Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

Metalúrgicos prestam solidariedade a Lula

“O Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo e Mogi das Cruzes divulgou nota, nesta tarde, manifestando solidariedade ao ex-presidente após o diagnóstico divulgado pelo Hospital sírio-libanês.

“Acompanhamos suas lutas no passado, em defesa do bem-estar de milhões de trabalhadores desse País e estamos, mais uma vez, ao lado deste grande líder e companheiro, formando, junto com o povo brasileiro, uma corrente de fé, torcendo pela sua plena recuperação”, afirma nota, assinada pelo presidente do Sindicato, Miguel Torres.

Em reconhecimento ao seu trabalho, a entidade conferiu a Lula o título de sócio benemérito. “Nós, que sempre buscamos a unidade nas lutas, continuaremos juntos nesta caminhada. Conte com os metalúrgicos de São Paulo e Mogi das Cruzes e a diretoria deste Sindicato para vencer mais este desafio” conclui nota.”

(Veja Online)

Conjunto José Walter terá "Parada Gay"

369 3

Será realizada nesta domingo, a partir das 16 horas, a V Parada Gay do Conjunto José Walter, em Fortaleza. O evento é organizado pelo movimento LGBT daquela área da cidade e tem pro objetivo combater a homofobia e difundir a prevenção contra a Aids.

A concentração ocorrerá no Quiosque do Coquil, na segunda etapa do conjunto e a parada percorrerá todo o José Walter, puxada por trio elétrico e muita animação.

Cid Gomes participa do congresso estadual do PSB

O governador Cid Gomes (PSB) participa, neste domingo, no Hotel Vila Galé, do Congresso Estadual do PSB.

O encontro, que teve início há pouco tempo, vai discutir a conjutura política 2012 no Estado e também os rumos do partido em Fortaleza. Na Capital cearense, o PSB está dividido: de um lado, Karlos Kardoso, comandando; e de outro, o grupo de Sérgio Novais, que foi destituído, mas alega arbitrariedades no processo que eclodiu quando ele indicou sua irmão, a deputada estadual Eline Novais para pré-candidata à Prefeitura.

Além do governador, conferem o encontro o secretário nacional dos Portos, ministro Leônidas Cristino, o presidente da Assembleia Legislativa, Roberto Cláudio, e deputados estaduais e federais da legenda.

LULA

Cid Gomes, sobre o anúncio de que Lula está com tumor na laringe e vai passar por tratamento de quimioterapia, se disse surpreso como todos os brasileiros com tal informação e que torce pela recuperação do ex-presidente.

* ACOMPANHE O CONGRESSO aqui

Lula passa o dia no seu apartamento em São Bernardo

“O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva passa a manhã de hoje em sua residência, em São Bernardo do Campo, no ABC paulista. Segundo informações da assessoria de imprensa do ex-presidente, a previsão é de que ele permaneça em casa durante todo o dia. A única programação prevista, conforme a assessoria, é assistir pela televisão ao jogo do Corinthians, que entra em campo contra o Avaí, logo mais às 16hs, no Pacaembu, em São Paulo.

Em frente à casa do ex-presidente a movimentação é apenas de jornalistas, mas moradores da região que passam pelo local fazem questão de expressar à imprensa que estão torcendo pela recuperação de Lula, que detectou ontem um tumor na laringe.

O ex-presidente passou todo o sábado no hospital, submetendo-se a exames. A previsão é de que Lula retorne ao hospital somente na segunda-feira, para iniciar tratamento de quimioterapia contra o câncer. (Suzana Inhesta)”

(Agência Estado)

Previsões para o PIB brasileiro continuam a cair

“As expectativas de crescimento da economia brasileira em 2011 e 2012 vêm despencando ao longo dos últimos meses. Já há instituições que preveem que o PIB fique praticamente parado neste segundo semestre e cresça apenas 3%, ou até menos, em 2012. As causas da desaceleração brusca são as medidas de contenção monetárias, creditícias e fiscais tomadas pelo governo e a forte piora da economia internacional, especialmente dos países ricos, com o agravamento da crise europeia. “O componente extra que surpreendeu foi o cenário externo”, diz Flávio Samara, economista da consultoria LCA, que prevê crescimento de 3% em 2011 e de 3,3% em 2012.

