Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

PSDB quer PTB, PSC e PP na base de Serra

guerrase

“A quatro dias do lançamento oficial da candidatura do presidenciável José Serra (PSDB), a expectativa do presidente nacional dos tucanos, senador Sérgio Guerra, é atrair o PTB e o PSC para a base de sustentação da campanha presidencial oposicionista. O PP também não está descartado. Sobre o PTB, Guerra afirma que o presidente nacional da sigla, Roberto Jefferson, está a caminho de apoiar Serra. Caso isso se concretize, grifa o senador, não interferirá na arquitetura de alianças em Pernambuco. Ou seja, os petebistas, comandados, no Estado, pelo deputado federal Armando Monteiro – cotado para integrar a chapa majoritária do governador Eduardo Campos (PSB) – continuam aliados do socialista.

“Há muita chance”, também, avalia Guerra, de o PSC entrar na campanha pela Presidência da República apoiando José Serra. Os laços entre os comandos do PSDB e do PSC andam mais estreitos. Na semana passada, o mandatário dos sociais-cristãos, Vítor Jorge Abdala Nósseis, chegou a acompanhar o senador tucano aos atos de despedida dos governadores de Minas Gerais e São Paulo, Aécio Neves e José Serra, respectivamente. Vítor Jorge é de Belo Horizonte e atua como procurador-chefe da Imprensa Oficial do Estado.

Em relação ao PP, Guerra ponderou a situação da legenda, hoje integrante do governo do presidente Lula. É da cota do PP o Ministério das Cidades, sob a tutela do ministro Márcio Fortes. Nos últimos dias, o nome do senador Francisco Dornelles (PP) foi cogitado para vice de Serra. Dornelles é primo de Aécio Neves. A possibilidade ganha força nas projeções do deputado federal, Bruno Rodrigues (PSDB). “Com a recusa do Aécio em ser vice, o nome ideal seria do Dornelles. É uma questão de densidade eleitoral, tem o tempo do PP, são muitas variáveis. Dornelles é inatacável do ponto de vista moral e o Rio de Janeiro também é um grande colégio eleitoral”, argumentou o parlamentar. Quanto ao fato de a legenda ter parte no Governo Lula, ele minimizou: “É melhor ter o Ministério das Cidades por mais oito meses ou ser vice-presidente da República?”.

(Folha de Pernambuco)

CIC lançará Portal do Observatório da Educação

O Centro Industrial do Ceará (CIC) vai lançar, às 8 horas dessa quinta-feira, na sede da Federação das Indústrias do Ceará (Fiec), o Portal do Observatório da Educação.

Segundo a presidente do CIC, Roseane Medeiros, trata-se de mais um instrumento que acompanhará, com apoio da populaão, as políticas públicas realizadas pelso gestores no que diz respeito ao setor educacional.

Todos os detalhes do portal serão repassados por Roseane durante coletiva nessa quinta-feira.

O debut na Assembleia de quem era secretário

marocalss

Domingos Filho e Marcos Cals.

Reassumira, nesta terça-feira mandato de deputado estadual Ivo Gomes (PSB), Marcos Cals (PSDB), João Ananias (PCdoB) e Mauro Filho (PSB). Eles estavam ocupando cargos de secretário na administração Cid Gomes.

Praticamente estreiam no mandato, pois foram convocados por Cid logo no primeiro dia de gestão. O clima foi de congraçamento, muita conversa fora e tapinhas nas costas.

Ivo Gomes era chefe de gabinete de Cid Gomes, seu irmão; João Ananias, o titular da Saúde; Marocs Cals ocupava a pasta da Justiça e Cidadania, enquanto Mauro Filho era o secretário da Fazenda.

(Foto – Evilázio Bezerra)

MPF faz mobilização contra Lei Maluf

Membros do Ministério Público de todo país estão mobilizados nesta terça-feira, em Brasília, e, a partir das 15 horas, na sede da Procuradoria Geral da República, farão o “Dia Nacional de Alerta contra a Lei Maluf”. A iniciativa é da Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR).

A ordem é derrubar o projeto de lei 265/2007 que prevê a criminalização e penalização de membros do Ministério Público que agirem por suposta má fé, com intenção de promoção pessoal ou visando perseguição política.

