Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

Parque Parreão vira Pasto Parreão?

Que paisagem, hein? Mas não é o que você pensa: o gado pastando e aproveitando o clima bucólico para boa refeição. Essa foto nos foi mandada pelo vereador João Alfredo (PSOL) e mostra esses bois e vacas aproveitando a beleza do Parque Parreão, em Fortaleza.

Tudo sem qualquer problema e sem guarda municipal para importunar. Como diria o repóter Plínio Bortolotti, em seu Blog no O POVO Online, Fortaleza virou mesmo uma cidade sem dono.

Lúcio Alcântara confirma candidatura ao Governo nesta 2ª feira

105 2

O ex-governador  Lúcio Alcântara será anunciado como candidato ao governo do Estado, a partir as 10 horas desta segunda-feira, durante entrevista coletiva. Ao lado do prefeito de Maracanaú, Roberto Pessoa, e do presidente regional do PPS, Alexandre Pereria, ele fará o anúncio no Comitê de Imprensa da Assembleia Legislativa. Já Alexandre Pereira será anunciado como candidato ao Senado.

Na ocasião, Lúcio, que preside o PR no Estado, confirmará a realização da convenção do partido que homologará seu nome para esta terça-feira, a partir das 16 horas, no ginásio poliesportivo de Parangaba.

Lúcio Alcântara se define como “oposição e verdade”. Ele vem se juntar a candidatos como Marcos Cals (PSDB), Soraya Tupinambá (PSOL) e o próprio Cid Gomes, que postulará reeleição para o cargo.

PSTU vai disputar a Presidência

O PSTU oficializou em convenção, realizada no fim de semana, o ex-operário do ABC José Maria de Almeida como candidato à Presidência da República. O anúncio da candidatura, na Zona Oeste paulista, reuniu cerca de 750 pessoas e coincidiu com o lançamento do programa de governo da legenda.

Dirigente do partido, José Maria declarou em seu discurso ser possível a execução da reforma agrária, com um governo que garanta salário e moradia dignos e aposentadoria integral. Para isso, disse o candidato, “é preciso romper as amarras que subordinam o país aos interesses do capital internacional”.

No discurso, José Maria reafirmou a velha receita partidária de radicalismo em relação às grandes potências mundiais. “Parar de pagar as dividas, estatizar o sistema financeiro e nacionalizar as multinacionais”, discursou, alfinetando o governo Lula.

NO CEARÁ, O PSTU deve apostar em Gonzagão para candidato ao Governo. Ele é da diretoria do Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil do Estado.

Sefaz paga primeira parcela do 13º salário a partir desta 3ª feira

A Secretaria da Fazenda do Estado confirma: libera, a partir desta terça-feira, o pagamento da primeira parcela do 13º salário para os 110 mil servidores ativos, inativos e pensionistas. A antecipação corresp0nde a R$ 180 milhões e vem com a folha do mês de junho. De acordo com o calendário de pagamento divulgado em janeiro deste ano, a segunda parcela do 13º salário do funcionalismo estadual ocorrerá no dia 15 de dezembro, quando serão pagos os 50% restantes.

O pagamento da antecipação da 1ª parcela em um único dia segue a tabela de pagamento anunciada pelo Governo em janeiro deste ano. ?Estamos cumprindo com a promessa anunciada anteriormente de reduzirmos gradativamente as datas para pagamento. Além disso, estamos mais uma vez realizando algo Histórico em se tratando de folha estadual, pois nunca o Ceará teve solidez fiscal para tal feito?, argumenta o Secretário da Fazenda, João Marcos Maia.

Em 2009, a folha estadual acumulou um valor de R$ 4,2 bilhões, tendo apenas o mês de dezembro fechado em R$ 340 milhões.

(Site da Sefaz)

A Mãe da noiva

A senadora Patrícia Saboya, que disputará cadeira de deputada estadual pelo PDT, vive momentos de saia justa. Ao lado do ex-marido, Ciro Gomes, casará sua filha, Lívia, com o empresário Jorginho Albuquerque, dia 2 próximo, no Iate Clube, em clima não muito leve por conta dos últimos episódios políticos.

Vai ter que juntar, no mesmo altar, o seu ex-cunhado, o governador Cid Gomes (PSB), e o senador tucano Tasso Jereissati. Ambos são padrinhos da noiva.

