Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

IPTU de Fortaleza – Oitava parcela vence nesta sexta-feira

Alô, contribuintes!

Nesta sexta-feira, 6, vence a oitava parcela do Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU) de 2019. O Documento de Arrecadação Municipal (DAM) está disponível para consulta e impressão no site da Secretaria Municipal das Finanças (www.sefin.fortaleza.ce.gov.br). O boleto pode ser pago em bancos e casas lotéricas, dentro do vencimento indicado no documento.

Segundo a assessoria de imprensa da Sefin, no site do órgão o contribuinte tem acesso aos principais serviços, informações e formulários relativos ao IPTU 2019. Outra facilidade oferecida pela página da Sefin aos cidadãos é o agendamento eletrônico.

Pela página virtual da Secretaria, é possível agendar dia e hora para o atendimento de questões relacionadas ao IPTU ou a qualquer outro serviço oferecido pela Secretaria. Este atendimento diferenciado ocorre na sede da Sefin (Centro).

Confira os locais de pagamento:

*Secretaria Regional I

Rua Dom Jerônimo, 20 – Farias Brito

Telefone: (85) 3433.6898 / 3105.3739

*Secretaria Regional II

Rua Juraci de Oliveira, 01 – Edson Queiroz

Telefone: (85) 3241.4843

*Secretaria Regional III

Av. Jovita Feitosa, 1264, na Parquelândia

Telefone: 3452.6384

*Secretaria Regional IV

Av. Dr. Silas Munguba, 3770 – Serrinha

Telefone: (85) 3131.7706

*Secretaria Regional V

Rua Augusto dos Anjos, 2466 – Bom Sucesso

Telefone: (85) 3105.3081

*Secretaria Regional VI

Rua Padre Pedro de Alencar, 789 – Messejana – Fortaleza-CE

Telefone: (85) 3452.1812

*Vapt Vupt Messejana

Av. Jornalista Tomaz Coelho, 408, Messejana. Ao lado do terminal de ônibus da Messejana. Horário de funcionamento: segunda esexta-feira, 8h às 17h. Telefone: (85) 3218.5238

*Vapt Vupt Antônio Bezerra

Rua: Demétrio de Menezes, 3750 – Antônio Bezerra (Ao lado do Terminal de ônibus).

Horário de funcionamento: Segunda a sexta-feira das 8h às 17h. Telefone: (85) 3207-1529

*NAC/SEFIN Del Paseo

Av. Santos Dumont, 3131, Piso S1 – Aldeota – Fortaleza-CE. Horário de funcionamento: segunda a sexta-feira, 10h às 17h30.

Telefones: (85) 3456.3345

*NAC/SEFIN – Grand Shopping Messejana

Telefone: (85) 3488-2431

Av. Frei Cirilo, nº 3840, 3º andar – Messejana – Fortaleza. Horário de funcionamento: segunda a sexta-feira, 10h às 16h.

*Sede da SEFIN

Entrada pela rua Monsenhor Luiz Rocha, em frente à Praça dos Voluntários. Horário de funcionamento: segunda a sexta-feira, das 8h às 16h30.

PGR e AGU anunciam acordo de R 1 bi para a Amazônia

A procuradora-geral da República (PGR), Raquel Dodge, e o advogado-geral da União, André Mendonça, disseram hoje (5) ter chegado a um acordo junto ao ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), para que R$ 1 bilhão oriundo da Petrobras seja destinado a ações de preservação do meio ambiente, sobretudo na região da Floresta Amazônica.

Os dois se reuniram com Moraes na manhã desta quinta-feira (5). Segundo ambos relataram, o ministro deverá proferir em breve a decisão que selará a destinação dos recursos. Também participaram do encontro o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), e a ministra da Agricultura, Tereza Cristina.

Desses R$ 1 bilhão, ao menos R$ 400 milhões devem ser repassados aos estados da região amazônica. “Haverá da parte do governo federal uma transferência dessa ordem”, afirmou Raquel Dodge.

“A defesa da Amazônia, que é patrimônio brasileiro, é muito importante e ela agora conta com recursos que irão para a área da agricultura, para assistência técnica, para regularização fundiária, para prevenção de queimadas e também para a regeneração da floresta”, acrescentou a PGR.

Fundo

Moraes é o relator de uma ação que trata da destinação de mais de R$ 2,5 bilhões que a Petrobras se comprometeu a repassar às autoridades brasileiras após um acordo com o governo dos Estados Unidos. A quantia é referente a punições por prejuízos causados a investidores estrangeiros em decorrência dos casos de corrupção investigados na Lava Jato.

O valor se encontra bloqueado, em uma conta na Caixa Econômica Federal, por força de uma liminar (decisão provisória) do ministro Alexandre de Moraes, proferida em março a pedido da própria PGR.

