Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

Atenção nas bagagens e nos direitos

Com o título “Atenção nas bagagens e nos direitos”, eis artigo de Thiago Fujita, presidente da Comissão de Defesa do Consumidor da OAB do Estado. Ele fala da luta da entidade contra a cobrança pelo despacho das bagagens acima de 10 quilos. Confira:

Desde a edição da Resolução nº 400 da Anac que trouxe em seu conteúdo a permissão para a cobrança pelo despacho das bagagens acima de 10 quilos, observa-se um cenário de prejuízo aos passageiros brasileiros.

Sob a alegativa de que tal medida geraria uma suposta diminuição dos preços das passagens, fato não verificado até hoje, a agência reguladora, na verdade, deu margem a mais uma retirada de direitos do consumidor.

Diante de tal abuso e ilegalidade da resolução mencionada, a OAB e o Ministério Público ingressaram com ações, ainda pendentes de julgamento, perante o Judiciário, com o objetivo de tornar nula essa cobrança, o que pode reverter o quadro atual. Além disso, ainda há a tramitação de um projeto de lei no Congresso Nacional que tem o mesmo objetivo.

Nos últimos dias, a Associação das Empresas Aéreas divulgou uma campanha para verificar a adequação das bagagens de mão ao peso e tamanho com uma medida de parâmetro definido pelas companhias. A fiscalização ocorrerá com a colocação dos pertences numa caixa padrão. Caso seja maior o volume, será obrigado o consumidor a despachá-lo com a cobrança de valor adicional.

O cuidado com essa medida deve ser enorme para evitar mais uma medida meramente arrecadatória do setor que já penalizou o passageiro, com o pagamento do despacho das bagagens de maior peso no check-in (sem falar na recente cobrança por marcação de assentos). A possibilidade de abusos nessa ação será observada de perto pela defesa do consumidor. Supostos constrangimentos cometidos por funcionários, possíveis danificações ao conteúdo dentro da bagagem e até perda de voo pela demora na fiscalização deverão ser evitadas pelas empresas aéreas, sob pena de responder por prejuízos causados, de natureza material ou moral.

O exercício e a atenção com os direitos dos consumidores do setor aéreo estão na pauta do dia. A luta nessa defesa é um ideal que afeta a sociedade como um todo, pois em sua expressiva maioria, depende do transporte aéreo. Se não houver a devida atenção, não se sabe qual o limite de diminuição de direitos do consumidor em que o Brasil pode chegar.

*Thiago Fujita,

Presidente da Comissão de Defesa do Consumidor da OAB do Ceará.

(Foto – Arquivo)

Homeschooling não vai acabar com o ensino regular, diz Dr. Jaziel

187 1

O presidente da Frente Parlamentar em Defesa do Homeschooling, o deputado federal Dr. Jaziel (PR-CE), abriu nesta semana a primeira reunião em defesa da regulamentação do ensino domiciliar no Brasil, que poderá oferecer o direito dos pais em escolher a melhor forma de educar seus filhos.

“Necessitamos fazer com que a sociedade entenda que o ensino domiciliar não é obrigatório, mas sim uma opção e que, a regulamentação dessa modalidade de ensino, não vai acabar com a escola tradicional”, ressaltou Dr. Jaziel, no encontro que reuniu ainda educadores, o presidente da Associação Nacional de Ensino Domiciliar, Rick Dias, pais de alunos e o deputado federal Eduardo Bolsonaro. O objetivo é a garantia para que o projeto de lei tenha aprovação em regime de urgência.

Rick Dias observou que a educação familiar possui benefícios e que é da suma importância a aprovação do projeto pelo Congresso Nacional. “Há décadas as famílias educadoras esperam por essa regulamentação”, disse.

(Foto: Divulgação)

Fortaleza terá leilão extrajudicial de imóveis

Mais de 10 imóveis localizados em Fortaleza, Aquiraz, Catunda, Iguatu, Pindoretama, Quixadá e Senador Pompeu vão a leilão no próximo dia 30, a partir das 9 horas, no espaço Venue Coworling e pelo site leiloesjudiciais.com.br/ce.

Os interessados podem obter informações mais detalhadas por esse site e pelo 0800-707-9272, informa o leiloeiro oficial Francisco Freitas.

