Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

Carioca, o homem que liderou o sequestro de Dom Aloísio Lorscheider

193 1

Antônio Carlos de Souza Barbosa entra cabisbaixo à sala do diretor do presídio, trazido por agentes. Cumprimenta balançando a cabeça rapidamente. Veste o uniforme da cadeia: camisa branca de algodão, calção laranja, chinelas. Desde maio deste ano, foi transferido da Casa de Privação Provisória de Liberdade (CPPL 3) para o Instituto Presídio Professor Olavo Oliveira (IPPOO 2), em Itaitinga. Está ali por medida de segurança. Havia sido julgado pelo tribunal do crime para morrer, segundo ele próprio. Conta que acabou liberado pouco antes de tomar o chamado “coquetel da morte”.

Poucos fios brancos no cabelo, o rosto já com traços envelhecidos, mas ainda o olhar expressivo – como na cena marcante de 24 anos atrás, quando fez refém o então arcebispo de Fortaleza, cardeal Aloísio Lorscheider. Ainda eram tempos sem internet, mas as fotos e filmagens dele com a faca no pescoço e no costado do religioso rodaram meio mundo. O nome de batismo, comum, foi eclipsado com o tempo pela alcunha pesada que adotou. No crime, afamou-se como “o Carioca”.

Pergunto como prefere ser chamado. Pelo nome ou o apelido? “Tanto faz, não tenho mais nada a esconder”, responde. Carioca nasceu no Ceará. Ainda criança foi morar com os pais no Rio de Janeiro. O pai teria sido tenente-coronel da PM. A fala é com sotaque paulistano – dos mais de 30 anos que já viveu entre presídios, mais da metade foi em penitenciárias paulistas.

Quando jovem, Carioca garante que esteve nas Forças Armadas. Diz ter sido soldado da Aeronáutica, “a poucos meses” de se tornar oficial, mas teria saído expulso ao ser descoberto desviando armas e munições. Ao O POVO, a Força Aérea Brasileira nega que ele já tenha feito parte do contingente militar. Não encontrou nenhum registro com seu nome.

Escolhas de vida foram levando Carioca ao mundo cão. Roubou bancos, casas de câmbio, matou, liderou rebeliões, fugas de cadeias, sequestrou, foi chefe de facção criminosa no Ceará. “Graças a Deus, só nunca cometi estupro. Mas, tráfico, tudo…”, afirma, invocando a fé em meio a tantos ilícitos.

Sequestro de Dom Aloísio

No caso que lhe deu a maior notoriedade, em 15 de março de 1994, comandou um grupo de presos que manteve 11 reféns dentro do então maior presídio do Ceará, o Instituto Penal Paulo Sarasate (IPPS). Entre as vítimas estava dom Aloísio Lorscheider. O cardeal, que no fim dos anos 1970 chegou a ser indicado como possível sucessor do papa João Paulo I. Para Carioca, foi o refém imaginado como um passaporte para a liberdade. Mas virou o principal carimbo de sua biografia transgressora.

A cena é histórica: o cardeal jogado ao chão, imobilizado numa gravata de braço e uma faca que lhe espetava as costelas e o pescoço. Os olhos arregalados de Carioca – a tal expressividade mencionada há pouco – e o semblante assustado do religioso. Vinte horas de terror até um desfecho com todos os reféns vivos.

Carioca foi recapturado nove dias depois. As ideias para a fuga com os reféns eram outras, ele revela hoje: “Os planos na época eram pra nós invadir o aeroporto, pegar um avião”. Dias antes, parceiros do lado de fora teriam desistido de explodir a muralha do IPPS. (Colaborou Demitri Túlio)

Bastidores

As duas sessões de entrevista com Carioca foram no início de setembro (dias 4 e 11). A primeira durou 1h15min. A segunda, 35 minutos. Somadas as conversas preliminares, quase duas horas totalizadas nos dois encontros.

O primeiro pedido feito à Secretaria da Justiça, sobre a possibilidade de a conversa acontecer, foi dia 8 de agosto. No dia 28, a confirmação de que Carioca havia topado.

Carioca concedeu a entrevista sem algemas. Permaneceu calmo e sempre eloquente. Somente numa pergunta da 1ª sessão, pediu para não responder. No 2º encontro, não quis falar sobre nomes de comparsas.

