Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

A história de um buraco teimoso

ruaetodorr1

Alguém aí se lembra desse trecho de rua? Fica no bairro Vila União. Trata-se da rua Teodorico Barroso com a avenida Expedicionários. Há alguns meses, nestre Blog, divulgamos o surgimento de umburaco nessa esquina, que chamou a atenção porque alguém colocou como sinalizador um sofá velho.

Houve o conserto por parte da Prefeitura de Fortaleza mas, agora, como se observa, a coisa não foi feita de forma eficiente. O buraco reapareceu e novo reparo está sendo providenciado.

(Foto – Paulo Moska)

Código Florestal pode vir por MP

“O governo Lula não quer chegar em Copenhague com a discussão do Código Florestal em aberto – e tampouco quer que a discussão se estenda ao longo da campanha eleitoral.

Por isso, decidiu que vai regulamentar a questão por meio de uma medida provisória. A MP, que será editada até quinta-feira que vem, não incluirá anistia a desmatadores e nem reduzirá a reserva legal de qualquer bioma brasileiro – como querem os ruralistas. Mas, para o horror dos ambientalistas, irá permitir compensação de reserva legal em biomas adjacentes. Ou seja, quem desmatou no Cerrado, poderá compensar na Amazônia, por exemplo.”

(Coluna Radar – Veja Online)

Servidores invadem prédio da ABC Card

O clima é de confusão na porta do antigo Banfort (Centro de Fortalza), nesta manhã de quarta-feira. Ali, opera a sede da ABC Card, empresa responsável pela administraçao de consignações no Estado voltadas para servidores públicos.

Um grupo de servidores revoltado com as regras definidas pelo governo no quesito empréstimos via carrtão único, invadiu o prédio. Muitos reclamam não ter mais acesso a empréstimos.

Há informações de que a Secretaria do Planejamento e Gestão ainda não liberou convênio com empresas para que a ABC Card possa fazer as transações em favor de servidores.

Morre Lombardi, o locutor do Sílvio Santos

“Morreu nesta quarta-feira (2) Luiz Lombardi Neto, 69 anos, célebre locutor dos programas de Silvio Santos. De acordo com seu irmão, Reinaldo Lombardi, ele foi encontrado morto pela mulher, Eni, que foi acordá-lo para ir trabalhar.

Ele afirmou também que Lombardi não tinha problemas de saúde e que os médicos ainda não sabem o que pode te-lo levado à morte.

Lombardi trabalhava com Silvio Santos no SBT há mais de 40 anos. Até as 10h, o apresentador ainda não havia entrado em contato com a família. “Acho que ele nem está sabendo”, disse o irmão. De acordo com a assessoria de imprensa do SBT, a notícia pegou todos de surpresa na emissora.

A família, que vive em Santo André, ainda não definiu onde serão realizados o velório e o enterro de Lombardi.”

(Com Agências)

Pré-candidato a governador pelo PR, Roberto Pessoa conversará com Patrícia Saboya

robertopesso

O prefeiteo de Maracanaú e pré-candidato do PR ao Governo do Ceará, Roberto Pessoa, terá encontro nesta quarta-feira, em Brasília, com a senadora Patrícia Saboya (PDT). Ele informou para o Blog que será papo de políticos e, claro, sobre eleições do próximo ano.

Há especulações dando conta de que Roberto Pessoa quer atrair Patrícai para uma ampla aliança de oposição à reeleição do seu ex-cunhado, Cid Gomes (PSB), abrindo para que ela disputasse mais uma vez o Senado.

Roberto não quis confirmar, mas lembrou que Patrícia tem dito sempre que não mais admira Cid Gomes desde o dia em que ele, em detrimento de sua postulação e amizade com ela, resolveu apoiar a reeleição da prefeita Luizianne Lins (PT).

 Na condição de prefeito, ele aproveita para cobrar recursos de custeio para a saúde de Maracanaú e verbas para compra de equipamentos destinados oa futuro Hospital da Mulher da Criança, em fase de construção.

