Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

Embargo da UE derruba exportação brasileira de carne de frango

As exportações brasileiras de carne de frango, incluindo produtos in natura e processados, totalizaram 1,61 milhão de toneladas de janeiro a maio deste ano, segundo levantamento da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), que representa as empresas do setor. O resultado corresponde a uma queda de 8,5% em relação ao mesmo período de 2017, quando foram exportadas 1,75 milhão de toneladas.

Em termos financeiros, as vendas de carne de frango para o exterior alcançaram US$ 2,602 bilhões, de janeiro a maio de 2018, um saldo 12,3% menor que os US$ 2,966 bilhões registradas nos cinco primeiros meses do ano passado.

De acordo com a ABPA, as vendas de carne de aves para os países da União Europeia (UE) tiveram uma queda de 40% no período analisado. Enquanto nos cinco primeiros meses deste ano o volume embarcado para a UE foi de 92,5 mil toneladas, no mesmo período de 2017 tinha sido de 151,8 mil toneladas. São efeitos diretos da suspensão, pela Comissão Europeia, em abril, das importações de proteína animal, especialmente de carne de frango, de pelo menos 20 unidades frigoríficas do Brasil.

Considerando apenas o mês de maio, com o embargo europeu já em vigor, houve uma retração de 4,7% nos volumes gerais exportados, com 333,2 mil toneladas em maio deste ano, contra 349,5 mil toneladas no mesmo período do ano passado. Em termos de receita, as vendas do quinto mês de 2018 chegaram a US$ 517,6 milhões,13% inferior aos 594,8 milhões registrados no mesmo mês do ano anterior.

(Agência Brasil)

Copa do Nordeste – Apostadores não confiam no fim do jejum do Vozão

A depender dos apostadores de sites online, não será desta vez que o Ceará irá quebrar o jejum de 14 partidas sem vitória, na noite desta quinta-feira (21), a partir das 21h45min, no Castelão, diante do Bahia, no primeiro confronto entre as duas equipes pelas semifinais da Copa do Nordeste.

Segundo os sites de apostas, o Ceará teria 30,2% de vitória, contra 36,7% de empate e 33% de derrota para os baianos.

Ceará e Bahia se encontram na zona de rebaixamento no Brasileirão, sendo que o Vozão soma soma somente cinco pontos, enquanto o Bahia está com 12 pontos ganhos.

(Foto: Arquivo)

Fórum Parlamentar realiza último encontro, antes do lançamento do Parlamento Metropolitano

O município de Pacajus, a 51 quilômetros de Fortaleza, marcou nesta quinta-feira (21) o último encontro do Fórum Parlamentar, antes do lançamento do Parlamento Metropolitano, que ocorrerá na segunda-feira (25), a partir das 15 horas, na Câmara Municipal de Fortaleza.

Desde dezembro do ano passado, foram realizados 18 fóruns, que debateram os principais problemas e potencialidades de cada município. Já o Parlamento Metropolitano promoverá a interação entre os municípios da Região Metropolitana, para o fortalecimento desses municípios.

O presidente da Câmara Municipal de Fortaleza, Salmito Filho (PDT), destacou que o Parlamento Metropolitano se reunirá uma vez ao mês, aproveitando a estrutura das próprias Câmaras Municipais, o que não irá gerar custos extras para a população.

(Fotos: Divulgação)

DEM do Ceará comandado por suplente de Tasso orienta votar em Camilo Santana

O DEM do Ceará apoiará a reeleição do governador Camilo Santana (PT). Essa orientação foi dada aos filiados pelo presidente regional do partido, o empresário Chiquinho Feitosa, avisa o deputado federal Aníbal Gomes.

Chiquinho, aliás, é suplente do senador Tasso Jereissati (PSDB), que trabalha a pré-candidatura do General Thophilo para o Governo.

(Foto – Dida Sampaio, do Estadão)

STF mantém liberação de programas humorísticos em período eleitoral

O plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta quinta-feira (21), por unanimidade, declarar a inconstitucionalidade do artigo 45 da Lei 9.504/97, conhecida como Lei das Eleições, que criou restrições a programas humorísticos veiculados no rádio e televisão durante o período eleitoral.

