Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

Igreja Católica ganha três novos santos

147 2

“O Papa Bento XVI canonizou neste domingo na Praça de São Pedro três novos santos, entre elas a monja espanhola Bonifacia Rodríguez De Castro, fundadora, em 1874, das Servas de San José e defensora da mulher operáriano final do século XIX.

O Papa também proclamou santos os religiosos italianos Guido Maria Conforti e Lugi Guanella, igualmente fundadores de órdens religiosas.

Os novos santos são considerados um exemplo para os católicos de todo o mundo por sua admirável entrega à religião, afirmou o Vaticano.

Desde o início de seu pontificado em 2005, Bento XVI proclamou 34 santos. Estas três novas canonizações elevam para 37 o número de santos proclamados pelo papa alemão.”

(AFP)

O que fazer com o 13ª salário?

“Os trabalhadores, aposentados e pensionistas, nesta época do ano, já podem começar a planejar o que fazer com o décimo terceiro salário pago em dezembro. Na avaliação de especialistas em finanças pessoais, o dinheiro extra pode vir como uma oportunidade para se livrar de dívidas e iniciar uma poupança.“O momento é oportuno. Estamos em outubro, portanto tem tempo para planejar o final do ano”, lembra o professor de Finanças da Faculdade Ibmec, Marcos Aguerri Pimenta de Souza. Ele destaca que, primeiramente, o consumidor deve verificar quais são as prestações a vencer, as demais despesas futuras e, por último, levar em consideração “os desejos de final de ano”.
Para o especialista em administração financeira, Érico Veras Marques, professor da Faculdade de Economia, Administração Atuária e Contabilidade, da Universidade Federal do Ceará (UFC), no caso das pessoas que estão com as contas em dia, parte do décimo terceiro pode ser separado para as compras de Natal e outra parte para fazer poupança para complementar a aposentadoria no futuro, comprar um carro ou uma casa e fazer uma viagem, por exemplo. Mas se o consumidor já estiver endividado, a orientação é colocar as contas em dia para evitar pagar juros altos.”
(Agência Brasil)

Previdência estuda mudanças na política de concessão de pensões

“Redução da pensão em até 70% para viúvas sem filhos menores, prazo de 1 ano para início do pagamento do benefício, limitação do prazo de recebimento dos ganhos para companheiros com menos de 35 anos, e até adicional de três anos no tempo de contribuição das mulheres. Polêmicas e controversas, as propostas que envolvem o projeto de mudança do atual regime de concessão de pensões por morte no País ainda correm pelos corredores do Ministério da Previdência.

O Executivo ainda não formaliz ou as ideais sob um projeto de lei. Para parlamentares ligados à defesa dos aposentados e pensionistas, o anúncio público sem a normatização de propostas é um sinal de que o governo teme por uma oposição em massa.”

(Com Agências)

CIC em clima de divisão

174 1

A Federação das Indístrias do Ceará quer transformar o Centro Industrial do Ceará (CIC) num departamento seu, o que está causando revolta entre o empresariado que sempre viu o CIC como o braço de debates e discussões voltadas para a pluralidade. A queixa é geral entre associados que ameaçam se desligar da entidade que, em clima de sucessão da atual presidente, Roseane Medeiros, já viu vetados pela Fiec nomes como os de Maia Júniro, ex-vice-governador e Régis Dias, ex-secretário estasdual.

Um grupo de associados do  CIC lamenta que a cúpula da Fiec esteja tentando colocar a entidade em segundo plano, o que gera rebeldia e desconforto. O motivo é um só: a Fiec quer que o novo presidente do CIC seja industrial, o que não existe como cláusula obrigatória na constituição dessa entidade que, no passado, contou com presidentes que não era industrias.

“Há uma tentativa de interferência descabida”, desabafou um membro do CIC para o Blog; Até agora, só Nicole Barbosa é candidata a presidente e, assim emsmo, enfrentando certa resistência.

A expectativa é que o presidente da Fiec, Roberto Macedo, homem isento e equilibrado, entre nesse meio de campo e evite o racha.

