), Leonardo Avelino Duarte, decisões judiciais devem ser cumpridas, mas não da forma apontada na denúncia. “Se há o descumprimento, responde-se criminalmente. O que chama a atenção da OAB é a forma como supostamente foi feita [a ação], com a permanência da Polícia Federal [no local] enquanto o jornal estava sendo feito. Isso lembra os tempos da ditadura. Esse acesso prévio é censura”, afirmou.

Agência Brasil tentou falar com a Assessoria de Comunicação do TRE-MS, mas o atendente do telefone divulgado na página do tribunal na internet informou que o setor não está de plantão no fim de semana.”

(Agência Brasil)

PMDB errou ao apoiar reeleição de Luizianne, diz Gaudêncio Lucena

92 3

Gaudêncio Lucena, Alexandre Pereira e Lucélio Moura.

Após tecer várias críticas à atual gestão municipal, o candidato a vice-prefeito de Fortaleza, Gaudêncio Lucena, vice-presidente estadual do PMDB, afirmou que foi um erro seu partido ter apoiado a reeleição de Luizianne Lins (PT), em 2008. Ele representa a chapa encabeçada por Roberto Cláudio (PSB), também ex-aliado da prefeita. “Eu não participei desse erro”, garantiu, em entrevista concedida ao programa Grande Jornal, da Rádio O POVO/CBN, na manhã de ontem.

“Eu alertei. Fui contra, mas fui voto vencido”, lamentou, lembrando que ele mesmo orientou que os dois secretários representantes do PMDB na gestão entregassem os cargos. No entanto, os mesmos decidiram continuar por conta própria. “Pedi que deixassem os cargos, porque não estava satisfeito com a gestão”. Ele criticou ainda o vereador Carlos Mesquita (PMDB), que apoia o candidato petista Elmano de Freitas, mesmo com o PMDB compondo chapa majoritária de oposição.

Ele acusou o vereador de estar se utilizando das “benesses da gestão” com o intuito de se reeleger. “Todo mundo sabe que os terceirizados da Prefeitura são indicados por vereadores”, afirmou. Segundo ele, o próprio Carlos Mesquita afirma que os terceirizados indicados por ele serão demitidos, se o PT não continuar no comando da Capital. “Passadas as eleições, vamos rever esses casos”, avisou.

O POVO tentou contato com o vereador, mas ele não atendeu aos celulares. Titular da Coordenadoria de Projetos Especiais, Relações Institucionais e Internacionais da Prefeitura de Fortaleza, Geraldo Accioly afirmou que todos os contratos de terceirizados são auditados pelo Tribunal de Contas dos Municípios.

PPS e PPL

O Grande Debate recebeu outros dois candidatos a vice-prefeito: Alexandre Pereira (PPS), candidato a vice-prefeito de Heitor Férrer (PDT), e Lucélio Moura (PPL), vice de André Ramos (PPL).
Alexandre Pereira comentou a polêmica em torno dos vendedores ambulantes no Centro. “Uma cidade desordenada fica mais desigual ainda”, criticou. Ele citou a venda de uma pomada por R$ 1 nos camelôs, enquanto nas farmácias o custo é de R$ 3. Em conversa com empresários do ramo, ele diz ter sido informado que uma carga da mesma pomada havia sido roubada na semana anterior. Em seguida, ele negou estar acusando vendedores ambulantes de vender carga roubada. “Mas o desordenamento, a desorganização é criminosa e interfere na vida das pessoas”.

Já Lucélio Moura defendeu a realização de concurso público para médicos, mas admitiu não saber quantos são os médicos de Fortaleza, nem quantas vagas são necessárias para garantir o bom funcionamento das unidades de saúde. O objetivo é que os postos de saúde funcionem nos três turnos. Ele prometeu ainda diminuir o volume de terceirizados.”

(O POVO)

Cid confirma participação em adesivaço na Barra do Ceará

O governador Cid Gomes (PSB) vai participar, a partir das 10 horas deste domingo, de um adesivaço na Barra do Ceará pró-candidato do PSB/PMDB, Roberto Cláudio. A assessoria da campanha do socialista confirmou a presença dele e de outras lideranças.

Bom lembrar que foi nessa área da Capital onde o PT do candidato Elmano de Freitas iniciou sua série de comícios.

Padre Fábio de Melo no Siará Hall

345 6

O padre mineiro Fábio de Melo, 41, estará em Fortaleza nos dias 15 e 16 de novembro para apresentações no Siará Hall. Escritor e professor universitário, o padre pertence à Congregação dos Sacerdotes do Sagrado Coração de Jesus e atua na Diocese de Taubaté, a 130 quilômetros de São Paulo.

