Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

Horário de verão começa dia 17 de outubro

226 1

“O horário de verão deste ano terá início no dia 17 de outubro e terminará no dia 20 de fevereiro de 2011. Neste período, os brasileiros que moram nas regiões Centro-Oeste, Sul e Sudeste terão que adiantar o relógio em uma hora.

Segundo o Ministério de Minas e Energia, nos últimos anos a redução média da demanda de energia elétrica tem sido em torno de 5%, nas regiões onde o horário de verão foi aplicado. A medida tem como objetivo reduzir os picos de demanda por energia, proporcionando uma utilização mais uniforme durante o dia.

O adiantamento do horário em uma hora diminui o carregamento nas linhas de transmissão, subestações e nos sistemas de distribuição, de forma que o atendimento em épocas de maior consumo ocorra com maior eficiência.”

(Agência Brasil)

Copa 2014 – Galvão Engenharia fatura licitação da reforma do Estádio Castelão

“Com virada de jogo, a Galvão Engenharia, empresa pernambucana que nasceu com o DNA da Queiroz Galvão, ganhou a PPP do Castelão. O resultado foi oficializado na tarde de hoje pelo Governo do Ceará.

A Comissão de Licitação resolveu mudar de ideia e concedeu os 40 pontos que a Galvão reclamava em um item da concorrência técnica. Assim, na equação preço-técnica, a empresa passou para o primeiro lugar. O consórcio liderado pela cearense  Marquise, que havia apresentado o segundo menor preço, mas tinha tirado nota 99 no item técnico, passou para a segunda posição.

Já o consórcio Queiroz Galvão-Carioca-Fujita ficou com o terceiro lugar na concorrência. Esse consórcio havia preparado toda a PPP, incluindo o projeto arquitetônico do Castelão.”

(Blog do Fábio Campos)

FHC: Lula quer o poder absoluto

227 1
Jf Diorio/AE

Em entrevista à Rede Mobiliza, portal de internet do PSDB, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso acusou Lula de “extrapolar” e afirmou que ele “abusa do poder político”. “Eu vejo um presidente que virou militante, chefe de uma facção política, e acho que isso está errado”, afirmou. “Acho até que caberia uma consulta ao STF porque, se você não tiver instrumentos para conter essa vontade política, fica perigoso.” De acordo com o ex-presidente, “alguma instância tem de dizer que o presidente está extrapolando e abusando do poder político de maneira contrária aos fundamentos da democracia”.

Reagindo à declaração do presidente Lula, que afirmou querer “extirpar o DEM” da política brasileira, FHC disse que Lula “é autoritário”, “quer o poder absoluto” e “está em apoteose mental”. “Quando o presidente diz que quer eliminar um competidor, ele quer o poder total, isso é autoritarismo. Um presidente não pode fazer isso.”

Ele fez um paralelo com o ditador italiano Benito Mussolini. “Outro dia assisti a um filme sobre Mussolini, Vincere, faltou quem freasse Mussolini; Lula não tem nada a ver com Mussolini, mas o estilo “eu sou tudo e quero ter poder total” não pode, ele tem de parar.”

FHC teceu comparações entre sua postura, em 2002, quando José Serra (PSDB) também concorreu à Presidência, e a de Lula, neste ano, em relação a Dilma Rousseff (PT). Ele criticou o fato de Lula misturar sua função de integrante de um partido com a de líder de uma nação. “Eu apoiei Serra, mas não fiz isso (extrapolar os limites), nunca, porque quando o presidente fala envolve o prestígio dele não como líder de um partido, mas da instituição que ele representa.”

Freud. Ele afirmou que Lula tem problemas “freudianos” com ele e por isso vive “denegrindo” seu governo. “É Freud, Lula perdeu para mim duas vezes e não engoliu, quer me derrotar de novo, mas eu não sou mais candidato. (Lula) não precisa ser tão mesquinho e estar o tempo todo distorcendo dados.”

