Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

Confira a programação completa do Carnaval desta terça-feira em Fortaleza

O último dia de Carnaval, esta terça-feira, 13, promete movimentação pelos vários bairros contemplados pelo Ciclo Carnavalesco de Fortaleza, que neste ano homenageou a virgem dos lábios de mel, Iracema, com o tema “Iracema, meu amor”. Entre os destaques da programação, estão os cantores Johnny Hooker e Jorge Aragão, além do Bloco As Gata Pira, da banda Dubaile e dos desfiles das escolas de samba na Avenida Domingos Olímpio.

Confira a programação completa

Aterrinho da Praia de Iracema, a partir das 17h

Banda Patrulha

Johnny Hooker

Jorge Aragão

Polo As Gata Pira (Praça dos Leões), das 13 às 19h

Dj Guga de Castro, 15h

Bloco As Gata Pira, 16h

Dj Famoso, 19h

Bar da Mocinha

Bloco Num Ispaia Sinão Ienche, das 18 às 22h

Benfica, na Praça João Gentil

 

Donaleda, às 13h

Projeto Brincar de Maracatu, às 15h

Calé Alencar, às 17h

 

Mercado Joaquim Távora

Charanga Frevo Folia, 17 às 19h

Mercado dos Peixes

Charanga Os Foliões da Serra, 17 às 19h

Mercado dos Pinhões

Banda Dubaile, das 16 às 19h

Mercado da Aerolândia

Tarcísio Sardinha e Banda, das 17 às 20h

Avenida Domingos Olímpio

A Turma do Papelão, 15h30

Adeus Amélia, 16h

Afoxé Acabaca, 17h

Afoxé Oba Sá Rewá, 17h40min

Afoxé Oxum Odolá, 18h20min

Afoxé Filhos de Oyá, 19h

Afoxé Omôrisá Odé, 19h40min

Escola de Samba Corte no Samba, 20h20min

Escola de Samba Acaracuzinho, 21h

Escola de Samba Imperadores da Parquelândia, 21h40min

Escola de Samba Império Ideal, 22h20min

Escola de Samba Tradição da Bela Vista, 23h

Escola de Samba Girassol de Iracema, 23h40min

(O POVO Online / Foto: Arquivo)

Morre o médico Carlos Luís Marcelo Antunes, perito do Detran-CE

1616 3

Em nota de falecimento, o Detran-CE lamenta a morte do médico Carlos Luís Marcelo Antunes, perito do órgão. Confira:

O Detran-CE comunica, com pesar, o falecimento do Dr. Carlos Luís Marcelo Antunes, que ainda estava na ativa, por isso era o único médico da Perícia de Tráfego não aposentado dos quadros do órgão.

Convida a todos os servidores para o velório, que permanece na Eternus, até as 16horas desta terça-feira (13), de onde sairá para ser sepultado no Parque da Paz.

O Detran se solidariza com a família por esse momento de saudade, ao mesmo tempo em que manifesta sua eterna gratidão ao excelente profissional que cumpriu fielmente sua missão.

Ceará tem chuva de 132 milímetros no último dia de Carnaval

417 1

No quarto e último dia do feriadão de Carnaval, 13, foram registradas chuvas em 76 municípios do Ceará. A maior delas aconteceu no município de Morrinhos – a 236 km de Fortaleza. De acordo com a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), a chuva foi de 132 milímetros. Já em Fortaleza, o órgão contabilizou 16 milímetros.

As maiores chuvas ocorreram no Interior do Estado. Atrás de Morrinhos, Martinópole aparece em segundo lugar, com 117 milímetros, seguido por Massapê e Viçosa do Ceará, com 89 e 85 milímetros, respectivamente. A previsão para esta terça-feira é de nebulosidade variável com chuvas em todas as regiões.

O município de Iguatu registrou nessa segunda-feira (12) chuva com granizo, além de relâmpagos e fortes ventanias.

Veja o ranking de chuvas

Morrinhos: 132.0 mm

Martinópole: 117.0 mm

Massapê: 89.0 mm

Viçosa Do Ceará: 85.0 mm

Marco: 75.0 m

Bela Cruz: 70.0 mm

Acaraú: 68.2 mm

Ererê: 68.0 mm

Granja: 65.0 mm

Senador Sá: 62.6 mm

(O POVO Online / Foto: Arquivo)

Outra carta da Dorinha

Na crônica de Luis Fernando Veríssimo, as cenas de outros carnavais que poderiam se encaixar no atual momento. Confira:

Dorinha, como se recorda, acidentou-se no último carnaval, quando desfilou na Sapucaí como madrinha da bateria de uma escola. Ela não conseguiu acompanhar o ritmo da escola e foi atropelada pela bateria.