Desemprego sobe por causa do “movimento da sazonalidade”, diz ministro

O aumento do desemprego formal em março é, segundo técnicos do governo, uma postergação das demissões que costumam ocorrer no mês de fevereiro. De acordo com o secretário de Trabalho da Secretaria Especial da Previdência e Trabalho, do Ministério da Economia, Bruno Dalcolmo, trata-se de um “movimento natural da sazonalidade”, em função das contratações de fim de ano.

“Ao que parece, os empresários seguraram mais os trabalhadores, até pelo carnaval, que foi no mês de março”, disse.

Números do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados hoje (24) apontam que o mercado formal de trabalho apresentou um saldo negativo de 43.196 empregos com carteira assinada em março de 2019. O saldo é resultante de um total de 1.216.177 admissões e de 1.304.373 demissões no período.

O resultado negativo não frustrou as expectativas do secretário. “Não frustra porque é um movimento natural da sazonalidade. Mês passado tivemos um volume de contratações muito acima das expectativas, inclusive do mercado. Com isso, na média entre os dois meses, o crescimento do número de postos gerados está em linha com o que se esperava”, disse Dalcolmo durante a coletiva na qual foram apresentados os números.

Em fevereiro, o saldo do número de vagas formais havia ficado positivo, com 173.139 admissões (1.453.284 admissões e 1.280.145 demissões). Com isso, no acumulado do bimestre (fevereiro/março), o saldo está em 129.943.

A expectativa do secretário é que, com o crescimento da economia, “que ainda não é forte mas tende a se acelerar ao longo do ano” – e com a aprovação reforma da Previdência, a situação melhore nos próximos meses.

Segundo o secretário, abril costuma ser um mês “bastante positivo” devido às contratações para o Dia das Mães.

Perguntado sobre o peso que a reforma trabalhista já em vigor teve para o cenário atual, Dalcomo disse que “o emprego não se cria de maneira espontânea” e que é preciso que a economia esteja ajustada e volte a crescer para que o mercado de trabalho consiga reagir.

“A modernização trabalhista tem apresentado números muito positivos em termos de segurança jurídica, de redução do volume de ações judiciais da indústria. Houve uma queda de 35% da utilização de maneira muito pouco correta da Justiça do Trabalho”, argumentou.

Dalcomo teceu elogios às regras da nova legislação trabalhista que possibilitam contratações para trabalhos intermitentes. Segundo ele, no comparativo entre os meses de março de 2019 e março de 2018 houve aumento de 50% na utilização dos contratos intermitentes.

(Agência Brasil)

Rosa da Fonseca comemora 70 anos

Rosa da Fonseca, militante estudantil, ex-vereadora de Fortaleza e fundadora do grupo Crítica Radical, ao lado de Jorge Paiva, da ex-prefeita de Fortaleza Maria Luiza Fontenele, e de Célia Zanetti (1949-2018), comemora seu 70º aniversário nesta quarta-feira. A data marca o relançamento do perfil biográfico da personagem, publicado pela Editora Dummar, na sede da Associação Atlética Banco do Brasil (AABB), às 18h30min.

Parafraseando Fernando Pessoa, Rosa diz que “tudo valeu a pena porque a alma não foi pequena”. Interpreta que todos os seus passos foram e são dados na busca “incansável” de uma alternativa ao capitalismo, que diz ser patriarcal e destrutivo. Para ela, o aniversário é apenas pano de fundo para reunir pessoas com energia emancipatória, o que acontece graças a apoiadores que, mesmo sem entender a fundo a proposta do Critica Radical, diz, viabilizam os projetos do grupo.

Autor do perfil, o editor-executivo do O POVO Online e colunista, Érico Firmo, ressalta que o percurso traçado pela mulher se mistura à história política e da esquerda no Ceará e no Brasil na segunda metade do século XX.

“A história política da Rosa começa na época do AI-5. Ela é presa no governo Médici e, em liberdade, participa da luta pela anistia, da reorganização dos partidos e sindicatos. Teve protagonismo na primeira administração do PT (Partido dos Trabalhadores) numa capital e organizou o primeiro ato que pediu ‘fora Collor'”, remonta o jornalista.

O caminho de Rosa também é marcado por conflitos e rupturas, avalia Firmo. Ela iniciou a trajetória associada a grupos ligados a Igreja Católica, mas hoje não é espiritualista; acreditava numa concepção revolucionária socialista, mas rompeu com as bases do marxismo clássico. Além disso, acrescenta o autor, pensou em tornar a Prefeitura de Fortaleza um meio para “mudar o mundo” e acabou por se convencer que as estruturas governamentais não comportariam esta pretensão.

