Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

Ciro Gomes lamenta que Lula, em giro pelo Nordeste, tenha dividido palanque com golpista

Da Coluna Vertical, do O POVO deste sábado:

Mesmo bem longe, na China, dando palestra em seminário da Fundação Getúlio Vargas com a Universidade de Pequim, o presidenciável pedetista Ciro Gomes não se esquece da sucessão 2018.

Sobre a visita que Lula fez ao Nordeste e que se encerrará nesta terça-feira, no Interior do Piauí e do Maranhão, Ciro considerou normal e até bom para o petista ganhar a solidariedade de um povo que o tem como importante na transformação de suas vidas.

Ele, no entanto, lamenta que Lula, no giro pela região, tenha cometido um deslize: dividir o palanque com “golpistas” como o senador Renan Calheiros (PMDB). Renan presidiu o Senado que ajudou a afastar Dilma Rousseff, uma “mulher limpa e inocente”, do Planalto.

De fato, contradição.

(Foto – Paulo MOska)

Postura de Janot – Temer critica acordo de delação premiada de doleiro

O presidente Michel Temer criticou nessa sexta-feira (1º), por meio de nota, o acordo de delação premiada do doleiro Lúcio Funaro, que foi reenviado na quinta-feira (31) ao Supremo Tribunal Federal (STF) pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot. Na quarta-feira (30), o ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no STF, devolveu à Procuradoria-Geral da República (PGR) o acordo de delação de Funaro para ajustes.

Em nota divulgada na noite dessa sexta-feira, pela Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência da República, Temer critica Janot e questiona a veracidade das informações repassadas por Funaro à PGR e os prováveis benefícios que ele obterá com a delação.

“A suposta segunda delação do doleiro Lúcio Funaro, que estava sob sigilo na Procuradoria-Geral da República, mas tem vazado ilegalmente na imprensa nos últimos dias, apresenta inconsistências e incoerências próprias de sua trajetória de crimes. Funaro acionou meses atrás a Justiça para cobrar valores devidos a ele pelo grupo empresarial do senhor Joesley Batista [sócio do grupo JBS], por alegados serviços prestados, negando que recebesse por silêncio ou para evitar delação premiada”, diz trecho da nota.

No documento, o presidente questiona ainda a suposta mudança de postura do procurador-geral da República em relação a Lúcio Funaro. “Agora, diante da vontade inexorável de perseguir o presidente da República, Funaro transmutou-se em personagem confiável. Do vinagre, fez-se vinho. Quem garante que, ao falar ao Ministério Público, instituição que já traiu uma vez, não o esteja fazendo novamente? Se era capaz de ameaçar a vida de alguém para escapar da Justiça, não poderia ele mentir para ter sua pena reduzida? Isso seria, diante de sua ficha corrida, até um crime menor”, afirma Temer na nota.

Segundo a nota, há um ano, a Ministério Público Federal considerava Funaro um criminoso, sem credibilidade e, agora, o doleiro passou a ter credibilidade. “Qual mágica teria feito essa pessoa, que traiu a confiança da Justiça e do Ministério Público, ganhar agora credibilidade?”.

(Agência Brasil)

Dilma aponta “politização tão grande no Judiciário”

Em participação no programa Mariana Godoy Entrevista, apresentado pela Rede TV!, na noite dessa sexta-feira (1º), a ex-presidente Dilma Rousseff criticou o que chamou de “uma politização tão grande no Judiciário” brasileiro, ao apontar que juízes falam fora dos autos.

“Você veja o caso da divulgação da gravação da minha conversa com o presidente Lula”, lembrou Dilma. “Tô (sic) mandando o Messias aí”, recordou a jornalista Mariana Godoy. “(…) O que que é, aconteceria em qualquer país sério?”, retomou Dilma. “Não havia autorização do Supremo para gravar a presidente da República. Nos Estados Unidos isso dá cadeia. Sabe por que dá cadeia? Lei de Segurança Nacional”, ressaltou a ex-presidente, ao sugerir que deveria ter existido uma “intervenção da Justiça em si mesma”. “No Brasil, hoje, todos os poderes (Executivo, Legislativo e Judiciário) brigam entre si”, lamentou.

