Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

Ministro do STF revoga prisões temporárias de investigados na Operação Skala

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso revogou na noite desse sábado (31) as prisões temporárias dos alvos da Operação Skala, da Polícia Federal, e determinou a imediata soltura dos presos.

Barroso acolheu o pedido da procuradora-geral da República, Raquel Dodge, de revogação das prisões feito esta tarde. Segunda ela, as medidas cumpriram o objetivo legal. A PGR destacou que, quinta-feira (29), foram feitas as medidas de busca e apreensão de prisões autorizadas pelo relator do inquérito, com exceção de três pessoas que não tiveram os mandados de prisão executados por estarem no exterior, “mas dispostos a se apresentarem à autoridade policial tão logo retornem”.

As prisões foram determinadas no âmbito do inquérito que apura possíveis irregularidades na edição do Decreto dos Portos (Decreto 9.048/2017), assinado pelo presidente Michel Temer em maio do ano passado, e que apura o suposto favorecimento a empresas do ramo portuário.

“Desse modo, tendo as medidas de natureza cautelar alcançado sua finalidade, não subsiste fundamento legal para a manutenção das medidas, impondo-se o acolhimento da manifestação da Procuradoria-Geral da República”, escreve Barroso em sua decisão.

Foram presas temporariamente 13 pessoas ao todo, lista que inclui o ex-assessor do presidente Michel Temer, José Yunes; o ex-ministro da Agricultura e ex-presidente da estatal Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp) Wagner Rossi; o presidente do Grupo Rodrimar, Antônio Celso Grecco; a empresária Celina Torrealba, uma das proprietárias do Grupo Libra, que também atua no ramo portuário; e o coronel João Batista Lima, amigo do presidente Michel Temer.

As medidas foram determinadas pelo ministro Luís Roberto Barroso, relator do chamado Inquérito dos Portos, no STF.

(Agência Brasil)

Temer dará posse a ministros da Saúde e dos Transportes nesta segunda-feira

Como parte da reforma ministerial, o presidente Michel Temer definiu que Gilberto Occhi, atual presidente da Caixa Econômica Federal, vai assumir o comando do Ministério da Saúde. A posse ocorrerá na manhã desta segunda-feira (2). Valter Casimiro Silveira foi confirmado como novo titular do Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil, e o atual vice-presidente de Habitação da Caixa, Nelson Antônio de Souza, passará a comandar o banco. Ambos também serão empossados na cerimônia marcada para as 10h30, no Palácio do Planalto.

As informações foram divulgadas pela Secretaria de Comunicação da Presidência da República. Atualmente, Casimiro é diretor-geral do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit).

Vários ministros do governo Temer anunciaram que vão deixar o comando das pastas na próxima semana para se candidatar nas eleições de outubro. Entre eles o ministro da Saúde, Ricardo Barros, e dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Maurício Quintella.

Todos os ministros que quiserem disputar as eleições deste ano têm até o dia 7 de abril para deixarem seus cargos, na chamada desincompatibilização.

Ainda devem deixar o governo o ministro do Turismo, Marx Beltrão, e da Educação, Mendonça Filho. Também exista a expectativa sobre a saída do ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra; de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho; da Integração Nacional, Helder Barbalho; e do Esporte, Leonardo Picciani.

(Agência Brasil)

Prazo para isenção da taxa de inscrição do Enem começa na segunda-feira

Os estudantes que irão participar do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 2018 e quiserem pedir isenção da taxa de inscrição devem ficar atentos. Neste ano, a solicitação de isenção será feita entre os dias 2 e 11 de abril, ou seja, antes do período de inscrição, que começa em maio. O pedido deve ser feito, exclusivamente, pelo endereço site do Enem.

Serão isentos os estudantes que estejam cursando a última série do ensino médio neste ano em escola da rede pública, ou que tenha cursado todo o ensino médio em escola da rede pública ou como bolsista integral na rede privada e tenha renda per capita igual ou inferior a um salário mínimo e meio.

Também tem isenção o participante que declarar situação de vulnerabilidade socioeconômica, por ser membro de família de baixa renda e que esteja inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico). Neste ano, também são isentos os participantes do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) do ano passado, que tenham atingido a nota mínima do exame.