Cid e Tasso romperam politicamente, ao ponto de Jereissati andar batendo duro em sua gestão, considerada por ele cheia de “politicagem” e outros adjetivos impublicáveis. Pois é, alguém, nesse script, estará bem mais nervosa do que a noiva.”

 (Coluna Vertical, do O POVO0

Lustosa: Abertura do mercado de TVs por assinatura beneficia consumidor

A aprovação do Projeto de Lei 29/07, que abre o mercado de televisão por assinatura para as operadoras de telefonia fixa e institui cotas de conteúdo nacional nas emissoras, provocará uma “verdadeira revolução” nesse mercado, com o aumento da competitividade e a redução nos preços das assinaturas. A avaliação é do deputado Paulo Henrique Lustosa (PMDB/CE), que relatou o projeto na Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática (CCTCI). O PL 29 teve sua redação final aprovada pela Câmara na semana passada e será analisado agora pelo Senado. Lustosa também é relator do PL 1481/07, que prevê a utilização de recursos do Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações (Fust) no financiamento de serviços como a internet banda larga nas escolas públicas.

JC – De que forma a entrada das operadoras de telefonia no mercado das TVs por assinatura poderá beneficiar o consumidor?

Paulo Henrique Lustosa – Com certeza vai trazer mais competitividade, menores preços e, com isso, possibilidades de ampliação do serviço para as camadas mais pobres da população. O acesso universal à informação é um direito do consumidor e o PL 29 é o instrumento que faltava para reorganizar o mercado de TV por assinatura em todo o País ao permitir a entrada das operadoras de telefonia e criar cotas de programação nacional nos pacotes de canais pagos. Com a aprovação do projeto, o Brasil muito em breve entrará em um novo momento da chamada convergência digital, e todos poderão contratar soluções integradas de tecnologia.

JC – Que mudanças haverá na legislação com a transformação do PL 29 em lei?

PHL – É preciso lembrar, primeiro, que tivemos de travar um luta intensa para que o projeto fosse diretamente ao Senado sem precisar passar pelo Plenário da Câmara, e isso foi obtido após um longo processo de negociação. O PL 29 vai unificar em um só texto todas as diretrizes que tratam da televisão paga no Brasil, uma vez que ela é regulamentada por diferentes instrumentos normativos, conforme a tecnologia de distribuição. O texto, se aprovado como saiu da Câmara dos Deputados, resultará em uma nova legislação que vai unificar as regras do setor. Hoje, a TV paga está sujeita a quatro regulamentos diferentes, dependendo da tecnologia usada para prestar o serviço. A Lei do Cabo, de 1992, proíbe que grandes operadoras de telecomunicações entrem no mercado de TV por assinatura e, como todo mundo sabe, esse mercado hoje não é só de TV, é o que se chama de triple play, ou mercado dos combos, no qual você compra TV por assinatura, telefonia fixa e internet em banda larga. Com a nova regra, isso poderá ser vendido de forma combinada, aumentando o número de empresas prestadoras dos serviços, provocando uma concorrência maior, mais qualidade e menores preços. 

JC- O sistema de cotas de programação nacional nos canais por assinatura provocou polêmica durante os debates sobre o projeto. De que forma o impasse foi resolvido?

PHL – Havia um temor por parte das empresas de televisão por assinatura quanto à adoção de cotas para incentivo da produção nacional e o custo que isso acarretaria, mas conseguimos chegar a um denominador comum entre os produtores independentes e as grandes empresas. Além de manter uma margem de proteção do mercado nacional que atendesse a todos e não gerasse custos desnecessários. Em que pese ainda haver reclamações de algumas empresas do setor, o sistema de cotas não vai aumentar o custo de produção de qualquer canal de uma forma exorbitante a ponto a inviabilizá-lo. É bom lembrar que o projeto também cria cotas de programação nacional pelas operadoras de telefonia.

(Jornal da Câmara)

DETALHE – Pauo Henrique Lustosa encontra-se em Estocolmo (Suécia) onde, nesta segunda-feira, falará sobre assuntos abordados nesta entrevista – banda larga brasileira e TVs a cabo, durante seminário internacional sobre mercado em internet.

