Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

Trump critica FBI por investigar trama russa em vez de prevenir tiroteio

O presidente americano, Donald Trump, afirmou neste domingo (18) que “nunca” disse “que a Rússia não interferiu nas eleições” de 2016, mas também disparou contra o FBI e sugeriu que a entidade não foi capaz de prevenir o tiroteio de quarta-feira (14) na Flórida porque passa “tempo demais” focado na trama russa.

“Muito triste que o FBI tenha perdido os muitos sinais enviados pelo autor do tiroteio na escola da Flórida, isto não é aceitável”, escreveu Trump em uma mensagem na rede social Twitter hoje.

“Passam tempo demais tentando provas de que houve conspiração russa na campanha de Trump, e não houve conspiração. Voltem ao seu trabalho essencial e nos deixem orgulhosos!”, acrescentou.

No último dia 16, o FBI reconheceu que cometeu um erro ao não ter seguido os protocolos oportunos quando no dia 5 de janeiro foi alertado sobre o comportamento agressivo de Nikolas Cruz, o jovem que matou 17 pessoas em um tiroteio em uma escola de Parkland, na Flórida.

Por razões desconhecidas, o FBI não seguiu os protocolos oportunos nestes casos e não investigou a chamada de aviso que recebeu sobre a possibilidade de Cruz realizar um ataque.

Trump disparou em muitas ocasiões contra o Departamento de Justiça e o FBI pela investigação da trama russa, que ele considera uma “caça às bruxas”, e sua relação com o diretor dessa agência de investigação, Christopher Wray, tornou-se tensa nas últimas semanas.

No entanto, o presidente americano não chegou a respaldar em sua mensagem no Twitter o pedido do governador da Flórida, Rick Scott, que Wray renuncie devido aos seus erros neste ataque.

Em outra mensagem, Trump respondeu ao assessor de segurança nacional, H. R. McMaster, que neste sábado qualificou de “irrefutáveis” as provas de ingerência russa depois que o procurador que investiga o tema, Robert Mueller, apresentou na sexta-feira (16) acusações contra 13 russos relacionados com a trama.

“Ao general McMaster esqueceram de dizer que os resultados da eleição de 2016 não foram afetados e nem mudados pelos russos e que a única conspiração foi entre a Rússia e a corrupta Hillary Clinton e os democratas”, alegou Trump.

Porém, hoje Trump quis esclarecer que “nunca” disse “que a Rússia não interferiu nas eleições” de 2016. “Se o objetivo da Rússia era criar discórdia, desestabilização e caos dentro dos Estados Unidos, então, triunfaram mais do que em seus melhores sonhos”, acrescentou.

(Agência Brasil)

Incêndios nos Correios – Cliente da Oi em Fortaleza pode pagar conta até 5 de março

Os clientes da Oi em Fortaleza com fatura vencendo no próximo dia 22 terão, até o dia 5 de março, para pagar a conta, sem juros. A prorrogação no vencimento foi anunciada na sexta-feira, 16, pela operadora de telefonia em função do incêndio que atingiu o centro de triagem dos Correios, na avenida Oliveira Paiva, no último dia 13.

“Para não gerar impacto para nossos clientes, todos os envolvidos no sinistro terão uma nova fatura emitida, com vencimento prorrogado pró ativamente pela companhia, não havendo necessidade de contato com a operadora”, informou, em nota, a companhia.

Os clientes também receberão SMS informando a nova data de vencimento da Conta Oi. A empresa acrescenta que há também outras ferramentas disponíveis para a aquisição da segunda via e efetuar seus pagamentos.

Onde pagar

Além das lojas próprias e franquias com atendimento presencial, a Oi disponibiliza o aplicativo Minha Oi em que é possível ter acesso ao código de barras para pagamento da conta, (http://www.oi.com.br/minha-oi/codigodebarras/#/segunda-via/consulta), em que pode ver o extrato com informações da fatura, detalhe das chamadas, valores e vencimento, e optar pela conta on-line e débito automático. “Agora o cliente não precisa mais de login e senha para obter os dados necessários para o pagamento, quais sejam: código de barras, valor a pagar e data de vencimento. Ele tem isso na área pré-logada do site (desktop) e via aplicativo”, informou.

