Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

PSDB quer cassação de Camilo e Cid Gomes

290 2

O candidato ao Governo do Estado pelo PSDB, General Theophilo, entrou com representação contra chapa de Camilo Santana, Izolda Cela e Cid Gomes, com base na delação de Wesley Batista, da JBS. O texto da acusação diz que Camilo Santana e o então governador Cid Gomes conseguiram ocultar da Justiça Eleitoral a maneira ilícita como conseguiram os recursos declarados na prestação de contas da campanha de 2014.

“Esse ‘êxito’ (de supostas manobras financeiras ilegais), porém, não pode converter-se em ‘direito adquirido’ à impunidade”, defende ação de autoria de Maia Filho, advogado do PSDB, que representa o candidato tucano.

A delação de Batista se refere à campanha de 2014, mas a delação só foi feita em maio de 2017. Segundo Maia Filho, o único momento em que a Justiça Eleitoral recebe denúncias é quando os alvos tornam-se candidatos, motivo pelo qual a ação só foi realizada agora.

Segundo a delação, entre junho e outubro de 2014, o Governo do Ceará liberou nove pagamentos para empresas do grupo JBS, que totalizavam R$ 111,6 milhões. Isso porque Cid Gomes teria visitado Batista em sua casa, solicitando R$ 20 milhões para a campanha de Santana. Ouviu, entretanto, que o repasse era impedido por dívida de R$ 110,4 milhões em restituição de ICMS que tinha o Estado com as empresas dos irmãos Batista. Duas semanas depois, o empresário disse ter sido procurado por Antonio Balhmann e Arialdo Pinho. Os dois ofereciam a liberação integral dos créditos do ICMS em troca dos R$ 20 milhões.

Questionado sobre a incapacidade de delações, por si, constituírem prova, ele sustentou que os repasses estão documentados no site da Secretaria da Fazenda (Sefaz) e na prestação de contas no site do TRE-CE, que guardam compatibilidade com o relatado por Batista .

Na avaliação do advogado, se for feita análise isenta da lei eleitoral, “em qualquer lugar do mundo” os citados estariam fora destas eleições. Segundo Filho, inclusive, a expectativa da coligação PSDB/Pros é esta.

Abordado pelo O POVO durante carreata no bairro Conjunto Ceará na tarde de ontem, Theophilo afirmou não não querer comentar a ação, porque o assunto é para ser tratado com o jurídico do partido. Justificou ainda que suas atenções estão voltadas unicamente para a campanha.

A assessoria do candidato à reeleição Camilo limitou-se a afirmar que trata-se de “uma ação completamente infundada, com objetivo de gerar notícia”.

Já advogado do governador, André Costa, afirmou que, no momento, não se manifestará sobre a questão, já que não foram notificados. As chamadas feitas ao telefone de Cid Gomes não foram atendidas.

(O POVO – Carlos Holanda/Foto – Alex Gomes)

Fortaleza ganha mais um voo para a Europa

Fortaleza ganhará um novo voo para a Europa, até o fim de outubro. Por enquanto, a Secretaria do Turismo do Estado evita detalhes.

Falando nisso, estava ontem, em São Paulo, na Equipotel, a maior feira do ramo de equipamentos para o setor da hotelaria, o titular da Setur, Arialdo Pinho.

Ele não tem dúvidas de que esse e as outras frequências que estão vindo para a Capital cearense são resultado não só de incentivos fiscais, mas da chegada principalmente da alemã Fraport, gestora do Aeroporto Internacional Pinto Martins.

Paulo Guedes propõe um imposto nos moldes da CPMF

O economista Paulo Guedes, que foi anunciado pelo presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) como seu ministro da Fazenda, caso seja eleito em outubro, propõe a criação de um tributo semelhante à extinta CPMF – que era aplicada sobre movimentações bancárias – e um imposto de renda único de 20% para pessoas físicas e jurídicas. Uma taxa também de 20% incidiria sobre a distribuição de lucros e dividendos. A informação está na Folha de S.Paulo desta quarta-feira.

O anúncio de sua provável reforma tributária, que ainda prevê a eliminação da contribuição patronal para a Previdência, foi feito em evento fechado e organizado pela GPS Investimentos, empresa de aconselhamento e gestão de fortunas familiares.