(Foto – Paulo Moska)

Obama estaria decepcionado com política externa de Lula, diz jornal

“Uma reportagem do jornal americano “The Wall Street Journal” afirma nesta quarta-feira que a política externa do Brasil “está decepcionando” o governo do presidente americano, Barack Obama.

Em uma reportagem que examina o que chama de “resistência às suas políticas (dos EUA) para a região”, o diário financeiro diz que a crescente influência brasileira e de outros países na América Latina é um “desafio” para Washington.

“Ao mesmo tempo em que permanece o principal ator na América Latina, o poder dos Estados Unidos é contido por vários fatores, incluindo a ascensão do Brasil como uma potência regional, a influência de uma facção de nações antiamericanas lideradas pela Venezuela e a demonstração de força da China, que enxerga os recursos latino-americanos como chave para o seu próprio crescimento”.

Entre os episódios que, segundo o artigo, puseram o governo Obama em desafino com a região estão Cuba, o uso de bases militares na Colômbia e a crise política em Honduras.

Nesta última, diz o “WSJ”, os países latino-americanos “se ressentiram” de seus laços históricos com os EUA e demandaram inicialmente uma definição de Washington sobre a deposição do então presidente Manuel Zelaya em Honduras.

Quando definiu sua posição, entretanto, os EUA se distanciaram de grande parte da América Latina, incluindo o Brasil.

“A divisão é um dedo na ferida das relações com a região”, sustenta o “WSJ”. “Washington ficou especialmente aborrecido com a visita do presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, ao Brasil como parte de um giro no qual também visitou a Venezuela e a Bolívia, e recebeu apoio para seu polêmico programa nuclear.” Para o jornal, “a ascensão do Brasil como potência hemisférica está se tornando um desafio e – em termos de política externa – uma decepção para o presidente Barack Obama, que, como George W. Bush, desenvolveu um relacionamento próximo com o carismático presidente Luiz Inácio Lula da Silva”.

A reportagem avalia que “a América Latina está profundamente dividida entre nações pró-EUA, como México, Colômbia e Peru, e um bloco de países populistas que inclui Venezuela, Bolívia, Equador e Nicarágua. Chávez às vezes também encontra aliados na Argentina e no Brasil”.

Na avaliação do “The Wall Street Journal”, outra razão para o menor peso dos EUA na região é a presença cada vez maior da China, que “está financiando a estatal brasileira de petróleo (Petrobras) em US$ 10 bilhões”.

(BBC Brasil)

Arruda diz que Roriz quer vencê-lo no tapetão

arruda

“O escândalo que desmontou o governo, devastou a credibilidade da Câmara Legislativa e expôs o Tribunal de Contas do Distrito Federal (TCDF) com a divulgação de imagens de políticos escondendo maços de dinheiro tem um maestro na visão do principal alvo da Operação Caixa de Pandora. Para o governador José Roberto Arruda (DEM), o responsável por sua derrocada é o seu principal adversário político: o ex-governador Joaquim Roriz (PSC). Arruda afirma que Durval Barbosa gravou vídeos, manipulou imagens e até pode ter corrompido empresários com objetivo de construir uma trama com força para tirá-lo do poder e ganhar as eleições de 2010 no “tapetão”.

Arruda admite que manteve em seu governo um aliado com 32 processos na Justiça por supostos desvios de recursos públicos, a quem considerava um amigo e um “excelente articulador”. Apesar dos rumores no meio político em Brasília, o governador nega que tenha passado três anos sendo chantageado por Durval. Disse que só soube da existência do vídeo em que aparece recebendo dinheiro há pouco tempo, quando, então, orientado pelos advogados teria exigido que o secretário registrasse o recebimento dos comprovantes da compra de panetones, versão que sustenta para explicar o destino dos recursos.

Sobre o conteúdo da gravação ocorrida em 21 de outubro com o monitoramento da Polícia Federal, Arruda parece confuso. Não se lembra de detalhes e apenas acredita que quando se referia a números, não falava de propina para aliados, mas tratava de pedidos de empregos em administrações regionais do governo. Na visão do governador, tudo tem explicação. O problema maior é explicar a pessoas como a mãe dele, em Itajubá (MG), a imagem da sacola de dinheiro.

