Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

CNI diz que houve aumento na oferta de emprego na indústria

O emprego na indústria brasileira cresceu 0,3% em novembro na comparação com outubro do ano passado, na série livre de influências sazonais, no segundo mês consecutivo de melhora no emprego. A taxa é a maior registrada desde novembro de 2014, de acordo com a pesquisa Indicadores Industriais divulgada hoje (16) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).

“É uma taxa de crescimento mensal que, embora ainda baixa, é a maior desde fevereiro de 2014, quando registrou 0,7%. Já a utilização da capacidade instalada subiu para 78,3%”, diz o documento.

Segundo os indicadores, o crescimento de 0,6% no número de horas trabalhadas, também na série dessazonalizada, reverte a queda registrada no mês anterior, e o aumento de 78,3% da capacidade instalada representa o maior nível desde desde fevereiro de 2016.

Apesar da confirmação da recuperação industrial do país, os demais indicadores de novembro, em comparação a outubro, continuam negativos. O faturamento caiu 0,6%, a massa real de salários recuou 0,8% e o rendimento médio do trabalhador diminuiu 0,5% na comparação com o mês anterior.

Para o economista da CNI, Marcelo Azevedo, “os resultados positivos estão ficando mais frequentes, o que indica que a atividade industrial está se recuperando lentamente”. Segundo o economista, ao longo dos últimos meses, os índices estão alternando resultados positivos e negativos e, com isso, não mostram uma trajetória sustentada de crescimento.

“Assim, faltando apenas um mês para que todos os resultados de 2017 estejam disponíveis, o acumulado de 2017, comparado a igual período de 2016, mostra queda de emprego, horas trabalhadas, massa salarial real e faturamento real”, disse Azevedo.

De acordo com os dados, o rendimento médio real do trabalhador, beneficiado pela inflação em queda, aponta crescimento, e que a utilização da capacidade instalada industrial média em 2017, até novembro, supera em 0,3 ponto percentual a média do mesmo período de 2016.

Azevedo destacou que, no acumulado de janeiro a novembro de 2017, em relação ao mesmo período de 2016, a maioria dos indicadores apresenta quedas. “Nesta base de comparação, o faturamento diminuiu 0,7%, as horas trabalhadas na produção caíram 2,3%, o emprego recuou 2,9% e a massa real de salários encolheu 2%, mas o rendimento médio do trabalhador aumentou 1%, favorecido pela queda da inflação e a utilização média da capacidade instalada aumentou 0,3 ponto percentual.

(Agência Brasil)

Fiec receberá para palestra o presidente do BNDES

Depois do presidente do BNDES, Paulo Rabelo, dia 20 de fevereiro próximo, a Federação das Indústrias do Ceará já definiu o próximo convidado do seu programa “Jogo de Ideias”: o jornalista Gerson Camarotti, da GloboNews.

Camarotti, que chegou a ser anunciado para dezembro, mas, por problemas de agenda, acabou adiando o compromisso, aqui estará no dia 5 de março.

Tanto Paulo Rabelo, que pode virar presidenciável do PTB como Camarotti, vão expor suas avaliações acerca do cenário político e econômico do País e perspectivas de futuro, adianta o presidente da Fiec, Beto Studart.

(Foto – Paulo MOska)

MPF pede 386 anos de prisão para Cunha

O Ministério Público Federal (MPF) pediu à Justiça Federal do Distrito Federal (JFDF) que o deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) seja condenado a 386 anos de prisão, além de multa no valor de R$ 13,7 milhões pelos crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e prevaricação, no âmbito da Operação Sépsis.

O pedido foi feito nas alegações finais assinadas pelos procuradores Anselmo Cordeiro Lopes e Sara Moreira Leite, que integram a força-tarefa da Operação Greenfield. Eles querem também que o ex-ministro de Estado e ex-deputado Henrique Eduardo Alves seja condenado a 78 anos de prisão, além de multa de R$ 3,2 milhões, pelos mesmos crimes.

