Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

Desembargador é punido por uso irregular de carro oficial

O pleno do Tribunal de Justiça do Ceará (TJ-CE) decidiu ontem aplicar sanção disciplinar contra o desembargador Francisco Pedrosa por uso irregular de veículos oficiais da Corte. Por 23 votos a três, Pedrosa foi colocado em disponibilidade com vencimentos proporcionais, segunda punição mais severa possível para magistrados na via administrativa.

Abaixo apenas da aposentadoria compulsória, a pena tem efeito de um afastamento do cargo por pelo menos dois anos, quando o magistrado pode pedir reintegração. Francisco Pedrosa, no entanto, já está afastado da Corte desde setembro passado em decorrência da Operação Expresso 150, que apura suposto esquema de venda de liminares no Judiciário cearense.

A decisão de ontem, no entanto, não diz respeito ao caso, mas a outro episódio. Em 2015, carro oficial de Pedrosa foi alvejado com cinco disparos de arma de fogo enquanto trafegava sem placas de bronze da Corte e fora do horário de serviço. Dias depois, exame feito pelo TJ-CE apontou que o carro também teria tido multas, furtos e uma colisão em situação irregular.

Advogado do magistrado, Valmir Pontes Filho sustentou que os usos fora do expediente foram feitos sem conhecimento ou autorização de Pedrosa. Ele também destaca que o desembargador passou a trafegar com placas normais após receber ameaças. “É descabido exigir que ele tenha certeza de como o motorista usou o carro o tempo todo”.

Embate

Quanto aos disparos, Valmir destaca: “A cidade vive momento de extrema violência, sem nenhuma vinculação com o desembargador (…) responsabilizar ele assim é absolutamente desprovido de fundamento e sentido”. A defesa foi rebatida pela desembargadora Lisete de Sousa Gadelha, relatora do caso, que pediu punição ao colega de Corte.

“É dever legalmente imposto na Lei Orgânica da Magistratura que o magistrado fiscalize assiduamente os seus subordinados. Mais do que qualquer um, ele deve cumprir e fazer cumprir as disposições legais”, disse. “Ao não cumprir, ele assumiu o risco, ampliando chance de roubos e furtos de veículo sob sua responsabilidade”, afirma.

Representante do Ministério Público na sessão, o procurador Alcides Evangelista defendeu sanção disciplinar contra o magistrado. Ele destacou que, apesar de o próprio Pedrosa afirmar ter recebido ameaças em 2015, multas em que carro oficial do desembargador aparece sem placas especiais da Corte já haviam sido registradas desde 2011.

Visivelmente constrangida com o tema, maioria dos desembargadores acompanhou raciocínio do MP e da relatora, inclusive o presidente do TJ, Gladyson Pontes. Jucid Peixoto do Amaral, no entanto, foi enérgico na defesa do colega. “Quem deveria ser julgado com rigor era quem deu o tiro, não quem levou ele”, disse.

“Ele destaca que, na época da ocorrência, a questão das placas especiais não era regulamentada de forma eficaz pela Corte. “Era uma confusão só, transferir para o desembargador não faz sentido”, disse o desembargador.

(O POVO – Repórter Carlos Mazza)

Pesquisa indica que 27% das mulheres nordestinas já sofreram violência doméstica

Nos estados do Nordeste brasileiro, 27% das mulheres com idade entre 15 e 49 anos já foram vítimas da violência doméstica praticada por maridos, companheiros ou namorados. As cidades onde essa violência foi maior são Salvador, Natal e Fortaleza. Esses são alguns dos dados levantados pela Pesquisa Condições Socioeconômicas e Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher, apresentada nessa quinta-feira (23) no auditório da representação da ONU no Brasil, em Brasília.

Elaborada em parceria com o Instituto Maria da Penha e coordenada pelo professor José Raimundo Carvalho, da Universidade Federal do Ceará, a pesquisa revela os impactos sociais, econômicos, emocionais e psicológicos nas vítimas e também na família, especialmente em crianças e adolescentes. Foram ouvidas 10 mil mulheres por 250 entrevistadores.

