Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

Número de clientes de TV por Assinatura recua 4% em 12 meses

A base de clientes do serviço de TV por Assinatura no Brasil recuou 4,09% em 12 meses. De acordo com os dados divulgados pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), em fevereiro de 2018 o número total de contratos registrados foi de 17.864.159, representando 761.726 contratos a menos que os 18.625.885 registrados no mesmo mês do ano passado. Somente Piauí, Maranhão, Tocantins, Pará e Rio Grande do Sul não apresentaram queda.

Na comparação com janeiro de 2018, em fevereiro houve um recuo de 0,67%, com a perda de 120.004 contratos ativos. A Sky foi a empresa que registrou a maior redução no número de contratos, com 71.204 contratos a menos, uma queda de -1,33%. Em segundo lugar ficou a Claro (NET) com menos 44.904 contratos e recuo de 0,5%.

Já a operadora Oi registrou um aumento na sua base de assinantes e somou 4.920 novos usuários, um aumento de 0,32%. Em seguida, aparece a empresa Cabo Telecom, que obteve acréscimo de 131 usuários, o que representa um aumentoo de 0,25% na sua base de clientes

Na comparação com fevereiro de 2017, a Oi novamente aparece na frente, registrando um crescimento de 14,22%, com um aumento de 189.722 novos contratos. Depois aparece a Algar, que registrou crescimento de 1,07%, somando 1.033 novos contratos. A Claro apresentou a maior queda, com menos 800.257 contratos, um recuo de 8,17 %. Em seguida vem a Vivo, cujo recuo foi de 5,86%, com redução de 98.085 contratos, e depois a Nossa TV que perdeu 3.258 contratos, redução de 2,55%.

(Agência Brasil)

Acrísio Sena e a necessidade de se debater a regulamentação dos aplicativos de táxi

Do vereador Acrísio Sena (PT), presidente da Comissão do Meio Ambiente e Transportes da Câmara Municipal de Fortaleza, sobre projeto do prefeito Roberto Cláudio que quer regulamentar uso de aplicativos de táxi:

Um novo plano de mobilidade urbana será necessário após a regulamentação dos aplicativos em Fortaleza. O incremento de pelo menos 20 mil novos veículos transitando na Capital com a regulamentação dos aplicativos e o aumento do número de taxis, impactará negativamente no nosso trânsito de Fortaleza.

As recentes informações apontam para pensarmos um novo plano de mobilidade urbana para Fortaleza que tenha como meta a superação da lógica do automóvel, abrindo caminhos para um eficiente transporte público coletivo com modais integrados (ônibus, metrô, VLT) e numa perspectiva metropolitana.

Esse debate será levado para a Câmara Municipal e a sociedade, mostrando a necessidade de medidas que privilegiem o transporte coletivo, com a ampliação da frota, a pontualidade dos horários e as melhorias na qualidade dos serviços prestados em nossa capital.

*Acrisio Sena,

Presidente da Comissão de Meio Ambiente e Transporte da CMFor

Chove em todas as regiões do Ceará no início do feriadão; Icó registra 121 milímetros

Entre as 7 horas da manhã dessa quinta-feira, início do feriado para muitos, e o mesmo horário desta sexta-feira (30), o Ceará registrou boas chuvas. O município que recebeu mais água foi Icó, com 121 milímetros, na Região Jaguaribana. Juazeiro do Norte, no Cariri, vem em seguida, com 95 milímetros.

No total, de acordo com a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), 112 municípios registraram precipitações. Na noite de ontem, chuvas alagaram vias de Fortaleza, que marcou 11,2 milímetros.

Nas regiões que mais precisam, como a jaguaribana, onde estão situados os principais açudes do Estado, choveu 57 milímetros tanto em Orós quanto em Alto Santo (onde fica o Castanhão). Local com mais reservatórios em situação crítica, choveu acima de 50 milímetros no Sertão Central e Inhamuns, com Deputado Irapuan Pinheiro: 81 milímetros.

