Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

Eunício afirma: Roberto Cláudio vai resgatar orgulho do cidadão em morar em Fortaleza

112 2

O senador Eunício Oliveira fez discurso, durante a convenção do PSB/PMDB neste sábado, no Ginásio do Colégio Evolutivo, sobre a vida política de Roberto Cláudio. Ele criticou a gestão municipal, principalmente o transporte público e a saúde.

Eunício disse que Roberto Cláudio irá resgatar “o orgulho do cidadão em morar em Fortaleza”.

O dirigente peemedebista foi o mais empolgado. Falou além do tempo definido pela organização.

SERVIÇO

* Veja trecho do discurso de Eunício Oliveira aqui.

* Veja trecho do discurso de Gaudêncio Lucena, o vice de Roberto Cláudio aqui.

Ciro Gomes: Roberto é líder dos líderes e critica transporte público

128 1

O ex-ministro Ciro Gomes foi o segundo a discursar, na convenção do PSB, neste sábado, no ginásio do Colégio Evolutivo. Ele criticou a precariedade do transporte público. Ciro afirmou que a população está sendo prejudicada, pois não há mais como o trabalhador chegar no horário de trabalho.

O ex-ministro afirmou também que Roberto Cláudio está preparado para assumir Fortaleza e seus problemas, principalmente na saúde, pois é doutor no setor.

Em nenhum momento, Ciro citou a prefeita Luizianne Lins, numa clara estratégia de que o alvo é a gestão, não a gestora.

Ou seja, nada de vitimizar a prefeita.

Cid, Eunício, Roberto Cláudio e companhia chegam à convenção

Momento de euforia na convenção do PSB com a chegada do governador Cid Gomes e do candidato Roberto Cláudio, na companhia do senador Eunício Oliveira, do ex-ministro Ciro Gomes e do vice na chapa Gaudêncio Lucena. O encontro ocorre, neste sábado, no ginásio do Colégio Evolutivo. Há muito militante e muito ônibus fretado no entorno do local.

Ou seja, a greve dos ônibus não foi problema.

(Foto – Paulo Moska)

Nem tudo é festa na homologação da candidatura do PSB

O grupo socialista ligado à deputada estadual Eliane Novais e ao ex-presidente municipal Sérgio Novais não participa da convenção que irá homologar o nome do deputado estadual como candidato do PSB à Prefeitura de Fortaleza.

A deputada reclama que nomes de relevância nas eleições de 2008 à Câmara Municipal de Fortaleza, como Almir de Sousa (mais de 5 mil votos), tiveram legenda negada. Segundo a deputada, o motivo seria o bom relacionamento desses filiados com o ex-dirigente Sérgio Novais.

Atualização (11h22min) – O PSB informa que o nome de Almir de Sousa foi incluído neste sábado na lista dos candidatos do partido à Câmara Municipal.

PCdoB assegura que Inácio Arruda não desistirá de candidatura

128 1

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=egHF_MpeQCM&list=UU3PLF5T6g3ddE4BpeF0EhZg&index=7&feature=plcp[/youtube]

O presidente estadual do PCdoB, Carlos Augusto Patinhas, se encontra na manhã deste sábado (23) na convenção do PSB, no Colégio Evolutivo. Ele assegurou ao Blog que o senador Inácio Arruda não desistirá de concorrer à Prefeitura de Fortaleza. “Não há mais volta, não adianta pressionar”, afirmou.

Patinhas disse que estava em visita de cortesia, assim como horas antes fez na convenção do Psol.

Já é grande a movimentação na convenção do PSB

228 2

Chegamos à convenção do PSB, no Colégio Evolutivo, e é grande a movimentação da militância socialista, como também de partidos aliados. A organização do evento informou que o governador Cid Gomes, o ex-ministro Ciro Gomes, o pré-candidato Roberto Cláudio e o vice Gaudêncio Lucena chegarão juntos por volta das 10 horas.

O Blog acompanha toda a movimentação.

(Foto – Paulo Moska)

PSOL vai de chapa pura

206 1

O PSOL informou na manhã deste sábado (23) que disputará a sucessão em Fortaleza com chapa pura, que será encabeçada pelo advogado Renato Roseno, tendo como vice a engenheira de pesca Soraya Tupinambá.

A convenção do Psol ocorre na manhã deste sábado, na sede do partido, na Avenida do Imperador (Centro). O partido estará coligado com o PCB.