Depois de tudo o que veio à tona, a operação da Polícia Federal, as acusações de corrupção e os vídeos, o senhor enxerga uma saída?

O problema é grave e ele tem que ser compreendido em três frentes distintas. A jurídica, a política e a mídia. Na questão jurídica, os meus advogados, Dr. Gerardo Grossi, Nabor Bulhões e (José Eduardo) Alckmin me tranquilizaram muito. Não há nos autos, ao que se conhece até agora, nada que possa me incriminar. Nenhuma ação minha que possa ser entendida como dolosa. Há duas questões fundamentais atribuídas a mim: na época do Natal de 2004 ou de 2005, aí eu não me recordo bem, houve a gravação dele (Durval) me entregando dinheiro.

Como explicar o vídeo em que o senhor aparece recebendo dinheiro do seu ex-secretário de Relações Institucionais Durval Barbosa?

Todo final de ano, eu faço programas sociais, visito creches, asilos, as periferias das cidades, levo cestas básicas, panetones, o que virou piada até, mas eu faço isso. E vários empresários doam também, o Carrefour doa, pessoas físicas e jurídicas. Ele me fez nesse dia uma doação de livre e espontânea vontade. Não fez apenas naquele ano, fez em outros anos também. Por que gravou? Não sei. Já com alguma má fé naquela época, talvez. Mais tarde fui alertado desses problemas, fiz um registro oficial ao Tribunal Regional Eleitoral não apenas com a doação dele, mas com a doação de todos aqueles que durante 10 anos de uma maneira ou de outra contribuíram nas minhas campanha sociais. Entendem os meus advogados que, embora a imagem seja forte, horrível, de qualquer maneira juridicamente eu estou coberto.

O senhor explicou a fúria de Durval para ter denunciado o senhor. Existe alguém por trás do Durval?

Tem muitas coincidências aí. O Dr. Durval faz essa denúncia à Justiça no dia 17 de setembro, um dia depois que o ex-governador Roriz saiu do PMDB. Nos dias que antecederam a ação da PF, o ex-governador falou no jornal Entrelagos, no jornal Hoje em Dia, e falou num jantar (com jornalistas) que algo muito grave iria acontecer. Ora, parece-me claro que o ex-governador estava informado da ação da Polícia Federal. Uma coisa que também me causa certa estranheza é que ele (Durval) foi oito anos gestor de uma verba milionária no governo Roriz, R$ 500 milhões por ano, durante oito anos. Se você verificar os vídeos, que são estarrecedores e que estão aparecendo na televisão, a grande maioria deles se refere a este período do governo Roriz, não do meu, onde ele efetivamente manipulava grande quantidade de dinheiro como se vê agora. Que que eu tenho com isso? Será que se eu tivesse mantido ele presidente da Codeplan e se eu não tivesse feito um corte de R$ 300 milhões na informática, será que ele teria feito tudo isso? Ou será que ele estaria feliz comigo?

O senhor identificou que várias das pessoas que estão nas gravações também são seus aliados?

Pelo que se sabe hoje, ele filmava todo mundo, então parece que nessa distribuição farta de fitas há uma seleção. De vez em quando ele coloca lá um (Júnior) Brunelli para disfarçar, mas as outras pessoas são ligadas a mim. Quer dizer, mas mesmo aquelas que hoje são ligadas a mim com fitas que foram feitas no governo Roriz. O mais interessante, ainda não apareceu nenhuma fita dos oito anos que ele foi do governo Roriz com as pessoas ligadas ao Roriz. E como o Roriz antecipou para os jornais a bomba que se abateria sobre Brasília, desculpa, mas eu não tenho como não reconhecer que eu não fiz isso sozinho. E aí é o grande problema que sempre me alertaram. Como eu herdei pessoas do governo Roriz, a maioria delas têm sido muito leal a mim e têm feito um trabalho muito correto. Infelizmente, eu herdei também coisas ruins.”