Em 2010, a norma foi suspensa pela Corte e os ministros começaram a julgar o caso definitivamente na sessão de ontem.

A legalidade da norma é contestada pela Associação Brasileira das Emissoras de Rádio e Televisão (Abert). O artigo 45 da lei diz que, após a realização das convenções partidárias, as emissoras de rádio e televisão ficam proibidas de usar montagem ou outro recurso de áudio ou de vídeo que “degradem ou ridicularizem candidato, partido ou coligação”.

O julgamento começou ontem (20), quando o ministro Alexandre de Moraes, relator do caso, votou pela inconstitucionalidade do artigo e afirmou que a Constituição não prevê a restrição prévia de conteúdos e votou pela declaração de inconstitucionalidade do trecho da norma. O voto foi seguido por Edson Fachin, Luís Roberto Barroso e Dias Toffoli.

Na retomada a sessão hoje, Luiz Fux também entendeu que o artigo representa censura prévia. “Acompanhado a maioria, eu estou entendendo que há inconstitucionalidade nessas limitações à liberdade de expressão e de imprensa”, afirmou.

Celso de Mello acrescentou que o STF não pode admitir qualquer tipo de restrição estatal para controlar o pensamento crítico. “O humor como causa e o riso como sua consequência qualificam-se como elementos de desconstrução de ordens autoritária, impregnadas de corrupção, cuja nocividade à prática democrática deve ser neutralizada. ”, argumentou.

Ricardo Lewandowski, Gilmar Mende e Marco Aurélio também acompanharam a maioria. A presidente Cármen Lúcia, última a votar, disse que causa espécie que, após 30 anos da promulgação da Constituição, existam tantos questionamentos judiciais sobre liberdade de imprensa.”O que se contém nesses dispositivos é uma censura prévia, e censura é a mordaça da liberdade. Quem gosta de mordaça é tirano”, afirmou.

Durante o julgamento, o advogado Gustavo Binenbojm, representante da Abert, defendeu a declaração de inconstitucionalidade por entender que a norma gera restrições ao funcionamento dos veículos, além de violar normas constitucionais, como a liberdade de manifestação do pensamento e ao direito de acesso à informação.

O advogado também ressaltou que, desde 2010, quando a norma foi suspensa pelo STF, não foram registrados excessos por parte de jornalistas, cartunistas e humoristas. “Proibir a sátira política e o uso do humor e tentar transformar os programas de rádio e televisão em algo tão enfadonho e tão desinteressante como já é hoje a propaganda eleitoral obrigatória no nosso país”, argumentou.

(Agência Brasil)

PSL promete recepção festiva para Bolsonaro no aeroporto

O presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), que cumprirá agenda dias 28 e 29 próximos, em Fortaleza, será recepcionado no Aeroporto Internacional Pinto Martins, isso na época em que o terminal era gerido pela Infraero.É o que garante a cúpula do PSL.

Da vez que por aqui esteve, ocorreu ato do gênero. Congestionou o terminal, como nosso fotógrafo e cinegrafista Paulo MOska documentou na época.

Bolsonaro era chamado, na ocasião, de “mito”.

Argentina vive segundo tempo de “timinho” e é goleada pela Croácia

A Argentina foi goleada pela Croácia, na tarde desta quinta-feira (21), no estádio Nizhny Novgorod Stadium, por 3 a 0, pela segunda rodada do Grupo D da Copa da Rússia. Todos os gols ocorreram no segundo tempo, por meio de Ante Rebic, Luka Modric e Ivan Rakitic.

Com o resultado, a Argentina terá que torcer por um empate ou vitória da Nigéria, diante da Islândia, nesta sexta-feira (22), para manter as chances de classificação às oitavas de final da competição. Uma vitória da Islândia obrigará uma goleada argentina sobre a Nigéria, dia 26, além de vitória da Croácia, diante da Islândia.

Nos outros resultados desta quinta-feira: Dinamarca 1×1 Austrália e França 1×0 Peru.