Os participantes que tiveram isenção da taxa de inscrição no Enem no ano passado e que faltaram aos dois dias de provas terão que justificar a ausência para fazer o Enem de 2018 sem pagar a taxa novamente.

(Agência Brasil)

Deputados retomam na segunda-feira aumento de pena para pirataria e análise dos bloqueadores em presídios

O Plenário da Câmara dos Deputados volta do feriado com votações já na segunda-feira (2) para analisar propostas de segurança, economia e família. O primeiro item previsto na pauta é o que aumenta as penas para quem comete crimes relacionados à falsificação ou imitação de produtos. Hoje, a punição máxima é de um ano de prisão, em regime aberto ou semiaberto. O projeto (PL 333/99) passa para quatro anos de prisão em regime fechado.

Também está prevista a análise da proposta que obriga o governo a instalar bloqueadores de telefonia em presídios (PLP 470/18), usando o dinheiro do Fundo Penitenciário Nacional (Funpen). Os recursos do fundo são usados, entre outras finalidades, para construir e manter o funcionamento das unidades prisionais (Lei Complementar 79/94).

(Agência Câmara Notícias)

PSDB do Ceará ainda sonha com candidatura de Tasso ao Palácio da Abolição

505 4

Escolhido como coordenador do programa de governo do presidenciável Geraldo Alckmin, do PSDB, o senador cearense Tasso Jereissati poderá entrar em alguma disputa, como forma de potencializar o tucano paulista no Ceará.

É o que avalia a direção do PSDB no Estado, que ainda sonha com a candidatura de Jereissati ao Palácio da Abolição.

Agora é só combinar com a família do senador…

O cárcere está em todos nós

Em artigo no O POVO deste sábado (31), o professor da UFC e sociólogo Paulo Henrique Martins sugere o resgate dos afetos positivos de solidariedade, da gentileza e dos cuidados com a democracia como forma de superar os cárceres imaginários que separam os “maus” e os “bons” cidadãos. Confira:

A modernidade ocidental se apoiou em duas ideias, a do destino e a da ciência. A do destino assegurava uma finalidade cosmológica; a da causalidade, a do progresso científico e técnico. Ambas as imagens, explica V. Flusser, no seu Pós-História (2011), visavam legitimar um processo de objetivação cultural da modernidade que, aparentemente, seria guiada por uma ética implícita. Mas a modernidade começou a ter falhas de memórias.

Auschwitz (o campo de concentração nazista onde se assassinavam os judeus) foi um dos primeiros grandes aparelhos do século XX que contribuíram para o colapso da modernidade. Auschwitz brotou diretamente do fundo da cultura ocidental, dos seus valores e conceitos.

Depois deste evento muitos outros surgiram: os campos de palestinos, de refugiados na Europa e, também, as penitenciárias no Brasil. O ministro Jungmann reconhece que estes aparelhos não são mais dominados pelo Estado, mas pelos traficantes. Porém, os cárceres não estão fora da sociedade, eles refletem nossos valores culturais e nossas decisões políticas.

Os cárceres revelam redes de cooptação e colaboração que se estendem para além dos muros e apenas ilusoriamente separam os “maus” e os “bons” cidadãos. Todos somos cúmplices do aparelho quando admiramos o “jeitinho brasileiro” ou nutrimos discriminações com negros(as) e pobres. Todos vivemos os cárceres ao ligar a TV diariamente para curtir amedrontados, mas com prazer, o ressentimento e o ódio nosso com relação àqueles que nomeamos de “vilões”. Pois somente assim podemos nos livrar cinicamente das responsabilidades de sermos co-autores dos cárceres que estão também em nós.

A saída? Resgatar um valor que foi fundamental para a modernidade, o da liberdade – de cada um e de todos. Apenas a valorização desta utopia e de seus efeitos práticos pode ajudar a liberar afetos positivos de solidariedade, gentileza e cuidados com a democracia.

Preços dos remédios sobem até 2,84% a partir deste sábado

Os preços dos remédios sobem até 2,84% a partir de hoje (31). A resolução do Conselho de Ministros da Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (Cmed) foi publicada na quinta-feira (29) no Diário Oficial da União. O Cmed é um órgão do governo integrado por representantes de vários ministérios.

