Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

Unidades de saúde do Ceará abrem neste sábado para vacinar contra pólio e sarampo

Todas as crianças de um a menores de cinco anos devem buscar neste sábado (18) os mais de 36 mil postos de vacinação para receber a vacina contra a poliomielite e o sarampo. As unidades de saúde realizam o Dia D da Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e Sarampo.

No Ceará, 81% das crianças que fazem parte do público-alvo ainda precisam se vacinar. Pais e responsáveis devem levar as crianças independente da situação vacinal anterior, já que neste ano a campanha é indiscriminada.

A expectativa é vacinar mais de 11 milhões de crianças no País até 31 de agosto.

(Agência Saúde)

Festival de teatro das artes cênicas do Ceará tem início neste sábado em Acopiara

De hoje (18) até o próximo sábado (25), o município de Acopiara, no Centro-Sul do Ceará, a 352 quilômetros de Fortaleza, será palco de artistas, companhias de artes e entusiastas do teatro, diante da realização do 26º Festival de Teatro das Artes Cênicas do Estado, o Fetac 2018. A cerimônia de abertura acontece na noite de hoje, a partir das 19h30min, no Polo de Lazer da cidade. Toda a programação é gratuita, com retirada de ingresso sempre às 17h30min, na bilheteria do Centro Social. Será entregue somente um ingresso por pessoa.

Durante uma semana, ruas, praças, teatro e escolas de Acopiara serão ocupadas em 20 apresentações de teatro e shows musicais.

Nesta edição, os responsáveis pela curadoria foi a atriz, diretora teatral e cientista social Vanéssia Gomes e o artista, produtor, pesquisador e professor Gyl Giffony. Eles levaram em conta a técnica, a estética e a dramaturgia para compor uma galeria capaz de caracterizar a tônica de celebração do Festival, apostaram na diversidade de estilos para oferecer ao público o recorte de uma produção criativa em linguagens e formatos, que representam um fazer teatral cearense cada vez mais ousado.

Selecionados

Os espetáculos são “AQUELAS – Uma dieta para caber no mundo”, do MANADA Teatro (Fortaleza); “Cabaré da Desgraça”, de As 10 Graças de Palhaçada (Fortaleza); “Cardinal”, do Coletivo Atuantes em Cena (Crato); “Criaturas de Papel”, do Bricoleiros Teatro de Bonecos (Fortaleza); “Geração Trianon”, do Instituto Teatro Público (Fortaleza); “Imaginário Criador”, da Trupe Motim de Teatro (Quixeré); “Miau!”, do Cangaias Coletivo Teatral (Maracanaú) e “Preta Bigode Bar”, da Companhia Ortaet de Teatro (Iguatu).

O FETAC é um projeto que contribui diretamente com o fortalecimento do fazer teatral do Ceará valorizando as produções de artistas de vários municípios do Estado, sendo o único do gênero que é voltado 100% para a produção artística cearense.

Assinatura do projeto

Realizado pela Cia Cordel de Teatro, o 26º Fetac tem o apoio cultural da ENEL, da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará – Lei Estadual de Incentivo à Cultura, Lojas Moveletro e Prefeitura Municipal de Acopiara. Produção da Cinco Elementos Produções, produção executiva da Marco Zero. O FETAC conta ainda com a parceria e apoio técnico da Gaspar Bandeira Advogados. Assessoria de Imprensa de responsabilidade da empresa Dégagé.

(Fotos: Divulgação)

Aumento de benefícios a produtor rural pode ser vetado, diz secretário

O secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida, disse que o governo federal estuda vetar a ampliação de benefícios a produtores rurais incluídos na Medida Provisória (MP) 842, que trata do refinanciamento da dívida do setor.

O texto, que foi aprovado nesta semana pela comissão especial que analisa a MP no Congresso Nacional, previa descontos entre 40% e 80% apenas para produtores das regiões Norte e Nordeste, mas os parlamentares estenderam os benefícios a produtores de outras regiões.

Com isso, o impacto orçamentário da medida será R$ 900 milhões superior ao projetado pelo governo.

“A gente deixou muito claro que o que tem disponível hoje é R$ 1,6 bilhão. Mesmo que haja aumento de arrecadação, estamos próximos do teto de gastos”, afirmou Mansueto, após participar, como palestrante, de um evento da Fundação Getulio Vargas (FGV), em Brasília. Segundo o secretário, se for mesmo aprovada pelo Congresso Nacional, a ampliação dos benefícios pode chegar a R$ 2,5 bilhões de impacto orçamentário. Mansueto disse que, caso não haja disponibilidade orçamentária, os trechos que não tiverem sido acordados entre governo e Parlamento poderão ser vetados.