A militante política, aliás, teve saídas turbulentas de PCdoB, PT, PSTU. Tentou ainda fundar o próprio partido, até desistir de vez da política partidária institucional. “Não falaria propriamente de contradições, pois há um fundamento que percorre toda a trajetória dela. Mas, há mudanças profundas e guinadas de compreensão desse período”, raciocina o autor.

Editora-executiva da Editora Dummar, Regina Ribeiro comenta que, antes de tudo, o livro é um trabalho jornalístico primoroso, porque traz à luz episódios da vida de Rosa até então turvos. A escolha pela personagem, diz Regina, nasceu da ausência que sentiu de ver mulheres protagonizando as publicações da coleção Terra Bárbara – da qual o livro faz parte.

Regina revela ainda ter acertado com Firmo que ele escreveria por volta de 30 laudas, o que não aconteceu. “O Érico (Firmo) entregou, na verdade, uma história da política recente de Fortaleza”, pontua. O livro tem 139 páginas.

(O POVO – Repórter Carlos Holanda/Foto – O POVO))

Medicamento para tratar AME estará disponível pelo SUS em 180 dias

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, assinou hoje (24) portaria de incorporação do fármaco Nusinersen (Spinraza) na Relação Nacional de Medicamentos Essenciais (Rename). A previsão da pasta é que o tratamento, destinado a pacientes com atrofia muscular espinhal (AME) tipo 1, esteja disponível em centros especializados do Sistema Único de Saúde (SUS) em até 180 dias.

A assinatura da portaria foi feita durante audiência pública da Comissão de Assuntos Sociais (CAS) do Senado Federal. No evento, a primeira-dama Michelle Bolsonaro avaliou que a incorporação representa mais um passo em direção à melhoria de vida de pessoas com doenças raras. Segundo ela, trata-se de um problema social que requer um olhar atento do governo.

“Contem sempre com o meu apoio. Juntos somos mais fortes”, disse, ao destacar que o medicamento é capaz de trazer o mínimo de conforto e bem estar para pacientes e seus familiares.

Tratamento

O tratamento com Spinraza, único insumo no mundo recomendado para pacientes com AME, consiste na administração de seis frascos com 5ml no primeiro ano. A partir do segundo ano, passam a ser três frascos. De acordo com o ministério, estudos apontam a eficácia do medicamento na interrupção da evolução da doença para quadros mais graves e que são prevalentes na maioria dos pacientes.

Ampliação

A pasta informou que estuda a incorporação do Spinraza na modalidade de compartilhamento de risco, o que incluiria também pacientes com AME tipo 2 (início dos sintomas entre 7 e 18 meses de vida) e tipo 3 (início dos sintomas antes dos 3 anos de vida e 12 anos incompletos). Nesse formato, o governo só paga pelo medicamento se houver melhora do paciente.

A proposta é que os pacientes sejam acompanhados, via registro prospectivo, para medir resultados e desempenhos, como uma evolução da função motora e um menor tempo de uso de ventilação mecânica. Atualmente, segundo Mandetta, há negociações de acesso e reembolso do Spinraza em 42 países, incluindo França, Itália e Reino Unido.

Demandas judiciais

Dados do ministério mostram que, em 2018, 90 pacientes foram atendidos com o Spinraza, a partir de demandas judiciais que solicitavam a oferta do medicamento, ao custo de R$ 115,9 milhões. Cada paciente representou, em média, custo de R$ 1,3 milhão. Atualmente, 106 pacientes são atendidos pela pasta.

Mandetta lembrou que o fármaco chegou a custar até R$ 420 mil a ampola, mas que, com a incorporação, que garante uma compra centralizada pelo governo federal, o custo pode cair para algo em torno de R$ 140 mil.

Doença

A AME é uma doença genética que interfere na capacidade do corpo de produzir uma proteína considerada essencial para a sobrevivência dos neurônios motores. Sem ela, os neurônios morrem e os pacientes vão perdendo controle e força musculares, ficando incapacitados de se moverem, engolirem ou mesmo respirarem. O quadro é degenerativo e não há cura.

