Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

Roberto Cláudio quer debate aprofundado sobre Ficha Limpa em cargos públicos

101 1

“O presidente da Assembleia Legislativa, Roberto Cláudio (PSB), disse ontem que a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que estende os efeitos da Lei da Ficha Limpa para a nomeação de servidores a cargos públicos no Executivo estadual precisa ser debatida com profundidade antes de ser votada no plenário da Casa.

“Atendendo à expectativa dos cearenses, a Assembleia irá não só votar, mas antes disso, debater com profundidade essa que é uma questão que hoje lidera e faz parte dos debates políticos em nosso estado e em nosso país”, disse Roberto Cláudio.

A matéria, de autoria do deputado Heitor Férrer (PDT), foi apresentada em dezembro de 2010 e agora aguarda um novo parecer da Procuradoria jurídica do legislativo, que inicialmente considerou a PEC inconstitucional.

Porém, após a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que julgou a Lei da Ficha Limpa constitucional, e de outros estados e municípios brasileiros terem adotado os critérios da lei para a nomeação de servidores públicos, o relator da PEC na Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR), deputado Antônio Carlos (PT), requereu, na quarta-feira (7), um novo parecer à Procuradoria. Amparado, agora, na decisão do Supremo.”

(O POVO)

Verbas do Orçamento geram discussão entre parlamentares federais cearenses

“Os ânimos se exaltaram na reunião da bancada federal cearense realizada na noite de quarta-feira. O encontro trataria da eleição da nova coordenação da bancada, na qual o atual coordenador, o deputado federal Arnon Bezerra (PTB), poderá ser reconduzido ou um novo nome, eleito.

No entanto, O POVO apurou que Bezerra e Guimarães protagonizaram uma discussão sobre emendas de 2010, que teriam empenhado R$ 19 milhões para a Prefeitura de Fortaleza realizar obras da Beira Mar. A confusão começou porque Guimarães teria sido acusado de ter articulado o recurso, tirando dinheiro de uma emenda de R$ 24 milhões destinados à Região Metropolitana de Fortaleza (RMF).

Guimarães e Bezerra sustentam que não assinaram o ofício para a liberação dos recursos. Guimarães levou dados do Sistema Integrado de Administração Financeira do Governo Federal (Siafi) para comprovar que os recursos da Beira Mar não têm a ver com os da RMF e nem todo o dinheiro chegou a ser liberado. Dos 22 membros da bancada, 12 estiveram presentes durante a reunião.”

(O POVO)

Dilma vai se reunir com centrais sindicais

73 1

“Depois de enfrentar uma rebelião na base no Senado, que levou à sua primeira derrota no Congresso, a presidente Dilma Rousseff decidiu comunicar às centrais sindicais que irá recebê-las em reunião no Palácio do Planalto, no dia 14 de março.

Esta será a terceira reunião de Dilma com as centrais, desde que assumiu o governo. O presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Arthur Henriques, disse à reportagem que os sindicalistas aproveitarão para se queixar que, “neste primeiro ano de governo, a agenda do setor empresarial andou mais rapidamente do que a agenda dos trabalhadores”.

Segundo Arthur Henriques, as centrais se ressentiram de não serem chamadas para participar das reuniões que definiram redução de impostos que beneficiaram as empresas, que poderiam ter oferecido contrapartida para os trabalhadores.

“Queremos participar mais dos debates. A agenda do setor empresarial, que prevê redução de impostos, desoneração, como medidas para enfrentar a crise internacional, não está sendo debatida paralelamente, no mesmo momento”, queixou-se ele, insistindo que, quando o governo chamar o setor empresarial, tem de chamar também os trabalhadores.

Uma pauta conjunta será apresentada pelas centrais à presidente Dilma. Ela começa com uma discussão dos problemas macroeconômicos, como redução de juros, problemas com o câmbio por causa da enxurrada de dólares e euros que está entrando no país e os reflexos disto na indústria brasileira.”

(Agência Estado)

Governo cria grupo de trabalho para propor ações contra exploração sexual durante a Copa e as Olimpíadas

A Secretaria de Políticas para as Mulheres e a Secretaria de Direitos Humanos vão formar um grupo de trabalho para planejar as ações de prevenção à exploração sexual e de proteção à mulher, que serão desenvolvidas na Copa do Mundo de 2014 e nos Jogos Olímpicos de 2016. Termo de cooperação nesse sentido foi assinado hoje (8), em Brasília, aproveitando a passagem do Dia Internacional da Mulher.