(Correio Braziliense)

Oficiais de Justiça ameaçam nova greve

O Sidicato dos Oficiais de Jutiça do Ceará marcou para sexta-feira próxima, a partir das 14 horas, uma nova assembleia geral. Revoltada, a categoria dicutirá novas ações para pressionar a presidência do Tribunal de Justiça para que tenha implantado seu novo plano de cargos, carreiras e salários.

A assembleia geral ocorrerá no auditório do Fórum Clovis Bevilaqua. Os oficiais de justiça, que já paralisaram atividades neste semestre, não descartam cruzar os braços novamente.

França não será cabeça de chave na Copa 2010

A França não vai ser cabeça de chave na Copa 2010, na África do Sul. A informação foi dada, nesta quarta-feira, pelo Bom Dia Brasil. A decisão foi anunciada pela Fifa que, no entanto, garante não ter sido a exclusão da seleção francesa dessa condição algum tipo de punição por ter se classificado par a Copa com gol de mão contra a Irlanda.

Serão cabeça de chaves para o sorteio em que a Fifa definirá grupos na sexta-feira, em Joanesburgo, as seguintes seleções: Brasil, Itália, Espanha, Alemanha, Holanda, Argentina, Inglaterra e, claro, a dona da casa, África do Sul.

Ciro Gomes aposta na tese de que José Serra vai desistir da disputa presidencial

cirocirinho

Sob olhares do filho Cirinho, o presidenciável Ciro Gomes (PSB) deixou Fortaleza, nas últimas horas, tomando a rota de Brasília e apostando na tese de que o governador de São Paulo e presidenciável tucano José Serra acabe desistindo de postular em 2010.

Para Ciro, o tucano tem dado claras sinalizações de que quer mesmo é tentar a reeleição para o Governo, o que seria melhor negócio para seu grupo político e para o PSDB em razão do peso político e eleitoral de São Paulo.

Ciro deu essa declaração sem aprofundar avaliações, mas fez questão de reiterar que continua pré-candidato e que com 20% de preferência acha-se em condições de surpreender. Ele aparece em algumas pesquisas à frente da ministra Dilma Russeff, a preferida de Lula para a disputa presidencial.

(Foto – Paulo Moska)

Secretaria da Administração Municipal inscreve para estágio

Até sexta-feira próxima, a Secretaria de Administração do Município inscreve para estágio alunos do curso de Serviço Social. O atendimento é na sede do órgão, das 8 às 11 horas e das 13 às 16 horas.

Os interessados deverão apresentar: cópias da carteira de identidade, carteira de reservista (caso homem) e do CPF, uma foto 3×4, comprovante de residência, histórico escolar atualizado e comprovante de matrícula assinados pelo coordenador do curso e currículo com seus respectivos comprovantes. As cópias devem ser acompanhadas dos respectivos documentos originais para conferência.

Para se candidatar os estudantes deverão comprovar que cumpriram, no mínimo, o 4º semestre ou ter 80 créditos e, no máximo, o 7º semestre; e ter um índice de rendimentos igual ou superior a 6,0 (seis), ou conceito equivalente nas disciplinas já cursadas. A duração do estágio é de 1 (um) ano com a possibilidade de ser prorrogado pelo mesmo período uma única vez. A carga horária é de 20 horas semanais, adequada à necessidade do órgão requisitante e à jornada escolar do estagiário. O valor da bolsa-estágio paga pela PMF é de R$ 350,00.

 
SERVIÇO
 
Secretaria de Administração do Município – SAM
Av. Desembargador Moreira 2875 – Dionísio Torres – Fortaleza
Fone – (85) 3433-3605

Cerimonial da prefeita recebe mais verbas que conselhos tutelares

joalafred

“O vereador João Alfredo (Psol) apresentou ontem no plenário da Câmara Municipal dados que constam no orçamento municipal de 2006 a 2010, que mostram uma redução de 44,75% nos recursos destinados para os seis conselhos tutelares de Fortaleza no período. Enquanto isso, houve um incremento de 179,48% dos recursos para a manutenção do cerimonial do gabinete da prefeita Luizianne Lins (PT).

