Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

Jovem é baleado por policial rodoviário federal

“Um adolescente foi baleado por um inspetor da Polícia Rodoviária Federal (PRF), no fim da tarde desta quinta-feira, 5, em Caucaia (Região Metropolitana de Fortaleza), por suspeita de furto. O jovem está internado em estado grave, com uma bala alojada nas costas.

Segundo o inspetor Darlan Antares, chefe do Núcleo de Comunicação Social da PRF no Ceará, em depoimento, o inspetor Heitor de Paula afirmou que estava chegando em uma viatura no pátio do posto da PRF em Caucaia, quando percebeu que dois jovens tentaram fugir quando avistaram a viatura. No pátio estavam estacionados veículos apreendidos pelo órgão.

Ainda de acordo com o inspetor Darlan, o inspetor deu ordem de parada para a dupla, que não obedeceu e pulou uma cerca que fica atrás do posto. Um dos jovens, segundo o depoimento do inspetor Heitor, estaria levando um objeto nas mãos, que poderia ser de algum dos veículos que estavam no pátio.

O inspetor, então, efetuou um disparo em direção ao chão, mas a bala ricocheteou e atingiu as costas do adolescente, segundo o inspetor Darlan Antares. O outro adolescente conseguiu fugir. O inspetor autor do disparo prestou socorro à vítima e acionou a ambulância. Ele ainda se dirigiu à Delegacia Metropolitana de Caucaia para prestar esclarecimentos e foi liberado em seguida. O jovem está internado no Instituto José Frota (IJF), no Centro de Fortaleza.

O advogado da família da vítima, Allyson Carvalho, contesta a versão da PRF. Segundo ele, o adolescente estava nas proximidades do posto da PRF, na companhia de uma amigo, brincando com estilingues, quando o policial rodoviário chegou e pediu que parassem. Os jovens então correram, e um deles foi atingido por um disparo.

Segundo o advogado, não houve nenhum furto. Nenhum dos dois jovens tem passagens pela Polícia. O adolescente costumava frequentar as imediações do local e mora há 17 anos nas imediações, segundo o advogado. “Foi um erro policial”, disse.

Allyson Carvalho informa ainda que vai solicitar que seja instaurado inquérito para apurar o caso por lesão corporal grave. O advogado ainda vai entrar com ação de reparação por danos materiais e morais contra a União.”

(O POVO Online)

Policiais do Ronda fazem novo curso

137 1

Policiais Ronda do Quarteirão estão fazendo curso de inglês e espanhol oferecido pelo Instituto Municipal de Pesquisas, Administração e Recursos Humanos (IMPARH). O curso envolve duas turmas com um total de 33 alunos.

Com duração de três anos e meio, sendo quatro horas/aula divididas em dois dias da semana, os cursos de línguas do IMPARH oferecem uma formação básica. Essa ação é resultado de parceria que a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Esatado  firomou com esse estabelecimento municipal. A ordem é qualificar a comunicação desses policiais com os turistas estrangeiros, já de olho na Copa 2014.

Em Caracas, Lula tenta reatar diálogo de Chávez com a Colômbia

“O presidente Luiz Inácio Lula da Silva se reúne hoje (6) em Caracas com o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, em uma tentativa de convencer o país a retomar o diálogo com a Colômbia. O objetivo é que os dois países possam atuar com o Brasil no controle da segurança na fronteira. As informações são da BBC Brasil.

De Caracas, Lula viaja para Bogotá, onde acompanha a cerimônia de posse do novo presidente colombiano, Juan Manuel Santos, além de reiterar o pedido para a abertura de um diálogo com a Venezuela.

O governo brasileiro interpretou como um sinal positivo o silêncio de Santos durante a crise diplomática que resultou na ruptura de relações entre Colômbia e Venezuela.

Além do diálogo entre os países, o Brasil defende o monitoramento conjunto da fronteira entre Colômbia e Venezuela – de 2,1 mil quilômetros de extensão – para coibir a entrada e a saída de grupos armados que reiteradamente são o pivô de conflitos entre os dois países.

A visita de Lula à Venezuela marca o décimo encontro trimestral dos presidentes desde 2007 e o último antes das eleições legislativas na Venezuela e presidenciais no Brasil.”

