Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

Temporão: "Pepino" da CPMF tem que ser jogado no colo do Congresso

116 3

“O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, disse hoje pela manhã no Recife que o “pepino” da CPMF (imposto do cheque) “tem que ser jogado no colo do Congresso Nacional”.

“Cabe ao Congresso, que nos representa, foram eleitos para isso, tentar com o governo e tentar numa equação resolver esse problema. Vamos precisar de mais dinheiro? Escutem o que eu estou dizendo: Vai precisar e vai precisar rápido”, alertou o ministro, em entrevista no Palácio do Campo das Princesas.

Temporão não traduziu em números de quanto o Ministério da Saúde precisa para garantir melhorias no serviço do SUS, mas, recentemente, falou em algo de mais R$ 50 bilhões, R$ 60 bilhões, para resolver o problema da Saúde. Segundo ele, essa é a equação que tem que ser enfrentada pela sociedade, pelo novo Congresso Nacional e pela nova presidente (eleita), Dilma Rousseff. Temporão participou, ao lado do vice-governador João Lyra Neto (PDT), de uma reunião sobre o combate à dengue em Pernambuco.”

(Blog da Folha)

Prazo para desconto da tarifa social de energia termina neste sábado

“Termina neste sábado (20) o prazo para acesso ao desconto da tarifa social de energia sem estar inscrito no Cadastro Único, na faixa de consumo maior ou igual a 80kWh/mês. Essa é a primeira etapa de adaptação à Lei 12.212, de 20 de janeiro de 2010, que acabou com a redução automática na conta de luz destinada a residências com consumo de até 80kWh/mês. O objetivo da mudança na legislação foi assegurar que os descontos, que variam entre 10% e 65%, se direcionem à população de baixa renda. O critério automático vinculado apenas ao baixo consumo, previsto na Lei 10.43 8, de 2002, acabava beneficiando moradores de flats e casas de veraneio.

A nova lei determina que todos os beneficiados da tarifa social constem do Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal – base de dados do Bolsa Família e de outros programas. Nesse caso, o limite de renda per capita chega a meio salário mínimo. A exceção ocorre quando a pessoa é atendida pelo Benefício de Prestação Continuada (BPC), que deve informar à distribuidora o número do benefício ou o Número de Identificação do Trabalhador (NIT).

Gerenciado pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), o Cadastro Único contém informações detalhadas sobre 20 milhões de famílias de todos os municípios brasileiros. Essa base de dados é usada também para isenção de taxas de inscrição em concursos públicos federais. Dessa forma, a população pobre tem acesso a diversos programas sociais, com a finalidade de melhorar sua condição de vida.

Os prazos para cadastramento foram escalonados pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) de acordo com o perfil de consumo. Para garantir o desconto após 20 de novembro, a família que apresenta consumo superior 80kWh/mês precisa apresentar à distribuidora de energia de sua cidade comprovante de inscrição no Cadastro Único, que é feito pelo gestor do Bolsa Família de cada município. Após receber a solicitação do consumidor com todos os documentos, como o Número de Identificação Social (NIS), a distribuidora tem 10 dias para encaminhar o pedido à Aneel, que tem mais 10 para responder. Atendidos os critérios, a distribuidora deverá conceder o benefício no prazo máximo de cinco dias úteis. São cinco escalas de consum o que precisam se adaptar às novas regras, com prazos que vão até 20 de novembro de 2011 (veja quadro abaixo).

Também passa a ter direito quem recebe o Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social (BPC), ou seja, idosos e deficientes com renda familiar inferior a um quarto do salário mínimo. As famílias que, além de se enquadrar em uma dessas condições, sejam indígenas ou quilombolas, terão isenção total da conta de luz até o limite de 50kWh/mês. Esse desconto será custeado pela Conta de Desenvolvimento Energético. A tarifa social vai beneficiar ainda portadores de doença que necessitam usar continuamente aparelhos com elevado consumo de energia. Nesse caso, o critério é de três salários mínimos de renda total da família, mas ela também deve ser cadastrada.

As mudanças estabelecem um único limite nacional de 220kWh/mês, acabando com as diferenças de faixas regionais existentes nas regras atuais. Outra inovação foi assegurar o desconto de até 220kWh/mês para a família que apresentar consumo de energia superior a esse limite. Essa alteração é importante para não prejudicar as famílias mais numerosas ou que, eventualmente, exerçam atividade econômica em casa, o que acaba impactando no consumo de energia elétrica.