A princípio, os recursos seriam destinados a uma fundação ligada à força tarefa da Lava Jato no Paraná, conforme acordo firmado entre a operação e o governo dos Estados Unidos, mas Moraes considerou que tal destinação seria ilegal, após ter sido acionado pela PGR.

Amazônia

De início, a PGR defendia que toda a quantia fosse destinada à União, para ser aplicada nas áreas de educação e ciência, mas após a repercussão do aumento das queimadas na Amazônia neste ano, ela solicitou que parte do dinheiro fosse destinado ao meio ambiente. Dias antes, a mesa diretora da Câmara, por iniciativa do presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), havia feito solicitação semelhante.

Nesta quinta (5), o acordo firmado pela PGR, pelo AGU, pelo presidente do Senado e pelo da Câmara, bem como pelo procurador-geral da Fazenda Nacional, José Levi Mello do Amaral Jr., foi encaminhado a Moraes com pedido de homologação. O documento prevê que a União use R$ 630 milhões em ações de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) na Amazônia (Ministério da Defesa) e em outros programas ambientais de preservação da floresta (Ministério do Meio Ambiente). Outros R$ 430 milhões devem ser encaminhados aos estados.

Antes de decidir sobre a destinação dos recursos, Moraes realizou ao menos duas reuniões com representantes do governo, do Legislativo e do Ministério Público Federal para tentar chegar a um consenso sobre para onde, sob quais condições e de que forma o dinheiro será repassado. O ministro pode decidir de modo monocrático (individual) na ação de descumprimento de preceito fundamental que trata do assunto, mas há a possibilidade de que matéria seja enviada para deliberação em plenário.

Educação e ciência

O acordo encaminhado a Moraes prevê ainda que R$ 1 bilhão deve ser destinado a ações relacionadas à educação infantil (Ministério da Educação) e que R$ 250 milhões sejam gastos no desenvolvimento da primeira infância (Ministério da Cidadania). Outros R$ 250 milhões devem ir para o pagamento de bolsas de pesquisa e desenvolvimento de novas tecnologias (Ministério da Ciência e Tecnologia) e, por fim, R$ 100 milhão devem ser destinados a ações socioeducativas em cooperação com os estados (Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos.

(Agência Brasil)

Residencial Cidade Jardim II – Última etapa será entregue nesta sexta-feira

O governador Camilo Santana, tendo ao lado o secretário estadual das Cidades, Zezinho Albuquerque, e o prefeito Roberto Cláudio, vai entregar, nesta sexta-feira, a partir das 8h30min, as últimas 736 unidades habitacionais do Residencial Cidade Jardim II, localizado no Conjunto José Walter, em Fortaleza.

O residencial faz parte do Programa Minha Casa, Minha Vida.

Será a quarta e última etapa de entrega das unidades desse complexo habitacional, que possui 5.968 apartamentos, resultado de um investimento total de R$358.272.000,00.

(Foto – Divulgação)

Pesquisa Unicef – Um em cada três jovens já sofreu bullying na internet

Uma pesquisa do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) revelou que um em cada três jovens de 30 países já sofreram bullying na internet. A agência da ONU realizou a pesquisa com mais de 170 mil pessoas com idade entre 13 e 24 anos e revelou os resultados na quarta-feira (4).

Dentre as que responderam, 36% disseram que já foram vítimas de bullying na internet, e 19% afirmaram que já faltaram a aulas devido ao cyberbullying. Além disso, 71% daquelas que sofreram bullying disseram que isso ocorreu nas redes sociais, incluindo Facebook e Instagram.

O Unicef ressaltou que os resultados desafiam a ideia de que o cyberbullying está restrito a países desenvolvidos.

Na região subsaariana, incluindo Nigéria e Mali, 34 por cento daqueles que responderam disseram que já foram vítimas de bullying na internet.

(Agência Brasil)

Em tempos de campanha contra acidentes no trânsito, leitor do Blog manda sugestões para a AMC

Paulo Marcelo Farias, leitor do Blog, mandou uma série de sugestões para a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), aproveitando que o órgão lançou, nesta semana, mais uma campanha de prevenção contra acidentes de trânsito.

Caro Eliomar de Lima,

Sobre a campanha da AMC acho que o Órgão tem também uma grande parcela de culpa.

A Prefeitura já implantou em diversos locais FAIXAS ELEVADAS PARA PEDESTRES.
Que essa medida seja ampliada, colocando essas faixas perto de TODAS AS ESCOLAS e de TODOS OS HOSPITAIS!
Que a AMC volte a ter coragem e recolha os carros estacionados irregularmente nas esquinas.
Que a AMC combata o FECHAMENTO em CRUZAMENTOS de ruas, aplicando a multa.
Que a AMC não demore tanto tempo para fazer a SINALIZAÇÃO das ruas.
Que a AMC ofereça aplicativos para que o cidadão possa apresentar SUGESTÕES.