Em reportagens de 1994, logo que foi preso pelo sequestro do cardeal Lorscheider, Carioca chegou a ser mencionado como condenado no caso Abílio Diniz. Porém, nunca houve aprofundamento a respeito.

O POVO falou com dois dos reféns do sequestro no IPPS: Mário Mamede, então deputado estadual, e Raimundo Brandão, à época coordenador estadual do Sistema Penal. Ambos hoje estão aposentados.

Mamede lembra de seu momento mais tenso no episódio. Disse ter sido ameaçado de morte por Carioca. “Ele dizia que não estavam brincando. ‘Vamos dar um tiro na cabeça dele, jogar no pátio’. Fiquei olhando pra ele. Não pisquei o olho até que ele não me olhou mais”.

Brandão depois tornou-se subsecretário da Justiça, que administra as penitenciárias estaduais. No dia, chegou a travar luta corporal com um dos detentos, quando o sequestro foi anunciado. Escreveu um livro sobre o caso: O pastor e os 12 reféns.

Após a entrevista, a pedido da diretoria do IPPOO 2, Carioca assinou um termo autorizando a publicação de suas declarações e das imagens.

*Mais sobre Carioca aqui.

*Mais ainda sobre Carioca aqui.

(O POVO – Repórter Cláudio Ribeiro/ Colaborou Demitri Túlio)/Foto – Aurélio Alves)

Vozão perde para o Sport e rebaixamento volta a incomodar

Em um jogo equilibrado, valeu o desespero do Sport, diante da cautela do Ceará. Com gol de Gabriel, aos 8 minutos do segundo tempo, o time pernambucano derrotou o Vozão, por 1 a 0, na noite desta segunda-feira (5), na Ilha do Retiro, pelo complemento da 32ª rodada do Brasileirão.

Com o resultado, o Ceará caiu duas posições na tabela de classificação e está a três pontos da zona de rebaixamento. O Vozão ainda desperdiçou a chance de integrar. pela primeira vez nesta temporada, de ingressar no grupo da Sul-Americana. O Ceará é o 15º colocado, com 37 pontos, à frente do Sport (36), Vitória da Bahia (34), América Mineiro (34), Chapecoense (34) e Paraná (18),

No domingo (11), o Ceará recebe no estádio Castelão o vice-líder Internacional.

(Foto: Reprodução)

American Air Lines encomenda 15 jatos da Embraer ao preço de US$ 795 milhões

A Empresa Brasileira de Aeronáutica (Embraer) anunciou hoje (5) que assinou um pedido da American Airlines Inc. para 15 jatos E175 com 76 assentos. O valor do contrato é de US$ 705 milhões e será incluído na carteira de pedidos firmes da empresa brasileira do quarto trimestre de 2018. As entregas começarão em 2020. Somados os contratos anteriores do mesmo modelo de aeronave, a companhia americana encomendou um total de 104 jatos E175 desde 2013.

A Embraer informou que a American Airlines selecionou a subsidiária Envoy para operar as 15 aeronaves. Serão 12 assentos de primeira classe e 64 de classe econômica. “O novo pedido mostra o valor que as companhias aéreas seguem depositando no nosso bem sucedido jato E175”, disse o diretor de Marketing e Vendas para a América do Norte da Embraer Aviação Comercial, Charlie Hills.

Segundo a empresa brasileira, incluindo este novo contrato, foram vendidos mais de 435 jatos do modelo E175 para companhias aéreas na América do Norte desde janeiro de 2013, obtendo mais de 80% do total de pedidos no segmento de jatos de até 76 assentos.

Venda

A Embraer e a Boeing anunciaram acordo no início de julho deste ano pelo qual a empresa estadunidense ficará com 80% do setor de aviação comercial da Embraer. A União, que mantém na empresa brasileira privatizada em 1994 uma ação de tipo especial, conhecida como golden share, detém poder para barrar a operação. O presidente eleito Jair Bolsonaro disse, em entrevista coletiva na semana passada, que deve avalizar o acordo.

(Agência Brasil)

Eleições na OAB/CE – Candidato promete fazer auditoria as contas da Ordem e Caace

198 1

Luiz Antonio Lima, que preside a Associação de Pais de Alunos de Fortaleza, entrou na disputa pela presidência da Ordem dos Advogados do Brasil, regional do Ceará. Ele foi o último a registrar chapa, que tem como pregação a renovação verdadeira na OAB.