Câmara dos Deputados tem pauta trancada por sete Medidas Provisórias

“Em ritmo de campanha eleitoral e em meio à euforia da Copa do Mundo, os deputados iniciam a semana com a pauta de votações em plenário trancada por sete medidas provisórias. O caminho alternativo para votação de demais proposições, driblando a imposição regimental de apreciação prioritária de MPs, seria a abertura de sessões extraordinárias, mas nada ficou pré-agendado pela Mesa Diretora da Câmara. Além disso, esta é a última semana para a realização de convenções partidárias, o que deve implicar redução de quórum.

Há, sim, mais uma sinalização de uma das maiores novelas legislativas do ano. Na última terça-feira (22), o presidente da Câmara, Michel Temer (PMDB-SP), prometeu colocar em votação a Proposta de Emenda à Constituição 300, que cria o piso salarial provisório para policiais e bombeiros militares e civis de R$ 3,5 mil e R$ 7 mil (remuneração dos praças e oficiais, respectivamente). Há meses em discussão e polêmica instalada, a proposta (leia tudo sobre) conta com o apoio formal de 321 deputados.

A pauta das sessões ordinárias trancadas pelas MPs depende de acordo de lideranças. Depois da promessa de votar propostas do pré-sal, a realidade de baixo quórum e alto nível de divergências. Uma das matérias é a MP 484/10, que permite à União o repasse de R$ 800 milhões a 11 estados, como medida de estímulo ao Programa Especial de Fortalecimento do Ensino Médio. Além disso, a matéria divide outros R$ 800 milhões para os estados, com critérios do fundo de participação, como medida de compensação pela queda de receita pós-crise financeira mundial. Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceará, Maranhão, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe são os estados contemplados na MP.”

(Congresso em Foco)

Indústria naval diz que vai gerar emprego até 2014 para lotar três Maracanãs

A verdadeira revolução vivida pelo Brasil na indústria naval está multiplicando empregos em terra firme. O país, que já foi o terceiro maior construtor de navios na década de 1970, viu o setor praticamente falir nas duas décadas seguintes. Hoje, os estaleiros comemoram a retomada do crescimento. O sucesso é puxado principalmente pelo setor petrolífero, impulsionado pelas descobertas no pré-sal, e também pela decisão do governo de impulsionar o transporte marítimo e fluvial, que há muito estava esquecido, substituído pelo transporte rodoviário.

Nos últimos dez anos, os empregos diretos gerados na área pularam de 1,9 mil em 2000 para 46,5 mil em 2009. Em 2014, ano da Copa do Mundo no Brasil, os postos de trabalho diretos devem chegar a 60 mil e os indiretos, a 240 mil, gente suficiente para lotar três estádios como o Maracanã. Os dados são do relatório Cenário 2010 – 1º Trimestre, do Sindicato Nacional da Indústria da Construção e Reparação Naval e Offshore (Sinaval). O relatório completo pode ser acessado na internet.

A continuidade deste crescimento deverá recolocar o Brasil entre os países líderes na construção naval mundial, graças à decisão do governo de privilegiar os investimentos em estaleiros nacionais, segundo informou o ministro dos Portos, Pedro Britto. Ele previu que, em pouco tempo, o Brasil deverá disputar mercados com potências asiáticas que hoje dominam a construção naval, tanto de navios quanto de plataformas. “Nós temos que estar preparados para competir com os gigantes da área naval que hoje dominam o mercado, como a Coreia do Sul, a China e o Japão. Para isso, é preciso desenvolver nossas competências para disputarmos em igualdade de produtividade, com mão de obra qualificada”, frisou.”

(Agência Brasil)

Mesmo ameaçado pelo "Ficha Limpa", Roriz lança candidatura

“Sob risco de ser declarado inelegível, enquadrado na Lei da Ficha Limpa, Joaquim Roriz (PSC) foi oficializado, neste domingo (27), candidato ao governo do Distrito Federal pelo seu partido. Roriz disse que a oposição quer “ganhar no tapetão”, referindo-se à lei. “Eu não aceito. Vai buscar o voto na rua”, declarou durante a convenção regional do PSC. O candidato deu sua explicação para o risco da inelegibilidade.

“Eu renunciei ao Senado para ser candidato a governador. Por isso, dizem que eu não tenho a ficha limpa. Não sei o que é ficha limpa, não tenho uma condenação”, argumentou.

Roriz renunciou ao cargo de senador para escapar de um processo de cassação em julho de 2007, após ter sido apontado como beneficiário de um cheque de R$ 2,23 milhões.

De acordo com decisão do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) deste ano, políticos que renunciaram a mandatos para fugir de punição ficam inelegíveis, o que deve ser avaliado quando da formalização das candidaturas –até 5 de julho.”