A previsão para toda esta Sexta-feira é predomínio de céu nublado com chuva em todas as regiões cearenses. Para o final de semana, nebulosidade variável com eventos de chuva.

Confira as 10 maiores chuvas entre ontem e hoje

Icó: 121.0 mm

Juazeiro Do Norte: 95.0 mm

Pindoretama: 85.0 mm

Ererê: 84.0 mm

Deputado Irapuan Pinheiro: 81.0 mm

Iracema: 79.0 mm

Granja: 77.4 mm

Piquet Carneiro: 75.0 mm

Graça: 70.0 mm

Umari: 70.0 mm

(O POVO Online)

Planalto vê prisão de amigos de Temer como retaliação

Há no Palácio do Planalto um sentimento acerca da operação da Polícia Federal que prendeu diversos aliados do presidente Michel Temer (Yunes e o amigo particular dele, o coronel Lima).

Segundo informa a Coluna Radar, da Veja Online, gente de peso do Planalto acredita em retaliação, porque o emedebista anunciou a intenção de concorrer à reeleição há poucos dias.

A suspeita da operação ter sido direcionada cresce, porque interlocutores acreditam que a Polícia Federal poderia ter ido às ruas antes do anúncio de Temer.

Dor e transcendência

Editorial do O POVO nesta sexta-feira (30) aponta o drama da Paixão de Cristo na forma de uma condição humana vitimada pelo sofrimento, injustiça, exploração, violência, exclusão e preconceito. Confira:

A Sexta-feira da Paixão, celebrada hoje, atrai os olhares e a sensibilidade dos cristãos ocidentais (os cristãos orientais seguem um calendário mais antigo com alguns dias de diferença) para a data mais dolorosa do Cristianismo, que marca a tortura e a injusta execução de Jesus de Nazaré, apodado ironicamente, por seus executores, de “Rei dos Judeus”. Outros olhares – não crentes – veem a data com o respeito devido à morte de um inocente, condenado por crime político, ao ser entregue pela elite submissa de seu país – não por seu povo – às mãos de uma potência estrangeira ocupante (Roma), por ser portador de uma mensagem subvertedora do status quo político-religioso.

Desde então, a cruz, instrumento de sua tortura e morte, tornou-se o símbolo, por excelência, do Cristianismo. Numa leitura alegórica, o cruzamento entre duas hastes de madeira simbolizaria as duas dimensões que compõem o ser humano: a temporal (haste horizontal) e a espiritual (haste vertical). No seu ponto de intersecção está o Cristo, que simboliza o ser humano crucificado entre o céu e a terra. Ou seja: de um lado, o homem é um ser carnal, limitado, perecível, mortal, condicionado pela história; de outro, é um ser espiritual, intemporal, infinito, imortal, incondicionado e eterno.

O drama da Paixão de Cristo continuaria, segundo uma de suas leituras, a se traduzir na história, na forma de uma condição humana vitimada pelo sofrimento, injustiça, exploração, violência, exclusão e preconceito. Do ponto de vista religioso, a ênfase dada ao sofrimento é uma marca do catolicismo ocidental. Os católicos orientais (em comunhão com Roma), os ortodoxos e os reformados (protestantes) preferem enfatizar o Cristo ressuscitado, evocado pela Páscoa cristã. Contudo, há uma compreensão comum de que para se chegar à Ressurreição (salvação, iluminação, deificação), há de se aceitar a passagem pela cruz (despojamento, esvaziamento) e pela morte (do ego).

São condições destacadas por todas as tradições religiosas (cristãs e não-cristãs) para se chegar à unidade com a dimensão divina. No âmbito da tradição religiosa popular do catolicismo brasileiro, marcada pelos traços culturais ibéricos (Portugal e Espanha), a Sexta-feira Santa era envolvida pelo mais vivo dolorismo e por um pendor ascético. Isso desapareceu praticamente a partir da secularização dos últimos 60 anos. A data virou um feriado como tantos outros, nem sequer atuando mais como dissuasor moral da violência. Nem por isso, deixou de ser uma oportunidade de abertura ao sentido da transcendência.