“Somos a única chapa oposição verdadeira, que tem propostas de Transparência” diz o candidato, apregoando também prestação de contas online. Ele diz que, se eleito, fará uma “auditoria externa” na OAB e na Caixa de Assistência dos Advogados (Caace).

Além de Luiz Antonio, estão na peleja Erinaldo Dantas, presidente da Caixa de Assistência dos Advogados; Roberta Vasques, vice licenciada da entidade; Edson Santana, ex-presidente do Sindicato dos Advogados de Fortaleza e da Região Metropolitana; e Regina Jansen, presidente da Comissão Previdenciária da Ordem.

O pleito para escolha do novo presidente da entidade ocorrerá no dia 28 deste mês, no Centro de Eventos.

(Foto – Reprodução do Youtube)

Grupo de João Doria quer antecipar mudança no comando do PSDB

Tasso Jereissati e Geraldo Alckmin, atual presidente nacional dos tucanos.

A Executiva Nacional do PSDB vai se reunir, no próximo dia 22, em São Paulo, para discutir o calendário de convenções. Aliados de João Doria, governador eleito de SP, dizem que haverá pressão para que a troca do comando do partido seja antecipada.

Segundo informação da Folha de S.Paulo desta segunda-feira, dados internos do PSDB mostram que, por enquanto, 15 dos 29 deputados eleitos e 3 dos 8 senadores pretendem integrar a base de apoio do futuro governo de Jair Bolsonaro.

VAMOS NÓS – E Tasso Jereissati, como fica nesse cenário?

(Foto – Agência Brasil)

Estácio de Juazeiro do Norte comemora 18 anos com show de stand-up comedy do Cariri

O espetáculo StandUP Comedy, comandado pelo humorista e comunicador Henrique Vidal, foi uma das principais atrações da festa que comemorou os 18 anos do curso de Medicina da Estácio Juazeiro do Norte (Região do Cariri). Durante apresentação, no auditório da instituição, Henrique deu vida a diversos personagens criativos, proporcionando um momento de descontração com o público, informa a assessoria de imprensa da Estácio.

O trabalho do humorista é reconhecido no Cariri por suas cenas inspiradas em artistas como Michael Jackson, Shirley Mclaren, Anitta, entre outros, exaltado pelo texto inteligente e elaborado, característica forte do artista.

Além do espetáculo, a programação dos 18 anos do curso de Medicina da Estácio Juazeiro do Norte contou com palestras, minicursos, homenagens especiais e um resgate da história da instituição no Cariri.

Pioneiro

O curso de Medicina da Estácio Juazeiro do Norte foi o primeiro do interior do Nordeste. Na ocasião, o diretor da instituição, Fábio Cardoso, fez um agradecimento especial a todos, incluindo professores, alunos e funcionários administrativos dos vários setores por contribuírem para o crescimento da faculdade ao longo desses anos.

(Foto – Divulgação)

SindiConfecções/CE entrega a Comenda Beni Veras

Alcy Poto o flash ao lado do prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT).

O Sindicato da Indústria de Confecções do Ceará vai entregar, nesta terça-feira, durante solenidade marcada para as 19 horas, no auditório da Federação das Indústrias do Estado, a Comenda Beni Veras.

Quatro personalidades serão agraciadas com essa homenagem que reconhece o trabalho e apoio de lideranças de segmentos da sociedade ao segmento.

Entre homenageados, o diretor técnico do Sebrae, Alcy Porto, considerado a mola-mestra do organismo no Estado, e o presidente da Fiec, Beto Studart.

*Quem foi Beni Veras aqui.

(Foto – Sebrae/CE)

Camilo Santana, a velha política e seu séquito

Com o título “Camilo Santana, a velha política e seu séquito”, eis artigo de Rodrigo Saraiva Marinho, advogado, professor de Direito, mestre em Direito Constitucional e membro do conselho administrativo do Instituto Mises Brasil. “Essa coalização tem seu preço: cargos! E Camilo Santana já começou a pagar, como demonstra a foto da primeira reunião de secretários do Estado mostrando todo o séquito do governador”, diz o articulista. Confira:

Romeu Zema, do partido Novo, eleito em Minas Gerais, o 2º maior colégio eleitoral do País, em seu primeiro discurso após eleito disse que vai diminuir para nove o número de secretarias, fechar o palácio onde mora o governador e transformá-lo no Museu das Mordomias, demonstrando como o dinheiro dos pagadores de impostos é mal gasto.