Além dos arranhões e da perda de miçangas sofreu o que ela chama de “escoriações morais”, pois foi bem na frente do camarote da Brahma.

Este ano Dorinha desfilará outra vez como madrinha da bateria, mas de patinete. Como todos os anos, ela preparou-se para o carnaval internando-se no Pitanguy durante quatro meses, só saindo de lá com a garantia de que nada que foi esticado se soltaria na avenida, por mais que ela rebolasse.

Dorinha também diz que… Mas deixemos que ela mesmo nos conte. Sua carta veio em papel roxo, escrita com tinta carmim e cheirando a Mange Moi, o perfume que tira o sono Papa.

“Caríssimo! Beijíssimos!

Sim, estarei na avenida de novo, recordando meus velhos triunfos.

Você se lembra da vez em que desfilei completamente nua com apenas um retratinho do Fernando Henrique como tapa-sexo, para protestar contra a política econômica do seu governo? Como eu ia saber que a política econômica do Lula seria igual à do Fernando Henrique, só que de barba? Pensei em repetir a fantasia trocando o retratinho mas um tapa-sexo barbudo poderia ser mal interpretado.

Minhas manifestações políticas não foram em vão, no entanto. Até hoje tenho certeza que aquela minha alegoria sobre a necessidade de renovação na política, usando a renovação dos meus seios como exemplo, foi responsável pelo afastamento do cenário nacional de figuras como José Sarney, Renan Calheiros e Jader Barbalho, de quem nunca mais se ouviu falar, se é que não estou mal informada.

Minhas companheiras do grupo de pressão Socialaites Socialistas, que luta pela instalação no Brasil do socialismo no seu estágio mais avançado, que é o fim — Tatiana (“Tati”) Bitati, Betania (“Be”) Steira, Cristina (“Kika”) Tástrofe e as outras — formarão uma ala toda de tailleur e carregando motosserras, simbolizando a Dilma e os cortes no Orçamento.

Não pretendo ser abalroada de novo pela bateria, mas se acontecer já combinei com o Gustavão, que toca surdo de repique, para me salvar. Estou chegando naquela idade em que o repique começa a ser um conceito interessante. Ainda se diz ziriguidum?

Beijão da tua Dorinha.”

Mercado São Sebastião é opção para repor energia neste Carnaval

Buchada, caldo de carne, cuscuz, panelada, baião de dois, sarrabulho, além de sucos revigorantes. Conhecido pela culinária regional, o mercado São Sebastião, no Centro, é bastante procurado pelos foliões para a reposição de energia.

É o que destaca o vereador de Fortaleza, Acrísio Sena, professor e carnavalesco, que nesta terça-feira (13) aproveitou a gastronomia do São Sebastião neste último dia de Carnaval em Fortaleza.

(Foto: Divulgação)

Kim Jong-un recebe irmã como heroína e reforça aproximação com Coreia do Sul

O líder norte-coreano Kim Jong-un recebeu com honras nesta terça-feira (13) sua irmã e a delegação que realizou uma histórica viagem à Coreia do Sul, qualificando sua missão como um “êxito”, o que fortalece ainda mais a figura de Kim Yo-jong dentro do regime.

O Rodong Sinmun, jornal oficial de Pyongyang, publicou hoje duas fotos em sua capa que salientam o tratamento heroico que se tem dado à irmã do líder e aos demais delegados e artistas que retornaram do país vizinho.

Na primeira imagem, Kim Jong-un aparece ladeado por uma sorridente Kim Yo-jong – que lhe agarra pelo braço com gesto carinhoso – e pelo chefe de Estado do país, Kim Yong-nam.

Ambos lideraram uma expedição que teve como resultado um convite para que o presidente sul-coreano, Moon Jae-in, visite Pyongyang, e pela qual o marechal norte-coreano expressou “sua satisfação”, segundo afirmam hoje os meios de comunicação estatais norte-coreanos.