No início de 2011, a mediana (o número mais frequente) das projeções do mercado para o PIB de 2011 e 2012 era de 4,5%, para ambos os anos. Na última rodada de coleta de expectativas pelo Banco Central (BC), de 21 de outubro, as previsões já tinham caído para 3,3% e 3,51%.

Esses últimos números possivelmente ainda não refletem o fundo do poço das projeções, cuja tendência inequívoca tem sido de queda, tanto para este ano quanto para o próximo, ao longo de todo o segundo semestre.

A gestora JGP, por exemplo, prevê crescimento de 3,1% em 2011, e de apenas 2,5% em 2012. “Para o ano que vem, pesa muito na nossa projeção o cenário lá fora, com crescimento muito baixo na Europa e nos Estados Unidos”, diz o economista Fernando Rocha, sócio da JGP.

A gestora prevê crescimento zero no terceiro trimestre de 2011, e de apenas 0,5% no último trimestre – o que resulta numa economia quase parada no segundo semestre. Coincidentemente, é a mesma projeção para o terceiro e quarto trimestres do banco de investimentos J. Safra, que projeta 3% de crescimento em 2011, e 3,3% em 2012.

O HSBC Brasil vai calibrar para baixo, mais uma vez, a previsão para 2011, que iniciou o ano em 5,1% e já caiu para 3,5%. Mas o economista Constatin Jancso ainda considera a decisão de corte de juros adotada a partir de agosto pelo BC como uma aposta arriscada, mesmo que se revele acertada a posteriori. “Por enquanto, representa uma aposta num cenário que no fundo ainda não se materializou”, comenta. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.”

No feriado do Dia do Servidor, falta clínico em hospital municipal

Com o título “Realidade nua e crua!”, o professor João Teles nos manda o seguinte desabafo, em tom de denúncia:

Caro Eliomar de Lima,

Uma vizinha me chama aqui em casa. A irmã está sentindo fortes dores. Quer ir ao Hospital Gonzaguinha do bairro Prefeito José Walter.

Fomos até lá. Logo na porta uma placa avisa: “Não temos clínico!”. Era o caso.

“Só tem obstetra!”, avisa um atendente. Fala que deve ter clínico em Messejana. É longe, muito longe!

“Mas deve estar lotado!”, diz ele. E dando uma de médico inexistente: “Manda ela tomar Buscopan e ficar em repouso!”

Isso é histórico. Culpa dos médicos? Do Dia do Servidor Público?

Nada disso. Falta gestão, vergonha na cara. Se o médico está doente, não quer trabalhar, que seja escalado outro em seu posto.

Está tudo errado, a partir do comando central. A dor alheia é aceita com muita galhardia!

João Teles de Aguiar – Professor

Tenor Bruno Stéfano abre o Natal do Via Sul

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=LcEdqQDiS8U[/youtube]
O tenor Bruno Stéfano acompanhado de coral e orquestra, realizará Concerto de Natal, neste domingo, na praça central do Shopping Via Sul, a partir das 18 horas. O concerto será para recepcionar Papai Noel, que deverá chegar de helicóptero ao shopping às 16 horas, no prédio do edifício-garagem, sendo recebido com fogos de artifício.
Depois, Papai Noel deverá acenderá a iluminação de Natal do shopping, às 18 hiras, quando será iniciado o concerto.

VAMOS NÓS – Lamentável, sob todos os aspectos, a forma discriminatória com que agiu a direção do Via Sul. Neste ano, o North Shopping, aqui na nossa área de Fortaleza e que integra essa rede, não teve essa festa toda que será proporcionada neste domingo para a clientela do bairro Seis Bocas. Por aqui, pouca divulgação e um Papai Noel que saiu de uma caixa de presentes em meio a pouca animação. Anteriormente, ele aqui chegava de helicóptero com pompa e circunstância.
E ainda tem gente que não acredita nas duas “Fortalezas” que povoam a cabeça do empresariado. Se era para fazer o receptivo do “Natal capitalista”, que se fizesse sem diferenças.
DETALHE – O North Shopping, em termos proporcionais, é o shopping de maior faturamento da Capital.