Além disso, disse que vai cortar gastos e contratar os novos secretários por meio de processo seletivo, buscando nomes preparados para exercerem a função, sem conchavos políticos e sem ter que agradar aliados. O objetivo é tornar Minas uma referência para todo País. Torço para que ele consiga executar essa difícil tarefa. Bolsonaro também tem buscado nomes com formação técnica para os ministérios que vem formando. E aqui no Ceará?

Camilo Santana, governador reeleito, com a maior coalizão de partidos da história do Ceará, foram 24 partidos, alguns inimigos declarados como Domingos Filho e Domingos Neto, ambos do PSD, que voltaram à base do governo depois da extinção do Tribunal de Contas do Município; outros por cooptação, como Genecias Noronha, do Solidariedade; e até mesmo o candidato ao senado derrotado, Eunício Oliveira, do MDB, que não teve seu partido na coalizão, mas apoiou o governador fazendo dobradinha com Cid Gomes para o senado. Lembro que José Pimentel, do PT, não foi candidato à reeleição para que isso ocorresse.

O PV, do deputado federal Célio Studart, participou da coligação majoritária e na proporcional, nesta última, os 24 partidos se dividiram em três coligações para que os deputados tivessem mais chance de eleição. O deputado, que se diz nova política, participou da coligação do PT, em que ajudou a eleger Luizianne, José Guimarães e José Airton Cirilo.

Essa coalização tem seu preço: cargos! E Camilo Santana já começou a pagar, como demonstra a foto da primeira reunião de secretários do Estado mostrando todo o séquito do governador. Nem nos piores momentos da ex-presidente Dilma, também do PT, que chegou a ter 39 ministérios, se viu uma mesa tão grande. Isso precisa mudar, o Brasil só terá 15 ministérios no próximo governo, por qual razão o Ceará precisa de tanta gente paga com o dinheiro dos pagadores de impostos? Lembro a todos que a coligação proporcional já não existirá mais nas eleições de 2020 e isso vai mudar tudo e a velha política do Ceará passará a caminhar para o início do fim.

Por fim, cearenses, saibam que cada um daqueles senhores que está na foto é pago com o seu dinheiro! A União/Estado/Prefeitura não geram riqueza riqueza, só tiram! A liberdade vem com tudo!

*Rodrigo Saraiva Marinho

rodrigo@marinhoeassociados.com.br

Advogado, professor de Direito, mestre em Direito Constitucional e membro do conselho administrativo do Instituto Mises Brasil.

Fortaleza é sede do V Congresso Brasileiro de Recursos Genéticos

Fortaleza será, a partir das 9 horas desta terça-feira, do V Congresso Brasileiro de Recursos Genéticos. O evento é uma realização da Sociedade Brasileira de Recursos Genéticos e Embrapa e se estenderá, com debates, palestras com convidados do Brasil e do Exterior, oficinas e cursos, até a próxima sexta-feira, no Hotel Praia Centro.

O encontro ocorre a cada dois anos e, nesta edição, discutirá o potencial dos recursos genéticos para conservação, valoração e uso da biodiversidade. Esta é a segunda vez que o congresso é realizado no Nordeste. A primeira vez foi em Salvador (BA), em 2010.

A presidente do congresso, Ana Cecília Ribeiro de Castro, pesquisadora da Embrapa Agroindústria Tropical (Fortaleza), explica que os recursos genéticos são a base para o desenvolvimento de novas cultivares, raças e estirpes com características de interesse, como alta produtividade, maior qualidade nutricional, maior resistência à seca e ao ataque de pragas e doenças. Além do uso para produção de alimentos, os recursos genéticos podem ser empregados como fármacos, cosméticos, na produção de combustíveis, em construções e na fabricação de vestimentas.

Temática

O evento abordará temas específicos para cada área: animal, microbiana e vegetal, permitindo assim, que a comunidade científica exponha e conheça os mais recentes avanços do conhecimento em recursos genéticos. Serão apresentados processos, produtos e serviços oriundos de pesquisas que podem trazer melhorias significativas dos pontos de vista ambiental, econômico e social. A programação contempla palestras, painéis e minicursos com profissionais de expressão nacional e internacional.

