Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

Camilo Santana e o quase consenso político-eleitoral no Ceará

610 2

Em artigo sobre as eleições no Ceará, o sociólogo e consultor político Luiz Cláudio Ferreira Barbosa avalia a aliança política de Camilo Santana. Confira:

O governador Camilo Santana (PT) construiu a maior base governista dos últimos 30 anos na história política-eleitoral do Ceará. A frente de aliados do chefe do Executivo estadual pode ser comparada a um ônibus, por isso vou nomear de governo-ônibus.

O motorista é o governador Camilo Santana e as primeiras fileiras são ocupadas pelos aliados de primeira ordem ou hora, no caso mais específico o grupo dos irmãos Ferreira Gomes (Ciro-Cid), as fileiras no meio do transporte são ocupadas pelos partidos aliados (PT-PDT-PP e outros), nas fileiras finais estão os neoaliados: Eunicio Oliveira (MDB), Genecias Noronha (SD), Gorete Pereira (PR) e Domingos Neto (PSD).

O ex-governador e atual senador cearense, o empresário Tasso Jereissati (PSDB), já esteve à frente do comando do estado do Ceará, por três vezes, além de outros governadores eleitos por seu grupo político. Tasso Jereissati sempre teve forte oposição ao seu grupo político. O anti-tassismo tinha duas frentes específicas: anti-tassismo de direita (PMDB-DEM) e o anti-tassismo de esquerda (PT-PSB e PC do B). O ex-governador Cid Gomes (PDT) formaria o maior condomínio político-administrativo e eleitoral dos últimos anos (2007-2018). Cid Gomes sempre teve atrito com determinados aliados que eram obrigados a ir para a oposição estadual ou anti-cidismo. Até esse momento do calendário eleitoral, ainda não temos frente oposicionista intitulada de anti-camilismo.

Camilo Santana ainda procura atrair os setores anti-cirista-cidista das oposições cearenses, para que pelo menos fiquem neutras no primeiro turno da sucessão estadual de 2018. Camilo Santana promete não perseguir os grupos políticos do vice-prefeito de Maracanaú, o empresário Roberto Pessoa (PSDB), e do ex-governador Lúcio Alcântara (PSDB), através do seu emissário da paz, o senador Eunicio Oliveira, que ainda mantém relação política-administrativa com os grupos citados.

Há certa percepção na sociedade civil cearense da reeleição do governador Camilo Santana, para o seu segundo mandato (2019-2022). Camilo deverá trazer os neoaliados para os assentos da frente do seu governo-ônibus, com uma certa inexistência de zonas de atritos, em relação ao grupo político do ex-governador e futuro senador Cid Gomes, pois é necessária a manutenção dessa gigantesca base aliada nas eleições municipais de 2020. Os seguintes deputados federais deverão compor o principal núcleo do camilismo nos próximos quatro anos: Genecias Noronha (SD), Domingos Neto (PSD), Gorete Pereira (PR) e outros.

Luiz Cláudio Ferreira Barbosa, sociólogo e consultor político

RC lamenta morte do economista Cláudio Ferreira Lima

342 2

Em nota pela morte do economista Cláudio Ferreira Lima, ocorrida neste sábado, em Fortaleza, o prefeito Roberto Cláudio lembra do “técnico fantástico que teve participação efetiva nas definições do planejamento estratégico da nossa Capital”. Confira:

Cláudio Ferreira Lima foi um homem que dedicou a amplitude de seus conhecimentos e sua vida profissional a defender os mais relevantes interesses do nosso Estado.

O Ceará tem o orgulho de ver figurar entre seus filhos alguém com compromisso tão intenso na defesa intransigente do nosso desenvolvimento econômico com fundamental obediência à justiça social.

Fortaleza, em particular, é muito devedora a esse técnico fantástico que teve participação efetiva nas definições do planejamento estratégico da nossa Capital, o Fortaleza 2040.

Aos familiares e a todos os fortalezenses, a nossa solidariedade nesse momento de perda tão grande.