(Agência Brasil)

Projeto quer Código de Defesa do Consumidor com exemplares em braille

O deputado federal Capitão Wagner (PROS) deu entrada, na Câmara, no projeto de lei nº 2309/19 que quer exemplares do Código Brasileiro de Defesa do Consumidor (CDC) em braille nos estabelecimentos comerciais do País. O objetivo é facilitar aos consumidores deficientes a consulta por direitos durante a compra ou contratação de serviços, informa o parlamentar.

Capitão Wagner afirma que não são poucos os fornecedores que se aproveitam da posição de vulnerabilidade do consumidor deficiente para se beneficiar de alguma forma na relação de consumo.

De acordo com o Ministério da Saúde, cerca de 6,2% da população brasileira tem algum tipo de deficiência visual, física e/ou intelectual. Dentre os tipos de deficiência pesquisados, a visual é a mais representativa e atinge 3,6% dos brasileiros.

“Os consumidores deficientes sequer imaginam que podem não ter seus direitos respeitados ao fazerem suas compras ou contratarem serviços. O exemplar em braille do Código de Defesa do Consumidor permitirá a consulta em caso de dúvidas e terá um efeito educador para ambos os lados”, reforça Wagner.

(Foto – Agência Câmara)

Que País você quer pro futuro?

Com o título “Que País você quer pro futuro”, eis artigo de Francisco Wildys Oliveira, mestre em Economia. Ele expõe um cenário perverso social e economicamente do Brasil. Confira:

Vivenciamos tempos dantescos. As igrejas e templos, hoje, têm grades ou alambrados. Fecham-se livrarias (29% a menos em 10 anos) e abrem-se farmácias (ocupando até três esquinas de um cruzamento). Promove-se o consumo do cigarro pela redução da tributação (Portaria 263/2019 do Ministério da Justiça). Facilita-se a posse de armas de fogo (Decreto Federal nº 9.685/2019). Comemora-se, por ordem do Chefe Maior das Forças Armadas, a ditadura iniciada em 31.03.1964. Ainda que a História diga o contrário, nazismo e fascismo, para o governo federal, foram fenômenos de esquerda.

A cada ano, 63 mil pessoas são vítimas de mortes violentas. Possuímos uma população carcerária de 725 mil, a 3ª do mundo (Pastoral Carcerária). Quinze milhões e meio de pessoas vivem na extrema pobreza (síntese dos indicadores sociais do IBGE). Os desempregados brasileiros já são 13,1 milhões, o que fez a taxa de desemprego subir para 12,4% da População Economicamente Ativa (PEA) em dezembro de 2018 (IBGE). A cada 2 segundos uma mulher é vítima de violência (Instituto Maria da Penha). 25 mil crianças e adolescentes são vítimas de violência física, sexual e psicológica (Instituto de Segurança Pública). A nação tem 11,8 milhões de analfabetos (IBGE) – 7,2% da população de 15 anos ou mais.

Somos o campeão mundial de uso de pesticidas na agricultura: a cada ano, utiliza-se 1 bilhão de litros deles para produzir comida, e os incentiva por meio da desoneração de R$ 2 bilhões de tributação. Um terço dos domicílios não tem esgotamento sanitário (IBGE). Quase 30% da renda do Brasil está nas mãos de apenas 1% dos habitantes, a maior concentração do tipo no mundo (Pesquisa Desigualdade Mundial 2018, coordenada pelo economista francês Thomas Piketty).

Aqui, a tributação concentra renda. O Instituto de Estudos Socioeconômicos (Inesc) aponta que a parcela assalariada do País é responsável, hoje, por 71,38% do total dos tributos arrecadadas. O Inesc também aponta que os impostos consomem 32% da renda dos 10% mais pobres, enquanto eles incidem sobre 21% dos rendimentos dos 10% mais ricos e sobre apenas 6,7% da renda dos chamados super-ricos, que representam 0,05% da população. Que país?

*Francisco Wildys Oliveira

Mestre em Economia.

Nelson Bessa, o abre portas pró-Ceará no Ministério da Economia

O cearense Nelson Bessa, ex-assessor de Assuntos Internacionais do Governo Lúcio Alcântara, responde pela Área Internacional no Ministério da Economia.

Aqui, ele esteve nos últimos dias acertando a ida de missões internacionais com o empresariado.

Nelson, inclusive, se disse impressionado com a direção do Centro Industrial do Ceará (CIC), que vem fechando um programa de desburocratização e também investindo em prospecções no Exterior como a recente ida a Macau, na China.