O líder destacou “a importância de seguir obtendo bons resultados enquanto se encoraja o cálido clima de reconciliação e diálogo” com a Coreia do Sul, país com o qual seu regime segue tecnicamente em guerra há mais de 65 anos.

Embora a irmã do líder siga envolta em um véu de mistério – se desconhece quase tudo sobre seu passado e ela quase não falou em frente às câmeras – o foco dos meios de comunicação se fixou insistentemente em seu porte e em seu gesto sorridente.

O fato de aparecer pela primeira vez retratada em atitude abertamente familiar com seu irmão não faz mais que respaldar a fulgurante ascensão desta mulher, que acredita-se que tem entre 29 e 31 anos e que foi escolhida pelo seu irmão para ser o primeiro membro da dinastia Kim a pisar na Coreia do Sul.

(Agência Brasil)

Futebol americano – Roma Gladiadores abre inscrições para seletiva de novos atletas em Fortaleza

A equipe de futebol americano Roma Gladiadores está com inscrições abertas para a seletiva de novos atletas, como forma de reforçar o elenco para as disputas da Liga Nordeste 2018. O tryout será dividido em duas etapas: a primeira, no dia 3 de março, na Academia Moviment, enquanto a segunda etapa será no dia seguinte, 4 de março, no campo da Academia Estadual de Segurança Pública (AESP).

Os testes do primeiro dia serão; supino reto; agachamento; salto vertical e salto horizontal. Para a realização dos exercícios na academia Moviment, os candidatos deverão usar roupas leves e tênis esportivo. Já no segundo dia, os testes serão; 40 yards, 3 Cones Drills, 5/10/5 yards e flexão de braço. Para os testes em campo, os candidatos deverão usar chuteiras. Todas as atividades serão acompanhadas por profissionais de educação física e pela comissão técnica da equipe.

Para participar da seletiva e concorrer a uma vaga no time, o candidato deverá preencher a ficha através do endereço eletrônico da equipe (sympla.com.br/futebol-americano-tryout-2018–roma-gladiadores) e pagar a taxa de inscrição no valor de R$ 22,00. A idade mínima para participar é de 16 anos. Os avaliadores vão considerar o interesse dos atletas de participar de uma rotina de treinamentos que envolve treinos físicos e teóricos.

De acordo com o presidente do time, Mota Neto serão aceitos os mais variados biotipos. Ele explica que não é preciso ter conhecimento prévio sobre o esporte e informa que os testes aplicados buscam avaliar fatores como força, preparo físico, velocidade e agilidade dos candidatos.

SERVIÇO
Try Out Roma Gladiadores (Seletiva de novos atletas)

Primeira Etapa
Data: 3 de março (sábado)
Local: Academia Moviment, Rua Coronel Alexandrino, 799, bairro Montese.
Horário: Das 9h às 17h
Traje: tênis esportivo, short e camiseta.

Segunda Etapa
Data: 4 de março (domingo)
Local: AESP (Av. Presidente Costa e Silva, 1251 – Mondubim).
Horário: Das 13h30 às 17h.
Traje: chuteira, short e camiseta.

Valor da inscrição: R$ 22

(Foto: Divulgação)

Maia nega que Luciano Huck possa disputar o Palácio do Planalto pelo DEM

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), negou nessa segunda-feira (12) a possibilidade de o apresentador Luciano Huck sair candidato à Presidência da República por seu partido. Huck já descartou que vá se candidatar, mas estaria tendo conversas com políticos sobre o processo de 2018 ainda assim.

“O DEM vai ter candidato a presidente, e o pré-candidato vai ser lançado em março. Temos o maior carinho pelo Luciano, mas nesse momento ele não faz parte do projeto do nosso partido. Vamos ter entre dez e 12 candidatos nos estados e no início de março vai ficar claro que o partido vai seguir seu próprio caminho”, afirmou.

Sobre carnaval, Maia disse que a crítica à Reforma Trabalhista feita pelo Paraíso do Tuiuti em seu desfile, no domingo (11), foi por desinformação do carnavalesco (Jack Vasconcelos). A escola tinha uma ala, chamada “Guerreiros da CLT”, em que uma carteira de trabalho aparecida chamuscada, e o operário tinha vários braços, para simbolizar a sobrecarga de tarefas. Ele voltou a dizer que é preciso informar bem a população sobre as mudanças na legislação.