Roberto Claudio Rodrigues Bezerra
Prefeito de Fortaleza

Juiz de vídeo que validou gol da Suíça vai apitar Brasil x México

O italiano Gianluca Rocchi foi indicado neste sábado (30) pela Fifa como o árbitro da partida entre as seleções do Brasil e México, na próxima segunda-feira (2), pelas oitavas de final da Copa do Mundo.

O profissional, de 34 anos, vai para o terceiro jogo nesta edição do torneio, já que trabalhou nos empates entre Portugal e Espanha, pela primeira rodada do grupo B, e entre Japão e Senegal, pela segunda rodada do grupo H.

Gianluca foi auxiliar da equipe de VAR no jogo entre Brasil e Suíça, quando os suíços chegaram ao empate depois que o meia Zuber empurrou o zagueiro Miranda.

(Com a Agência Brasil)

Cristiano Ronaldo sai da Copa e Uruguai está nas quartas de final

428 1

Cavani ofuscou Cristiano Ronaldo neste sábado, no Estádio Olímpico de Fisht, em Sochi. Foram do companheiro de Neymar no Paris Saint-Germain os dois gols do Uruguai na vitória por 2 a 1 sobre Portugal, nas oitavas de final da Copa do Mundo da Rússia. O brasileiro Pepe, de cabeça, anotou para a seleção eliminada.

O primeiro gol de Cavani saiu logo aos seis minutos, aproveitando um cruzamento do outro astro do seu país, Luis Suárez. No segundo tempo, Portugal ganhou sobrevida com Pepe, porém o atacante adversário voltou a fazer a diferença com uma finalização de primeira. Depois, acusou uma contusão muscular e precisou ser substituído por Stuani.

Torcendo pela rápida recuperação de Cavani, o Uruguai voltará a campo às 11 horas (de Brasília) de sexta-feira, em Níjni Novgorod, buscando uma vaga nas semifinais do Mundial. A adversária será a França, que, mais cedo, superou a Argentina de Lionel Messi, com um triunfo por 4 a 3 em Kazan. No intervalo de poucas horas, os jogadores que levaram todos os titulos de melhores do mundo nos últimos dez anos ficaram fora da Copa.

(O POVO Online)

Comissão realiza seminário na terça-feira para debater reforma trabalhista

A Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público da Câmara dos Deputados realiza, na próxima terça-feira (3), o seminário “Impactos da aplicação da nova legislação trabalhista no Brasil”.

O evento vai debater, entre outros pontos: a qualidade do emprego após a aprovação da lei, a aplicação da legislação no sistema de Justiça e como ficam as negociações coletivas e os contratos de trabalho após a reforma.

A realização do seminário foi solicitada pelos deputados Bohn Gass (PT-RS), André Figueiredo (PDT-CE) e Orlando Silva (PCdoB-SP).

Participarão do seminário representantes do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), do Ministério Público do Trabalho (MPT), do Tribunal Superior do Trabalho (TST) e de Centrais Sindicais, entre outros.

(Agência Câmara Notícias)

Prefeitura de Milagres inscreve para concurso público até 3 de julho

A Prefeitura de Milagres (Região do Cariri) inscreve, até o próximo dia 3, em seu site, para concurso público destinado ao preenchimento de 457 vagas de níveis fundamental, médio, técnico e superior assim divididas: 154 para cargos efetivos e 303 para cadastro de reserva.

Os salários, de acordo com o edital, variam de R$ 954 a R$ 8 mil, com jornada de trabalho de até 40 horas semanais.

As taxas de inscrição variam de acordo com o nível: fundamental – R$ 80 ; médio/técnico – R$ 100; e superior R$ 150.

SERVIÇO

*Mais Informações no edital aqui.

 

Autoridade americana exige novos procedimentos em voos para os EUA

As companhias aéreas que fazem voos para os Estados Unidos terão de observar as novas regras para o transporte de bagagens de mão, válidas a partir de hoje (30). A Transportation Security Administration (TSA), autoridade norte-americana de segurança da aviação civil contra atos de interferência ilícita, passou a exigir novos procedimentos de segurança para voos internacionais com destino ao país.