FHC disse que o escândalo de tráfico de influência envolvendo Israel Guerra, filho da ministra da Casa Civil, Erenice Guerra, é uma reedição do mensalão. “Estar com alguém no Planalto, na sala ao lado do presidente, planejando para beneficiar uma empresa, tenho que dizer, isso é o mensalão de novo, não é lobby.”

Ao falar sobre a quebra do sigilo fiscal de integrantes do PSDB e familiares de José Serra, FHC deu a entender que o episódio não tem sido bem explorado pela campanha tucana.

“Sigilo fiscal pouca gente vai entender, até porque pouca gente preenche o formulário da Receita”, afirmou. “Sigilo fiscal é uma palavra abstrata. Nesse sentido, temos de ser claros: é um acúmulo de coisas erradas, você se sente violado, sua vida devassada. Isso o povo entende. Se você disser que estão entrando na sua vida privada, que amanhã vai ter fiscal entrando nas suas coisas, vendo o valor do seu salário na sua carteira de trabalho, falsificando documentos em seu nome para criar intrigas.”

(Agência Estado)

Nossos 4 anos de Blog

Do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Ceará (Sindjorce), recebemos:
 
Não é nada fácil ser jornalista no Brasil. Longe de ser a atividade romantizada em livros, a profissão é uma tarefa constante de resistência de uma categoria que insiste em informar a sociedade, divulgando os fatos e contribuindo com a democracia.

Acreditar em um projeto de comunicação, investir horas a fio, superar as dificuldades e seguir adiante, enxergando o que nem todos são capazes de ver, são méritos desse notavél guerreiro. É por conta disso, que devemos tirar o chapéu para o  companheiro de profissão que aceitou o desafio. O jornalismo cearense, com certeza, está em festa pelos 4 anos do Blog do Eliomar.

Parabenizamos nosso companheiro, jornalista Eliomar de Lima, a quem em tantos momentos recorremos em agradável leitura.

* Diretoria do Sindicafto dos Jornalistas Profissionais do Ceará.

Mãezinha, que tal levar seu bebê para o cinema?

A ONG CineMaterna faz sessões de cinema para mamães e bebês de até 18 meses. O projeto, apoiado pela Natura que, a princípio parecia inusitado, se encaixou perfeitamente na rotina de mães das doze cidades que já receberam o programa e promete agradar às mamães cearenses. A estreia em Fortaleza ocorre nesta quinta-feira, com apoio do Shopping Iguatemi e da UCI Cinemas, parceiros da associação. A partir dessa data o programa será mensal, sempre às quintas-feiras, às 13h30min. A ideia é trazer as mães com filhos pequenos de volta à vida cultural, oferecer um apoio ao pós-parto e fortalecer o vínculo entre as mães e seus bebês. No cinema, elas encontram outras mães para compartilhar as mais diversas experiências da maternidade, em especial, durante o bate-papo no café após o filme.
 
Os filmes exibidos são para adultos, dentro da programação regular do cinema. O diferencial está nas salas que são preparadas especialmente para a mamãe e bebê, com som mais baixo, ar-condicionado ameno, luzes ligeiramente acesas e espaço para os bebês que engatinham. A sala conta ainda com trocadores, fraldas e produtos da linha Mamãe e bebê como lenços de limpeza, perfume e óleos de massagem que estimulam o vínculo entre mãe e filho e acalma os mais agitados.
 
SERVIÇO

* As mães de Fortaleza já podem se cadastrar no site cinematerna.org.br para ganhar seu convite para o lançamento.

(Com Assessoria da Natura)

Vem aí a 9ª Corrida de Jumentos de Maranguape

1654 3

Tudo pronto para a 9ª Corrida de Jumentos de Lages, distrito de Maranguape (Região Metropolitana de Fortaleza). Vai ocorrer domingo próximo. A atividade, que procura resgatar o respeito ao jumento, faz parte do calendário turístico da cidade. A corrida tem um percurso de 200 metros em uma estrada de piçarra.