(Foto – Arquivo)

 

MP do Ceará convoca 137 estagiários para atuarem em Fortaleza

O Ministério Público do Ceará, por meio do Núcleo Gestor de Estágio (Nuge), está convocando 137 novos estagiários de graduação para atuação em Fortaleza, dos quais 14 são para as áreas de Administração, Biblioteconomia, Ciências Contábeis, Desenvolvimento de Sistemas, Infraestrutura de Tecnologia da Informação, Psicologia e Serviço Social, enquanto 123 são estagiários de Direito. O objetivo é atender a diversos órgãos do MPCE, informa a assessoria de imprensa da Instituição.

O prazo de comparecimento dos convocados teve início nesta quarta-feira (24/04), e termina já nesta quinta-feira (25/04), exceto para os estagiários de direito, cujo prazo inicia dia 29 de abril e encerra no dia 8 de maio.

Conforme o coordenador do Nuge, Nestor Rocha Cabral, a meta é alcançar, ainda neste semestre, um total de 413 estagiários remunerados de Direito e 40 de outras áreas, afora o quadro de estudantes do estágio curricular (não remunerado), que já somam 85 estagiários.

SERVIÇO

*As convocações constam nos Editais nº 15/2019 e 16/2019 e estão disponíveis aqui (www.mpce.mp.br)

 

Projeto quer isenção de IPTU para portadores de doenças raras

162 1

O vereador Julierme Sena (PROS) deu entrada, no protocolo da Câmara Municipal, num projeto de lei quer quer isentar portadores de doenças raras do pagamento do Imposto Predial Territorial Urbano (IPTU), em Fortaleza.

A proposta prevê que a isenção de IPTU será concedida somente para um único imóvel do qual o portador de doenças raras seja proprietário/dependente ou responsável pelo recolhimento dos tributos municipais e que seja utilizado exclusivamente como sua residência e de sua família, independentemente do tamanho do referido imóvel.

O projeto está na Comissão de Constituição, Justiça e Legislação Participativa, aguardando parecer para seguir sua tramitação.

Doenças raras

As doenças raras geralmente são crônicas, progressivas e incapacitantes e, muitas vezes degenerativa, afetam a qualidade de vida do portador e de seus familiares.

Segundo o Ministério da Saúde, são exemplos de doenças raras: lupus eritematoso sistêmico leucemia mielóide crônica, entre outros.

(Foto – CMFor)

Brasileiro espera inflação em alta nos próximos 12 meses

A expectativa mediana dos consumidores brasileiros para a inflação nos próximos 12 meses é de 5,3%, segundo pesquisa da Fundação Getulio Vargas (FGV), realizada em abril e divulgada hoje, no Rio de Janeiro.

A taxa é 0,2 ponto percentual maior que a expectativa apurada na pesquisa de março (5,1%).

De acordo com a FGV, nos últimos dois meses, a expectativa de inflação acumula alta de 0,4 ponto percentual. A taxa de abril é também maior que a prevista pelos consumidores em abril de 2018 (5%).

Segundo a pesquisadora da FGV Viviane Seda Bittencourt, apesar da desaceleração dos preços de alimentos em abril, há uma pressão dos preços de energia elétrica e medicamentos influenciando a percepção atual e as perspectivas futuras do consumidor sobre a inflação.

(Agência Brasil)

Heitor cobra do governo balanço sobre R$ 100 milhões aplicados na redução da fila hospitalar

O deputado estadual Heitor Férrer (SD) aprovou, na Assembleia Legislativa, um requerimento pedindo informações sobre o resultado da aplicação de R$ 100 milhões pelo governo estadual no objetivo de reduzir filas nos hospitais no item cirurgias eletivas.

Isso a partir da contratação de leitos em unidades privadas. Na época, a ideia era atender a cerca de 15 mil pacientes.

De fato, o parlamentar tem razão na cobrança, pois, até agora, a Secretaria da Saúde do Estado ainda não veio a público divulgar esse diagnóstico.

(Foto – ALCE)

 

Acabou! Rogério Ceni fica no Fortaleza

180 2

Rogério Ceni vai permanecer como técnico do Fortaleza. A informação foi dada, nesta quarta-feira, pela Rádio Itataia, de Minas Gerais, por meio do repórter Claudio Rezende, que cobre o cotidiano da equipe mineira. Rezende escreveu em suas redes sociais.