Ao assegurar que não pretendia fechar a Rede Globo, Dilma criticou o monopólio de veículos de comunicação em poder de uma única empresa. “A informação é uma mercadoria, ela é vendida. (…) Não pode haver uma homogeneidade de opinião”, avaliou a ex-presidente, ao acusar que a eleição do ex-presidente da Câmara Federal, Eduardo Cunha, teria sido atrelada ao engavetamento da proposta do Governo em regular a mídia.

DETALHE – A entrevista de Dilma Rousseff foi a primeira desde o seu processo de impeachment, há um ano.

(Foto – Reprodução)

Deputados e senadores vão discutir as novas regras do Fies com estudantes na terça-feira

A comissão mista que analisa a medida provisória (MP) 785/17, que modifica as regras do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), fará audiência pública nesta terça-feira (5) para ouvir os estudantes sobre o assunto. A comissão mista já debateu as alterações no fundo com professores e demais representantes da área de educação.

A medida provisória determina três modalidades de funcionamento do Fies. Segundo o governo, as novas formas de crédito estudantil diminuem os riscos dos financiamentos, que passam a ser divididos entre o governo, universidades e bancos, de acordo com cada modalidade.

Nas audiências anteriores, representantes das instituições de ensino superior, dos trabalhadores em educação e ativistas do setor criticaram o número limitado de vagas do programa para estudantes de baixa renda.

De acordo com a MP, inicialmente, serão disponibilizadas 100 mil vagas a juro zero para estudantes com renda mensal familiar per capita de até três salários mínimos.

A discussão terá caráter interativo, com a possibilidade de participação popular. Quem tiver interesse em participar com comentários ou perguntas pode enviá-los por meio do Portal e-Cidadania e do Alô Senado, por meio do número 0800612211.

(Agência Câmara Notícias)

Grupo do Fortaleza – Botafogo/PB sai da disputa pelo G4 e ASA é o primeiro rebaixado

107 1

O Botafogo da Paraíba saiu da disputa por uma das duas vagas ainda abertas no G4 do Grupo A da Série C do Campeonato Brasileiro, ao empatar na noite dessa sexta-feira (1º) com o ASA, em 0 a 0, no estádio Almeidão, em João Pessoa. O resultado decretou o rebaixamento do ASA para a Série D, além de agravar a situação do time paraibano, que poderá entrar na “zona da degola”, neste sábado (2), em caso de vitória do Moto Club sobre o Cuiabá, em São Luís.

Com o Botafogo fora do páreo, as duas últimas vagas serão disputadas entre Fortaleza, Remo, Cuiabá, Salgueiro e Confiança. Ainda neste sábado, o Fortaleza poderá deixar o G4, em caso de vitórias do Cuiabá e Remo, esse último sobre o líder Sampaio Corrêa, em Belém. O Fortaleza joga na noite deste domingo (3), em Aracaju, contra o Confiança, pela penúltima rodada da fase classificatória para o mata-mata.

Pesquisa revela insegurança do brasileiro em relação ao futuro

Os brasileiros estão inseguros em relação aos próximos meses, não só em relação à sua situação pessoal, mas à situação do país, diante do atual panorama político e econômico, revela a pesquisa inédita O Consumidor Brasileiro e a Crise – Perspectiva de Futuro, divulgada hoje (1º) pelo Instituto Locomotiva.

De acordo com o levantamento, feito entre os dias 10 e 15 de julho com 1.421 brasileiros acima de 16 anos de idade em 50 cidades de todo o país, 69% dos entrevistados manifestaram preocupação com a possibilidade de perder o padrão de vida e 71% afirmaram que pretendem consumir menos.

Enquanto 51% dos brasileiros disseram estar satisfeitos com sua própria vida na esfera privada, apenas 4% externaram satisfação com o Brasil, em geral, na esfera pública e 25% dos consultados estão satisfeitos com a própria renda.

A consequência do medo e da falta de perspectiva que a vida vai melhorar é que os pessimistas consomem menos que os otimistas, constatou a pesquisa. Os pessimistas compram menos 21% em supermercados que os otimistas, menos 14% móveis e menos 18% produtos eletroeletrônicos, mostra a sondagem.