Políticos brasileiros lamentam doença do ex-presidente Lula

Políticos brasileiros lamentaram neste sábado (29) a notícia de que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva está com um tumor de laringe.

“Manifestamos toda nossa solidariedade, nossos votos de muita saúde. Temos confiança de que o presidente Lula vai recuperar sua saúde e passar essa adversidade”, disse o tucano Geraldo Alckmin, governador de São Paulo.

“Estive na quinta-feira com o presidente Lula na casa dele em seu aniversário, e ele estava tão bem. Estou muito surpreso mas tenho certeza de que ele, que é um lutador e que já passou por tantos desafios na vida, vai passar mais esse. Todos nós temos fé e vamos rezar para tudo dar certo”, disse o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB).

“A notícia caiu como uma bomba atômica para nós que estamos acostumados a vê-lo tão dinâmico. É uma surpresa profundamente desagradável. Só podemos então rezar”, disse o deputado estadual Barros Munhoz, presidente da Assembleia Legislativa São Paulo.

“Solidariedade ao companheiro Lula, mais um desafio que será vencido. Forte abraço ao Lula guerreiro do povo brasileiro”, disse o líder do governo na Câmara, Cândido Vaccarezza (PT-SP).

“De todo coração, desejo sua cura e pleno restabelecimento. Boa sorte, presidente”, afirmou Raul Jungmann, ex-deputado do PPS.

“Espero que o presidente Lula tenha uma rápida recuperação. O debate político ainda precisa muito da contribuição dele”, disse o presidente do PSDB, deputado Sérgio Guerra (PE).

“Luiz Inácio da Silva, independente das discordâncias políticas, merece nossa solidariedade neste difícil momento de sua vida. Estimo sinceras melhoras e força para enfrentar o tratamento necessário, ao mesmo tempo em que estendo aos seus familiares meu desejo para que tenham fé na cura do ex-presidente”, disse o líder do PSDB na Câmara, Duarte Nogueira (SP).

“O PPS é solidário ao ex-presidente Lula e a sua família. Nós desejamos sucesso em seu tratamento e a sua pronta recuperação. Lula agiu corretamente ao não esconder a sua doença. Tal atitude é rara de ser vista em homens públicos”, disse Roberto Freire, presidente nacional do PPS.

(Folha)

TSE julgará 11 governadores eleitos em 2010. Entre eles, Cid Gomes

73 4

Desde a diplomação dos 27 governadores eleitos em 2010, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) recebeu pedidos de cassação contra 12. Entre os governadores está Cid Gomes, do Ceará. A coligação adversária alega que ele teria utilizado indevidamente a propaganda institucional com o objetivo de promover sua candidatura. Também acusa o governador de abuso de poder econômico e político. O relator é o ministro Gilson Dipp.

Nesta semana, o Plenário da Corte julgou o primeiro processo, contra a governadora do Rio Grande do Norte, Rosalba Ciarlini (DEM), restando ações contra outros 11 chefes de Executivo estadual.

Por maioria de votos, os ministros decidiram manter a governadora no cargo por entender que não havia provas suficientes para determinar a cassação do mandato. O recurso contra Rosalba foi interposto pela coligação do candidato derrotado nas eleições, Iberê Ferreira de Souza. A coligação alegava que Rosalba teria praticado abuso de poder econômico e político e uso indevido dos meios de comunicação social, além de gastos ilícitos de campanha nas eleições de 2010.

Além de Rosalba Ciarline e Cid Gomes, os outros 10 processos de cassação são contra Tião Viana (PT-AC); Teotonio Vilela (PSDB-AL); Omar Aziz (PMN-AM); Siqueira Campos (PSDB-TO); Wilson Martins (PSB-PI); Anchieta Junior (PSDB-RR); Antonio Anastasia (PSDB-MG); Roseana Sarney (PMDB-MA); André Puccinelli (PMDB-MS); e Sérgio Cabral (PMDB-RJ).