(O POVO Online- Irna Cavalcante)

Nordeste apresentou em janeiro inflação de 0,24%

A Região Nordeste apresentou, em janeiro último, uma inflação de 0,24%, abaixo da registrada nacionalmente (0,29%). Para o mês de janeiro, a média brasileira foi a menor desde que o Plano Real foi criado, em 1994. As informações são do Escritório Técnico de Estudos Econômicos do Nordeste (Etene), área de pesquisas do Banco do Nordeste, com base nos dados disponibilizados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas, IBGE.

No acumulado dos últimos 12 meses, o índice regional apresentou a 10ª queda consecutiva, chegando aos 2,24% e superando o recorde observado no registro dos 12 meses imediatamente anteriores.

No índice regional mensal, a maior deflação veio do grupo habitação (-1,27%), seguido por vestuário (-0,65%). Os maiores aumentos são dos grupos: transportes (+0,90%) e alimentação e bebidas (+0,86%), que detém o maior peso na cesta de produtos calculada pelo Etene.

Dirigente do PT disputará vaga na Assembleia Legislativa e critica “proposta eleitoreira”

O presidente do PT de Fortaleza, vereador Acrísio Sena, reuniu seu grupo político nesse sábado (17), na sede do Sindicato dos Comerciários de Fortaleza. Do encontro, saiu uma decisão: ele disputará cadeira de deputado estadual.

Num discurso conferido por várias lideranças representativas de bairros da Capital e de pontos da RMF, Acrísio anunciou sua candidatura “junto com Lula presidente e com o governador Camilo Santana”.

Ele promete, se eleito, trabalhar para levar leis consolidadas em Fortaleza – como o Estatuto da Pessoa com Deficiência – para todo o Ceará.

Acrísio também lançou manifesto contra o que chamou de “proposta populista e eleitoreira”, diante da sugestão de intervenção militar no Ceará. Confira:

“Sem nada de concreto a apresentar, o Dep. Capitão Wagner propõe também a intervenção militar no Ceará como fórmula mágica para resolver os problemas de segurança do estado. Ao traçar um paralelo com Rio de Janeiro afirma que no Ceará precisamos também “aumentar o policiamento ostensivo.” Essa medida, porém, já vem sendo implementada desde o inicio do governo de Camilo Santana.

Esquece o nobre deputado e policial de ser justo no paralelo que faz com a realidade politica e social entre os dois estados. O Rio de janeiro vive uma situação de corrupção generalizada na máquina estatal, sofre com as finanças arruinadas e uma economia profundamente arrasada, a população vive o dilema dos serviços públicos falidos, inclusive com servidores com seus salários com meses de atraso, inexiste o aparelho de segurança estatal. Finalmente, o Rio de Janeiro sobrevive sem comandos políticos na esfera do estado e município, inclusive com seus ex-governadores presos.

A comparação entre quaisquer realidades díspares necessita respeitar as particularidades de cada lugar. Comparar o Ceará ao Rio janeiro como pretexto de pedir intervenção militar trata-se de uma proposta populista e eleitoreira.

Acrisio Sena
Vereador de Fortaleza”

(Foto – Divulgação)

A avenida mandou um recado

Editorial do O POVO deste domingo (18) ressalta tema político das escolas campeãs no Carnaval do Rio. Confira:

O desfile das escolas de samba do grupo especial do Rio de Janeiro foi um dos mais politizados dos últimos anos. A campeã, a Beija-Flor, e a vice-campeã, Paraíso do Tuiuti destacaram-se na apresentação de temas políticos.

A tradicional Estação Primeira de Mangueira, que ficou em quinto lugar, também trilhou esse caminho, condenando o prefeito, Marcelo Crivella (PRB), por ter cortado verbas do carnaval. Ele foi representado em carro alegórico como um boneco de Judas, acompanhado da frase “Prefeito, pecado é não brincar o carnaval”.

A Beija-Flor com o tema “Monstro é aquele que não sabe amar. Os filhos abandonados da pátria que os pariu” abordou situações como desigualdade social, violência, descaso com adolescentes, intolerâncias de gênero, religiosa e racial, fazendo um vínculo da corrupção com alguns desses problemas.

Na Paraíso do Tuiuti, com o samba enredo “Meu Deus, meu Deus, está extinta a escravidão?”, a crítica foi mais direta, lembrando que hoje existem novas formas de manter as pessoas escravizadas, dando como exemplo o trabalho precário, introduzido pela reforma trabalhista.