Claudio Rezende escreveu que houve sim a proposta oficial e que Rogério Ceni optou por honrar seu contrato com o Fortaleza.

Ceni esteve no Fortaleza, na manhã desta quarta-feira, 24, e, agora á tarde, comandará normalmente o treino de reapresentação visando a estreia do clube na Série A, do Campeonato Brasileiro, contra o Palmeiras. O jogo acontecerá às 16 horas do próximo domingo, em São Paulo.

(Com POVO Online)

Partidos políticos têm até 30 de abril para apresentar a prestação anual de contas

Os partidos políticos registrados no Tribunal Superior Eleitoral devem apresentar a prestação anual de contas partidárias até 30 de abril do ano subsequente ao do exercício. A medida atende ao disposto no artigo 17, inciso III da Constituição Federal e art. 32 da Lei nº 9.096/1995 (Lei dos Partidos Políticos),

Os diretórios estaduais devem prestar contas ao Tribunal Regional Eleitoral do Ceará,enquanto os diretórios municipais devem apresentar os documentos nas respectivas zonas eleitorais em atenção ao previsto na legislação vigente. A informação é da assessoria de imprensa do TRE.

Encerrado esse prazo, caso a sigla partidária permaneça inadimplente, o presidente do Tribunal ou o juiz eleitoral deverá determinar a suspensão imediata da distribuição ou repasse de novas cotas do Fundo Partidário, nos termos do artigo 30, inciso III, alínea “a” da Resolução TSE nº 23.546, sujeitando-se, ainda, o partido ao julgamento de contas não prestadas.

Na hipótese de o partido político não entregar a prestação de contas dentro do prazo, a Presidência do Tribunal ou o juiz eleitoral será informado de que a legenda está inadimplente quanto a essa obrigação, sendo, então, intimado o partido a apresentar as contas em um prazo de 72 horas.

Caucaia vive clima de caos na coleta do lixo; Prefeitura contesta

 

Nesta manhã, o clima em várias ruas da cidade de Caucaia (Região Metropolitana de Fortaleza) não andava bom para o lado da gestão do prefeito Naumi Amorim.

Tudo por causa do lixo espalhado em vários canteiros, o que gerou protesto de alguns moradores contra vereadores da base do prefeito. O cenário é de caos, pois há uma peleja judicial não resolvida e que envolve a coleta municipal.

Até mesmo porcos foram soltos em frente a casa de vereadores que apoiam a gestão.

Outro lado

A Prefeitura de Caucaia esclarece que as fotos publicadas nesta postagem “Caucaia vive clima de caos na coleta do lixo” além de serem antigas não refletem a realidade do serviço executado na avenida Contorno Leste, onde foram tiradas.

“A via tem diariamente, de segunda a sábado, coleta com uma caçamba. De segunda a sexta, o veículo faz duas viagens para recolher o máximo possível de resíduos. No sábado, o caminhão faz uma viagem”, diz a nota.

Desde que assumiu o controle da coleta de lixo em Caucaia, em dezembro de 2017, a Prefeitura tem implementado uma série de medidas para ampliar e melhorar cada vez mais a qualidade do serviço. No Sertão, por exemplo, a quantidade de carros dobrou, assim como a frequência deles.

A gestão diz mais: “Além disso, rampas de lixo estão sendo transformadas em jardins públicos e em breve a cidade ganhará dez ecopontos. Os espaços integram o Programa de Infraestrutura Integrada de Caucaia, financiado pelo Banco de Desenvolvimento da América Latina.”

(Fotos – WhatsApp)

Eleições para Reitor – Antonio Gomes quer uma UFC autônoma e conectada

272 1

Com o título “UFC: autônoma e conectada”, eis artigo do professor Antonio Gomes de Souza Filho, candidato a reitor da Universidade Federal do Ceará. Ele expõe alguns dos seus planos para a Instituição, no caso de sair escolhido do processo. Confira:

A expansão recente da UFC veio acompanhada de um crescimento de qualidade no ensino, na pesquisa, na extensão e na inovação, o que nos colocou entre as melhores instituições nacionais. A UFC é, hoje, a universidade mais bem avaliada nos cursos de graduação e a que possui o maior número de programas de pós-graduação com padrão internacional, no âmbito das regiões Norte e Nordeste. Avaliações recentes nos colocam no topo da lista das universidades que mais depositam patentes e em posição de liderança no compromisso social.