(Agência Brasil)

Candidato a governador pelo PV tem registro indeferido

187 2

O candidato a governador pelo Partido Verde, Marcelo Silva, teve registro indeferido durante sessão do Pleno do Tribunal Regional Eleitoral, nesta manhã de sexta-feira. A decisão foi pelo placar de 4 a 2. O postulante foi alcançado pela Lei da Ficha Limpa.

Marcelo Silva foi prefeito de Maranguape e teve contas desaprovadas pelo Tribunal de Contas dos Municípios (TCM).

Com isso, são dois os candidatos a governador que recorrem ao Tribunal Superior Eleitoral. É que Maria da Natividade (PCB) teve registro indeferido por problema de filiação partidária.

CNJ – Vaga de desembargador no TJ do Ceará é para o Ministério Público

185 2

“O plenário do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) decidiu que é do Ministério Público a vaga aberta no Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) com a posse de Raul Araújo como ministro do Superior Tribunal de Justiça. A classificação do cargo destinado ao quinto constitucional foi estabelecida pela Portaria nº 772/2010, assinada pelo presidente do TJCE, desembargador Ernani Barreira Porto, e publicada no Diário da Justiça do dia 26 de maio deste ano.

Depois da publicação dessa portaria, a Ordem dos Advogados do Brasil – seção Ceará (OAB/CE), questionou junto ao CNJ que “não se pode deflagrar processo de escolha de um membro do Ministério Público para uma vaga que era da advocacia já que o hoje ministro do STJ, então desembargador do Tribunal de Justiça do Ceará, compunha o quinto constitucional, indicado pela OAB”.

Na sessão do Pleno, o Conselho “julgou improcedente o pedido com revogação de liminar”. O relator do processo, conselheiro Felipe Locke Cavalcanti, avaliou que o argumento da OAB “não resiste à análise mais acurada. É que não há vaga reservada, tal preceito, se existente, acabaria por obstar a própria regra da alternância nos casos de composição ímpar e também da paridade”.

O último membro do Ministério Público a ingressar no TJCE foi a procuradora Vera Lúcia Correia Lima, que assumiu como desembargadora no dia 25 de junho de 2009. Além de Vera Lúcia, os representantes do MP no Tribunal de Justiça são os desembargadores Francisco Lincoln Araújo e Silva e Maria Iracema Martins do Vale. Os representantes da OAB do Ceará são os desembargadores Ernani Barreira Porto e Fernando Luiz Ximenes Rocha.

VAGA OAB

Como a última vaga reservada ao quinto constitucional foi ocupada pela desembargadora Vera Lúcia Correia Lima, então integrante do MP, a primeira das 16 vagas criadas pela lei nº 14.407/2009 foi destinada a OAB/CE. (Até o momento só foi decidida a convocação de desembargadores para 8 das 16 vagas). Esta lei reestruturou o Poder Judiciário do Ceará com a criação, além das vagas de desembargador, de 105 cargos de juiz e aumentou o número de varas em 23 comarcas, sendo, somente na Capital, 40 novas varas.

A Ordem vai indicar um advogado para ocupar a referida vaga. O desembargador Ernani Barreira Porto está aguardando a lista sêxtupla para submetê-la ao Tribunal Pleno, que reduzirá a lista para tríplice. O passo seguinte é encaminhar a relação ao governador Cid Gomes para a escolha do desembargador. ”

(Site do TJ-CE)

Vai ao aniversário de Artur Bruno?

159 1

O deputado estadual Artur Bruno, agora candidato a deputado federal pelo PT, marcou para o próximo dia 14, a partir das 22 horas, ato em favor de sua candidatura, com direito a “parabéns pra você!”

Ele estará aniversariando nessa data, aproveitando para oferecer um coquetel no Mucuripe Club, segundo sua assessoria.

Mas quem quiser fazer farra na ocasião, que fique atento: o coquetel é de graça, enquanto os excessos terão que ser pagos pelo militante.

CNJ aprova parecer de relator cearense proibindo acúmulo de funções por juízes

Os juízes não poderão exercer outro cargo ou função, ainda que em disponibilidade, salvo uma de magistério, conforme prevê o artigo 95 da Constituição Federal. Essa foi a resposta aprovada por unanimidade pelos conselheiros do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) na última reunião plenária realizada na terça-feira, em consulta feita pelo Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA).