(Agência Brasil)

Defesa de Temer pede suspeição de Janot ao pleno do Supremo

A defesa do presidente Michel Temer recorreu nessa sexta-feira (1º) ao plenário do Supremo Tribunal Federal contra a decisão do ministro Edson Fachin que rejeitou pedido de suspeição do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, para atuar em investigação relacionada ao presidente que está em tramitação na Corte.

Em recurso apresentado nessa sexta-feira, o advogado Antônio Mariz, representante de Temer, reafirma que, nos casos envolvendo o presidente, Janot extrapola os “limites constitucionais e legais inerentes ao cargo que ocupa”.

“No afã de envolver o senhor presidente da República em fatos incertos e não determinados, uma série de ‘certezas’ foram lançadas pelo Chefe do parquet [Ministério Público] que dificultaram sobremaneira uma análise isenta e desprovida de influências que só agora têm vindo à tona, sendo certo que toda a contextualização ora sintetizada, mas amplamente esmiuçada na exordial, evidencia a clara suspeição do Dr. Rodrigo Janot para a condução, no âmbito do Ministério Público Federal, de casos envolvendo o ora agravante [Temer]”, sustenta a defesa.

Na quarta-feira (30), ao negar pedido de suspeição de Janot, o ministro Edson Fachin entendeu que entendeu que não houve indícios de parcialidade do procurador durante as investigações.

(Agência Brasil)

Tudo pronto para a Expoece 2017

423 1

Começa neste sábado, com abertura oficial a partir das 16 horas, no Parque de Exposições Governador César Cals (Bairro São Gerardo), a Expoece 2017. Trata-se da exposição agropecuária e industrial de Fortaleza, que contará com 1.500 caprinos e ovinos para exposição e julgamento, 702 bovinos e diversas raças e 380 equinos das raças Mangalarga Marchador e Campolina que também participarão de vários concursos e julgamentos. Haverá ainda diversos tipos de animais para venda

A diretoria da Associação dos Criadores do Ceará reforçou a segurança dentro do parque, em colaboração com a Polícia Militar, que estará presente com 80 PMs, além de 40 seguranças distribuídos em pontos estratégicos do local para assegurar maior tranquilidade aos visitantes. Duas ambulâncias do SAMU também estarão de prontidão na feira, segundo revela o presidente da ACC, Sérgio Fonteles.

Enquanto os criadores estarão participando do julgamento dos seus animais e fazendo negócios, os visitantes terão à sua disposição para divertimento um forró pé-de-serra, cantadores e emboladores, fazendinha, uma feira da agricultura familiar, engenho de cana-de-açúcar, tapiocaria, pesque/solte, restaurantes, parque de diversão, passeios de charrete para a criançada, venda de produtos artesanais e vários estandes para visitações.

Magazine Luiza inscreve para vagas de trainee

O Magazine Luiza abriu inscrições para seu processo de seleção de Trainee de 2018. O trainee, segundo a assessoria de imprensa desse grupo, vai, durante o processo, passar por integração, ter experiência nas lojas, conhecer todas as áreas de negócios do Magazine Luiza, participar de projetos estratégicos, além de ter acesso a mentoring e treinamento. Para se inscrever, o candidato deve ser formado em 2016 ou ter formação prevista para 2017 em qualquer curso de graduação.

Além da remuneração, o selecionado do Magazine Luiza terá direito a vale refeição, estacionamento, bolsa de estudos, assistência médica e odontológica, previdência privada e acesso à academia da empresa. Os interessados podem residir em qualquer cidade brasileira, desde que tenham condições de viajar e se mudar para localidades onde o Magazine Luiza esteja presente. Inglês intermediário também é um requisito.

SERVIÇO

*As inscrições podem ser feitas até o dia 22 de setembro. Todo o processo finaliza até dezembro e os Trainees iniciam suas atividades na empresa em Jan/2018. A inscrição pode ser feita pelo link: http://www.99jobs.com/magazine-luiza/jobs/11148-programa-trainee-2018?preview=true

Confira quem fica no Plantão do Judiciário do Ceará neste fim de semana

Confira os magistrados da Capital e de comarcas do Interior que atuarão, em regime de plantão, neste fim de semana.