Maia falou também de segurança. Disse que é preciso haver nova operação conjunta entre forças estaduais e federais para o combate à violência no Rio, e também que vai trabalhar junto ao governo para que se coloque no orçamento a construção de mais presídios federais, chegando a “20 ou 30 unidades”. O objetivo, ressaltou, é isolar chefes do crime organizado. “A gente já fez aquela primeira operação dos órgãos federais, que não foi o que a gente esperava, e vai ter que voltar. Além de endurecer a legislação de armas e drogas”, sublinhou. Segundo Maia, o Congresso demandará à Presidência a priorização do tema dos presídios.

(Agência Estado)

Trump quer mobilizar US$ 1,5 trilhão para renovar infraestrutura dos EUA

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, apresentou nessa segunda-feira (12) um plano para reconstruir a infraestrutura do país e que procurará mobilizar até US$ 1,5 trilhão nos próximos dez anos, combinando fundos federais e estaduais com incentivos para o setor privado.

“Temos que reconstruir a nossa combalida infraestrutura. Trata-se do maior e mais ousado plano” dos EUA nesta área, disse Trump em um encontro na Casa Branca com governadores e prefeitos, quando informou alguns detalhes da sua proposta.

Desses US$ 1,5 trilhão, cerca de US$ 200 bilhões serão fundos federais que o presidente pedirá diretamente ao Congresso durante os próximos dez anos. Trump disse que quer gastar metade desses US$ 200 bilhões em investimentos em nível local, de modo que o governo federal possa dar um empurrão final de financiamento aos estados e localidades que precisem completar o orçamento de um projeto já em andamento.

O Executivo também quer investir US$ 50 bilhões em zonas rurais, com ações como acesso a internet banda larga, e outros US$ 20 bilhões em “programas transformadores” e que reflitam uma visão de futuro. “As pessoas das áreas rurais têm ficado para trás”, afirmou Trump em seu discurso.

Além disso, o plano dedicará US$ 20 bilhões para expandir seu atual programa de empréstimos e bônus para empresas privadas, com o qual atualmente são financiadas atividades para a renovação de infraestruturas de transporte e de água, entre outras.

(Agência Brasil)

PSB acredita que governo não tem votos para aprovar a reforma da Previdência

O PSB avalia que a base governista não tem votos para aprovar a proposta da reforma da Previdência, neste mês e, por isso, defende que o texto vá a voto no calendário já anunciado – após o carnaval.

São necessários os votos favoráveis de 308 deputados em dois turnos de votação para que a proposta seja aprovada. O relator, deputado Arthur Oliveira Maia (PPS-BA), anunciou novo texto com acordos já firmados, como a manutenção da pensão integral para viúvas de policiais mortos em combate e também a desistência de pontos polêmicos como a mudança na aposentadoria rural e no pagamento do Benefício de Prestação Continuada – pago a idosos e pessoas com deficiência que tenham baixa renda.

Ficam mantidos os pontos principais da proposta como a idade mínima de aposentadoria e a mudança no cálculo do benefício tanto para trabalhadores da iniciativa privada, quanto para servidores públicos.

Em nota, o PSB acusa o governo de usar a obstrução de partidos contrários a Temer como justificativa para adiar a votação do texto para após as eleições, quando os deputados já não sofrem tanta pressão das bases.

“Os deputados governistas se escondem atrás da obstrução da oposição para dizer que querem, mas não conseguem votar a reforma. Com isso, os deputados aliados continuam recebendo benesses em troca dos votos que darão à matéria em novembro, quando os não reeleitos não terão compromisso com a sociedade ou temor de retaliação das urnas”, diz a nota.

(Agência Câmara Notícias)

Procurador denuncia suposto plano para invadir a Venezuela a partir da Colômbia

O procurador-geral da Venezuela, Tareq Saab, denunciou nessa segunda-feira (12) um suposto plano de “invasão militar” a seu país a partir da Colômbia e advertiu que “tanto as Forças Armadas, como as instituições e o povo venezuelano jamais permitirão tais fatos”.

Segundo o site oficial do governo venezuelano, Saab disse que a Colômbia busca reeditar “épocas já superadas na história militar, como o bombardeio, a invasão e a ocupação a sangue e fogo, de un país pacífico como Venezuela”.