(Foto: Reprodução)

MPF vai investigar brasileiros que assediaram mulher na Rússia

O Ministério Público Federal (MPF) instaurou um inquérito criminal para apurar se os brasileiros filmados assediando uma mulher durante as comemorações da Copa do Mundo, na Rússia, cometeram crime de injúria.

Requisitadas em regime de urgência e prioridade, as investigações vão permitir a identificação de todos os brasileiros envolvidos no episódio. Para a Procuradoria da República no Distrito Federal, a conduta dos brasileiros ofendeu a dignidade da mulher ainda não identificada, expondo-a à humilhação pública por meio de um comportamento “nitidamente machista e discriminatório”.

A investigação foi aberta com base na Convenção Internacional sobre Eliminação de Todas as Formas de Discriminação Contra a Mulher, que define o comportamento preconceituoso contra as mulheres. O Brasil e demais signatários do acordo devem observar e zelar pelos direitos humanos e liberdades fundamentais em igualdade de condições entre homens e mulheres.

O vídeo em que um grupo de torcedores aparece ridicularizando uma moça que parece não compreender o sentido das frases ofensivas gritadas, em coro e em português, é apenas um dos três registros que, recentemente, se espalharam pelas redes sociais, com brasileiros constrangendo pessoas de outras nacionalidades.

Em um segundo vídeo, um rapaz vestindo a camisa da seleção brasileira pede a um menino russo que repita uma série de frases obscenas e depreciativas. Em outro, três rapazes pedem a três garotas que repitam frases de baixo calão. Um dos jovens que aparecem neste último vídeo foi identificado como funcionário de uma empresa aérea brasileira que o demitiu tão logo o assunto começou a ser noticiado.

O procedimento investigatório criminal já instaurado pelo MPF visa a identificar os autores e apurar os fatos relativos apenas ao primeiro vídeo. Justamente o que alcançou maior repercussão, motivando a manifestação de repúdio de várias autoridades e entidades brasileiras.

Os ministérios do Turismo e do Esporte se apressaram em condenar o comportamento dos brasileiros. Na Rússia, o ministro do Esporte, Leandro Cruz da Silva, disse que a atitude dos brasileiros filmados ridicularizando a moça envergonharam todo o Brasil, desdenhando da receptividade russa.

Em nota, o Ministério do Turismo afirmou que o machismo e a misoginia não são aceitáveis sob nenhum aspecto, muito menos em um evento como a Copa do Mundo, realizado para “promover a integração entre povos e culturas do mundo todo”.

A Polícia Militar de Santa Catarina (PM-SC) e a seccional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) em Pernambuco identificaram nominalmente dois dos homens que aparecem no vídeo que ganhou as redes sociais nos últimos dias. A PM anunciou que o tenente, que está de férias na Rússia, vai responder a processo administrativo disciplinar quando retornar ao trabalho. E a OAB repudiou “veementemente” o episódio e o envolvimento de um advogado pernambucano.

Na Rússia, onde o episódio parece ter repercutido menos que no Brasil, uma ativista criou um abaixo-assinado para reunir manifestações de apoio à punição aos brasileiros. Mais de 23 mil pessoas já assinaram a petição que Alena Popova pretende entregar às autoridades russas e à embaixada brasileira na Rússia a fim de exigir a aplicação das leis que preveem punição a quem humilhe a honra ou a dignidade de outras pessoas.

(Agência Brasil)

Cid Gomes: “Não sou de fazer trairagem!”

Do ex-governador Cid Gomes (PDT), ao ser indagado sobre eleições 2018 no Ceará:

“Não sou da fazer trairagem!”

Quem ouviu, entendeu que teria a ver com o senador Eunício Oliveira, hoje apoiado pelo governador Camilo Santana (PT) e pelo prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT).

Ou seja, Cid vai disputando o Senado pelo pedetismo e deixa caminho livre para seus amigos e apoiadores endossarem o emedebista.

(Foto – Iana Soares)

Bancos vão abrir nesta sexta-feira de jogo do Brasil?

A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) informa: em dias de jogos do Brasil na Copa da Rússia, às 9 horas, como nesta sexta-feira, o atendimento será das 13 às 17 horas.