* Faixa de consumo e prazo para inclusão no Cadastro Único

Média móvel de consumo (kWh) 
Data 
 
maior ou igual a 80 
20/11/2010 
 
maior que 68 
20/03/2011 
 
maior que 55 
20/06/2011 
 
maior que 30 
20/09/2011 
 
menor ou igual a 30 
20/11/2011

Lula quer mudanças na Lei de Licitações

66 1

“O Congresso deve se mexer para mudar a Lei de Licitações. O pedido foi feito pelo presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, que voltou a reclamar da burocracia no país e da fiscalização do Tribunal de Contas da União sobre obras federais. Lula disse que muitas obras já estariam avançadas ou prontas não fossem os embargos feitos pelo TCU.

Em outras palavras, Lula lembrou que em muitos casos o tribunal embarga o repasse às obras, que ficam paralisadas por meses, e depois de tudo descobre-se que não há irregularidades.”

(Informe JB Online)

Homem é flagrado tocando fogo em área próxima ao Cocó

O Comando de Policiamento Militar Ambiental (CPMA) prendeu, nesta manhã de sexta-feira, um indivíduo que foi flagrado tocando fogo numa área circunvizinha ao Parque do Cocó, em Fortaleza. O suspeito está sendo levado para delegacia da área.

O titular da CPMA, Coronel Alencar, informa que está sendo averiguado se a área onde esse indivíduo fez fogo pertence à zona de proteção ambiental do Cocó. O nome não foi divulgado já que o fato terá apuração mais aprofundada, adianta o titular da CPMA.

IBGE – Número de leitos para internação caiu nos últimos quatro anos

“De 2005 a 2009, houve uma redução de 11.214 leitos disponíveis para internação nas unidades de saúde pelo país, de acordo com a Pesquisa de Assistência Médico-Sanitária (AMS) 2009, divulgada nesta sexta-feira (19) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). No ano passado, o número de leitos apurados pelo estudo foi de 431.996. Em 2005, eram 443.210.

Ainda segundo o levantamento, do total de leitos registrados em 2009, 152.892 (35,4%) ficavam em estabelecimentos públicos e 279.104 (64,6%), em privados. A taxa nacional no ano passado foi de 2,3 leitos/mil habitantes, abaixo do parâmetro estabelecido pelo Ministério da Saúde, de 2,5 a 3 leitos/mil habitantes. Essa taxa só esteve acima dessa média na Região Sul, com 2,6 leitos/mil habitantes.

Em todas as Grandes Regiões ocorreu uma diminuição no número de leitos, com exceção da Região Norte, onde houve crescimento anual de 1%. As maiores reduções foram registradas no Nordeste (-1,7%) e no Centro-Oeste (-1,4%).

As regiões mais desprovidas de leitos por habitante continuam sendo as Regiões Norte (com 1,8 leito por mil habitantes) e Nordeste (com 2 leitos por mil habitantes). Nestas regiões, embora haja aumento dos leitos públicos e eles representem mais de 50% dos disponíveis para internação, o aumento não foi suficiente para compensar a diminuição dos leitos privados e o aumento populacional, segundo o IBGE.

O número de internações no ano de 2008 registrado pela AMS foi de 23.198.745, sendo 8.141.517 em estabelecimentos públicos e 15.057.228 em estabelecimentos privados. Os dados revelam, segundo o IBGE, uma queda relativa de 0,2% nas internações no país em relação às internações no ano de 2004, que foram de 23.252.613, sendo 7.022.089 em estabelecimentos públicos e 16.230.524 em estabelecimentos privados.”

TRE restaura mandatos do prefeito e do vice de Itapajé

“O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) restabeleceu os mandatos do prefeito e do vice-prefeito de Itapajé, Francisco Marques Mota (Padre Marques) e José Janairton Alves Sales, respectivamente. A decisão, por maioria, foi tomada durante a sessão dessa quinta-feira.

Ao apreciar embargos de declaração, o Pleno do TRE, por três votos contra um, acolheu os embargos dando efeito modificativo para alterar a decisão que havia cassado os mandatos de ambos com base na acusação de promessa de troca de votos por emprego em uma fábrica de calçado que seria instalada no município.”

(Site do TRE-CE)

Prédio onde mora família de Lula é assaltado

“O prédio onde mora a família do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), em São Bernardo do Campo (ABC), foi assaltado na quarta-feira (17). A vítima foi um vizinho, funcionário da prefeitura da cidade. Segundo a Polícia Militar, o morador foi rendido por dois homens armados e teve R$ 8.000, relógios e celulares roubados. Os bandidos fugiram no carro da vítima.