(Folha.com)

Dilma Rousseff: "Não é prudente subir no salto alto"

“A candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, disse hoje, em Salvador, que o resultado da pesquisa Ibope divulgada nesta semana, que a coloca à frente do ex-governador paulista José Serra (PSDB) na corrida eleitoral – 40% a 35% – não a fará mudar os rumos da campanha. Pouco depois de chegar à convenção do PT na Bahia, que oficializou a candidatura à reeleição do governador Jaques Wagner, a ex-ministra disse:

– A gente tem de esperar a eleição, ver como as coisas se comportam, não é prudente subir no salto alto ou sentar antes na cadeira.

Dilma lembrou da disputa entre Fernando Henrique Cardoso e Jânio Quadros pela Prefeitura de São Paulo, em 1985. À época, FHC, à frente nas pesquisas, foi fotografado na cadeira do prefeito, mas acabou perdendo a disputa.

– Vocês lembram bem que quem sentou antes perdeu a eleição – e até foi desinfetada a cadeira. Para que isso não aconteça comigo, eu prefiro não ter prognóstico e mostrar quais são nossas propostas para a população.”

(Estado.com)

TCU quer rever indenizações já pagas ou aprovadas pela Comissão da Anistia

173 2

“Pelo menos R$ 4 bilhões de indenizações a perseguidos políticos já pagas ou aprovadas pela Comissão da Anistia poderão ter os valores revistos pelo Tribunal de Contas da União (TCU). Proposta em análise no tribunal prevê a possibilidade de reduzir os benefícios concedidos aos anistiados. “A revisão poderá gerar uma economia de milhões de reais aos cofres públicos”, defende Marinus Marsico, procurador do Ministério Público junto ao TCU, autor da representação que está para ser votada.

“Não contesto a condição de anistiado político, mas os valores das indenizações concedidas a título de reparação econômica”, disse o procurador ao Estado. São alvo da representação, por ora, 9.371 benefícios já concedidos com base em uma lei de 2002. Ela estabeleceu o pagamento de indenização do Estado a vítimas de perseguição política até 1988, ano em que a Constituição foi aprovada.

A reparação econômica é maior quando a perseguição tiver causado perda do emprego, prevê a lei. Nesse caso, além do pagamento de um valor mensal ? cuja média atual é de aproximadamente R$ 3.000 ?, o anistiado tem direito ainda ao pagamento de valores retroativos a 1988. A regra rendeu indenizações milionárias e pagamentos mensais próximos do teto salarial do funcionalismo público, atualmente em R$ 26,7 mil, o limite para o benefício.

A proposta do TCU só deixa de lado as indenizações pagas em parcela única, de R$ 100 mil, no máximo. Elas representam menos de 5% do total de benefícios de prestação mensal já pagos e dos pagamentos retroativos já aprovados. As demais ? pouco mais de 95% do valor total aprovado ? deveriam ser tratadas como aposentadoria ou pensão e, como tal, ser submetidas à análise do tribunal, argumenta Marinus Marsico. Ele quer que a revisão comece pelos benefícios de valores mais altos.”

(Agência Estado)

Aécio critica alianças "à força'

Insistindo na estratégia de vincular a candidatura adversária à ameaça de retrocesso, o PSDB de Minas Gerais realizou hoje sua convenção estadual para formalizar as candidaturas do governador Antonio Anastasia à reeleição e do ex-governador Aécio Neves ao Senado.

Durante o evento, realizado na Assembleia Legislativa do Estado, Aécio comemorou a ampla coligação em torno do candidato tucano e criticou as alianças feitas “à força” e “por imposição”, numa referência à coalizão entre PMDB e PT no Estado – que na próxima quarta-feira irá oficializar a chapa Hélio Costa/Patrus Ananias.

“Tudo que é imposto já nasce com um certo nível de rejeição”, afirmou o ex-governador, principal estrela da convenção, que lotou o plenário do Legislativo mineiro.

Aécio manteve o discurso triunfalista, afirmando que espera que Anastasia vença a eleição no primeiro turno.

“Vou estar de mangas arregaçadas, caminhando por toda Minas Gerais para que nós possamos continuar avançando, impedindo que qualquer retrocesso tome conta do nosso Estado.”