Vai começar às 9 horas e envolverá cerca de 40 jumentos e proprietários que aproveitarão para ousar nas vesimentas.

A disputa terá premiação: uma bicicleta, um liquidificador, um ventilador e uma jumenta zero quilômetro. Com direito, depois, a um tradicional forró pé de serra.

TRE-CE já prepara urnas das eleições

“O trabalho de carga e lacre das urnas a serem utilizadas nas eleições deste ano, em Fortaleza, será iniciado nesta quinta-feira, das oito às 17 horas, no Centro de Armazenamento e Manutenção de Urnas Eletrônicas (Bairro Antônio Bezerra). No interior do Estado, a carga das urnas será iniciada na sexta-feira, atendendo o calendário estabelecido pelo juiz de cada zona eleitoral. A carga das urnas é feita em audiência pública presidida pelo juiz eleitoral. Para os municípios com mais de uma zona, o Tribunal  Regional Eleitoral (TRE) designou um dos juízes eleitorais. Em Fortaleza, os trabalhos serão conduzidos pelo juiz da primeira zona, Manoel de Jesus da Silva Rosa.

No interior, esse trabalho deverá ser concluído até o dia 30 de setembro e na capital a expectativa é de que seja encerrado no dia 28. A carga das urnas eletrônicas consiste  na inserção dos dados dos candidatos e eleitores, além dos programas de votação e apuração. Depois da carga são apostos os lacres com a assinatura do juiz. Para a fiscalização desse trabalho são convidados representantes dos partidos políticos e coligações, bem como o Ministério Público Eleitoral.

 Nesta quinta-feira viajam para o interior os coordenadores dos Núcleos de Apoio Técnico (NAT), servidores do Tribunal deslocados para o interior para dar suporte às zonas eleitorais, até o encerramento da apuração.”

(Site do TRE-CE)

Fernando Collor embola disputa para o Governo de Alagoas e pode surpreender

200 1

“O senador Fernando Collor de Mello (PTB) assumiu a liderança das intenções de voto para o Governo de Alagoas. Em levantamento do Ibope, o ex-presidente da República oscilou um ponto percentual em relação à pesquisa anterior e chegou a 29%. O ex-governador Ronaldo Lessa (PDT), que liderava a disputa com 29% das intenções de voto no levantamento divulgado em 24 de agosto, aparece agora com 28% das indicações. O governador Teotonio Vilela Filho (PSDB) subiu três pontos, passando de 24% para 27% das intenções de voto. A margem de erro da pesquisa é de três pontos percentuais para mais ou para menos.

Os candidatos Mário Agra (PSOL) e Jeferson Piones (PRTB) tiveram 1% das citações cada um, e Tony Cloves (PCB) não atingiu 1%. Eleitores indecisos somam 8%, e os que disseram que vão votar em brancos e anular são 6%. A pesquisa foi encomendada pela TV Gazeta de Alagoas, que pertence à família de Collor, e ouviu 812 eleitores em 40 municípios do Estado, entre os dias 11 e 14 de setembro. Está registrada no TRE (Tribunal Regional Eleitoral) de Alagoas sob o número 13733/2010.”

(Folha.com)

Da vaquejada para o "curral eleitoral"

O deputado federal José Gerardo Arruda (PMDB) anunciou, nesta quarta-feira, o que este Blog já sabia: não é mais candidato. Mas aposta no seu filho, José Gerardo, o “Gerardinho”, conhecido como um ótimo corredor nas vaquejadas.

José Gerardo desistiu porque enfrenta processo no STF e ainda precisaria resolver pendências da época em que foi prefeito de Caucaia (Região Metropolitana de Fortaleza) e que lhe fizeram o TRE indeferir o registro de candidato.