O novo imposto se chamaria Contribuição Previdenciária e seria usado para financiar o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

(Foto – CNEWS)

Ciro Gomes: Traficantes propuseram acordo com Governo do Ceará para reduzir homicídios

O candidato à Presidência da República pelo PDT, Ciro Gomes, afirmou, durante sabatina promovida pela Rádio O POVO/CBN nesta manhã de quarta-feira, que pessoas ligadas a facções criminosas que comandam o tráfico no Ceará propuseram um acordo com o Governo do Estado. Segundo ele, os criminosos solicitaram que o Governo “fechasse os olhos” para o tráfico de trocas e, em troca, fariam com que os números de homicídios diminuíssem no Estado. No entanto, o governador Camilo Santana (PT) não teria aceitado, afirmou o postulante pedetista.

Para Ciro, isso explica o porquê do número de assassinatos no Ceará ser tão alto. De janeiro a junho de 2018, foram 2.380 pessoas mortas no Estado, de acordo com dados da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS). Ciro afirmou que já houve esse tipo de acordo entre governo e traficantes para a diminuição da taxa de homicídios no estado de São Paulo.

Especialistas em Segurança Pública afirmam que um acordo entre facções já aconteceu em 2016 no Ceará e foi responsável pela queda das mortes violentas em presídios e comunidades. Em 2017, o pacto organizado pelos traficantes teria sido quebrado, o que justificaria o aumento no número de assassinatos.

Ainda sobre o tráfico de drogas no País, Ciro Gomes alegou na sabatina que o Superior Tribunal de Justiça (STJ) teria pedido a soltura para 14 “barões do narcotráfico”. Os suspeitos teriam sido presos pelo Governo do Ceará.

(Com O POVO Online)

 

Lula turbina Haddad, mesmo da cadeia, e Bolsonaro sobe, mesmo numa cama de hospital

Da Coluna Política, do jornalista Érico Firmo, no O POVO desta quarta-feira, eis o tópico “Um na cadeia, outro na cama de hospital”. Confira:

A pesquisa Ibope divulgada na noite de ontem confirmou a impressionante ascensão de Fernando Haddad (PT). Ele é a onda da vez na eleição presidencial. Chega a ser assombrosa a capacidade de transferência de votos de Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Nunca antes na história deste País – talvez de qualquer outro país – um detento foi capaz de impulsionar a esse ponto um candidato. Lula elegeu Dilma, é verdade, mas foi trabalho de quatro anos. “Mãe do PAC” e aquele negócio todo. Haddad virou candidato na semana passada. Não participou de um debate até agora. Só na sexta-feira passou a ir às sabatinas. O lulismo, com Lula preso, está a protagonizar um de seus feitos mais impressionantes.

Haddad deu um salto, enquanto Bolsonaro segue sua toada de crescimento lento e contínuo. Especulava-se se teria chegado ao teto, se iria ser esvaziado durante a campanha. Nada disso aconteceu. Ele resiste e sobe com impressionante consistência. Não houve um salto imediatamente após o atentado. Mas, em 12 dias desde então, cresceu seis pontos. Cresceu uma Marina Silva (Rede). Isso de uma cama de hospital.

(Fotos – Folhapress e Facebook)

“Não leva o meu apoio, não leva meu voto nem o da AM”, diz Arthur Virgílio, do PSDB, sobre Alckmin

O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio (PSDB-AM), um dos expoentes do tucanato, subiu no palanque de um aliado em sua cidade e pregou voto contra o candidato do PSDB à Presidência, Geraldo Alckmin. “Não leva o meu apoio, não leva o meu voto, não leva o dos amazonenses”. disse. A fala foi filmada por aliados, informa a Coluna Painel, da Folha de S.Paulo desta quarta-feira.

Arthur se colocou como rival interno de Alckmin e lutou por uma indicação de candidato a presidente. Ele deixou a disputa das prévias alegando desigualdade de condições para disputar. Chegou a ser procurado por aliados de Alckmin para refazer as pontes com o tucano, mas parece ter decidido implodir qualquer chance de entendimento.

A fala de Virgílio acontece num momento crítico para Alckmin na disputa presidencial, em que o tucano patina nas pesquisas de intenção de votos sem conseguir fazer sombra a Jair Bolsonaro (PSL), que corre no campo da direita.