Para o presidente da ANPR, Antonio Carlos Bigonha, a realização de ações conjuntas e de âmbito nacional será de extrema importância para fortalecer a posição contrária à Lei Maluf, convencendo a opinião pública sobre o prejuízo que pode ser acarretado à sociedade, se o projeto for aprovado. “A proposta inaceitável de fazer calar o Ministério Público tem de ser combatida com rigor”, afirma.

O ato contará com a presença do procurador-geral da República (PGR) Roberto Gurgel e da vice-procuradora-geral da República Deborah Duprat, além do presidente da ANPR. Na ocasião, será lido um manifesto que, em seguida, será entregue à Câmara dos Deputados, em mão ao presidente Michel Temer.

MALUF

O deputado federal Paulo Maluf (PP-SP),  autor do texto do PL 265/2007, não tem qualquer credibilidade para exigir punições ou levantar questionamentos sobre o trabalho do Ministério Público.  Maluf já foi preso por denúncia de corrupção, processado pelo MP e, agora, entrou no rol dos procurados pela Interpol. Nos bastidores, a lei é vista como retaliação aos desafetos criados ao longo dos anos pelo político.

(Com site do MPF)

Mensagem definindo piso de R$ 1.025,00 para professor começa a tramitar na Assembleia

“Seis mensagens do Poder Executivo começaram a tramitar na sessão plenária da Assembleia Legislativa desta terça-feira. Uma das mensagens do Governo, de nº 7189/10, visa garantir que nenhum profissional do magistério público estadual tenha remuneração mensal inferior a R$ 1.025,00.

A mensagem que trata sobre o piso salarial do magistério prevê que a remuneração mínima dos servidores estaduais civis do Grupo Ocupacional Magistério seja válida para a jornada de 40 horas semanais. Segundo o texto, o valor está em consonância com o piso salarial profissional nacional do Magistério da Educação Básica, de acordo com a Lei Federal nº 11.738, de 16 de julho de 2008.

Também foram lidos no expediente dois ofícios encaminhados pelo Executivo. Um traz a prestação de contas do Governo referente ao ano de 2009. O outro comunica que nos dias 06, 07 e 10 de abril o Governo do Estado, com todos os secretários, estará instalado nas cidades de Penaforte, Orós e Bela Cruz, respectivamente. Há também uma mensagem de autoria do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará (TJ-CE) dispondo sobre o Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração dos Servidores do Quadro III do Poder Judiciário.”

(Site da AL)

CNI entrega Agenda Legislativa ao Congresso

O presidente da Federação das Indústrias do Ceará (Fiec), Roberto Macedo, está em Brasília. Ele participa, ao lado da cúpula da Confederação Nacional da Indústria (CNI), da solenidade de entrega da Agenda Legislativa do Setor Industrial para o Congresso.

Segundo Macedo, trata-se do documento onde a CNI expõe as prioridades que gostaria que fossem aprovadas pelo Congresso. A Agenda Legislativa chegará às mãos dos presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP) e da Câmara, Michel Temer (PMDB-SP).

Entre as reivindicações, o adiamento da votação do projeto que trata da redução da jornada de trabalho de 44 para 40 horas semanais. Segundo o presidente da Fiec, as entidades empresariais querem debater, mas não querem a votação neste ano “porque é ano eleitoral e fica complicada a discussão”.

PCdoB apoiará Cid mesmo que PSB feche acordo com PSDB, avisa Chico Lopes

chicolopes

O PCdo B vai apoiar a reeleição do governador Cid Gomes mesmo que o PSB feche acordo com o PSDB do senador Tasso Jereissati. Informou, nesta terça-feira, o deputado federal comunista Chico Lopes, ressalvando, no entanto, que, diante desse cenário, a legenda lançaria um nome para o Senado.

“Nós vamos apoiar a reeleição do Cid independente do apoio dele a outro nome para o Senado. Agora o PCdoB decidiu que apoiará Eunício Oliveira para o Senado e, no caso desse cenário, disputará a outra vaga de senador com o companheiro Hélio Leitão”, explicou o parlamentar.

Segundo Chico Lopes, o PCdoB é parceiro do Governo Cid Gomes e vem aprovando suas ações que constroem um Estado para o futuro. Ele não quis entrar na discussão que o PT trava com Cid e que envolve possível aproximação do governador ao PSDB. “Eles que se entendam”, observou o deputado que confirmou estar indo para a reeleição.