O Tribunal maranhense mantém duas instituições filantrópicas, a Casa do Menino Jesus, para crianças em situação de risco, e a Casa Abrigo, para mulheres e crianças vítimas de violência doméstica administradas por uma fundação, que possui um conselho curador, com vários integrantes, entre eles juízes do Tribunal. São eles os responsáveis por fiscalizar os recursos da fundação, aprovar o orçamento e acompanhar a execução orçamentária.

O impedimento do exercício de cargo de direção ou de técnico de pessoas jurídicas de direito privado também está previsto na Lei da Magistratura (Loman), para que os integrantes do Poder Judiciário não só tenham condições de total independência, como também possam dedicar-se às funções de magistrado. Os conselheiros acompanharam o voto do relator Jorge Hélio.

(Site do CNJ)

Lula agenda o Ceará

162 2

O governador e candidato à reeleição, Cid Gomes (PSB), informa no O POVO desta sexta-feira ter acertado com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva uma viagem a Fortaleza e ao interior do Estado para visitar obras de saneamento e habitação, financiadas pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Em Brasília, onde esteve para cumprir agenda oficial, Cid disse que a meta é garantir que a candidata do governo à Presidência, Dilma Rousseff, obtenha 70% dos votos no Ceará, ou 2% dos votos nacionais. Cid Gomes disse que ainda vai definir um cronograma de viagem de Dilma ao Ceará.

VAMOS NÓS – Uma dessas datas está decidida: 16 próximo. É que Lula virá abrir a Conferência Internacional sobre Clima e Desenvolvimento Sustentável, no Centro de Convenções. O vice-governador e candidato a deputado estadual Francisco Pinheiro já deu essa informação para o Blog.

Ex-presidente nacional da CUT debate com professores

O ex-presidente nacional da CUT, João Felício, toma café da manhã nesta sexta-feira com membros do Sindicato Apeoc. Isso, a partir das 8 horas, na sede da entidade.

Ele atendeu a um convite do diretor Anízio Melo, um dos seus cicerones na Capital cearense, e vai debater a questão do piso salarial nacional dos professores, categoria já em clima de campanha salarial para o ano que vem.

DNIT/CE – Tráfico de influência caiu num grampo da Polícia Federal

235 2

“A licitação para a construção da ponte da Sabiaguaba, no Caça e Pesca, em Fortaleza, teria sido superfaturada em 178%. Segundo O POVO apurou, os relatórios da Controladoria Geral da União (CGU) apontam uma “farra” de aditivos autorizados pelo Dnit e órgãos que estavam envolvidos na obra.

Por causa disso e uma série de irregularidades constatadas pela CGU em outras obras executadas pelo Dnit no Ceará, a Justiça Federal determinou por 30 dias a suspensão de qualquer pagamento a empreiteiras envolvidas em trabalhos contratados pelo órgão no território cearense.

O suposto esquema fraudulento do Dnit, investigado pela CGU, Polícia Federal, Receita Federal e Procuradoria da República no Ceará, também teria a participação de pelo menos dois deputados federais da bancada cearense.

Segundo O POVO levantou, um deles teria caído no grampo da Polícia Federal por ter trocado telefonemas suspeitos com a diretoria do Dnit. Nas ligações telefônicas, o parlamentar informava que havia sido indicado para relatar um orçamento e que tinha interesse em complementar emendas para uma determinada obra que iria ser executada no Ceará.”

(O POVO)

Justiça dos EUA desbloqueia US$ 500 milhões do Opportunity

“A Justiça dos Estados Unidos decidiu desbloquear cerca de US$ 500 milhões (R$ 877 milhões) do grupo Opportunity, de Daniel Dantas, que estavam congelados naquele país desde o começo do ano passado.
Uma corte americana diz que os valores só podem ser bloqueados quando houver uma decisão definitiva da Justiça brasileira. Dantas, porém, não poderá movimentar os recursos. O juiz Marcelo Cavali, substituto da 6ª Vara Federal, onde corre o processo sobre o Opportunity, decidiu ontem que o banqueiro e seus sócios não podem movimentar os valores. Se mexerem, estão sujeitos a uma multa diária de R$ 1 milhão e, eventualmente, prisão preventiva. O procurador da República Silvio de Oliveira pediu ao juiz para que os recursos continuem congelados porque entende que qualquer movimentação nos EUA significaria novos atos de lavagem de dinheiro. O juiz concordou.