Sem mais,

*Paulo Marcelo Farias.

(Foto – Arquivo)

PSL entra com ação contra lei que proíbe pulverização aérea no Ceará; CNA já questiona desde maio

O presidente regional do PSL, deputado federal Heitor Freire, deu entrada em uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADIN) contra a lei estadual nº 16.820/2019, que proíbe a pulverização aérea no estado do Ceará.

Nesta quinta-feira, o advogado Diego Trindade, que encaminhou a ação e integra a assessoria de Freire, esteve na sede Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Ceará (Faec) comunicando a medida ao presidente da entidade, Flávio Saboya. De imediato, Saboya  solicitou um “Amicus Curiae”, manifestando seu apoio na questão jurídica, que envolve produção, geração de emprego e renda.

CNA

Bom destacar que a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) entrou, em maio deste ano, com uma ação no Supremo Tribunal Federal (STF) questionando lei sancionada neste ano, pelo governo do Ceará. Na petição, a CNA justifica que “a vedação total à pulverização aérea de agroquímicos prejudica produtores rurais que necessitam de tal meio de aplicação dos defensivos em suas lavouras para garantir a produtividade de sua terra e a função social de sua propriedade”.

“Em alguns casos, a pulverização aérea é a única forma de se alcançar toda a cultura em tempo hábil, para se garantir a prevenção e o combate a pragas que podem devassar uma plantação inteira, levando o produtor à ruína”, diz a entidade.

DETALHE – Essa lei é de autoria do deputado estadual Renato Roseno (PSOL) e foi sancionado pelo governador Camilo Santana.

(Foto – Faec)

Índice de Confiança do Empresário do Comércio cai 1% em agosto

91 1

O Índice de Confiança do Empresário do Comércio (Icec), registrou queda de 1% em agosto e alcançou 114,9 pontos. Segundo a Confederação Nacional do Comércio (CNC), que calcula o indicador, esse foi o quinto mês consecutivo de recuo. Apesar disso, em relação ao mesmo período do ano passado houve alta de 10,8%.

Conforme a CNC, todos os subíndices caíram no mês e o principal destaque negativo, ficou com o referente às condições atuais da economia, que registrou 88,1 pontos e foi o único abaixo da zona de satisfação de 100 pontos. O subíndice teve também a maior variação negativa do mês (-1,5%).

Para o presidente da CNC, José Roberto Tadros, a economia brasileira ainda apresenta um ritmo fraco de crescimento e os consumidores seguem cautelosos. Ainda assim, ele apontou um quadro de melhora para o futuro. “Isso afeta a confiança dos empresários, principalmente, em relação ao quadro atual. Mas as expectativas seguem em níveis elevados, mostrando que o comércio vê uma melhora no cenário de mais longo prazo”.

A CNC chamou atenção para o fato de que mesmo sendo o foco negativo do Icec de agosto, “até mesmo o subíndice que mede a percepção quanto às condições atuais da economia do empresário do comércio avançou +20,9% diante de agosto de 2018, evidenciando uma melhora expressiva do cenário atual em relação ao ano passado”.

Expectativas

Mesmo com uma retração de 1,4%, o maior subíndice entre todos que compõem o Icec, foi o referente às expectativas que ficou em 156,3 pontos em agosto. Na comparação com o ano passado os empresários mostraram uma percepção mais favorável com alta de 7,9%.

Investimento

O ritmo de variação negativa do subíndice em relação às intenções de investimento ficou menor na comparação ao mês passado (0,3%) contra queda de 1,1%. De acordo com a CNC, a tendência positiva na comparação com agosto de 2018 se manteve, com alta de 7,5%, o que para a economista da entidade, Catarina Carneiro da Silva, indica um ambiente melhor para os investimentos.

“A maioria dos varejistas (65,4%) ainda mantém planos de contratação para os próximos meses, maior do que a proporção do mês anterior, quando foi 64,2%”.

A economista disse que essa foi a única variação mensal positiva em agosto dentre todos os quesitos, tendo também a maior variação (+10,1%) anual do subíndice. “Ao mesmo tempo, o percentual de empresários relatando nível de estoque abaixo do adequado nos seus estabelecimentos comerciais (15,6%) aumentou pelo quarto mês seguido, um indício de que eles podem estar mais pessimistas do que deveriam em relação a sua capacidade de venda”.

Icec

Conforme a CNC, o Índice de Confiança do Empresário do Comércio (Icec) é indicador mensal antecedente, apurado entre os tomadores de decisão das empresas do varejo para detectar as tendências das ações do setor do ponto de vista do empresário. Fazem parte da amostra, aproximadamente, 6 mil empresas situadas em todas as capitais do Brasil. Os índices apresentam dispersões que variam de zero a 200 pontos.

