Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

Joesley Batista depõe em duas CPIs na terça-feira

O empresário Joesley Batista, dono da empresa J&F, foi convocado para depor em duas comissões parlamentares de inquérito na terça-feira (28), às 9h. Preso desde setembro por determinação do Supremo Tribunal Federal (STF), Joesley Batista deve falar a senadores e deputados da CPI do BNDES e da CPMI da JBS.

Joesley, e o irmão Wesley, também preso, teriam mentido e omitido informações no acordo de delação premiada firmado com a Procuradoria-Geral da República. O ministro do STF Luiz Edson Fachin suspendeu os benefícios do acordo.

Em ofício encaminhado à CPI da JBS, na semana passada, os advogados de Joesley Batista adiantaram que ele deve permanecer calado durante a reunião. Os defensores do empresário lembram que outras três pessoas convocadas para depor à comissão já ficaram em silêncio: Wesley Batista; o advogado Francisco de Assis e Silva e o ex-executivo da J&F Ricardo Saud.

“O exercício do direito ao silêncio é a clara posição a ser tomada diante da atual situação jurídica dos acordos de colaboração premiada. A decisão de manter a oitiva do ora requerente poderá acarretar elevados e desnecessários gastos públicos pela quarta vez”, argumentaram os advogados de Joesley Batista.

(Agência Brasil)

Luciano Huck decide não disputar a presidência da República

Luciano Huck decidiu não disputar a Presidência da República em 2018. A informação é do colunista Lauro Jardim, do jornal “O Globo”, neste domingo (26). O apresentador do “Caldeirão do Huck” havia recebido um ultimato da TV Globo e teria que deixar a emissora mês que vem caso quisesse ser candidato. O anúncio oficial será feito pelo marido de Angélica nesta segunda, durante entrevista em São Paulo. Nesta semana, uma pesquisa divulgada pelo jornal “O Estado de S.Paulo” informou que sua aprovação chegou a 60%.

Ainda de acordo com o colunista, o apresentador, que nunca confirmou sua intenção de tentar substituir Michel Temer, continuará envolvido com os movimentos suprapartidários Agora! e Renova BR. E sua decisão de não se candidatar foi tomada na última quinta-feira, quando a pesquisa do “Estado” foi divulgada. Em maio passado, Huck já havia dito que não tinha interesse em ser presidente da República, porém manifestou sua vontade de fazer algo pelo País. “N ão vou deixar de me envolver e de me dedicar à transformação do País. Acredito que, de onde estou, posso fazer muito e contribuir muito mais”, escreveu em artigo o apresentador.

 

Atleta do Ironman Brasil desaparece no litoral de Fortaleza

Um atleta de alta performance que participa do Ironman Brasil, em Fortaleza, está desaparecido nas águas do mar da Praia de Iracema, próximo ao Marina Park Hotel. A assessoria do evento confirmou o desaparecimento de Genilson Lima, de numeração 919. Uma fonte ouvida pelo O POVO, que participa das buscas pelo atleta, informou que os botes saíram de seus pontos às 7h50min à procura do homem. Um intervalo aconteceu por volta das 10h30min e as buscas recomeçaram, mas dessa vez com um raio de inspeção maior.

De acordo com informações do relações públicas e comandante de operações da Ciopaer, Marcus Costa, uma aeronave foi acionada ao local por volta das 8h30min deste domingo, 26, depois que a ausência do atleta foi percebida pelos organizadores do evento.

“A prova de natação tinha acabado e se percebeu que o chip da bicicleta do atleta não tinha disparado. O que dá a entender que ele não saiu do mar. A equipe realizou buscas no local e sobrevoou a região por volta de uma hora, mas ninguém foi encontrado até o momento”, contou. As informações foram repassadas ao comandante por bombeiros que participam das buscas. Equipes do Corpo de Bombeiros, Marinha e Guarda Municipal também estão na operação.

A natação foi a primeira prova do dia, que teve o Marina Park Hotel como base para largada e saída. Na sequência, os competidores partiram para o ciclismo pela CE-085. Foi justamente o momento em que se percebeu a ausência do atleta.