Analistas-tributários da Receita Federal confirmam paralisação de 48 horas

Porto do Pecém, por exemplo, vai sofrer impactos dessa paralisação.

Cerca de sete mil analistas-tributários da Receita Federal de todo país estarão de braços cruzados nesta terça e quarta-feira, dias 3 e 4 de abril, numa greve de 48 horas. Eles vão protestar contra o descumprimento do acordo salarial da categoria assinado em 23 de março de 2016, contra as ações que podem inviabilizar o funcionamento da Receita Federal do Brasil, afetando diretamente a Administração Tributária e Aduaneira, e contra as medidas que afrontam direitos dos servidores públicos de forma geral.

Durante a greve, não serão realizados diversos serviços, como atendimento aos contribuintes; emissão de certidões negativas e de regularidade; restituição e compensação; inscrições e alterações cadastrais; regularização de débitos e pendências; orientação aos contribuintes; parcelamento de débitos; revisões de declarações; análise de processos de cobrança; atendimentos a demandas e respostas a ofícios de outros órgãos, entre outras atividades. Nas unidades aduaneiras, os analistas-tributários também não atuarão na Zona Primária (portos, aeroportos e postos de fronteira), nos serviços das alfândegas e inspetorias, como despachos de exportação, verificação de mercadorias, trânsito aduaneiro, embarque de suprimentos, operações especiais de vigilância e repressão, verificação física de bagagens, entre outros.

Segundo o presidente do Sindireceita, Geraldo Seixas, o acirramento da mobilização em todo o país, além de ser um protesto contra “o inexplicável” descumprimento do acordo salarial assinado com a categoria há mais de três anos, com a não regulamentação do Bônus de Eficiência, instrumento amparado no cumprimento de metas de eficiência institucional, é uma medida contra as ações que podem inviabilizar o funcionamento da Receita Federal do Brasil, como falta de definição em relação às progressões/promoções dos analistas-tributários.

Seixas explica ainda que a greve foi deflagrada em protesto às medidas que afrontam direitos dos servidores públicos de forma geral, desestruturando todo o serviço público, como os programas de demissão voluntária, a suspensão dos concursos públicos, os cortes no orçamento de ministérios, órgãos de Estados, autarquias e fundações. Medidas que já impactam o atendimento que é oferecido à população, em especial àqueles que mais precisam dos serviços públicos.

“O governo tem desferido inúmeros ataques aos direitos dos servidores públicos, desrespeitando milhões de trabalhadores ao apresentar projetos e propostas como as contidas na Medida Provisória nº 805/2017, que mesmo tendo seus efeitos suspensos por liminar conferida pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, seguem no espectro do governo que deixou claro sua intenção de adiar o pagamento das parcelas dos reajustes e majorar a contribuição previdenciária de 11% para 14%, da parcela do salário dos servidores que ultrapasse o teto do Regime Geral da Previdência Pública que é de R$ 5.531,31”, explicou.

DEM fecha estratégia para cargos proporcionais e libera bases para votar em Camilo Santana

A cúpula do DEM estadual vai apostar fichas em três nomes para deputado federal: o advogado Wilson Belchior, Mosiah Torgan, titular da Secretaria do Desenvolvimento Econômico de Fortaleza – que está se desincompatibilizando na próxima semana, e Danilo Forte.

Para a Assembleia, vai trabalhar a reeleição de João Jaime, segundo informa para o Blog o próprio parlamentar.

Sobre a disputa para o Governo, João Jaime avisa que o DEM vai liberar suas bases.

Já o presidente estadual Chiquinho Feitosa adianta logo que a maioria dos membros do partido votará na reeleição do governador Camilo Santana Apesar dele ser do PT.