No lançamento, a secretária nacional de Direitos da Mulher, da Presidência da República, Fátima Pelaes, lembrou que a inclusão do fator econômico nos dados da pesquisa é fundamental para a formulação de politicas públicas, porque a violência contra as mulheres afeta a renda das trabalhadoras:

“É importante que a sociedade entenda que a violência doméstica está impactando a economia em torno de R$ 1 bilhão por ano. Precisamos envolver todo mundo nessa luta. As empresas precisam entender isso. Daí a ideia de formação da Rede Brasil Mulher, para mobilizar todos e todas no combate a essa violência, que passa de geração em geração”.

Para Fátima Pelaes, a educação escolar tem um papel importante e, por isso, pediu ao Ministério da Educação que inclua a igualdade de gênero nos livros didáticos.

Ao apresentar os números, o professor José Raimundo Carvalho lembrou que a violência doméstica existe em todos os países, sem exceção, e custa muito caro aos cofres públicos, por isso cobrou políticas públicas para enfrentar o problema. “No Brasil, tivemos três ações que ajudaram a combater a violência doméstica: os programas Bolsa Família e de microcrédito e a Lei Maria da Penha, mas não possuímos instrumentos para entender as relações de poder que fomentam a violência”.

Carvalho destacou que, entre as mulheres brancas com nível de educação superior, o percentual de vítimas é dez vezes menor do que entre as pretas sem qualquer instrução, e “isso deixa clara a desigualdade social e racial entre as mulheres que sofrem a violência”.

Outra constatação da pesquisa foi a transmissão da violência doméstica entre as gerações. Os números mostram que, nos nove estados nordestinos, 88% das mulheres souberam que suas mães foram agredidas. E quatro em cada 10 também se tornaram vítimas dessa mesma violência.

(Agência Brasil)

Caso Rakelly – Caseiro é condenado a 31 anos

O caseiro José Leonardo de Vasconcelos Graciano foi condenado nesta quinta-feira, 23, pelo Conselho de Sentença do Tribunal do Júri da Comarca de Itaitingaa 31 anos e oito meses de prisão pelo assassinato de Rakelly Matias Alves, oito anos. Ele foi julgado pelos crimes de homicídio qualificado, estupro de vulnerável, vilipêndio e ocultação de cadáver.

De acordo com informações do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará (TJCE), o réu confessou os crimes de homicídio e ocultação de cadáver, mas negou ter estuprado a vítima. A defesa de José Leonardo, feita pelo defensor público Vitor Matos Montenegro, solicitou a exclusão das qualificadoras de motivo torpe, da prática do crime para encobrir o estupro e do feminicídio. Já como assistente de acusação atuou Francisco Eugênio Vianna. O julgamento aconteceu no Fórum da Comarca de Itaitinga e a sessão foi presidida pelo juiz Edísio Meira Tejo Neto.

Relembre o caso

A denúncia do Ministério Público do Ceará (MPCE) apontou que o caseiro abordou a menina enquanto os moradores da residência, em Itaitinga, estavam dormindo, para abusar sexualmente dela. A vítima resistiu, mas desmaiou após José Leonardo aplicar asfixia mecânica.

Ao perceber que Rakelly estava morta, o homem a colocou em um saco e jogou o corpo dela em uma cacimba. A Polícia encontrou a criança três dias depois. O crime aconteceu em 2016.

(O POVO)

O POVO ganha Prêmio Gandhi de Jornalismo

Souto Paulino (Agência Boa Notícia) e equipe vencedora do O POVO.

O POVO conquistou o Prêmio Gandhi de Comunicação na categoria Jornalismo Impresso, nesta quinta-feira, 23, com o projeto Educação Inclusiva. Formado por quatro cadernos especiais, o projeto foi publicado nas edições de 12 a 15 de dezembro de 2016 no jornal O POVO, e distribuído a profissionais da rede pública estadual de ensino.