No Tribunal de Justiça do Ceará, o atendimento será feito pelos desembargadores Emanuel Leite Albuquerque e Jucid Peixoto do Amaral. Eles atenderão, respectivamente, no sábado (02/09) e domingo (03/09), das 12 às 18 horas, no Palácio da Justiça, bairro Cambeba. A informação é da assessoria de imprensa do TJCE.

Fórum

No Fórum Clóvis Beviláqua, o plantão ficará a cargo da 33ª e 34ª Varas Cíveis e da 6ª e 7ª Varas Criminais da Capital. Os juízes estarão disponíveis das 12h às 18h. Os pedidos de natureza cível no âmbito de competência da Infância e da Juventude, destinados apenas para apreciação de casos urgentes, serão analisados pelos citados juízos plantonistas.

Interior

No Interior, o atendimento acontecerá das 8h às 14h nas comarcas de Juazeiro do Norte (3ª Vara Cível), Crato (JECC), Iguatu (JECC), Jardim (Vara Única), Jaguaretama (Vara Única), Senador Pompeu (Vara Única), Aracoiaba (Vara Única), Russas (1ª Vara), Aracati (3ª Vara), Maracanaú (2ª Vara Criminal), Aquiraz (1ª Vara), Umirim (Vara Única), Amontada (Vara Única), Groaíras (Vara Única), Chaval (Vara Única), Uruoca (Vara Única), Carnaubal (Vara Única), Quiterianópolis (Vara Única), Tauá (2ª Vara) e Itapajé (2ª Vara).

Lava Jato – Entre primeiros julgamentos do STF, o casal Glesi Hoffman e Paulo Bernardo

As duas primeiras ações penais da Operação Lava-Jato serão julgadas neste ano ainda pelo Supremo Tribunal Federal — entre o final de novembro e o início de janeiro. A informação é do colunista LauroJardim, do O Globo.

São duas essas ações: as que têm como réus o casal Paulo Bernardo e Gleisi Hoffmann, e a do deputado Neuson Meurer (PP).

O trio é acusado de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Coletiva Empresarial da ACC vai ouvir a experiência de vida de Luiz Marques

A Associação Comercial do Ceará (ACC) promoverá mais uma edição do seu programa “Coletiva Empresarial – Casos e Sucesso”.

Segundo o presidente da entidade, João Porto Guimarães, o convidado dessa edição, que ocorrerá na próxima terça-feira, às 8 horas, na sede da ACC, é Luiz Marques.

Ex-prefeito de Fortaleza, ex-deputado federal e ex-diretor-geral do Dnocs, Luiz Marques é atualmente provedor da Santa Casa de Fortaleza. Apesar das dificuldades financeiras, uma Instituição quem conseguindo, sob sua gestão, cumprir o objetivo de atender às famílias pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

(Foto – Arquivo)

Balança comercial brasileira tem superávit recorde em agosto

Beneficiada pela recuperação dos preços das commodities (bens primários com cotação internacional), a balança comercial registrou superávit recorde em agosto. No mês passado, o país exportou US$ 5,599 bilhões a mais do que importou. Esse é o melhor resultado registrado para o mês.

No mês passado, as exportações somaram US$ 19,475 bilhões, alta de 14,7% em relação a agosto de 2016 pelo critério da média diária. As importações totalizaram US$ 13,876 bilhões, crescimento de 8% na mesma comparação também pela média diária.

De janeiro a agosto, a balança comercial registrou saldo positivo de US$ 48,109 bilhões. Nos oito primeiros meses do ano, o valor supera todo o superávit do ano passado, de US$ 47,692 bilhões. No acumulado de 2017, o país vendeu US$ 145,946 bilhões ao exterior, 18,1% a mais que o registrado no mesmo período do ano passado pela média diária. As compras do exterior somaram US$ 97,837 bilhões, crescimento de 7,3% pela média diária na mesma comparação.

Segundo o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, o principal fator responsável pela melhora do saldo da balança comercial em 2017 foi a evolução do preço das mercadorias exportadas, que subiram 13,6% de janeiro a agosto em relação aos mesmos meses do ano passado. O volume de mercadorias exportadas aumentou 4,4% na mesma comparação, beneficiado por safras recordes. A pasta estima que a balança comercial encerrará o ano com superávit acima de US$ 60 bilhões.