Todos os amigos do presidente

Da Coluna Política, no O POVO desta sexta-feira (30), pelo jornalista Érico Firmo:

Quanto menos promissora se torna a candidatura de Michel Temer (MDB), mais necessário para ele se torna disputar a reeleição. Aliás, é muito importante para ele vencer a eleição, por improvável que isso seja hoje.

Ontem, quatro pessoas foram presas pela Polícia Federal na Operação Skala. Três são amigos muito próximos a Temer. Os quatro são investigados em esquema de corrupção no qual o presidente teria sido favorecido —e que motivou a quebra do sigilo.

Um dos presos, José Yunes, é um dos mais próximos amigos de Temer. São cerca de 60 anos de relação. Fosse um trabalhador, essa amizade estaria perto de se aposentar até pelas regras previstas na reforma da Previdência (se seguisse o critério pelo qual o hoje presidente se aposentou, já estaria recebendo há anos pelo INSS). Yunes foi assessor do presidente até dezembro de 2016 e deixou o cargo após ser citado em delação pelo doleiro Lúcio Funaro.

Outro detido foi o coronel da Polícia Militar, João Batista Lima Filho, tido como homem de confiança do presidente para todo tipo de serviço. A dar crédito às suspeitas, todo tipo mesmo. No escritório dele, a Polícia Federal achou, no ano passado, recibos de despesas familiares de Temer. Ricardo Saud, ex-diretor da JBS. informou ter mandado entregar R$ 1 milhão em espécie em sede de empresa do coronel. O dinheiro seria destinado a campanha do PMDB e teria sido pago a pedido de Temer.

Outro preso, Wagner Rossi (MDB), foi ministro da Agricultura nos governos de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Dilma Rousseff (PT). Com a petista, ficou sete meses no cargo e caiu sob denúncias. Foi colocado lá por Temer. Joesley Batista, da JBS, disse que foi Rossi quem o apresentou a Temer, no fim do governo Lula.

Yunes, em depoimento espontâneo à Procuradoria Geral da República (PGR), revelou, por sua vez, que o hoje ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha (MDB), pediu a ele que recebesse “documentos” em seu escritório. Apareceu o doleiro Funaro com um pacote, cujo teor Yunes disse não saber. Conforme as denúncias, teria sido dinheiro. Padilha, assim como o presidente, foi denunciado ao Supremo, mas o prosseguimento do processo foi interrompido por decisão da Câmara.

Outro dos mais próximos aliados de Temer, o ministro Moreira Franco (MDB), da Secretaria Geral, também foi denunciado ao STF e está na mesma situação. O presidente editou medida provisória para dar a ele status de ministro e, assim, foro privilegiado, às vésperas de a denúncia ser feita.

Ex-ministro da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima (MDB) foi preso duas vezes, a última após malas com R$ 51 milhões serem encontradas em apartamento ligado a ele. Henrique Eduardo Alves (MDB), ex-presidente da Câmara e ex-ministro, foi detido e está hoje em prisão domiciliar, acusado de corrupção relacionada a obras do estádio em Natal para a Copa de 2014.

Para chegar mais perto de Temer do que esse grupo, só se pegarem Marcela e Michelzinho.

Chove 121 milímetros em Icó, o que é bom para afluente do Castanhão

Chovem em 112 municípios cearenses nas últimas, segundo informa o boletim da Funceme. Houve chuva superior a 100 milímetros como em Icó, que conta com o rio Salgado, um afluente do Castanhão.