“Igualmente é essencial para a definição das penas de Henrique Alves e Eduardo Cunha a constatação de serem estes criminosos em série (criminal serial), fazendo da política e da vida pública um caminho para a vida delituosa. De fato, restou demonstrado no curso da ação penal que Cunha e Alves possuem personalidades voltadas para o crime, para a corrupção em seu sentido mais amplo”, escreveram os procuradores.

Neste processo, os dois ex-deputados foram acusados de receber propina da empresa Carioca Engenharia em contratos do projeto Porto Maravilha, no Rio de Janeiro, financiadas pelo Fundo de Investimentos do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FI-FGTS).  Ambos já se encontram presos preventivamente em decorrência de outros casos.

A liberação das operações de financiamento teria sido influenciada por Fábio Cleto, ex-vice-presidente de Fundos de Governo e Loterias da Caixa Econômica Federal, que foi indicado ao cargo pelo PMDB e possuía ingerência sobre os recursos do FI-FGTS.

Entre as provas apresentadas estão planilhas mantidas por Lúcio Funaro, ex-operador financeiro do PMDB que assinou acordo de delação premiada, além de mensagens de celular e comprovantes de movimentações financeiras. As propinas teriam sido recebidas em espécie e por meio de depósitos em contas no exterior.

O esquema também foi delatado pelos empresários Ricardo Pernambuco e Ricardo Pernambuco Júnior, donos da Carioca Engenharia. Mesmo também tendo confessado o esquema, Funaro e Cleto devem ser condenados a 32 anos de prisão cada, pediu o MPF. Alexandre Margotto, ex-funcionário de Funaro, foi alvo de um pedido de prisão de 10 anos e 8 meses.

A apresentação das alegações finais do MPF é a última etapa processual da ação penal, após a qual o juiz federal Vallisney de Souza Oliveira, da 10ª Vara Federal de Brasília, deve proferir as sentenças no caso.

Por meio de nota, a defesa de Cunha disse que as alegações finais do MPF no caso não passam de “ficção científica”, não havendo provas contra o ex-deputado, somente depoimentos em delações premiadas. A Agência Brasil ainda não conseguiu contato com as defesas dos demais acusados.

(Agência Brasil)
VAMOS NÓS – Melhor do que penas fantasiosas e irrealizáveis como estas, é pegar pelo bolso. Alguém concorda?

Conselho Estadual de Segurança Pública convocará André Costa

O Conselho Estadual de Segurança Pública, que ameaçou pedir intervenção no Ceará por causa da violência, decidiu: convocará em fevereiro o titular da SSPDS, André Costa. Quer conhecer o plano de trabalho da pasta.

“A minha preocupação é que em 2017 foram assassinadas 15 pessoas por dia. Estamos em 2018 e a média é de 20 por dia”, alerta o presidente do Conselho, o advogado criminalista Leandro Vasques.

Ele critica a postagem de André Costa nas redes sociais dando conta de que a onda de violência no Ceará é resultado da falta de um plano de segurança do governo federal.

“A segurança no Ceará é de responsabilidade do governo do Estado, das Prefeituras. O secretário tinha que ter um plano”, observa o presidente do Conselho.

(Fotos – Divulgação)

 

Alô,Tio Sam! Fortaleza terá oito frequências para os EUA

A Gol anunciou operação de voos diretos de Fortaleza para Miami e Orlando. Junto ao anúncio de dezembro do ano passado, da Latam, a Capital cearense passará a ter oito frequências para os Estados Unidos.

Segundo a Gol, Fortaleza e Brasília foram as duas cidades escolhidas para expansão da malha aérea devido à localização e à possibilidade de ligação entre os outros destinos. As novas rotas vão começar em 4 de novembro deste ano.

Serão quatro saídas para os Estados Unidos que terão voos todos os dias e 30 destinos poderão fazer conexões rápidas com Fortaleza e Brasília.