Para 2010, a previsão é que se invista mais no cerimonial do que em todos os conselhos tutelares juntos. De acordo com a proposta orçamentária enviada em outubro para a Câmara & e que chegou ontem às Comissões de Legislação e de Finanças para análise & foram alocados para os conselhos R$ 341 mil. Já para o cerimonial do gabinete, o valor foi de R$ 858 mil.

Desproporcional
Antes de apresentar o que ele classificou como “distorções“ orçamentárias, João Alfredo destacou que, entre os anos de 2006 e 2010, houve uma evolução de 93,96% na previsão orçamentária do município de Fortaleza. No segundo ano da gestão Luizianne Lins (PT), essa previsão era de R$ 1,98 bilhão. Quatro anos depois, saltou para R$ 3,8 bilhões. Os investimentos nos conselhos tutelares, no entanto, não seguiram o crescimento do bolo orçamentário. Em 2006 foram destinados R$ 763 mil. Para 2010, a previsão é de que seja repassada quase a metade do valor: R$ 341,4 mil.

“São números. Não estou inventando nada. Houve uma queda brutal com a questão dos conselhos tutelares“, destacou o parlamentar. Para João Alfredo, será papel dos vereadores corrigir esses valores durante a votação do Orçamento 2010, mesmo que seja necessário deslocar verbas, por exemplo, do cerimonial da Prefeitura.

Em julho, O POVO publicou um série de matérias sobre a atuação dos seis conselhos tutelares de Fortaleza. Uma delas denunciava que a falta de estrutura prejudicava a prestação de serviços.

Revolta e bate-boca
Os dados apresentados pelo vereador do Psol incomodaram a base aliada da prefeita. Cada aliado, à sua maneira, procurou explicar o porquê do baixo investimento em algumas temáticas sociais. Entre os argumentos, o de que boa parte dos recursos municipais está centralizada no gabinete da prefeita e nas secretarias temáticas.

No entanto, a reação que mais chamou atenção foi a do vereador Carlos Mesquita (PMDB). Demonstrando indignação contra a denúncia do vereador do Pscol, o peemedebista afirmou que o estudo de João Alfredo sobre as finanças do Município deveria ser “totalmente desconsiderado“, pois teria sido feito por um “assessorzinho apressado“.

“Esse estudo não tem fundamento nenhum. Ele (João Alfredo) não tem nem conhecimento matemático para isso. Se trata de um factóide para se apresentar politicamente“, atacou.

Aos gritos, João Alfredo afirmou que a fala do colega parlamentar foi “desqualificada“, e classificou sua postura de “subserviente“. “O senhor foi presidente desta Casa e deveria se comportar“, bradou Alfredo, enquanto Mesquita tentava interrompê-lo. Devido a confusão, o presidente da Câmara, vereador Salmito Filho (PT), cortou o microfone do peemedebista. ”

(Jornal O POVO)

Mensalão do DF – Tem magistrado envolvido

“A Corregedoria Nacional de Justiça abriu procedimento administrativo nesta terça-feira para apurar a suposta participação de três desembargadores do TJ-DF (Tribunal de Justiça) do Distrito no esquema de corrupção na gestão do governador José Roberto Arruda (DEM).

A abertura do procedimento foi assinada pelo ministro Ives Gandra, conselheiro do CNJ (Conselho Nacional de Justiça) que substitui temporariamente o ministro Gilson Dipp, corregedor nacional de Justiça, que está em viagem ao exterior.

Os desembargadores Getúlio Pinheiro Sousa, Romeu Gonzaga Neiva e José Cruz Macedo terão 15 dias para prestarem informações ao CNJ sobre o envolvimento de seus nomes nas denúncias de corrupção no governo do DF. A reportagem não localizou os magistrados para comentar o assunto.

Arruda é suspeito de participar de um esquema de corrupção que envolveria a distribuição de dinheiro para políticos da base aliada. Ele aparece recebendo dinheiro num vídeo gravado pelo ex-secretário Durval Barbosa. Arruda nega irregularidades.

Hoje, a Executiva Nacional do DEM decidiu abrir processo disciplinar contra o governador. Ao final, o processo pode resultar na expulsão de Arruda do partido. Dividido, o DEM decidiu dar oito dias de prazo para Arruda se defender. Também haverá dois dias para elaboração do relatório. O partido marcou para o dia 10 o julgamento do processo aberto contra o governador do DF.