Em sua maioria, os processos contra governadores se baseiam em acusações de abuso de poder econômico, abuso de poder político e uso indevido dos meios de comunicação. Esses crimes e suas respectivas punições estão previstos na Lei das Inelegibilidades (Lei Complementar 64/90), podendo levar à cassação do diploma caso fique comprovada a prática.

No caso do abuso de poder político, essa conduta se caracteriza quando o mandatário de um cargo vale-se de sua posição para agir de modo a influenciar o eleitor, em detrimento da liberdade do voto, e utiliza da máquina administrativa em prol de determinada candidatura. Já o abuso de poder econômico consiste no financiamento direto ou indireto de partidos e candidatos, antes ou durante a campanha eleitoral, com o fim de prejudicar a legitimidade das eleições.

(Com informações do TSE)

Tiririca vai destinar R$ 3 milhões em emenda parlamentar à Cultura

O deputado Tiririca (PR-SP) pediu audiência com Andrea Matarazzo, secretário da Cultura de São Paulo. Avisou que vai destinar R$ 3 milhões em emenda parlamentar à área.

No início do semestre, assessores de Tiririca (PR-SP) entregaram ao plenário da Câmara dos Deputados os primeiros projetos de lei de autoria do humorista.

Uma das propostas prevê a criação de uma “bolsa alfabetização” para adultos que concluírem curso para aprender a ler e escrever. O projeto fixa o valor mínimo de R$ 545 para o benefício.

O comediante teve a diplomação para o cargo ameaçada após suspeita de ter adulterado declaração em que afirmou ser alfabetizado. Ele aceitou fazer um teste para comprovar que sabe ler e escrever e foi absolvido pela Justiça Eleitoral.

No texto da proposta, Tiririca explicou que o benefício tem a “finalidade de estimular o aprendizado da leitura e da escrita, de forma a qualificar e assegurar ao cidadão o pleno acesso e a utilização da informação”.

Em contrapartida, o relatório exige que os alunos compareçam pelo menos seis meses de aula com, no mínimo, 85% de frequência.

Os outros dois projetos de Tiririca tratam da criação de vale-livro para alunos da rede pública e de serviços de assistência social para profissionais do circo.

(com informações da Folha e do CNews)

Dilma precisa iniciar um novo ciclo, defende articulista

296 2

Em seu Blog, Ricardo Kotscho apregoa que a presidente Dilma precisa dar um rumo ao seu governo, que já teve seis ministros caindo, dos quais cinco sob acusação de corrupção. Confira:

A já esperada troca de Orlando Silva por Aldo Rebelo, ambos do PCdoB, no Ministério do Esporte pode ser o último capítulo de um ciclo político, o do presidencialismo de coalização, inaugurado após a redemocratização do país pelo governo acidental de José Sarney, em 1985, e que está com o prazo de validade vencido.

A sociedade brasileira clama por uma nova forma de fazer política e montar governos, que não seja baseada apenas em verbas e cargos, com o loteamento da Esplanada dos Ministérios em cotas partidárias no sistema de “porteira fechada”.

Com certeza, nem Dilma Rousseff aguenta mais este troca-troca de seis por meia dúzia. Em menos de dez meses de governo, a presidente já se viu obrigada a dar a conta a seis ministros de diferentes partidos, sem conseguir montar uma equipe minimamente coesa e competente para administrar o país.

Tudo bem que Dilma se elegeu a bordo de uma monumental coligação partidária e governa praticamente sem oposição, mas nem assim ela consegue ter uma semana de paz para se dedicar às grandes questões nacionais.

A maior parte do tempo da presidente neste seu primeiro ano foi dedicada à administração de crises provocadas por denúncias de corrupção em diferentes ministérios _ ou melhor, de “malfeitos’, como ela prefere.