De acordo com o texto, dependendo do tipo de medicamento, há três níveis de reajuste: 2,09%; 2,47% e 2,84%. A resolução informa que o percentual de reajuste tem como base a inflação acumulada pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) no acumulado de 12 meses, de março de 2017 a fevereiro deste ano.

(Agência Brasil)

Sistema Único de Segurança Pública poderá ser votado na terça-feira

Na terça-feira (3), os deputados poderão votar a criação do Sistema Único de Segurança Pública (PL 3734/12), cujo texto vem sendo negociado nas últimas semanas. De autoria do Poder Executivo, a proposta estabelece os princípios e as diretrizes dos órgãos de segurança e prevê a proteção aos direitos humanos e fundamentais; a promoção da cidadania e da dignidade do cidadão; a resolução pacífica de conflitos; o uso proporcional da força; a eficiência na prevenção e repressão das infrações penais; a eficiência nas ações de prevenção e redução de desastres; e a participação comunitária.

O líder do PPS, deputado Alex Manente (SP), acredita que já existe acordo suficiente para aprovar o projeto. “É necessário que o Brasil tenha esse sistema. Não é possível imaginarmos que a segurança vai evoluir se não tivermos entrosamento dos dados no nosso país.”

O líder da oposição, deputado José Guimarães (PT-CE) também acredita que é possível a votação do Susp nesta semana, desde que a proposta contemple algumas sugestões da bancada. “É preciso ter o acordo, a partir do que colocamos como central, incorporar no projeto a ideia do SUS, sistema integrado nacionalmente”, disse.

(Agência Câmara Notícias)

Tom Barros convida fiéis para missa da Vigília Pascal

313 1

O jornalista Tom Barros convida fiéis para a missa da Vigília Pascal, na noite deste sábado (31), a partir das 20 horas, na Igreja dos Remédios, no Benfica.

Durante a missa, Tom Barros, que na segunda-feira (2) completará 71 anos de idade, cantará Exulte (grande alegria).

Em entrevista ao jornalista José Maria Melo, Tom Barros dá uma “palinha” da sua interpretação.

Cuidados importantes para que o dinheiro não escoe sem rumo da sua empresa

408 3

Em artigo sobre empreendedorismo e investimentos o Mestre em Gestão Empresarial e consultor financeiro Fabiano Mapurunga explica o motivo da falta de dinheiro para pagar obrigações, apesar do bom faturamento. Confira:

Se você alguma vez já sentiu que, apesar de estar faturando bem, não consegue entender porque continua faltando dinheiro para pagar suas obrigações em dia, saiba que grande parte dos empreendedores tem este mesmo sentimento. Por isso, procurei reunir algumas dicas para lhes ajudar a resolver esta questão:

1 –Procure criar seus controles para ter parâmetros a seguir

Nós temos a necessidade de entender nossa posição atual, para sabermos se estamos perto ou longe de chegar ao nosso destino. Uma das maneiras que podemos fazer para resolver isso é utilizando, por exemplo, um GPS o qual vai nos indicando o caminho e a distância para o ponto de chegada.

Em sua gestão financeira, não é muito diferente do exemplo acima. É necessário que se saiba apurar criteriosamente seus gastos e suas receitas, e assim se criar um controle destes. Não se pode simplesmente acreditar que se precisa excluir despesas e aumentar suas receitas, sem que se conheça quais os efeitos que estas ações vão causar em seu fluxo financeiro e em seu negócio como um todo.

Posso apontar que grande parte dos empreendedores acaba confundindo o seu dinheiro pessoal com o da sua empresa, e isto é como um veneno que se toma aos poucos, pois vai minando seu caixa.

Não é uma tarefa muito prazerosa ficar controlando todas as suas entradas e saídas de caixa, mas é vital que se faça, pois sem isso se torna muito complicado fazer qualquer tipo de análise, para se tomar qualquer decisão com segurança. Por tanto, procure se utilizar da tecnologia para lhe ajudar e se cerque de profissionais capacitados para fazer este acompanhamento.

2 – Procure ter bom senso com seus gastos

Não deixe de medir as consequências dos seus gastos, observando o custo e o resultado que estes vão lhes proporcionar.