O processo sobre o Opportunity, alvo da Operação Satiagraha, não tem sentença nem em primeira instância no Brasil. Ele começou em julho de 2008, mas está parado desde setembro do ano passado no Tribunal Regional Federal da 3ª Região. Duas varas da Justiça federal (a 2ª e a 6ª) reivindicam o processo, mas o TRF ainda não decidiu qual delas ficará com o caso. O Judiciário brasileiro foi alvo de críticas do Gafi, órgão internacional de combate a lavagem de dinheiro, porque não produz sentenças definitivas sobre crimes financeiros. Desde 1998, o país tem só 11 sentenças definitivas sobre lavagem, segundo o Gafi.”

(Folha)

TRE/CE – Mais um deputado estadual com registro indeferido

208 2

O deputado estadual Perboyre Diógenes (PSL) foi mais um parlamentar a ter seu registro de candidato indeferido pelo Pleno do Tribuinal Reginal Eleitoral, durante sessão nesta quinta-feira.

O motivo foi conta desaprovada pelo Tribunal de Contas dos Municípios quando ele foi prefeito de Saboeiro. Ou seja, mais um alcançado pela lei do Ficha Limpa.

Perboyre, no entanto, deve recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral.

Indústria cearense fecha com crescimento no 1º semestre

“A indústria cearense fechou o primeiro semestre de 2010 com taxas de crescimento superiores a dois dígitos em todas as variáveis pesquisadas, com destaque para as expansões de 15,70% das Vendas Totais, 18,18% nas Exportações de Produtos Industrializados e 11,86% para Pessoal Empregado Total. Os dados fazem parte da pesquisa Indicadores Industriais, realizada em junho, pelo Instituto de Desenvolvimento Industrial (INDI) da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC), em parceria com a Confederação Nacional da Indústria (CNI).

Segundo Pedro Jorge Viana, coordenador da Unidade de Economia e Estatística do INDI, a variável Vendas Totais, no 1o. semestre de 2010, sofreu influência positiva tanto do mercado interno quanto do externo. “É interessante frisar que todos os setores pesquisados apresentaram variações positivas, contribuindo para que o crescimento das vendas atingisse 15,70% no período analisado”, explica.

Já a variável Exportações de Produtos Industrializados atingiu, em junho deste ano, US$ 64.24 milhões, uma expansão de 15,68% em relação a junho do ano passado. Com isso, as exportações alcançaram US$ 413.79 milhões no 1o. semestre de 2010. O montante comercializado pela indústria representou 69,5% das exportações totais cearenses no período analisado, contra 64,85% no ano de 2009. “A expansão da participação de produtos industrializados é explicada por se tratar de uma recuperação, uma vez que estes produtos foram os principais prejudicados com a crise mundial e a consequente diminuição da demanda”, ressalta Pedro Jorge.

Quanto ao Pessoal Total Empregado, a indústria cearense apresentou crescimento de 11,86%, em comparação ao mesmo período de 2009. Os destaques foram os setores de calçados (+ 31,59%), químico (+ 15,72%) e produtos alimentares (+ 4,22%). O resultado do setor de calçados se deve, principalmente, segundo a pesquisa do INDI, à aprovação pelo Comitê Executivo de Gestão da Câmara de Comércio Exterior (Gecex) da aplicação de direito antidumping definitivo, por cinco anos, nas importações de calçados chineses, por meio de uma sobretaxa de US$ 13,85 por par.

No mesmo ritmo, as Horas Trabalhadas registraram crescimento de 10,09% na comparação 2009-2010. Ressaltam-se as expansões dos setores químico, calçados, têxtil e produtos alimentares. A Massa Salarial Real, por sua vez, apresentou variação de 14,30% nos seis primeiros meses do ano. Mais uma vez, calçados, com expansão de 36,31%, foi o setor de maior destaque. Finalmente, a Utilização da Capacidade Instalada da indústria cearense em junho passado foi de 92,05%, contra 89,88% no mês anterior; em relação ao mesmo período de 2009, a expansão foi de 5,85 pontos percentuais.