A valorização de preços concentrou-se nas commodities. Entre os produtos primários, as maiores altas foram registradas no minério de ferro (57,3%), no petróleo bruto (40,9%) e no café (16%). A alta de preços, no entanto, alastrou-se por outros setores.

Entre os produtos semielaborados, os semimanufaturados de ferro e de aço subiram (37,6%), e o açúcar bruto valorizou-se 26%. As maiores valorizações de produtos industrializados foram registradas nos aviões (6,9%), nos veículos de carga (3%) e nos automóveis de passageiros (1,7%).

(Agência Brasil)

Exame de Ordem – Primeira fase tem recorde de candidatos reprovados

O mais recente Exame da Ordem dos Advogados do Brasil teve o menor índice de aprovação na primeira fase desde que a prova passou a ser unificada: apenas 14,98% dos candidatos seguiram em frente. A prova consiste em duas etapas e os aprovados precisam agora passar na segunda fase para se inscrever na Ordem e advogar. A informação é do Consultor Jurídico.

O recorde negativo revive o debate sobre os moldes da prova. Uma das reclamações feitas é de que o exame cobra conhecimentos que só profissionais experientes na área poderiam ter. Os críticos — deixando claro que o Exame de Ordem é necessário — afirmam que a prova deveria ser apenas para checar se o formado aprendeu o mínimo para exercer a profissão.

Para Claudio Lamachia, presidente do Conselho Nacional da OAB, a queda no nível de aprovação se deve à liberação indiscriminada de cursos de Direito. Para ele, o rigor exigido é fundamental para proteção da sociedade e será mantido.

“A OAB tem insistido, há anos, para que haja mais rigor na aprovação e no acompanhamento das entidades aptas a oferecer a graduação em direito. O exame da OAB manterá seu nível de dificuldade. Para aumentar o índice de aprovação, é preciso combater a mercantilização do ensino e garantir que os cursos tenham qualidade à altura dos sonhos dos estudantes e das necessidades da sociedade”, disse Lamachia à ConJur.

Para o jurista e professor Lenio Streck, o problema está também no modelo de prova. “Exames de Ordem e concursos em geral foram sendo transformados em quiz shows. Cai-se no dilema do biscoito Tostines: as provas são pegadinhas porque ensinam assim ou o ensino é assim por causa do que se cobra nas provas? O exame e os concursos têm muito mais poder do que pensam a Ordem e as instituições das carreiras jurídicas. Hoje, mudando a forma dos concursos (incluído o exame de Ordem), talvez seja a forma ou fórmula mais rápida de mudar o ensino jurídico e os cursinhos de preparação.”

Um desembargadora de São Paulo contou à reportagem da ConJur que os exames “têm a dificuldade de um concurso público, mas não têm um edital que defina as regras como os concursos, por isso é um processo sem transparência, que muda todo ano sem nenhum controle”.

Diretor da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo, José Rogério Cruz e Tucci concorda que a prova é difícil, mas afirma que é assim que deve ser. “Os alunos são muito dispersivos durante o curso, saem muito despreparados da faculdade. O exame é um momento para reflexão. Ele é muito amplo, aborda muita coisa, mas quem estuda passa”.

À frente da faculdade de Direito da Fundação Armando Alvares Penteado (Faap), a professora Naila Nucci não acha que a prova da OAB seja muito rigoroso ou ampla nos temas que aborda. Mas reclama do processo de correção do exame. “Existem sérios e graves problemas quanto aos critérios de correção, até porque, por mais que se esmerem os examinadores, observa-se que o Direito, ciência viva que é, dá margem a interpretações diversas, entendimentos controvertidos”, diz.

Naila Nucci também aponta o edital como um problema e afirma que é fundamental que haja sintonia entre o publicado no edital e o abordado pela avaliação, o que nem sempre ocorre, segundo ela.

No entanto, as críticas que apontam o exame como uma prova difícil, avalia, não se debruçam no problema central: “É cada vez mais eminente a necessidade de ser a profissão de advogado valorizada e protagonizada por profissionais preparados e aptos a serem absorvidos pelo competitivo mercado de trabalho”.