O fato é que a pauta política foi dominada pelo cai-cai e a substituição de ministros, o que não resolveu nenhum dos problemas anteriores e criou outros. Nos últimos cinco meses, isto aconteceu uma vez a cada 50 dias.

Ninguém consegue governar o país desse jeito. Como nenhum partido reúne condições de governar o Brasil sozinho, é evidente que qualquer governo precisa montar alianças para se eleger e ter maioria no Congresso.

O problema é que não dá mais para utilizar os mesmos métodos do toma-lá-dá-cá que está na raiz de todos os escândalos passados, presentes _ e, se nada for feito, futuros.

Cabe a Dilma Rousseff, agora, com a força do apoio popular que as pesquisas demonstram, dar um basta a essa situação, enterrar esse ciclo.

Para isso, precisa estabelecer novos critérios na construção de uma nova maioria _ de preferência, com gente decente _  e estabelecer os requisitos mínimos de competência, probidade e compromissos com o país, tanto de partidos como dos nomes indicados para os ministérios.

Se o fizer logo, passa para a história. Se adiar por muito tempo, por mais concessões que faça, não terá assegurada a tão falada governabilidade _ ao contrário, poderá ver esvaziado o seu poder e inviabilizar a reeleição.

Em vez de ficar a reboque dos fatos e remontar seu governo no varejo partidário cada vez que um ministro inviabiliza sua própria permanência, a presidente Dilma poderia aproveitar a anunciada reforma ministerial prevista para janeiro e, desta vez, agir no atacado.

Por que os mesmos partidos têm que ficar para sempre com os mesmos ministérios, perenizando as mesmas práticas, apenas trocando Orlando por Aldo ou Pedro por Gastão? Onde está escrito isso?

Gostaria de ver a presidente Dilma fazer a primeira reunião ministerial de 2012, após a reforma, com caras e propostas novas capazes de dar novas esperanças aos brasileiros que votaram e confiam nela para devolver dignidade e honradez à atividade política.

Fazer um governo de continuidade como este para o qual ela foi eleita em 2010, graças ao apoio decisivo do então presidente Lula e dos seus 80% de aprovação popular, não significa que nada possa ser mudado.

Ao contrário, para preservar as conquistas sociais e econômicas da última década, é preciso criar novas bases para a relação entre o governo, os partidos e a sociedade, aprimorar os controles na administração e avançar na direção de um enfrentamento permanente aos maus hábitos de privatização pessoal e partidária dos recursos públicos.

É enorme, eu sei, o desafio colocado para a presidente que nunca sonhou em ser presidente, mas os últimos dias, semanas e meses demonstraram à exaustão que não é possível eternizar esse sistema político viciado, emendando uma crise na outra.

Não há escolha: é mudar ou mudar e dar início a um novo ciclo político. Quem pode dar o sinal e o exemplo é a presidente da República, Dilma Rousseff.

E POR ALAR EM NOVO CICLO

A turma do humor não perdeu tempo e, aproveitando o rompimento da dupla Zezé di Camargo e Luciano, prevê o fim da dupla Lula e Dilma e até expõe um novo visual para a presidente aqui

Dinheiro deve ficar no bolso e nunca subir a cabeça

Com o título “O homem do bem”, eis artigo de Luís Olímpio Ferraz Melo, advogado e psicanalista.

Numa cidadela, limítrofe ao Nepal, o simpático padre Luciano recomendava nas missas dominicais aos seus fiéis que tomassem cuidado com a tentação da avareza, pois era um dos sete pecados capitais e que era capaz de transformar um homem de bem em apenas de “bens”.  Os fiéis, homens simples de vida modesta, pareciam que jamais saberiam o que era riqueza, pois tradicionalmente a cidadela era paupérrima e sem histórico de novos ricos. A riqueza pode gerar dividendos sociais e até ajudar o sujeito a evoluir, mas quando mal usada, o efeito é contrário.