Apesar de estender os benefícios aos produtores rurais de todo o país, os descontos para a liquidação das dívidas as regiões Sudeste, Sul e Centro-Oeste serão menores, variando de 60% nas operações até 2006 e de 30% nas operações até 2011. A MP 842 segue agora para votação dos plenários da Câmara e do Senado, para seguir depois à sanção presidencial.

Mansueto adiantou, sem informar valores, que a arrecadação de receitas no mês de julho foi “muito boa”, mas que, mesmo assim, o orçamento federal continua limitado pela regra do teto de gastos, que restringe as despesas públicas em todas as áreas. O próximo relatório de receitas e despesas do governo, que confirmará os números da arrecadação, será divulgado em setembro.

(Agência Brasil)

Falcão e um documentário pra lá de joiado

Da Coluna Eliomar de Lima, no O POVO deste sábado (18):

O cantor e bregastar Falcão está finalizando mais um projeto de âmbito nacional. Trata-se do seriado “Brasil Joiado”, produzido pela Gavulino Produções, do Ceará, e que mostrará o artista visitando, de fusquinha (Falcomóvel), cidades nordestinas e conversando com pessoas que têm identificação com seu trabalho.

Falcão já gravou os 13 episódios que trazem, por exemplo, o bregastar num papo com Luis Fidelis, em Juazeiro do Norte (CE), Jessiê Quirino, em Taperoá (PB) e Joquinha Gonzaga, sobrinho de Gonzagão, em Exu (PE).

Ele vai mostrar um Nordeste irreverente e muito rico culturalmente. Dois detalhes: em cada cidade, ele faz um show com o povão; e a estreia do seriado ocorrerá no primeiro semestre de 2019 pela Rede Brasil. O apoio é da Agência Nacional do Cinema (Ancine).

Eis o leruaite do Falcão que, também, estará, neste ano, no seriado Cine Holliúdy, da Rede Globo.

(Foto: Arquivo)

Gabaritos do Enceja já estão disponíveis no site do Inep

O Ministério da Educação (MEC) divulgou nessa sexta-feira (17) o gabarito oficial do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) 2018. O Encceja Nacional foi aplicado no começo do mês em todo o país.

Os documentos podem ser acessados no portal do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Conforme o instituto, para o Ensino Fundamental estão disponíveis os gabaritos das provas de Ciências Naturais; História e Geografia; Língua Portuguesa, Língua Estrangeira Moderna, Artes, Educação Física e Redação; e Matemática. No caso do Ensino Médio, os gabaritos são de Ciências da Natureza e suas Tecnologias (Química, Física e Biologia); Ciências Humanas e suas Tecnologias (História, Geografia, Filosofia e Sociologia); Linguagens e Códigos e suas Tecnologias e Redação (Língua Portuguesa, Língua Estrangeira Moderna, Artes e Educação Física); e Matemática e suas Tecnologias.

(Agência Brasil)

Eunício e Eduardo Girão são os candidatos ao Senado mais ricos do Norte, NE e Sudeste

Os cearenses Eunício Oliveira (MDB) e Eduardo Girão (Pros), ambos empreendedores do ramo da segurança privada, estão entre os cinco candidatos ao Senado mais ricos do País. Os dois empresários apresentaram patrimônio superior a todos os nomes ao Senado de três regiões do Brasil: Norte, Nordeste e Sudeste. Os dados são do DivulgaCand, do Tribunal Superior Eleitoral.

Enquanto o emedebista disse à Justiça Eleitoral ter um patrimônio de R$ 89,2 milhões, o ex-presidente do Fortaleza Esporte Clube apresentou um montante de R$ 36,3 milhões.

Os números ficam atrás apenas de multimilionários, como o candidato Fernando Marques (SD), do Distrito Federal, que apresentou impressionantes R$ 667 milhões. Ele é do setor farmacêutico.

Estão à frente dos cearenses ainda os candidatos Oriovisto Guimarães (Podemos), do Paraná, que declarou R$ 239,7 milhões, e Pedro Chaves (PRB), do Mato Grosso do Sul, com um valor de R$ 130,4 milhões.

Conforme levantamento feito pelo O POVO, dos 342 que buscam uma das 81 cadeiras no Senado Federal, 139 declararam um patrimônio acima de um milhão de reais. O percentual de milionários é de 40,64% de todos os postulantes.

Ainda entre os cearenses, os candidatos José Alberto Bardawil (Podemos) e Cid Gomes (PDT) também declararam bens acima de um milhão de reais.

Com a mudança na legislação que proíbe a doação de pessoas jurídicas para as campanhas, muitos empresários optaram por financiar boa parte das suas atividades eleitorais.