Terceiro Cuca de Luizianne Lins vai para licitação

203 2

Entra nesta segunda-feira na Comissão de Licitação da Prefeitura mais um Cuca (Centro Urbano de Cultura, Arte, Ciência e Esporte). Será o quatro, informa o coordenador de Projetos Especiais do Município, Geraldo Accioly.

Ele diz que esse projeto funcionará no antigo Centro Social Presidente Médici e está orçado em R$ 13 milhões.

Até agora, faltando um ano e dois meses para o fim do seu segundo mandato, a prefeita Luizianne Lins (PT) entregou apenas o CUCA  Che Guevara, da Bara do Ceará, na Regional I. Já o Cuca da Regional V está em fase de construção às margens da lagoa do Mondubim, com mais de 50% da obra concluída.

MST cobra compromissos de Dilma Rousseff

188 1

Essa é do site do MST

A presidenta Dilma Rousseff corre o risco de encerrar seu primeiro ano de governo sem ter realizado nenhuma nova desapropriação de terra. Dilmarecebeu cerca de 90 processos de desapropriações, cujos trâmites técnicos já tinham sido completamente realizados no governo anterior, e bastava apenas a sua assinatura. Todavia, as desapropriações dessas áreas ainda não saíram.

Essa demora adia a criação de novos assentamentos para resolver o problema das famílias acampadas e joga por água a baixo o trabalho do Instituto Nacional da Colonização e Reforma Agrária (Incra), que tornou essas áreas passíveis de serem desapropriadas em um processo que leva de um ano e meio a dois anos.

“Temos mais um ano perdido para a Reforma Agrária. A lentidão para o assentamento das famílias acampadas e para a execução de políticas para fortalecer os assentamentos é uma vergonha para um governo que tem como meta acabar com a pobreza no Brasil. Sem Reforma Agrária, superar a pobreza não passa de propaganda”, avalia Marina dos Santos, da Coordenação Nacional do MST.

Investimentos

O quadro relacionado aos investimentos nos assentamentos existentes não é muito diferente. Relatório interno do Incra, divulgado pelo Estado de S. Paulo, aponta que apenas 10% do orçamento do órgão destinado às obras de infraestrutura para os assentamentos foram utilizados. Dos R$ 159 milhões programados, somente R$ 16 milhões tinham sido aplicados.

Estava previsto também o investimento de R$ 900 milhões na instalação das famílias em seus lotes, a maior parte destinado à construção de moradias. Entretanto, só 27% (R$ 204 milhões) desse valor foi utilizados até então. No caso dos contratos de serviço para assistência técnica, foi empregado metade do valor previsto para o ano todo: R$ 72 milhões dos R$ 146 milhões reservados.

“Na jornada de agosto, colocamos para o governo que a Reforma Agrária está parada. Um exemplo é que demorou quase quatro meses para o governo indicar o presidente do Incra e mais de seis meses para nomear os superintendes nos estados”, avalia Marina.

A comparação do número de assentamentos criados até o momento com o mesmo período do primeiro mandato do governo Lula demonstra a lentidão da Reforma Agrária. Segundo dados do Incra, o governo criou 35 novos assentamentos, diante dos 135 do período Lula.

Nos oito primeiros meses do atual governo, 1.949 famílias foram assentadas, o que corresponde com cerca de 21% do primeiro mandato de Lula, que assentou 9.195 famílias.

Lutas

“Durante a nossa jornada, o governo admitiu a inoperância e, sob ordem da presidenta Dilma, firmou compromissos para destravar essas medidas, garantindo o assentamento de 20 mil famílias acampadas neste ano, a criação de um programa de agroindústria e políticas para a educação de trabalhadores assentados”, observa Marina.

Com a Jornada Nacional da Via Campesina, em agosto, os movimentos sociais conseguiram recolocar a pauta da Reforma Agrária na centralidade do governo.

O governo assumiu o compromisso de fazer a suplementação do orçamento do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), elaborar uma política para a Reforma Agrária (uma emergencial e outra a longo prazo) e a renegociação das dívidas dos pequenos trabalhadores rurais.