Em dias de jogos às 11 horas, o atendimento será das 8h30min às 10h30min e das 14 às 18 horas. Já em jogos às 15 horas, o atendimento acontecerá das 9 às 13 horas.

(Foto – Micael Melo, Metrópoles)

Uma economia que prioriza aerogeradores em belas paisagens turísticas

Com o título “Ceará; A Energia que apagou a cidadania”, eis artigo de Allan Aguiar, ex-secretário estadual do Turismo e ex-superintendente estadual da Caixa Econômica Federal. Ele faz críticas à política que prioriza energia eólica, quando o turismo deveria ser a vocação prioritária 

O Ceará deu um enorme tiro no próprio pé da sua economia. A histórica e aguda falta de planejamento das vocações econômicas do nosso Estado, a qual pautou o improviso na definição das políticas públicas indutoras de investimentos privados, só conseguiu produzir, até agora, um dos Estados com a população mais pobre da federação e com indicadores sociais de fazer corar qualquer cearense informado e isento.

O surrado modelo de desenvolvimento econômico do Estado está muito mais influenciado pelos modelos mentais vigentes naqueles que definem as dinâmicas governantes que em estudos mais aprofundados, análises de viabilidade e exame dos efetivos impactos-benefícios sociais. Os “planejadores” negligenciaram o ordenamento dessas vocações e terminaram por sentenciar parcela expressiva da nossa população a uma inocente indigência econômica.

Talvez a maior barbeiragem do Ceará foi deixar rolar o desordenamento econômico e ecológico de seus 573 quilômetros de costa, em cujos municípios vive quase a metade da sua população, considerando a RMF. Uma ambientalmente sadia vocação econômica que é a Geração de Energia terminou por melar outra infinitamente mais benéfica e inclusiva, que é o Turismo. Esse paliteiro de aerogeradores situados nas nossas praias são invocados por alguns dinossauros como um feito relevante a explicitar a pujança e vanguardismo do Ceará. Quanta bobagem e falta de visão!

Cada torre eólica dessas nas praias é uma sentença de pobreza eterna para as comunidades locais, muitas das quais compostas de artesanais pescadores que sofrem para retirar do mar o sustento dos seus. Esses homens, que estão em extinção, possuem as menores taxas de expectativas de vida dentre as demais atividades econômicas.

No Turismo, cada quarto de hotel gera um emprego direto e 1,5 indiretos e movimenta a mais extensa cadeia produtiva que é a do mundo das viagens. Já esses parques eólicos geram dois ou três subempregos de gente que vai arrancar o mato do pé das torres e vigiar o terreno. Nem tributos municipais e Estaduais geram. Quantos Resorts, nestes últimos anos, evitaram o litoral cearense cuja beleza plástica foi golpeada por esses monstrengos que deveriam estar no topo dos Maciços interioranos?

Como cantou Ney Matogrosso, “os ventos do Norte não movem moinhos…e o que nos resta é só o gemido”….

*Allan Aguiar,

Ex-secretário do Turismo do Ceará e ex-superintendente estadual da Caixa Econômica Federal.

São João do Shopping Benfica terá quadrilha infantil improvisada

O Shopping Benfica vai promover quadrilha improvisada para a criançada no próximo sábado, a partir das 17h30min, em sua praça de alimentação.

De acordo com a superintendência desse polo de compras, os papais podem caprichar na roupa dessa turma, pois haverá concurso para escolher os melhores matutos e matutinhas.

SERVIÇO

*Shopping Benfica – Avenida Carapinima, 2200 – Benfica.

*Mais informações: 3243-1000.

(Foto – Ilustrativa)

Ceará tem 58,5 mil trabalhadores com direito a sacar R$ 45,1 milhões do abono salarial ano-base 2016

O Ceará tem 58.584 trabalhadores com direito a receber o Abono Salarial do PIS/Pasep ano-base 2016 que ainda não foram sacar o benefício. O prazo para retirar o dinheiro, que pode chegar a um salário mínimo (R$ 954), termina no próximo dia 29. Somado, o montante disponível no estado é de R$ 45,1 milhões. Os recursos não sacados retornam ao Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT). A informação é da assessoria de imprensa do Ministério do Trabalho e Emprego.