Com treze candidatos, o Ceará é o quarto Estado brasileiro com o maior patrimônio declarado, somando todos os nomes que disputam uma vaga no Senado. Juntos, os postulantes somam a cifra de R$ 132,3 milhões.

Bem diferente da realidade da esmagadora maioria da população cearense, que, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), de 2017, tem um rendimento médio mensal no valor de R$ 824. Fica abaixo de um salário mínimo, que está em R$ 954.

O perfil dos candidatos mais ricos em cada Estado é de centro-direita. Dos 27 estados, o MDB lidera em seis deles. Pelo menos duas delas com veteranos da política, como Edison Lobão (MDB), no Maranhão, que declarou R$ 8,6 milhões, e Renan Calheiros, em Alagoas, que apresentou quase R$ 2 milhões.

O PSDB, vem na sequência com quatro nomes. Seguido de PP e DEM, com três. As legendas PSC, PPL, PTC, PV, PSL, PTB, Novo, PSD, SD, PRB e Podemos lideram em pelo menos um Estado. Partidos que militam pelas ideias mais progressistas, como PT, Psol e PSB não lideram nos Estados.

Embora apresente poucos candidatos ao Senado, o Novo, com viés empresarial, tem contribuído para inserir o mercado financeiro na disputa eleitoral. O candidato à Presidência da República, João Amoêdo, declarou o valor de R$ 425 milhões.

O discurso adotado é de sucesso no trabalho e na carreira no campo privado. A ideia é convencer o eleitor que o sucesso na carreira empresarial é garantia de boa administração pública.

Bens

Se por um lado há os super-ricos, por outro há os pouco abastados. Como exemplos, estão Jorge Vianna (MDB), da Bahia, que declarou R$ 950,78 de patrimônio. Já Anísio Guato (Psol), do Mato Grosso do Sul, apresentou R$ 60.

(O POVO – Repórter Wagner Mendes)

Candidatos fazem as considerações finais

Alckmin afirmou que os 50 tons do governo Temer, os quais Boulos se refere, 40 são vermelhos, pois o PT e aliados votaram duas vezes em Temer, como vice de Dilma Rousseff.

Meirelles disse que não é político, mas voltou ao Brasil para gerar 12 milhões de empregos.

Ciro ressaltou que irá gerar dois milhões de empregos, retomar obras paradas e ajudar o brasileiro a sair do SPC.

Boulos disse que Alckmin vestiu a carapuça dos 50 tons do governo Temer.

Bolsonaro apontou que o Brasil precisa de um presidente honesto e patriota, que afaste de vez o fantasma do comunismo.

Álvaro Dias lamentou a tentativa de generalizar a política.

Marina ressaltou que, além de propostas, deve-se atentar para propósitos.

Daciolo pede oportunidade aos mais de 30 milhões de brasileiros que votaram branco ou nulo na última eleição.

(Foto: Reprodução)

Bolsonaro diz que estão tentando colocar mulheres contra a sua candidatura

106 2

Em debate com Henrique Meirelles, o candidato Jair Bolsonaro se irritou com a colocação do emedebista sobre a discriminação da mulher no mercado de trabalho, ao aformar que Bolsonaro teria dito anteriormente que as mulheres deveriam ganhar um menor salário que os homens. Bolsonato assegurou que nunca realizou tal afirmação e ressaltou que a CLT já iguala as condições de trabalhadores de sexo aposto. Disse ainda que estão tentando colocar as mulheres contra a sua candidatura. Meirelles não reforçou a colocação.

Ciro e Alckmin voltam a debater a questão da carga tributária.

Marina Silva e Ciro trocam eleogios, assim como ocorreu no debate anterior.

Bolsonaro agradece à direção do debate por ter retirado o púlpito que era destinado a Lula, “um bandido”.

Marina e Bolsonaro geram a maior tensão no debate, quando discutiram questões como mulheres, armamento, aborto e drogas.

Boris Casoy corrigiu a questão da retirada do púlpito destinado a Lula, que teria sido uma decisão de todos os candidatos, à exceção de Boulos.

(Foto: Reprodução)

Jornalistas tentam polarizar segundo bloco entre Ciro e Alckmin

Jornalistas da Rede TV e da revista IstoÉ centram o segundo bloco do debate nos candidatos Ciro Gomes e Geraldo Alckmin, que resgataram falas do bloco anterior sobre impostos. Ciro Gomes disse que o PSDB é o autor do Código Tributário, enquanto o ex-presidente FHC explodiu a carga tributária. Alckmin defendeu FHC, como presidente e como ministro do governo Itamar Franco.