Rio+20 – Documento ataca mercantilização da vida

“A declaração final da Cúpula dos Povos – sintetizada em um documento de quatro páginas e 20 parágrafos – ataca a mercantilização da vida e faz a defesa dos bens comuns e da justiça social e ambiental. A cúpula reuniu durante oito dias representantes da sociedade civil em atividades paralelas à Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, Rio+20.

O documento divulgado hoje (22) critica as instituições financeiras multilaterais, as coalizações a serviço do sistema financeiro, como o G8 e G20, a captura corporativa das Nações Unidas e a maioria dos governos, “por demonstrarem irresponsabilidade com o futuro da humanidade e do planeta”. A declaração ressalta que houve retrocessos na área dos direitos humanos em relação ao Fórum Global, que reuniu a sociedade civil também no Aterro do Flamengo, durante a Rio92. “A Rio+20 repete o falido roteiro de falsas soluções defendidas pelos mesmos atores que provocaram a crise global. À medida que essa crise se aprofunda, mais as corporações avançam contra os direitos dos povos, a democracia e a natureza.”

A economia verde, tão festejada na Rio+20 por líderes mundiais e empresários, foi desqualificada pelos participantes da cúpula. “A dita economia verde é uma das expressões da atual fase financeira do capitalismo que também se utiliza de velhos e novos mecanismos, tais como o aprofundamento do endividamento público-privado, o super-estímulo ao consumo, a apropriação e concentração de novas tecnologias.” O documento exige o reconhecimento do trabalho das mulheres e afirma o feminismo como instrumento da igualdade e a autonomia das mulheres sobre seus corpos.”

(Agência Brasil)

 

Na trilha de Cid, para além da gestão

Da coluna Política, no O POVO deste sábado (23), pelo jornalista Érico Firmo:

Não é apenas no modelo de gestão que Roberto Cláudio (PSB) quer reproduzir a experiência de Cid Gomes (PSB). Antes disso, ele quer – e precisa, para cumprir a meta anterior – seguir os passos eleitorais do atual governador: sair do comando da Assembleia para ser prefeito. No caso de Cid, em Sobral, em 1996.

Para se ter ideia do potencial do Poder Legislativo como trampolim eleitoral, os seis presidentes que antecederam Roberto Cláudio – salvo os que tiveram mandatos tampões – candidataram-se depois a cargos majoritários. Marcos Cals (PSDB) foi o único deles que não concorreu ainda na presidência. Deixou a cadeira em 2007 e disputou o governo em 2010. Além de Cals, o único ex-presidente da Assembleia a ser derrotado em campanha majoritária nesse intervalo foi Welington Landim, candidato a governador em 2002 também pelo PSB. Não foi coincidência o fato de que eram também os únicos que não eram apoiados pelo governador de plantão.

Cid, porém, foi o único deles a se eleger prefeito nesse período. E nenhum deles tentou com sucesso empreitada tão ambiciosa quanto a de Roberto Cláudio. Luiz Pontes (PSDB) foi eleito senador em 1998. Domingos Filho (PMDB) saiu do comando do Legislativo para o gabinete de vice-governador. Há ainda Francisco Aguiar, que saiu da presidência da Assembleia para ocupar o Governo do Estado por lucrativos 83 dias, escolhido em eleição indireta. A pensão que recebeu pela passagem meteórica rende polêmica e disputa eleitoral até hoje.

A história mostra sucessos e fracassos. Nenhuma das derrotas de alguém apoiado pelo governo. Porém, nenhum sucesso em voo tão alto. E nenhum na sempre imprevisível Capital.

Gaudêncio Lucena é o vice de Roberto Cláudio

792 29

O empresário Gaudêncio Lucena é o vice do pré-candidato do PSB à Prefeitura de Fortaleza, Roberto Cláudio. O anúncio ocorrerá na convenção conjunta do PMDB com o PSB no ginásio do Colégio Evolutivo neste sábado (23), a partir das 9 horas.

Gaudêncio é tesoureiro do PMDB estadual e sócio do empresário Eunício Oliveira. Foi do MDB e sempre se manteve no PMDB. Segundo lideranças da legenda, deverá levar a experiência de vida e de empresário para a chapa do jovem Roberto Cláudio.

Estava também na disputa para vice o deputado estadual Daniel Oliveira, sobrinho do senador Eunício Oliveira.