“A nossa determinação é que, nesses eventos, nós façamos campanhas contra a violência e contra o tráfico [de mulheres] e a exploração sexual”, disse a ministra da Secretaria de Políticas das Mulheres, Eleonora Menicucci.

Segundo ela, além da demanda do próprio governo em se programar para combater a exploração sexual, também há uma necessidade de atender à recomendação da unidade da Organização das Nações Unidas (ONU) dedicada à causa feminina, a ONU Mulheres. A entidade pede que o país coíba, durante os eventos, qualquer forma de violência contra as mulheres e a exploração sexual. “Não aceitamos que o país seja observado como destino de turismo para exploração sexual”, destacou a ministra da Secretaria de Direitos Humanos, Maria do Rosário.

O grupo de trabalho vai elaborar ainda políticas públicas específicas para mulheres idosas. “Nós não temos nada pensado para a mulher idosa”, constatou Eleonora Menicucci. Segundo ela, até mesmo as políticas de saúde “param na menopausa”. A ministra explica que a principal razão da omissão é o fato de a população ser predominantemente jovem até há pouco tempo, com o envelhecimento aumentando recentemente. “A população do Brasil envelhece agora”, lembrou, ao comentar a mudança do perfil demográfico da população brasileira.

Outro tema em que o grupo de trabalho vai se debruçar é a proposição de políticas que garantam maior acessibilidade às mulheres com deficiência. “As enormes dívidas social e política começam pela falta de acessibilidade”, comentou a ministra de Políticas para as Mulheres.

Maria do Rosário destacou a importância de incorporar aos prédios, sejam públicos ou privados, o critério da acessibilidade. Para ela, “é importante que cada município tenha um conselho da pessoa com deficiência em funcionamento” para que nenhuma obra pública seja feita sem planejamento e, sempre, visando à acessibilidade.

(Agência Brasil)

Deputado é condenado pelo STF, mas pena prescreve

62 1

O Supremo Tribunal Federal (STF) condenou nesta quinta-feira (8) o deputado federal Abelardo Camarinha (PSB-SP) a quatro meses de detenção em um processo no qual ele foi acusado de fazer despesa não autorizada em lei quando era prefeito de Marília (SP). A pena foi convertida em multa de aproximadamente R$ 40 mil. Mas Camarinha não terá de pagar a multa porque os ministros do STF reconheceram que ocorreu a prescrição, ou seja, que não era mais possível puni-lo.

O deputado foi acusado de alugar para uso próprio um apartamento nos Jardins, na capital paulista. O imóvel pertencia ao marido de uma assessora de confiança da prefeitura. A lei orgânica do município de Marília proíbe a realização de contrato da prefeitura com servidor ou cônjuge do funcionário.

Apesar de ter ocorrido a prescrição, o STF deverá decidir se o político está ou não inelegível por causa da Lei da Ficha Limpa. A regra, considerada constitucional pelo Supremo, estabelece que o condenado está impedido de se candidatar por oito anos após o cumprimento da pena. Mas ainda não foi decidido o que ocorre quando o caso está prescrito. “É muito razoável que ele fique impedido. Ele é um dos clientes frequentes nossos, tem muitos outros casos aqui”, disse o procurador-geral da República, Roberto Gurgel.

(Agência Estado)

Ricardo Teixeira se afasta da CBF com licença médica

O presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ricardo Teixeira, comunicou nesta quinta-feira (8) aos dirigentes das 27 federações estaduais de futebol do País que pediu licença do cargo por motivos de saúde. Para substituí-lo no período em que estiver fora, o cartola designou José Maria Marín, de 79 anos, ex-governador de São Paulo e vice-presidente do Sudeste da CBF.

Somente em caso de renúncia o estatuto da CBF previa que Marín, por ser o vice mais velho, seria o substituto imediato. Como está saindo de licença, Ricardo Teixeira poderia ter escolhido qualquer um dos cinco vices, mas optou pelo paulista.

A CBF afirma desconhecer o pedido, que foi confirmado à Agência Estado pelos presidentes das principais federações. No documento, Ricardo Teixeira não especificou por quanto tempo ficará fora.