O especial foi escrito pelos repórteres Isabel Costa, Lucas Mota e Rômulo Costa, com edição de Helaine Oliveira e Daniela Nogueira. Os cadernos foram pautados nos verbos “Compreender”, “Conviver”, “Crescer” e “Transformar”. Foram ouvidos gestores públicos, professores e especialistas. Pessoas que trabalham pela causa e que vivem a causa.

“Foi uma contribuição para tentar transformar essa realidade e colocar o jornalismo com sua função social”, destaca Daniela Nogueira.

O prêmio surge na semana em que uma adolescente trans virou notícia após ter renovação de matrícula rejeitada em uma escola de Fortaleza. “A gente fala também da educação inclusiva de conviver com o diferente, de respeitar e acolher. É uma questão de educação”, pondera a editora. “Que sirva de exemplo pra mostrar à sociedade que é possível acolher. E que esse termo, inclusão, serve não apenas para as pessoas com deficiência, mas para queem pensa diferente.

Para a repórter Isabel Costa, o prêmio representa reconhecimento para a visibilidade que a inclusão necessita. “Esse trabalho que a gente faz no O POVO é de construção coletiva, de parceria, de dar boas notícias e destacar iniciativas boas todos os dias”.

“O prêmio é um estímulo para continuar produzindo matérias que falem sobre a necessidade de trazer espaços inclusivos para a escola e que ela seja cada vez mais acolhedora pras pessoas”, afirma Rômulo Costa. “Isso transforma a sociedade”.

Confira a lista de vencedores:

ESTUDANTE

Publicidade e propaganda
UNI7: Campanha “Somos Todos Humanos”

Estudante de Jornalismo em Mídia Eletrônica
UFC: “Além dos muros”
Ana Beatriz Leite, Cadu Freitas, Daniel Duarte, Filipe Pereira, Isabela Arrais, Iury Figueiredo, Larissa Pereira, Marcelo Monteiro e Michel Miron

Estudante de jornalismo em Mídia Impressa
Unifor: Larissa Pacheco com “Parto normal ou cesárea? ”

Trabalho de conclusão de curso
Leticia Alves, repórter do O POVO, e Larissa Wenya, com o trabalho “Conhecer”

Produção de conteúdo online
Rafael Luís Azevedo, “Futebol atrás das grades” (Verminosos por Futebol)

PROFISSIONAIS

Publicidade e propaganda
Campanha “Não fique parado, denuncie”

Jornalismo para Internet
Ethel de Paula, “Esticadores de Horizonte” (Adital)

Fotojornalismo
Natinho Rodrigues, “Rebentos da Seca” (DN)

Radiojornalismo
“Que cor você dá pra sua vida” (Radio FM assembleia)

Telejornalismo
“Adotar, doar e amar” (TV Verdes Mares)

Impresso
“Educação Inclusiva” (O POVO).

Radialistas são homenageados na Assembleia Legislativa

“Essa data homenageia o responsável em apresentar programas e informativos radiofônicos, que trazem comunicação e entretenimento aos ouvintes com suas vozes marcantes”.

A declaração é do deputado estadual Leonardo Araújo (PMDB), autor do requerimento da sessão solene que celebrou na noite desta sexta-feira, no Plenário da Assembleia Legislativa, o Dia do Radialista.

Este blogueiro, que trabalha como repórter na O POVO/CBN, foi um dos homenageados. Também foram homenageados os radialistas Alex Montenegro, Anastacio de Castro, Antônio Abidias De Moraes Pereira, Antônio Viana, Carmen Lúcia Rocha Dummar Azulai, Cyro Thomaz, Donizete Arruda, Emanuel Freitas, Fernando Ribeiro, Fernando Maia, Gleudson Rosa De Oliveira, Hélio Lopes, José Edilson Alves, Luciano Augusto, Luis Paulo Arrais, Márcio Lima, Marcos Evangelista Nery Saraiva, Marcos Aurélio, Miguel Dias De Souza, Narcélio Limaverde, Paulo César Norões, Quintina Quirino Holanda, Renato Abreu, Richard Leite, Roberto Moreira, Sérgio Eduardo Holanda Machado, Tony Nunes e Wando Barros.

