Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

Planalto vai tirar Dilma de cena e reforçar sua blindagem

“Alvo de constantes estocadas da oposição, a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, sairá de cena por no mínimo uma semana, em setembro, após o anúncio do marco regulatório do pré-sal, no próximo dia 31. As férias da ministra, pré-candidata do PT à Presidência, coincidem com a nova estratégia do Planalto para reforçar sua blindagem. A partir de agora, líderes do PT e do governo no Congresso, dirigentes petistas e até ministros ficarão responsáveis por uma espécie de “comitê” da pronta resposta na Esplanada.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva constatou que Dilma continua “assoberbada” de trabalho e não pode mais acumular a gerência do governo com a coordenação do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), os projetos sobre o pré-sal e as atividades de campanha. O descanso foi sugerido pelos médicos logo depois que a ministra terminou, na semana passada, o tratamento de radioterapia para combater um câncer no sistema linfático.

Dilma está preocupada com o bombardeio na sua direção. Em reunião realizada na quarta-feira, no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB)- sede provisória do governo -, a ministra negou diante de colegas e dirigentes do PT que tenha feito qualquer solicitação à então secretária da Receita Federal Lina Vieira. Demitida do cargo, Lina acusou Dilma de ter pedido a ela para “agilizar” investigações do Fisco sobre a família do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP).

Convocada pelo chefe de gabinete de Lula, Gilberto Carvalho, para definir o roteiro que seria cumprido poucas horas depois pelo PT no Conselho de Ética, a fim de salvar Sarney, a reunião daquele dia também tratou da blindagem de Dilma. A avaliação foi de que os ataques à chefe da Casa Civil vão crescer e é preciso protegê-la.

Dilma disse não entender por que Lina quis arrastá-la para nova crise. “Eu nem sabia que ela seria demitida”, afirmou. Para o Planalto, o depoimento de Lina à Comissão de Constituição de Justiça do Senado, na terça-feira, exibiu uma mulher “contraditória e evasiva”, que não conseguiu provar as acusações.”

(Estadão)

Sindijorce vai debater fim da obrigatoriedade do diploma

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado do Ceará, em parceria com a Universidade Federal do Ceará, vai promover nesta segunda-feira, a partir das 9 horas, no auditório da Reitoria da Instituição, audiência Pública para discutir a Proposta de Emenda Constitucional que restabelece o diploma de jornalismo para o exercício da profissão.

A exigência do diploma foi derrubada por decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), em 17 de junho de 2009. O encontro antecede a chegada a Fortaleza do presidente do STF, ministro Gilmar Mendes. Há expectatvia de protestos.

O relator da matéria, senador Inácio Arruda (PCdoB-CE), e o Presidente da Federação Nacional dos Jornalistas, Sérgio Murillo de Andrade, estarão presentes. O Senador Antônio Carlos Valadares (PSB-SE), autor da PEC, também foi convidado.

O PT, a pizza e a tropa de choque

“Era mais do que sabido que as 11 representações contra o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AC), acabariam em pizza. O que, de fato, ocorreu graças ao apoio decisivo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O partido que nasceu em 1980 empunhando a bandeira da ética mais uma vez se apequenou diante dos contra cheques do governo federal e do presidente que empurrou pela goela dos senadores petistas a decisão de votar pelo arquivamento. Por 9 votos a 6, o Conselho de Ética salvou a pele de Sarney. E foram decisivos os três votos da bancada petista. Desta vez, porém, não houve festa. O PT entrou em conflito de identidade e mergulhou em profunda crise.

O partido que sobreviveu ao Mensalão tenta agora juntar os cacos, mas ninguém se atreve a dizer se o custo pela pizza para Sarney já foi totalmente pago. No mesmo dia em que as denúncias contra o presidente do Senado rumaram para o arquivo, o PT assistiu à senadora acreana Marina Silva se desfiliar da legenda. Em seguida, o senador Flávio Arns (PR) também anunciou que estava deixando o partido. “O PT jogou a ética no lixo. Posso dizer que me envergonho de estar hoje no PT”, disse Arns, minutos após a votação. “A cúpula do PT resolveu ignorar a militância em prol da candidatura de Dilma e da aliança com o PMDB.” Abalado, o senador Eduardo Suplicy (SP) lamentou a situação do partido e disse que se a divisão se aprofundar ele também poderá deixá-lo. Com olhos marejados e a voz embargada, o senador explicou que seria um passo dramático “porque as dores da separação são terríveis”.