Os avanços acumulados e o atual cenário da economia brasileira nos conduziram a um momento decisivo para o futuro da UFC. Acreditamos que é o momento para avaliação dos nossos programas, estruturas administrativas e orçamento, de forma a garantir o funcionamento eficaz, eficiente e harmonioso das nossas atividades acadêmicas. É fundamental requalificar o financiamento público para fortalecer a adoção das políticas inclusivas, conquistas importantes que possibilitam uma maior aproximação com a sociedade e uma atenção natural aos anseios da mesma.

A nova visão da Universidade que representamos deriva de nossas vivências, para quem a UFC abriu oportunidades e caminhos da formação superior no Brasil e no exterior. Estamos inspirados, para o que propomos na nossa gestão, nas oportunidades únicas de nossa região e no que conhecemos de melhor mundo afora.

Pensamos a universidade como uma instituição aberta e conectada com a sociedade por múltiplos canais, formando profissionais com as habilidades técnicas e emocionais que o mundo moderno do trabalho exige; contribuindo com os governos para o aprimoramento das políticas públicas; transferindo tecnologia para tornar as empresas mais competitivas, e se posicionando na vanguarda da geração de conhecimento; tudo isso realizado sob a guarda do direito constitucional da autonomia universitária.

O sucesso desse modelo de universidade exige mudanças profundas no ensino, com mais realidade, interdisciplinaridade e flexibilidade no itinerário dos estudantes, pesquisa com relevância tecnológica e social, mais relações com a sociedade por meio da extensão e interiorização, e uma gestão por competências, baseada em metas e resultados. A UFC já faz muito e é motivo de orgulho, mas pode fazer cada vez mais!

*Antonio Gomes de Souza Filho

Candidato a reitor da Universidade Federal do Ceará.

Ex-maratonista Vanderlei Pereira conhece o Centro de Formação Olímpica

O ex-maratonista Vanderlei Cordeiro deixou Fortaleza, nas últimas horas, após visitar e conhecer a estrutura do Centro de Formação Olímpica no que diz respeito à modalidade do atletismo.

Na visita que fez ao equipamento, ele foi ciceroneado pelo secretário estadual dos Esportes e Juventude, Rogério Pinheiro, e ainda conversou com atletas.

Vanderlei falou sobre a experiência de ter participado da Olimpíada de Atenas, em 2004, quando conquistou a medalha de bronze. Poderia ter ganho o ouro se o padre irlândes Cornelius Horan não tivesse invadido a pista e empurrado o brasileiro.

(Foto – Divulgação)

Alunos das escolas públicas e particulares conhecem a Câmara Municipal

Michel Lins foi cicerone dos alunos durante visita ao Legislativo Municipal.

Cerca de 40 alunos da Escola Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, localizada no bairro Henrique Jorge, visitou, nesta semana, a Câmara Municipal de Fortaleza. A visita faz parte do projeto “Politizando”, que objetiva mostrar aos jovens como funciona o Poder Legislativo.

O grupo conheceu o plenário e várias dependências da Casa, dentro da 17ª edição do projeto, uma iniciativa do vereador Michel Lins (PPL), que tem na coordenação o professor Raimundo Soares. Ano ano passado, o programa atraiu cerca de 900 alunos de 15 escolas públicas e particulares.

O “Politizando” tem recebido muitos elogios nos meios políticos e educacionais de Fortaleza, repercutindo positivamente também em outros estados brasileiros. “Nossa intenção é fazer com que os jovens entendam como funciona a Câmara Municipal e possam se interessar pela política, pois é através dela que podemos transformar o mundo”, destaca Michel Lins.

Michel Lins adiantou que quer também estender esse projeto para a esfera do Paço Municipal, onde alunos das escolas poderia conhecer a máquina municipal.

(Foto – CMFor)

Governo Bolsonaro tem aprovação de 35% dos brasileiros, diz Ibope

A gestão do presidente Jair Bolsonaro é avaliada como ótimo ou bom por 35% da população e como ruim ou péssimo por 27%. É o que revela pesquisa Ibope, encomendada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e divulgada nesta quarta-feira, 24.

De acordo com o levantamento, o governo é considerado regular por 31% dos entrevistados. Não souberam ou não responderam são 7% dos entrevistados.

A pesquisa foi feita entre 12 e 15 de abril, ouvindo 2 mil pessoas em 126 municípios.

(Foto – Divulgação)