Partidos definem rumos na sucessão de Fortaleza

No penúltimo final de semana dentro do prazo legal para a realização das convenções partidárias, oito partidos políticos oficializam suas posições para as eleições de outubro. Quatro candidatos a prefeito devem ser lançados oficialmente neste sábado (23) e domingo (24). Entre eles, o candidato do PSB, consolidando em Fortaleza a ruptura política entre o partido comandado pelo governador Cid Gomes (PSB) e o PT presidido pela prefeita Luizianne Lins (PT).

Neste sábado, a partir das 9h no ginásio do Colégio Evolutivo, o PSB consolidar a candidatura do presidente da Assembleia Legislativa, Roberto Cláudio (PSB), a prefeito, tendo como vice um nome indicado pelo PMDB. O nome de Cláudio foi definido ontem em reunião com todos os outros 11 partidos que deverão formar chapa com o PSB. A convenção também inclui o PMDB e o PTB, que apoiarão o candidato do partido de Cid.

Também nesse sábado, deve ser oficializada a candidatura do Psol, que será encabeçada pelo advogado Renato Roseno, tendo como vice um nome escolhido entre os quadros do PCB. Os dois partidos devem marchar juntos também na eleição proporcional, o que deve ser oficializado na convenção. O Psol deve lançar cerca de 40 candidatos a vereador, segundo estimativa de Roseno. “A ideia é ampliarmos nossa representação no Legislativo”. Hoje, será realizada também a convenção do PPL, que vai oficializar a candidatura do sociólogo André Ramos (PPL), em chapa pura, tendo como vice o administrador Lucélio Moura (PPL).

No domingo, encerrando os ciclos de convenções do fim de semana, o principal opositor de Cid Gomes na Assembleia Legislativa torna-se candidato a prefeito. O deputado Heitor Férrer (PDT) oficializa chapa majoritária tendo a seu lado o empresário Alexandre Pereira (PPS), como candidato a vice-prefeito. A convenção será feita coletivamente, envolvendo os militantes do PDT e do PPS. O partido deve seguir ao lado do PPS também na eleição proporcional. Só o PDT, atualmente possui 61 pré-candidatos a vereador.

Apoio ao PT

Outra legenda a realizar convenção neste sábado é o Partido Verde (PV). A partir das 9 horas, no Ginásio Aécio de Borba, a sigla consolidará apoio ao PT, que terá Elmano de Freitas como candidato. Nas proporcionais, o partido sairá sem coligação, com 65 candidatos a vereador.

(O POVO)

Juristas entregam anteprojeto do novo Código Penal na quarta-feira

Depois de quase oito meses de trabalho, a Comissão de Especial de Juristas que elaborou o anteprojeto de lei do novo Código Penal entrega o texto ao presidente do Senado, José Sarney. A solenidade, com a presença de senadores e convidados, acontece na próxima quarta-feira (27). O texto contém propostas para modernizar uma legislação criada há quase 72 anos, ainda na Era Vargas, e alterada de forma pontual ao longo do tempo.

O presidente da Comissão Especial de Juristas, o ministro do Superior Tribunal de Justiça Gilson Dipp, chegou a dizer numa das audiências públicas que, em vista de sua desatualização, o atual Código Penal deve ser “rápida e compulsoriamente aposentado”. Mais recentemente, manifestou a expectativa de que o anteprojeto seja o ponto de partida para a confecção de um código para o “Brasil de hoje e de amanhã”.

Ainda ocupado com os retoques finais da redação, nesta sexta-feira (22), o procurador regional Luiz Carlos Gonçalves, relator da comissão, destacou que o anteprojeto é uma proposta moderna, mesmo em comparação com outros códigos ao redor do mundo, e que ao mesmo tempo guarda forte vínculo com a realidade brasileira.

– Foi um trabalho muito discutido e refletido, que resultou em projeto sensível às demandas sociais por proteção em termos de legislação penal, e que ao mesmo tempo se preocupa com a proteção dos direitos humanos – comentou.

O texto, que agora deverá ser convertido em projeto de lei ordinária, de fato inovou ao propor a criminalização de condutas da atualidade ainda sem previsão na legislação, como no caso dos crimes cibernéticos. Os juristas também não hesitarem em abordar temas espinhosos, como o aborto, nesse caso sugerindo novas hipóteses de prática legal para a interrupção da gravidez. Quanto às drogas, na linha do que foi feito em Portugal, foi admitida a legalização do porte para consumo pessoal em pequena quantidade.