(Fotos: Paulo MOska e Ana Aranha)

Equipe cearense de futebol americano promove campanha de doação de sangue

O time cearense de futebol americano, Roma Gladiadores, realiza a campanha “Touchdown pela Vida”, com o objetivo de sensibilizar a sociedade e ampliar o número de doadores de sangue. A equipe irá se reunir para a doação de sangue no Hemoce, a partir das 13 horas do próximo sábado (25), data que celebra o Dia Nacional do Doador de Sangue. Participam da ação: jogadores, diretoria, familiares e fãs de Futebol Americano.

De acordo com a diretora de marketing do time, Anna Regadas, a ação é um gesto de solidariedade do time que visa reforçar a importância da doação de sangue. “Ações como essa são muito importantes para a formação da equipe. O esporte além de propiciar a qualidade de vida, tem também o papel de formar o caráter dos jovens e por isso estamos sempre promovendo ações de cunho social.”, frisou.

O head coach do time, Jardel Martins ressaltou a importância da ação para incentivar as pessoas a doarem. “É nossa responsabilidade como atletas doar um pouco de nosso tempo, nossa saúde e nosso empenho. Esperamos que seja uma corrente do bem que atraia outras pessoas a fazer o mesmo, pois muita gente precisa.”, destacou.

Para o quarterbacker dos Gladiadores, Cícero Sampaio, a iniciativa pode ajudar a salvar várias vidas. “As pessoas podem e devem ajudar sempre que possível. Ao abastecer os bancos de sangue estamos salvando vidas. É algo que fazemos de coração.”, pontuou.

Os interessados devem ir ao Núcleo do Hemoce, que fica na Av. José Bastos, 3390, Rodolfo Teófilo. Informações pelo telefone (85) 3101.2296.

O atendimento é de segunda a sexta, das 7h30 às 18h30 (exceto feriado), aos sábados das 8h às 16h e aos domingos das 8h às 13h. O doador deve levar documento original com foto e se apresentar em bom estado de saúde, ter acima de 50kg, idade de 16 a 69 anos (menos de 18 devem estar acompanhado de responsável ou levar consentimento formal, por escrito, do seu responsável legal). Quem tiver tomando medicação deverá informar antes.

(Foto: Divulgação)

Maioria do STF vota pela restrição ao foro privilegiado para parlamentares

A maioria dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta quinta-feira (23) a favor da restrição ao foro privilegiado para deputados e senadores. Até o momento, sete dos 11 integrantes da Corte se manifestaram a favor a algum tipo de restrição na competência do tribunal para julgar crimes praticados por deputados e senadores. Os demais ministros devem votar após o intervalo da sessão.

Para os ministros, deputados federais e senadores somente devem responder a processos no STF se o crime for praticado no exercício do mandato. Na sessão desta tarde, votaram os ministros Alexandre de Moraes, que havia pedido vista do processo, Edson Fachin e Luiz Fux.

Antes da interrupção, Barroso votou a favor da restrição ao foro privilegiado para autoridades. De acordo com Barroso, os detentores de foro privilegiado, como deputados e senadores, somente devem responder a processos criminais no STF se os fatos imputados a eles ocorrerem durante o mandato. Os ministros Marco Aurélio, Rosa Weber e Cármen Lúcia acompanharam o relator.

O caso concreto que está sendo julgado envolve a restrição de foro do atual prefeito de Cabo Frio (RJ), Marcos da Rocha Mendes. Ele chegou a ser empossado como suplente do deputado cassado Eduardo Cunha, mas renunciou ao mandato parlamentar para assumir o cargo no município. O prefeito responde a uma ação penal no STF por suposta compra de votos, mas, em função da posse no Executivo municipal, o processo foi remetido para a Justiça.

(Agência Brasil)

Ceasa comemora 45 anos nesta sexta-feira, com programação já na madrugada

As Centrais de Abastecimento do Ceará (Ceasa) comemora seus 45 anos nesta sexta-feira (24). Para celebrar a data, o órgão vinculado à Secretaria do Desenvolvimento Agrário (SDA) realiza uma série de ações no entreposto de Maracanaú.