“Existe tropa de choque, sim. Mas para enfrentar os trombadinhas do poder”, afirmou, sem qualquer pudor, o senador Almeida Lima (PMDB-SE), na terçafeira 18. Político de 55 anos, que já foi prefeito de Aracaju, ele lidera o grupo de parlamentares que defendem com unhas e dentes as ordens do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. No Conselho de Ética, a tropa de choque não negou fogo e votou em bloco a favor do senador José Sarney (PMDB-AP). “Faço parte da base do governo porque sou do PMDB. Um partido que tem seis ministérios deve ter responsabilidade para com esse governo. A oposição tenta debochar com essa história de tropa de choque. Mas eu aceito”, explicou Almeida Lima.

A tropa é formada por gente com disposição para bater e também dar a cara à tapa. “Quando eu acordo de manhã e me olho no espelho, me vejo do alto do meu 1,95 m, com 130 quilos, cabeludo e penso: ‘Eu tenho mesmo cara de tropa de choque'”, diz às gargalhadas o senador Wellington Salgado (PMDB-MG). Mas o que move Salgado é a condição de suplente do ministro Hélio Costa.

“Eu tenho um ministro e, por isso, apoio o presidente Lula. Não faz nenhum sentido ir contra as determinações do presidente se ele tem uma aprovação tão alta”, explica.

Cada um tem seu motivo para rezar pela cartilha palaciana. O senador Gilvam Borges (PMDB-AP) assumiu o cargo depois que João Capiberibe foi cassado. E o senador cassado acusa Sarney de estar por trás de sua cassação. O senador Inácio Arruda (PCdoB-CE) segue a linha justa do seu partido, que cobra disciplina dos filiados e ocupa no governo o Ministério do Esporte e a direção da Agência Nacional do Petróleo.

Outro ícone da tropa de choque é o senador Gim Argello (PTB-DF), que assumiu após a renúncia do senador Joaquim Roriz e tem apadrinhados na Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). Argello, que responde a processos no STF, orgulha-se de ser “um homem do Palácio”. Ex-integrante da oposição, Romeu Tuma (PTB-SP) também votou a favor de Sarney. Seu filho Romeu Tuma Jr. é secretário nacional de Justiça. Na presidência do Conselho de Ética, Paulo Duque (PMDBRJ) encaminhou o processo como quis. Saiu-se muito bem no papel de segundo suplente do governador Sergio Cabral, que mantém relação de unha e carne com Lula. Vitoriosa, a tropa de choque anuncia que está preparada para novos embates. “A oposição quer tomar o poder na marra e não no voto. Não tem espírito patriótico. Sempre que botar a cabeça de fora, estaremos ali para dar uma paulada”, afirma Almeida Lima.

FOTOMONTAGEM: RICA RAMOS. FOTOS: NELSON ANTOINE/FOTO ARENA/AG. O GLOBO; ROBERTO CASTRO/AG. ISTOÉ.

(Revsta ISTOé)

DEM quer apurar caso das imagens apagadas do encontro Lina-Dilma

“O DEM (Democratas) anunciou neste sábado que irá protocolar uma representação no MPF (Ministério Público Federal) contra o GSI (Gabinete de Segurança Institucional), que negou a existência de imagens, registros de placas de carros e de autoridades que estiveram no Palácio do Planalto no final do ano passado e início deste ano.

O pedido do DEM é para que o MPF abra investigação sobre as condutas praticadas pelo ministro-chefe do GSI, general Jorge Armando Félix, diante da suspeita de “queima de arquivo público.”

Os dados de controle de acesso seriam uma forma de comprovar o suposto encontro entre a ex-secretária da Receita Federal Lina Maria Vieira e a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff. Na ocasião, segundo Lina, houve um pedido de Dilma para “agilizar” as investigações sobre empresas do empresário Fernando Sarney, filho do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP).

Na nota, o DEM ressaltou que a destruição de documento público e a inutilização de livro oficial são crimes previstos nos Artigos 305 e 314 do Código Penal.