Eventos Paralelos

Em paralelo ao V Congresso Brasileiro de Recursos Genéticos, Fortaleza receberá também a II Feira Nacional dos Guardiões da Agrobiodiversidade, evento gratuito e aberto ao público que tem como principal objetivo a valorização dos trabalhos de conservação e uso racional da agrobiodiversidade realizados por agricultores tradicionais. Foram convidados agricultores, indígenas, quilombolas e outros representantes de comunidades tradicionais. Na programação, está prevista a apresentação de palestras, painéis e minicursos com profissionais que atuam na área de recursos genéticos.

SERVIÇO

*Hotel Praia Centro – Avenida Monsenhor Tabosa 740, Centro.

*Inscrições: cbrg2018.com.br

Ex-presidente do TRT do Ceará ganha a Medalha Boticário Ferreira

Além de competente, comprometido com as causas sociais.

O ex-presidente do Tribunal Regional do Trabalho do Ceará, desembargador José Antônio Parente, é o mais novo agraciado com a Medalha Boticário Ferreira, da Câmara Municipal.

A comenda será entregue, por iniciativa do vereador Acrísio Sena (PT),, durante sessão solene da Casa, marcada para as 19 horas do dia 14 próximo.

(Foto – Arquivo)

Câmara Municipal – Antonio Henrique pode ser o novo presidente

Se for levado em conta o desejo da maioria dos vereadores, Antonio Henrique (PDT) deverá ser o novo presidente da Câmara Municipal de Fortaleza.

Mas Elpídio Nogueira (PDT), que está no páreo, lembra que já abriu mão por três vezes da disputa. O prefeito Roberto Cláudio (PDT) deve decidir sobre o assunto no fim do mês. Depois de ouvir as bancadas.

A eleição da nova mesa diretora já tem data: 3 de dezembro, como já informou o presidente da Casa, Salmito Filho (PDT).

(Foto – CMFor)

Petrobrás reajusta preço do gás de cozinha na refinaria em 8,5%

Os preços do gás liquefeito de petróleo de uso residencial (GLP-P13) – gás de cozinha de 13 quilogramas – estarão 8,5% mais caros a partir de amanhã (6). De acordo com a Petrobras, na média nacional, o preço de venda nas refinarias da companhia, sem tributos, será equivalente a R$ 25,07. Desde janeiro, quando passou a ter reajustes trimestrais, a alta acumulada do produto é de R$ 0,69 ou 2,8%.

Para seguir a metodologia atual, a Petrobras aplicou, este ano, reduções nos preços em janeiro e abril e uma elevação em julho. O preço representa um ajuste de R$ 1,97 em relação aos R$ 23,10 em vigor desde julho. Segundo a companhia, os motivos para a alteração dos preços foi a desvalorização do real frente ao dólar e as elevações nas cotações internacionais do GLP. “A referência continua a ser a média dos preços do propano e butano comercializados no mercado europeu, acrescida da margem de 5%”, apontou.

Conforme a Petrobras, “o objetivo da metodologia é suavizar os impactos derivados da transferência da volatilidade externa para os preços domésticos”. A estatal informou que o mecanismo leva em consideração a necessidade de praticar preços para o produto com referência no mercado internacional e a Resolução 4/2005 do Conselho Nacional de Política Energética.

A resolução “reconhece como de interesse para a política energética nacional a comercialização, por produtor ou importador, de gás liquefeito de petróleo (GLP), destinado exclusivamente a uso doméstico em recipientes transportáveis de capacidade de até 13kg, a preços diferenciados e inferiores aos praticados para os demais usos ou acondicionados em recipientes de outras capacidades”.

(Agência Brasil)

Reforma da Previdência – Bolsonaro defende 51 anos para homens e 56 para mulheres

146 2

O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) defendeu hoje (5) que seja aprovado, ainda este ano, algum passo, “por menor que seja”, na Reforma da Previdência. Ele propõe a fixação da idade mínima para 61 anos para os homens e 56 para mulheres. O presidente prevê “majorar” em determinas carreiras que serão especificadas. A intenção é aprovar as mudanças ainda este ano.