Virgílio chama sua fala de um desabafo. “Ele que faça o que bem entender, não sei como funciona essa coisa do jurídico… Só sei de uma coisa: não seria eu cúmplice de uma mentira que seria contada mais uma vez. Em 2006 ele veio aqui, eu me sacrifiquei por ele, Arthur Bisneto quase não se elege deputado estadual para que a gente pudesse fazer um palanque para ele aqui”, diz o prefeito, citando a última eleição em que Alckmin concorreu à Presidência.

“Pois muito bem: traiu. Entrou com um pedido no Supremo Tribunal Federal [contra a zona franca de Manaus] e tinha prometido que iria defendê-la quando por aqui passou e pediu o nosso voto. Então não leva o meu apoio, não leva o meu voto, não leva o dos amazonenses, não leva o dos companheiros”, disse Virgílio. “Não voto em quem trai a zona franca de Manaus”.

Alckmin foi ao Supremo contra incentivos fiscais concedidos na Zona Franca de Manaus.

Neymar grava vídeo apoiando Romário para o governo do Rio

Neymar gravou um vídeo de apoio a Romário, candidato ao governo do Rio de Janeiro. Diz o jogador do PSG na propaganda:

— Fala, Romário. Estou aqui para falar que eu te apoio. Você e todos que estão contigo.

Em outro momento do vídeo, Neymar menciona o seu carinho pela cidade do Rio — embora Romário seja candidato ao governo:

— Espero que você possa melhorar muito o Rio de Janeiro, que eu sou um frequentador e amo muito essa cidade.

*Da Veja Online, confira o vídeo aqui.

Salmito Filho é chamado de “meu prefeito” em evento de campanha

Durante evento pró-Camilo no bairro Bela Vista, na segunda-feira, chamou a atenção a manifestação de grupos que participavam do ato. Quando o presidente da Câmara Municipal, Salmito Filho (PDT), ali chegou, ganhou tratamento dos mais carinhosos: “Meu prefeito!”

Bom lembrar que, correndo por fora, está Queiroz Filho, candidato a deputado estadual pelo PDT e que é tido como o preferido do prefeito Roberto Cláudio (PDT) para a Prefeitura em 2020.

(Foto – Divulgação)

Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 17 milhões

O concurso especial da Mega-Sena, sorteio realizado nessa terça-feira (18), que pagaria R$ 5 milhões, ninguém acertou o prêmio principal. As dezenas sorteadas foram: 01 – 02 – 14 – 37 – 55 – 58.

Para o próximo concurso, que será realizado nesta quinta-feira (20), a estimativa da Caixa é de um prêmio de R$ 17 milhões.

A Quina teve 43 acertadores, cada um vai receber de R$ 43.305,35. A quadra registrou 1.681 apostas vencedoras, cada uma vai pagar R$ 846,45.

Nesta semana, excepcionalmente, serão realizados três concursos, por causa da Mega Semana do Apostador. Além do sorteio de ontem e o de amanhã, teremos ainda outro no sábado (22).

Tradicionalmente, os sorteios são feitos na quarta-feira e no sábado. A aposta simples da Mega-Sena, com apenas seis dezenas, custa R$ 3,50.

(Agência Brasil)

Vem aí o Memorial Frei Tito de Alencar

Com o título “Memorial Frei Tito de Alencar”, eis o Editorial do O POVO desta quarta-feira:

Os fortalezenses acabam de tomar conhecimento de que a antiga residência de Frei Tito de Alencar (morto no período ditatorial, depois de exilado para escapar da perseguição da ditadura de 1964), será transformada em memorial, após ser adquirida pela municipalidade de Fortaleza. O decreto que define a edificação como bem público, foi assinado no dia em que o religioso completaria 73 anos de idade, se vivo fosse, no último dia 14.

Ainda em 2011, quando houve ameaça de o prédio ser vendido – e provavelmente demolido – para fins comerciais, O POVO, neste mesmo espaço, manifestava apoio ao movimento expressado por familiares, amigos e admiradores no sentido de alertar para o risco de mais um “apagão” lamentável na memória de Fortaleza, como tantas vezes aconteceu na história da cidade: basta lembrar as demolições injustificáveis das residências de Alberto Nepomuceno, Rodolfo Teófilo e de tantas outras personalidades referenciais da história e da cultura cearenses.