Ainda de acordo com a PM, a vítima foi obrigada a seguir com os assaltantes em seu carro até ser abandonado, junto com o veículo, em Suzano (Grande SP). O prédio de Lula fica na avenida Francisco Prestes Maia, na área central da cidade. O presidente Lula, que não estava no edifício no momento do assalto, tem uma cobertura no local. Ontem, a polícia não informou se parentes dele estavam em casa no momento do roubo.”

(Folha Online)

BC – Meirelles pode não permanecer

Pelo visto, a presidente eleita Dilma Rousseff (PT) não vai querer a manutenção do estafe do Banco Central. Segundo a Coluna Painel, da Folha de São Paulo, desta sexta-feira, o presidente do BC, Henrique Meirelles, teria poucas chances de permanecer no cargo. Manter Meirelles na presidência do banco foi uma sugestão de Lula, mas Dilma estaria resistindo.

Mas ela avaliaria que mantendo Meirelles por enquanto, evitaria desestabilizações na economia no começo de seu governo. Henrique Meirelles era também o nome defendido por Lula para ser o candidato a vice na chapa de Dilma para a Presidência da República, mas foi preterido após pressão do PMDB.

Hospital das Clínicas é o primeiro no N/NE a alcançar 500 transplante de fígado

Passa bem a paciente E.F.L, de 29 anos, que se constituiu no benefíciário de número 500 de um transplante de fígado realizado pela equipe do médico Huygens Garcia, do Hospital das Clínicas, de Fortaleza0. O transplante teve início ás 23 horas de quinta-feira e foi concluido as 6 horas desta sexta-feira.

A paciente, natural do Pará, era acometida de cirrose pelo vírus da hepatite B que, pelo avançado estado da doença, exigia o transplante.

O doador, de 35 anos, teve morte encefálica e era de Sobral (Zona Norte), de onde o fígado foi trazido de helicóptero para o Hospital das Clínicas com o apoio do Governo do Estado.

Com essa intervenção cirúrgica, o Hospital das Clínicas se constitui no primeiro do Norte e Nordeste a chegar a esse número de transplantes de fígado, dsacou o médico Huygens Garcia.

IAB-CE manda nota para Blog defendendo concurso de projetos para a Praia do Futuro

65 1

Com o título “IAB-CE defende concurso de projetos para reordenamento urbano da Praia do Futuro”, eis nota que recebemos dessa entidade:
 
Nos  últimos  dias,  temos  acompanhado com  preocupação  a  evolução  de  uma  notícia  que  caiu  como  uma bomba  sobre  a  nossa  capital:  a  demolição  das  barracas  da Praia  do Futuro,  um  dos  principais  atrativos da oferta de turismo e lazer fortalezense. Face a uma cidade com poucas opções a oferecer ao público local e aos visitantes, a decisão da  Justiça  coloca uma  série de perguntas que  não querem  calar: Fortaleza  vai mesmo perder as barracas e, com elas, o tradicional e afamado kit caranguejo/cerveja/banho de mar? Qual o impacto dessa medida na economia urbana, na  receita do  turismo de origem nacional e  internacional e na oferta de trabalho e renda para a população? Com a demolição, que novo desenho será implantado? Qual será, então, o “futuro da praia”? 

É  bem  verdade  que  décadas  de  negligência  e  omissão  por  parte  do  poder  público  geraram  o  atual  quadro, facilmente  constatável  por  quem  quer  que  seja:  equipamentos  imensos  e  sofisticados  (que  de  barracas  não têm nada…), com piscina, boate, áreas privativas, grandes áreas exclusivas de estacionamento, pousadas e habitações  construídos,  segundo  a  decisão  judicial,  em  terrenos  legalmente  determinados  como  “não edificantes”.  Se  existem  verdadeiros  clubes  funcionando  na  orla,  cuja  implantação,  sobejamente  irregular, corresponde  a  consideráveis  somas  de  recursos  financeiros  investidos,  na  outra  ponta  há  barracas abandonadas, em  ruínas, autênticos  refúgios de bandidos, usuários e  traficantes de drogas pondo em perigo as vidas de locais e turistas. Em suma: uma absurda e inquestionável utilização inadequada do espaço público, que clama por urgente disciplinamento.
 