Na reunião, um grupo de integrantes do DEM –os senadores Demóstenes Torres (GO), José Agripino (RN) e o deputado Ronaldo Caiado (GO)– pediram a expulsão imediata de Arruda.

Mas foram voto vencido no encontro. O grupo do presidente do DEM, Rodrigo Maia (RJ), conseguiu aprovar a proposta que dá prazo de defensa a Arruda. Segundo Demóstenes, Rodrigo disse que a decisão de dar prazo para a defesa poderia ser creditada a ele.”

(Folha Online)

Acordo trabalhista firmado pelo Sindiônibus com motoristas é anulado

“O Ministério Público do Trabalho (MPT) conseguiu anular a convenção coletiva de trabalho (CCT) firmada, no ano passado, entre os sindicatos das Empresas de Transporte de Passageiros (Sindiônibus) e dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Ceará (Sintro). A decisão foi tomada por três votos a um pelo Pleno do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 7ª Região, que acolheu a ação anulatória proposta ainda no ano passado pelo então procurador-chefe da Procuradoria Regional do Trabalho (PRT), Cláudio Alcântara Meireles.

Durante a sessão dessa terça-feira do TRT, o relator da ação, desembargador federal do Trabalho Antonio Carlos Chaves Antero, manifestou-se favorável à manutenção da convenção. O atual procurador-chefe da PRT, Francisco Gérson Marques de Lima, no entanto, durante sustentação oral, esclareceu que a anulação se tornou necessária porque, embora existam cerca de 15 mil trabalhadores no setor, apenas 3.033 são associados ao Sintro e, deste total, somente 43 participaram, à época, da assembléia que aprovou a assinatura da convenção, a maioria destes formada por membros da diretoria da entidade.

A defesa do Sindiônibus perante o TRT foi feita pelo advogado Cleto Gomes, que alegou terem sido cumpridos todos os requisitos de validade jurídica da convenção. Conforme apurado, ainda no ano passado, pelo MPT, os trabalhadores não teriam tomado sequer conhecimento das datas e horários das assembléias que aprovaram a pauta de reivindicações e o texto final da convenção coletiva.

Após os esclarecimentos prestados por Gérson Marques, os desembargadores federais do Trabalho Antonio Marques Cavalcante Filho e os desembargadores convocados Paulo Régis Machado Botelho e Maria José Girão julgaram a favor da anulação da convenção coletiva.”

(Site do MPT-CE)

TJ-CE encerra nesta 4ª feira mutirão carcerário

“Termina nesta quarta-feira o mutirão carcerário promovido com o apoio do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) no Ceará. Desde que começou, em julho deste ano, mais de 2.700 presos foram soltos, como resultado do mutirão. A cerimônia de encerramento dos trabalhos será realizada nesta quarta-feira (02/12), às 16h, no auditório do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE). O juiz auxiliar do CNJ e coordenador nacional dos mutirões carcerários, Erivaldo Ribeiro dos Santos, participará da solenidade. “A nossa preocupação aqui foi de plantar uma semente. Agora é preciso que o Tribunal, juízes e servidores dêem continuidade ao trabalho”, destacou o juiz Marcelo Lobão, indicado pelo CNJ para coordenar o mutirão no esado cearense.”

(Site do CNJ)

Projeto que prevê aumento do rendimento do FGTS ganha apoio

As alterações que estão sendo propostas pelo senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) na legislação que regula o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), principalmente na forma de correção dos recursos do fundo, ganharam a adesão de entidades representativas dos trabalhadores. Na avaliação do presidente do Instituto FGTS Fácil, Mário Alberto Avelino, os recursos dos trabalhadores vêm sendo “confiscados”, pois não são atualizados de forma adequada. Ele disse que em sete anos (de 2002 a 2009) os trabalhadores perderam R$ 54,5 bilhões.