Porque fazemos 4 anos de Blog

161 1

Do Instituto Centec, recebemos a seguinte nota:

Caro Eliomar de Lima,

É com muita satisfação que o Instituto Centec parabeniza pela sua atuação de 4 anos na blogsfera. Durante esse período, o Blog do Eliomar se tornou referência de credibilidade e informação. A frase “já saiu no Blog do Eliomar?” tornou-se uma espécie de mantra a ser repetido constantemente pelas assessorias de imprensa. Vixe! E quando não sai no Blog do Eliomar é uma reclamação só! Nossa esperança é que sempre há o dia seguinte. E como o “Seu Eliomar” acorda cedo, talvez amanhã nossa notícia sai no blog dele.

Parabéns, Eliomar! Que venham cada vez mais boas notícias! Sei que será com alegria que noticiará: “Brasil é Hexa Campeão”, “Fim do Analfabetismo no País Já é Realidade”, “Brasil Erradica a Miséria”, “Parquelândia Emancipada. Nasce Novo Município na Região Metropolitana”, “Eliomar de Lima, prefeito da Parquelândia, lança CD de Ópera”.

E vamos ao trabalho! Daqui a pouco alguém vai perguntar: “Já saiu no Blog do Eliomar?”.

Atenciosamente,

ASMC – Instituto Centec.
Leônidas Macêdo (Bússola Assessoria e Comunicação)

Se a eleição terminasse hoje, Dilma teria 63% do Senado

214 3

“Se a onda vermelha, como mostrou o Congresso em Foco no dia 7 de setembro, não alterou muito as disputas para os governos estaduais, o mesmo não se pode dizer da disputa para o Senado. Em agosto, levantamento do site já mostrava que Dilma Rousseff (PT), caso as eleições fossem naquele momento, teria uma maioria confortável de 57% no Senado em um eventual governo. Mas alguns dos principais algozes do atual governo continuariam a postos para assombrá-la. Passado pouco menos de um mês, novo levantamento demonstra que candidatos governistas viraram situações desfavoráveis em alguns estados e aumentaram o tamanho da base de Dilma, caso ela seja mesmo eleita presidente, como demonstram hoje as pesquisas.

Se as eleições fossem hoje, tomando-se como base a última pesquisa disponível em cada estado, levando-se em conta os dois primeiros colocados e o terço de senadores que prosseguirão por mais quatro anos, Dilma, caso eleita, teria o apoio de 63% dos senadores, ou 51 deles. Serra, hoje, teria ao seu lado apenas 27 senadores (33,3%). Marina Silva, do PV, teria situação complicada: nenhum senador em sua base de apoio. E Plínio de Arruda Sampaio (Psol), na remotíssima hipótese de se eleger, poderia contar com Heloisa Helena, que deve se eleger senadora por Alagoas.

Como seria o Senado se as eleições fossem hoje

Últimos números das pesquisas para o Senado

A tarefa de livrar Dilma de opositores ferrenhos vem obtendo sucesso no Amazonas e no Rio de Janeiro. No Amazonas, o senador Arthur Virgílio (PSDB) é nome que consta de uma “lista negra” do próprio presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que contém nomes que ele não quer de forma alguma ver de novo no Senado pelos problemas que lhe causaram na oposição. Até a última pesquisa, Arthur parecia que conseguiria garantir um novo mandato: ele aparecia em segundo, atrás de Eduardo Braga, do PMDB. Pesquisa do Ibope realizada entre 10 e 12 de setembro, porém, mostra que ele foi ultrapassado pela deputada Vanessa Grazziotin, do PCdoB. E Eduardo Braga disparou, com 80% das intenções de voto.

No Rio, Dilma livrou-se – pelo menos neste momento – de uma potencial dor de cabeça: o ex-prefeito César Maia, pai do presidente do DEM, deputado Rodrigo Maia. César Maia era o segundo nome, perdendo apenas para Marcelo Crivella, do PRB. Mas, segundo pesquisa Datafolha divulgada em 11 de setembro, foi ultrapassado pelo ex-prefeito de Nova Iguaçu Lindberg Faria.”