(Agência Brasil)

Caucaia terá rodovia dos ceramistas recuperada

O prefeito de Caucaia, Naumi Amorim (PSD), e o secretário de Relações Institucionais do Governo, Nelson Martins, assinaram a ordem de serviço para obras de requalificação da CE-156, rodovia que liga a sede ao distrito de Sítios Novos até a BR-222.

A obra contemplará 8,44 quilômetros da CE é iniciará em dez dias. A via receberá novas pavimentação e sinalização. O prazo para conclusão dos trabalhos é de 30 dias. O investimento é de R$ 761.483,02.

Conforme o prefeito, a parceria com Governo do Estado é muito importante para recuperar as estradas estaduais que cortam o município. “Sabemos da necessidade da população, que agora vai ganhar este importante presente. É uma preocupação nossa melhorar a mobilidade das comunidades.”

A primeira-dama, deputada Erika Amorim, lembrou da aprovação do requerimento de sua autoria, ocorrido em abril – que agora resulta na reforma. “O prefeito pediu e nós fomos buscar. A reforma vai significar mais seguranca no deslocamento das pessoas”, disse.

Nelson Martins destacou que a rodovia é importante, pois é fundamental para o escoamento da produção das fárias empresas de cerâmica que atuam nesse distrito. “A obra será de boa qualidade”, avisou.

(Foto – Divulgação)

Orçamento da União prevê queda de 21% na verba do saneamento para 2020

O orçamento do governo federal para 2020 prevê uma queda de 21% na provisão de recursos para ações de saneamento básico na comparação com a proposta apresentada em 2018 para o orçamento deste ano. Serão R$ 661 milhões ante R$ 835,5 milhões autorizados anteriormente, segundo matéria divulgada pela Globonews nesta manhã de quinta-feira

O dinheiro destinado para a área faz parte do orçamento de dois ministérios, o de Desenvolvimento Regional e o da Saúde. Ele é usado principalmente, após repasses a Municípios brasileiros, na implantação ou na ampliação dos sistemas de esgotamento sanitário e de distribuição de água.

Para Édison Carlos, presidente-executivo do Instituto Trata Brasil, a previsão de aperto nessa verba vai na contração da necessidade de se aumentar os investimentos em saneamento. “É triste a gente saber que tem de encaminhar para um avanço de investimento e ver o investimento cair”, diz.

De acordo com o Instituto Trata Brasil, o Brasil ainda apresenta quase 35 milhões de brasileiros sem acesso à água tratada, quase 100 milhões de brasileiros sem coleta de esgotos (47,6% da população) e apenas 46% dos esgotos gerados no país são tratados. Isso significa poluição e doenças ininterruptas em todo o país. Esses dados, os mais atualizados disponíveis, constam do Ranking do Saneamento Básico, estudo divulgado pela organização em julho deste ano.

DETALHE 1 – Autor de projeto de lei que estabelece o novo marco regulatório do saneamento, o senador Tasso Jereissati tem defendido a aprovação da matéria como forma de retomar os investimentos no setor em todo o Brasil.

DETALHE 2 – Projeto de Tasso foi aprovado no Senado, em junho último, e está tramitando na Câmara Federal.

(Foto – Agência Brasil)

Morre Andrada, aquele que levou o milésimo gol marcado por Pelé

185 1

Goleiro do Vasco entre 1969 e 1975 e famoso por levar o milésimo gol de Pelé, Edgardo Norberto Andrada faleceu aos 80 anos. O argentino foi revelado para o futebol no Rosário Central. Defendeu o time da terra natal por nove anos, chegando à Seleção da Argentina para ganhar a Copa América de 1963.

No Brasil, brilhou como guarda-rede do Cruz-Maltino carioca. Em nota oficial, O Club de Regatas Vasco da Gama lamentou o falecimento do ex-atleta, recordando que o argentino conquistou “os títulos carioca de 1970 (encerrando um jejum de 12 anos) e o título brasileiro de 1974 (o primeiro de um time carioca). Andrada também ficou conhecido por ter sido o arqueiro que, em 19 de novembro de 1969, no Maracanã, levou, de pênalti, o milésimo gol do Rei Pelé – ainda que tenha quase defendido”. A causa morte não foi divulgada.

(Agência Brasil/Foto – Reproduçao Netvasco)

Camilo fala para o Blog sobre concurso público, convocação de aprovados e viagem ao Exterior

403 3

O governador Camilo Santana (PT), que esteve nesta quinta-feira no programa Debates Grandes Nomes, da Rádio O POVO/CBN, conversou também com o Blog.

Ele falou sobre reajuste salarial dos servidores, abordou concurso público, convocação de aprovados como é o caso do pessoal da Secult, a partir do dia 5 de novembro.

Em breve, disse o governador, virá mais contratação de pessoal na área da Segurança Pública, além da implantação do RAIO em cidade com população acima de 30 mil habitantes.