O ministro do Trabalho, Helton Yomura, lembra que o FAT beneficia os trabalhadores por meio do Seguro-Desemprego, mas diz que os beneficiários não podem deixar de pesquisar se têm direito ao Abono. “Mesmo que o FAT seja uma ferramenta dos trabalhadores, o Abono está disponível neste momento e pode auxiliar na renda das famílias, dando um fôlego para quem não está com as contas em dia”, afirma.

O Abono Salarial ano-base 2016 começou a ser pago em 27 de julho de 2017. Desde então, 22,2 milhões de trabalhadores foram pagos em todo o Brasil, de acordo com a última atualização. Os valores sacados atingiram R$ 16,4 bilhões. Ainda há R$ 1,6 bilhão à disposição dos trabalhadores.

Quem tem direito

Para ter direito ao Abono Salarial do PIS/Pasep é necessário ter trabalhado formalmente por pelo menos um mês em 2016 com remuneração média de até dois salários mínimos. Além disso, o trabalhador tinha de estar inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos e ter tido seus dados informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais).

De acordo com o chefe da divisão do Abono Salarial do Ministério do Trabalho, Márcio Ubiratan Brito, a quantia que cada trabalhador tem para receber é proporcional ao número de meses trabalhados formalmente no ano-base e varia de R$ 80 a R$ 954.

Quem trabalhou durante todo o ano recebe o valor cheio. Quem trabalhou por apenas 30 dias recebe o valor mínimo. “Se a pessoa trabalhou um mês, recebe 1/12 do valor, se trabalhou dois meses, 2/12, e assim sucessivamente”, explica.

SERVIÇO

Os empregados da iniciativa privada, vinculados ao PIS, sacam o dinheiro na Caixa. O banco disponibiliza uma página (https://servicossociais.caixa.gov.br/internet.do?segmento=CIDADAO01) para que o trabalhador consulte se tem direito a receber o valor. Para isso, é preciso informar o número do PIS (geralmente registrado na carteira de trabalho) e digitar a senha. Quem não tem senha, pode cadastrar uma na página de consulta.

Para os funcionários públicos, a referência é o Banco do Brasil. O banco disponibiliza um aplicativo (http://www.bb.com.br/pbb/pagina-inicial/setor-publico/governo-federal/gestao/gestao-de-recursos/pagamento-de-ordens-bancarias,-salarios-e-beneficios/pasep/aplicativo-bb-pasep#/) que precisa ser baixado e instalado para que o trabalhador consulte se tem direito e o valor do benefício.

Parada da Diversidade Sexual de Fortaleza pode ser declarada patrimônio cultural imaterial

Tramita na Câmara Municipal de Fortaleza o projeto de lei nº516/2017, de autoria da vereadora Larissa Gaspar (PPL), que declara a Parada Pela Diversidade Sexual do Ceará patrimônio cultural imaterial da cidade. O evento usa de expressões próprias da população LGBTI para denunciar a violência contra pessoas LGBTI, contribuindo na luta pelo direito de milhões de pessoas em todo o Brasil.

A vereadora é também autora da Lei nº 10.709/2018, que criou o Dia Municipal de Combate à Transfobia, em memória de Dandara dos Santos, travesti assassinada ano passado, após ser torturada, no bairro Bom Jardim, na Capital cearense. Em maio, a Câmara Municipal de Fortaleza aprovou a Indicação nº 129/2018, também de Larissa Gaspar, que cria o Monumento Municipal de Tolerância e Respeito à população LGBTI.

DETALHE – Larissa Gaspar é a presidenta da Frente Parlamentar em Defesa da Cidania LGBTI e da Comissão de Direitos Humanos da Câmara.

DETALHE 2 – A 19ª Parada pela Diversidade Sexual do Ceará será realizada no domingo, 24, na Av. Beira Mar. Organizada pelo Grupo de Resistência Asa Branca (GRAB), uma das mais tradicionais instituições brasileiras na luta pelos direitos civis da população lésbica, gay, bissexual, travesti, transexual e pessoas intersex ( LGBTI ).