Nos últimos sete anos, a luta da sociedade civil pela preservação da casa de Frei Tito enfrentou muitas dificuldades, até obter o gesto clarividente da Prefeitura de Fortaleza. A edificação, em si, não tem valor arquitetônico, mas, sua dimensão simbólica ultrapassa os limites regionais e nacionais, alcançando o exterior, pois a história do personagem vai além-fronteiras e está ligada umbilicalmente a valores universais como democracia, liberdade, direitos humanos, solidariedade, justiça e valores espirituais. Foi uma vítima do obscurantismo que se apossou do País após o golpe de Estado de 1964, uma época de repressão, prisões, torturas, exílios, “desaparecimentos” e assassinatos políticos.

Frei Tito de Alencar foi um dos integrantes da chamada “geração de 68” que foi protagonista de uma das fases mais vibrantes das transformações e lutas políticas, sociais e culturais que sacudiram a face do planeta no século XX. No Brasil, foi a época de resistir a uma longa noite de eclipse das liberdades democráticas, de retrocesso político, social e cultural e da imposição da censura e do medo.

Preso e barbaramente torturado, foi obrigado a exilar-se na Europa, mas sua mente já tinha sido danificada, irreparavelmente, a ponto de viver uma tortura continuada, nas alucinações em que via seu torturador – o delegado Sérgio Paranhos Fleury – não lhe dar um só momento de trégua. Até que pôs fim à própria vida para se livrar de tal aflição. A preservação de sua memória é o melhor antídoto contra a intolerância, a violência, a barbárie e o obscurantismo que voltam a rondar o Brasil, neste momento de tantas incertezas.

*Saiba mais quem foi Frei Tito de Alencar aqui.

Refis do Banco do Nordeste vai até dezembro

Da Coluna do Eliomar de Lima, no O POVO desta quarta-feira:

O presidente do Banco do Nordeste, Romildo Rolim, lembra aos produtores rurais interessados em regularizar suas dívidas com a Instituição: o prazo vai até dezembro e o interessado terá descontos que podem chegar a 95% sobre o saldo devedor. O benefício vale para liquidação de dívidas contratadas até 2011, com recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE). O prazo para pagamento pode se estender a 2030, com parcelas a partir de 2021.

Até o começo deste mês, mais de 1 milhão de pessoas dos estados nordestinos e norte de Minas Gerais e do Espírito Santo conseguiram regularizar sua situação junto ao banco. O total renegociado atingiu mais de R$ 9,8 bilhões, abrangendo 271,6 mil operações de crédito antes em inadimplência. Quem quiser aderir, conforme Romildo, deve procurar uma das 292 agências do BNB.

Detalhe: Os juros variam de 0,5% ao ano, para miniprodutores rurais e pessoal da agricultura familiar, a 3,5% ao ano, para grandes produtores.

Próximo presidente terá que fazer a reforma da Previdência, avisa Temer

O presidente da República, Michel Temer, disse na noite de hoje (18) que o próximo presidente eleito não conseguirá deixar a trilha traçada por seu governo. Temer, que discursou em evento de empresários na capital paulista, ressaltou ainda que o futuro mandatário da nação terá de fazer “necessariamente” a reforma da Previdência.

“Tenho a mais absoluta convicção que seja quem venha a ser eleito, ele não vai conseguir sair da trilha que nós traçamos. E se quiser sair, vai ter de dizer o seguinte: eu não quero essa inflação ridícula de 3,5%, 4%, eu quero 10%, 11%; eu não quero juros a 6,5%, eu quero 14,25%; eu não quero a modernização trabalhista, a modernização do ensino médico, a responsabilidade fiscal”, disse, em discurso no Prêmio 2018 da Associação Nacional dos Comerciantes de Material de Construção (Anamaco).

Temer listou diversas ações do seu governo, como a aprovação do limite do teto dos gastos públicos, a liberação dos recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), a abertura de 500 mil novas vagas do ensino em tempo integral, a reforma trabalhista e a reforma do ensino médio.

“Dificilmente alguém que venha a ser eleito, por mais que se faça propaganda eleitoral dizendo ‘nós vamos terminar com tudo isso que foi feito no governo’, não vai conseguir, porque a consciência popular hoje já tomou ciência de que é indispensável continuar com as reformas”, disse.