Olho no Hub

Os novos investimentos da Gol fazem parte do hub de Fortaleza com a Air France-KLM. Até março deste ano, Lisboa (Portugal), Paris, (França), e Milão (Itália), serão os destinos das aeronaves da Companhia Cabo Verde Airlines (TACV). Ao todo, a Capital tem nove rotas internacionais: Cidade do Panamá (Panamá) Bogotá (Colômbia) Buenos Aires (Argentina), Caiena (Guiana Francesa) Frankfurt (Alemanha) Lisboa (Portugal), Miami (Estados Unidos) Milão (Itália) e Praia (Cabo Verde). A partir de maio, a Capital vai oferecer mais 12 frequências, como voos para Paris, Amsterdã.

(Com O POVO/Foto – Paulo MOska)

Aumento de homicídios no Ceará é consequência da briga entre facções?

Com o título “Aumento de homicídios no Ceará”, eis artigo do professor universitário e advogado Marcelo Uchoa. Ele discorda do secretário André Costa (SSPDS), que credita esse quadro a uma briga entre facções criminosas. Confira:

Comentando sobre o crescimento de 50,7% de crimes violentos letais e intencionais no Ceará, no último ano, o secretário estadual da segurança, com base na redução de latrocínios, asseverou: “essa violência que aumentou não alcançou o cidadão que está na rua” (O Povo, 13/01). A conclusão, com ares de justificativa, se baseia na especulação de que a escalada de homicídios tem vinculação intrínseca com a disputa entre facções pelo domínio do mercado de drogas ilícitas. O argumento, que pode soar aceitável ao senso comum, peca em alguns aspectos. Mesmo que estivesse adstrito à violência do tráfico o aumento de homicídios seria reprovável, porque, para além de atingir pequenos e médios traficantes, vitimaria pessoas que convivem cotidianamente com a selvajaria do meio, consumidores ou não de substâncias. Noutra perspectiva, se é verdade que diminuíram os latrocínios, paralelamente à elevação de homicídios também progrediram os crimes contra o patrimônio, o que infere que a falha na segurança atinge a qualquer pessoa, não somente as envolvidas em conflitos de gangues por tráfico.

O alargamento da violência tem razões mais profundas que a disputa entre facções e não será contido, tampouco superado, se não se aceitar a complexidade do tema. O governador reconhece que o enfrentamento do drama deve aliar políticas de segurança com ações integrativas de governo e sociedade em áreas de educação, saúde, assistência, trabalho, cultura, lazer, infraestrutura, direitos humanos. Compreende que estas ações devem mobilizar todos os poderes, representadas as diversas esferas federativas. Efetivamente, para sistematizar ideias e diretrizes analíticas e acertadas para o setor, idealizou o Pacto Por um Ceará Pacífico, que, a menos que tenha distanciado-se dos próprios princípios, supõe-se sustentar em vieses racionais e humanizadores, valendo resgatar que na literalidade do caderno de propostas do plano de governo Os 7 Cearás, gestado em dezembro de 2014 (p. 184), está manifestamente salientado que “a ótica para a construção de um Ceará Justo e Pacífico rivaliza com a ideia de uma Segurança Pública como uma ação primordialmente de “combate”, estruturada exclusivamente como reação aos atos delituosos e à criminalidade”. Na mesma esteira consagra exposto que um modelo conformista, reduzido à forma usual-conservadora, “apoia-se numa visão policialesca, autoritária e antidemocrática, que estrutura uma ação em atos de violência, que prioriza a invasão de territórios e bairros, que criminaliza a população, sobretudo, as populações da periferia, em especial os jovens e as minorias”.