(POrtal Fiec)

Juazeiro do Norte terá comitê regional pró-Dilma Rousseff

Juazeiro do Norte (Região do Cariri) será a sede do comitê interregional da candidata do PT à presidência da República, Dilma Rousseff. A informação é do coordenador-executivo da campanha no Ceará, Joaquim Cartaxo.  Segundo Cartaxo, o local servirá como ponto de mobilização e articulação direta da campanha com os 103 municípios dos Estados do Ceará, Pernambuco e Piauí, que compõe a mesorregião da Chapada do Araripe, além dos municípios do Cariri paraibano.
 
O coordenador executivo da campanha de Dilma afirmou que a escolha de Juazeiro para sediar este comitê se deu pela sua importância regional e por sua centralidade em relação aos municípios do semiárido.  
Segundo Cartaxo, o comitê ainda servirá como ponto de distribuição de material de campanha dos candidatos aos governos Cid Gomes (CE), Eduardo Campos (PE), Wilson Martins (PI) e José Maranhão (PB) e dos candidatos a senador destas coligações.

Debate da Band: O confronto de propostas

Ao final do debate da Bandeirantes, os candidatos a presidente da República deram entrevista avaliando o debate.

Dilma disse ter gostado dessa sua primeira experiência e qualificou o confronto como de alto nível. Serra também e pediu para ter novas oportunidades paraa expor outros temas. Insistiu que quer ser presidente para enfrentar a saúde.

Plínio Arruda avaliou que no debate foi muito bem, pelo que lhe disseram seus assessores. Mas bateu: chamou os três candidatos de “chapa branca” e se colocou como o diferencial.

Já Marina Silva considerou o debate importante pois com propostas colocadas. Foi um encontro bom da democracia, que foi conquistada para expor ideias, visão de mundo e suas trajetórias.

Fernando Mitre, da Rede Bandeirantes, numa avaliação da parte da emissora, considerou importante o debate, porque o Brasil conseguiu ver, em duas horas e meia,  Serra confrontando ideias com Dilma. Para ele, o debate marcou uma fase do confronto programático, da discussão programática. “Nesse sentido, o debate cumpriu muito bem sua missão”.

Fim do Debate – Serra sorriu, Dilma exaltou Lula, Marina versejou e Plínio reclamou

Dilma exaltou sua trajetória administrativa.

No último bloco do debate da Bandeirantes, Serra destacou que nunca sorriu tanto como nessa ocasião. Esse detalhe, disse ele, foi passado por sua filha no intervalo do debate. Afirmou ter gostado. Fez rápida trajetória de sua vida, lembrando ter sido aluno da escola pública e que foi perseguido pela ditadura por defender o petróleo do Brasil e a reforma agrária. Expõs ainda sua experiência política citando cargos que ocupou.

Dilma fez agradecimentos a todos e destacou o debate como importante, porque amplia a democracia. Destacou que nos últimos anos coordenou a equipe de ministros do presidente Lula, ressaltando ter sido experência maravilhosa. Exaltou Lula que llhe deu essa chance, observando também que venceu barreiras quase indisponíveis e que o povo teve ganhos. Se disse muito melhor nesse processo e confiante no futuro. Afirmou que o governo atual devolveu autoestima ao povo e que muito ainda tem que ser conquistadoe disse que as mulheres desse País estão preparadas para ser presidente do Brasil.

Marina Silva, em suas considerações finais, agradeceu a Deus em primeiro lugar e aos demais postulantes pelo esforço de todos se exporem para a população. Ela disse que não se pode deixar de reconhecer acertos dos governos e lembrou que um país que elegeu um operário, pode eleger a primeira mulher presidente, que foi seringueira. Ela encerrou com um verso.

Já Plínio de Arruda Sampaio, em sua palavra final, disse que ficou evidenciado que há um muro separando o povo brasileiro, o trabalhador, que precisa lutar e ter vontade política. Disse que está na disputa para expressar essa vontade política de superar a muralha da discriminação. Afirmou que foi discriminado no debate, assim como o telespectador.