“Um grande passo, no meu entender, se este ano for possível, vamos passar para 61 anos [a idade mínima] o serviço público para o homem, 56 para a mulher, e majorar também o ano nas demais carreiras. Acredito que seja um bom começo para entrar no ano que vem já tendo algo de concreto para nos ajudar na economia”, disse o presidente eleito em entrevista à TV Aparecida.

Segundo Bolsonaro, não se pode generalizar a fixação da idade mínima de 65 anos porque certas atividades são incompatíveis com a aposentadoria até mesmo aos 60. O presidente eleito usou como exemplo os policiais militares do Rio de Janeiro. “Não é justo colocar lá em cima [a idade mínima].”

No projeto que está na comissão especial da Câmara dos Deputados, a idade mínima é de 65 anos para homens e 62 para mulheres. A proposta já foi aprovada na comissão especial, ainda tem de passar por outras instâncias na Casa.

Prioridades

Bolsonaro reiterou que o tema está entre as prioridades para o governo eleito. “Não adianta ter uma boa proposta previdenciária, se ela não vai passar na Câmara e no Senado. Queremos dar um passo, por menor que seja, mas dar um passo na Reforma da Previdência, que é necessário.”

Para o presidente eleito, é necessário eliminar as incorporações de cargos de comissão aos salários de servidores que desempenham essas funções por algum tempo.

Fusão de ministérios

Na entrevista, Bolsonaro indicou que deve manter em pastas distintas Meio Ambiente e Agricultura, não deu sinalizações de fusão das duas áreas. “Vários ruralistas estão achando que não é o caso a fusão, mas vou deixar bem claro que não vai haver diferença.”

O presidente eleito reiterou que a nomeação dos ministros será feita somente por ele. “Quem vai nomear o ministro do Meio Ambiente vai ser eu, e não vão ser essas pessoas que tivemos até o momento transitando por lá, prestando um desserviço ao meio ambiente e um desserviço ao homem do campo.”

Aborto

Questionado sobre ampliar, na legislação, as possibilidades de autorização para o aborto legal, Bolsonaro disse que sua prioridade é manter como está. “O compromisso que tenho é não deixar ampliar o aborto em hipótese alguma”, disse ele.

O presidente eleito diz que é contra o aborto, mas há situações extremas em que é necessário reavaliar a posição. “Eu sou contra o aborto, mas a questão do risco de morte para a mãe é uma questão que fica difícil. Se não abortar uma gravidez tubária, a mãe vai morrer. Qual é a solução? É deixar a acontecer? Peço a Deus que me ilumine para tomar uma decisão no tocante a isso, caso essa questão volte a ser discutida no plenário da Câmara e do Senado”.

Em outro momento da entrevista, Bolsonaro disse ser a favor do acolhimento dos venezuelanos que chegam ao Brasil como refugiados, mas disse que é preciso combinar essa recepção com medidas contra o governo da Venezuela.

“Vamos reconhecer a situação da Venezuela. Eles estão fugindo da ditadura, da fome e da violência, mas o Governo Federal tem que tomar medidas contra o Governo Maduro. E não apenas acolher e deixar que se resolva as coisas naturalmente”.

(Agência Brasil)

Anel Viário – Trecho da Ceasa deve ser liberado no fim de dezembro

O governador Camilo Santana (PT) inspecionou, nesta segunda-feira, as obras do Anel Viário. Ele percorreu toda a extensão do projeto na Região Metropolitana de Fortaleza.

Além de cumprimentar operários da obra, Camilo se inteirou do ritmo do projeto que deve ter o trecho na área da Ceasa liberado no fim de dezembro próximo.

Camilo anda conferiu a construção da segunda ponte do Porto do Pecém, na área de São Gonçalo do Amarante (RMF).

(Fotos – Divulgação)

Projeto dá um dia de licença para servidores realizarem exames preventivos contra o câncer

A deputada Aderlânia Noronha (SD) deu entrada, nesta segunda-feira (5), na Assembleia Legislativa, num projeto de indicação que obriga os órgãos e entidades da Administração Pública do Estado a conceder a todos os seus servidores/empregados um dia de licença, por ano, para a realização de exame preventivo de câncer de mama, de útero e de próstata.

De acordo com a parlamentar, o objetivo é proporcionar aos servidores a oportunidade de realizarem, sem preocupações quanto a perdas salariais, exames preventivos contra os tipos de câncer de elevada frequência e mortalidade no País. O beneficiário deverá apresentar o comprovante do exame realizado para que seja recolhido pelo órgão ou entidade pública e devidamente arquivado.