Mário Avelino defende a correção dos recursos do fundo pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (IPCA), conforme prevê o projeto de lei de Tasso. Atualmente, explicou, a atualização é feita pela Taxa Referencial (TR), para ele, um índice financeiro que favorece apenas aos bancos. Ele informou que desde setembro deste ano, a TR “tem sido zero” e, em sua opinião, deve continuar neste patamar até as eleições de 2010.

Ele afirmou que os trabalhadores querem mudanças na lei do FGTS para evitar perdas, terem um rendimento justo e, também, mais facilidades para a utilização dos recursos do fundo..

O presidente da Força Sindical no Distrito Federal, Epaminondas Lino de Jesus, também se manifestou favoravelmente a mudanças na legislação. Em sua opinião, metade dos lucros obtidos pelos investimentos dos recursos do FGTS deve ser rateada entre os trabalhadores. Ele também defendeu que o conselho curador do FGTS seja gerido por empresários, trabalhadores e governo, de forma paritária e a rotatividade na presidência do conselho.

(Com Agência Senado)

Ministro cumpre agenda vapt-vupt e evita polêmicas

tarsogenro

Tarso e apenas um sorriso no aeroporto.

O ministro da Justiça, Tarso Genro, já deixou Fortaleza nesta terça-feira. Após cumprir uma agenda do tipo vapt-vupt e que teve como destaque a instalação de projetos do Territórios da Paz, no Grande Bom Jardim, área da periferia de Fortaleza. Esses projetos integram o Programa Nacional de Segurança e Cidadania (Pronasci) e objetivam enfrentar a violência com ações preventivas e de apoio a famílias.

Tarso Genro instalou os projetos (37) ao lado da prefeita Luizianne Lins (PT) e do diretor-geral da Guarda Municipal e Defsa Civil, Arimá Rocha, em ato movimentado na praça da Granja Portugal.

O ministro, pelo menos para este Blog, não quis falar sobre dois temas do momento: o Caso Battisti e o escândalo do Mensalã de Brsília. Estava apressado e, chamou a atenção, cheio de seguranças. E tendo por cicerones Aldair da Rocha, superintendente da PF do Estado, e o inspetor Ubiratan de Paula, superintendente da PRF do Ceará.

(Foto – Paulo Moska)

MPF denuncia três diretores de empreiteira

“O Ministério Público Federal em São Paulo fez uma nova denúncia contra três diretores da empresa Camargo Corrêa, alvo de investigações na Operação Castelo de Areia, da Polícia Federal. Segundo nota do Ministério Público, os denunciados são Pietro Francesco Giavina Bianchi, Darcio Brunato e Fernando Dias Gomes.

Os três foram denunciados pela procuradora Karen Louise Jeanette Kahn por lavagem de dinheiro oriunda de corrupção passiva e ativa e evasão de divisas. Além dos diretores da construtora, o Ministério Público também denunciou o doleiro Kurt Paul Pickel pela prática de câmbio ilegal e evasão de divisas.

Segundo as investigações, os diretores da empresa que foram denunciados teriam pago propina a partidos políticos, agentes públicos e pessoas com funções relevantes para que a Camargo Corrêa saísse vencedora no processo de licitação de três obras públicas: na construção de 23 embarcações petrolíferas para a renovação das frotas da Petrobras Transporte (Transpetro) no Rio de Janeiro; na construção de hospitais no Pará e na aquisição de um terreno para realizar uma obra para a prefeitura de Caieiras (SP).

Para pagar essas supostas propinas, que podem ter chegado ao valor de R$ 4 milhões, a empresa transferia o dinheiro para contas bancárias em nome de offshores (quando o verdadeiro dono da conta não aparece) por meio do doleiro Kurt Pickel.

Além da denúncia, o Ministério Público também pediu à Justiça Federal a abertura de outros inquéritos para investigar os crimes de corrupção ativa e passiva que precederam o crime de lavagem de dinheiro. A intenção é identificar quais políticos e partidos políticos teriam sido beneficiados no suposto esquema.

A Operação Castelo de Areia foi deflagrada pela Polícia Federal em março deste ano.

A Agência Brasil tentou contato com a assessoria de imprensa e com o advogado de defesa da Camargo Corrêa, mas até o momento não obteve resposta.

(Agência Brasil)