Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

Articulista aponta a incoerência da prefeita

70 17

Com o título “Luizianne explicita a sua incoerência”, eis artigo do jornalista Messias Pontes. Ele aborda as declarações da prefeita Luizianne Lins (PT) no plano da sucessão municipal. Uma delas: ir para a oposição ao Governo Cid Gomes. Confira:

Declaração da prefeita Luizianne Lins (PT) durante coletiva de imprensa anteontem(12-03-12) foi considerada nos círculos palacianos como mais um afronta ao governador Cid Gomes (PSB). Antes ela havia afirmado que se o Governador não aceitasse apoiar um candidato indicado por ela, lançaria o senador José Pimentel (PT) para disputar a sucessão municipal. Como o primeiro suplente de Pimentel é o ex-deputado e ex-presidente municipal do PSB, Sérgio Novais, inimigo declarado dos Ferreira Gomes, no caso de eleição do senador, Novais se fortaleceria politicamente e o Governador não contaria com ele na Câmara Alta. Seria uma vingança da Loura.

Cid Gomes tem dito que deseja que o seu PSB permaneça na aliança com o PT com vistas à sucessão municipal de Fortaleza. Contudo tem enfatizado que esse apoio dependerá do nome a ser lançado pela Prefeita. Ela afirmou no ano passado que elegeria até um poste sem luz, e essa declaração soou muito mal no seio dos partidos aliados e, em especial, junto ao Palácio da Abolição. Depois do estrago feito tentou minimizar, mas a emenda saiu pior que o soneto.

Quando ela convoca uma coletiva de imprensa e declara que sem aliança o PT fará oposição a Cid, ela não só afronta o Governador – presidente estadual do PSB – como explicita toda a sua incoerência. Se hoje ela apoia o governo Cid Gomes, inclusive cedendo um dos seus mais fiéis aliados, no caso o deputado Antonio Carlos, para ser o líder do governo na Assembleia Legislativa, é porque considera que o Governador está realizando uma ótima administração. Se de repente ela começa a fazer oposição porque não teve o apoio desejado, mostrará que o apoio de agora não é sincero, mas pura incoerência – para não dizer oportunismo.

Em 2004, o PCdoB apoiava o PT em 17 capitais e teve o apoio do então presidente Luiz Inácio Lula da Silva e toda a cúpula nacional do partido à candidatura de Inácio Arruda em Fortaleza. Mas afrontando a direção do seu partido, Luizianne lançou sua candidatura e se apresentou como a candidata anti-Lula. À época Lula enfrentava uma maré de impopularidade em função da política macroeconômica herdada dos neoliberais, notadamente a reforma da Previdência. Inácio era tachado pelo grupo da Loura como o candidato chapa-branca.

Maquiavelicamente, o então prefeito Juraci Magalhães (PMDB) sabia que a única maneira de derrotar Inácio Arruda era dividindo a esquerda. Procurou os então deputado João Alfredo (PT) e Sérgio Novais e propôs ajuda para garantir que ela saísse vitoriosa no encontro municipal petista, o que acabou acontecendo com uma diferença de apenas um voto.

Como o candidato peemedebista a prefeito, o ex-secretário de Finanças Aloísio Carvalho , não subia nas pesquisas de intenção de voto como o esperado, Juraci o abandonou à própria sorte e passou a apoiar a candidatura de Luizianne, inclusive financeiramente. Os vereadores que já trabalhavam o nome de Aloísio Carvalho foram orientados a refazer todo o trabalho em favor da candidata petista. Alguns vereadores chegaram a reclamar dizendo que não era fácil, mas Juraci foi enfático: “Convençam seus eleitores a mudar o voto em favor da Luizianne”. Isto foi feito e ela passou Inácio para trás, indo para o segundo turno com o candidato da direita, Moroni Torgan, do PFL.