Camilo também informou que fará uma viagem ao Exterior, neste mês ainda, em busca de investimentos. No roteiro, entra Cingapura.

OAB e Instituto Vladimir Herzog denunciarão Bolsonaro à ONU por apologia à ditadura

411 1

A Ordem dos Advogados do Brasil e o Instituto Vladimir Herzog, num ato inédito, denunciarão o governo de Jair Bolsonaro na ONU por retrocessos à democracia e por fazer apologia à ditadura. A informação foi apurada pelo Portal Uol, adiantando que o ato ocorrerá na próxima terça-feira, numa intervenção diante do Conselho de Direitos Humanos.

Essas entidades decidiram ainda unir esforços para realizar um evento paralelo na própria sede das Nações Unidas, quando vão apresentar detalhes do que chamam de “desmonte” das estruturas de Justiça, Memória e Verdade no país.

O gesto ocorre no momento em que Bolsonaro abre uma nova crise internacional ao elogiar o regime de Augusto Pinochet e criticar a alta comissária da ONU para Direitos Humanos, Michelle Bachelet. Ela, em resposta ao UOL, havia declarado que
o “espaço democrático no Brasil estava encolhendo”.

A iniciativa, no entanto, de acordo com o Uol, já estava sendo planejada antes mesmo dos ataques do presidente brasileiro à número 1 da ONU para Direitos Humanos. Mas, diante da polêmica, o ato ganhou força.

Artigo – “A Importância do Administrador”

Com o título “A Importância do Administrador”, eis artigo de Paulo Pinho, administrador e ouvidor-geral da Prefeitura de Fortaleza. Ele aborda a necessidade de uma gestão cada vez mais profissional em todos os sentidos. Confira:

Cinco mil anos antes de Cristo os sumérios já procuravam maneiras que melhorassem seus problemas práticos através do escambo. Tentavam descobrir a melhor maneira de “administrar”. Depois, no Egito, Ptolomeu planejou e dimensionou um sistema econômico que não poderia ter-se operacionalizado sem uma administração pública sistêmica e organizada. Na China de 500 anos a. C. houve a necessidade de se ter um sistema organizado de governo para o império. Aí surgiu a Constituição de Chow, com as oito Regras de Administração Pública de Confúcio: O Alimento, O mercado, Os Ritos, O Ministério do Emprego, O Ministério da Educação, A administração da Justiça, A Recepção dos Hóspedes e O Exército.

Na evolução histórica da administração, duas instituições de destacaram: a Igreja Católica Romana e as Organizações Militares. Através dos séculos a Igreja mostrou e provou a força de atração de seus objetivos, a eficácia de suas técnicas organizacionais e administrativas, exercendo influência, inclusive, sobre o comportamento pessoal de seus fiéis espalhados pelo mundo. Já as Organizações Militares evoluíram das displicentes ordens dos cavaleiros medievais e dos exércitos mercenários dos séculos XVII e XVIII até os tempos modernos com uma hierarquia de poder rígida e adoção de princípios e práticas administrativas comuns a todas as empresas da atualidade.

O tempo passou. O fenômeno que provocou o aparecimento da empresa e da moderna administração ocorreu no final do XVIII e se estendeu o longo do século XIX, chegando ao limiar do século XX. Esse fenômeno, que trouxe rápidas e profundas mudanças econômicas, sociais e políticas, chamou-se Revolução Industrial, a partir da Inglaterra, em 1776.

No Brasil havia uma carência e a Administração era praticada por amadores, mas houve um rápido aperfeiçoamento. A demanda se acentuou no final da década de 1930, período em que houve um aumento significativo da demanda de profissionais para assumirem o controle das questões econômicas e administrativas. Era a nossa tardia Revolução Industrial, que desvinculou a dependência econômica da agricultura para expandir o setor industrial.

Em 1943 houve no Rio de Janeiro o primeiro Congresso Brasileiro de Economia, que contribuiu para a criação dos cursos de Ciências Contábeis e Ciências Econômicas. O Congresso abriu as portas para a criação do Curso de Administração no Brasil, principalmente, por dois motivos: os modelos de desenvolvimento econômico da Era Vargas, de caráter nacionalista; e do Governo Juscelino Kubitschek, com a abertura econômica do mercado. Assim, a missão técnica e intelectual dos administradores foi reconhecida no ascendente mercado de trabalho. Os órgãos públicos e grandes empresas aumentaram suas demandas por profissionais.

O Administrador não é apenas Administrador. Ele é um multiprofissional, principalmente, professor porque modifica os comportamentos das pessoas e é, ainda, um agente cultural quando seu estilo modifica a cultura de uma organização. O Administrador, através de sua formação humanística e visão global, está habilitado a compreender o meio social, político, econômico e cultural onde está inserido e tomar decisões em um mundo diversificado e independente.