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), classificou o desfile como “ideológico”. Mas fazer desfiles politizados, em vários sentidos, é tradição das escolas de samba. Acusa-se também as escolas de samba de serem mantidas com o dinheiro do Jogo do Bicho, um fato há muito conhecido.

É verdade que essa acusação surge agora, com mais intensidade, por parte de pessoas que se viram atingidas pela críticas, mas é preciso reconhecer que os chefes do Jogo do Bicho tem o mando das escolas. E, a propósito, “famosos” e políticos convivem tranquilamente com eles nos camarotes do Sambódromo. Em caso assim, a ingenuidade não é permitida, sendo preciso sopesar a situação de um lado e de outro.Mas, concordando-se ou não com as críticas, há de se observar que as escolas mandaram um recado aos políticos e ao governo. E, coincidência ou não, as duas agremiações com os temas mais críticos foram a campeã e a vice-campeã carnaval do Rio de Janeiro de 2018.

Funceme registra chuva em 77 cidades

Choveu, até as 9 horas deste domingo no Ceará, de acordo com boletim da Funceme, em 77 cidades. A maior chuva foi registrada em Camocim (Litoral Oeste).

O órgão prevê nebulosidade variável, com chuva em todas as regiões ao longo do dia. Confira as 10 maiores precipitações:

10 maiores chuvas por Municípios no dia:
(126 postos com chuva de 127 informados)

Camocim (Posto: Camocim) : 88.0 mm

Caririaçu (Posto: Caririacu) : 80.0 mm

Porteiras (Posto: Porteiras) : 74.0 mm

Umari (Posto: Cajazerinha) : 56.0 mm

Umari (Posto: Sitio Canto) : 55.2 mm

Umari (Posto: Umari) : 55.0 mm

Icapuí (Posto: Icapui) : 53.0 mm

Jati (Posto: Sitio Macapa) : 53.0 mm

Lavras Da Mangabeira (Posto: Lavras Da Mangabeira) : 52.4 mm

Milagres (Posto: Milagres) : 51.8 mm

Guiana anuncia aumento de presença militar em fronteira com Venezuela

168 1

As Forças de Defesa da Guiana (GDF, na sigla em inglês) anunciaram nesse sábado (17) o aumento paulatino da presença de suas tropas na região fronteiriça com a Venezuela, assim como a instalação de uma base transitória, para ajudar a atenuar o intercâmbio de armas por comida e reduzir a violência dos grupos armados na região.

O ministro de Estado da Guiana, Joseph Harmon, afirmou que seu governo tinha conhecimento de vários incidentes violentos por parte de alguns grupos, que incluiriam ações bárbaras, como várias decapitações.

Harmon acrescentou que, diante do aumento da violência e do tráfico de armas e de comida na região, a presença de tropas será “maior e mais constante a partir de agora”.

Para isso, o Ministério da Presidência da Guiana disse em um comunicado que estabeleceu uma nova base das GDF no local, levantada em 72 horas, depois de receber informações do serviço de inteligência de que há “problemas de segurança na fronteira devido à situação na Venezuela”.

O presidente da Região 1, no noroeste da Guiana, Brentnol Ashley, disse aos veículos de imprensa locais que obteve informações de que armas estão sendo trocadas por alimentos na fronteira, pois a Venezuela vive uma crise de escassez de alimentos.

Ashley explicou que informou ao presidente da Guiana que muitos guianeses estão sendo “atacados e assediados”.

O Ministério da Presidência acrescentou em seu comunicado que “a presença militar tem como objetivo neutralizar qualquer atividade ilegal e estabelecer um sistema de vigilância de 24 horas para garantir a segurança máxima”.

Além disso, o ministério pediu aos moradores da região que criassem patrulhas populares de vigilância. “A polícia e o exército não podem estar em todas partes”, disse o ministério.

No dia 8 de fevereiro, o governo da Colômbia também tomou medidas para endurecer os controles migratórios na fronteira com a Venezuela, onde será criada uma unidade especial.