(Foto – CMFor)

Cabo Sabino assume o Avante sem esconder simpatias pró-Camilo

O deputado federal Cabo Sabino tomará posse como presidente estadual do Avante no próximo dia 30, às 9 horas, durante solenidade no auditório do Seminário da Prainha (Centro).

No ato, toda a executiva estadual, que priorizará lideranças do Interior, será apresentada pelo parlamentar que, em termos de disputa presidencial, apoiará o nome de Jair Bolsonaro (PSL).

Em matéria de sucessão governamental, o Cabo Sabino não esconde simpatias pró-reeleição de Camilo Santana (PT).

(Foto – Agência Câmara)

Prévia da inflação oficial fica em 1,11% em junho

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), que mede a prévia da inflação oficial, registrou taxa de 1,11% em junho, ou seja, uma forte alta em relação às prévias de maio (0,14%) e de junho (0,16%). Essa foi a maior taxa do IPCA-15 para um mês de junho desde 1996, quando foi registrado o mesmo índice.

O IPCA-15 acumulado no trimestre ficou em 1,46%, acima da taxa de 0,61% registrada no mesmo período de 2017. Com isso, o acumulado no ano está em 2,35%, acima do 1,62% registrado em 2017. Em 12 meses, o IPCA-15 acumula taxa de inflação de 3,68%, acima dos 2,7% registrados nos 12 meses anteriores.

A alta da taxa foi puxada principalmente pelos alimentos e pelos transportes. O grupo alimentação teve alta de preços de 1,57% no mês, impulsionado por alimentos como batata-inglesa (45,12%), cebola (19,95%) e tomate (14,15%).

Já os transportes tiveram inflação de 1,95%, puxada pela alta de preços da gasolina (0,81%), que teve o maior impacto individual na prévia do IPCA, do etanol (2,36%) e do óleo diesel (3,06%).

O grupo habitação também teve impacto importante no índice, com taxa de 1,74%, devido principalmente a reajustes de tarifas de energia elétrica (5,44%), que aumentou nas cidades de Belo Horizonte, Recife, Fortaleza, Porto Alegre e Salvador.

O IPCA-15 foi calculado com base em preços coletados entre os dias 16 de maio e 13 de junho, portanto durante a greve nacional dos caminhoneiros, que provocou desabastecimento em várias cidades do país.

(Agência Brasil)

Conselho Regional de Administração inaugura Biblioteca Cléber Aquino

O Conselho Regional de Administração do Ceará vai inaugurar, às 16 horas desta quinta-feira, em sua sede, a Biblioteca Administrador Cléber Aquino. O ato terá à frente o presidente da entidade, Leonardo Macedo. O nome é uma homenagem ao professor Cléber Pinheiro de Aquino, que fez a doação de seu acervo particular para o Conselho e que, entre várias ações em vida, idealizou o Pacto de Cooperação, um canal de diálogo entre sociedade civil e governos.

Fazem parte desse acervo aproximadamente 1.000 livros. De acordo com Leonardo Macedo, são inúmeras obras, inclusive livros raros e não encontrados em universidades. A doação ocorreu em outubro de 2014 pelas mãos da viúva de Cléber Aquino – morto em 2010, Ana Maria Aquino, que cumpriu assim a vontade do marido.

SERVIÇO

*Sede do Conselho de Administração do Ceará – Rua Dona Leopoldina, 935 – Centro.

Cármen Lúcia critica uniformidade de partidos políticos do País

A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, criticou hoje (21) a organização dos partidos brasileiros, cuja pouca diversidade, mesmo com grande quantidade, seria um dos principais fatores da crise de representatividade política pela qual passa a democracia no país.

“Quem tenha tido o cuidado de ler os programas, e eu li todos mais de uma vez, vê que não tem muita diferença no que eles [partidos] oferecem, quais os seus objetivos, quais os seus principais compromissos”, disse Cármen Lúcia. “E nós vemos partidos, portanto, que não têm a diversidade de programas que faria com que optando por um eu esteja dizendo não a outro.”