Concentração

Enquanto a criação de novas áreas da  Reforma Agrári e os investivemos nos assentamentos não avançam, cresce a concentração de terras no país. Segundo o Incra, há 5,3 milhões de imóveis rurais no Brasil registrados no órgão, que juntos somam 587,1 milhões de hectares de terras.

Cerca de 330 milhões de hectares estão nas mãos de 131 mil proprietários, o que representa menos de 5%. Ou seja, cerca de 64% das propriedades rurais brasileiras pertencem a essa mísera fatia de 5%.

“O governo anunciou que a Reforma Agrária será uma prioridade discutida no centro do governo. Esperamos que os compromissos sejam cumpridos, caso não tenhamos avanços até o final do ano, vamos fazer ocupações de terras em todo o país e voltaremos para Brasília para cobrar o governo”, afirma a integrante da coordenação do MST.

Greve da Polícia Civil – Justiça decide na 4ª feira sobre ilegalidade

“A 6ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) marcou para a próxima quarta-feira, a partir das 8h30,in, o julgamento do agravo de instrumento contra decisão que decretou a ilegalidade da greve dos policiais. A ação (nº 0004900-04.2011.8.06.0000) foi interposta pelo Sindicato dos Policiais Civis de Carreira no Estado do Ceará (Sinpoci/CE).

No dia 5 de julho, o titular da 6ª Vara da Fazenda Pública da Comarca de Fortaleza, juiz Paulo de Tarso Pires Nogueira, decretou a ilegalidade da greve e determinou o retorno imediato às atividades. Em caso de descumprimento, fixou multa diária de R$ 10 mil.

De acordo com o magistrado, “o possível direito de greve de policiais civis seria totalmente incompatível com a concepção do próprio Estado e com o seu efetivo funcionamento. A paralisação daquele setor geraria perigo à ordem pública, à paz pública e à estabilidade das instituições”.

O Sindicato alega “que cabe ao Tribunal de Justiça, e não ao juiz, declarar a ilegalidade do movimento grevista, conforme entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF)”. O agravo de instrumento foi distribuído, por sorteio, para a desembargadora Sérgia Maria Mendonça de Miranda, que havia suspendido o processo, no início de agosto, por solicitação do Sinpoci e da Procuradoria Geral do Estado (PGE), tendo em vista a possibilidade de acordo.

No entanto, como não houve consenso entre as partes, o Sindicato decidiu retomar a greve e solicitou o prosseguimento da ação.”

(Site do TJ-CE)

Secretário cidista não teme ameaça do PSDB de lhe tomar mandato

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=N05lsFXDTJE[/youtube]

O secretario estadual do Esporte, Gony Arruda não teme decisão do seu antigo partido, o PSDB, de ir à Justiça para tentar tomar o mandato dos parlamentares estaduais que ingressaram no PSD, sigla alternativa do Palácio da Abolição.

Gony não acredita que tal  ameaça se concretize, fala em perseguição e lamenta essa postura do seu antigo colega de legenda, o hoje presidente estadual tucano Marcos Cals.

BNB renegocia dívidas rurais até fim de novembro

159 2

O Banco do Nordeste do Brasil já rebateu R$ 4 bilhões de um total de R$ 7 bilhões de dívidas rurais que foram contraídas por pequenos, médios e grandes produtores rurais até 2001. O número é resultado de uma renegociação que o banco vem realizando com respaldo da lei 12.249.

A lei assegura parcelamento alongados e redução de juros e multas que, segundo o coordenador do Pronaf/BNB, Luís Sérgio Farias, contribuiram para a solução de cerca de 300 mil financiamentos. A renegociação, no entanto, tem prazo para terminar: 30 de novembro próximo.

Luís Sérgio adianta que o BNB também vai operar com R$ 2,2 bilhões de crédito rural para a próxima safra. Sonhando em não ter tanta inadimplência, é claro.

Renato Roseno já admite candidatura a prefeito

229 27

Agora é pra valer.

O advogado Renato Roseno admite disputar a Prefeitura de Fortaleza em 2012. Ele diz que se houver convocação do partido estará disposto a encarar as urnas.