Rodrigo Maia, presidente do DEM, lembrou ainda que o partido aguarda resposta da Casa Civil ao requerimento do deputado Ronaldo Caiado (DEM-GO) que pede informações sobre a agenda oficial da ministra Dilma Rousseff e as gravações do circuito interno e externo do Palácio do Planalto.

Se o governo não responder em 30 dias o documento encaminhado pela Câmara dos Deputados ontem (21), o DEM ameaça entrar com uma nova representação, por crime de responsabilidade, contra Dilma.”

(Folha Online)

Cientista político diz: PT desapareceu como partido idológico

“Para o cientista político Leôncio Martins Rodrigues, a atuação da bancada petista no salvamento político do presidente do Senado, José Sarney (PMDB), é uma mostra da desaparição do PT como partido ideológico, “que seria diferente de tudo que está aí”.

Ex-professor titular do Departamento de Ciência Política da Universidade de São Paulo (USP) e da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Rodrigues afirma que os petistas moldaram seu comportamento às necessidades de Lula, já que também dependem politicamente do presidente.

Segundo ele, o PT completou a trajetória que tendem a seguir os partidos que, da oposição, chegam ao poder e passam a carregar, ao mesmo tempo, as responsabilidades e as benesses do poder. “O contraste entre os dois momentos tende a ser mais forte nos partidos de esquerda, que prometem muito e que, inicialmente, sinceramente achavam que conseguiriam resolver substancialmente a vida dos mais pobres”, afirmou.

O especialista acredita, em princípio, que a ex-ministra do Meio Ambiente Marina Silva tem condições de atrair o eleitorado petista descontente com os rumos do partido. Para Rodrigues, a imagem de Marina é boa e seria um contraponto feminino inesperado e desagradável para Dilma (Rousseff, ministra-chefe da Casa Civil), que, ao contrário da senadora acreana, tinha militado muito pouco tempo no PT e não tem experiência de campanha.

“O eleitor comum e desinformado vai se fixar no desempenho e na imagem que as duas passarem, especialmente na TV. Mas, como quase todo mundo sabe, eleições não se ganham apenas por aquela parte da atuação dos candidatos que é visível e exposta aos eleitores. É preciso dinheiro – muito -, máquina partidária, diretórios, marketing adequado e, não nos esqueçamos, apoio de parcelas importantes da classe política. No momento, é impossível ter uma ideia mais precisa da atuação das duas”, disse.

(Agência Estado)

Colégio Militar dos Bombeiros do Ceará implanta programa de educação continuada

O Colégio Militar do Corpo de Bombeiros vai implantar, a partir deste mês, o Programa de Formação para a Educação (Proforme), trazendo a formação continuada para a realidade próxima do educador. Será a primeira escola pública a ter seu próprio programa de educação continuada, sem ônus para os profesores, de acordo com a direção do estabelecimento.

Num sábado por mês, nas reuniões pedagógicas, o Colégio Militar dos Bombeiros receberá um palestrante que trabalhará com equipe da escola temáticas técnicas ou motivacionais. A palestra inaugural do Proforme já tem data: nesta segunda-feira, a partir das 8 horas com o consultor Paulo Angelim. Ele abordará o tema “Motivando-se para educar melhor”.

O programa ocorre com a anuência do comando da escola nas pessoas do Coronel Francisco Nicanor Lobo de Queiroz e do Coronel Roberto Jorge de Castro Sanders.

SERVIÇO 

* O programa conta com o blog www.proforme.blogspot.com como ferramenta adicional de trabalho e divulgação.

* Coordenação – Professora Suely Fermon de Morais Whitehead (8771.4131).

Documentário sobre Waldick Soriano será lançado dia 28 em Fortaleza

O documentário sobre Waldick Soriano será lançado em Fortaleza no próximo dia 27, no Cine São Luiz Sesc. A informação é do deputado federal Ciro Gomes (PSB), que passa o fim de semana em Fortaleza.

A direção do trabalho foi da atriz Patrícia Pillar, mulher do presidenciável, que gravou tudo em dois shows realizados na Capital cearense. Patrícia vem lançando o documentário em várias cidades brasileiras desde o começo do mês.

Um show para burguesinhas e…

seujorge

Eis Seu Jorge. Ele chegou nas últimas horas para fazer o show de lançamento do Ceará Music, a partir das 22 horas, no Mucuripe Club. Para este Blog, ele contou que vai gravar um novo CD, a partir do próximo mês, em Los Angles (EUA).