Entretanto, Fortaleza é reconhecida hoje, nacional e  internacionalmente, como uma cidade com forte vocação turística, atividade esta que se reflete com a mesma escala em seu perfil sócio-econômico. Sazonalmente, é o destino  de milhares  de  pessoas  que  se  deslocam  de  todas  as  partes  do  Brasil  e  do mundo  ansiosas  por conhecerem nossas praias, nossa culinária, nossos modos de vida. O conjunto de lazer e turismo da Praia do Futuro é, pois, um ativo econômico de maior monta, aspecto que precisa ser considerado em qualquer solução para a área. Em espectro mais amplo, deve ser tratado como algo que faz parte da nossa cultura, no que essa expressão  tem  de  dinâmico  e  revelador  das  peculiares  características  de  um  povo,  no  nosso  caso,  bom, irreverente e hospitaleiro.
 
Dito  isso, pergunta-se: quais as alternativas que poderiam ser adotadas pelo Ministério Público e a Prefeitura de  Fortaleza  (autores  da  ação)  no  enfrentamento  do  problema?  Se  se  contratou  uma  consultoria especializada  em  dinâmica  costeira,  por que  não  se  faz  o mesmo  com  relação  à  definição  de  novos  usos e ocupações  a  terem  lugar  em  uma  nova  configuração  física  para  a  área,  a  exemplo  do  que  foi  feito  para a Avenida Beira-mar? Será que a simples demolição das  “barracas”  resolverá o problema? Não seria possível construir  uma  solução  a  meio  termo,  qual  seja,  disciplinar  o  funcionamento  dos  equipamentos  praianos guardando respeito à legislação urbanística, aos imperativos ambientais e ao conforto dos usuários?
 
Propõe-se, então, que seja  realizado acordo perante a  justiça para a  requalificação urbana da área; que seja elaborado um estudo sobre o dimensionamento e o funcionamento dos equipamentos, bem como sobre a sua melhor  localização,  de  modo  a  privilegiar  o  interesse  público  e  o  usufruto  comum  da  paisagem  e  que  se estabeleça  uma  padronização  arquitetônica  e  de  saneabilidade,  que  venha  garantir  o  bom  atendimento e adequada prestação de serviços. Com base nas diretrizes elaboradas, sugere-se a realização de um concurso nacional de anteprojetos de arquitetura, nos moldes do concurso realizado em 2009 para a Avenida Beira-mar, para  a  escolha  da melhor  solução  para  a  área,  a  qual  deverá  ter,  entre  as  suas  qualidades,  a  rapidez  de execução,  o  baixo  custo  de  implementação  e manutenção  e  a  versatilidade/flexibilidade  de  uso,  de modo  a propiciar  uma  rápida  construção  do  novo  complexo.  Para  tanto  a  administração  pública  poderá,  inclusive, utilizar  instrumentos  legais  tais  como  as  operações  urbanas  consorciadas  e  as  parcerias  público-privadas, utilizando recursos privados para o reordenamento.
 
Entendemos  ser  esta  a  melhor  e  mais  rápida  solução  possível.  Toda  e  qualquer  intervenção  que  não contemplar os diversos  interesses presentes na área e,  fundamentalmente, o  interesse público, poderá estar fadada ao fracasso. Lutemos para que o lema “uma cidade para todos” comece pela sua orla. Com certeza, a cidade, seus habitantes e visitantes muito agradecerão.
 
Fortaleza-CE, 18 de novembro de 2010.
 
Diretoria do Instituto de Arquitetos do Brasil – Departamento do Ceará (IAB-CE).

Por boa relação com a igreja, Dilma envia carta para o Papa

“A presidente eleita, Dilma Rousseff, escreveu ontem uma carta para o papa Bento 16 afirmando que espera ter “relações fecundas” com a Igreja Católica ao longo de seus quatro anos de governo. O texto foi escrito por Dilma e revisado pelo chefe de gabinete do presidente Lula, Gilberto Carvalho, um dos principais interlocutores do PT com os católicos.

O documento será entregue na segunda-feira, quando Carvalho terá uma reunião com o secretário de Relações Exteriores do Vaticano, monsenhor Monbert.

A carta busca mostrar que não ficaram ressentimentos por causa dos comentários do papa na campanha presidencial, quando ele declarou que era dever dos bispos intervir na campanha para condenar o aborto.”