A declaração foi feita em evento na cidade de Barcelona, capital do estado de Anzoátegui, no leste do país, a cerca de 300 km de Caracas. O procurador advertiu, contudo, que tal cenário de invasão não será permitido porque, “a Força Armada Nacional Bolivariana e o povo e as instituições democráticas não permitirão que isso ocorra na pátria do Libertador Simón Bolívar”.

O procurador disse que suas afirmações são feitas com “a calma e a reflexão” de quem sabe “que cada passo que fizeram aponta para o amedrontamento, para a aplicação do terrorismo psicológico, tendo todo o arsenal de propaganda transnacional a seu serviço”.

O ex-chanceler venezuelano Roy Chaderton já havia apontado para um possível movimento militar contra a Venezuela ao comentar na sexta-feira (9), em entrevista televisiva, sobre a existência de uma “expectativa” de invasão militar ao país, embora não tenha esclarecido por parte de quem. “Na tentativa louca de invadir o nosso país, cada esquina vai ser uma trincheira e cada janela um espaço para um franco-atirador patriota”, afirmou Chaderton.

(Agência Brasil)

Judiciário do Ceará poderá ter vara especializada em crime organizado

Começou a tramitar na Assembleia Legislativa do Ceará um projeto de lei que cria a Vara de Delitos de Organizações Criminosas na estrutura da Justiça do estado. A proposta, já aprovada pelo Pleno do Tribunal de Justiça (TJCE), determina que os casos que envolvam organizações criminosas sejam julgadas por um colegiado de juízes, de forma a serem mais céleres.

Pelo texto do documento, o colegiado será formado por três juízes, que “decidirão e assinarão, em conjunto, todos os atos judiciais de competência da unidade”. Na prática, o TJCE já adota esse modelo para julgar processos que envolvam organizações criminosas. Um exemplo é o caso da Chacina do Curió, que aconteceu em 2015 e causou a morte de onze pessoas. Por decisão do colegiado formado para esse caso, trinta e quatro réus vão a júri popular.

A criação de uma vara específica para o crime organizado é uma recomendação do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), já atendida por sete estados. O assunto ganhou relevância no Ceará após o assassinato de 14 pessoas durante uma festa na periferia de Fortaleza no fim de janeiro, que ficou conhecido como Chacina das Cajazeiras, em alusão ao nome do bairro onde ficava a casa de shows.

O presidente da Comissão de Direito Penitenciário da Ordem dos Advogados do Estado do Ceará (OAB/CE), Márcio Vitor de Albuquerque, considera necessária a criação da nova estrutura diante do crescimento da presença de facções criminosas, além se somar à Lei do Crime Organizado (12.850/2013), que define organização criminosa e estabelece os procedimentos da investigação criminal.

Aliado a isso, o presidente da comissão ressalta que é preciso dar impulso às atividades de inteligência e cobra investimentos na área. “Há mais necessidade nesse momento de investimento maciço na inteligência, principalmente da Polícia Civil, em equipamentos, tecnologia e monitoramento, para que esse tipo de crime seja investigado com mais propriedade.”

Para Albuquerque, o investimento em inteligência vai refletir diretamente na qualidade dos inquéritos que chegarão na nova vara. “Temos que pensar esse início, porque, senão, quando o inquérito chegar na vara, pode faltar prova e pode gerar arquivamento.”

O presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Ceará (Sinpol), Lucas Oliveira,
considera inócua a criação da Vara de Delitos de Organizações Criminosas e
acredita que a nova estrutura pode até mesmo atrapalhar os processos,
considerando, por exemplo, casos como o da morte de 10 presos na Cadeia Pública
de Itapajé (a 130 quilômetros de Fortaleza), causada por uma briga entre grupos
rivais, que seria transferido para a capital.

Ele também destaca a necessidade de valorização da Polícia Civil como ponto-chave na solução de crimes envolvendo organizações criminosas. “Não quero dizer que a Polícia Civil do Ceará vai sozinha combater a criminalidade, mas a mensagem de todos os especialistas é de que sem uma polícia de investigação fortalecida não vamos combater a criminalidade de hoje, cuja marca são as facções.”

Atualmente, 730 policiais civis, entre escrivães, inspetores e delegados, estão em processo de formação. Segundo o presidente do Sinpol, o efetivo do Ceará é de cerca de 2,7 mil, mas seriam necessários, pelo menos, 6 mil agentes para atender a demanda do estado.