De acordo com o presidente, a reforma da Previdência saiu da pauta legislativa em razão das eleições, mas não saiu da pauta política. “Não haverá presidente que venha a ser eleito que não tenha que fazer necessariamente a reforma da Previdência”, disse. “Os deputados, senadores estarão recém-eleitos, portanto adequados, com disposição, para fazer a reforma previdenciária”.

Michel Temer foi premiado na solenidade com uma colher de pedreiro dourada, uma homenagem da entidade organizadora ao operário número um da construção.

(Agência Brasil)

TCE ouvirá Artur Bruno sobre políticas na área do meio ambiente no Ceará

Em comemoração ao Dia Nacional da Árvore, nesta quarta-feira (19), o secretário do Meio Ambiente e Sustentabilidade do Ceará, Artur Bruno, dará palestra no Tribunal de Contas do Estado (TCE).

Ele atende a um convite da Presidência do TCE, ocasião em que apresentará o tema “Sustentabilidade das Políticas Públicas Voltadas ao Meio Ambiente e Praticadas no Ceará”.

Artur Bruno informa que abordará o assunto por meio de quatro Programas Eixos da Secretaria do Meio Ambiente (SEMA).

(Foto – Agência Câmara)

Alckmin diz que, apesar das pesquisas, vai para o segundo turno

O candidato a presidente da República pelo PSDB, Geraldo Alckmin, disse, em entrevista ao Jornal da Globo, nessa noite de terça-feira, estar confiante de que, apesar do que apontam as pesquisas, vai para o segundo turno. O tucano, com maior tempo no horário gratuito, aparece com 7% das intenções de voto, segundo pesquisa Ibope divulgada na noite dessa terça – eram 9% em 4 e em 11 de setembro e 7% em 28 de agosto.

“Se pegar a eleição em que fui candidato à Presidência da República [em 2006], a 12 dias da eleição a minha diferença do Lula era 24 pontos na pesquisa, na hora em que abriu a urna eram sete pontos, diferença de 17 pontos”, disse.

Alckmin afirmou que “uma parte do eleitor que está ali com Bolsonaro, ele está com medo do PT, então ele acha que o Bolsonaro é o que pode ganhar a eleição do PT. É o contrário, o Bolsonaro é o passaporte para a volta do PT porque no primeiro turno tem 13 candidatos, eu escolho um, no segundo turno ficam dois, é rejeição: eu não quero este voto no outro. O Bolsonaro é a maior rejeição, eu tenho das menores. Eu acredito que a última onda, que é a onda que vale, nós vamos chegar lá pra mudar o Brasil”.

(Foto – Reprodução de TV)

Venda de liminares – Desembargador cearense é punido pelo CNJ

O Plenário do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) determinou aposentadoria compulsória para o desembargador do Tribunal de Justiça do Ceará, Carlos Rodrigues Feitosa, por venda de sentenças em plantões judiciários. A decisão foi tomada por unanimidade, nessa terça, 18. A conduta infracional do magistrado já vinha sendo apurada pelo CNJ desde 2015, quando a Corregedoria Nacional de Justiça iniciou a investigação, que comprovou envolvimento do desembargador com esquema de venda de liminares por meio de troca de aplicativo de mensagem instantânea e Facebook.

Os casos analisados referem-se a soltura de presos mediante pagamento em dinheiro. A oferta, segundo os autos, teria sido feita por advogados que frequentavam os plantões judiciários de Feitosa.

As investigações da Polícia Federal revelaram que eram cobrados valores entre R$ 50 mil e R$ 500 mil para cada decisão favorável durante os plantões de feriados e fins de semana no TJ-CE para liberar presos, inclusive traficantes.

O grupo de WhatsApp – majoritariamente composto por advogados – foi criado pelo filho do desembargador, Fernando Feitosa,, que avisava no grupo quando o pai estaria no plantão.

O Ministério Público Federal revelou que a quebra do sigilo bancário dos envolvidos corroborou na imputação de negociação das decisões liminares.

(Agência CNJ de Notícias)

“Vou entrar com processo contra ele”, diz Camilo sobre General

229 2

O governador Camilo Santana (PT) disse ontem que irá processar o candidato tucano ao Governo do Estado, General Theophilo, por acusá-lo de comprar apoio de prefeitos do PSDB no Interior com promessa de obras.