Outra: vai sair DVD dele intitulado Aérica Brasil, no fim de setembro. Com documentário contando um pouco de sua trajetória de vida.

SERVIÇO

Ingressos à venda na Renner e no local.

Preço – R$ 30,00 (Individual) e R$ 60,00 (Camarote).

(Foto – Paulo Moska)

Lina-Dilma: A mentira tem passado e perdas curtas?

O jornalista Themístocles de Castro e Silva escreve artigo no O POVO deste sábado avaliando o caso Lina-Dilma. Para ele, alguém tem passado que merece ser avaliado. Confira:  

Se alguém está em dúvida sobre quem tem razão, Lina Vieira ou Dilma Rousseff, basta examinar a vida de cada uma.

Poucas mulheres, como dona Lina, ocuparam, sem nenhuma influência política, cargos tão importantes como o de Secretária da Receita Federal. E dele foi exonerada exatamente porque levou a sério a função, impugnando uma manobra contábil da Petrobras que “economiza” o pagamento de bilhões de impostos (O Globo, 20/8/09). Como servidora pública, vai aposentar-se agora, depois de uma vida limpa a serviço de seu País.

A outra, dona Dilma, que Lula quer eleger presidente da República, tem um passado um tanto nebuloso, para não dizer sujo, conforme essa pequena nota do Estadão (7/7/07):

“A ministra entrou na militância aos 19 anos, quando estudava Economia. Codinome Estela, ela participou da reunião de fundação da organização marxista VAR (Vanguarda Armada Revolucionária) Palmares, em Mongaguá, no litoral paulista, em 1969. No ano seguinte, foi presa e ficou dois anos detida. Dilma teria participado de um assalto à casa de uma amante do ex-governador de São Paulo, Adhemar de Barros, mas ela nega, e diz que esteve envolvida apenas no planejamento da ação”. Quer dizer: coube-lhe preparar a parte mais importante do crime.

O prontuário dela é extenso, não cabe no espaço da coluna. Mas foi presa três vezes, já recebeu R$ 20 mil de indenização da Anistia, quer mais duas indenizações, de São Paulo e de Minas, além de uma da União. Também participou de assaltos a bancos.

Tendo em vista o passado de cada uma, qual a que tem mais inclinação para mentir?

THEMÍSTOCLES DE CASTRO E SILVA
Jornalista e advogado

Eleição da Unimed Fortaleza já ganha as ruas

unimedcampanha

Além da campanha pela presidência da OAB do Ceaerá, com eleições previstas para novembro próximo, eis que já está nas ruas uma outra campanha, que promete ser também acirrada: pelo comando da Unimed Fortaleza.

O pleito só ocorrerá no primeiro trimestre de 2010, mas já há candidato investindo como é o caso do médio Eyorand Andrade, com direito a outdorrs espalhados pela cidade. Candidatíssimo, com discurso duro de oposição, enfrentará o atual presidente, Mairton Lucena, que parte para um terceiro mandato.

Caucaia é sede de Simpósio Internacional de Capoeira

capoeira

Mestre Pequeno (1º da direita) com grupo de Tocantins.

O Sesc-Iparana, em Caucaia (Região Metropolitana de Fortaleza), está sendo sede, até este domingo, do V Simpósio Internacional de Capoeira. O evento reúne grupos de 15 Estados e mais delegações da Alemanha, Holanda, Argentin, Méxicoe Inglaterra, sgundo informou, neste sábado, o mestre Pequeno, da comissão organizadora.

Oficinas, cursos e batismos são realizados com a presença de grande mestres da capoeira. O simpósio é organizada pela Associação Terreiro de Capoeira.

(Foto – Paulo Moska)

O PT e o feudalismo

Eis artigo do professor e antropólogo Antonio Mourão Cavalcante abordando o cenário eleitoral de 2010. Ele aponta contradições no PT quando da escolha de candidaturas. Confira:

Sabe, há uma coisa estranha na democracia brasileira. O preâmbulo de nossa Constituição fala em “poder que emana do povo…”. Estamos longe dessa realidade. Basta ver o que está se passando agora. O clima tornou-se extremamente tenso e, rigorosamente, nós não sabemos nada do que está acontecendo.