A campanha petista contra Inácio Arruda foi a mais sórdida e anticomunista dos últimos tempos. O presidente Lula continuou apoiando a candidatura do PCdoB, inclusive gravando para a propaganda eleitoral no rádio e televisão, mas Luizianne, com o apoio de Juraci Magalhães, conseguiu que o TRE proibisse.

O candidato do Partido Comunista Operário (PCO), Antonio Vidal, usou todo o seu tempo no rádio e TV para atacar Inácio Arruda. A direção nacional do PCO tentou anular a convenção que homologou o nome de Vidal, porém mais uma vez o prestígio de Juraci junto ao TRE funcionou, conseguindo manter essa candidatura.

Após a posse de Luizianne, Antonio Vidal publicou um manifesto e declarou à imprensa ter sido usado como laranja pela candidatura petista para atacar Inácio Arruda. Tudo em troca de cargos para ele e sua família, o que acabou não acontecendo. “Fui traído”, desabafou Vidal. Mesmo carregando um pote cheio de mágoas, Inácio Arruda e o seu PCdoB, para não ver Fortaleza ser governada por Moroni Torgan, um político do direitista PFL, foram à luta defendendo a eleição de Luizianne.

Para colaborar com a administração petista, o PCdoB cedeu alguns dos seus melhores quadros para dirigirem a Secretaria Executiva Regional I. O médico Mariano de Freitas, como secretário, revolucionou a SER I, inclusive concluindo o único CUCA da administração.

É oportuno lembrar que em 2008 Cid Gomes apoiou Luizianne, contrariando toda sua família, pois Patrícia Saboia, ex-mulher do ex-deputado Ciro Gomes disputava a Prefeitura pelo PDT. Cid havia se comprometido com a reeleição da petista e cumpriu a palavra, mesmo enfrentando e contrariando seus familiares, inclusive sua mãe, dona Maria José.

Agora, Luizianne Lins passou a afrontar também a direção nacional petista ao afirmar que não aceitará ingerência da direção nacional do seu partido. No entanto deseja que o deputado Rui Falcão, presidente nacional, busque junto ao governador Cid o apoio do PSB ao seu candidato, que ela quer que  seja o secretário municipal de Educação, Elmano Freitas. Ela fez questão de lembrar a campanha de 2004, mas esqueceu que um raio não cai duas vezes no mesmo lugar.

A realidade de hoje é bem diferente de 2004 e 2008. Na sua eleição ela contou com os erros crassos da campanha de Inácio Arruda (PCdoB) e com o decisivo apoio do então prefeito Juraci Magalhães, inclusive financeiro. Juraci declarou após o primeiro turno que havia feito acordo com Tasso para que este derrotasse o “Grandão” (Moroni) que  ele derrotaria o “Dentuço” (Inácio). “Eu cumpri a minha parte”, salientou Juraci.

Para ter o apoio do então prefeito ela fez um acordo dos mais espúrios. A primeira grande incoerência para quem se dizia de esquerda. A segunda foi usar um elemento desqualificado (Antonio Vidal, do PCO) para caluniar Inácio Arruda. Agora explicita a última ao ameaçar levar o PT para a oposição se não tiver o apoio do PSB.

Lamentável!

* Messias Pontes,

Jornalista e Radialista.

Emprego na indústria registra queda. Ceará entre as maiores baixas

60 1

“O emprego na indústria brasileira registrou queda de 0,3% em janeiro deste ano, em relação ao mês anterior. O resultado negativo foi observado após uma leve alta de 0,1% em dezembro de 2011 e uma queda acumulada de 1% entre setembro e novembro daquele ano. Os dados constam na Pesquisa Industrial Mensal de Emprego e Salário (Pimes), divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O número de horas pagas também caiu na comparação de janeiro deste ano com dezembro do ano passado: -0,2%. Apesar disso, o valor da folha de pagamento real cresceu 5,1% na comparação entre os dois meses.