(Agência Brasil)

Plano de segurança – Eunício quer atenção especial para o Ceará

O presidente do Congresso Nacional, senador Eunício Oliveira (MDB-CE), defendeu, durante a reunião do Governo Federal, da pauta da segurança nos estados, a integração da segurança pública nos mesmos moldes do Sistema Único de Saúde (SUS) e do Sistema Educacional, como o Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação).

A sugestão do parlamentar cearense foi acolhida na reunião, que solicitou ainda um olhar especial para o Ceará. Em janeiro último, Eunício esteve à frente da reunião do governador Camilo Santana, em Brasília, para que o governo atenda demandas imediatas do Ceará, como reforço da Polícia Federal e da Força Nacional, além da construção de redes de inteligência e de novas penitenciárias com apoio federal.

O senador cearense trabalha ainda pela instalação de uma comissão especial do Congresso Nacional para discutir e elaborar medidas com a colaboração de especialistas, além da definição de uma pauta, no Senado, com nove itens para melhorar a segurança. Um deles, de autoria do próprio Eunício, foi aprovado na semana passada e define recursos para instalação e manutenção dos bloqueadores de celular nos presídios.

(Foto: Arquivo)

Ferrão encara outro Leão rubro-negro neste domingo

Após eliminar o Leão da Ilha do Retiro, na quinta-feira (15), em um feito histórico pela Copa do Brasil, ao buscar o empate em 3 a 3, depois da desvantagem no placar em três gols e vencer nos pênaltis, o Ferroviário encara outro Leão rubro-negro, neste domingo (18), a partir das 16 horas, no estádio Raimundo de Oliveira, em Caucaia, pela penúltima rodada da primeira fase do Campeonato Cearense de Futebol.

Enquanto o Ferroviário vive a euforia da classificação para a terceira fase da Copa do Brasil, diante do Sport, em pleno Recife, o Guarani de Juazeiro encara o fantasma do rebaixamento. Se voltar a superar o Leão do Mercado, nesta tarde, o Ferroviário irá disputar a liderança da primeira fase, no próximo domingo (25), no PV, contra o Fortaleza, mais um Leão.

No complemento da penúltima rodada da primeira fase do Estadual, o Ceará enfrenta o Maranguape, a partir das 17 horas, no PV. A partida poderá decretar o rebaixamento do Maranguape à segunda divisão do próximo ano.

(Foto: Arquivo)

Acidente com avião no Irã deixa 66 mortos

O serviço de emergências do Irã informou neste domingo (18) que houve um acidente de avião na região de Samiron, na província de Isafahan. Segundo o órgão, a aeronave se chocou com uma montanha no local. O acidente teria sido motivado por dificuldades causadas por más condições climáticas, como nevoeiros e ventos.

Segundo a companhia aérea iraniana Aseman, nenhuma das 66 pessoas a bordo da aeronave sobreviveu. No total, eram 60 passageiros, dois pilotos, dois comissários de bordo e duas pessoas de equipe de segurança.

O porta-voz do serviço de emergências iraniano, Moytaba Khaledi, informou à agência de notícias Isna que o avião, um ATR com 20 anos de uso, saiu da capital Teerã com destino à cidade de Yasuy, no sudoeste do país. Cerca de 20 minutos depois de levantar voo, a aeronave desapareceu do radar.

Khaledi afirmou que foram enviado helicópteros ao local do acidente, por se tratar de uma região montanhosa e de difícil acesso para ambulâncias.

(Agência Brasil)

Rasgou-se o véu da empulhação

260 2

Da Coluna Valdemar Menezes, no O POVO deste domingo (18):

Desde o desfile da escola de samba Paraíso de Tuiuti, rasgou-se o último véu da empulhação política, com as pessoas se dando conta do conto do vigário que lhes foi aplicado pela velha elite escravocrata na tentativa – segundo o enredo – de abolir a Lei Áurea e fazer retornar condições de trabalho do tempo da escravidão, com precarização e terceirização, jornada intermitente e inalcançável aposentadoria. O golpe do impeachment foi dado não só para isso, mas também para entregar aos estrangeiros o pré-sal, a Petrobras, a Eletrobras, a indústria naval, a engenharia nacional e reduzir a cacos a soberania da Nação.

Como tal plano jamais seria aprovado pelas urnas, derrubou-se a presidente honesta para se colocar no seu lugar o Vampirão (e sua récua de sanguessugas), montado no alto de um carro do qual sobressaem mãos manipuladoras a moverem, através de cordéis, manifestoches com camisas da Seleção.