O dinheiro, numa sociedade capitalista, tem a sua importância, mas deve ficar no bolso e nunca subir a cabeça, mas tem-se visto casos tristes de pessoas que tinham tudo para reunir as melhores qualidades e ser, quiçá, exemplos para as demais, no entanto, deixaram o dinheiro falar mais alto.   O Ceará é um fenômeno em matéria de riquezas repentinas e a sociedade anda preocupada com o desenrolar do caso de um sujeito que enriqueceu numa velocidade supersônica, mas passou a ser odiado na mesma proporção, pois anda causando constrangimento nas rodas sociais, sempre deselegante e agredindo verbalmente as pessoas que, em outrora, tinha-as como amigas.

Não faz muito tempo que esse sujeito chegou ao ponto de agredir um renomado empresário cearense num desses clubes sociais, o que causou comoção e repúdio imediato ao seu comportamento. Parece que os familiares não perceberam a gravidade do problema, ou não têm coragem de enfrentá-lo, pois, assim como algumas vítimas, dizem que ele tem muito dinheiro e é influente, daí ficarem com medo de represálias…

A família deve encaminhar esse sujeito para tratamento psicoterapêutico o quanto antes, pois se tornou uma pessoa indesejada nas rodas sociais, sem falar na sua língua envenenada, quando invade esses eventos de descontração falando mal de muitos, trazendo medo e apreensão. Os recursos financeiros devem ser aliados do sujeito e não inimigos, pois, como parece ser o caso concreto, o dinheiro está levando à derrocada esse sujeito que tinha de tudo para ser um homem de bem.

* Luís Olímpio Ferraz Melo é advogado e psicanalista.

Câncer de Lula vai servir de lição

Possivelmente o câncer de Lula servirá como a mais forte campanha popular de que se tem notícia no Brasil contra o fumo –afinal, há uma forte associação entre o câncer de laringe e o cigarro.

Enquanto todos estivermos acompanhando (e torcendo para que o tratamento dê certo), o país vai conhecer, como nunca conheceu, os efeitos no cigarro, apesar de tantas campanhas realizadas há tanto tempo.

Nunca tivemos um personagem tão popular e tão próximo dos mais pobres com um câncer ligado diretamente ao fumo.

Justamente nas camadas mais baixas o hábito de fumar tem caído com muito menos velocidade do que entre os mais ricos. E justamente na laringe, por onde passa a habilidade de Lula em convencer as pessoas em seus discursos.

Infelizmente é desse jeito, com as pessoas sentindo-se próximas e vulneráveis diante de uma ameaça que se consegue mudar atitudes.

(UOL)

Doença de Lula repercute na imprensa internacional

O anúncio de que o ex-presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva, 66, foi diagnosticado com um tumor de laringe repercutiu na imprensa internacional neste sábado (29).

Lula deve iniciar o tratamento com quimioterapia na segunda-feira (31), segundo informações médicas.

O site da emissora britânica BBC dava destaque em sua página inicial para a notícia, ressaltando que Lula presidiu o Brasil em um período de forte crescimento econômico, r

Na Espanha, o site “20 minutos” deixou por algum tempo a informação como notícia principal de sua página, com uma grande fotografia do ex-presidente e os dizeres “Lula padece de câncer”.

O site do português “Diário de Notícias” também colocou uma imagem de Lula cabisbaixo acompanhando a informação principal sobre sua doença e dizendo que o brasileiro terminou em 2010 seu segundo mandato “como o mais bem avaliado da história do Brasil”.

A notícia logo tomou conta também das páginas principais das versões on-line de jornais da vizinha Argentina, tanto no líder em vendas “El Clarín”, quanto no concorrente “La Nación”. O chileno “La Tercera” repercutiu o anúncio da doença colocando Lula em destaque em seu site.

(UOL)

Ex-presidente Lula está com tumor na laringe, diz hospital

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, 66, realizou exames ontem e hoje no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, e foi diagnosticado com um tumor de laringe. Lula reclamava de rouquidão há algumas semanas.

Segundo o hospital, após avaliação multidisciplinar, foi definido tratamento inicial com quimioterapia, que será iniciado na segunda-feira (31). “O paciente encontra-se bem e deverá realizar o tratamento em caráter ambulatorial”, diz nota do Sírio-Libanês.