Em relação a janeiro de 2011, o emprego na indústria teve queda de 0,5%, a quarta taxa negativa nesse tipo de comparação. Oito dos 14 locais pesquisados apresentaram queda na taxa de emprego na comparação de janeiro deste ano com o mesmo período do ano passado, com destaque para São Paulo, que teve uma redução de 3%, influenciada principalmente pelas quedas em setores como produtos de metal, metalurgia básica, calçados e vestuário.

Também apresentaram queda acentuada no emprego industrial os estados de Santa Catarina (-1,5%) e do Ceará (-2,8%), além da Região Nordeste (-0,4%). Já entre os seis locais com contribuição positiva destacam-se o Paraná (4,6%), Minas Gerais (2,5%), as regiões Norte e Centro-Oeste (1,7%) e Pernambuco (4,2%).

O IBGE também observou que a queda no emprego atingiu metade dos 18 setores pesquisados, na comparação entre janeiro de 2012 e janeiro de 2011. As principais influências para o resultado vieram dos setores de calçados e couro (-8,6%), vestuário (-5,3%), produtos de metal (-4,9%), madeira (-11,3%), borracha e plástico (-4,8%) e têxtil (-4,5%).

Já as principais contribuições positivas vieram dos setores de alimentos e bebidas (5,1%), meios de transporte (2,8%), máquinas e equipamentos (2,1%), máquinas e aparelhos eletroeletrônicos e de comunicações (2,2%) e indústrias extrativas (4,5%). A taxa de crescimento do emprego industrial acumula alta de 0,8% no período de 12 meses.”

(Agência Brasil)

VAMOS NÓS – Cadê a política de geração de empregos e atração de investimentos do atual Governo do Estado?

Ministro vem participar da Festa de São José

60 1

O ministro Fernando Bezerra (Integração Nacional) vai participar da festa do padroeiro do Ceará, São José. No próximo dia 19, ao lado do governador Cid Gomes (PSB), ele assinará convênio, durante solenidade em Canindé, liberando cinco mil kits de irrigação para agricultores.

Na mesma ocasião, o governador entregará 101 tratores – orçados em R$ 5,5 milhões – e mais 60 projetos de abastecimento d’água orçados em R$ 10 milhões.

Festa à parte pelo Dia de São José, o secretário do Desenvolvimento Agrário, Nelson Martins, anda preocupado com o inverno. Ele diz que, até agora, o Estado registrou chuvas isoladas.

A Funceme avalia que as chuvas possam vir abaixo da média, o que não garantiria uma boa safra.

MP de Pernambuco abre inscrições para concurso

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) fará concurso público para preencher 38 vagas do quadro de pessoal de apoio técnico-administrativo. O edital já foi publicado e as inscrições podem ser feitas das 10 horas do próximo dia 19 até as 14 horas do dia 10 de abril. Os salários variam de R$ 2.160,73 (ensino médio) até R$ 3.578,37 (ensino superior).

As provas estão marcadas para o dia 13 de maio. No ensino superior, as vagas são para analista ministerial e contemplam profissionais de arquitetura, ciências contábeis, jornalismo, engenharia civil, informática, jurídica, psicologia e serviço social. Já as vagas de ensino médio são para as áreas adminstrativa, contabilidade, eletrônica, telecomunicações e informática. As inscrições custam R$ 70 (ensino médio) e R$ 90 (ensino superior).

SERVIÇO

* Confira o edital aqui

Tensão entre lideranças do PT e do PMDB na Câmara Municipal de Fortaleza

56 1

Walter Cavalcante se disse enganado

Enquanto a presidente regional do PT e prefeita de Fortaleza, Luizianne Lins, espera uma maior aproximação com o presidente regional do PMDB, senador Eunício Oliveira, para a manutenção da aliança nas eleições de outubro, as duas lideranças partidárias na Câmara Municipal trocaram acusações e geraram momentos de tensão no início da tarde desta quarta-feira (14), durante a votação do projeto de lei, de autoria do Executivo, sobre suplementação de carga horária dos servidores municipais.