Fábio de Melo já gravou oito CDs, com dois milhões de cópias vendidas. Como escritor, já lançou 11 livros, com mais de 500 mil exemplares vendidos.

Consumidor terá preços diferenciados na Semana do Peixe

Em sua nona edição, com duração de 15 dias, o Ministério da Pesca e Aquicultura – MPA lança nesta segunda-feira (3) a Semana do Peixe. A iniciativa busca incentivar o consumo de pescado como alimento saudável, despertando nos consumidores o interesse por esse tipo de produto.

Durante os 15 dias de campanha, serão promovidas diversas ações junto às principais redes de restaurantes e redes de supermercados, mercados populares e bancas de venda de pescado no Ceará, motivando a venda de pescado a preços diferenciados.

A Semana do Peixe contará com a realização de concursos de redação em quatro escolas públicas selecionadas (duas no bairro do Pirambu e duas no bairro do Mucuripe); venda de pescado a preços populares em bairros da periferia de Fortaleza; um seminário técnico sobre comercialização de pescado com foco no mercado institucional (Programa de Aquisição de Alimentos – PAA, Compra Antecipada, Merenda Escolar); e um dia de campo no parque aquícola do açude Castanhão, em Jaguaribara, com a participação de alunos dos cursos de Engenharia de Pesca e Oceanografia da Universidade Federal do Ceará.

Combate à desertificação não é prioridade de governos, diz especialista

160 1

Embora o combate à desertificação seja fundamental à implementação de uma agenda consistente para o desenvolvimento sustentável, o tema ainda não é visto como prioridade pelos governos mundialmente. A avaliação é do presidente do Comitê Científico da Convenção das Nações Unidas para Combate à Desertificação e Mitigação dos Efeitos de Secas (UNCCD), Antônio Rocha Magalhães.

Segundo ele, os impactos da seca são cada vez mais severos e a interferência humana, promovendo desmatamento e erosão, por exemplo, contribui para a piora do cenário. Magalhães argumenta que a prevenção e o combate à desertificação estão diretamente relacionados aos esforços para erradicação da pobreza.

“Cerca de 2 bilhões de pessoas vivem em áreas secas, sujeitas à desertificação, que representam 40% do território mundial. Essas áreas concentram 60% da pobreza mundial, por isso, quando se fala em erradicação de pobreza tem que se olhar em particular para essas regiões. Por serem mais pobres, com recursos naturais menos promissores e atividades agrícolas mais arriscadas por causa do déficit hídrico, elas não conseguem atrair apoio político forte”, afirmou.

Entre as principais consequências da degradação dessas terras estão as perdas para o setor agrícola, com o comprometimento da produção de alimentos; a extinção de espécies nativas; o agravamento da desnutrição da população local; baixo nível educacional e a concentração de renda.

(Agência Brasil)

Ministro do STF defende “cassação imediata” de João Paulo

184 1

O ministro do Supremo Tribunal Federal, Marco Aurélio de Mello, está defendendo “a cassação imediata” do mandato do deputado federal João Paulo Cunha (PT/SP). Para Marco Aurélio, se a maioria dos ministros acompanharem o voto do colega Cezar Peluso – que votou pela perda do mandato do parlamentar, não cabe abertura de processo de cassação na Câmara.

A medida pode valer para os outros dois parlamentares que são réus no processo, caso se confirmem as condenações. Há também  a possibilidade dos ministros Ricardo Lewandowski e Dias Toffoli não participarem da decisão sobre a dosiometria da pena de João Pau

Estudo aponta veículos mais indicados para transporte nas grandes cidades brasileiras

“BRT, VLT e monotrilho. As duas siglas e a palavra monotrilho representam não apenas meios, mas sistemas de transportes que podem amenizar as dificuldades do trânsito nas grandes cidades. Hoje, os efeitos negativos vão além da qualidade de vida daqueles que, diariamente, perdem horas tentando se locomover entre a casa e o trabalho ou a escola. Um estudo da Confederação Nacional da Indústria (CNI) mostra que os problemas de deslocamento dos moradores nas grandes cidades afetam “diretamente” a produtividade do trabalhador e a competitividade do setor produtivo. De acordo com o estudo Cidades: Mobilidade, Habitação e Escala, no Brasil, a situação tem piorado, já que, entre 2003 e 2010, o tempo médio gasto pelo brasileiro em deslocamentos urbanos aumentou 20%.