(Agência Senado)

Federico Franco assume Presidência do Paraguai dizendo que mudança é legítima

Menos de uma hora depois do impeachment do presidente do Paraguai, Fernando Lugo, o vice-presidente Federico Franco assumiu a Presidência do país. Em cerimônia no Congresso Nacional, Franco disse que a mudança no Poder é legítima.

“Esta transição, que hoje começamos, se realiza dentro da ordem constitucional e de forma alguma põe em risco a vigência da democracia”, disse. Franco deve ficar no comando do Paraguai até agosto de 2013, quando novas eleições gerais serão realizadas.

O novo presidente pediu ainda apoio de todos os setores da sociedade, partidos políticos e movimentos sociais a seu governo. “A única maneira de levar adiante o desenvolvimento do paraguaio é com a união de todos os setores, partidos políticos e movimentos sociais”.

Antes do pronunciamento de Franco, Fernando Lugo disse, em rede nacional, que acatava a decisão do Parlamento, mas que a democracia do país foi ferida.

O processo de impeachment de Lugo durou 24 horas. A maioria do Senado aprovou a saída do ex-bispo católico da Presidência do país na tarde dessa sexta-feira (22).

Os parlamentares consideraram Lugo culpado pelo confronto entre camponeses e policiais em uma fazenda na semana passada, que culminou na morte de 17 pessoas, episódio que se transformou no estopim da crise política paraguaia. Os advogados alegaram não haver provas de que Lugo teve mau desempenho nas funções como presidente.

Federico Franco, de 49 anos, foi governador do Departamento Central, de 2003 a 2008. No final de 2007, se afastou do cargo para concorrer às eleições na chapa junto com Lugo, eleita em abril de 2008. Ele integra o Partido Liberal Radical Autêntico (PLRA), uma das maiores legendas do Paraguaio. O PLRA apoiou a destituição de Lugo.

(Agência Brasil)

Marcos Cals e Pedro Fiúza vão decidir futuro do PSDB na sucessão em Fortaleza

225 1

Marcos Cals e Fiúza – a responsabilidade de acertar os rumos tucanos.

Um grupo de militantes do PSDB realizou encontro, nesta noite de sexta-feira, no escritório do ex-senador Tasso Jereissati, para discutir os cenários da sucessão de Fortaleza. Durante o encontro, analisou-se a situação da legenda e ficou acertado que Pedro Fiúza, presidente da comissão municipal provisória, e Marcos Cals, presidentes regional, decidirão acerca da candidatura do partido.

Na noite de quinta-feira, na sede do partido, alguns militantes realizaram ato de apoio à indicação de Marcos Cals, que é apontado como pré-candidato ao lado de João Mota e Carlos Matos. Isso, em resposta a uma tentativa de levar o PSDB a abrir mão de candidatura própria para respaldar o ex-deputado federal Moroni Torgan, pré-candidato a prefeito da Capital pelo DEM.

O PSDB confirmou sua convenção para o próximo dia 30. É a mesma data da convenção do Partido dos Trabalhadores.

BNB manda nota esclarecendo denúncia da AFBNB sobre salários para dirigentes afastados

166 1

O Banco do Nordeste do Brasil, por meio de sua gerência executiva, mandou nota para o Blog, nesta sexta-feira, esclarecendo denúncia da Associação dos Funcionários do BNB (AFBNB) a respeito de dispositivo que garante para diretores afastados da Instituição salários por mais um ano. A nota diz o seguinte:

Caro Eliomar de Lima,

Em resposta à nota da Associação dos Funcionários do BNB (AFBNB), esclarecemos que não houve nenhuma modificação nas regras “de asseguramento de função”, que foram instituídas pela Diretoria e vigoram desde 2005 .

O que houve agora foi a atualização do site (Consolidação das Instruções Normativas) na intranet que contem as informações referentes aos direitos e obrigações dos funcionários.

Os únicos fatores que impedem que um gestor principal receba o asseguramento é a destituição, entendida como punição após Processo Administrativo, ou “a pedido” do empregado. Não foi o caso do ex-chefe de gabinete.

Sem mais,

Michelly Nunes

Gerente Executivo

Banco do Nordeste

Ambiente de Comunicação Social.