(Folha Online)

Sobral recebe novo bispo

Já está em Sobral o monsenhor Odelir José Magri, que será ordenado bispo diocesano desse municípío da Zona Norte do Ceará  no próximo dia 12. Ele desembarcou nessa noite de quionta-feira procedente de Roma (Itália), onde exercia a função de vigário-geral da Congregação dos Combonianos. Na recepção, o padre Raimundo Nonato Timbó, além de outros sacerdotes, religiosos e religiosas da Diocese de Sobral e da Arqudiocese de Fortaleza e o secretário-executivo da Comissão Brasileira Justiça e Paz no Estado, Cláudio Régis Quixadá.

Em Sobral, o bispo nomeado pelo Papa Bento XVI conhecerá a estrutura da diocese. O monsenhor ainda dve participar, de 23 a 25 próximos, em Fortaleza, na Casa das Irmãs Josefinas, em Messejana, do encontro do Conselho Regional Episcopal, que congrega todos os bispos cearenses. O bispo nomeado, após isso, seguirá para Chapecó (SC) onde visitará seus familiares.

Monsenhor Odelir Magrio só voltará para Sobral no dia 12 para a cerimônia de sagração episcopal que terá a presença de bispos de vários dioceses cearenses e do núncio apostólico do Brasil, dom Lorenzo Baldisseri. A cerimônia religiosa será na Catedral de Nossa Senhora da Conceição, em horário a ser definido. Odelir José Magri sucederá dom Fernando Saburido, hoje arcebispo de Olinda e Recife.

Petista cobra de Cid partilha justa de cargos para correntes do partido

“O PT está capenga!”, avalia o deputado federal José Airton no que se refere à participação do partido no estafe do governador Cid Gomes (PSB). Ele afirma que as correntes petistas esperam ser bem tratadas por Cid quando da formação da nova equipe. Isso, porque, conforme o parlamentar, só quem foi contemplado com cargos foi a corrente do deputado federal reeleito José Nobre Guimarães.

“Com o Guimarães, estão as secretarias de Cidades e Desenvolvimento Rural, a Ceara Portos, a Cagece e até o Instituto Agropolos. É preciso repactuar isso. Precisamos agora de uma partilha que leve em conta todas as correntes petistas, que também ajudaram na reeleição do governador”, acentua o parlamentar.”

(Coluna Vertical, do O POVO/Foto – Paulo Moska)

Dilma define nomes do PT para o Governo

“Além da permanência do ministro da Fazenda, Guido Mantega, acertada na viagem de volta da Coreia do Sul, a presidente eleita Dilma Rousseff já definiu que pelo menos outros cinco nomes do PT vão integrar a linha de frente de seu governo, com cargos de ministros.

Conforme informa a jornalista Miriam Leitão em sua coluna desta sexta-feira, o presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, também foi convidado para permanecer no cargo.

A jornalista informa que, segundo fontes do governo, o convite não foi feito em caráter provisório, de ficar só alguns meses. A conversa está em andamento, ele está inclusive fora do país, mas Meirelles só permanecerá se tiver garantias de ter a mesma autonomia que teve nos oito anos do governo Lula.

Em encontro de mais de duas horas nesta quinta-feira na Granja do Torto, Dilma e Mantega discutiram nomes para o segundo escalão da Fazenda.

Na lista dos petistas já com cargos assegurados no novo governo estão o deputado Antonio Palocci (PT-SP), que vai ocupar função de destaque no Palácio do Planalto, e o ministro Paulo Bernardo (Planejamento), que também irá para o Planalto.

O deputado José Eduardo Cardozo (SP) será ministro da Justiça. O senador Aloizio Mercadante (PT-SP) e o chefe de gabinete de Lula, Gilberto Carvalho serão ministros, mas sem pastas ainda definidas.

Esse núcleo duro do governo Dilma foi construído em sintonia com o presidente Lula, na semana passada, quando ainda estavam na Coreia do Sul, junto com Mantega, para a reunião de cúpula do G-20.

E também esta semana em um encontro de mais de três horas no Palácio da Alvorada, do qual também participou Palocci. Embora nem todos os cargos estejam definidos, esses nomes já foram escolhidos.” 

(O Globo)

O POVO vence ESSO de Criação Gráfica

86 2

“O editor de arte do O POVO, Gil Dicelli, venceu, nesta quinta-feira, o Prêmio Esso de Criação Gráfica, com a trilogia Inquisição – No Rastro dos Amaldiçoados, publicado no jornal O POVO. O projeto gráfico da trilogia foi inspirado em azulejos portugueses dos séculos XVI a XVIII.