As medidas devem ser aplicadas pelas empresas aéreas nos aeroportos de origem, inclusive os brasileiros.

Entre as medidas, as companhias devem informar os passageiros sobre a proibição de embarque de substâncias em pó acima de 350 mililitros em bagagem de mão. As exceções são para leite em pó, medicamentos e produtos adquiridos em duty free, nos próprios aeroportos. A TSA inclue nas normas os materiais em pó em forma granulares ou compactados.

Além disso, os passageiros poderão ter seus pertences de mão submetidos à inspeção de segurança pelo operador aéreo, conforme critérios de escolha do passageiro definidos pelo TSA. De acordo com a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), essa medida já é prevista desde 2017, trata-se, portanto, de um reforço.

Em comunicado, a Anac informou que está avaliando as novas medidas e os impactos que podem ocorrer em voos no Brasil. A agência também participa de discussões técnicas internacionais, com o objetivo de atualizar a necessidade de alteração de alguma medida de segurança nos aeroportos do país.

(Agência Brasil)

Confira o que vai funcionar na segunda-feira de jogo do Brasil

Confira como vai ficar a rotina de Fortaleza nesta segunda-feira, dia de jogo do Brasil contra o México:

SUPERMERCADOS
Fecham 30 minutos antes do jogo e reabrem 30 minutos depois, conforme a Associação Cearense de Supermercados

COMÉRCIO

Fecha meia hora antes do início da partida, reabrindo meia hora depois. No Centro, os funcionários, lojistas e clientes poderão ver o jogo em telão instalado na Praça do Ferreira. As informações são da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL)

POSTOS DE COMBUSTÍVEIS

O funcionamento não sofrerá alteração, conforme o Sindicato dos Empregados em Postos de Serviço de Combustíveis e Derivados do Petróleo do Estado (Sinpospetro)

ENEL

Lojas funcionam até as 10h30min e reabrem a partir das 14 horas

CAGECE

Lojas Fechadas

JUSTIÇA DO TRABALHO

Sem expediente

TRIBUNAL DE JUSTIÇA

Dia é ponto facultativo para os servidores do Judiciário estadual

GOVERNO DO ESTADO

Dia é ponto facultativo para os servidores estaduais

AGÊNCIAS BANCÁRIAS

Funcionam das 8h30min às 10h30min, reabrindo às 14 horas para fechar às 16 horas

METROFOR

A operação das linhas será interrompida 30 minutos antes do início da partida e retomada 30 minutos após o encerramento

HOSPITAIS, UPAS E POSTOS DE SAÚDE

Todos os serviços de urgência e emergência (hospitais e UPAs) funcionam 24 horas. Os postos de saúde têm funcionamento facultativo

SHOPPINGS

As lojas abrirão normalmente, fechando meia hora antes do início do jogo e reabrindo após o fim da partida.

(Com O POVO Online)

Geraldo Luciano já se cacifa para a disputa em Fortaleza?

Do executivo Geraldo Luciano, vice-presidente do Grupo M. Dias Branco, hoje no Partido Novo, depois ter sido elevado à condição de vice-presidente estadual do PSDB:

“Quero participar da vida pública, mas não será em 2018.” Nessa sexta-feira, o grupo inaugurou uma escola de gastronomia em Fortaleza.

Seria, digamos, em 2020? Eis a dúvida.

(Foto – Divulgação)

4 a 3 – Enfim, um jogo de Copa do Mundo

Em uma partida emocionante, até o último instante, a França venceu a Argentina, na manhã deste sábado (30), por 4 a 3, pela Copa da Rússia. A partida teve duas viradas de placar, com os argentinos desperdiçando a chance de empate no último lance do jogo. Com o resultado, a França garantiu vaga nas quartas de final e aguarda o vencedor de Uruguai e Portugal, que se enfrentam logo mais.