Frustrando, porém, expectativas, o que atualmente se tem visto na política de segurança cearense é a potencialização, a passos largos, de um desequilíbrio ideológico representado pela aplicação de ações de governança sustentadas na legitimação de táticas de acirramento de “violência legal” para contenção da “violência criminal”, de certa maneira resumida na expressão “justiça ou cemitério”, exteriorizada pelo secretário da pasta. Contudo, os impactantes dados de 2017 deixam incontroversos que esta opção não é a melhor. À parte a dinamicidade empreendida pelo secretário e sua perspicaz aceitação junto aos órgãos policiais, que cobram e merecem reconhecimento à altura, urge que a filosofia arejada do Ceará Pacífico em sua origem triunfe sobre a tendência dogmática dos setores de segurança. Não problematizar adequadamente sobre as causas da violência, represar ou ignorar compreensões críticas sobre os métodos tradicionais dificultam o equacionamento do fenômeno. Que as autoridades interpretem esta crítica como contributo de alguém que torce pelo êxito do governo, inclusive e principalmente em sua busca pelo bem-estar da população. O sonho por um Ceará pacífico é um querer coletivo.

*Marcelo Uchôa

Advogado e Professor Doutor de Direito/UNIFOR. Ex-Secretário Especial Adjunto de Políticas sobre Drogas do Ceará.

Eleitor tem direito à dispensa do trabalho para fazer recadastramento biométrico

O eleitor tem direito a se ausentar do serviço – sem prejuízo da remuneração, para comparecer ao cartório eleitoral ou central de atendimento, a fim de realizar seu cadastramento biométrico. Também tem direito à dispensa o cidadão que quer se alistar como eleitor (confecção do 1º título) ou solicitar transferência de domicílio eleitoral. É o que garante o artigo 48 do Código Eleitoral (Lei 4737/1965) e a Resolução TSE n. 1671/2013.

O artigo 48 do Código Eleitoral diz: “O empregado, mediante comunicação com 48 (quarenta e oito) horas de antecedência, poderá deixar de comparecer ao serviço, sem prejuízo do salário e por tempo não excedente a 2 (dias), para fim de se alistar eleitor ou requerer transferência”. Mesmo não abordando à biometria, o artigo é aplicado no caso, por se tratar de uma convocação feita pela Justiça Eleitoral.

É necessário que o empregado comunique a necessidade da dispensa ao empregador com 48 horas de antecedência da data em que irá se ausentar. O título de eleitor – onde consta a data da emissão, serve como comprovante de que o empregado compareceu ao cartório eleitoral ou central de atendimento. Além disso pode, se desejar, solicitar ao atendente uma certidão de comparecimento.

(Site do TSE)

Governo lança Programa Hora de Plantar no próximo dia 18

O governador Camilo Santana (PT) anunciou, nesta terça-feira, em clima de aula inaugural de mais um curso de formação de policiais civis, no Ginásio Poliesportivo da Parangaba, que vai lançar o Programa Hora de Plantar 2018. Isso ocorrerá no próximo dia 18, às 9 horas, na praça da igreja matriz de Morada Nova (Vale do Jaguaribe.

Nessa mesma ocasião, ao lado do secretário do Desenvolvimento Rural, Dedé Teixeira, o governador vai assinar termo de adesão ao  Programa Garantia-Safra 2017/2018, que assegura uma bolsa para agricultor que vier a perder sa fra neste ano por causa de seca.

Mas Camilo está confiante de que virá inverno. Já a Funceme confirma para o dia 22, pela manhã, a divulgação do seu primeiro prognóstico sobre chuvas.

(Foto – Ilustrativa)

Prefeituras podem divulgar eventos no portal do Ministério do Turismo

Juazeiro do Norte (CE).

O Ministério do Turismo abriu, gratuitamente, espaços para as prefeituras divulgarem eventos por meio do Calendário Nacional de Eventos. Em seu terceiro ano de existência, a ferramenta conta com 936 eventos cadastrados que acontecem em 21 estados e no Distrito Federal. As administrações municipais podem agora aproveitar o canal para propagarem informações dos eventos turísticos locais, informa a assessoria de imprensa da pasta.

“O Calendário de Eventos do ministério está disponível o ano todo, basta que o promotor de eventos ou gestor envie as informações para serem validadas pela área técnica e incluídas no site. Por entender que ele pode ser um importante indutor do turismo regional, recomendamos sua constante atualização”, explica o ministro do Turismo, Marx Beltrão. O cadastro é feito pela internet, de forma rápida e segura.