Sobre Hélio Leitão, o deputado federal Chcio Lopes disse que é uma grande opção para o Senado “porque é jurista respeitado, já presidiu a OAB do Ceará e tem prestígio nacional”. Leitão entrou no debate sobre a segunda vaga de senador pela base aliadas, porque, conforme Chico, tme méritos e o partido também decisiu que pode contribuir com um candidato.  

Chico Lopes

Marina promete manter modelo econômico se for eleita

“A ex-ministra do Meio Ambiente e senadora Marina Silva, que concorre à Presidência pelo Partido Verde, disse ontem (5) que, caso eleita, manterá a atual política econômica.

“Nós temos uma política econômica baseada no tripé do superavit primário, a política cambial e o controle da inflação a partir de metas. Durante um tempo isso era chamado política neoliberal, mas ultimamente não vi mais esse termo associado a essas três ferramentas. Elas devem ser mantidas, reorientando o processo”, comentou Marina.

Ela visitou o ABC e defendeu o aumento do rigor na diminuição das taxas de juros e no aumento dos investimentos.

“Foi graças às reservas que temos que foi possível atravessar essa crise econômica sem grandes sobressaltos e fazer os incentivos necessários. O que chamo economia de “sob carbono”. Alguns dizem que é impossível, mantendo esse tripé, fazer essa nova economia, mas claro que é possível”, afirmou.

Os recursos, segundo Silva, devem ser destinados ao “desenvolvimento sustentável, social e cultural”.

Apesar de defender a atual política econômica, Marina ressaltou que sua proposta é diferente da feita pela ex-ministra e pré-candidata do PT, Dilma Rousseff, e da do ex-governador de São Paulo e pré-candidato do PSDB, José Serra, favoritos nas pesquisas de intenções de voto. Enquanto Serra e Dilma estão acima dos 30% nas pesquisas, Marina aparece com uma percentagem que ronda os 10%.

“Meu projeto é completamente diferente. Não é de “desenvolvimentismo”, no que ambos se parecem. Não pode haver crescimento sem que ele se transforme em uma melhoria na vida das pessoas em todos os aspectos”, apontou.”

(EFE)

Famílias são alvo de despejo em Messejana

Cinquenta e sete famílias estão sendo despejadas, neste momento, de um terreno situado na comunidade Guajeru, em Messejana. O Batalhão de Choque da |Polícia Militar acompanha a ação, bem como advogados do Escritório Frei Tito, da Assembleia Legislativa.

As famílias dizem que era uma área abandonada há anos. A proprietária, cujo nome não foi divulgado, entrou com pedido de reintegração de posse na Justiça.

Chuva atrapalha agenda de Lula no Rio

“O presidente Luiz Inácio Lula da Silva cancelou parte da agenda prevista hoje no Rio de Janeiro por causa da chuva que atinge a cidade desde o início da noite de ontem. O presidente, que está na capital fluminense desde ontem e daqui a pouco concederá entrevista a emissoras de rádio no hotel Copacabana Palace, tinha participação prevista pela manhã na inauguração de Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), creches e obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) no Complexo do Alemão, na zona norte.

O restante da programação do presidente no Rio foi, a princípio, mantida. Às 12h50 ele deve participar de reunião fechada no Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para um balanço da política de desenvolvimento produtivo, na qual estarão presentes também os ministros Guido Mantega (Fazenda) e Miguel Jorge (Desenvolvimento). Às 15 horas, a agenda de Lula prevê participação na premiação da V Olimpíada da Matemática. A previsão é que o presidente embarque para São Paulo no final da tarde.”

(Agência Estado)

TJ-CE condena Sul América a pagar indenização de R$ 180 mil

“A Sul América Seguros terá de pagar apólice de seguro de vida ao cliente S.J.D.S., no valor de R$ 180.045,97. A decisão, proferida nesta segunda-feira (05/04), durante sessão da 3ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), teve como relator o desembargador Abelardo Benevides Moraes.

Consta nos autos que S.J.D.S. possuía duas apólices de seguro de vida, que previam cobertura de invalidez por doença. Vítima de psicose-esquizofrênica, ele foi aposentado por invalidez e, ao buscar receber o valor das apólices, teve pedido negado pela Sul América Seguros.

A seguradora alegou que a doença era preexistente, já que a data da aposentadoria do cliente foi a mesma da contratação do seguro. Sustentou, ainda, que não tem obrigação legal de realizar exames prévios nos possíveis segurados.

O Juízo de 1º Grau julgou improcedente o pedido da seguradora, por entender que S.J.D.S. preenchia todos os requisitos para o recebimento do seguro, bem como para a aposentadoria concedida pelo INSS.