Conforme a porta voz do Corpo de Bombeiros, capitã Juliany Freire, as buscas estão sendo feitas por mergulhadores. Até o momento, não houve nenhuma localização do atleta no mar. “No momento que a prova começou, tínhamos 51 guarda-vidas fazendo a prevenção. Após o incidente, como não era possível uma visualização da superfície, os mergulhadores foram acionados”, explicou. A capitã também tenta contato com os responsáveis pela operação, mas não há sinal telefônico pela localização da embarcação.

Segundo o tenente-coronel Holtayne Pereira, do Serviço de Salvamento Marítimo do Corpo de Bombeiros, cinco mergulhadores e quatro guarda-vidas formam as três equipes que estão em busca do atleta. A profundidade no perímetro da prova, conforme ele, é de no máximo sete metros, o que facilita as buscas. “Estamos trabalhando com várias hipóteses, inclusive de ele poder ter saído no meio da prova, mais para a Leste-Oeste, e ainda não ter voltado. Estamos tentando cercar”, afirmou. O oficial destacou que a segurança da prova estava bem dimensionada e que nunca ocorreu nenhum acidente grave em competições no mar.

Cerca de mil triatletas estavam inscritos na competição que envolve 1,9 km de natação, 90 km de ciclismo e 21,1 km de corrida.

(O POVO Online)

Ódio, intolerância e descrença

Em artigo no O POVO deste domingo (26), o psicanalista Valton de Miranda Leitão avalia que o o vertiginoso avanço do “mercado livre”, que privilegia uma minoria em detrimento da grande maioria, está retirando direitos debaixo da capa do formalismo jurídico. Confira:

O mundo vive o avanço de uma onda conservadora, cujo Seismo (o deus marinho dos terremotos e maremotos) é o ódio alimentado por toda sorte de preconceitos que a brutal ignorância se encarrega de acolher, criando álibis para a destrutividade.

A história registra as mais diversas manifestações da crueldade humana, tanto nas inúmeras guerras, cuja carnificina mostra toda a dimensão da periculosidade do homem, enquanto, por outro lado, tenta conter seus impulsos bestiais, punindo o crime com castigos mais horripilantes. Atirar um condenado ao mar dentro de saco cheio de serpentes, triturá-lo numa roda de esquartejamento, desmembrá-lo com cavalos disparados para várias direções tendo pés e mãos amarrados, enforcamentos, cadeira elétrica, morte química e outras “bondades” da natureza humana. Durante o século XIX, a luta contra a pena de morte não era simplesmente pela ineficácia da medida, mas pelo ódio que a prática cultivava.

O sistema educacional mundial usou durante séculos o açoite com chicote e palmatória para estruturar o caráter dos futuros cidadãos, alimentando com igual intensidade a violência que estourava nas guerras. Foi somente no início do século XX que a maioria dos Estados civilizados conseguiu abolir a pena de morte e o açoite sob os protestos de partidos nazifascistas e religiosos apegados à Lei do Taleão, do Velho Testamento. A Bíblia está cheia de passagens, nas quais a correção do mau comportamento admite o castigo corporal, embora enfatizando o amor como suprema virtude.

O mundo está dividido politicamente entre os que acreditam na força comunitária do bem público e os que afirmam a primazia do privado capaz de engendrar transformações benéficas para o conjunto da população. Essa última ideia foi tematizada por Adam Smith, no século XVIII, com a noção de uma mão invisível que distribuiria os lucros dos muito ricos com o povo e, naturalmente por ineficaz, o conceito se tornou letra morta. Os socialistas, ao contrário, sempre apostaram no igualitarismo e no Estado distributivista que floresceu após a Segunda Guerra Mundial e agora entra em colapso. Essa queda está acontecendo atualmente no mundo e no Brasil com o vertiginoso avanço do “mercado livre”, que privilegia uma minoria em detrimento da grande maioria de seres humanos, cujos direitos duramente conquistados estão sendo usurpados e retirados debaixo da capa do formalismo jurídico.