Dilma e Serra confrontam juros e privatizações, enquanto Plínio vê contradições de Marina

Marina e contradições no discurso.

No quarto bloco, com perguntas de jornalistas como Joelmir Betting para Dilma e comentário de Serra. Ele falou sobre impostos elevados e perguntou se dá para a petista baixar juros na área privada sem forte enxugamento na área pública, no que a petista disse acreditar que o País caminha para crescimento com estabilidade. Disse acreditar na redução do endividmento público, que caiu de 60 para 41 por cento e em 2014 deve chegar a 30 por cento. Para ela, permitirá que se reduza a taxa de juros. No governo anterior, essa taxa era alta. É contra tentativa artificial de se baixar e disse defender reforma tributária que desonere investimentos e que não se cobre ICMS sobre mesmo produto entre vários Estados. Dilma disse que o Brasil começa a entrar numa reforma tributária com decréscimo.

Serra, ao comentar, disse que sai governo e entra governo e a taxa de juros continua a mais alta do mundo. Para ele, é preciso na questão tributária ter ação. Em São Paulo, disse que fez a nota fiscal paulista: as pessoas compram no varejo, eixam a nota e pedem de volta 30% (não explicou mais). A petista disse que acredita na queda de juros e que é contra spread elevado.

José Paulo de Andrade indagou sobre privatizações para Serra, no que o tucano prometeu valorizar e utilizar bem o patrîmônio público. Disse que não vai arrebentar como se viu nso Correios, por meio do loteamento, com gente que não entende nada da área e que usava o órgão para ações políticas. Prometeu estatizar as empresas que já são do governo para que fiquem servindo ao interesse público e nãoa partido ou a parlamentar, etc. Serra ressaltou ser fundamental prestar atenção na qualidade do investimento que se dá com crédito. Atualmente, o governo pega dinheiro alta e dá para o setor privado, sendo preciso ver essa questão.

Sobe FHC, disse ser um mistério porque o PT batia mas nada até agora foi reestatizado. Já Dilma disse que respeita contrato feito de forma juridicamente perfeita. Dilma falou sobre a Petrobras: ali havia deputados de outros partidos, que fazem oposição ao governo, ocupando cargos  na estatal. O tucano preferiu voltar ao caso dos Correios e prometeu fazer voltar a ser a melhor estatal do País. Serra disse que Antonio Palocci estava ali no debate e, quando ministro da Fazenda, elogiava a política econômica de FHJC e hoje é assessor da petista.

Joelmir Betting perguntou para Marina qual deve ser a prioridade: aquecimento global ou déficit de saneamento que prejudica crianças. Marina disse discordar da avaliação porque essas duas coisas não precisam ser colocadas em opoisção. A defesa das árvores, saneamento e ajuda às crianças são aspectos que devem trabalhar em conjunto e não seguir a linha da oposição meio ambiente e crianças sem saneamento. Defender meio ambiente, lembrou Marina, é defender mais empegos. Continuar contaminando o rio Pinheiros, por exemplo, é prejudiar meio ambiente e as crianças.

Já Plínio de Arruda lamentou que ali no debate havia discriminação. Mas voltando a comentar, lamentou também que Marina precisava mexer no lucro pois sem isso não há defesa real da natureza. Já Marina discordou e afirmou que o capitalista precisa de água fértil e terra boa, assim como criança e agricultor também. Marina disse que estamos diante de um imperativo ético que é salvar a vida, e nisso estão incluídos o pobre e o rico.

José Paulo de Andrade indagou por que Plínio defende ocupação de terra e é contra a construção da hidrelétrica Belo Monte e transposição do São Francisco.  Plínio disse ser contra porque é questão de distância. Defendeu ocupação de terra com direito do trabalhador e sobre a transposição é contra porque vai ser aproveitado apenas pelo agronegócio. Já Marina, comentando, disse ser a favor da diversidade econômica e social – espaço para o agronegócio, para a agricultura familiar e a favor da transposição do São Francisco com revitalização do ponto de vista ambiental. Sobre Belo Monte, defende a paralisação enquanto não se resolve a questão indígena. Plínio, por sua vez, disse que ela não precisava ter pedido demissão do Ministério do Meio Ambiente, porque é a favor de tudo. Insistiu Plínio que sua candidaturta é contra essa conciliação que os três candidatos expõem.