Após ouvir o líder do PT no Legislativo Municipal, vereador Guilherme Sampaio, o líder do PMDB na Casa, vereador Walter Cavalcante, pediu para que o presidente em exercício da Mesa Diretora, vereador Carlos Mesquita (PMDB), explicasse melhor o projeto “para que os vereadores não caiam no mesmo golpe (da matéria) dos professores”.

Segundo Walter Cavalcante, os vereadores da base de apoio à prefeita foram enganados pelo líder do PT, que assegurou que a categoria dos professores estava de acordo com o substitutivo que foi aprovado no dia em que os professores invadiram as dependências da Câmara e impediram pela manhã o acesso dos vereadores ao plenário.

“Ele (Guilherme) disse que a categoria não poderia expor a sua vontade por causa de uma disputa entre o PSTU e o Psol”, ressaltou o líder do PMDB.

Indignado, o vereador Guilherme Sampaio disse que Walter Cavalcante deve prestar contas com a sua base eleitoral. “Todo mundo aqui é adulto e vacinado”, afirmou o líder do PT.

Walter Cavalcante concordou em retirar o termo “golpe”, “por ter magoado o líder do PT”, “mas que a gente foi enganado, foi”.

“O PMDB fechou questão que não vota mais em nenhuma matéria que venha de encontro aos interesses dos servidores”, revelou Cavalcante, que denunciou ainda que o vereador Carlos Mesquita teria tido o voto registrado, mesmo sem estar presente ao plenário.

Gravidade

Para o líder da oposição na Câmara Municipal, vereador Plácido Filho (PDT), as manobras contra os servidores são reveladas todas as vezes que a base aliada entre em confronto.

“Toda vez que há um desentendimento entre os vereadores da base, a gente fica sabendo das manobras contra os servidores e contra a população de Fortaleza”, comentou o líder da oposição.

TJ-CE decreta ponto facultativo no Dia de São José

Vai ter ponto facultativo o expediente de 19 de março, em que é comemorado o Dia de São José, padroeiro do Estado. A medida consta na Portaria nº 387/2012, publicada na terça-feira, no Diário da Justiça Eletrônico. A norma, decidida pelo presidente do Tribunal de Justiça, desembargador José Arísio Lopes, é válida para todas as unidades do Judiciário cearense. Ainda de acordo com o documento, os prazos processuais ficam prorrogados para o primeiro dia útil seguinte.

Mesmo com o feriado, a Justiça do Ceará atenderá em regime de plantão. Na sede do TJCE, em Fortaleza, o serviço será assegurado pelo desembargador João Byron de Figueirêdo Frota, das 12 às 18 horas. No Fórum Clóvis Beviláqua, também na Capital, o plantão ficará a cargo da 5ª Vara da Infância e da Juventude e da 3ª Vara de Execuções Criminais (Das 6 às 18 horas do dia 19), além da 1ª Vara Cível e da Vara de Penas Alternativas (Das 18 do dia 19 às 6 horas de 20 de março).

No Interior, o atendimento estará sob a responsabilidade dos 20 Núcleos Regionais. Pelo rodízio, serão, respectivamente, as Comarcas de Juazeiro do Norte, Barbalha, Acopiara, Aurora, Baixio, Piquet Carneiro, Mulungu, Tabuleiro do Norte, Cascavel, Maranguape, Eusébio, Paraipaba, Morrinhos, Sobral, Barroquinha, Ibiapina, Carnaubal, Crateús, Mombaça e Canindé.

(Site do TJ-CE)

CUT/CE divulga nota de apoio aos eletricitários

A Central Única dos Trabalhadores divulgou, nesta quarta-feira, nota de apoio à paralisação dos eletricitários da Coelce. O movimento reivindica melhores condições salariais. Confira a nota:

NOTA DE APOIO

A CUT-CE apoia paralisação realizada pelo Sindicato dos Eletricitários do Ceará (Sindeletro). A categoria está desde ontem, em frente à Coelce, com os braços cruzados reivindicando reajuste salarial. Não podemos aceitar que o ganho real de um eletricista seja de apenas R$ 4,34, como quer o patronato. Outras funções também estão sendo prejudicadas com o pífio reajuste que está sendo proposto.