Griezmann, de pênalti, abriu o placar para a França, aos 13 minutos do primeiro tempo. Di Maria empatou, aos 41 minutos. Mercado virou para os argentinos, aos 3 minutos da segunda etapa. Pavard emparou, aos 12 minutos. Mbappe virou para os franceses, aos 19 minutos. O mesmo Mbappe, de 19 anos, ampliou, aos 23 minutos. Aguero diminuiu, aos 48 minutos.

(Foto: Reprodução)

Não é o ódio que explica Bolsonaro. É fé

558 1

Em artigo no O POVO deste sábado (30) a jornalista Regina Ribeiro avalia a trajetória da pré-candidatura Bolsonaro. Confira:

Em 1950 houve uma campanha ferrenha contra o Getúllio Vargas no Brasil. Umas das cronistas mais anti-Getúlio da imprensa brasileira era a escritora Rachel de Queiroz, que escrevia em favor do adversário de Getúlio. O líder da Revolução de 1930 era chamado de caudilho, ditador, perverso, manipulador, adepto à censura. Era odiado pelos intelectuais. Quando as urnas se abriram, Getúlio Vargas estava eleito. Sem espaço nenhum nos jornais, Getúlio usou o rádio – impulsionado por ele, diga-se de passagem – e fazia chegar sua mensagem aos milhões de iletrados nos rincões do Brasil.

No dia 25 de novembro de 1950 foi publicada a crônica “Um pouco de autocrítica”, que mostrava uma Rachel de Queiroz que reconhecia que a capacidade dos intelectuais influenciarem o povo era mínima. “A dolorosa verdade é que o povo não nos lê, o povo não nos conhece. E a pequena parte dele que nos lê, não nos escuta”, afirma a escritora. Falava no esforço em vão de recitar a cantilena anti-Getúlio nos cantos das páginas “pregando no deserto”. Segundo Rachel, enquanto os intelectuais demonstravam saber de tudo sobre as revoluções dos homens, era Getúlio quem parecia ter descoberto a chave do coração do povo. Qual é esse segredo?, questiona a cronista, trazendo para si a razão da escrita: “Afinal entender e comover as gentes é o nosso ofício”.

Em 2002, Jean Marie Le Pen, candidato de extrema direita chegou ao segundo turno nas eleições francesas. Foi um susto. Le Pen surgia com um discurso impossível de se acreditar, afirmando entre outras coisas que as câmaras de gás usadas na Segunda Guerra Mundial contra os nazistas eram um “detalhe bobo”. Nessa época, li um artigo que afirmava que a responsabilidade de Len Pen estar no segundo turno era dos intelectuais franceses que não haviam ocupado o lugar de debate na França, minimizando o poder de um discurso neonazista, nacionalista e conservador.

A passagem do candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, por Fortaleza tem o poder de criar impacto. Pelos vídeos e fotos que circulam pelas mídias sociais, parece que há mais gente ao lado do Mitô do que o diz a vã filosofia. A julgar pelo discurso tão frágil que chega a ser bobo do candidato, mas que toca a tantas milhares de pessoas, o papel dos intelectuais, se é que existe ainda algum, é vão. Se Getúlio tinha o rádio, Bolsomito tem os chatbots, tem os grupos de WhatsApp, tem a rede.

Cheguei à conclusão de que o jornalista Érico Firmo talvez tenha cometido um equívoco quando disse na coluna de ontem que “Só uma coisa explica a força de Bolsonaro: o ódio”. Pode também ser fé. Fé irracional em tudo o que ele fala. Fé que Bolsonaro é o homem que vai resgatar a família dos libertinos da esquerda, fé que o liberalismo tosco que ele prega vai salvar o país do comunismo (?), fé que a tortura é o santo remédio, fé que ele faz cara de mal, mas é bom, fé que é ele é exatamente como eu e você. Só há duas diferenças entre nós e ele. A primeira é que é ele quem está lutando pelo poder. A segunda é que ele poderá ser bem diferente de você, mas sua fé não o deixa perceber.