O ecocídio que atinge a natureza planetária equipara-se ao genocídio desse holocausto que a matrix-mídia esconde com sua capacidade invencível para a mentira. O relativismo ético incorporado ao discurso político usa Deus como avalista do Estado de Exceção. A descrença em todas as instituições corrompidas desmobiliza a população, enquanto o fascismo ataca o centro produtor do saber, a Universidade.

O absurdo da atual situação brasileira é que nasceu gigantesca insegurança jurídica com a desmoralização do Poder Judiciário, alimentando a descrença na mudança em benefício do povo.

Fiec – Camilo participa de seminário sobre incentivos fiscais com empresas cearenses

O governador Camilo Santana participa nesta segunda-feira (27), a partir das 18h30min, na Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec), de seminário para discutir incentivos fiscais com empresas cearenses. O evento é uma promoção da Fiec, da Federação de Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Ceará (Fecomércio) e do Governo do Ceará.

Diante da atual política econômica, o poder público abre mão de uma parte dos recursos que receberia com o Imposto de Renda das empresas, para fomentar a execução de iniciativas sociais, culturais, educacionais, de saúde e esportivas. A destinação é feita pela própria empresa, que pode escolher os projetos e causas que desejar investir e potencializar.

Com o seminário, o Governo do Ceará pretende estimular o investimento em projetos localizados em território cearense, uma vez que muitas deduções de IR são destinadas a projetos em outros Estados. A ação é liderada pelo Conselho Temático de Responsabilidade Social da FIEC (CORES), que na ocasião lançará a cartilha “Incentivos Fiscais – Agregue valor à sua empesa e contribua com o desenvolvimento social”, formulada em parceria com a Fundação Beto Studart.

O evento é destinado exclusivamente a empresas com tributação do Imposto de Renda no Lucro Real e para empresas com ICMS tributado sem Substituição Tributária. Em pauta, estarão o Ato Normativo CEDIN 01/2016 que obriga as empresas com Fundo de Desenvolvimento Industrial (FDI) a aplicarem recursos em projetos no território do Estado do Ceará que sejam contemplados pelas leis de incentivo, sob pena de revogação do benefício concedido pelo Conselho Estadual de Desenvolvimento Industrial – Cedin.

Nesse quadro estão a Lei Rouanet, Lei do Esporte, Lei da Criança e do Adolescente, Lei do Idoso, Programa Nacional de Apoio à Atenção da Saúde da Pessoa com Deficiência (PRONAS/PCD) e Programa Nacional de Apoio à Atenção Oncológica (PRONON). Também será discutida a Lei Estadual de Incentivo à Cultura, Lei do Mecenato, que permite a dedução de 2% do ICMS das empresas investidoras.

(Governo do Ceará)

“Os Parças” cumpre o que promete: fazer rir. E rir demais

Da Coluna Bric à Brac, no O POVO deste domingo (26), pela jornalista Inês Aparecida:

Sem a menor intenção de me intrometer na seara alheia, ou melhor, no campo dos que se dedicam , porque sabem, a fazer crítica cinematográfica, vou dar minhas impressões sobre Os Parças, o mais recente trabalho assinado por Halder Gomes. Fui na pré-estreia – nacionalmente será lançado quinta-feira (30) – e o filme, para mim, cumpriu o que promete: fazer rir. E ri demais. Tirulipa, Bruno de Lucca, Tom Cavalcante e Whinderson Nunes formaram um time bem entrosado, ligado pelo fio do humor escrachado.

Politicamente correto? Podem questionar alguns. O talento de Tom já se conhecia, mas surpreende o trabalho dele e de Tirulipa e Nunes (acho horrível escrever o primeiro nome dele) na telona. Taumaturgo Ferreira como um “mafioso” da rua 25 de Março paulista está ótimo. No elenco, também, Paloma Bernardi, Bruno de Lucca e André Bankoff. Participações de Wesley Safadão, Carlos Alberto da Nóbrega e Bolachinha. Os Parças é um momento refrescante para nossas mentes que andam pesadas de… vocês sabem, digo mais não.