Trago aqui um exemplo prático do que quero lhes dizer: Você precisa ter um carro utilitário para transportar suas mercadorias e ao invés de comprar aquele carro econômico e padrão para a atividade, decide comprar um com muitos opcionais que não estão necessariamente ligados a sua necessidade, e por isso, acaba gastando bem mais que o necessário. O valor deste carro de luxo, está agora prejudicando diretamente o seu lucro, tudo porque não se usou o bom senso na escolha.

3 – Crie seu fluxo de caixa e tenha seu horizonte para assumir compromissos

Agora para completar as dicas, um dos pontos mais importantes, é se criar o seu Fluxo de Caixa, ou seja, ter o controle temporal das suas entradas e saídas de dinheiro.

Sua empresa pode ter conquistado uma ótima venda, por exemplo, R$ 1,2 milhão a serem recebidos em parcelas de R$ 120 mil durante 10 meses. Ao avaliar seus custos, você verifica que mensalmente precisa de R$ 200 mil para honrar suas obrigações. Então enxerga, pelo seu fluxo de caixa, que precisa de, pelo menos, mais R$ 80 mil por mês para cobrir esse espaço. Com essa visão, poderá tomar algumas atitudes, como recorrer a algum empréstimo em linha própria para o caso, ou até mesmo conseguir mais prazo com alguns fornecedores. Enfim, terá uma visão de profundidade para conseguir se posicionar e evitar muitos transtornos.

Essas dicas simples demonstram que é preciso sempre saber o que se está fazendo para não causar danos em sua empresa. Aconselho se aprofundarem mais sobre os assuntos de Custos e Fluxo de Caixa, para lhes ajudar mais na sua caminhada empreendedora.

Fabiano Mapurunga
CEO da Go Partners Consultoria em Finanças e Negócios. Mestre em Gestão
Empresarial. MBA em Gestão de Negócios. MBA em Gestão Financeira e Controladoria

STF – Magistrados entregam na segunda-feira abaixo-assinado por prisão em segunda instância

Membros do Ministério Público e da magistratura de todo o País vão entregar um super abaixo assinado pela prisão em 2ª instância aos onze ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), nesta segunda-feira, 2, na antevéspera do julgamento do habeas corpus preventivo do ex-presidente Lula, condenado a 12 anos e um mês no caso tríplex.

Até o início da noite dessa sexta-feira, 30, mais de 500 promotores, procuradores e juízes de todo o País já haviam assinado a nota técnica. Esta é a maior ofensiva dos juristas pela prisão em 2ª instância.

“Nada justifica que o STF revise o que vem decidindo no sentido de que juridicamente adequado à Constituição da República o início do cumprimento da sanção penal a partir da decisão condenatória de 2ª instância. A mudança da jurisprudência, nesse caso, implicará a liberação de inúmeros condenados, seja por crimes de corrupção, seja por delitos violentos, tais como estupro, roubo, homicídio etc”, afirma o abaixo assinado.

Na quarta-feira, 4, os ministros analisam o mérito do pedido do petista para aguardar em liberdade os recursos contra a condenação na Operação Lava Jato.

Em 24 de janeiro, Lula foi condenado por corrupção e lavagem de dinheiro pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4). Na segunda-feira, 26, a Corte de apelação da Lava Jato rejeitou o embargo de declaração do ex-presidente. Pelo entendimento firmado pelo Supremo em 2016, Lula poderia ser preso após a condenação em 2ª instância.

Contra o petista ainda não foi expedido um mandado de prisão, pois o Supremo concedeu-lhe um salvo-conduto até o julgamento final de seu habeas corpus.

(Agência Estado)

ABIH debate em Salvador temas relacionados ao turismo, lei de inclusão e reforma trabalhista

Na próxima sexta-feira, 6, a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis – ABIH BA, fará mais uma edição de seu Café com Informação, voltado a discutir temas de interesse dos hoteleiros.

Desta vez, estará trazendo como palestrante o presidente da ABIH Nacional, Manoel Linhares, para apresentação do Conotel 2018; Ricardo Cerri (MSA), para esclarecer sobre a nova lei que regulamente a manutenção dos sistemas de ar condicionado; e também um especialista sobre o artigo 45 da chamada Lei Brasileira de Inclusão (LBI) da Pessoa com Deficiência para hotéis e pousadas em todo o país; e Eduardo Dangremon, que falará sobre a reforma trabalhista e suas repercussões na rotina da hotelaria.