O relator do processo ressaltou que a apólice de S.J.D.S. estava em vigência desde 1982 e, após sucessivas renovações por parte do cliente ao longo dos anos, não há porque se falar em doença preexistente, uma vez que o segurado foi aposentado apenas em 1998. O desembargador ressaltou que, no momento da celebração do contrato, era necessária a realização de exame clínico, de responsabilidade da seguradora, a fim de averiguar o real estado de saúde do contratante, não podendo, posteriormente, recusar o pagamento da indenização, quando não exigiu a inspeção no momento oportuno.”

(Site do TJ-CE)

CTB faz corpo a corpo no aeroporto em favor do projeto que reduz a jornada de trabalho

ctb

Ato ocorreu no saguão do Pinto Martins.

Um grupo da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), corrente sindical ligada ao PCdoB, realiza, nesta terça-feira, em vários Estados, um corpo a corpo junto aos parlamentares federais em favor da aprovação do projeto de redução da jornada de trabalho de 44 para 40 horas semanaias.

Em Fortaleza, houve manifestação, com direito aum boneco gigante estampanhdo a marca da Central, nesta madrugada, no Aeroporto Internacional Pinto Martins. Sob o comando da vice-presidente da CTB, Marta Brandão, o grupo distribuiu panfletos, expôs faixas em favor dessa luta e pediu apoio.

Poucos parlamentares embarcaram para Brasília. O deputado federal Eudes Xavier (PT) foi o mais solícito ao movimento. Parou para conversar, recebeu panfletos e garntiu apoio. O depuado federal Chico Lopes (PCdoB) madrugou para se engajar à manifestação que quer aprovação de um projeto que tem o senador Inácio Arruda (CdoB) como um dos autores. A matéria também é assinada pelo senador Paulo Paim (PT-RS) e continua tramitando em várias comissões técnicas do Congresso.

“Essa manifestação é nacional. Nós vamos realizar nos aeroportos e no Congresso durante todo este mês. Queremos a aprovação já da redução da jornada de trabalho sem redução do salário. A pressão do empresariado e´grande, mas queremos mostrar que estamos unidos nessa luta”, disse Marta Brandão, da CTB-Ceará.

(Foto – Paulo Moska)

Serra passa semana no limbo

“Nem governador, nem candidato. É esta a atual situação do tucano José Serra, que na última sexta-feira (2) renunciou ao cargo no Palácio dos Bandeirantes e agora aguarda o PSDB aclamá-lo como pré-candidato à Presidência para, enfim, começar a sua campanha. O evento está marcado para sábado (10), em Brasília.

Fora a festa da pré-candidatura, Serra não tem mais compromissos confirmados para a semana, segundo a sua assessoria. Nem mesmo a sua participação na posse do novo governador de São Paulo, Alberto Goldman, que acontece nesta terça-feira (6), está confirmada.”

(Agência Estado)

Vice-presidente do DEM bate na cúpula e rechaça apoio à reeleição de Cid Gomes

ruy

O vice-presidente regional do DEM, Ruy Câmara, volta a bater duro no presidente regional da legenda, Chiquinho Feitosa. Em comunicado, ele rechaça qualquer tipo de acordo ou apoio do partido à reeleiçao do governador Cid Gomes (PSB). Confira:

COMUNICADO

O plano de esfacelamento de toda e qualquer resistência de oposição no Ceará nos convoca para uma tomada de posição mais firme contra os esforços sorrateiros de anulação do DEM-Ce nas eleições que se aproximam.

O Ceará inteiro sabe que apesar das adversidades, da escassez de recursos, da ausência de grandes apoiadores e tendo de enfrentar o poder de compra das máquinas (Federal, Estadual e Municipal) nosso partido sempre disputou eleições majoritárias no Estado e atuou com desenvoltura e autonomia em defesa dos interesses da sociedade. E quantos projetos importantes nós apresentamos nos embates que travamos: Ronda do Quarteirão; PAI; 1º Emprego para o jovem, Cursinho da Cidade; Centros Profissionalizantes do Município, Centros de Cultura e Arte, dentre tantos outros nas áreas da saúde, educação, segurança e infra-estrutura.