Nunca uma aula de história política fora dada de maneira tão didática e criativa para uma imensa plateia, emocionada, que delirava no Sambódromo. Para completar, uma faixa no alto da Rocinha advertia que se prenderem Lula, “o morro vai descer”. A resposta não tardou: intervenção no Rio de Janeiro. Coincidência?

Maia acredita ser possível votar Previdência, mas vai consultar o Supremo

O presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse nesse sábado (17) que entende ser possível discutir e votar a reforma da Previdência, mesmo com a intervenção federal na segurança pública do Rio de Janeiro. Porém, ressaltou que não seria possível promulgar a matéria, através de Proposta de Emenda à Constituição (PEC), pois a Constituição veda mudanças em seu texto se houver algum estado sob intervenção federal. Ele informou que vai discutir a matéria com o Supremo Tribunal Federal (STF).

Maia participou da reunião, no Palácio Guanabara, entre o presidente Michel Temer, o governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, e o general Walter Braga Netto, nomeado interventor federal na segurança pública fluminense. Também estiveram presentes os ministros Moreira Franco, da Secretaria-Geral da Presidência, e Henrique Meirelles, da Fazenda, e o prefeito do Rio, Marcelo Crivella. Ao fim do encontro, Maia falou com a imprensa e explicou o seu ponto de vista.

“Eu vou continuar o debate da Previdência, com votação ou sem votação. Tem duas teses. Uma que você pode inclusive votar uma emenda constitucional, só não pode promulgá-la. Pois não pode emendar a Constituição. Têm ministros do Supremo que falaram que nem isso pode. Essa interpretação a gente vai ter que decidir”, disse o presidente da Câmara.

Maia ressaltou que, em sua avaliação, em tese, a matéria pode ser discutida e votada, mas não pode ser promulgada, enquanto durar a intervenção.

(Agência Brasil)

PF nega operação no Ceará e prisão de delegado

1124 1

A Superintendência da Polícia Federal negou neste sábado (17) que no momento esteja ocorrendo operação no Ceará, de combate ao tráfico de drogas, como ainda não efetuou nenhuma prisão de delegado em seus quadros ou da Polícia Civil, conforme o Blog havia divulgado mais cedo.

Com base no desconhecimento da Superintendência da PF, optamos, assim, retirarmos a matéria e nos desculparmos por quaisquer transtornos.

Fórum Mundial da Água acumula 15 mil sugestões de debate a um mês da abertura

Faltando 30 dias para a abertura do 8º Fórum Mundial da Água, evento que, em março, transformará Brasília no centro dos debates sobre recursos hídricos do planeta, a participação da sociedade já é grande. Além dos 1.300 palestrantes, das autoridades de 110 países e dos 5 mil inscritos para o evento, cerca de 40 mil pessoas de dezenas de países enviaram contribuições aos organizadores e 15 mil sugestões foram apresentadas por meio da ferramenta Sua Voz, disponível no site do evento.

O interesse da sociedade em debater o tema é resultado da importância que a questão da água vem ganhando no mundo. O diretor de Operações do Fórum, Rodrigo Cordeiro, disse que, a partir das crises hídricas que têm ocorrido com frequência no Brasil e em outras partes do mundo, houve uma tomada de consciência maior tanto das autoridades quanto dos consumidores. “A questão da água entrou na pauta da sociedade”, afirmou.

Além disso, organizações não governamentais (ONGs) e a sociedade organizada também se mobilizam para participar do Fórum Mundial. Segundo a coordenadora do projeto Observando os Rios, da Fundação SOS Mata Atlântica, Romilda Roncatti, em mensagem no Facebook do Fórum, estão mobilizados mais de 50 voluntários de 17 estados para participar do 8º Fórum Mundial da Água, dispostos a mostrar os resultados desse trabalho.

Com o tema Compartilhando Água, o 8º Fórum Mundial ocorrerá de 18 a 23 de março em dois espaços. O Centro de Convenções Ulysses Guimarães será palco dos debates, das palestras e das sessões temáticas. Enquanto isso, o Estádio Nacional Mané Garrincha abrigará a Expo (restrita aos participantes do fórum), a Feira e a Vila Cidadã (aberta ao público em geral).

(Agência Brasil)