(Foto: Divulgação)

Campanha salarial – Apeoc realiza encontros em 36 municípios a partir desta segunda-feira

O Sindicato Apeoc promoverá em todo o Ceará a assembleia geral com a categoria para discutir as pautas de luta da campanha salarial de 2018. Ao todo serão 36 encontros de discussão e mobilização com os profissionais de Educação do Estado, com início nesta segunda-feira (27) e segue até o dia 4 de dezembro.

A partir das 10h30min, segundo o presidente da Apeoc, Anízio Melo, os encontros acontecerão em Itapipoca, Baturité, e Boa Viagem. No período da tarde, a partir das 16h30min, a assembleia estará em Acaraú, Pacatuba e Quixadá.

Os eixos da Campanha Salarial 2018 abrangem reivindicações e melhorias na remuneração e carreira, valorização dos profissionais da Educação, financiamento público para o setor tanto em nível estadual quanto federal, e a revitalização do ISSEC.

Violência transmissível

Editorial do O POVO deste domingo (26) aponta que quatro em cada 10 mulheres criadas em lares violentos sofrem o mesmo tipo de agressão na vida adulta. Confira:

Experimenta-se um abalo a cada vez que estudos revelam algum aspecto da inaceitável violência que desaba sobre as mulheres nos mais diversos espaços da vida pública ou privada. Não é diferente com o estudo realizado pela Universidade Federal do Ceará (UFC), em parceria com o Instituto Maria da Penha e o Institute for Advanced Study in Toulouse, que, com a Pesquisa de Condições Socioeconômicas e Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher, mostrou que esses atos violentos repetem-se por gerações.

Segundo a pesquisa, quatro em cada 10 mulheres criadas em lares violentos relataram sofrer o mesmo tipo de violência na vida adulta. Ou seja, observou-se um padrão repetitivo, chamado pelos pesquisadores de transmissão intergeracional de violência doméstica. O mesmo índice impacta o comportamento masculino, revelando que homens criados em lares violentos também cometem agressões contra suas parceiras.

Para o professor José Raimundo Carvalho, coordenador da pesquisa, o estudo é um trabalho inédito, pois, pela primeira vez na América Latina, teria sido comprovada a repetição do comportamento violento entre as gerações. “Se nós conseguirmos diminuir a violência hoje, vamos não só melhorar a vida das mulheres que estão vivendo agora, como também das pessoas que viverão daqui a 15, 20 anos”, observa ele.

Outro dado aterrador da pesquisa: 6,2% das mulheres entrevistadas, que estiveram grávidas, sofreram violência durante o período de gestação. Natal, Salvador, Recife e Fortaleza apresentam taxas maiores que a média das cidades pesquisadas.

O problema maior para se combater esse tipo de violência é que, em boa parte das vezes, as agressões acabam sendo abafadas dentro do próprio lar, pois as mulheres, por temor físico ou medo de se ver ao desamparo, quando o homem é o único provedor da casa, acabam por não denunciar o crime cometido contra elas.

No entanto, há de se pensar como a farmacêutica Maria da Penha, fundadora do instituto que leva o seu nome: essa não é uma questão que diz respeito somente às mulheres e sua famílias, mas é uma situação a ser debatida amplamente por toda a sociedade. A pesquisa é um ótimo instrumento para analisar e tornar o problema conhecido, mas, depois disso, é preciso também ações concretas, que possam transformar essa realidade.

Direitos Humanos – Bombardeios nos arredores de Damasco matam 19 civis

Pelo menos 19 civis morreram neste domingo (26) em bombardeios e lançamento de mísseis das forças do governo da Síria na região de Ghouta Oriental, reduto de oposição na periferia de Damasco, informou o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

Os bombardeios causaram 13 mortes e deixaram vários feridos na cidade de Misraba e mataram outras quatro pessoas em Harasta e Midira, segundo a ONG.

Na cidade de Duma, duas mortes foram confirmadas e dez pessoas ficaram feridas após o lançamento de mísseis por parte das forças governamentais, ainda de acordo com o Observatório.

Ghouta Oriental é uma das chamadas “zonas de distensão” incluídas em um acordo de trégua promovido pela Rússia, Turquia e Irã, mas nas últimas semanas viveu uma escalada da violência, com ataques quase contínuos por parte das forças governamentais.