A programação oficial tem início já na madrugada, às 3 horas, quando uma queima de fogos saúda os permissionários e clientes logo na chegada. A partir das 7h30min, o público será recepcionado com música regional e com a execução do Hino Nacional Brasileiro pela Banda de Música de Maracanaú. Às 8 horas acontece a tradicional missa em ação de graças e, logo em seguida, a solenidade alusiva à comemoração dos 45 anos.

Na ocasião, serão disponibilizados serviços de saúde como aferição de pressão arterial e teste de glicemia, dentre outros. Haverá também distribuição de brindes e blitz promocional nas entradas da Ceasa, distribuição de lixeiras para carro e degustação de frutas e sucos feitos por permissionários do órgão.

(Governo do Ceará / SDA / Foto: Divulgação)

Rodrigo Maia diz que novo texto da reforma da Previdência garante direitos

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou nesta quinta-feira (23) que o encontro da noite de ontem (22), entre o presidente Michel Temer, os deputados da base e alguns economistas, vai ajudar a convencer os parlamentares a aprovar a reforma da Previdência. Segundo Maia, o novo texto está mais bem explicado, porque prova que a reforma não vai retirar direitos.

Ele reafirmou que o objetivo da reforma proposta pelo governo é corrigir a distorção existente entre o setor público e privado.

“A comunicação no primeiro semestre ficou muito confusa, e gerou nas pessoas uma expectativa de que vinha para tirar direitos. A reforma vem para desmontar uma distorção na qual os que ganham menos financiam os que ganham mais. Se conseguirmos resolver isso, vamos conseguir uma economia muito grande”, disse o presidente.

Sobre a baixa adesão dos deputados ao jantar oferecido pelo Planalto, Rodrigo Maia informou que ontem houve muitas atividades envolvendo parlamentares, como posse de ministro e sessão do Congresso, e que isso pode ter contribuindo para o baixo quórum no encontro. Ele explicou que as apresentações dos economistas foram didáticas e serão utilizadas para convencer os parlamentares da importância da reforma.

(Agência Brasil)

Projeto de José Pimentel quer barrar cobrança abusiva dos planos de saúde

205 1

Os consultórios médicos, clínicas, hospitais e outros prestadores de serviços de saúde podem ser proibidos de exigir que os beneficiários de planos de saúde assinem termo de responsabilidade ou contrato que os obriguem a pagar por serviços prestados, em caso de falência ou inadimplência da operadora do plano. A vedação consta de projeto (PLS 456/2017) apresentado pelo senador José Pimentel (PT). A informação é da Agência Senado.

Segundo Pimentel, decisões recentes de algumas instâncias do poder judiciário têm trazido grande inquietação aos segurados de planos de saúde firmados com operadoras ou seguradoras inadimplentes ou atingidas por processos de falência. Independentemente de o segurado haver honrado seus compromissos com a operadora, a incapacidade de fiscalização do Estado acaba por gerar ônus financeiro insuportável ao cidadão e, ainda, grande insegurança jurídica”, afirmou na justificativa da proposta.

O objetivo do projeto, segundo Pimentel, “é afastar de forma definitiva tais riscos para os segurados”, ao inserir um novo artigo na lei que regulamenta os planos de saúde (Lei 9.656/1998). “Com esta alteração, a lei evitará a abusiva responsabilidade solidária que problemas decorrentes da relação entre operadoras e prestadores de serviço possam acarretar. Dessa forma, a legislação contribuirá, de forma mais efetiva, para a maior solidez do regime de saúde suplementar e para a confiança do segurado nesse regime”, destacou.

A proposta também torna nulos os termos de responsabilidade, contratos ou quaisquer outros documentos assinados entre os segurados dos planos de saúde e os prestadores de serviços. A medida, na avaliação de Pimentel, desobriga os usuários a cumprirem termos de responsabilidade firmados, muitas vezes, em situação de desespero ou ignorância sobre sua legalidade. “O poder judiciário, nessas situações, apega-se ao formalismo e rende-se à maior capacidade econômica do prestador de serviço, decidindo em seu favor ao legitimar uma dívida espúria, leonina e até mesmo imoral”, concluiu o senador.