* Como seria o Senado se as eleições fossem hoje

(Congresso em Foco)

Nossa Senhora das Dores e das cores partidárias

Eis aí Nossa Senhora da Dores, a padroeira de Juazeiro do Norte (Região do Cariri), que terá agenda lotada. Isso, porque os três principais candidatos ao Governo do Estado e seus candidatos ao Senado, além do presidenciável José Serra, vão participar da romaria de encerramento em homenagem à santa. Todos contridos e fazendo suas promessas, sem, claro, se esqueceram do abraço amigo no romeiro.

Nossa Senhora das Dores ouvirá a todos democraticamente, com certeza, sem deixar de lado os muitos “santinhos” dos cargos proporcionais, que também cumprirão esse roteiro sacroeleitoral.

Coluna "Das Antigas", do O POVO, vira tema de monografia no Curso de Letras da Uece

Do querido jornalista Demitri Túlio (O POVO), recebemos cumprimentos pelos 4 anos deste Blog, no que ficamos felizes, pois o temos como um dos grandes profissionais da nova geração, além de pessoa comprometida com a cidadania.

Bem, Demitri Túlio, que escreve no O POVO a coluna semanal “Das Antigas”, esteve nesta manhã de quarta-feira, no Centro de Humanidades, da Universidade Estadual do Ceará. Ali, acompanhou a defesa de uma monografia no curso de Letras – Área de Lingúistica, que enfocou o estilo de sua coluna. O trabalho intitulado “O Modo fortalezense de ser: Uma análise do ethos discursivo nas crõnicas Das Antigas de Demitri Túlio”, foi elaborado pelo professor André Monteiro de Castro.

De Pedro Albuquerque para secretário José de Freitas: "Meu DNA é mesmo de esquerda"

365 8

Do sociólogo e advogado Pedro Albuquerque, recebemos carta na qual ele responde às críticas feitas neste Blog pelo secretário municipal do Desenvolvimento Econômico, José de Freitas Uchoa. O caso envolve o apoio de Pedro ao candidato a governador pelo PSDB/DEM, Marcos Cals. Confira:

Fortaleza, 15 de setembro de 2010.

Prezado José de Freitas,

Cultivo o hábito de receber com serenidade críticas dirigidas a mim. Aprendi que com elas cresço. Da mesma forma, o exercício da convivência com o diferente, o respeito a quem pensa diferentemente, têm me feito mais humano ao longo da vida. Vivencio esses princípios na minha prática de professor, acostumado a lidar com a diversidade de opiniões e interesses. Por isso, não sou democrático de discurso, mas na dura lida da vida. Tampouco sou de esquerda de ocasião, em razão de pessoas, cargos ou de interesses reivindicados. Meu DNA é mesmo de esquerda e, por isso, me alinho cada vez mais radicalmente ao princípio democrático da combinação da luta permanente pela igualdade social e da afirmação do direito à expressão da diferenciação de pensamento e opinião.  

São essas convicções que me levam à assunção de posições na cena política. Meu apoio e voto em Marcos Cals decorrem de uma reflexão serena sobre o empobrecimento do quadro político atual, marcado pela ausência do debate aprofundado e visionário sobre os rumos do país, também pela inédita indiferenciação programática e de princípios entre as partes em disputa. Criou-se um consenso fundado no oportunismo em torno de um governo e de um líder, usado para impedir o debate, para sufocar vozes discordantes, para criar o clima autoritário da verdade única. Com isso, é ressuscitada a abominável figura do inimigo interno a ser eliminado da política, sobre quem recaem as mais infames etiquetas.