Queremos reafirmar nosso apoio ao movimento. Estamos, juntamente com o Sindeletro, à frente das negociações para que os ganhos salariais sejam de acordo com a necessidade da categoria. A CUT-CE sempre tem estado ao lado dos trabalhadores e das trabalhadoras em suas campanhas por melhores salários. E, mais uma vez, colocamos nossa força de mobilização e de luta a favor dos eletricitários do Ceará.

Executiva da CUT-CE.

Ah, se essa rua fosse nossa…hein, Seman?

Com o título “Se essa rua fosse nossa”, eis artigo do professor José Borzachiello (UFC). Ele trata de assunto dos mais interessantes e com certo romantismo: a ocupação de praças e calçadas. Enfim, aborda a tal da “cidade sem lei” que a Secretaria Municipal do Meio Ambiente e Controle Urbano, via regionais, tenta enfrentar e pouco consegue. Confira: 

Se essa rua fosse nossa seria muito diferente. Longe de saudosismos, tenho saudades de um tempo em que as ruas eram nossas. Quero uma rua que seja nossa, mas não quero uma rua de condomínio fechado, enclausurada. Quero uma rua livre, menos segregada, que permita a passagem e a convivência com todos. A rua pode e deve ser simples, com casinhas e grama entre as pedras que revestem seu calçamento.

A posse da rua advém das relações que estabelecemos com ela. Ruas com calçadas, com pessoas conversando, crianças brincando. A rua não pode e não deve ser pensada só para atender à necessidade de passagem de veículos. Rua sugere caminho, direção, paradas. Também sugere endereço, nosso lugar no mundo, nosso espaço de referência que permite a fricção do individual e do coletivo, do público e do privado. A porta da casa é passagem, é entrada, é saída. As janelas favorecem olhar o mundo a partir da proteção oferecida pela casa.

Quero nossa rua de volta. Quero ter o direito e o prazer de encontrar vizinhos, conversar, atualizar minhas discussões, me intrometer nos disse me disse cotidianos, saber das festas, dos acontecimentos. Não quero só a rua, quero a vizinhança. Quero sentir a proximidade das pessoas, saber de seus afetos e dissabores. Quero a praça como espaço vivido regulado pelas necessidades de seus usuários. Não quero a praça fria do shopping. Ela não me diz nada. É igual a todas as praças de shopping do mundo. Restaurantes de fast food, uma quantidade enorme de mesas e cadeiras, onde pessoas apressadas devoram sanduíches e se empanturram de batatas fritas e refrigerantes.

Quero uma pracinha simples com bancos dispostos simetricamente, árvores e marcas de vida coletiva construídas ao longo do tempo. Trechos pisados demarcando caminhos, parquinhos gastos revelando seu tempo e a passagem de infâncias pretéritas. Quero uma parte da cidade que pode voltar. Não quero muito. Quero apenas ter o direito de exigir minha condição de parte integrante da cidade, ter prazer em fruí-la, desfrutá-la. Também quero reparti-la. Não a quero só para mim.

Uma cidade aberta, livre e segura é possível. Temos que retomar ruas e praças. Temos que ter a capacidade de nos apoderarmos de espaços e territorializá-los a partir de nossos desejos de conviver de forma harmônica, conforme os preceitos das regras sociais. Não quero muito. Aceito a cidade com seus conflitos, com suas contradições. Tenho plena consciência de seus limites, mas tenho, entretanto, consciência que chegamos ao limite. Morar em condomínios fortificados, viver pelas ruas circulando em carros idênticos a tanques de guerra e fingir que nada está acontecendo, é pura alienação. Basta o “salve-se quem puder”. O coletivo existe. Nossas necessidades são as mesmas. Saiamos do imobilismo diante das telas da tevê e do computador.