Serra ataca Dilma, que volta a comparações. Plínio e o tucano "hipocondríaco"

258 1

Plínio disse que era diferente dos três.

No terceiro bloco, Marina falou que viveu nos extremos da pobreza do País e indagou para Plínio Arruda qual sua política social para o Brasil, no que ele prometeu distribuição radical da renda. Não de rendinha. A renda do lucro subiu 14 pontos e a renda do salário caiu praticamente 14 pontos. Os governos do Serra (PSDB) e da Dilma (PT) concentraram rendas. Quer acima dos mil hectares não tendo propriedade de terra para distribuir para a população rural. Quer redução da jornada para gerar mais emprego e o trabalhador não ser escravo de escala brutal. A diferença no Brasil entre rico e pobre é brutal.

Marina concordou que há grande desigualdade no País, mas disse ter advogado que as políticas sociais evoluiram. Saiu-se dos sacolões e foi para benefícios que tiraram 25 milhões de brasileiros da pobreza. Mas ela disse querer terceira fase: mais ensino profissionalizante, por exemplo.

Plínio chegou a ironizar Marina, que estaria defendendo no debate as políticas da Dilma. O candidato do PSOL disse que os três postulantes veem a questão pelo lado gerencial e o fundamental é distibuição drasticamente e que afete quem tem mais.

A postulante do PT afirmou que Lula foi um dos melhores presidentes do País. Pediu a Serra para comentar indústria naval e o Luz para Todos. Serra, sobre indústria naval, afirmou não ter  objeções e afirmou querer que não se importe tudo para se fabricar navio e que fará política para produzir as peças e não só se montar o navio. Sobre o Luz para Todos, qualificou como bom e financiado pelos consumidores, a partir de impostos na conta de luz. Lembrou que é um prolongamento do Programa Luz no campo do Governo FHC e prometeu acelerar essa iniciativa. Citou o Maranhão com necessidade desse tipo de ação. Serra aproveitou para defender a tese do mutirão de cirurgias que Dilma havia criticado anteriormente.

Em sua réplica, Dilma disse que a indústria naval estava morrendo e hoje contrata. Ela destacou o Luz para Todos do governo Lula como completamente diferente do programa de FHC. Exigia que o agricultor pagasse por energia e hoje o que se tem é avanço e combate ao deficit. Dilma aproveitou para dizer que a Apae estava entre beneficiados do Fundeb. Serra, por sua vez, reiterou que as Apaes estão em dificuldades. Bateu na tecla da necessidade de mutirões na saúde, citando prostata e catarata.

Serra voltou a perguntar a Dilma. Informou que em 2002 se fazia mutirão da saúde e hoje houve encolhimento de cirurgias de catarata, etc. Dilma afirmou não ser contra, mas ressalvou que não é política de saúde. O que deve é ampliar as cirurgias na rede. Na área de saúde, é fundamental tornar o SUS robusto. Não pode ter só unidade básica e hospital do outro, mas também clinicas especializadas e UPAS. O Samu, considerou prioritário, no que voltou a falar de indústria naval. Nada de importar de Cingapura para essa área. Citou geração de empregos na indústria naval, que cresceu muito. Serra insistiu que o governo federal parou mutirões de saúde e perguntou de novo o porquê disso. Dilma afirmou que o governo aumentou cirurgias eletivas e que faz mutirões nos Estados com verba federais. Ela disse que no passado criaram 5 milhões de empregos e hopje 14 milhões. Insistiu em compara os governos FHC e Lula.

Plínio Arruda aproveitou para irnoizar por que Serra é chamado de hipocondríaco: só fala de saúde. Indagou para Dilma sobre desigualdade social, mesmo como governo gastando tanto com Bolsa-Família, que persiste. Dilma citou números de investimentos e disse que o Basil fez a maior e mais profunda reforma agrári, pois fez 60% de assentamento. Plínio disse que o governo federal fez o mesmo que o Governo FHC em reforma agrária. Dilma insistiu que o governo assentou 46 milhões de hectares, mais que uma Suécia e nesses hectares, foram assentadas masi de 560 mil famílias, com programas da agricultura familiar, demanda par compra de alimentos por parte do governo.