O projeto de lei que cria a Vara de Delitos de Organizações Criminosas entrou na pauta do Legislativo na primeira sessão plenária do ano e ficará apta a ser votada pelos deputados estaduais após passar por três comissões técnicas.

(Agência Brasil)

Acordo para compensar perdas da poupança depende de decisão do plenário do STF

Assinado há quase dois meses, o acordo que compensará as perdas da caderneta de poupança com planos econômicos dependerá do plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) para entrar em vigor. Responsável por validar a principal ação que encerrará os processos na Justiça, o ministro Ricardo Lewandowski informou que submeterá a decisão aos demais ministros da corte.

A Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) 165 é o processo mais importante sobre o tema, por questionar a validade de planos econômicos. De acordo com o STF, o encaminhamento da ADPF ao plenário do Supremo está entre as prioridades do ministro para o início do ano Judiciário 2018, que começou no dia 1º de fevereiro.

Diferentemente de outros ministros do STF, que homologaram monocraticamente (sozinhos) as ações sobre o acordo, Lewandowski decidiu levar o caso para os colegas. Na última semana, o ministro Gilmar Mendes validou dois acordos em ações referentes a perdas com valores bloqueados das contas no Plano Collor 1 e por perdas com inflação geradas no Plano Collor 2, na década de 1990 <http://agenciabrasil.ebc.com.br/economia/noticia/2018-02/gilmar-mendes-homologa-acoes-sobre-acordo-entre-bancos-e-poupadores>.

Com a decisão de Gilmar Mendes, falta apenas a homologação mais abrangente, que está sob a relatoria de Lewandowski. Ao encaminhar despacho para a Procuradoria-Geral da República (PGR), em dezembro, o ministro tinha informado que pretendia submeter o acordo ao plenário do Supremo. A PGR já deu parecer favorável à validação da ADPF.

No fim de dezembro, o ministro Dias Toffoli tinha homologado acordos fechados entre poupadores e dois bancos – Banco do Brasil e Itaú – relativos a perdas com valores não bloqueados do Plano Collor 1 e com perdas inflacionárias dos Planos Bresser e Verão.

(Agência Brasil)

Roberto Cláudio destaca 222 quilômetros de ciclovias e ciclofaixas em Fortaleza

O prefeito Roberto Cláudio destacou nesta segunda-feira (12), em sua página no Facebook, a marca dos 222 quilômetros de ciclovias e ciclofaixas em Fortaleza. “Cada ciclofaixa implantada em Fortaleza busca promover um trânsito mais seguro para quem se desloca de bicicleta pela cidade. Mas, além disso, queremos estimular o uso desse modal, que traz inúmeros benefícios à saúde e ao meio ambiente”, disse.

“Quem escolhe andar de bicicleta pelas ruas da Capital já pode contar com 222 quilômetros de ciclovias e ciclofaixas. Continuamos o trabalho sério para tornar cada vez melhor o ir e vir dos fortalezenses. Com dedicação, alcançaremos grandes conquistas”, completou.

(Foto: Facebook)

Temer anuncia em Roraima grupo para tratar da crise migratória dos venezuelanos

O governo deve editar na próxima quarta-feira (14) ou quinta-feira (15) uma medida provisória para criar um grupo responsável por coordenar assuntos relacionados à migração de venezuelanos, em Roraima. O anúncio foi feito hoje (12) pelo presidente Michel Temer, em reunião com líderes políticos do estado, em Boa Vista.

Temer interrompeu os dias de descanso na base naval da Restinga da Marambaia, no Rio de Janeiro, onde passa o carnaval com a família. Após a reunião, Temer retorna à base naval da Restinga da Marambaia, no Rio de Janeiro.

Diariamente, imigrantes venezuelanos ingressam no Brasil pela fronteira com Roraima em busca de uma vida melhor. A prefeitura de Boa Vista estima que cerca de 40 mil venezuelanos tenham entrado na cidade, ao fugir da crise econômica e política por que passa o país vizinho. O número corresponde a mais de 10% da população local, de cerca de 330 mil habitantes.

A reunião contou com a presença da governadora de Roraima, Suely Campos; da prefeita da capital de Boa Vista, Teresa Surita; do prefeito de Pacaraima, Juliano Torquato (PRB); do presidente a Assembleia Legislativa de Roraima, Jalser Renier; da desembargadora Elaine Bianchi, presidente Tribunal de Justiça de Roraima; de ministros e parlamentares.