(Foto: Reprodução)

Candidatos evitam desgaste com ataques

Encerrado o primeiro bloco do debate da Rede TV, os candidatos evitaram o desgaste provocado por ataques e se limitaram a promoção de suas candidaturas. Às exceções de Boulos e Cabo Daciolo, que seguem como francos atiradores, os candidatos tentaram elevar o nível do debate com perguntas sobre impostos e empregos, como o debate entre Ciro Gomes e Geraldo Alckmin.

(Foto: Reprodução)

Começa debate na Rede TV

Com a participação de oito candidatos à Presidência da República. começou em São Paulo o debate da Rede TV, com mediação é dos jornalistas Boris Casoy, Mariana Godoy e Amanda Klein.

Participam do debate os candidatos Alvaro Dias (Podemos), Cabo Daciolo (Patriota), Ciro Gomes (PDT), Geraldo Alckmin (PSDB), Guilherme Boulos (PSol), Henrique Meirelles (MDB), Jair Bolsonaro (PSL) e Marina Silva (Rede).

(Foto: Reprodução)

Camilo diz que pesquisa reflete reconhecimento do trabalho realizado no Ceará

129 2

O governador Camilo Santana (PT), candidato à reeleição, disse nesta sexta-feira (17), no Cariri, que os números da pesquisa Ibope/Verdes Mares, divulgados ontem (16), refletem o reconhecimento do trabalho realizado no Ceará.

Camilo aparece com 64% das intenções de voto, contra 4% do General Theophilo (PSDB), segundo colocado.

Camilo esteve acompanhado dos candidatos ao Senado, Cid Gomes (PDT) e Eunicio Oliveira (MDB).

(Foto: Divulgação)

Dólar fecha a semana cotado a R$ 3,91, acumulando alta de 1,31%

A moeda norte-americana encerrou hoje novamente (17) em alta de 0,24%, cotada a R$ 3,9147 na venda, fechando uma série de três pregões consecutivos de alta e uma valorização acumulada na semana de 1,31%. O dólar oscilou sua cotação no dia, chegando à máxima de R$ 3,9535. Apesar da forte alta, o Banco Central seguiu com a mesma política de swaps cambial tradicional, sem efetuar leilões extraordinários de venda futura da moeda.

O índice B3, da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), terminou o último pregão da semana em baixa de 1,03%, com 76.028 pontos. As ações da Petrobras acompanharam a queda, perdendo 2,64%, com Itau em queda de 2,22% e Bradesco registrando baixa de 2,74%.

(Agência Brasil)

Campanha sem ódio – Salmito pede a apoiadores um espírito democrático contra fake news

O presidente da Câmara Municipal de Fortaleza, Salmito Filho, candidato a deputado estadual pelo PDT, pediu nesta sexta-feira (17), que apoiadores e simpatizantes da campanha não reajam com ódio contra os fake news, os quais ele tem sido vítima nesse início de período eleitoral.

Salmito disse que os fake news devem ser rebatidos com informações verdadeiras, diante de um espírito democrático, tendo como base os grandes veículos de comunicação.

A reunião com os apoiadores ocorreu na Aldeota, onde no sábado (25) será inaugurado o comitê de campanha, no antigo prédio do Detran-CE, na avenida Santos Dumont.

(Foto: Leitor do Blog)

TSE nega novo pedido de Lula para participar de debate na TV

O ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Sérgio Banhos decidiu na noite desya sexta-feira (17) rejeitar novo pedido do PT para autorizar a participação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no debate que será realizado hoje, na Rede TV, às 22h, com candidatos à Presidência da República nas eleições de outubro.

Ontem (16), a participação de Lula foi vetada pelo ministro, mas a defesa recorreu da decisão por entender que o ex-presidente poderia participar por meio de videoconferência ou vídeos gravados antecipadamente.

Na nova decisão, o ministro reafirmou que a prisão de Lula está relacionada a questões criminais, que não podem ser analisadas pela Justiça Eleitoral.

Lula está preso desde 7 de abril, na sede da Superintendência da Polícia Federal (PF) em Curitiba, em função de sua condenação a 12 anos e um mês de prisão na ação penal do caso do triplex em Guarujá (SP). Para o PT, como candidato registrado no TSE, Lula tem direito de participar do debate.

Na quarta-feira (15), o partido registrou no TSE a candidatura de Lula à Presidência e o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad como vice na chapa.

Em tese, o ex-presidente estaria enquadrado no artigo da Lei da Ficha Limpa que impede a candidatura de condenados por órgãos colegiados. No entanto, o pedido de registro e a possível inelegibilidade precisam ser analisados pelo TSE. O pedido funciona como o primeiro passo para que a Justiça Eleitoral analise o caso.

(Agência Brasil)