(Agência Estado)

Câmara de SP aprova Ficha Limpa para servidores municipais e gestores de ONGs

A Câmara Municipal de São Paulo aprovou, por unanimidade, o projeto que exige ficha limpa para os futuros servidores e agentes públicos municipais, em cargos de comissão ou efetivos. A proposta foi aprovada, em segunda votação, por 53 vereadores.

Também foram incluídos na lei integrantes de conselhos tutelares e municipais, dirigentes de organizações não governamentais (ONGs), secretários, subprefeitos e servidores da Câmara Municipal e do Tribunal de Contas do Município (TCM), que terão agora que apresentar um conjunto de certidões para comprovar que têm ficha limpa.

Com a aprovação da proposta, a cada início de mandato de prefeito, os nomeados para o exercício dos cargos e funções públicos vão precisar comprovar que não pesa sobre eles nenhuma das causas de inelegibilidade, tal como condenação criminal em segunda instância. Essa condição será renovada a cada início de mandato na prefeitura.

Os funcionários municipais em exercício na data da publicação da lei terão prazo de 90 dias para comprovar a ficha limpa. Para entrar em vigor, a proposta ainda depende da promulgação do presidente da Câmara Municipal, José Police Neto (PSD), o que, segundo ele, deve ocorrer até esta sexta-feira (9).

(Agência Brasil)

80% dos casos de raiva humana registrados no Ceará foram transmitidos por saguis

“Dos cinco casos de raiva humana confirmados no Ceará nos últimos sete anos, quatro foram transmitidos por saguis. O dado foi divulgado nesta quinta-feira, 8, pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), um dia após ser confirmado que uma criança de nove anos, mordida pelo animal, foi contaminada pela doença no município de Jati, a 524 km de Fortaleza.

Os outros três casos de raiva humana transmitida por sagui no Ceará foram registrados nos municípios de São Luís do Curu (2005), Camocim (2008) e Ipu (2010). Nos últimos sete anos, apenas um caso, no município de Chaval, não foi transmitido pelo animal silvestre conhecido popularmente como “soim”. Neste registro, de 2010, a vítima foi mordida por um cão.

A captura e criação de soins são práticas que ainda resistem no Interior do Ceará, apesar de ser proibida pela Lei de Proteção à Fauna. Além disso, de acordo com a Sesa, o contato com soins em cativeiro e a captura desses animais em seus ambientes naturais representa grande ameaça à vida das pessoas.

No dia 3 de fevereiro deste ano, o garoto de Jati e outros quatro meninos capturaram o animal silvestre e levaram para casa, onde um dos meninos foi mordido. Vinte dias depois, os sintomas da raiva humana começaram a aparecer e, após passar pelo hospital de Jati e pelo Hospital Infantil de Brejo Santo, o menino foi internado no dia 29 de fevereiro no Hospital São Vicente, de Barbalha, onde permanece internado em coma induzido.

A partir do diagnóstico da doença no menino, todos os profissionais de saúde que o atenderam nos três hospitais se submeteram à profilaxia antirrábica e as pessoas que tiveram contato com o menino e o soim foram tratados preventivamente com soro e vacina. Ao mesmo tempo, equipes de controle de zoonoses da Secretaria da Saúde do Estado e dos municípios de Jati e Brejo Santo realizam captura de saguis e morcegos para determinação da circulação do vírus da raiva por testes laboratoriais.

O que diz a lei
De acordo com o artigo 1º da Lei de Proteção à Fauna, “os animais de quaisquer espécies, em qualquer fase do seu desenvolvimento e que vivem naturalmente fora do cativeiro, constituindo a fauna silvestre, bem como seus ninhos, abrigos e criadouros naturais são propriedade do Estado, sendo proibida a sua utilização, perseguição, destruição, caça ou apanha”.”

(O POVO Online)

Presidente do O POVO fala para jovens empresários

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=v4oPGdZp1_8&feature=plcp&context=C44dcc7fVDvjVQa1PpcFOowEIgYChP68vPGs8dgq4Fndg_ZJDh0Fg%3D[/youtube]

A presidente do Grupo de Comunicação O POVO,  jornalista Luciana Dummar, conversou, nesta quinta-eira, no Ponta Mar Hotel, com membros da Associação Jovens Empresários (AJE) de Fortaleza. Ela falou de sua trajetória como empresária e, para o Blog, resumiu um pouco do que repassou para a AJE.