Que venham pessoas povoar as ruas, ocupar as calçadas reanimando uma vida latente que aguarda as condições mais favoráveis para um acontecer social menos excludente.

José Borzacchiello da Silva

borza@secrel.com.br
Geógrafo e professor da UFC .

Prefeito de Caririaçu inaugura… orelhão

473 7

“É de praxe que os políticos aproveitem solenidades para vangloriar-se de grandes obras, voltadas ao progresso e ao bem comum da sociedade. Em Caririaçu, no Cariri, essa prática parece estar sendo levada à risca pela administração municipal. Pelo menos é o que mostra uma foto em que aparecem o prefeito da cidade, Edmílson Lopes (PSB), o vice, três vereadores e o procurador do município posando para o que seria a inauguração de um telefone público. A imagem circulou ontem em blogs e no site Facebook, onde gerou mais de mil e 100 compartilhamentos. Em ano eleitoral, a divulgação do registro gerou atrito entre situação e oposição.

O prefeito, nega a “inauguração” diz que tudo não passou de artimanha da “oposição baixa que não tem o que fazer”. Segundo ele, a foto foi feita no dia da inauguração do sangradouro de um açude que abastece as comunidades de Sítio Cruz e Serra Branca, na zona rural de Caririaçu.

(O POVO)

Que tal o prédio do Sindjorce ganhar o nome de Ivonete Maia?

56 4

O ex-presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Ceará, Nilto Almeida, está sugerindo que o nome da sede do Sindijorce seja rebatizado. Ele propõe o nome da jornalista Ivonete Maia, que nos deixou há cerca de um mês. Eis a nota:

Caro Eliomar, tudo bem com você?
 
Gostaria de lhe expor a seguinte situação:
 
Propus à diretoria do Sindicato dos Jornalistas, em mensagem enviada a presidente em exercício, Samira Castro, que designasse a sede da entidade de Sede Jornalista Ivonete Maia.
 
Considero uma homenagem justa, pois foi Ivonete quem conseguiu com o ex-governador Virgílio Távora a doação da casa da Rua Joaquim Sá, 545, no bairro Dionísio Torres.
 
Não fora a ação dela, correndo os inevitáveis riscos das críticas, talvez o nosso Sindicato continuasse “hóspede” da Associação Cearense de Imprensa (ACI) até hoje.
 
Embora o Sindicato já a tenha homenageado em vida, creio que nada custa este ato, que antes de se tratar de algo personalista, pretende apenas criar mais um marco na memória  do papel que Ivonete representou em nossa comunidade jornalística. Principalmente pensando nas novas gerações, que esquecem facilmente.
 
A proposta, portanto, é simples, algo similar ao que a ACI fez ao denominar de Edifício Perboyre Silva a sede da Associação que ele tão bem dirigiu.
 
* Com abraços do velho companheiro.
Nilton Melo Almeida.

Repórter do Blog no Programa Novos Talentos

 

Aqui estamos nós com esse grupo maravilhoso de estudantes de Jornalismo das universidades de Fortaleza. Eles integram a  11ª turma do Programa Novos Talentos, do O POVO, que tem a coordenação do diretor institucional Plínio Bortolotti. Nesse programa, a turma conhece e interage com os vários meios do Grupo de Comunicação O POVO

Falamos, na manhã desta quarta-feira, sobre nossa trajetória jornalísitica, contamos “causos” e, principalmente, aprendemos a lição de que quanto mais aprendizado, melhor. Em todos os sentidos.

(Foto – Paulo MOska)]

Acidente de ônibus na Suiça mata 28 pessoas

Pelo menos 28 pessoas morreram – entre elas 22 crianças – no acidente de um ônibus belga em um túnel de Sierre, no sul da Suíça, informaram as autoridades do cantão de Valais, nesta quarta-feira (14), em entrevista coletiva.