Devemos reconhecer que o maior desafio do Administrador contemporâneo é ser um eterno aprendiz e levar o seu aprendizado para o ambiente de suas organizações. Além disso, o aprendizado pode tornar-se um instrumento capaz de guiar todas as nossas ações, tornando-o numa verdadeira filosofia de vida.

Nós, Administradores, devemos estar conscientes desse processo, que é lento e gradual, mas que no futuro poderá transformar no principal agente de mudança positiva das organizações. E se esta nossa concepção de organização for praticada com sucesso, provocará uma mudança de mentalidade em todos os atores organizacionais e estes valores e atitudes ultrapassarão as fronteiras das organizações, o que pode mudar nossa sociedade. Temos que ser profissionais éticos e competitivos, com visão crítica, liderança e capacidade de influenciar positivamente o ambiente em que atuamos e modificá-lo.

O Administrador tem uma importância imprescindível para a sociedade brasileira e mundial. Sem os administradores, não teríamos o desenvolvimento pleno das organizações, o progresso das economias e mercados, o aumento das receitas e, muito menos, o desenvolvimento das nações. Tudo isto está ligado à geração de empregos para outros tantos profissionais. Sem os Administradores haveria um caos mundial, com a falência das muitas empresas.

Registramos que ontem à noite, em Fortaleza, foi um dia especial para o Administrador, oportunidade que a Assembleia Legislativa homenageou a nossa categoria pelos 54 anos de sua criação, numa iniciativa do deputado Sérgio Aguiar. Na sua fala, ele reconheceu que fazemos parte de uma das profissões que mais crescem pela sua respeitabilidade e compromisso com o desenvolvimento nacional. No Brasil são 54 anos de regulamentação e de muita luta.

O momento sócioeconômico nacional é problemático. Vivemos colocando na ordem do dia essa questão, mas temos consciência de que todos os países ameaçados superaram suas crises e só as venceram através do Administrador. Assim tem que acontecer com o nosso Brasil. Na verdade, o Administrador tornou-se imprescindível para o crescimento socioeconômico e de competitividade das organizações de todo o mundo.

*Paulo Pinho,

Administrador e Ouvidor-Geral da Prefeitura de Fortaleza.

ANTT terá que normatizar oferta, via internet, de descontos e passagens gratuitas para idosos e deficientes

Uma decisão judicial foi obtida pelo Ministério Público Federal do Cerá que vai obrigar a Agência Nacional de Transporte Terrestres (ANTT) a normatizar a oferta, via internet, de descontos e passagens gratuitas para idosos e deficientes físicos em viagens interestaduais. A decisão atende ação movida, em 2015, pelo MPF e tem abrangência para todo o território nacional, informa a assessoria de imprensa da Instituição.

Responsável pela ação, o procurador da República Alexandre Meireles afirma que, no procedimento administrativo instaurado pelo MPF, foi apurado que empresas de transporte rodoviário interestadual não disponibilizavam, através da rede mundial de computadores, o acesso ao passe livre, exigindo que os idosos e deficientes físicos comparecessem a postos de venda de bilhetes.

Para Meireles, a exigência de compra presencial cria maior discriminação e encargo justamente em desfavor daqueles cuja legislação assegura direitos à igualdade material, à acessibilidade, dentre elas a digital, e ao atendimento prioritário. O juiz Ricardo Cunha Porto, da 8ª Vara da Justiça Federal, julgou que as práticas das empresas são um contrassenso e ferem a legislação brasileira que assegura ao grupo lesado o direito à gratuidade.

Benefício

Para obter o benefício, os idosos eram obrigados a comparecer presencialmente ao guichê de compras no período que varia entre 3 à 12 horas anteriores a viagem. Porto ressalta ainda que os passageiros que buscam essa gratuidade pertencem a classes com menor poder aquisitivo e dependem desses serviços para viajar.

Os benefícios aos idosos e deficientes físicos estão assegurados em diferentes leis e decretos. O Estatuto do Idoso (Lei 10.741/2003), por exemplo, determina que, em viagens interestaduais, as empresas de transporte devem reservar dois assentos gratuitamente para idosos com renda de até dois salários-mínimos e disponibilizem passagens com, no mínimo, 50% de desconto para passageiros nas mesmas condições.

(Foto – Arquivo)

Setembro Amarelo – A sociedade do cansaço em clima de século neural

Dentro deste Setembro Amarelo, com ações preventivas contra o suicídio, o Instituto Compartilha SAMEAC promove treinamento sobre saúde mental com seu pessoal. Instituição sem fins lucrativos que trabalha há mais de 60 anos na gestão de saúde pública do Ceará, faz um alerta: sem capacitação contínua na área, não há condições para melhorar a saúde mental no ambiente de trabalho.