Como fazer

Para inscrever sua festa no Calendário, o promotor deve entrar no site e cadastrar (AQUI) os dados do solicitante e do evento. A partir daí, é só clicar em “submeter”, no canto direito da página, e aguardar a análise, aprovação e divulgação da equipe técnica do MTur. Se aprovado, o evento é incluído no Calendário e fica disponível para milhares de pessoas.

Campeã olímpica denuncia médico por abuso sexual

A campeã olímpica Simone Biles publicou carta nas redes sociais contando ter sido abusada sexualmente pelo ex-médico da seleção norte-americana de ginástica, Larry Nassar. Na carta, publicada no Twitter nesta segunda-feira (15) a esportista diz que é “uma sobrevivente” e que foi muito difícil contar sua história.

Biles tem 20 anos, já ganhou dez campeonatos mundiais de ginástica, conquistou quatro medalhas de ouro e uma de bronze nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016, e faz parte do time de ginástica dos Estados Unidos, com o maior número de medalhas conquistadas em uma única olimpíada.

A atleta aderiu à campanha #metoo (eu também, em português), iniciada nas redes sociais em outubro do ano passado, por artistas de Hollywood, após a revelação de casos de abuso e assédio sexual contra o produtor Harvey Weinstein.

Outras ginastas da seleção  norte-americana, como Gabby Douglas, Aly Raisman e Mckayla Maroney também contaram que foram abusadas pelo médico, acusado de explorar sexualmente as adolescentes, sob pretexto de tratamento médico.

O advogado de  Nassar disse que ele ainda não comentou as últimas denúncias. O ex-médico da seleção de ginástica dos Estados Unidos foi condenado no ano passado a 60 anos de prisão por acusações de pornografia infantil.

Nesta semana ele enfrenta novo julgamento no Michigan e pode pegar prisão perpétua pelas acusações de abuso contra as atletas.

(Agência Brasil)

Um bazar em favor de crianças e adolescentes em situação de risco

As ONGs O Pequeno Nazareno, Lar da Criança Domingos Sávio e Fundação Terra vão promover um bazar com o objetivo de arrecadar fundos em favor de ações pró-crianas e adolescentes em situação de risco. O bazar, que oferecerá equipamentos eletrônicos, perfumaria, brinquedos, roupas, ferramentas e utensílios domésticos, entre outros produtos aprendidos e doados pela Receita Federal, acontecerá a partir desta quarta-feira (17) e se estenderá até o próximo dia 21.

Para ter acesso ao bazar, segundo as entidades, será cobrada uma contribuição de R$ 5,00 (cinco reais) por pessoa. Cada comprador deverá apresentar o Cadastro de Pessoa Física (CPF) com o qual poderá consumir até o valor de R$ 1.000,00 (mil reais). O pagamento poderá ser feito em dinheiro e ainda com cartão de crédito e débito.

DETALHE – As organizações da sociedade civil promotoras do Bazar não têm fins lucrativos, atendem crianças e adolescentes carentes e sobrevivem de doações.

Conheça as entidades beneficiadas

*Associação O Pequeno Nazareno

Atende crianças e adolescentes em situação de rua e suas famílias. Prepara e insere no mercado de trabalho, na condição de aprendiz, adolescentes da periferia de Fortaleza. Atende 920 crianças, adolescentes e familiares. Rua Senador Alencar, 1324, Centro. (85) 3031-7561

*Lar da Criança Domingos Sávio

Atende 157 crianças e adolescentes de 06 a 14 anos, que vivem em situação de vulnerabilidade social. Acolhe e oferece reforço escolar, atividades pedagógicas, formação ética, moral, religiosa, musical, atividades recreativas e sócio educativas. Rua Helvécio Monte, 165, Vila União – (85) 3257.5766

*Fundação Terra

Em Maracanaú, Ceará, oferece os serviços da creche Pleno Viver a 138 crianças com idade de 4 meses a 3 anos e 11 meses, moradoras do bairro Alto Alegre II. As crianças são atendidas em tempo integral (em dois turnos). Rua Seis, 2055, Alto Alegre II, Maracanaú – 85 3296-3600.