Enredado nesse consenso que não serve ao País e useiro nos ataques gratuitos a pessoas e não a idéias, você me etiqueta de «direita» e cria, para o Marcos Cals, a condenação política perpétua por linhagem sanguínea em virtude de ele ser filho de um dos coronéis da tríade que comandou o Ceará na época da ditadura. Sobre mim, sua etiqueta não pega. Falta-lhe história para tanto. Sobre o Marcos Cals sua condenação é inócua. Até porque seria condenável etiquetar você, José de Freitas, como filhote da ditadura pelo fato de ter exercido cargos de confiança durante todo o período dos governos desses coronéis (Adauto Bezerra e Virgílio Távora), com exceção apenas circunstancial de César Cals, o pai de Marcos Cals.

Ademais, José de Freitas, você não teve sensibilidade para uma leitura mais fina do conteúdo de minha declaração de voto em Marcos Cals. Meu voto nele tem três significados: (1) voto num democrata convicto, sem arrogância, a quem conheço de perto; (2) voto em quem rompe o consenso da indiferenciação programática e de propostas, pois ele assume a bandeira da escola de tempo integral que não existe como prioridade de nenhum governo, até porque há pessoas como você para dizer que não há recursos orçamentários, desconhecendo a natureza política do orçamento; (3) voto nele para afirmar a minha resistência a esse consenso inibidor do debate, gravemente despolitizante, ao impedir que, em eleições nacionais e numa conjuntura de indiscutíveis avanços, mas de ausência de projetos nacionais estruturantes, a sociedade seja instada a reflexões sobre o futuro do Brasil.

Com os cumprimentos do Pedro Albuquerque.

P.S. Sobre os 4 anos do Blog

Meu caro Eliomar de Lima,

Minhas saudações pelos quatro anos do Blog. Não tenho dúvidas em afirmar que ele é o espaço de mídia eletrônica mais democrático do Ceará. Sua abertura inclusiva deve servir de exemplo aos outros canais de mídia, inclusive à mídia impressa. Através de seu Blog as pessoas têm encontrado eco para a emissão livre de suas opiniões, especialmente nesse quadro atual da política brasileira em que os poderes tentam instrumentalizar a democracia para impedir a manifestação das vozes discordantes, em que se intenta transformar adversários em inimigo a ser banido da cena pública. Tenho resistido a esse consenso cego como forma de defesa e afirmação da democracia  e é no Blog do Eliomar que tenho encontrado o precioso amparo democrático. Meus parabéns. Pedro Albuquerque.

Assessor do Sintro descarta nova greve de ônibus em Fortaleza

“O assessor político do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários (Sintro), Valdir Pereira, afirmou nesta quarta-feira, 15, ao O POVO Online, que a categoria não deve iniciar nova greve de ônibus nos próximos dias. De acordo com ele, o que pode acontecer são manifestações e breves paralisações nos terminais de ônibus.

A categoria vai se reunir na próxima sexta-feira, 17, quando deverá discutir as próximas ações da campanha salarial dos motoristas, cobradores e fiscais de ônibus da Capital. Ainda segundo Valdir, os trabalhadores estão pressionando para que sejam feitas novas paralisações nos terminais, “mas a greve não vai ser retomada”, adiantou.

Nesta terça-feira, o Tribunal Regional do Trabalho (TRT-7ª Região) divulgou documento afirmando que a deflagração da greve no primeiro semestre deste ano obedeceu às exigências legais e, portanto, não houve abusividade por parte do Sintro.

A categoria aguarda agora aprovação do dissídio coletivo no TRT-7ª Região, que deverá finalizar as negociações do reajuste salarial dos trabalhadores, que se arrasta desde abril deste ano. Enquanto o Sindiônibus oferece reajuste de 5,5%, o Sintro pede aumento salarial de 15%.”