Segundo Roseno, que já postulou para o Governo e Prefeitura, o eleitorado fortalezense sente a falta de um projeto novo. Ele assegura ser a “opção verdadeiramente de esquerda” no elenco de tantos “prefeituráveis” que povoam o cenário da sucessão da prefeita Luizianne Lins (PT).

Há expectativas de que a pré-candidatura de Roseno ao Paço seja a principal decisão a sair do III Congresso Estadual do PSOL, que começa hoje e vai até amanhã, na sede da legenda.

FHC cobra aproximação do PSDB com periferia paulista em 2012

“O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso cobrou de seu partido, o PSDB, mais proximidade com os paulistanos no período de definição do candidato da legenda que vai disputar a eleição municipal de 2012.

Neste sábado, 22, após participar do primeiro encontro público dos quatro pré-candidatos tucanos em uma universidade localizada em área nobre da cidade, FHC pediu que o partido realize mais eventos “na periferia e em áreas mais longínquas” da cidade. “Ou chegamos mais perto ou o fosso entre o homem público e a sociedade vai aumentar”, justificou o ex-presidente.

Fernando Henrique foi o convidado especial do lançamento do portal “Sua Metrópole”, espaço virtual colaborativo que vai concentrar discussões e propostas a serem aproveitadas na plataforma de governo do partido em 2012.

“Acho que tem que chegar cada vez mais próximo, não só da periferia, mas de toda a cidade. O partido tem de estar em toda a cidade. Eu gostei disso aqui, foi um bom ponto de partida”, avaliou o ex-presidente, após ouvir a exposição dos pré-candidatos sobre suas visões de “metrópole sustentável”

(Agência Estado).

Jose Dirceu acha que ministro não cai. Para frustração da grande mídia

173 1

Essa é do ex-ministro José Dirceu, em seu blog

Não foi desta vez. Desta, não deu certo. A mídia tentou e forçou para que o ministro do Esporte, Orlando Silva caísse. Desrespeitou abertamente o seu direito à presunção da inocência e ao devido processo legal ante denúncias em seu Ministério.

Tentou – e continua a tentar – substituir a Justiça. Quando não consegue, pressiona para que o julgamento não a desmoralize, não mostre que todo o escândalo foi factóide criado artificialmente por ela. É sua forma e jeito de continuar tentando impor decisões, primeiro à presidenta Dilma Rousseff, depois à Justiça.

Ainda que no caso de que falamos agora, do ministro Orlando Silva, a presidenta da República tenha deixado claro que se pautará pela lei e a Constituição, e que não aceita linchamentos morais e  pré-julgamentos.

“Não lutamos inutilmente para acabar com o arbítrio”

O governo “não condena ninguém sem provas e parte do princípio civilizatório da presunção da inocência. Não lutamos inutilmente para acabar com o arbítrio e não vamos aceitar que alguém seja condenado sumariamente”, disse a presidenta em nota oficial.

E o ministro, na reunião com ela na noite de ontem comunicou-lhe ter adotado todas as providências para corrigir e punir malfeitos, ressarcir os cofres públicos e aperfeiçoar os mecanismos de controle do Ministério do Esporte.

“É inaceitável para mim conviver com qualquer tipo de suspeição. Esclareci todos os fatos e as acusações que tenho sofrido. Desmascarei todas as mentiras para a presidente”, afirmou ele ao sair dessa reunião no Palácio do Planalto.

Imprensa age como se suas manchetes não fossem desmentidas

Nada.Nenhum desses pontos fica em destaque. Vai para o meio das matérias – quando vai. A imprensa finge que não é com ela. Apesar do desmentido de várias de suas manchetes, continua a agir como se nada tivesse acontecido. Agora arrumou que Pelé foi consultado e que o jornalista Juca Kfhour, também, foi convidado para ser ministro, quando os fatos demonstram o contrário.

Essa mesma mídia e tipo de manchete já haviam sido desmentidos na informação que deram de que o ministro Orlando Silva tinha sido substituído nos trabalhos de coordenação da Copa e da Olimpíada no Brasil e que estava demitido.