Por mais de uma década cultivamos no partido o convívio com sua militância, com seus simpatizantes e até mesmo com os nossos adversários. Mas hoje o partido definha, se omite dos debates e na opinião dos observadores da política local, o DEM – Ceará tornou-se um partido de fachada, sem expressão política alguma e sem autonomia para eleger sequer um deputado estadual.

Não foi esse o acordo que firmamos em Brasília quando indicamos o nome de Chiquinho Feitosa para dirigir o DEM no Ceará em julho de 2009. Portanto, não podemos consentir que nosso partido seja levado a reboque de um projeto pessoal que envolve uma mera, inútil e dispensável suplência de senador, muito menos podemos consentir essa aliança adúltera com a base de sustentação da petista Dilma no Ceará. A hipótese de apoio do DEM ao governador, Cid Gomes, significa um desserviço e uma traição aos fundamentos que norteiam o nosso partido como força de oposição nacional e local.

Particularmente não temos nada contra o governador Cid Gomes, nem contra o senador Tasso Jereissati, muito menos contra Chiquinho Feitosa, mas não podemos omitir que os interesses pessoais e políticos de cada um diferem completamente dos interesses coletivos do nosso partido. Portanto, essa descompostura política não tem sustentação programática e o DEM – Ce não será em nenhum hipótese refém acabrunhado de um conluio paroquial liderado pelo PSB, PT, PMDB e submetido a interesses estranhos e difusos do PSDB local, pois entendemos que a sua anulação nessas eleições significa aprovar esse projeto inconseqüente e irresponsável de esfacelamento das oposições no Estado. Ademais qualquer aproximação do nosso partido com o poder é uma ameaça real que mais tarde comprometerá, sem dúvida, o desempenho eleitoral de José Serra no Ceará.

Nessas eleições, pela sua complexidade e tendência plebiscitária, fica claro que alguns milhões de votos podem fazer uma tremenda diferença na contagem final. Fica claro que a autonomia política de um partido como o DEM não pode se dissociar da sua fundamentação ideológica, dos seus valores, nem das atitudes dos seus dirigentes, muito menos da interação entre os seus reais objetivos políticos e o seu posicionamento de coerência frente às instituições do Estado.

Nós sabemos por vivida experiência que, quando um partido é dirigido segundo os interesses alheios aos seus próprios, seja porque perdeu a sua identidade; seja porque atua como sigla de aluguel; seja por falta de disposição para disputar eleições; ou porque falta ao seu presidente compromisso partidário; ou ainda porque este não quer se indispor com os donos do poder – esse partido demonstra para a sociedade toda a sua incapacidade de levar adiante até mesmo o programa que pretende promover.

É certo que estamos dispostos a enfrentar novamente as 3 máquinas, Federal, Estadual e Municipal e temos consciência de que qualquer sujeição do DEM às forças políticas que apóiam Dilma refletirá diretamente no desempenho de José Serra no Ceará. Queiramos ou não, mas devemos reconhecer que o impacto cognitivo do apoio do PSDB local aos apoiadores de Dilma já causou um estrago na campanha de José Serra no Ceará. Essa dubiedade é um desserviço à política local e nacional, e mais ainda à democracia política.

E aqui expomos com clareza o nosso ponto de vista: O Brasil inteiro sabe que Ciro e Cid Gomes são ferrenhos adversários de José Serra. Sabe também que em eleições passadas o senador Tasso Jereissati não se empenhou minimante para fortalecer a campanha de Serra no Ceará. Portanto, pensar que já decidiram os rumos do Ceará antes mesmo das eleições, é afirmar, equivocadamente, que os eleitores não são os fins, mas os meios, ou seja, são sujeitos sem autonomia alguma. Imaginar que o eleitor tem uma imagem fluida e difusa a respeito dos políticos e dos partidos é um equívoco retumbante de quem se presume soberano. A crise de identidade política dos lideres da oposição nacional que no plano local apóiam candidatos do arco de alianças que apóiam Dilma, será realçada com mais intensidade nas eleições estaduais, permitindo ao eleitor compreender nitidamente que seu interesse difere completamente dos interesses de quem manobra essas composições esdrúxulas que visam tão só aparelhar o Estado para servir a um inconfesso interesse particular de poder.

É perceptível que a decisão do senador Tasso Jereissati de apoiar Cid Gomes contra a vontade do seu partido não atende a um mínimo compromisso com a coerência. Tanto é verdade que o presidente do PSDB no Ceará, Marco Penaforte, classifica a opção do senador como um suicídio político para o partido. Mas parece que o senador não está minimamente preocupado com a eleição de José Serra, muito menos com os destinos do Ceará, e pala forma como se posiciona, deixa transparecer que seu único objetivo é encerrar sua carreira política desfrutando de uma confortável senatoria, mesmo que seja em sacrifício de boa parte da bancada do seu partido.