SERVIÇO

*Bazar Beneficente – Das 9 às 17 horas, na Rodovia CE-065, Km 10 (Estrada que dá acesso a Maranguape)

*Mais informações – 85 99995 4045, Adriano Ribeiro.

Veto de Tasso a Bolsonaro pode ser desculpa que Wagner queria para não disputar governo

157 1

Da Coluna Política do O POVO desta terça-feira, por Erico Firmo, eis o tópico “Veto de Tasso a Bolsonaro pode ser pretexto que Wagner queria”. Confira:

O veto do senador Tasso Jereissati (PSDB) a uma aliança com Jair Bolsonaro (PSC-RJ) provavelmente deu ao Capitão Wagner (PR) o pretexto que queria para desistir de concorrer ao Governo do Estado. Diante da falta de alternativas, ele disse estar disponível. Mas, ao se deparar com as dificuldades, recuou. A oposição cearense tem, ou tinha, três pilares: Tasso, Wagner e Eunício Oliveira (PMDB). Nenhum deve concorrer ao governo.

Eunício seria a primeira opção, uma vez que disputou o cargo em 2014. Porém, está decidido a tentar a reeleição como senador e tratou de defender o nome de Tasso para a disputa. Isso foi antes de se aproximar de Camilo Santana (PT). Hoje, é aliado estratégico do governador, pelo menos administrativamente.

Tasso, porém, trata de se esquivar. Nega intenção de ser candidato, após três passagens pelo Governo do Estado. Resiste aos apelos dos aliados. E defende o nome de Wagner na disputa. O capitão, por sua vez, queria Tasso na disputa.

Wagner até admitiu concorrer, mas se deparou com a conjuntura inglória. Limitação de palanque imposta por Tasso, falta de recursos, Eunício se debandando para o lado governista, Camilo Santana com candidatura bastante estruturada. Também desistiu.

O fato é que, hoje, a oposição no Ceará está perdida, sem rumo, sem perspectiva. Não tem candidato. Ou aposta numa novidade – quem sabe para construir um nome pensando no futuro, mas sem chances reais na disputa – ou terá de convencer um dos três caciques a mudar de ideia.

No cenário de hoje, um resultado que não seja a reeleição de Camilo seria surpreendente.

(Foto – Mateus Dantas)

Placa que identifica viaduto com nome de Dona Marisa Letícia é roubada em São Paulo

Menos de uma semana depois de ser instalada, a placa que identificava o viaduto paulistano batizado com o nome de D. Marisa Letícia foi roubada. A informação é da Coluna Painel, da Folha de S.Paulo desta terça-feira.

Dona Marisa, bom lembrar, era a mulher do ex-presidente Lula que, dia 26 próximo, será julgado em processo da Lava Jato.

(Foto – Leonardo Benassatto, da Folhapress)

Eleições 2018 – Camilo marca primeira reunião do ano com secretariado

O governador Camilo Santana (PT) comandará, na próxima sexta-feira (19) e no sábado (20), a primeira reunião geral de secretários deste ano. Será o momento de prestação de contas de cada pasta e de detalhamento das ações de 2018.

Camilo já definiu que este será o ano de fortes intervenções na saúde, com o início, em breve, de uma força-tarefa para zerar a fila de cirurgias. O estudo já foi feito e o dinheiro está garantido. O reforço da saúde ocorrerá paralelo a novas ações na segurança e educação.

Além da inclusão de 730 policiais civis e 2.000 militares, o governador dará início ao processo de concurso para a área da educação.

Como se observa, Camilo, de olho na reeleição, não quer dormir com a touca da acomodação. Mesmo com a oposição meio cego em tiroteio no momento.