(Foto – Jornal do Commercio)

Rodrigo Janot denuncia integrantes do PP por organização criminosa na Petrobras

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, apresentou ao Supremo Tribunal Federal (STF) a primeira denúncia nessa corte apontando integrantes de um partido político como participantes de uma organização criminosa. Segundo a denúncia, essa organização agiu para desviar dinheiro da Petrobras.

Rodrigo Janot pediu que integrantes do Partido Progressista sejam condenados por esses crimes. O teor da denúncia ainda não foi divulgado.

Segundo o jornal O Globo, o inquérito no qual foi apresentada a denúncia foi aberto, em março de 2015, para investigar a participação de 39 políticos do PP, PT e PMDB na suposta organização criminosa que atuava na estatal.

Em outubro do ano passado, a pedido de Janot, esse inquérito foi fatiado e as investigações sobre organização criminosa passaram a ser quatro: uma sobre o PP, outra sobre o PT, uma terceira sobre o PMDB do Senado e a quarta sobre atuação do PMDB da Câmara.

A expectativa é que o presidente Michel Temer seja denunciado nesse último inquérito nos próximos dias. Junto com a divisão, Janot pediu a inclusão de mais investigados e ao todo os quatro inquéritos ficaram com 66 alvos.

Dona Consuelo, viúva de Ivens Dias Branco, tem a sexta maior fortuna do Brasil

A Forbes Brasil divulgou, nesta quinta-feira, o ranking das pessoas mais ricas do País. Na lista, está a cearense Consuelo Dias Branco, viúva de Ivens Dias Branco, empresário cearense, hoje presidente do Conselho de Administração do Grupo M. Dias Branco.
Com a fortuna estimada em R$ 13,25 bilhões, Consuelo (82), ocupa a sexta colocação entre os oito que estão nessa lista.
O Grupo M. Dias Branco, detentor de marcas como o macarrão Fortaleza e biscoitos Richester, é o maior do ramo de massas alimentícias da América Latina.
 (Foto – Fábio Lima)

Abih diz não entender por que Airbnb Brasil não fala em pagar impostos

Sobre nota de esclarecimento da Airbnb Brasil, aqui veiculada observando que o projeto aprovado sobre a regulamentação desse aplicativo de hospedagem compartilhada ainda é de indicação, o vice-presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hoteis (Abih) e presidente do Sindhoteis do Ceará, Manuel Cardoso Linhares, mandou a seguinte nota:

Caro jornalista Eliomar de Lima,

No Brasil, Fortaleza está sendo pioneira em estabelecer normas para o funcionamento das plataformas internacionais de reservas de hospedagem on line. Como cidadão, empresário e líder de classe, me parece muito estranho a oposição em relação à regulamentação e a isonomia tributária para esse setor, aprovada por unanimidade na Câmara de Vereadores, e que deve ser seguida por outros destinos brasileiros. Com a regulamentação, Fortaleza estará atuando em pé de igualdade com os principais destinos turísticos do mundo como: Paris, Amsterdã, Barcelona, Londres, Lisboa e Nova York.

O que conseguimos com a regulamentação das plataformas internacionais de reservas de hospedagem on line foi a junção da inovação com a regulamentação e a possibilidade de livre concorrência para as empresas de nossa cidade. Não só de hospedagem, mas inclusive para empresas do ramo de tecnologia que queiram gerir suas plataformas de reservas.

O que está sendo corrigido na capital do Ceará, e muito me orgulha lutar por essa causa, é a distorção que as plataformas internacionais de reservas de hospedagem causam no mercado, devido ao não pagamento de impostos e taxas semelhantes às empresas brasileiras.

Não estamos falando somente em distorções tributárias. Estamos também falando em vidas, já que a ausência de registros oficiais oferece sérios riscos para a segurança. A lei regulamenta as residências que recebem os turistas, que passarão a ser cadastrados na Secretaria Municipal de Turismo e, se localizadas dentro de condomínios, serão obrigadas a ter autorização da administração do local.

São permissões mínimas e básicas para se exercer esta atividade comercial, e não deixa de ser uma atitude temerária uma empresa privada estrangeira tentar intervir na vida pública de uma nação com tamanha truculência.