Um dos focos dos treinamentos que o Instituto Compartilha realiza, em parceria com o Instituto Dr. Wandick Ponte sobre “Intervenções na saúde mental na contemporaneidade”, é como enfrentar a Síndrome de Burnout.

Marluce Oliveira, psiquiatra que ministra o treinamento para os colaboradores do Instituto Compartilha SAMEAC e membro da Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), assinala que a sociedade de hoje encontra-se adoecida. Segundo ela, a sociedade contemporânea pode ser chamada de “sociedade do cansaço” e o século XXI de “século neural”, tendo em vista que os sujeitos de hoje vivem acelerados internamente, ligados e em atenção contínua, sem capacidade de atenção profunda, esgotados de si mesmos, vítimas de uma servidão voluntária.

Existem aproximadamente 100 doenças mentais catalogadas, mas uma vem se destacando entre os sofrimentos psíquicos na contemporaneidade (SPNC): a Síndrome de Burnout, que interfere, sobretudo, no ambiente de trabalho. Essa síndrome manifesta-se por meio de um cansaço crônico, “que nunca passa, nem quando a pessoa descansa”. Os principais sintomas da doença são: cansaço, alteração do sono, irritabilidade, angústia, falta de produtividade, estresse.

A médica afirma que não é o ambiente de trabalho que adoece em si, mas a forma como as pessoas, hoje, lidam com as multitarefas exigidas no dia a dia. Fala-se em avanços tecnológicos, mas, para a especialista, o que está ocorrendo é uma precarização dos vínculos pessoais e do trabalho. “As pessoas pararam de contemplar a vida, que se tornou selvagem; claro que não podemos voltar ao passado, esquecendo da importância das tecnologias, mas não podemos ser servos delas”, alerta.

Dicas importantes

Marluce Oliveira orienta seus pacientes e os colaboradores do Instituto Compartilha SAMEAC a buscarem a resiliência, que é a capacidade de superar dificuldades com ética e de forma saudável.

É urgente que as pessoas reconheçam seus limites, não se tornando servas de si próprias, e revejam a forma de viver em sociedade.

É preciso lidar com os conflitos do dia a dia de forma mais serena – praticar atividades terapêuticas integrativas como meditação, yoga e pilates.

As empresas e outras instituições devem proporcionar conhecimento técnico aos seus colaboradores e estimular o melhor gerenciamento de conflitos no ambiente de trabalho.

Algumas dicas de como estimular a resiliência

Gerenciar conflitos estabelecendo uma hierarquia dos problemas, guardando-os em “gavetas virtuais” e retirando-os de acordo com uma seleção estabelecida;

Adiar decisões e traçar uma linha do tempo, elaborando estratégias de enfrentamento dos problemas para evitar a sensação de impotência;

Fazer autocrítica diante de insucessos e equívocos; ter um novo olhar sobre os erros, com flexibilidade e responsabilidade;

Procurar conciliar bem o sono e, caso não consiga, solicitar a ajuda de um especialista;

Praticar atividade física, no mínimo 20 minutos/dia para reduzir a ansiedade, como por exemplo: exercícios respiratórios e de relaxamento (favorece a liberação de endorfinas);

Cultivar amizades sólidas, constituindo uma rede de apoio e solidariedade;

Desenvolver a dimensão espiritual;

Realizar práticas de meditação para estimular o próprio organismo a desenvolver ansiolíticos naturais;

Evitar o excesso de tecnologia e conviver mais com as pessoas.

(Foto – Arquivo)

Alexandre Frota: “O presidente é a broxada do ano e quer falar de ejaculação precoce?”

728 5

O deputado federal Alexandre Frota (PSDB) saiu em defesa de João Doria (PSDB), após o comentário de Jair Bolsonaro, ontem, comparando a eventual candidatura do governador paulista ao Palácio do Planalto em 2022 a uma “ejaculação precoce”.

“O presidente é a broxada do ano e quer falar de ejaculação precoce? Ele fantasia muito, tipo masturbação política”, disse o deputado à Folha de S.Paulo.

(Foto – Agência Brasil)

Sergio Moro é mais bem avaliado do que Bolsonaro, diz Datafolha

O ministro Sergio Moro, da Justiça e Segurança Pública, de acordo com pesquisa Datafolha, divulgada nesta quinta-feira, pela Folha de S.Paulo, continua sendo o mais bem avaliado do governo Jair Bolsonaro. Ele registra apoio maior que o do próprio presidente.

Moro é conhecido por 94% dos entrevistados e, destes, 54% avaliam sua gestão como ótima ou boa. Outros 24% consideram regular e 20% ruim ou péssima. Os que não responderam somaram 2%. A pesquisa foi realizada nos dias 29 e 30 de agosto. Em contrapartida, Bolsonaro é considerado ótimo ou bom por 29% da população.