Querem exemplos? Quem escolheu a Sra. Dilma Rousseff para ser candidata à Presidência da República? Quem, no PT, foi consultado sobre essa decisão? Para ficar pelo Ceará… Quem deliberou que Luizianne Lins deve ser a presidente do PT regional?

Estou insistindo no PT porque sempre foi uma sigla que criticou o feudalismo partidário. Nele, anteriormente, existiam prévias. Os documentos, os manifestos, as propostas eram amplamente divulgados… Agora, é tudo no vapt vupt! “Abra a boca e feche os olhos”, como ordenavam nossas avós no tempo dos purgantes…

Isso pode explicar o estouro da boiada que se anuncia. Inconformados por ter que inocentar Sarney, alguns parlamentares petistas arrumam as malas e dizem adeus aos companheiros. Não suportam o arrocho do cabresto, sem chances de voltar às bases para pedir votos…

Eu nem queria fazer comparações. Mas é inexorável. Nos Estados Unidos nós vimos meses e meses de debates e convenções, para promover a escolha do candidato de cada partido. As posições e divergências foram claramente expostas. Essa participação traduz-se em compromisso do candidato para com as propostas que expõe.

Pode nem ser uma democracia tão bacana, mas dá uma inveja na gente! Porque essa mobilização e debate prévios, vão fortalecendo a democracia. Suscita a presença e vibração de todos.

O político não pode ser um tipo traiçoeiro, cheio de cartas escondidas pelas mangas, chantagista e sem caráter. A transparência fará a nossa democracia mais forte e soberana. Chega de acordos e conchavos de alcova. Coisas demais para colocar por debaixo dos panos.

ANTONIO MOURÃO CAVALCANTE
Médico e antropólogo. Professor universitário
a_mourao@hotmail.com

Diploma de jornalista será tema de audiência pública na Câmara dos Deputados

“A exigência do diploma universitário para o exercício da profissão de jornalista será debatida na próxima quinta-feira (27) em audiência pública conjunta das comissões de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática; e de Educação e Cultura.

O debate será realizado por iniciativa da deputada Professora Raquel Teixeira (PSDB-TO), que teve seus requerimentos de audiência pública subscrito por vários deputados nas duas comissões.

Além da discussão sobre a necessidade ou não de regulamentar a profissão de jornalista, a audiência também pretende avaliar as consequências da decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que dispensou o diploma de curso superior de jornalismo para o exercício profissional na área.

“Há posicionamentos divergentes entre os diversos segmentos da nossa sociedade quanto à conveniência desse diploma. Por isso, julgo importante que se possa debater a exigência ou não de graduação para o exercício dessa profissão de grande relevância. Creio que chegaremos a uma decisão satisfatória para os profissionais, para os meios de comunicação e para a sociedade brasileira”, argumentou Raquel Teixeira em seu requerimento.”

(Agência Câmara)

Cearenses na festa dos 30 anos da Lei da Anistia

papitoo

A Lei da Anistia está completando neste sábado 30 anos e a data será comemorada com um ato público no Rio de Janeiro, onde serão homenageados 37 ex-presos políticos de vários Estados brasileiros que estavam encarcerados em agosto de 1979.

Nesse grupo, estão os cearenses Mário Albuqueruquie, Valdemar Menezes, que escreve a coluna Concidadania no jornal O POVO, e Silvani Mota. O superintendente regional do Trabalho, Papito de Oliveira, também participa do evento, no Arquivo Nacional, ocasião em que lançará o seu livro Vozes silenciadas“. 

HISTÓRIA – No dia 22 de agosto de 1979, o Congresso Nacional aprovou a lei nº 6.683, que permitiu a liberdade de parte dos presos políticos e o retorno dos brasileiros exilados e banidos pelo regime militar, que ainda vigorava. A votação ocorreu sob fortes manifestações populares em todo o País.

Trilha do Cocó será reaberta neste domingo

Essa é para quem aprecia a natureza: u Trilha Principal do Parque do Cocó vai ser reaberta neste domingo. A trilha está fechada desde o dia 6 de maio, por causa das chuvas, que acabaram danificando trechos, a madeira das pontes e a sinalização no local. As trilhas do Rio e da Lagoa/Azeitona continuam em processo de reforma e, por isso, indisponíveis para visita. A trilha do Rio foi a mais afetada por causa da proximidade com o rio Cocó.