A previsão é de que o tempo deverá continuar favorável a novas precipitações pluviométricas no fim  de semana. Confira as 10 maiores chuvas:

Icó (Posto: Cascudo) : 121.0 mm

Juazeiro Do Norte (Posto: Vila Sao Goncalo) : 95.0 mm

Pindoretama (Posto: Pindoretama) : 85.0 mm

Ererê (Posto: Erere) : 84.0 mm

Deputado Irapuan Pinheiro (Posto: Dep. Irapuan Pinheiro) : 81.0 mm

Iracema (Posto: Canafistula) : 79.0 mm

Granja (Posto: Sambaiba) : 77.4 mm

Piquet Carneiro (Posto: Ibicua) : 75.0 mm

Graça (Posto: Graca) : 70.0 mm

Umari (Posto: Sitio Canto) : 70.0 mm

Temer convoca seu advogado para avaliar cenário prós-prisão de seus amigos

O presidente Michel Temer desistiu de passar a Páscoa em São Paulo e convocou o advogado Antonio Claudio Mariz para uma reunião, nesta sexta-feira (30), em Brasília. O encontro ocorre após a prisão de seus amigos pela Polícia Federal. A informação é do Portal G1.

Mariz é o advogado do presidente no inquérito dos portos, que apura se o presidente recebeu propina em troca da edição de um decreto para supostamente favorecer empresas portuárias. Temer nega.

A expectativa do Planalto é por uma nova denúncia contra Temer.

No Ceará, pelo menos 13 deputados devem mudar de partido

A mudança mais comentada foi a de Heitor para o Solidariedade.

Há uma semana do prazo-limite da janela partidária, cinco deputados federais cearenses já trocaram de partido e pelo menos oito deles ainda articulam a mudança. As trocas reforçam a base do governador Camilo Santana (PT) e expõem o enfraquecimento da oposição na Assembleia Legislativa. As mudanças podem ocorrer até o próximo sábado, 7 de abril.
A janela partidária é o período de um mês que os políticos de mandatos proporcionais têm para poderem trocar de partido sem sofrer punições por infidelidades. Este ano, o período começou no último dia 7 de março.

Os deputados estaduais Capitão Wagner e Roberto Mesquita oficializaram a mudança para o Pros em Brasília. Wagner vai assumir a presidência do partido, que vai ampliar a bancada da oposição. O parlamentar decidiu trocar de partido após a deputada federal Gorete Pereira assumir a presidência do PR e garantir a presença do partido na base do governador. Capitão Wagner leva o deputado Roberto Mesquita que trocou o PSD pelo Pros.

As mudanças do PR também fizeram com que o grupo político do vice-prefeito de Maracanaú, Roberto Pessoa, também deixe o partido, incluindo, sua filha — a deputada Fernanda Pessoa. A mudança será oficializada na próxima quinta, 5, mas ainda não se sabe para qual partido. Pessoa articula a mudança para um dos partidos da oposição, podendo ser o PSDB, PSD, Pros ou Solidariedade.

Quem também trocou a sigla foi Heitor Férrer que desembarcou no Solidariedade esta semana, após o PSB se alinhar como partido da base de Camilo. O presidente estadual do PSB, deputado federal Odorico Monteiro, deu ultimato a Férrer, que atua na oposição do Governo.

A dança das cadeiras ainda deverá ocorrer na próxima semana com pelo menos oito parlamentares. Tin Gomes vai trocar o PHS pelo PDT na próxima sexta, 6. Gony Arruda, no PSD, disse que está “faltando só assinar” a filiação no PP, da base de Camilo. Mário Hélio e Bethrose também deverão trocar de sigla. O primeiro segue para o MDB e a deputada segue para o PP.

O MDB também pode sofrer redução da bancada com a provável saída de pelo menos dois parlamentares. Audic Mota articula a migração para o DEM, mas poderá ter os planos frustrados por desentendimento com os dirigentes da sigla no Estado. O POVO procurou o deputado durante a tarde de ontem, mas não foi atendido. A assessoria de comunicação dele disse, no entanto, que o assunto não será tratado pelo parlamentar.

Dra. Silvana também não decidiu se permanece no MDB ou segue para o DEM ou o PP, partido com as negociações mais avançadas. A deputada terá encontro hoje com o senador Eunício Oliveira para decidir a continuidade na sigla, que, segundo ela, dependerá de apoio na campanha. “Precisamos de uma estrutura mínima. Essa é a condição”, disse Silvana.