Apesar da sequência de reportagens que vem divulgando o conteúdo de mensagens trocadas entre procuradores da Lava Jato e o próprio ministro, a avaliação de Moro se manteve intacta desde o último levantamento do Datafolha, realizado em julho. Naquela ocasião, 55% consideravam a gestão boa ou ótima, 21% avaliavam como regular, outros 21% como ruim ou péssima e 3% não responderam.

Outros ministros

Abraham Weintraub (Educação), Paulo Guedes (Economia), Tarcísio Gomes (Infraestrutura) e Ricardo Salles (Meio Ambiente) também tiveram sua avaliação popular mensurada. Weintraub e Salles são os mais mal avaliados: entre os que dizem conhecê-los, 32% e 33%, respectivamente, consideram sua gestão ruim ou péssima.

Do grupo, Guedes é o mais conhecido (81% disseram saber quem ele é) e Weintraub, o menos (31% afirmam conhecê-lo). O titular da pasta da Economia é o segundo mais bem avaliado, perdendo apenas para Moro. Ele soma 38% de ótimo e bom entre os que dizem conhecê-lo.

DETALHE – O Datafolha ouviu 2.878 pessoas em 17 cidades de todas as regiões do País e o nível de confiança da pesquisa é de 95%. A margem de erro é de dois pontos para mais ou para menos.

Empresários da construção civil promovem ato para cobrar repasses do Minha Casa Minha Vida

274 1

A Praça Portugal, o point de atos sempre organizados por apoiadores do governo Bolsonaro, virou, nesta manhã de quinta-feira, o cenário de protesto contra a demora nos repasses do programa Minha Casa, Minha Vida.

Mobilizados pelo Sinduscon, um grupo de construtores cobra repasses atrasados, um total de R$ 60 milhões.

O grupo, que conta também com alguns empregados do ramo e corretores de imóveis, aproveita que a cidade receberá o ministro da Economia, Paulo Guedes.

Ele cumprirá agenda em Fortaleza, incluindo palestra para o empresariado, a partir das 13 horas, no Espaço Coco Bambu por Toca. Falará sobre “A Nova Economia do Brasil.”

Na Praça Portugal, empresários e empregados do ramo

DETALHE – Há um ato também em Iguatu (Centro-Sul) do Estado,

 

(Foto – Agência Brasil/Divulgação)

Hora de falar sobre… abuso de autoridade

175 1

Com o título “Abuso de autoridade”, eis artigo de Kamyla Brito Lessa, promotora de justiça do Ceará. Ela aborda o projeto que trata de punições e que já ter vetos presidenciais divulgados nesta quinta-feira. Confira:

A palavra abuso, que segundo o dicionário, significa o uso incorreto ou ilegítimo, causa repulsa ao cidadão. Qualquer tipo de abuso deve ser extirpado, quiçá o abuso de autoridade, que é aquele praticado por detentores do poder, que se excedem no exercício das funções, atuando contrariamente ao interesse público de ordenar, decidir, atuar em nome do Estado a serviço do povo. Dignos de rigorosa punição.

O projeto de lei n. 7596/2017, que altera a lei do abuso de autoridade, aprovado em regime de urgência e votação simbólica, sem um debate qualificado, eleito como “tábua de salvação” das vítimas dos abusos cometidos por autoridades nos rincões do Brasil, não passa de uma falácia. Triste será assistir a decepção do povo brasileiro ao se aperceber que os tipos penais trazidos pela lei, se sancionada, total ou parcialmente, pelo Presidente da República, servirão, em regra, aos interesses dos grandes criminosos, que matam milhares de pes soas ao desviar os recursos públicos em prejuízo à saúde, à educação, à segurança pública, à possibilidade de uma vida digna, ao tratar empresas públicas como privadas.

Está claro que referidas condutas típicas são respostas às posturas de Delegados Federais, Procuradores da República e Juízes Federais que atuaram em momentos culminantes da “operação lava jato”. Sem entrar no delicado debate para defendê-la ou atacá-la, o certo é que foi um marco histórico para o Brasil, momento de júbilo para o povo brasileiro, assistir as prisões e condenações de políticos, empreiteiros, funcionários públicos, operadores financeiros que desviavam o dinheiro público, realizando condutas que já eram de ciência geral, motivo de vergonha nacional e internacional.

A partir da sanção do projeto, quem ousará a investigar e punir os criadores de escudos legislativos? Aqueles que visam manter o status quo do mau uso do dinheiro público, responsável pelas diversas mazelas, causadas pela corrupção, que afligem a sociedade brasileira. Corrupção, a velha conhecida por todos e descrita detalhadamente em 1923 na obra “Os Bruzundangas” de Lima Barreto.

*Kamyla Brito Lessa,

kamyla@mpce.mp.ce

Promotora de justiça do Ceará.