(Agência Brasil)

João Soares faz homenagem ao professor Erasmo Pitombeira

Em sessão aos 18 anos do Shopping Benfica, quinta-feira última, na Câmara Municipal de Fortaleza, o empresário e escritor João Soares Neto abriu espaço na solenidade festiva.

Ele homenageou a memória do professor da UFC e engenheiro civil Erasmo Pitombeira, que morreu nessa quinta-feira (23), que era festiva para esse polo de compras.

O diagnóstico que precisa ser visto sem ranços

Da Coluna Fábio Campos, no O POVO deste domingo (26):

Ano de 2015. Governo Dilma. A recessão já definia o quadro econômico e político do Brasil. No Ministério da Fazenda, o economista Joaquim Levy fazia de conta que exercia com todas as prerrogativas o papel de ministro. Todos sabiam que era a “presidenta” Dilma que dava as cartas na economia, o que explicava, em boa parte, o desastre em que o País havia se metido.

Entre um e outro memorando de menor importância, Levi assinou um documento que pediu ao Banco Mundial o diagnóstico dos gastos públicos brasileiros. Algo básico que deveria ser tarefa cotidiana de todo governo que se preze.

Poderia ser algo a cair no esquecimento. Porém, mais de dois anos depois, o Banco Mundial entregou ao Governo do Brasil a encomenda que recebera. O título é, no mínimo, provocativo. “Um Ajuste Justo: Uma Análise da Eficiência e da Equidade do Gasto Público no Brasil”.

Todos nós, todos os governantes e autoridades públicas, sabemos muito bem que a ineficiência dos gastos públicos é a grande responsável pela pobreza que aflige milhões de pessoas.

Em nome de uma guerra ideológica ultrapassada no mundo, mas que resiste no Brasil, o problema não é enfrentado. Bilhões e bilhões de reais se perdem em função das más escolhas dos governantes, pela estrutura pública ineficiente, por políticas públicas atrasadas, pelo tamanho exagerado de um estado gastador e pela corrupção que se mostrou desenfreada.

O relatório do Banco Mundial foi ao ponto e com a devida severidade: no Brasil, os governos (federal, estaduais e municipais) gastam mais do que podem; os gastos são ineficientes, pois não cumprem plenamente seus objetivos; e, em muitos casos, de forma injusta, beneficiando os ricos em detrimento dos mais pobres. Claro, objetivo e verdadeiro.

Tomara que o trabalho feito por economistas do Banco Mundial balize a campanha eleitoral que se avizinha. É a chance para que as disputas não versem sobre a conversa fiada de sempre. O diagnóstico avalia os gastos sobre três aspectos: o peso no Orçamento, a eficiência e a avaliação sobre o ponto de vista da justiça social. Perfeito. É exatamente tudo o que importa.

De nada serve um governante ou um candidato dizer que gastou tanto nisso ou naquilo. O que importa é saber se a ação era necessária, viável, se vale o quanto custa, se deu os resultados previstos e se fez com que tais resultados chegassem aos que mais precisam. Quem são eles? Os mais pobres, claro.

O Ceará, por exemplo, está repleto de decisões que foram adotadas com tais características. Lá atrás, tivemos políticas exemplares como os agentes de saúde. Barata e adequada para o momento de então. Mais recentemente, tivemos uma política de educação eficiente e barata que permitiu ao Estado resultados de referência na área.

Mega-Sena volta a acumular e prêmio na quarta-feira deverá chegar a R$ 65 milhões

Ninguém acertou os seis números da Mega-Sena, em sorteio realizado nesse sábado (26), em Italva (RJ), e o prêmio da quarta-feira (29) deverá chegar a R$ 65 milhões, de acordo com estimativa da Caixa Econômica Federal.

Os números sorteados foram: 1920283436 e 44.

Já o concurso 4.540 da Quina teve somente um ganhador, que levou a quantia de R$ 9,7 milhões. O sortudo, da cidade de Santos (SP), marcou os números 04 – 29 – 48 – 61 e 77.

Merkel rejeita novas eleições e espera formar governo rapidamente

A chanceler alemã, Angela Merkel, rejeitou nesse sábado (25) a opção de realizar novas eleições, apostou em uma nova rodada de conversas entre os partidos na próxima semana e disse esperar formar um governo “rapidamente”.