Em compensação, Walter Cavalcante, que tem articulado a saída do PP poderá voltar ao MDB. O deputado ainda não confirma a mudança, embora admita que pode acontecer. “Tenho conversado com vários partidos, mas ainda não defini. Continuo no PP, mas amanhã pode ser diferente”, disse.

 

(O POVO – Repórter Rômulo Costa)

Apesar do arrocho, houve estatal lucrando bem em 2017

As estatais brasileiras apresentaram um resultado financeiro melhor em 2017. Boletim apresentado pelo Ministério do Planejamento nesta semana mostra que o lucro dessas empresas saltou 214,1% no ano passado: foi de R$ 9,03 bilhões em 2016 para R$ 28,36 bilhões.

O número considera as cinco principais empresas do país: Petrobras, Eletrobras, BNDES, Banco do Brasil e Caixa. Elas representam mais de 90% do patrimônio líquido total das 146 estatais existentes hoje.

Com exceção da Eletrobras, todas as grandes estatais tiveram uma melhora nos resultados. A empresa de energia teve um déficit de R$ 1,7 bilhão em 2017, ante um superávit de R$ 3,5 bilhões em 2016. As contas da Eletrobras foram impactadas principalmente pelo prejuízo de R$ 4,2 bilhões das distribuidoras de energia e por R$ 23,2 bilhões a menos em receitas de transmissão.

(Com Agências)

Salmito será prefeito de Fortaleza por uma semana

2317 3

O presidente da Câmara Municipal, Salmito Filho (PDT), assumirá, na próxima segunda-feira, como titular do Paço Municipal. Isso porque o prefeito Roberto Cláudio cumprirá agenda nos EUA e o vice-prefeito, Moroni Torgan, se licencia por uma semana para tratar de assuntos particulares.

Roberto Cláudio terá nos EUA, mais precisamente, uma agenda de reuniões nas sede do Banco Mundial, em Washington, quando tratará sobre financiamento para o Programa Fortaleza Sustentável.

Também terá encontros com a agência norte-americana WRI e ainda outros contatos com apoio do embaixador do Brasil nos EUA, Sergio Amaral.

(Foto – CMFor)

Índice de fraudes na venda de pescado chega a 21% em 12 estados e no DF

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento flagrou irregularidades em 21,8% das amostras de peixe vendidos em 12 estados e no Distrito Federal (DF). Batizada de Operação Semana Santa, a fiscalização envolveu a participação de mais de 50 auditores fiscais federais agropecuários e agentes de inspeção do ministério. As amostras foram colhidas em fevereiro último.

Além de produtos vendidos no DF, foram examinadas amostras de pescado oriundas de Alagoas; do Ceará; de Minas Gerais; de Mato Grosso; do Pará; de Pernambuco; do Paraná; do Rio de Janeiro; do Rio Grande do Norte; de Santa Catarina; de São Paulo e do Tocantins.

Das 133 unidades analisadas pelo Laboratório Nacional Agropecuário (Lanagro), em Goiânia, 29 apresentaram não conformidade, que ocorre quando a espécie de peixe declarada no rótulo não condiz com o produto contido na embalagem. É como, por exemplo, quando o consumidor compra pescada cambucu pensando tratar-se de robalo congelado.

A identificação do pescado foi feita por meio de exame de DNA. Segundo a amostra, uma em cada cinco embalagens de peixe vendidas no varejo desses estados apresenta fraude. O índice é ainda maior nos estabelecimentos que estão sob fiscalização estadual ou municipal: em 36 embalagens analisadas, 20 apresentaram não conformidade, o que representa 55,6% do total. No caso dos estabelecimentos sob inspeção federal, que inclui os estrangeiros, o número de fraudes é menor. Das 97 amostras analisadas nesse grupo, um total de 9 resultou em não conformidade (9,3%).