Nada abala a estratégia traçada pela nossa imprensa. Ela continua criando factóides sem nenhum compromisso com a verdade jornalística. Da mesma forma que insiste em dar foros de verdade às denúncias do soldado ongueiro João Dias acusador do ministro. Mesmo Dias não apresentando provas e sendo desmentido diariamente pelos fatos e testemunhas.

Por que não aceitam que o governo e o ministro Orlando Silva tenham seus direitos constitucionais respeitados da mesma forma que a mídia exige respeito aos seus próprios direitos?

Enem – Segundo e último dia de provas

“Os mais de 5 milhões de estudantes inscritos realizam neste domingo o segundo e último dia de provas do ExameNacional do Ensino Médio (Enem). Serão aplicadas as provas de linguagens, códigos e suas tecnologias, redação e matemática e suas tecnologias.

Como ocorreu no primeiro dia, as provas começam às 13h e os portões abrem ao meio-dia. Mas os candidatos terão mais uma hora de prova (até as 18h30) por conta da redação.

No primeiro dia de realização de provas, o Enem registrou abstenção média de 25,29%. Os estados com maior índice foram o Distrito Federal (31%), Bahia (30,1%) e Roraima (29,3%). Os estados com menor índice foram Piauí (19,5%), Acre (19,4%) e Santa Catarina (20,35%). No ano passado, o índice de abstenção registrado no primeiro dia do Enem foi de 27%.”

(JB Online)

Cristina Kirchner deve ser reeleita e assegurar maioria no Congresso

“Se a presidente argentina, Cristina Kirchner, obtiver entre 52% e 58% dos votos nas eleições deste domingo como projetaram as últimas pesquisas e se seu governo recuperar, como previsto, o controle do Congresso, Cristina será a chefe de Estado mais poderosa do país desde a redemocratização, em 1983. Serão entre 115 e 125 deputados que, somados a seus aliados, atingiriam os 129 votos necessários para aprovar projetos de lei.

No Senado, a Frente para a Vitória (FPV, sublegenda do Partido Justicialista fundada pelo ex-presidente Néstor Kirchner) e seus parceiros políticos seriam maioria, já que ficariam com 38 das 72 cadeiras.

Neste domingo também serão eleitos dez governadores, de um total de 24 províncias. Em seis distritos, entre eles a província de Buenos Aires (onde vivem 40% dos eleitores do país) e Santa Cruz, terra natal do ex-presidente Kirchner, os atuais governadores kirchneristas são favoritos e buscarão sua reeleição.

No caso de San Juan, o peronista José Luis Gioja provavelmente conquistará seu terceiro mandato consecutivo, após aprovar uma polêmica reforma constitucional. Entre janeiro e setembro, outras 12 províncias elegeram suas autoridades. Em oito delas venceram candidatos da FPV e sócios políticos da Casa Rosada.”

(Globo)

IstoÉ aponta Agnelo Queiroz como "chefe" do esquema no Ministério do Esporte

A revista IstoÉ que chega hoje às bancas traz entrevista com o auxiliar administrativo Michael Alexandre Vieira da Silva, acusando o atual governador do Distrito Federal e ex-ministro do Esporte, Agnelo Queiroz, do PT, de ser o verdadeiro “chefe” do esquema de desvio de recursos na pasta.

Silva, diz a IstoÉ, foi a principal testemunha da Operação Shaolin, deflagrada no ano passado pela Polícia Civil no DF. O auxiliar trabalhou nas ONGs comandadas pelo policial João Dias Ferreira, pivô do escândalo de desvio de verbas no ministério, e por um bom tempo esteve a serviço do esquema.

Na entrevista, Silva diz, por exemplo, que sacou R$ 150 mil para serem entregues ao então ministro Agnelo. Ele tomara conhecimento de entregas de dinheiro e liberação de convênios por meio de Luiz Carlos de Medeiros, ongueiro e amigo do governador. “Medeiros falava demais…Sempre comentava que estava cansado de dar dinheiro a Agnelo”, disse o auxiliar administrativo, que trabalhou no Instituto Novo Horizonte.

IstoÉ diz que Agnelo Queiroz, hoje no PT, passou a maior parte de sua trajetória política no PCdoB.

(Agência Estado)