Programação

08:00h – Boas vindas – ABIH / Presidente ABIH Nacional – lançamento do CONOTEL.

08:20h – Fun Show Salvador Agentes de Viagem e Fun Show Salvador Operadores e Rodada de Negócios / Fórum Hotelaria e Turismo / Road Show e Planejamento 2018.

08:50h – Reforma Trabalhista e suas repercussões na rotina da hotelaria.

09:20h – Decreto que regulamenta o artigo 45 da Lei da Inclusão (LBI).

09:50h – Lei 13.589/2018 – manutenção no sistema de ar condicionado – Ricardo Cerri (MSA).

10:20h – Encerramento.

(ABIH)

Israel ameaça aumentar resposta se protestos violentos em Gaza continuarem

Israel aumentará a intensidade de sua resposta caso os protestos violentos na Faixa de Gaza, junto à fronteira comum, continuem a acontecer, afirmou neste sábado (31) a jornalistas o porta-voz do exército israelense, brigadeiro-general Ronen Menelis.

“Se o Hamas pretende continuar assim e transformar a cerca (da fronteira com Israel) em um lugar de eventos violentos diários até o dia 15 de maio (quando os organizadores devem terminar as manifestações da chamada Grande Marcha do Retorno), não vamos permitir esse jogo de pingue-pongue, eles cometendo atos terroristas camuflados de protestos e nós reagindo. Iremos além para acabar com a violência”, disse Menelis.

O porta-voz também ressaltou que o exército israelense tinha limitado sua resposta àqueles que ontem tentavam ultrapassar a fronteira. “A infiltração em outro país soberano é algo que nenhum país tolera, e nós também não”, declarou.

Milhares de palestinos foram ontem (30) para a fronteira que separa Gaza de Israel – mais de 30 mil, segundo o exército, e 40 mil, de acordo com fontes palestinas – exigindo o direito ao retorno dos palestinos às terras que tiveram que deixar ou das quais foram expulsos durante a Guerra de Independência israelense de 1948.

O Ministério da Saúde do Hamas disse hoje que 15 pessoas morreram e 1.400 ficaram feridas – cerca de 800 atingidas por tiros -, e Manelis argumentou que todos os que morreram o foram porque estavam cometendo ações violentas durante os protestos.

“Ontem enfrentamos uma manifestação violenta e terrorista em seis pontos ao longo da fronteira”, disse o porta-voz, garantindo que o exército usou “fogo dirigido” onde havia tentativas de violar a cerca de segurança.

Manelis afirmou que “quase todos os mortos eram homens de 18 a 30 anos, muitos deles eram conhecidos e pelo menos dois eram membros de um comando do Hamas”.

Os confrontos de ontem foram os mais letais desde a guerra de Gaza de 2014. O exército israelense usou fogo real, balas de borracha e gás lacrimogêneo (lançados a partir de drones) para evitar que os milhares de cidadãos de Gaza se aproximassem da cerca de fronteira.

O exército disse que os manifestantes lançaram bombas incendiárias e pneus em chamas em direção aos soldados e que houve um episódio no qual foram utilizadas armas de fogo.

Ontem à noite, os líderes do Hamas pediram aos manifestantes para se retirarem da volátil região de fronteira até o dia seguinte.

Durante a noite houve três lançamentos de projéteis realizado em Gaza tendo Israel como alvo, confirmou o porta-voz militar, mas os foguetes não atingiram o território israelense.

(Agência Brasil)

Bastam dois partidos?

310 1

Editorial do O POVO deste sábado (31) aponta resultado de pesquisa, feita em parceria Brasil e Reino Unido, que mostra que os partidos políticos brasileiros são criados para servir os interesses dos políticos, não para representar os diferentes segmentos da sociedade. Confira:

Pesquisa inédita, coordenada pela Universidade de Oxford (Reino Unido) e pela Fundação Getúlio Vargas (FGV-Brasil), revela uma coisa que todos já sabiam: os partidos no Brasil são criados para servir os interesses dos políticos; não para representar os diferentes segmentos da sociedade. Mas o surpreendente é que os pesquisadores chegaram à conclusão que apenas dois partidos seriam suficientes para representar a sociedade brasileira no Congresso Nacional.