Na mesma linha, Anastasia, durante seu discurso, conclamou os aliados a uma campanha para evitar que “Minas volte atrás”.

“Aqueles que pretendem negar o que foi feito em Minas Gerais terão um trabalho muito árduo.”

Acompanhados do ex-presidente Itamar Franco (PPS), candidato ao Senado na chapa, Aécio e o governador chegaram ao local ao som da música “Amigo”, popular composição de Roberto Carlos e Erasmo Carlos.

(Agência Estado)

VAMOS NÓS – Terá sido esse um recado também aos tucanos de plumagem naconal que colocaram Serra na disputa quando ele, Aécio, era tido como mais leve para a disputa?

Na convenção de Cid, Dilma e Luizianne não comparecem, mas Ciro cita Tasso

125 41

Cid Gomes discursa num palanque dos mais suprapartidários.

A pré-candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, e seu vice Michel Temer (PMDB) não compareceram à convenção do PSB, na tarde deste domingo (27), no ginásio do Evolutivo, que homologou a candidatura à reeleição do governador Cid Gomes (PSB). A prefeita Luizianne Lins (PT) também não compareceu e não justificou a ausência, ao contrário de Dilma, que enviou carta que foi lida na ocasião manifestando satisfação pela unidade da base aliada no Estado e confiante do apoio em sua campanha.

Já o deputado federal Ciro Gomes, em discurso, destacou o desenvolvimento do Ceará e a industrialização iniciada pelo governador falecido Virgílio Tavora, empresário Edson Queiroz, também falecido, e tocada nos governos Tasso Jereissati e ressaltou a necessidade dessa continuidade com um “salto de qualidade”, que vem começou a ser dado por seu irmão Cid Gomes.

Durante a convenção, discurso foi o que não faltou. José Pimentel, pré-candidato do pT ao Senado, destacou a aliança lulista no Estado e exaltou conquistas do governo federal para o Ceará. Pimentel transmitiu ainda mensagem da prefeita Luizianne Lins agradecendo a todos pela conquista da unidade (não disse o porquê da ausencia dela). 

Eunício Oliveira, pré-candidato do PMDB ao Senado fez o discurso mais longo. Lembrou ações de Lula, destacou avanços da gestão cidista e lembrou até que foi calçar seu primeiro sapato de menino pobre de Lavras da Mangabeira, interior cearense, aos oito anos de idade.

O candidato a vice-governador Domingos Filho destacou as escolas de Eunício e Pimentel para a disputa  pelas vagas de senador, elogiou Cid Gomes e destacou o compromisso partidário e com o projeto Lula do atual vice-governador Francisco Pinheiro (PT), que trocou a posição por vaga de deputado estadual.

Cid Gomes falou após Ciro Gomes, que conseguiu empolgar quem estava presente à convenção. O governador fez um discurso tipo prestação de contas e não empolgou muito. Estava fechando ali um domingo de vários contatos políticos finais em torno de sua chapa e, também, de conferida em convenções como a do PHS, no auditório da Assembleia, e do PDT, no ginásio de esportes do Clube Náutico.

Cid com o filho Mateus.

O governador fez questão de estar ali com sua família: a primeira dama Maria Célia e os filhos Rodrigo – do primeiro casamento, e Mateus.

O cenário da convenção contou com enormes banners onde se podia conferir Ciro Gomes em pose ao lado dos candidatos a cargos majoritários do Ceará e de Dilma R0usseff e Lula. Esses banners, incusive, geraram perguntas entre alguns: Por que a prefeita Luizianne Lins, dirigente estadual do PT e uma das lideranças de expressão do partido no Páaís, não aparece na foto?

O ginásio do Colégio Evolutivo foi pequeno para tantos militantes. Muita gente não conseguiu entrar e teve que aguentar o sol quente do começo da tarde deste domingo. A organização, pelo visto, não contava com o acordo que seria fechado pelo PSB com o PT, este último uma legenda que marcou presença no evento com muitas caravanas.

O senador Tasso Jereissati foi poupado nos discursos feitos durante a convenção do PSB-PT-PMDB, mas entre alguns militantes, perincipalmente do PT, não houve essa folga. Esse militante fez questão de expor críticas ao tucano, hoje um dos principais opositores, segundo disse, do modelo Lula de governar e que vem atendendo às necessidades do povo pobre.