A substituição de espécies de peixe nas embalagens ocorreu entre produtos de maior valor de mercado para outros de menor valor. Entre as fraudes encontradas pelos fiscais agropecuários estão embalagens vendidas como sendo robalo congelado, mas que, na verdade, continham pescada cambucu, ou surubim substituído por bagre. Também houve flagrantes de filé de linguado trocado por albaote dente-curvo e de sardinha substituída por peixe cavalinha, entre outros.

Com base nos resultados, o Ministério da Agricultura informou que abrirá processo administrativo, e as empresas serão notificadas.

(Agência Brasil)

MPCE oferece curso de Inteligência e exclui Polícia Civil

O vereador Julierme Sena (PR) puxou questionamento sobre o caso.

Da Coluna do Eliomar de Lima, no O POVO desta sexta-feira:

A Escola Superior do Ministério Público no Ceará bem que poderia rever a decisão de não ter incluído policiais civis no Curso de Introdução na Atividade de Inteligência e Informação. Entraram somente policiais militares num certame que ocorrerá na sede da PGJ, agora em abril. São 15 PMs de cinco turmas que receberão aulas sobre o enfrentamento estratégico contra o crime organizado, por sinal, reinando no Ceará por meio de facções criminosas.

Bom lembrar ao Ministério Público Estadual e à Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Estado que a PM até pode investigar, mas a atribuição constitucional no Estado é da Polícia Civil. Isso consta no artigo 144 da Constituição Federal. Por falar nisso, os delegados ganham bem e o restante vem recebendo mimos financeiros que sevem mais como consolação do que como ganho real financeiro.

Confira nota da SSPDS

A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) esclarece que o Curso de Introdução na Atividade de Inteligência, que será realizado na Escola Superior do Ministério Público (ESMP), partiu de uma solicitação da Coordenadora de Inteligência Policial (CIP) da Polícia Militar do Ceará (PMCE), sendo, portanto, destinado a militares e ministrado por agentes que atuam na inteligência da Instituição. A SSPDS não faz diferenciação entre as Policiais Civil e Militar, tampouco procura privilegiar algum órgão em detrimento de outro. A pasta esclarece que não existe nenhuma ligação do referido curso com a Academia Estadual de Segurança Pública (Aesp), sendo ele executado em parceria pela ESMP e PMCE.

Marun diz que há um complô contra Temer

O ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, disse, nessa quinta-feira, acreditar que existe um complô contra o presidente Michel Temer. Ao comentar a prisão, na manhã desta quinta-feira, de pessoas próximas ao presidente, Marun relacionou o fato à possibilidade de Temer tentar a reeleição. Foram presos temporariamente na Operação Skala, deflagrada pela Polícia Federal (PF), José Yunes, ex-assessor do presidente, e Wagner Rossi, ex-ministro da Agricultura, entre outros.

“Entendemos que a decisão do presidente de colocar a possibilidade de vir a disputar a reeleição faz com que novamente se dirijam contra nós os canhões da conspiração. […]. Eu, sinceramente, entendo que isso faz parte de um enredo, de um complô. […]. Eu não acredito em coincidências. Sempre que o Brasil dá uma reagida, surgem flechas envenenadas dirigidas ao presidente Temer”, disse o ministro, em entrevista no Palácio do Planalto.

Marun citou a denúncia de corrupção contra o presidente, em maio do ano passado, quando o governo articulava na Câmara dos Deputados a aprovação da reforma da Previdência. A reforma acabou parando enquanto Temer e a base aliada concentraram esforços na derrubada da denúncia, que foi rejeitada. O governo perdeu força e a reforma da Previdência não foi votada.

As prisões de hoje foram feitas no âmbito de investigações sobre um suposto favorecimento a empresas do setor portuário, em especial a Rodrimar, na edição do Decreto dos Portos. Perguntado sobre quem articularia esse “complô”, o ministro evitou dizer nomes, mas falou em “ódio” que faz com que “operadores do direito e da Justiça se sintam à vontade para atuar como se neste país Constituição Federal não existisse”.