DNOCS libera portaria que beneficia irrigantes

O diretor-geral interino do DNOCS, Ramon Rodrigues, assinou a Portaria nº 43/DG/CRH, que permite os irrigantes dos perímetros – sob a jurisdição do órgão, darem como garantia os seus lotes, na ocasião de contraírem empréstimos e financiamento junto as instituições financeiras.

Essa portaria vem atender às reivindicações dos produtores, que agora terão mais condições de melhorar suas infraestruturas, adquirindo máquinas, tratores e implementos agrícolas. Com a aquisição desses equipamentos, eles podem ter um aumento substancial na produção.

(Site do DNOCS)

Rejeição de nome para ANTT pode atrasar licitação de linhas interestaduais

“A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) pretende publicar o edital de leilão para linhas de ônibus interestaduais em abril, mas depende da aprovação da diretoria colegiada do órgão, que está sem dois dos quatro diretores e sem o diretor-geral, que teve a recondução rejeitada ontem (7) pelo Senado. Os dois indicados para completar a diretoria ainda aguardam aprovação dos respectivos nomes pela Comissão de Infraestrutura do Senado e, depois, pelo plenário.

“Se não tiver diretoria colegiada com a formação [mínima] para que se possa valiar a aprovação do edital, vamos ter que alterar o cronograma [da licitação] em função disso. Mas, em princípio, o cronograma anda, esse é um projeto de governo e a área técnica, até o momento, não foi impactada pelas medidas”, disse hoje (8) a superintendente de Serviços de Transporte de Passageiros da ANTT, Sonia Haddad.

Depois da homologação do resultado do leilão, previsto para outubro, as empresas vencedoras terão seis meses para iniciar a oferta do serviço. Serão leiloados 60 lotes distribuídos em 80 grupos.

Entre as 800 sugestões apresentadas no período de consulta pública, a ANTT deverá acatar o pleito dos trabalhadores do setor, que temem o desemprego com as mudanças do modelo. Será exigido no edital que as empresas vencedoras contratem 80% da mão de obra com experiência mínima de 90 dias de trabalho na área no último ano. O objetivo é que as empresas novas busquem no mercado pessoal que já trabalha no setor.”

(Agência Brasil)

Copa 2014 – Um debate sobre eficiência energética

O Instituto da Cidade promove nesta sexta-feira, a partir das 8h30min, no auditório do Crea-CE, o evento “Copa 2014 e a Eficiência Energética para o Desenvolvimento de Fortaleza”. A palestra de abertura será proferida por Adão Linhares, presidente da Câmara Setorial de Energia Eólica do Ceará.

A programação vai até o meio-dia e contará com a presença de técnicos da área e do senador Inácio Arruda (PCdoB), além do professor Osvaldo Carioca (UFC).

SERVIÇO

Inscrições para o evento no: www.institutodacidade.org.br

Mais informações (85) – 3253 3441.

Cinco pessoas são apontadas pelo MPF como responsáveis pelo vazamento de questões do Enem

“Cinco pessoas podem ser responsabilizadas pelo vazamento das questões do Exame Nacional do Ensino Médio de 2011. A denúncia foi feita pela procuradora responsável do inquérito da Polícia Federal, Maria Cadelária Di Ciero, e encaminhada para a Justiça Federal. As informações foram divulgadas nesta quinta-feira, 8, pelo promotor do Ministério Público Federal no Cerará (MPF-CE), Oscar Costa Filho.

De acordo com os relatórios da Polícia Federal, os culpados seriam um representante da Fundação Cesgranrio, um do Inep e dois do colégio Christus, sendo um professor e um coordenador. As questões constavam em uma apostila distribuída pela escola, e os alunos tiveram acesso antecipado a 14 questões que foram cobradas na prova de outubro de 2011. O inquérito concluído pela PF confirmou que os funcionários estavam envolvidos no caso.

Os dois funcionários do Inep, segundo a denúncia do MPF, serão indiciados por falsidade ideológica, pois negaram oficialmente não haver a possibilidade de os cadernos de provas serem visualizados. Segundo o órgão: “com o objetivo evidente de acobertar a extensão do vazamento da prova”.

Já os representantes da Cesgranrio serão responsabilizados por disponibilizar os cadernos do pré-teste aos coordenadores do Christus. “Eles não dispunham de autorização legal de acesso ao material”, explica o MPF.