Consultando senadores e deputados, por meio de um questionário – com temas que iam da economia e controle fiscal à reforma política e o aborto -, os pesquisadores descobriram que as 25 legendas com representação no Parlamento poderiam ser divididas em dois grandes grupos: um de centro-direita (formado pelo chamado “centrão”, além do PP, PSDB e MDB) e outro de centro-esquerda (composto por partidos como PT, PC do B e PDT). O bloco de centro-direita tem hoje 60% das cadeiras na Câmara dos Deputados, e o de esquerda, 40%.

“No campo das ideias, pelos 20 assuntos que a gente mediu, dois partidos são suficientes e representariam razoavelmente e de forma coerente a sociedade. Um seria estaria mais à esquerda e outro mais à direita”, disse um dos coordenadores da pesquisa, o professor César Zucco (FGV), em entrevista à BBC Brasil, de onde foram compiladas as informações para este texto.

É importante frisar que a pesquisa não defende a instalação de um modelo bipartidário, apenas demonstra o que, empiricamente, sempre pareceu óbvio a um brasileiro medianamente informado. Qual seja, que a proliferação de partidos atende a interesses individuais ou de grupos políticos, em busca que usar as siglas como elemento de barganha política. Como bônus, ainda ganham o acesso ao generoso Fundo Partidário, bancado por recursos públicos. Talvez seja exagero dos pesquisadores resumir o arco ideológico a apenas dois partidos, mas um número não superior a cinco siglas, com certeza, representaria bem as diferentes propostas em debate no País.

Mas o pior é que, mesmo com o sentimento de rejeição generalizada ao comportamento dos políticos, que poderia apontar para uma renovação no parlamento, isso não deve acontecer. Para os pesquisadores o mesmo quadro tende a se repetir na eleição de outubro. Com o fim do financiamento empresarial às campanhas, os candidatos dependerão mais do Fundo Partidário. E quem tem mais acesso ao dinheiro, essencial em uma campanha eleitoral, são justamente os partidos que mais elegeram deputados em 2014.

Assim, infelizmente, na próxima legislatura, talvez tenhamos mais do mesmo.

Centro-Sul do Ceará volta a registrar fortes chuvas

A Região Centro-Sul do Ceará voltou a registrar fortes chuvas, de sexta-feira (30) para este sábado (31), de acordo com registros da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme).

Após a chuva de 121 milímetros em Icó, de quinta-feira (29) para essa sexta-feira, agora são os municípios de Senador Pompeu e Milhã que registraram as maiores chuvas, com 89 milímetros e 86 milímetros, respectivamente.

Outras fortes chuvas foram registradas em Quixeramobim (70 mm), Boa Viagem (57 mm), Jardim (57 mm), Ibiapina (55 mm), Novo Oriente (46 mm), Abaiara (45 mm) e Ererê (43 mm).

Em Fortaleza, choveu somente 2 milímetros, mas este domingo (1º) promete ser de chuva no decorrer do dia, com mínima de 23°C e máxima de 28°C.

(Foto: Arquivo)

Gatos são colocados para adoção neste sábado no RioMar Papicu

Dezenas de gatos, adultos e filhotes, machos e fêmeas, serão colocados para adoção neste sábado (31), a partir das 16 horas, no shopping RioMar Papicu, em evento promovido pela ONG “Deixa Viver”.

Segundo os organizadores, todos os felinos passaram por uma triagem, ficaram abrigados e foram submetidos a tratamento contra vermifugados. Alguns gatos foram castrados, após avaliados pelo médico veterinário.

De acordo com a ONG, muitos dos animais foram abandonados pelas mais diversas situações, como fim de relacionamento de um casal, mudanças de cidade/país, dificuldade financeira, desinteresse pelo animal adulto, nascimento de filhos ou por recomendação médica.

Para adotar um dos animais é necessário que o interessando seja maior de 18 anos, apresente RG ou CNH e comprove o endereço de residência.