O oncologista Artur Katz, que está na equipe médica que atende o ex-presidente, afirmou que o estado de Lula é “muito bom”. “Ele está em ótimo estado geral.”

Katz disse que o tumor “não muito grande” foi descoberto na manhã de hoje. “Deseja-se que ele possa levar uma vida normal em quantidade e qualidade, após o tratamento”, disse o médico.

A equipe preferiu a quimioterapia à cirurgia, “para preservar as funções da laringe”.

Segundo o médico, uma das causas importantes para o câncer na laringe é o fumo. Mas também existem causas virais e não é possível ainda dizer o que levou ao desenvolvimento do tumor de Lula.

“As chances de cura são excelentes”, completou. Lula é ex-fumante e tinha o hábito de fumar cigarrilhas.

A assessoria do ex-presidente confirmou a informação sobre a doença.

(UOL)

ACM Neto pode ir para o PMDB

94 2

De Lauro Jardim, na Radar Online:

ACM Neto está negociando com Geddel Vieira Lima o seu ingresso no PMDB. As conversas andam céleres, mas Neto só dará bye-bye ao DEM depois de deixar a liderança do partido, no início de 2012.

Não quer perder a visibilidade que o cargo lhe confere.

Brasil e Paraguai vão combater crime organizado

“O Brasil e o Paraguai, com o apoio da Organização das Nações Unidas (ONU), estão trabalhando na elaboração de um programa que visa a combater o crime organizado, a lavagem de dinheiro e a corrupção.

Em entrevista à Agência Brasil, o embaixador brasileiro no Paraguai, Eduardo dos Santos, disse que uma missão da Agência Brasileira de Cooperação (ABC), formada por representantes de vários órgãos brasileiros, como o Ministério Público, a Polícia Federal, o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) e a  Controladoria-Geral da União (CGU), esteve com autoridades paraguaias para montar um esboço do Programa Nacional Integrado.

O embaixador brasileiro também falou sobre as ações conjuntas de segurança que o Brasil e o Paraguai desenvolvem na fronteira.

A íntegra da entrevista é a seguinte:

Agência Brasil: Que ações estão sendo adotadas pelo Brasil e o Paraguai no combate ao crime organizado?
Eduardo dos Santos: Uma atuação policial mais intensa, com uso de tecnologia, como o laboratório de criminalística que estamos oferecendo para que o Paraguai compartilhe dessa experiência. Na semana que passou esteve aqui uma missão da Agência Brasileira de Cooperação (ABC), integrada por representantes de vários órgãos brasileiros, como o Ministério Público, a Polícia Federal, o Coaf e a  Controladoria-Geral da União, para fazer com o Paraguai um esboço de um programa, chamado Programa Nacional Integrado, destinado a fortalecer as instituições no Paraguai. O programa será importante no combate ao crime organizado, à lavagem de dinheiro e ao fortalecimento da Justiça. O programa é feito com apoio das Nações Unidas. Portanto, é um órgão trilateral, Brasil, Paraguai e Nações Unidas, focado nessa questão do fortalecimento da Justiça, do combate à corrupção e à lavagem de dinheiro e contra o tráfico de drogas. O governo do Paraguai está dando muita importância a isso.

ABr: Haverá transferência de tecnologia, de pessoal?
Eduardo dos Santos: [O programa] envolve, sobretudo, treinamento, capacitação, cursos de treinamento. Isso tudo está previsto no programa. É uma iniciativa concreta que estamos trabalhando e mostra um pouco essa agenda extremamente rica com o Paraguai, que envolve, não só temas políticos, mas também temas sociais, culturais, de cooperação técnica e em termos de infraestrutura, que é muito importante. Já temos com o Paraguai a obra de Itaipu, a ponte sobre o Rio Paraná, a Ponte da Amizade. Existe o projeto da segunda ponte sobre o Rio Paraná. Existe também o projeto do corredor ferroviário bioceânico [Atlântico-Pacífico], que vai passar pelo Paraguai,  que ainda está sendo estudado. Isso mostra que a nossa relação é extremamente intensa e prioritária.