Segundo o R7.com, por meio da agência Efe, outras 24 crianças, todos elas em torno dos 12 anos de idade, ficaram feridas quando o ônibus no qual viajavam colidiu contra uma das paredes do túnel por razões até agora desconhecidas. O veículo, que transportava 52 pessoas, ficou preso na parede junto a uma das saídas de emergência do túnel. As primeiras fotografias do acidente distribuídas pelas autoridades suíças permitem ver que o ônibus ficou praticamente destruído.

Os viajantes eram crianças de duas salas de aula das localidades de Lommel e Heverlee (no norte da Bélgica), que retornavam para casa após passar férias esquiando em Val d’Anniviers, nos Alpes suíços.

O presidente da comuna de Sierre, François Genoud, declarou à Agência Efe que se trata de “um drama possivelmente sem precedentes na Suíça, uma catástrofe terrível” que ocorreu quando o ônibus percorrera “apenas uma dúzia de quilômetros”.

Homem morre após atear fogo contra residência

“Um homem morre após atear fogo em uma residência localizada na avenida Fernandes Távora na manhã desta quarta-feira, 14. De acordo com informações do Corpo de Bombeiros, o rapaz teria transtornos mentais e incendiou a casa usando gasolina.

No momento do incêndio houve uma explosão que provocou a morte do homem.

Dois bombeiros  que entraram na casa para salvar e resgatar o homem  sofreram queimaduras de primeiro e de segundo grau. De acordo com a tenente do Corpo de Bombeiros, Ana Priscila, os feridos são  Cabo Sena e Sargento Bosco. Um deles foi encaminhado ao Instituto Dr. José Frota (IJF),  o outro foi socorrido no local.

O fogo está controlado, mas uma viatura do Corpo de Bombeiros permanece na casa.”

(POVO Online)

Deputado quer verbas para contenção do mar de Icapuí

71 1

O deputado federal José Airton (PT) tem audiência, às 11 horas desta quarta-feira, em Brasília, com o ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra. Vai cobrar a liberação de repasses para as obras de contenção do mar de Redonda e Barreirinha no município de Icapuí (Litoral Leste).

Ele não falou em valores, mas disse que incluiu também na pauta cobrança por mais recursos para a continuação do projeto de contenção da praia do Icaraí, em Caucaia (Região Metropolitana de Fortaleza). O prefeito Washington Goes (PRB) quer estender a contenção até a praia da Tabuba.

A primeira fase desse trabalho recuperou com sucesso a praia do Icaraí.

Americanas.com é condenada por não entregar produto a cliente

“O juiz Ricardo Alexandre da Silva Costa, da Comarca de Cedro, condenou a Americanas.com (B2W – Companhia Global do Varejo) a pagar R$ 2.498,00 para o consumidor J.R.S., que não recebeu mercadoria. A decisão foi publicada no Diário da Justiça Eletrônico dessa segunda-feira (12/03).

Em junho de 2011, o cliente comprou, por meio da internet, um forno micro-ondas no valor de R$ 249,00, em cinco parcelas de R$ 49,80. Ao receber o produto, percebeu que a voltagem era incompatível com a região.

Ele entrou em contato com a loja e foi orientado a não receber a mercadoria, com a garantia de que, com a devolução, outro forno seria remetido, desta vez com a voltagem adequada. Após vários meses da devolução, não recebeu novo aparelho.

Afirmando ter sofrido danos materiais e morais, ingressou na Justiça. A Americanas.com, na contestação, afirmou ter agido conforme o Código de Defesa do Consumidor. Defendeu também ter ocorrido problemas alheios à sua vontade.

Ao analisar o caso, o magistrado determinou a devolução, em dobro, dos valores pagos pelo cliente, totalizando R$ 498,00. Além disso, condenou a empresa ao pagamento de R$ 2 mil, a título de danos morais.