(O POVO Online)

Com críticas ao governo estadual, Infraero diz não ter interesse na gestão do Aeroporto do Cariri

A Procuradoria Federal do município de Juazeiro do Norte realizou, no último dia 9, uma reunião em que participaram os procuradores da República Rafael Ribeiro Rayol e Rômulo Moreira Conrado. O encontro serviu para discutir os entraves burocráticos que impossibilitam a realização de obras para melhorar o Aeroporto Orlando Bezerra de Menezes.

Durante a reunião, o superintendente da Infraero no Nordeste, Fernando Nicácio, declarou: “A empresa não tem mais interesse em continuar com a administração do Aeroporto Regional do Cariri”. Para justificar a declaração, o superintendente acusou o Governo do Estado de não cumprir sua parte no convênio firmado em 2002. Portanto, a Infraero não tem mais o interesse em gerir o Orlando Bezerra. “A Infraero cumpre todas as suas obrigações na gerência do aeroporto, porém não pode arcar com outras necessidades que não lhe competem, pois são do Estado”, informou Nicácio.

O vice-prefeito de Juazeiro, Roberto Celestino, disse que a decisão da Infraero causou surpresa e decepção, uma vez que houve a quebra de promessa. Ele lamenta que a decisão esteja em desacordo com a já acertada anteriormente com a garantia do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, em visita recente à cidade de Petrolina, no Pernambuco.

O procurador Rômulo alertou que “a intenção do MP é de viabilizar a instalação dos Módulos Operacionais Provisórios (MOPs) e agilizar, junto à Infraero, a retomada do controle do aeroporto pela empresa pública”.

O diretor social da CDL, João Almeida, reclamou dos preços elevados das passagens, argumentando ser conseqüência da falta de estrutura do terminal. Os representantes das empresas que operam no aeroporto do Cariri culparam a estrutura deficitária pelo alto preço das passagens e manifestaram o interesse em substituir a frota atual por aviões de maior capacidade, caso Juazeiro não suporte essa demanda, deixarão de operar na região.

Além do representante da Infraero e do vice-prefeito de Juazeiro, participaram ainda, o procurador-chefe regional da Infraero, Airton Rodrigues, o diretor social da CDL de Juazeiro, João Almeida, representante do Sindilojas, Francisco Alberto, representante das empresas Gol, Cláudio Rodrigues, e Avianca, Carlos Antônio, o representante da Associação Comercial e Industrial de Juazeiro, José Jocimar, a assessora da Superintendência Regional da Infraero, Cláudia Maria, o superintendente do Aeroporto de Juazeiro, Roberto Germano e o representante da Justiça Federal, Paulo Henrique Galvão.

O secretário de Infraestrutura do Estado, Adahil Fontenele, desconhece o não cumprimento do convênio com a Infraero. “Nós até adiantamos muito, passamos o terreno, tudo que dependeu do Governo do Estado foi feito, o aeroporto é da Infraero e nada impede os investimentos” assegura Fontenele.”

(Jornal do Cariri – Juazeiro do Norte)

Receita libera consulta a lote da malha fina 2005

“A Receita Federal libera da malha fina um lote de declarações do imposto de renda das pessoas físicas de 2005. A consulta já pode ser feita no site da Receita ou por meio do ReceitaFone (146). A maioria dos incluídos no lote tem imposto a pagar. Do total de 404 contribuintes, 160 terão imposto a pagar, totalizando R$ 668 mil. Terão direito à restituição 155 contribuintes, que receberão um montante total de R$ 281,5 mil. Há ainda 89 contribuintes que não terão imposto a pagar nem restituição a receber. O valor estará disponível para saque na rede bancária a partir de 22 de setembro com correção de 65,69%.

Caso o valor não seja creditado, o contribuinte poderá contatar pessoalmente qualquer agência do Banco do Brasil ou ligar para a Central de Atendimento, pelos telefones 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (deficientes auditivos), para agendar o crédito em conta-corrente ou poupança, em seu nome, em qualquer banco.

(JB Online)