Segundo Temer, o comitê que será criado terá participação da União e do estado, sem gerar nenhuma interferência nas “questões internas de Roraima”. O presidente acrescentou que “não faltarão recursos para solucionar a questão”, tanto no aspecto humanitário quanto para solucionar problemas no estado gerado pela imigração. “Não descansarei enquanto não resolver os problemas de Roraima”, disse.

Temer afirmou que, se não foram tomadas medidas, os problemas da migração serão estendidos para outros estados. Ele defendeu a proteção à integridade territorial, o emprego dos habitantes de Roraima, mas sem esquecer da “questão humanitária” com relação aos venezuelanos. “Os venezuelanos são obrigados a sair do seu país sem desejá-lo. [Eles] vem para cá em situação de miserabilidade absoluta”, acrescentou.

O presidente ainda destacou que “ninguém vai impedir a entrada de refugiados” no Brasil, mas o governo vai “ordenar” o ingresso no país. Temer está acompanhado dos ministros Raul Jungman, da Defesa; Torquarto Jardim, da Justiça; Moreira Franco, da Secretaria-geral da Presidência; e Sergio Etchegoyen, do Gabinete de Segurança Institucional.

(Agência Brasil)

Bolsonaro nega ter sugerido “metralhar” a favela da Rocinha

Em vídeo publicado em seu Facebook, o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) negou ter sugerido “metralhar” moradores da Favela da Rocinha, no Rio de Janeiro. De acordo com o colunista do jornal O Globo Lauro Jardim, o pré-candidato à Presidência da República teria recomendado o fuzilamento da comunidade após fim de um “prazo” para bandidos se entregarem.

No vídeo, Bolsonaro diz que estava em um evento com mais de mil executivos do setor financeiro com a presença de toda a mídia de São Paulo. Ele frisa que suas falas foram aplaudidas mais de uma vez. Ele alega que o relato do jornalista é uma “insanidade”. “Beira a loucura alguém escrever uma coisa dessa. Alguém acha que se eu tivesse falado isso para mais de mil pessoas eu não seria massacrado de forma justa?”, questiona.

O presidenciável ainda afirma que “isso não é fazer jornalismo, é fazer terrorismo”, se referindo à coluna de Lauro Jardim. Ele diz esperar que o colunista se retrate. Segundo o jornalista, Bolsonaro declarou que mandaria um helicóptero derramar milhares de folhetos sobre a favela da Rocinha, avisando que daria um prazo de seis horas para os bandidos se entregarem. Encerrado o tempo, se eles continuassem escondidos, metralharia a Rocinha.

A assessoria do parlamentar enviou a seguinte explicação: “O deputado esclarece que, ao mencionar a Rocinha no evento, se referiu exclusivamente à guerra travada entre traficantes, em setembro do ano passado, quando 200 marginais fugiram pela mata no alto da comunidade e se espalharam e se refugiaram em outras favelas na zona norte do Rio, levando pânico e terror à população carioca. […] Ao falar daquele episódio específico da Rocinha, uma vez que os marginais estavam claramente afastados da comunidade e, portanto, passíveis de sofrer efetiva ação policial para prisão, sem o risco de ferir os cidadãos de bem que moravam no local, o deputado tomou tal exemplo para se manifestar, no sentido de ser favorável a ações efetivas por parte do Estado, inclusive atirando em casos de confronto ou não rendição”.

(O POVO Online)

Salmito diz que debate sobre a violência passa pela brutal desigualdade social

950 2

O presidente da Câmara Municipal de Fortaleza, Salmito Filho (PDT), disse em sua página no Facebook que o debate sobre a violência no país, nas eleições deste ano, passa pela brutal desigualdade social.

“Por que o Brasil ainda possui um elevado nível de desigualdade social?”, questionou Salmito, que também é sociólogo e professor, ao apontar a brutal desigualdade como um dos vetores da causa da violência.

Ao defender a pré-candidatura de Ciro Gomes (PDT) à Presidência da República, Salmito que o ex-governador do Ceará, ex-prefeito de Fortaleza e ex-ministro em dois governos tem conversado com sindicatos, associações, universidades e federações patronal e de trabalhadores.

“Essa brutal desigualdade social em nosso país tem jeito. Só através da boa política, do projeto político, é que nós poderemos superar essa brutal desigualdade”, observou Salmito.

(Foto: Reprodução Fecebook)