“A conclusão da mora contratual é reforçada pelos próprios argumentos trazidos na contestação da ré que, de forma explícita, confirma que não entregou o produto, ora por problemas na sua logística, ora porque muitas vezes a demora é ocasionada pelos próprios consumidores que não informam corretamente os endereços ou omitem informações necessárias à localização e entrega dos produtos”, afirmou o juiz.

 (Site do TJ-CE)

Professores fazem atos em favor do Piso. No Ceará, seminários e passeata

103 6

Anízio Melo – No Ceará, atos incluem uma caminhada.

Professores de escolas públicas municipais e estaduais estão promovendo, de hoje até sexta-feira, várias mobilizações para cobrar o cumprimento do piso nacional do magistério. Criada em 2008, a lei determina um valor mínimo que deve ser pago a professores com formação de nível médio e jornada de 40 horas semanais. Para 2012 esse valor foi definido em R$ 1.451, mas alguns estados e municípios pagam menos do que determina a regra.

Além de cobrar o cumprimento da Lei do Piso, a paralisação nacional também defende o aumento dos investimentos públicos em educação. A CNTE quer que o Plano Nacional de Educação (PNE), que tramita na Câmara dos Deputados, inclua em seu texto uma meta de investimento mínimo na área, equivalente a 10% do Produto Interno Bruto (PIB), a ser atingida em um prazo de dez anos.

NO CEARÁ

O Sindicato Apeoc promoverá sexta-feira, pela manhã, no IFCE, um seminário sobre o Piso Salarial. No mesmo dia, às 15 horas, eles farão uma cainhada saindo da Praça da Bandeira e se deslocando para a Praça do Ferreira, onde haverá ato apoiado pela Apeoc, Sindiute, Federação dos Traalhadores Municipais em Educação, Confederçaão Nacional dos Trabalhadores em Educação e CUT.

O Sindicato Apeoc está com sua direção estadual nesta quarta-feira em Sobral. Ali, promove seminário sobre a pesquisa da tabela salarial de carreira do professor, apresentada nesta semana e que faz comparações do que percbe o docente cearense com o docente de outros Estados. Na quinta-feira, no Crato, haverá seminpario sobre Lei do Piso.

(Também com Agência Brasil)

Desempenho industrial do Ceará é o pior do País

86 1

 

“Há 16 meses, a atividade industrial do Ceará, dada pela produção física, vem caindo. A indústria de transformação do Estado registrou o pior desempenho dos últimos 12 meses, considerando fevereiro de 2011 a janeiro de 2012 (-11,4%). Os dados são da Pesquisa Industrial Mensal Produção Física (Regional), de janeiro, divulgada ontem pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Na avaliação do Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (Ipece), alguns fatos podem ter contribuído para os resultados alcançados pela indústria nacional, que também caiu. “Primeiro, o transbordamento dos efeitos da crise mundial sobre a economia do País que se intensificou bastante ao longo do ano de 2011 e início de 2012. Segundo, a apreciação da moeda brasileira, o que vem prejudicando bastante as exportações dos principais estados produtores e exportadores de produtos industrializados. E, por fim, a baixa competitividade dos produtos nacionais frente aos principais concorrentes internacionais”.

Para o coordenador da Unidade de Economia e Estatística do Instituto de Desenvolvimento Industrial do Ceará (Indi) da Federação das Indústrias do Ceará (Fiec), Pedro Jorge Ramos Viana, a redução da produção é fruto da continuidade da crise no mercado externo. “No meu entender o que está ocorrendo é um ajuste que o setor industrial usa para não ser pego de surpresa”, diz, acrescentando que a tendência de queda está sendo revertida e a partir de março é possível que a indústria volte a apresentar resultados positivos.

Acrescenta que diante das incertezas em relação ao futuro que a crise econômica provoca, os empresários tem preferido rever os planos de investimento, usar menos a capacidade de produção e vender o estoque. “É um período de ajuste”, reforça, ressaltando que a expectativa é que a partir deste mês esse quadro comece a se reverter.”

(O POVO/Foto -Senai)