Turista que sofreu acidente no Beach Park será indenizado com R$ 45 mil

O Beach Park Hotéis e Turismo terá de pagar R$ 45 mil por danos morais e estéticos para turista mineira que sofreu acidente no parque aquático. Ela sofreu uma forte colisão, afundando o lado direito do seu rosto. A decisão, proferida nesta quarta-feira (22/11), é da 3ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça do Ceará. O processo teve a relatoria da desembargadora Maria Vilauba Fausto Lopes. A informação é da assessoria de imprensa do TJCE.

De acordo com a magistrada, “o Código de Defesa do Consumidor, em seu artigo 14, estabelece a responsabilidade objetiva dos fornecedores de serviço pelos danos causados aos consumidores por defeitos relativos à prestação dos serviços”.

Segundo os autos, a turista colidiu fortemente com um garoto no dia 4 de fevereiro de 2001, quando estava no brinquedo denominado “maremoto”. Ela foi atendida no Hospital São Mateus e recebeu a informação de que havia afundado o osso zigomático e constatada equimose periorbitária direita, além de fraturas no complexo zigomático direito em três pontos. De início, foi submetida à intervenção cirúrgica.

A turista alegou que no momento do acidente, a piscina estava muito cheia e as ondas estavam mais fortes que o normal, não existindo nenhum controle por parte dos funcionários da quantidade de pessoas que entravam no brinquedo. Por isso, ingressou com ação pleiteando pagamento por danos morais e estéticos. Disse que precisou de alimentação especial e passou três meses sem mastigar. Também relata que o sofrimento foi muito grande e, ainda nos dias atuais, sofre com dores na cabeça, tendo que ir constantemente ao médico.

Na contestação, o Beach Park sustentou que, no dia do incidente, não houve nenhuma alteração no brinquedo e não havia lotação dele. Defendeu que o acidente foi ocasionado por motivo de força maior, não tendo pois responsabilidade ou parcela de culpa pelo evento. Acrescentou que direcionou todos os cuidados necessários com a turista, seguindo as orientações fornecidas pelos médicos do Hospital São Mateus.

Em junho de 2010, o Juízo da 2ª Vara da Comarca de Aquiraz, Região Metropolitana de Fortaleza, condenou o parque aquático a pagar R$ 25 mil por danos morais e R$ 15 mil de danos estéticos.

Inconformadas, ambas as partes interpuseram apelação (nº 0000896-94.2003.8.06.0034) no TJCE. O parque aquático reiterou os mesmos argumentos apresentados na contestação. A turista requereu a majoração dos danos.

Ao analisar o caso, a 3ª Câmara de Direito Privado reformou parcialmente a sentença de 1º Grau, aumentando o dano estético para o valor de R$ 20 mil. “Com relação aos danos estéticos, em virtude de todos os traumas físicos sofridos pela consumidora, considero-os insuficientes, majorando os mesmos a fim de atender a sua finalidade”, explicou a relatora.

A desembargadora acrescentou que “a falha na prestação do serviço restou inconteste nos autos, visto que a empresa requerida teria o dever de apresentar mecanismos de segurança a fim de evitar acidentes, o que não fez e nem comprovou nos autos”.

FDR e O POVO promovem mais um evento para a Melhor Idade

Lêda Maria com a presidente do Grupo O POVO de Comunicação, Luciana Dummar.

A Praça do Ferreira e o Cineteatro São Luiz vão receber, nesta sexta e sábado, o evento O POVO Atividade, uma realização da Fundação Demócrito Rocha e O POVO.

Com ações voltadas para a Melhor Idade, terá início às 9 horas, com as inscrições podendo ser feitas pelo site especial.opovo.com.br/opovoatividade.

Na ocasião, a jornalista Lêda Maria puxará a premiação Mulheres em Destaque.