“Eu vou entrar com processo contra ele (General) porque só anda mentindo nesta eleição”, disse o petista durante ato de campanha ontem. “Eleição não se faz com mentira, se faz com proposta”, afirmou.

Camilo, que concorre à reeleição, participou de adesivaço na esquina das avenidas Desembargador Moreira e Abolição.

Um dia antes, Theophilo havia afirmado ao O POVO que o governador tem cortejado gestores da sigla. “Muito prefeito do PSDB, que deveria estar me apoiando, não está. E não está por quê?”, perguntou o militar da reserva.

“Porque está sendo vendido para a situação, para o governador Camilo, que constrói uma estrada, que faz uma escola, que inaugura uma obra desnecessária. Esse tipo de política eu não faço.”

O tucano voltou a se queixar da falta de apoio dentro da legenda e disse que, no Ceará, “dar aulas é muito mais tranquilo do que fazer política”.

O General se referia às baixas que a chapa vem sofrendo desde o início da disputa. Ele chegou a comparar a própria situação com a do presidenciável Geraldo Alckmin (PSDB), que sofre deserção de integrantes de partidos do “centrão”.

De acordo com Camilo, “ele (General) tem que propor o que quer fazer no Ceará, porque, até agora, não vi nada”. Segundo pesquisa Ibope mais recente, divulgada em agosto, o petista lidera a corrida ao Palácio da Abolição, com 64% da preferência do eleitorado cearense, à frente do adversário tucano, com 4%.

Questionado sobre representação que o PSDB moveu contra a sua candidatura com base em delação dos irmãos Wesley e Joesley Batista, do grupo JBS, Camilo disse que “não nem iria comentar”.

O prazo para mudança ou substituição de candidatos que disputam eleições em 2018 se esgotou na última sexta-feira, conforme o calendário definido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

(O POVO)

Trabalhadores do Porto do Pecém ameaçam greve geral

O Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Estadual do Ceará (Mova-se) e representantes dos funcionários da Cearáportos deverão se reunir até o fim da próxima semana para decidir se entram em greve geral. O encontro é motivado pelo fim do processo de negociação do Acordo Coletivo de Trabalho 2018, que pretende atender as novas diretrizes da Reforma Trabalhista.

As discussões ligadas ao novo sistema do Acordo Trabalhista tiveram início em 2017. De acordo com o Mova-se, a empresa não expressa nenhum interesse em avançar nas negociações, em que serão discutidas as novas cláusulas dos benefícios que já estão garantidos no contrato anterior. O Mova-se acrescenta que a Cearáportos pretende se adequar a nova lei trabalhista ameaçando a retirada de conquistas e direitos a partir de 2019.

Segundo a diretora executiva do sindicato, Auxiliadora Alencar, o processo de negociação com a empresa começou no final de 2017, com reuniões com ambas as partesm, e discussão de seus interesses, no entanto, nenhum acordo ficou estabelecido. “Há nove meses que se arrasta o processo e que agora não vemos nenhum posicionamento, portanto o Sindicato irá se reunir dentro de algumas semanas para lançar um edital com as devidas cláusulas no qual nos deixa assegurados. Neste momento estamos nos mobilizando para passar as informações de forma muito clara à todos os nossos sindicalizados, a partir disso, logo será decidido através de uma assembleia se será feita uma greve geral de toda a categoria portuária”, afirma.

De acordo com Auxiliadora, a categoria se sente desvalorizada. Em meio a controversas, a Cearáportos não demonstra interesse em manter os benefícios dos trabalhadores. “Não vamos admitir que a empresa retire as conquistas da categoria. Fica a interrogação sobre 2019, tudo precisará ser discutido do zero”, conclui.

“Como não há diálogo, iremos partir para o enfrentamento. Tentamos negociar, apresentamos propostas, mas a empresa não demonstra nenhum interesse em avançar nas negociações”, afirma Auxiliadora.

Trabalhadores que preferiram não se identificar contam que durante as últimas negociações a empresa apenas tem feito o repasse da inflação anual, sem sequer demonstrar interesse em discutir as novas cláusulas, até mesmo as que não geram impactos no referido Acordo Coletivo.

O POVO Online entrou em contato com a Cearáportos, que até o fim desta publicação não se pronunciou.

(O POVO Online- Repórter Jullie Vieira/Foto – Deyvisson Teixeira)