Agora, a pergunta que toda a sociedade do Ceará e do Brasil deve ser fazer é por que os representantes no Brasil da maior multinacional de plataformas de vendas de hospedagem do planeta, o Serviço de Hospedagens Alugadas e Compartilhadas – Airbnb, querem continuar operando à margem da legislação? Por que esses representantes que não fazem parte do quadro institucional da empresa, já que o Airbnb não tem sede oficial no Brasil, não querem ter os serviços que representam trabalhando oficialmente e legalmente no país?

A União Européia já se manifestou publicamente sobre a discrepância dos dados fornecidos e impostos pagos pela empresa. Cidades como Londres, Amsterdã, Barcelona, Lisboa, Paris, Berlim, Nova Orleans, Chicago e muitos outros destinos já legalizaram a atuação das plataformas de reservas em seus países. Porque estes senhores querem nos ludibriar, enquanto surfam na onda pop dos “negócios de impacto social”, já desmascarada mundialmente, e que foi o slogan da empresa em seu lançamento em 2008, antes de se tornar um gigante multinacional?

O que diria Brian Chesky, CEO da plataforma de Serviço de Hospedagens Alugadas e Compartilhadas – Airbnb, e seus parceiros sobre a atuação agressiva, inverídica e injuriosa, que seus representantes estão tendo no Brasil? Tentando intimidar toda uma indústria estabelecida com ameaças e com total despreparo e desequilíbrio. O CEO Brian Chesky, já manifestou em programas de entrevistas americanos que é a favor da regulamentação e da isonomia tributária com o setor formal de hospedagem.
Reconhece que já recolhe os tributos nos países de primeiro mundo.

E aqui, em nosso país, porque seus representantes não querem seguir as diretrizes da empresa, que já está implantado nos principais destinos turísticos do mundo? Não será porque a regulamentação garante ao consumidor seus direitos e asseguram os deveres de quem está prestando o serviço?

Por fim, muito se fala sobre a necessidade de se colocar o Brasil em uma posição de mais destaque no cenário internacional. Mas, para que isso aconteça, uma das questões que precisa ser definida é o alinhamento competitivo do turismo do país com os principais destinos do mundo.

Fortaleza já deu um passo fundamental, dando um exemplo ao Brasil e o mundo! Faço votos que o mesmo aconteça em curto prazo, para também todas as capitais e demais cidades turísticas, assim como, em todas as cidades do país.

Regulamentação Já!!!*

*Manuel Cardoso Linhares,

Vice-Presidente da Abih e presidente do Sindhoteis do Ceará.

Ator Silvero Pereira vai encerrar o 25º Festival de Teatro de Acopiara

O ator Silvero Pereira, com espetáculo “Levianas”, encerrará neste sábado o evento.

O 25º Festival de Teatro de Acopiara vai se encerrar neste sábado com espetáculos nas praças, ruas, escolas e equipamentos culturais. Neste ano, o festival recebeu 90 propostas de 68 grupos e companhias cearenses. Cerca de 38 espetáculos do interior e 52 de Fortaleza participaram da seleção, movimentando os grupos de teatro de 18 municípios cearenses.

No total, o evento levou ao município de Acopiara 13 espetáculos de 12 grupos, somando 30 apresentações teatrais, que aconteceram no palco do Centro Social da cidade, que foi transformado em teatro, no Clube Social, no Polo de Lazer e nas escolas da sede e dos distritos.

Programação

*Sexta-feira (01)

19h – Ordinários, do Grupo de Dança de Rua, em frente ao Centro Social de Acopiara

20h – Trans-Ohno, do Coletivo As Travestidas, no Centro Social de Acopiara

21h – Poeira, do Grupo Ninho, no Clube Social de Acopiara

*Sábado (02)

16h30 – Final da Tarde, do Grupo Teatro de Caretas, em frente ao Centro Social de Acopiara

18h – Feira Cultural Padre Crisares, no Polo de Lazer de Acopiara

20h – O Rei dos pés inchados, Cia do Batente, no Clube Social de Acopiara

21h – Show Levianas – Uma sofrência travestida, do Coletivo As Travestidas, no Polo de Lazer de Acopiara.

DETALHE – O ator Silvero Pereira integra o elenco da novela global “Força do Querer”, onde de dia é o motorista Nonato e de noite a travesti Elis Miranda.

(Foto – Divulgação)