As declarações foram feitas por Merkel ao discursar no congresso regional de seu partido, a União Democrata-Cristã (CDU), no estado federado de Mecklemburgo-Pomerânia Ocidental.

“Eu não estou absolutamente convencida de que, se não podemos fazer nada sobre o resultado (das eleições), deveríamos pedir às pessoas que votem novamente”, afirmou.

A chanceler fez assim referência às três opções que surgiram após o fracasso das negociações de seu bloco conservador com os partidos liberais e verdes para formar uma coalizão de governo, após os resultados das eleições de 24 de setembro.

A repetição das eleições é uma das opções, mas também seria factível um governo em minoria dos conservadores (sem precedentes na Alemanha e que também não satisfaz a chanceler) e uma reedição da grande coalizão de conservadores e sociais-democratas que governou o país na legislatura anterior.

O Partido Social-Democrata (SPD), no entanto, descartou essa última opção após as eleições, nas quais teve os piores resultados em um pleito geral desde 1949, e anunciou sua mudança à oposição.

O presidente alemão, Frank-Walter Steinmeier, pediu ao SPD que repensasse a posição após o fracasso das negociações. Está previsto, na próxima quinta-feira (30) um encontro entre o líder social-democrata, Martin Schulz, e Merkel.

(Agência Brasil)

Deputado queria criar serviço telefônico para orientação sobre aborto

O deputado Roberto Britto (PP-BA) elaborou projeto que criava um serviço telefônico para oferecer informações sobre métodos contraceptivos e aborto. De acordo com a proposta, as informações seriam prestadas por psicólogos da equipe do Sistema Único de Saúde (SUS) por meio de um número telefônico disponível para todo o País.

O projeto acabou rejeitado pela Comissão de Seguridade Social e Família, pois não haveria como viabilizar a indicação de método contraceptivo por telefone. “Esse procedimento atentaria, inclusive, contra os códigos de ética dos profissionais envolvidos”, alegou o deputado Diego Garcia (PHS-PR), relator da proposta.

“Acolher a presente proposição poderia soar para a sociedade que esse Parlamento insiste em criar um ‘Disque Aborto’, o que geraria um grande mal-estar devido a toda polêmica que o tema desperta no Brasil”, avaliou o relator.

(Com informações da Agência Câmara Notícias)

Planalto retira restrições ambientais do governo inglês na exploração de petróleo e energia

Da Coluna Valdemar Menezes, no O POVO deste domingo (26):

Graças à indignação de ambientalistas britânicos com o descumprimento de protocolos internacionais de proteção ao meio-ambiente, assumidos por seu governo, os brasileiros tomaram conhecimento, através do jornal The Guardian, de maracutaias envolvendo o Ministério do Comércio do Reino Unido e o Ministério das Minas e Energia, do governo Temer, contra interesses do povo brasileiro na área de petróleo e energia. Tudo feito em segredo para evitar reações.

Londres despachou para o Brasil Greg Hands, ministro do Comércio, para comandar o lobby destinado a obter do governo Temer a eliminação de exigências legais brasileiras na área petrolífera, que prejudicavam as petroleiras de Sua Majestade, interessadas em abocanhar o pré-sal. O Planalto retirou a exigência que as obrigava a comprar equipamentos na indústria nacional (política de conteúdo nacional), bem como aboliu restrições ambientais estabelecidas pela legislação brasileira e dispensou as grandes multinacionais de um volume gigantesco de impostos resultantes da operação.

Resultado: a rapinagem britânica custou ao Brasil mais de R$ 1 trilhão em isenção de impostos para a Shell, a BB e a Premier Oil, segundo The Guardian. Tudo em detrimento da Petrobras e do pré-sal. Um verdadeiro crime de lesa-pátria, praticado por entreguistas descarados.

Enquanto os brasileiros têm cortes na saúde, na educação, na segurança e nos programas sociais, e o País volta a fazer parte do Mapa da Fome, o Planalto entrega, de mãos beijadas, mais de um trilhão de reais de futuras receitas para os bolsos das petroleiras internacionais.