“O objetivo é aumentar o diagnóstico precoce dessas patologias. A iniciativa possibilitará que as pessoas agendem, se organizem e façam os exames, sem perder um dia de trabalho” explica Aderlânia.

Dados do Ministério da Saúde apontam para o fato de que, apesar da existência de métodos preventivos simples, eficientes e de baixo custo, foram estimados para este 2018, no Brasil, 59.700 novos casos de câncer de mama, 16.370 novos casos de câncer de colo de útero e 68.220 novos casos de câncer de próstata.

(Foto – ALCE)

Advogados de Lula fazem novo pedido de liberdade citando suspeição de Sergio Moro

121 2

A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva entrou com um novo pedido de liberdade no Supremo Tribunal Federal (STF), argumentando que a ida do juiz Sergio Moro para o governo do presidente eleito Jair Bolsonaro demonstra parcialidade do magistrado e também que ele agiu “politicamente”.

Os advogados de Lula querem que seja reconhecida a suspeição de Moro para julgar processos contra o ex-presidente e que sejam considerados nulos todos os atos processuais que resultaram na condenação no caso do tríplex do Guarujá (SP).

O pedido ainda requer que sejam suspensas outras ações penais contra Lula que estavam sob a responsabilidade de Moro, como as que tratam de suposto favorecimento por meio da reforma de um sítio em Atibaia (SP) e de supostas propinas da empresa Odebrecht. Nesta última, o depoimento do ex-presidente está marcado para 14 de novembro.

“Lula está sendo vítima de verdadeira caçada judicial entabulada por um agente togado que se utilizou indevidamente de expedientes jurídicos para perseguir politicamente um cidadão, buscando nulificar, uma a uma, suas liberdades e seus direitos”, afirmam os advogados.

O juiz federal Sergio Moro participa na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) do Senado de audiência pública sobre projeto que altera o Código de Processo Penal (Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)
O juiz federal Sergio Moro que será futuro ministro da Justiça – Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
Ao pedir pela liberdade de Lula, os advogados afirmam ainda que o Supremo deve ser imune a pressões externas resultantes do clamor popular. “A História (em maiúsculo) não acaba em 2018. Juízes justiceiros vêm e vão. O Supremo Tribunal Federal permanece”, escreveram os advogados.

A defesa cita ao menos 33 atos de Moro que demonstrariam sua parcialidade para julgar Lula, entre eles a divulgação da delação premiada do ex-ministro da Fazenda Antonio Palocci, cujo sigilo foi retirado pelo juiz a poucos dias do primeiro turno das eleições deste ano. Caberá a relator, ministro Edson Fachin, decidir se os argumentos justificam a soltura do ex-presidente.

Nesta segunda-feira, Moro saiu de férias, após ter aceitado, na semana passada, assumir o Ministério da Justiça no governo Bolsonaro. O magistrado já se afastou de todos os casos da Lava Jato, que são assumidos interinamente pela juíza substituta da 13ª Vara Federal de Curitiba, Gabriela Hardt.

Lula está preso desde 7 de abril na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, após ter sua condenação confirmada pelo Tribunal Regional Federal 4ª Região (TRF4), que impôs pena de 12 anos e um mês de prisão ao ex-presidente, pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

(Agência Brasil)

Cármen Lúcia: Mundo vive mudança “perigosamente conservadora””

A ministra Cármen Lúcia, do Supremo Tribunal Federal (STF), disse hoje (5), que o mundo atravessa um momento de mudanças que, muitas vezes, se tornam “perigosamente conservadoras”. Admitindo que as transformações são inevitáveis, ela destacou que a sociedade não deve abrir mão de direitos fundamentais, mas sim lutar para efetivá-los, como forma de promover justiça e equidade social.

“As transformações acontecem. O que não pode acontecer, nunca, é a transformação contrária às liberdades humanas, aos direitos fundamentais”, declarou a ministra ao participar, esta manhã, em Brasília, de um evento em comemoração aos 30 anos da Constituição Federal, promulgada em 5 de outubro de 1988.