Preocupados que estamos com a demolição do DEM e conseqüentemente com o esfacelamento das oposições no Ceará, e diante da hipótese de Cid Gomes não ter sequer adversário nas próximas eleições, estamos convencidos de que cabe ao DEM, ao PPS e possivelmente ao PR, a tarefa de apresentar alternativas para o governo, para o senado e para os demais cargos proporcionais. É importante que os partidos de oposição se posicionem com coerência, afinal, nenhum governo, por mais eficiente e virtuoso que seja, pode prescindir de uma oposição responsável e consciente.

Para enfrentarmos tamanho desafio precisamos reerguer as forças de oposição e as pessoas que estejam dispostas a lutar contra essa hegemonia paroquial e mais ainda contra os riscos reais de retrocessos democráticos ou de uma venezuelização do Brasil. Juntos (DEM, PPS e possivelmente o PR) teremos o tempo midiático suficiente para darmos uma valiosa contribuição ao debate político, tão salutar para a democracia do país e mais ainda para a economia política do nosso Estado. São essas as diretrizes do nosso partido para enfrentarmos os adversários do nosso candidato, José Serra, nos embates políticos que se aproximam.

Saudações democráticas

Ruy Câmara

Vice-presidente

Democratas – Ceará

Em ano eleitoral, mais verbas para o PAC

“A primeira reunião entre a nova equipe da Esplanada e o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou que a execução do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) nos dois primeiros meses deste ano foi 136% maior do que em janeiro e fevereiro do ano passado.

Os números confirmam tendência prometida ao longo do ano passado pelo próprio Lula de que o último ano de seu governo, e também de eleição, seria o “ano do investimento”.

Segundo dados do site Contas Abertas, no primeiro trimestre deste ano, o total investido em obras do PAC chegou a R$ 3,9 bilhões.

O valor é maior do que a soma do dinheiro liberado nos primeiros trimestres de 2007, 2008 e 2009 — um total de R$ 3,6 bilhões. Os recursos empenhados para o PAC também cresceram nos primeiros três meses deste ano, chegando R$ 6,7 bilhões.”

(Globo)

Superintendentes das Policias Rodoviárias Federais participam de encontro em Fortaleza

Com a presença do diretor-geral da Polícia Rodoviária Federal, inspetor Hélio Derenne, será aberto, nesta terça-feira pela manhã, no Marina Park Hotel, o I Encontro Nacional de Superintendentes da Polícia Rodoviária Federal.

O evento reunirá, até quinta-feira, todos os  superintendentes da PRF de todos os estados, bem como os coordenadores-gerais e coordenadores do Departamento de Polícia Rodoviária Federal de Brasília.

Segundo o inspetor Ubiratan de Paula, superintendente da PRF do Ceará, o encontro debaterá o processo de atualização dos procedimentos e das atividades operacionais desenvolvidas pelas policias rodoviárias federais.

Oposição a Cid Gomes marca reunião para esta 4ª feira

“Marcada para ontem, a reunião entre dirigentes do PPS e do PR sobre a escolha de um candidato para fazer oposição ao governador Cid Gomes (PSB) nas eleições de outubro, foi adiada para amanhã. Considerado pré-candidato até a última sexta-feira, o prefeito de Maracanaú, Roberto Pessoa (PR), desistiu de disputar o cargo máximo do Executivo estadual. Ele tinha até 2 de abril para se desincompatibilizar da Prefeitura, o que acabou não acontecendo. “A gente está programando a reunião para quarta-feira (amanhã). Com Lúcio (Alcântara – presidente estadual do PR) e Roberto Pessoa. Vamos fazer uma avaliação do quadro e estratégias“, explicou o presidente do PPS no Ceará, Alexandre Pereira.

Alexandre reiterou que o nome de Lúcio “é sempre bem lembrado nas pesquisas“, seja para o Senado, seja para o Governo do Estado. No entanto, disse que ainda não há outros nomes de peso na lista para disputar o Governo. Segundo o presidente do PPS, o encontro foi adiado porque Lúcio se encontrava em Brasília, além das agendas “apertadas“ dele.”

(O POVO)