Os servidores do colégio envolvido são apontados como sendo um professor e um coordenador e são acusados de ter utilizado e divulgado o material sigiloso de forma ilegal. Além disto, o resultado das investigações mostra que o vazamento não se limitou aos cadernos três e sete, comprovadamente distribuídos, mas estendeu-se aos demais 30 aplicados. “A tabela apresentada pelo Inep demonstra a coincidência de itens do pré-teste e da prova do Enem em 2011”.

Segundo Maria Candelária Di Ciero, se condenados, os denunciados podem ser punidos com restrição de direitos, multa ou prestação de serviço público. Mas atenta: “detenção eu acho difícil, pelo fato de eles serem réus primários”.

Segurança em novos testes
O promotor Oscar Costa Filho questiona a capacidade do MEC de promover uma prova segura. Segundo ele, não há como garantir a segurança do próximo exame do Enem. “O exame de abril foi adiado por isso. O MEC já sabia. A prova foi adiada, porque eles não têm condições de fazer”, defende.

A eficácia da segurança é posta à prova e o MPF conclui que o vazamento ocorreu pela “vulnerabilidade” do sistema e pela deficiência da composição do Banco Nacional de Itens (BNI), violando a metodologia que regulamenta a aplicação do exame.”

(O POVO Online)

Ceará e Fortaleza desembarcam juntos. Um com vitória, outro com frustração

As equipes do Ceará e do Fortaleza desembarcaram, nesta tarde de quinta-feira, do mesmo voo da TAM. O alvinegro trazia na bagagem a classificação antecipada para a próxima fase da Copa do Brasil, pois derrotou pelo placar de 2 a 0 o Gama, em Brasília. Já o tricolor não escondeu certa ponta de frustração. Vencia pelo placar de 3 a 0 em Teresina, mas permitiu que o Comercial fizesse dois gols, trzendo a decisão para a próxima partida no estádio Presidente Vargas.

Entre os atletas, clima dos mais amistosos, segundo o zagueiro Gilmack. “A gente é profissional e sabe se respeitar”, disse o atleta, indagado sobre a coincidência de voo. O técnico do Fortaleza, no entanto, Nedo Xavier, não escondia descontentamento. Prometeu conversar com o grupo para evitar novas surpresas como a da última partida.

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=cYf3sFW96Bw&list=UU3PLF5T6g3ddE4BpeF0EhZg&index=2&feature=plcp[/youtube]

O goleiro Fernando Henrique avaliou a vitória contra o Gama, mas lembrou que tem clássico domingo. O alvinegro pega o Ferroviário.

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=kAC5diNw5Ic&list=UU3PLF5T6g3ddE4BpeF0EhZg&index=1&feature=plcp[/youtube]

Em defesa da Comissão da Verdade e contra a Direita

153 13
Como título “A Direita brasileira, a Democracia e a Comissão da Verdade”, eis artigo do professor e advogado Pedro Albuquerque. Ele analisa a postura da direita brasileira, que “camufla seus apetites autoritários em falsos discursos de defesa da democracia”. Ele defende a Comissão da Verdade, alvo preferencial da direita no momento. Confira:

A direita brasileira é diferente das direitas do Chile, da Argentina, da Europa e dos EUA. Essas direitas assumem suas bandeiras, aceitam a disputa do jogo eleitoral democrático, organizam-se em partidos políticos, tornam transparentes seus pleitos, mesmo os que pedem a deflagração de guerras ou tratamento cruel para presos comuns e políticos. A direita brasileira não tem essa tradição. Aqui ela não participa do jogo democrático, dos partidos políticos, camufla seus apetites autoritários em falsos discursos de defesa da democracia. A direita brasileira age nas sombras, nos vácuos de poder, é carpideira de apoios fardados, infiltra-se nos partidos e nos movimentos sociais não para fazer política, mas para praticar a antipolítica com incentivos a ações de provocação.
A direita brasileira é uma força social provocadora de crises para delas tirar proveito. Ela está fortemente presente nos clubes de militares das forças armadas, entidades que são por ela circunstancialmente aparelhadas e instrumentalizadas com o fim de criar tumultos políticos, o enfraquecimento e a desmoralização de governos democráticos, sejam esses governos de liberais, do centro, do centro-direita ou de esquerda. Ela não está parada. Está agindo. Está conspirando. Não é difícil identificar por onde andam a pousar essas aves de rapina. São grupos formados, no seu braço mais ativo, por ex-militares e ex-policiais que participaram da repressão, que torturaram e comandaram torturas, que praticaram assassinatos de adversários da ditadura e deram respaldo aos grupos de extermínio de brasileiros pobres infratores da lei, e por seus cúmplices, militares e civis.
Atualmente, essa direita se articula em torno da bandeira contra a Comissão da Verdade e constrói seu discurso nos velhos moldes do pseudomoralismo. É um grande erro político estratégico localizar essa direita nas forças políticas institucionalizadas que fazem oposição ao governo federal, como são os casos do PSDB, do DEM, do PPS. Essa direita a qual me refiro se lixa para a institucionalidade democrática. O que ela busca é a institucionalidade sem legitimidade popular, é a homogeneização da política em torno de um projeto único e autoritário, a eliminação das políticas sociais e culturais que dão conta do avançado estágio em que o Brasil se encontra, no reconhecimento dos direitos das minorias sociais, cujos exemplos mais marcantes são o direito reconhecido para as relações homoafetivas, para as populações indígenas, as ações afirmativas, a função social da propriedade privada, o ativismo judiciário que atualiza direitos sem necessidade da existência de leis positivadas, mas com esteio nos desígnios principiológicos da nossa Carta Magna, a possibilidade da existência de governos comprometidos com a igualdade social, a efetivação dos direitos humanos e da livre expressão do pensamento e do direito cidadão de se organizar social e politicamente. Enfim, essa direita é contra a Constituição de 1988 e o estado democrático e de direito. Essa direita tem verdadeiro pavor a disputas eleitorais quer por razões de ordem prática (não é boa de urna), quer por razões ideológicas (para ela, disputa eleitoral é fator de desestabilização da ordem).
Não devemos entrar em seu jogo provocador. Não se deve dar resposta política a suas notas e manifestos, pois qualquer posição reativa significa dar legitimidade a quem só quer solapar a institucionalidade democrática. Mas, isso não significa passividade e omissão. Pelo contrario, é preciso fazer o que não se tem feito. Tomemos como exemplo a Comissão da Verdade. É preciso tirar essa Comissão do gueto, trazê-la para o seio da sociedade. Nossa ação deve ser afirmativa e protagônica. É chegado o momento de mobilizar intelectuais, estudantes, trabalhadores, religiosos, empresários, organizações do campo democrático como sindicatos, OAB, Ongs e tantas outras, para o apoio à instalação e funcionamento da Comissão da Verdade. Levar os objetivos para os quais foi criada para as universidades e locais de trabalho a fim de que se transformem em objetivos da sociedade, em esteios da efetivação da democracia e em barreira para qualquer aventura política não democrática.
O produto dessa Comissão, para além de recuperar a memória e encontrar a verdade sobre as mortes, as torturas e seus perpetradores, os locais onde esses crimes foram cometidos, as fontes de financiamento dos centros de terror, deve produzir recomendações politicamente imperativas que levem a uma profunda mudança institucional das nossas Forças Armadas. Mudanças que implicam o seu mais radical ajustamento institucional aos ditames da Constituição de 1988, desde a doutrina que é professada nas escolas de formação de oficiais e praças, à incorporação do espírito de subordinação ao poder civil como valor a ser cultuado. Não são as Forças Armadas a «nação em armas» como soem dizer certos militares. Elas são brasileiros(as) em armas, institucionalmente organizados a serviço da nação e, por isso, subordinados ao poder legitimado pelo voto popular e legalmente representado e condensado na figura de seu/sua comandante em chefe, o(a) Presidente(a) da República.
* Pedro Albuquerque,
Advogado e professor.

PSD promove encontro regional no Cedro

93 1
O Partido Social Democrático realizará encontro regional, a partir das 18 horas desta sexta-feira, na cidade do Cedro. O encontro ocorrerá no Cedro Tênis Clube.
O presidente regional da legenda, Almicir Pinto, abrirá os trabalhos que contarão com as presenças também do deputado federal Manoel Salviano e do secretário de Planejamento e Gestão do Estado, Eduardo Diogo.

O objetivo, segundo Almicir Pinto, é discutir as próximas eleições.