Inquisição – No Rastro dos Amaldiçoados é uma grande reportagem construída entre os caminhos do grande sertão do Nordeste brasileiro e da Torre do Tombo em Lisboa (Portugal). Na apuração, execução e edição das matérias, o ineditismo de descobrir para meio jornal o Brasil subterrâneo dos “bnei anoussin” ou do povo anoussita.

Os anoussitas, como O POVO revelou em três cadernos, são os descendentes dos judeus – que expulsos da Espanha – foram “forçados” ao batismo em 1497, em Lisboa. Acuados pela Coroa portuguesa e com nomes de famílias cristãs lisboetas, acabaram migrando para a colônia brasileira. Principalmente para o território que hoje conhecemos por Pernambuco, Ceará, Rio Grande do Norte e Minas Gerais.

Os repórteres Cláudio Ribeiro e Demitri Túlio foram enviados a Portugal para vasculhar os arquivos da Torre do Tombo – onde estão documentos sobre a colônia brasileira. As fotos da trilogia são de Igor de Melo, Deivyson Teixeira, Demitri Túlio e Cláudio Ribeiro.”

(O POVO)

Roberto Smith é o mais novo "Professor Honoris Causa" da UFC

174 1

O presidente do Banco do Nordeste do Brasil, Roberto Smith, recebeu, nesta noite de quinta-feira, o título de “Professor Honoris Causa” da Universidade Federal do Ceará. Na ocasião, prestigiada pelo vice-governador do Estado, Francisco Pinheiro, por lideranças empresariais, amigos, familiares e diretores do BNB, Roberto, emocionado, acabou dando uma aula, em clima de discurso, sobre a evolução do desenvolvimento do Nordeste do período Colonial à Era Lula.

Durante o ato, ele recebeu das mãos do reitor da UFC, Jesualdo Farias, o título.

Smith e o título das mãos do reitor Jesualdo Farias

Em seguida, o presidente do BNB fez discurso, em tom de aula, para uma plateia suprapartidária e que contou com lideranças empresarias como João Fujita, Honório Pinheiro (FCDL) e Freitas Cordeiro (CDL), além de secretários cidistas como Joaquim Cartaxo (Cidades) e Antônio Amorim (Desenvolvimento Rural), tendo saudação em discurso feita pela diretora da Faculdade de Economia, Maria Naílde.

Secretários, amigos e auxiliares de Smith.

Em seu discurso, Roberto Smith fez um verdadeiro tratado sobre a evolução do desenvolvimento do Nordeste: do período Colonial à Era Lula. Não conseguiu disfarçar a alegria dobrada nesta noite de quinta-feira: recebeu o título de “Professor Honoris Causa” e ainda viu o ministro Guido Mantega ser confirmado na pasta da Fazenda por Dilma Russeff (PT).

(Fotos – Paulo Moska)

Morador de rua é baleado por bombeiro

“Um morador de rua foi baleado ontem próximo ao Instituto Doutor José Frota (IJF), no Centro de Fortaleza. Segundo a Polícia, o tiro foi efetuado por um militar do Corpo de Bombeiros, que trabalha como socorrista do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Ainda não se sabe o motivo do crime, mas testemunhas viram os dois discutindo no local. A vítima foi atingida na coxa e atendida no próprio IJF. O morador de rua não corre risco de morte, ainda conforme a Polícia. As investigações serão feitas pelo 34º  Distrito Policial, na Capital.

Na segunda-feira, um empresário, dono de restaurante, já havia atirado contra um morador de rua.”

 (O POVO)

Bolsa Família vai integrar mais 750 famílias

“Cerca de 750 mil famílias de baixa renda sem filhos, que atualmente não são atendidas pelo programa Bolsa Família, devem integrar o grupo de beneficiários no próximo governo. A afirmação é da ministra do Desenvolvimento Social, Márcia Lopes, nesta quinta-feira, após reunião com a presidente eleita Dilma Rousseff (PT).

De acordo com a ministra, as famílias sem filhos cogitadas para entrar no Bolsa Família têm renda per capta entre R$ 70 e R$ 140, linha de pobreza estabelecida pelo programa. “Essa é uma tendência, porque a própria presidente já apontou isso”, disse a ministra.

No encontro, também foi discutido o reajuste do benefício. “Nosso objetivo é fazer com que a renda que chega às famílias seja capaz de manter o acesso aos direitos fundamentais, principalmente a alimentação”, afirmou Márcia.”

(Portal Terra)