Ao citar o filósofo e político italiano Norberto Bobbio, para quem as sociedades avançadas, no Século 21, privilegiariam a efetivação das conquistas sociais, em detrimento da luta pela obtenção de novos direitos, a ministra defendeu que cada geração deve assumir o “compromisso” de lutar pela preservação dos avanços fundamentais ao exercício da Cidadania. “Porque conquistá-los é muito difícil. Destruir e criticar tudo é muito fácil, mas isto não leva a lugar nenhum”, disse Cármen Lúcia.

Em todo o mundo

Em outro momento de sua palestra, Cármen Lúcia admitiu que, “muitas vezes”, fica “preocupada com as opções feitas” pelo país, embora as respeite como expressão das “escolhas próprias de cidadãos livres”. A ministra ainda classificou como “perigosamente conservadoras” algumas mudanças que, segundo ela, estão em curso em todo o mundo. Ao término da palestra, a ministra não entrou em detalhes a respeito de a que mudanças estava se referindo.

“Estamos vivendo uma mudança, não só no Brasil. Uma mudança inclusive conservadora em termos de costumes. Às vezes, na minha compreensão de mundo, que pode não ser a correta, [uma mudança] perigosamente conservadora”, disse.

Cobrar mais direitos

A ministra disse que um dos avanços verificadas no Brasil desde a promulgação da Constituição foi o fato dos cidadãos passarem a cobrar mais os seus direitos, o que, segundo ela, gerou mais trabalho para o Poder Judiciário.

“Ninguém mais quer abrir mão de seus direitos por não acreditar nas instituições. Quanto mais democracia, mais demanda judicial. Normal. Somos nós que temos que repensar o Poder Judiciário para garantir o acesso à Justiça aos cidadãos que ficaram mais vigilantes com os seus direitos”, disse a ministra, lembrando que, atualmente, há cerca de 80 milhões de processos tramitando na Justiça.

Papel da Constituição

Para Cármen Lúcia, a Constituição brasileira cumpre um papel importante e nunca foi inadequada. “Ela é a Constituição que o povo brasileiro entendeu de fazer em um momento em que o país saia de uma ditadura”, disse a ministra, admitindo que, ao longo dos últimos 30 anos o Brasil avançou em termos políticos, jurídicos e sociais.

“Andou, não necessariamente para o que eu, como cidadã, achava que [evoluiria], mas a história da humanidade não avança em linha reta. Ela tem suas ondulações, por ser feita de seres humanos com pensamentos e ideias diferentes. É sobre isto que estamos conversando, hoje, no Brasil”, disse a ministra pouco antes de acrescentar que as mudanças no mundo do trabalho também vem preocupando a sociedade e exigido atenção dos operadores do direito.

Cármen Lúcia disse que se vive, no mundo e no Brasil, um momento em que o trabalhador se desespera ao não ter a garantia constitucional de direito ao emprego e ao trabalho, o que, para ela, talvez, seja a grande mudança.

“Temos respostas velhas que já não necessariamente atendem às demandas dos cidadãos”, disse. “Tenho consciência de que as escolhas mudam segundo aquilo que o ser humano considera ser sua necessidade. A transformação é própria da vida e acontecerá. A mim cabe, como juíza constitucional, como servidora pública, fazer com que a Constituição seja garantida, que aquilo que ela tem de essencial não seja transgredido em nenhum momento, por quem quer que seja”.

(Agência Brasil)

Atriz revelada em Projeto da CUFA vai estrear na reta final da novela “Segundo Sol”

A atriz Juliana Nalú, revelada em projeto da Central Única de Favelas (CUFA), vai estar na reta final da novela “Segundo Sol”. Ela foi a vencedora do Casting CUFA, concurso de teatro para jovens moradoras de favela, promovido pela CUFA e pela L’Oréal, em parceria com o programa “Caldeirão do Huck”, da Rede Globo. O Casting CUFA aconteceu em 2016, na sede da CUFA, no Viaduto de Madureira, no Rio de Janeiro.

Juliana participar da novela da TV Globo interpretando “Marina”, que vai contracenar com o personagem “Ícaro”, vivido por Chay Suede. Com a vitória no concurso, a jovem da favela do Chapadão ganhou uma bolsa na Casa de Artes das Laranjeiras (CAL), conceituada escola de teatro do Rio. Será mais uma Fazendo do Jeito CUFA em um importante papel do entretenimento brasileiro.

(Foto – Divulgação/CUFA)