(Foto – Tatiana Fortes)

 

Vem aí a edição de nº 23 da revista Literapia

O médico e escritor Pedro Henrique Saraiva Leão, também articulista do O POVO, lançará a edição de nº 23 da revista Literapia, da qual é também editor.

A publicação, que reúne contos, poesias e artigos de vários escritores cearenses, será lançada na próxima quarta-feira (29), às 19h30min, no Ideal Clube.

A apresentação ficará a cargo do acadêmico Carlos Augusto Viana.

(Foto – Paulo MOska)

Economia cresce pelo 3º mês consecutivo e confiança do empresariado melhora

A pesquisa divulgada hoje (23) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) revela que o Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI) aumentou 0,5 ponto na comparação com outubro, alcançando 56,5 pontos. É a melhor marca desde abril de 2013, período do início da crise econômica no Brasil. A pontuação permanece 2,5 pontos acima da média histórica de 54,0 pontos.

De acordo com a CNI, indústria extrativa é é a mais confiante e atingiu a marca de 57,5 pontos, um ponto a mais que a média história para o setor. Outra boa marca está na indústria de transformação, com o indicador de 56,9 pontos. Na área da construção, a pontuação também está acima da média histórica, o índice chega a 54,4 pontos.

Segundo a CNI, o aumento da confiança em novembro é resultado da melhora da percepção dos empresários sobre as condições atuais dos negócios e da economia.”Há a redução nos juros, da inflação e do desemprego. A economia está em um momento melhor do que há seis meses”, explicou o economista da CNI, Marcelo Azevedo.

Os indicadores da pesquisa variam entre zero e 100 pontos, ao passo que a pontuação supera a marca de 50, demostrando que os empresários estão confiantes com a economia.

A pesquisa foi feita entre 1º e 14 de novembro com 2.980 empresas em todo o país, das quais 1.162 são pequenas, 1.129 são médias e 689 são de grande porte.

(Agência Brasil)

Pacajus promove o CajuFest

Será aberto às 8 horas desta sexta-feira o CajuFest, o festival em torno da cadeia
produtiva do caju, que ocorrerá na cidade de Pacajus (Região Metropolitana de Fortaleza) até domingo, no Complexo Turístico Beira-Açude.

O CajuFest, uma realização da Prefeitura de Pacajus, permitirá intercâmbio entre a produção local e os consumidores de todos os lugares, que serão atraídos pelo universo
cultural e criativo. A proposta é valorizar o que é feito em Pacajus, a
partir do resgate das suas raízes, tendo como base a Cultura do Caju.

Confira a Programação

Sexta-Feira (24.11)

DIA DE CAMPO – CAMPUS DA EMBRAPA
HORÁRIO: DE 8h às 12h.
MESA REDONDA – CÂMARA MUNICIPAL DE PACAJUS
HORÁRIO: DE 14h às 17h
Debates tecnológicos e investimentos para o setor
7ᵒ CORRIDA DO CAJU
Horário: 7h30 às 11h30
Local: Itaipaba – Zona Rural
Público Participante: Cerca de 200 Alunos da Rede Municipal

Sábado (25.11)

Complexo Beira-Açude:
AÇOES PERMANENTES – 09H AS 17H
Exposição de Artesanato, Produtos Agronegócio e
Culinária
Recreação com Tirolesa e Escalada
8h – Dj e Campeonato de Beach Soccer, Vôlei de Praia E Futvôlei
10h – Workshop Gastronômico – Para Convidados: o Chef
Bernnard Twardy preparará pratos com ingredientes típicos
da região, como Caju
11h- Bandas Rusty e Rising for Glories (Rock) e Encontro de Clube
de Motociclismo
15h – Aulão de Zumba
16h – Apresentação Cultural Banda Afro
16h30 – Concurso Rainha do Caju
17h30 – Banda Semente Rara
19h – Dj Alisson
20h – O Xerife
22h – Lagosta Bronzeada
– Av. Pedro Philomeno
CORRIDA CICLÍSTICA SOU MAIS BIKE
Horário 7h às 11h30
Local: Avenida Pedro Philomeno
Público Participante: Aberto