Como se chama quem atua contra os interesses de sua pátria? Se depender do governo Temer, de seu ministro das Minas e Energia, Paulo Pedrosa, e de gente como Pedro Parente, presidente da Petrobras, não será duvidoso que até o Cristo Redentor em breve esteja no Museu Britânico ao lado de outros antigos troféus de povos conquistados.

Ex-governador Garotinho é transferido para Bangu e defesa protesta

O ex-governador do Rio de Janeiro, Anthony Garotinho, foi transferido para o Complexo Penitenciário de Bangu, após denunciar ter sido agredido, em sua cela na Cadeia Pública José Frederico Marques, em Benfica, no Rio de Janeiro. A Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) afirmou que não houve registro de imagens da suposta agressão e alegou que Garotinho se auto lesionou, o que foi rebatido em nota divulgada pelos advogados de defesa do ex-governador.

“A família do ex-governador Anthony Garotinho repudia veementemente as insinuações da Seap de que Garotinho teria se auto lesionado, usando isso, inclusive, como pretexto para lhe impor punições. A Seap alega que as imagens do circuito interno de TV não detectaram ninguém entrando na cela para agredir o ex-governador, mas essas mesmas câmeras também não flagraram inúmeras irregularidades que beneficiaram o grupo de Sérgio Cabral”, destacou a nota.

A Seap informou, também em nota, que Garotinho estava sozinho na galeria e que não houve registro de qualquer pessoa entrando na cela do ex-governador, conforme relatado por ele.

No presídio de Benfica, também estão presos o ex-governador Sérgio Cabral e os deputados Jorge Picciani, Paulo Melo e Edson Albertassi, além de ex-secretários e assessores do governo Cabral, todos considerados desafetos políticos de Garotinho, que os denunciou inúmeras vezes.

A conhecida foto de membros do grupo de Sérgio Cabral com guardanapos na cabeça, em um restaurante em Paris, foi divulgada à imprensa por Garotinho.

(Agência Brasil)

Coletiva dos servidores da Semace manda nota para o Blog

O Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Estadual do Ceará – Mova-se manda nota para o Blog acerca da operação da Polícia Civil e Ministério Público do Estado realizada, na última semana, na Semace. Na operação, houve prisões temporários de alguns servidores e afastamento de comissionados como o titular do órgão. Confira:

Nota do coletivo de servidores da Semace, apoiado pelo Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Estadual do Ceará – Mova-se

Nós, servidores públicos da Superintendência Estadual do Meio Ambiente, manifestamos nosso apoio às investigações sobre possíveis desvios de conduta ocorridos na Semace, bem como às consequentes punições aos servidores efetivos ou comissionados comprovadamente envolvidos.

No entanto, ressalvamos a forma como os meios de comunicação divulgaram a notícia. O Jornal O Povo utilizou inicialmente a imagem de um servidor com farda de uso exclusivo da fiscalização ambiental, e o Jornal Diário do Nordeste mencionou que alguns “‘articuladores’ atuavam na fiscalização” e estariam envolvidos em corrupção passiva, concussão, advocacia administrativa, fornecimento de informações falsas e organização criminosa. Ressalta-se que a fiscalização é exercida exclusivamente por servidor do cargo de Fiscal Ambiental, e que nenhum dos fiscais em exercício na fiscalização está sob investigação. A notícia torna-se, então, distorcida e confusa para o público.

Portanto, os servidores desta instituição exigem que a mídia veicule apenas informações verídicas, com o devido cuidado e responsabilidade, sob pena de macular a imagem da Semace e dos servidores públicos que a compõe.

Mais uma vez, nós, servidores públicos estaduais, com o apoio do Sindicato Mova-se, ressaltamos nosso interesse em que todos os envolvidos, independente de cargo ou função, sejam devidamente investigados e punidos, em caso de irregularidade comprovada.

Relembramos que no ano de 2012, durante período de greve, os servidores empenharam-se em lutar por ações transparentes e em respeito ao rigor da lei, ressaltando a importância da atuação somente de servidores concursados em todas as atividades-fim da instituição.