A solução para o problema pode estar nas siglas BRT e VLT e no monotrilho, diz o diretor do Sindicato da Arquitetura e Engenharia (Sinaenco), José Roberto Bernasconi. A primeira delas, bus rapid transit, refere-se a um sistema de ônibus com faixa exclusiva, no qual a tarifa é paga antes do embarque, ainda na estação. A segunda sigla – veículo leve sobre trilhos –  é usada para uma versão moderna dos antigos bondes. Para situações onde há menos espaços na superfície, a solução pode estar alguns metros acima do solo: o monotrilho, sistema de transporte que, em geral, é feito sobre vigas.

Segundo o diretor Bernasconi, apesar de ter menor capacidade – 30 mil passageiros por hora em cada sentido –, o BRT é um sistema muito eficiente “e com metodologia totalmente brasileira”. O sistema foi implantado pela primeira vez em Curitiba e, atualmente, é usado em diversos países, tanto na Europa quanto na Ásia e nas Américas. Já o VLT tem capacidade para transportar 40 mil passageiros por hora em cada sentido. “Do ponto de vista ecológico, este bonde moderno é o melhor sistema de transporte. Além de ser agradável de andar, é bastante silencioso. Isso ajuda a evitar, também, a poluição sonora, muito comum em ambientes urbanos”, explicou o especialista.

De acordo com o estudo da CNI, o Brasil teve crescimento demográfico de 13% entre 2003 e 2010. No mesmo período, o número de veículos em circulação aumentou 66%. Conforme o estudo, a consequência é que cada morador das 12 metrópoles brasileiras (Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte, Salvador, Brasília, Belém, Curitiba, Fortaleza, Goiânia, Manaus, Porto Alegre e Recife) gasta, em média, uma hora e quatro minutos para se locomover. Nas cidades médias, que têm entre 100 mil e 500 mil habitantes, as pessoas gastam, em média, 31 minutos em seus deslocamentos.”

(Agência Brasil)

André Ramos que enfrentamento às drogas

O candidato a prefeito de Fortaleza pelo PPL, sociólogo André Ramos, visitará, neste domingo, às 10h30min, as duas casas do Centro de Recuperação Leão de Judá, no município de Caucaia (Região Metropolitana), que também recebe a demanda de Fortaleza.

Ele conhecerá a experiência dos evangélicos na recuperação de ex-dependentes químicos para  a elaboração de um projeto a ser incluso no plano de governo de Fortaleza.

O PPL, segundo o candidato, quer “criar mecanismos de reinserção social, oferecendo curso de capacitação e qualificação profissional para facilitar o acesso ao mercado de trabalho”.

Entre os mais ricos, Luizianne não tem meio termo

93 1

Da coluna Política, no O POVO deste sábado (1º), pelo jornalista Érico Firmo:

Dado curioso da avaliação da Prefeitura: a avaliação regular é predominante entre quase todas as faixas de renda, com exceção dos mais ricos. No segmento com renda familiar superior a 10 salários mínimos, a opinião sobre Luizianne não admite meios termos.

Ele alcança o melhor percentual de ótimo e bom: 33%. Mas o índice de ruim e péssimo é maior ainda: 44% – também o maior entre todos os segmentos.

Festividades da Semana da Pátria custarão R$ 800 mil

“O desfile de 7 de Setembro na Esplanada dos Ministérios contará com um público estimado em 50 mil pessoas é tido como o mais representativo ato cívico do país, como o Dia da Independência. A parada militar será o ápice das comemorações da Semana da Pátria, que devem onerar os cofres públicos em R$ 800 mil, conforme nota de empenho emitida no dia 8 de agosto.

A cifra, contudo, representa apenas 32,9% do que era estimado à época da publicação do edital de licitação, por volta de R$ 2,5 milhões. A quantia a ser gasta em 2012 se encaixa na tendência de redução nos custos do evento: ano passado, a festividade consumiu R$ 900 mil. Em 2010, R$ 1 milhão. Em anos anteriores, as quantias foram de R$ 1,2 milhão (2009), R$ 1,6 milhão (2008) e R$ 2,2 milhões (2007), em valores correntes.

O evento em si é de responsabilidade da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (Secom/PR) que, por meio de pregão eletrônico, contratou a empresa “Freitas & Pimenta Estrutura e Produções” para coordenar a montagem das estruturas imprescindíveis ao desfile: tribunas de honra (onde ficarão as autoridades políticas), arquibancadas, banheiros químicos, grades de proteção, etc.”

(Site Contas Abertas)

Roseno faz minicomício no Centro

O candidato a prefeito de Fortaleza pelo PSOL, Renato Roseno, mostrou força neste sábado. Realizou minicomício no Centro de Fortaleza. Atraiu várias caravanas de militantes de vária idades. Discursou conclamando a todos a empunharem a bandeira da renovação política na Capital, reiterando que o PSOL é a melhor alternativa para a cidade e contra os postulantes das máquinas administrativas.

(Foto – Divulgação)