Segundo o Ministério Público Federal (MPF), os mandados de prisão temporária e de busca foram cumpridos pela PF a pedido da procuradora-geral da República, Raquel Dodge. A Operação Skala foi autorizada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso, relator do chamado Inquérito dos Portos.

Marun disse que, com a medida, Barroso extrapolou seu poder, mas não fez críticas à procuradora. “Não vejo alguém de dentro do gabinete da procuradora Rraquel recebendo dinheiro para orientar gravações ou qualquer coisa nesse sentido”. O ministro Marun já havia criticado Barroso quando este determinou a quebra do sigilo bancário do presidente Temer, também no Inquérito dos Portos.

O ministro admitiu que as prisões de hoje “constrangem” o governo, que, no entanto, tem capacidade de superar os problemas. “A capacidade de um governo não se encontra na inexistência de problemas, e sim na capacidade de superá-los. Já superamos muito e temos capacidade de superar mais este.”

(Agência Brasil)

Ceará 6 X 0 Salgueiro. Apenas

Em mais uma grande atuação, o Ceará foi novamente impiedoso. Depois de golear o Uniclinic por 6 a 0 pelo Estadual, no último domingo, o Vovô repetiu o placar na noite de ontem. A vítima da vez foi o Salgueiro, que saiu do Castelão derrotado por 6 a 0, em duelo válido pela última rodada da fase de grupos da Copa do Nordeste. Com o resultado, o Ceará garantiu a liderança do Grupo D do Nordestão e enfrentará nas quartas de final alguma equipe que terminou a fase de grupos na segunda colocação. Além disso, terá a vantagem de realizar o 2º jogo no Castelão. O sorteio que definirá o adversário do Alvinegro será realizado às 12 horas da próxima segunda-feira, 2, na CBF.

O Ceará começou a construir a sua vitória logo no primeiro tempo. Com controle absoluto, o Alvinegro fez seu jogo de imposição e não deu nenhuma chance ao Salgueiro, que, por já estar eliminado, não tinha maiores ambições na peleja.Com amplo volume de jogo (78% de posse de bola), o time do técnico Marcelo Chamusca converteu o domínio em finalizações e gols. No primeiro tempo, foram 12 finalizações, sendo cinco na direção do gol- três delas entraram.

A primeira aos 30 minutos. Depois de jogada alçada na área e vacilo da zaga do Carcará, Richardson mandou pras redes, marcando seu primeiro gol em 2018. Três minutos depois, foi a vez de Felipe Azevedo marcar um golaço. O camisa 11 recebeu lançamento espetacular de Wescley e mandou de voleio no ângulo de Luciano. Aos 37, o Vovô chegou ao terceiro. Ricardinho fez boa jogada pela direita e cruzou na medida para Arthur se antecipar à zaga e, de cabeça, marcar o seu 13º gol no ano e levar o Alvinegro para o intervalo com vantagem de três gols.

No segundo tempo, mesmo com a grande vantagem, o Ceará não diminuiu o ritmo, marcando o quarto gol logo aos 5 minutos. Após nova lambança da zaga do Salgueiro, a bola sobrou para Ricardinho, que, em drible de corpo desconcertante, tirou o goleiro Luciano da jogada e só empurrou pro gol.

Ainda teve tempo pra marcar o quinto. Aos 17 minutos, Pio cobrou escanteio na medida para Valdo subir mais que todo mundo e cabecear pro fundo das redes. Mesmo com o placar elástico, o Vovô manteve a intensidade até o fim e criou chances de ampliar a vantagem, conseguindo o 6º gol aos 48 minutos.

Richardson cruzou na medida para Arthur cabecear para o gol e marcar o 6º do Ceará no jogo e o seu 14º na temporada. Ao apito final, muitos aplausos dos torcedores alvinegros que saíram satisfeitos do Castelão com mais uma goleada e grande atuação da equipe comandada por Marcelo Chamusca, que novamente atuou bom desempenho com resultado.

(O POVO – Repórter André Almeida)