Zona Rural

8h – Visita Técnica ao Campo de Produção
9h às 16h – Outras Atividades de Formação Técnica (Palestras,
Minicursos e Oficinas)
Domingo (26.11)
Complexo Beira-Açude
Açoes Permanentes – 09h As 17h
(Exposição de Artesanato, Produtos Agronegócio e
Culinária)
Recreação com Tirolesa e Escalada
9h – Dj, Campeonato de Beach Soccer, Vôlei de Praia e Futvôlei
12h – Bandas D’Incie e Violência Sonora (Rock) e Encontro do

Clube de Motociclismo – Shows
5h –Luizinho de Irauçuba
16h – Forró Acoxa
17h – The Dillas.

Um seminário apresentará técnicas na operação de escavadeiras hidráulicas

O Sindicato da Indústria da Construção Pesada (Sinconpe/CE) e a Federação das Indústrias do Ceará (Fiec) vão promover, na próxima segunda-feira, 27, às 18h30min, um encontro sobre o tema “Técnicas Produtivas na Operação de Escavadeiras Hidráulicas CAT”.

O encontro acontecerá no auditório da Fiec e tem vagas limitadas. As inscrições podem ser feitas por meio de preenchimento de formulário, via e-mail (renata.sarmento@sotreq.com.br) ou telefone 85 4011.3300. É gratuito.

SERVIÇO

*Formulário de inscrição aqui.

*Fiec – Avenida Barão de Studart, 1980.

O verdadeiro papel da Polícia Judiciária

Com o título “Polícia e Estado”, eis artigo do advogado Irapuan Aguiar. Ele faz mais uma reflexão acerca do papel da Polícia Judiciária. Confira:

O Estado não pode prescindir de uma boa organização policial, cujos integrantes devam ser selecionados com rigor, preparados cuidadosamente, pagos à altura dos riscos e das responsabilidades que têm e controlados por órgãos sociais não corporativos como hoje acontece.

A despeito de a polícia ser uma instituição quase tão antiga quanto à humanidade, várias autoridades públicas, alguns homens letrados e a população de modo geral identificam a atividade policial com um indivíduo fardado e/ou com uma arma na mão, pronto para o “combate ao bandido”. Há de se perguntar: se a pessoa humana é, de fato, um ser pensante deveria a segurança pública dar preferência ao uniforme e ao ‘dedo no gatilho’ com os evidentes prejuízos individuais, morais e materiais daí advindos, ou seria mais consentâneo com o decantado progresso da humanidade investir na cabeça do policial para que ele seja visto como um bem social? É claro que, aos espertos, isto não renderá dividendos políticos e econômicos como atualmente ocorre, mas, certamente, seria ótimo para a sociedade.

Já é tempo de a polícia ser discutida e analisada, sob todos os ângulos, pelos diferentes segmentos sociais. E, mais do que isso, ser objeto de pesquisa das Universidades na medida em que se constitui num rico laboratório para um estudo sociológico das mazelas que acometem a sociedade de nossos dias. Não deve, dessa forma, ser apenas matéria de curiosidade e de críticas, após as falhas – muitas das quais funestas – que poderiam ter sido evitadas se governantes e comunidades organizadas e esclarecidas assim o quisessem.

Não é por outro motivo que temos hoje esta triste realidade: uma criança de oito anos consegue identificar, pelo nome estrangeiro, de trinta a sessenta heróis de televisão não sabendo, no entanto, muitas vezes, o nome do prefeito de sua cidade ou do vereador que deveria se preocupar com o ‘esgoto a céu aberto’ que passa na frente de sua casa, espalhando doença. Essa, infelizmente, é uma dura constatação que vai, não raro, dar de cara com o problema policial ou, no mínimo, com ele ter implicações.

Impõe-se, por conseguinte, uma tomada de consciência de todos sobre o verdadeiro papel da instituição policial na sociedade contemporânea, sem a qual não será possível vencer a fantasia e o preconceito, permanecendo-se a cultivar a ‘filosofia do avestruz’.

*Irapuan Aguiar,

Advogado.