O deputado estadual Zezinho Albuquerque (PSB) circulou com a caravana do governador Cid Gomes (PSB) neste domingo, em convenções. Ele evitou falar sobre episódio em que, numa Operação da PF na Assembleia Legislativa, assessor seu foi preso. O superintendente da Corporação, Aldair da Rocha, durante entrevista coletiva sobre a ação, isentou o parlamentar. Zezinho é candidato à reeleição.

(Fotos – Paulo Moska/Atualização às 15h34min))

Tudo pronto para a XI Parada Gay

355 4

Com o tema “Vote contra a Homofobia. Defenda a Cidadania!”, ser[á realizada neste domingo,  partir das 14 horas, a XI Parada pela Diversidade Sexual de Fortaleza, a conhecida “Parada Gay”. O tema é em referência ao projeto de lei 122/2006, que está em tramitação no Senado Federal e dispõe sobre a criminalização da homofobia.

A Parada Gay terá concentração em frente ao Hotel Beira Mar e de lá sairá, puxada por oito trios elétricos, até o aterro da Praia de Iracema, onde haverá show. Um dos trios terá, segundo a organização, a prefeita Luizianne Lins à frente e prestará homenagem à memória da cantora Cássia Eller.

Cid se emociona na convenção do PDT

197 8

O governador Cid Gomes chegou à convenção do PDT, no Náutico, por volta do meio-dia deste domingo (27). Acompanhado por José Pimentel e Eunício Oliveira, pré-candidatos ao Senado, além de uma grande comitiva, o governador chegou a se emocionar ao falar sobre o irmão Ciro Gomes, a quem chamou de “meu tudo”.

Outra fala emocionada foi sobre Patrícia Saboya, quando a chamou de “querida irmã”. Cid Gomes disse que Patrícia “está mais perto do povo que ama (fortalezense)”, ao se referir sobre a sua candidatura à Assembleia Legislativa. “Tenho certeza que será uma excelente deputada, a partir de janeiro de 2011”, comentou o governador.

Do lado de fora, quem chegou a escutar o discurso do governador foi o pré-candidato ao Governo Lúcio Alcântara (PR), que comprava algumas coisas em uma banca de revistas em frente ao ginásio do Náutico. Lúcio confirmou ser candidato ao Governo e disse que sentiu “muita saudade do PDT” ao escutar as batucadas no ginásio.

Ciro declara voto pró-Dilma e evita bater no PSDB

145 6

Pela primeira vez, o deputado federal Ciro Gomes (PSB) tratou a ex-ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff (PT), como sua candidata a presidente da República. Foi nestf amanhã de domingo, ao discursar durante a convenção regional do PDT, em Fortaleza. Ciro, ao falar sobre o Brasil que está “no rumo certo”, referiu-se à petista como “nossa candidata”. 

Ele, que foi rifado da disputa presidencial por seu partido com aval do PT, falou que o País mudou e que “qualquer pessoa que não bote venda nos olhos vai ver isso”. Disse ainda que o Brasil melhorou na renda do povo, na infraestrutura e em sua imagem no Exterior O parlamentar disse porém, que é preciso “humildade e disciplina” para que não se perca o que foi alcançado.

Sobre o Ceará, Ciro disse que, apesar de índices altos de pobreza, o Estado vem melhorando e apostando em projetos de infraestrutura que farão a vida da população melhorar. 

Em nenhumm momento, ele bateu no PSDB. Nem em Serra, candidato a presidente da República, nem no senador Tasso Jereissati, que postulará reeleição. Ciro lançou o nome da senadora Patrícia Saboya para deputada estadual, garantindo que vai trabalhar por ela.

Também destacou André Figueirdedo, que vai para federal, prometendo dar-lhe respaldo. Ciro citou ainda o deputado estadual Heitor Férrer como “grande político”. Heitor, que é opositor a Cid Gomes, já estava ausente da convenção.

(Foto – Paulo Moska)

Patrícia diz que vota em Tasso para o Senado

177 6

A senadora Patrícia Saboya (PDT) anunciou que vai votar em Tasso Jereissati (PSDB) para senador. Foi durante rápida entrevista , ao chegar ao ginásio do Clube Náutico, onde ocorre a convenção estadual do seu partido. Ela disse que Tasso tem serviços prestados e que, embora na oposição, mostrou-se umm político “sério e ético”.

Sobre a eleição presidencial, informou que vai seguir a orientação da direção nacional pedetista. Ou seja, votará em Dilma Rousseff (PT).