As declarações foram dadas no II Congresso de Direito Eleitoral de Brasília, na Câmara Legislativa do Distrito Federal, ante uma plateia formada em grande parte por deputados distritais e assessores legislativos.

“Nós precisamos ter partidos programáticos, como é no mundo todo, e não pragmáticos, como são muitas vezes os partidos políticos no Brasil”, afirmou a presidente do STF.

Partido da Mulher

Ela citou como exemplo o Partido da Mulher Brasileira (PMB), que à época em que obteve seu registro na Justiça Eleitoral tinha em sua diretoria somente homens. “Não é que tivesse que ter só mulheres, mas se ele vai representar mulheres, que haja pelo menos a fala da mulher, para que ela saiba porque que precisa de partido, se é que precisa, com este nome, ou se mais uma vez se trata de retórica, ou seja, uma fala sem compromisso de conteúdo”, disse a ministra.

A ministra destacou a grande quantidade de legendas como uma das dificuldades a serem enfrentadas por uma reforma política. “Termos mais de 30 partidos faz com que haja uma atomização de ideias, o que faz com que o cidadão não se sinta representado por nenhum dos partidos”.

Demonizar a política

Apesar do discurso crítico à estrutura partidária brasileira, Cármen Lúcia voltou a afirmar o que já havia repetido em discursos anteriores, que não se pode “demonizar” a política.

(Agência Brasil)

Privatização de aeroportos encarece vida dos passageiros

Com o título “Privatiza que melhora”, eis artigo do jornalista Plínio Bortolotti, do O POVO. Ele expõe um estudo feito pela Associação Internacional de Transporte Aéreo sobre as privatizações de aeroportos e seus impactos para o bolso dos passageiros. Confira:

Advirto que o depoimento não é de nenhum “esquerdista”, muito menos de um “bolivariano”. Trata-se da Associação Internacional de Transporte Aéreo (Iata, na sigla em inglês), que realizou estudo, em conjunto com a consultoria McKinskey, constatando que a privatização dos aeroportos – por venda ou concessão – encareceram os serviços para os consumidores, sem trazer ganhos de eficiência relevantes.

O economista-chefe da Iata, Brian Pearce, considerou o resultado surpreendente: “A maior diferença em relação ao que vimos acontecer com outras indústrias, como a do aço, é a competição. Em infraestrutura aeroportuária, as pressões competitivas são, por natureza, muito menores”, disse ele na 74ª reunião geral da associação de companhias aéreas, em Sydney (Austrália), segundo publicou o jornal O Estado de S. Paulo (14/6/2018).

O estudo mostra queda nos custos unitários de operação em aeroportos privatizados, mas o usuário passou a pagar mais caro pelos serviços, levando ao aumento expressivo dos lucros.

“Claramente, a privatização dos aeroportos vem com um preço, que os consumidores têm de pagar”, afirmou Pearce, considerando que, em ambientes tendentes ao monopólio, há mais risco de “abuso do poder de mercado”, já que o objetivo principal é dar retorno aos investidores.

Ele ainda criticou o pensamento imediatista dos governos na hora de privatizar aeroportos. “Vemos governos pensando nos ganhos de curto prazo, tentando levantar o máximo de recursos com a venda de ativos, em vez de focar no interesse de longo prazo”. Agora vai por minha conta e risco.

Lendo esses argumentos, veio-me à lembrança a Petrobras, que parece encaixar-se perfeitamente nos alertas que faz o economista-chefe da Iata a respeito dos aeroportos. A petroleira estatal age em um ambiente tendente ao monopólio (ou pelo menos ao oligopólio) e, mesmo assim, volta e meia, governos “liberais” tentam privatizar a empresa.

Temer nomeou Pedro Parente presidente da Petrobras para dar-lhe um perfil de “mercado” uma “administração empresarial”. O que fez o ex-presidente da empresa? Espoliou o consumidor e vendeu ativos para retorno ao investidor, em vez de “focar no interesse de longo prazo”.

Deu no que deu.

*Plínio Bortolotti

plinio@opovo.com.br

Jornalista do O POVO.