ABr: Quanto à questão da segurança na fronteira, assunto que envolve o interesse do Brasil e do Paraguai, o que poderá ser feito entre os dois países?
Eduardo dos Santos: O combate ao crime organizado é uma prioridade tanto para o governo brasileiro quanto para o paraguaio. A presidenta Dilma [Rousseff] anunciou, há pouco tempo, uma política de proteção das fronteiras. Um programa que envolve coordenação e ação conjugada de vários órgãos tanto federais como estaduais – Polícia Federal, Forças Armadas, polícias Militar e Civil. Há pouco tempo foi realizada uma importante operação aqui na fronteira, não só com o Paraguai, mas com a Argentina e o Uruguai. Essa cooperação já existe, pode ser aperfeiçoada e ampliada, como é o nosso desejo. Dou um exemplo: a Polícia Federal coopera com a Secretaria Nacional Antidrogas do Paraguai, vinculada à Presidência da República, diretamente, em um programa de erradicação de cultivo de maconha. O Paraguai é uma área de grande produção de maconha. E, para esse programa, a Polícia Federal presta apoio logístico e de inteligência.

ABr: Há algum efetivo da Polícia Federal atualmente no Paraguai?
Eduardo dos Santos:  A Embaixada do Brasil tem um adido da Polícia Federal que trabalha com autoridades do Ministério do Interior do Paraguai, da Polícia Nacional e da Secretaria Nacional Antidrogas, apoiando programas de cooperação com esses órgãos, sempre em contato com a Polícia Federal brasileira. A cooperação é muito fluida e intensa, muito estreita, sobretudo na região de fronteira. Veja o exemplo recente do Polegar [traficante Alexander Mendes da Silva, chefe do tráfico de drogas no Morro da Mangueira, no Rio], que foi preso pelas autoridades do Paraguai, em Pedro Juan Caballero. Feitas as investigações, ele foi extraditado, e hoje está preso no Brasil. Esse foi um resultado muito positivo dessa política.

ABr: O senhor acha que esse tipo de ação vai se intensificar? Isso pode mudar a atual imagem de insegurança na fronteira?
Eduardo dos Santos: Sem dúvida, esse resultado já é uma mostra de que estamos obtendo resultados importantes, relevantes, como foi essa prisão. Nossa cooperação tem procurado se voltar para a troca de informações, o uso de tecnologia. Uma das ideias é o Brasil compartilhar com o Paraguai a tecnologia dos aviões não tripulados, que podem ajudar no combate ao crime organizado.  Nós podemos fornecer ao Paraguai os dados que o avião detecta.

(Agência Brasil)

Sucessão em Fortaleza – Guilherme Sampaio é o mais cotado para ser o nome de Luizianne

293 4

Da Coluna Política de Ícaro Coriolano, no O POVO:

Na hora do tetê-à-tête com o governador Cid Gomes, é o nome de Catanho ou Elmano que Luzianne colocará na mesa. Deverá receber um grande “não” como resposta. É então que surgirá o nome de Guilherme Sampaio, não tão próximo a ela, mas que conquistou sua simpatia ao longo de sete anos de governo. Ganhará espaço, muito em breve, no núcleo duro da gestão, já formado por Helena Barroso, Nágela Raposo, Cícero Cavalcante e Geraldo Acioly. Apesar do curto tempo dentro da Prefeitura, não poderá ser dito, durante as negociações, que ele não tem experiência administrativa para disputar a Prefeitura.

E se mais uma vez Cid apresentar resistências, aí então Luizianne apelará para sua última opção: o deputado Artur Bruno. É até onde a prefeita aceitaria ceder em nome da manutenção da aliança com o governador. Será a tentativa última da petista para se chegar a um consenso. Caso o governador insista que o melhor nome é o seu secretário Camilo Santana, aí não tem jeito: a fraca aliança se rompe de vez e a disputa pela Prefeitura de Fortaleza vira uma loteria. Emoção garantida durante três meses de campanha.