Ao chegar ao ginásio, Patrícia foi ovacioiada e confirmou que disputará vaga de deputada estadual e que terá Ciro Gomes como um dos seus principais cabos eleitorais.

Na convenção do PDT, Patrícia Saboya rouba a cena

461 2

Entre André Figueiredo e Ciro, Patrícia acena para o povão.

O clima é de festa na convenção regional do PDT nesta manhã de domingo, em Fortaleza. Várias caravanas animam o evento, que ocorre no ginásio de esportes do Clube Náutico. Uma das caravanas é a de torcedores do Ceará Sporting, que fez festa pró-André Figueiredo, o dirigente do partido no Estado, que é candidato a deputado federal, e Evandro Leitão, dirigente alvinegro, que postulará para deputado estadual.

Heitor Ferrer, deputado estadual, discursou se posiconando contra o apoio à chapa do governador Cid Gomes, lembrando que na campanha em Fortaleza, ele ficou contra a senadora Patrícia Saboya, então candidata pedetista à Prefeitura. Foi voto vencido, com direito a aplausos e poucas vaias.

Mas quem ganhou festa na convenção foi a senadora Patrícia Saboya, que será candidata a deputada estadual. Patrícia já conta na convenção com o apoio dos filhos – Lívia e Cirinho. Lívia, está na porta do ginásio, com grupo, distribuindo rosas vermelhas que são símbolo do PDT, e Cirinho documentando tudo como fotógrafo.

Lívia (E) entrega rosas para pedetistas.

Cirinho – Fotógrafo no evento.

Patrícia Saboya deve trabalhar para estar entre os mais votados para a Assembleia Legislativa e, claro, puxar outros pedetistas. Além da senadora, que roubou a cena na convenção pedetista e levou toda a família, compareceu também gente que, em breve, vai fazer parte dessa família: o empresário Jorginho Albuquerque, que circulou no evento ao lado do amigo, o advogado pedetista Fernando Férrer. Jorginho, como é conhecido, é o noivo de Lívia Gomes, filha de Patrícia e Ciro. Os dois, inclusive, estão de casamento marcado para a próxima sexta-feira, às 20h30min, no Iate Clube.

Fernando Férrer e o genro do Ciro Gomes.

Mas a convenção não foi só de Patrícia. Serviu também para unir contrários: Ceará e Fortaleza. É que não é só Evandro Leitão que disputará mandato, no caso o de deputado estadual. O conselheiro do “Leão”, advogado Adegildo Férrer, está na sigla e postulará cadeira de deputado federal. Os dois trocaram cumprimentos, mostrando que na política ou no futebol, o fundamental é o respeito às pessoas.

Adegildo e Evandro – briga só pelo voto.

Nesta convenção pedetista, uma novidade: houve distribuição de senha para que militantes merendasse. Um sanduba e um copo de refrigerante foi a oferta do partido.

Hora da merenda.

Mas houve um ponto falho nessa convenção do PDT: pegou mal ter instalado banheiros químicos na calçada do ginásio do Clube Náutico. Ou seja, o que é tido como chique, ficou brega. Teve associado que andou reclmanado essa situação.

Apesar desse lapso, a convenção do PDT foi avaliada como um sucesso de público e animação.  Muitas caravanas de vários municípios da Região Metropolitana lotaram o ginásio do Clube Náutico.

(Fotos – Paulo Moska)

Sem novidade – Lúcio dará coletiva e anunciará candidatura ao Governo

245 8

O presidente estadual do Partido da República (PR) e ex-governador Lúcio Alcântara, o presidente de honra do PR no Ceará, Roberto Pessoa, e o presidente estadual do Partido Popular Socialista (PPS), Alexandre Pereira, anunciam, nesta segunda-feira, a pré-candidatura de Lúcio Alcântara ao cargo de governador do Estado. A entrevista coletiva, a partir das 10 horas, será no Comitê de Imprensa da Assembleia Legislativa.

Na ocasião, serão apresentados os apoios partidários e os demais componentes da chapa majoritária. A homologação da candidatura de Lúcio Alcântara na disputa estadual acontecerá durante a Convenção do PR, na terça-feira (29), a partir das 17 horas, no Ginásio da Parangaba.

SERVIÇO

Ginásio da Parangaba –  Avenida Osório de Paiva, s/n (entre os terminais da Lagoa e da Parangaba).