Balança comercial de serviços fechou 2017 com deficit de R$ 50,5 bi

A balança comercial do setor de serviços fechou o ano de 2017 com um saldo negativo de R$ 50,5 bilhões (US$ 13,1 bilhões). Enquanto as exportações somaram R$ 114,88 bilhões (US$ 29,8 bilhões), as importações foram maiores e chegaram a R$ 165,39 bilhões (US$ 42,9 bilhões). As informações são do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC).

O deficit na balança comercial de serviços foi 47,6% menor do que o registrado em 2016, quando as importações superaram as exportações em R$ 96,38 bilhões (US$ 25 bilhões). Em 2015, essa diferença foi de R$ 102,93 bilhões (US$ 26,7 bilhões) e em 2014, de R$ 106,79 bilhões (US$ 27,7 bilhões).

Entre 2014 e 2017, as importações caíram de R$ 187 bilhões (US$ 48,5 bilhões) para R$ 165,39 bilhões (US$ 42,9 bilhões). No mesmo período, as exportações foram de R$ 80,27 bilhões (US$ 20,82 bilhões) para R$ 114,88 bilhões (US$ 29,8 bilhões).

O setor de serviços tem participação importante na economia. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), este segmento foi responsável por 70% do valor adicionado ao Produto Interno Bruto (PIB) em 2017. Ainda de acordo com o órgão, ele emprega 21 milhões de pessoas.

No recorte por área, os serviços auxiliares ao setor financeiro tiveram maior participação nas exportações, com 32,5% das vendas para fora. Em seguida vêm os serviços profissionais (19,8%) e os de Tecnologia da Informação (7%).

O principal mercado das exportações brasileiras em 2017 foi os Estados Unidos. As vendas ao país somaram R$ 61,3 bilhões (US$ 15,9 bilhões), o que corresponde a mais da metade (53,3%) do total exportado. No ranking dos principais consumidores de serviços brasileiros estão Holanda, com R$ 5,78 bilhões (US$ 1,5 bilhão), Alemanha, com R$ 4,51 bilhões (US$ 1,17 bilhão), Suíça, com R$ 4,43 bilhões (US$ 1,15 bilhão) e Reino Unido, com R$ 3,86 bilhões (US$ 1 bilhão).

Segundo do secretário de comércio e serviços do MDIC, Douglas Finardi, na pauta de importações o peso principal é dos serviços de arrendamento mercantil, como aluguel de plataformas por empresas do setor de petróleo e gás. De acordo com Finardi, sem esses custos o saldo seria superavitário. Outros itens importantes no rol de importações são os serviços de transporte e armazenamento de mercadorias.

Na avaliação do secretário, um desafio para aumentar a exportação de serviços é fortalecer as atividades intensivas em conhecimento. “Esses serviços são maiores geradores de emprego de alto valor e que vão fazer diferença na arena global para que países possam ou não ter melhor inserção”, argumenta.

(Agência Brasil)

Jair Bolsonaro: “Vou ganhar no primeiro turno!”

Antes de seguir ontem para o Rio, Jair Bolsonaro (PSL) avisava: “Vou ganhar no primeiro turno!” Sem Lula, ele aparece líder nas pesquisas, nas quais ele diz não acreditar “pois estou bem além do que elas apontam.”

Em seu giro por Fortaleza, Bolsonaro deu também entrevista para várias emissoras de rádio do Interior e para canais na web. “Só não falou pro Canal do Jardim América porque não existe”, brincou um assessor.

 

Política dinâmica – Lúcio pode ser senador com apoio de Tasso Jereissati

Da Coluna Política do O POVO, assinada pelo jornalista Érico Firmo neste sábado, o tópico “Retorno de Lúcio”. Confira como, na área política, o mundo dá voltas:

A perspectiva de Lúcio Alcântara se candidatar ao Senado pelo PSDB é uma enorme reviravolta na trajetória que a sigla percorreu desde a década passada. A saída dele da legenda, no começo de 2007, encerrou o que talvez tenha sido a maior crise da história do partido no Ceará, e também a com mais consequências. Lúcio era governador, foi acusado por Tasso Jereissati de tolerar “interferências domésticas” na administração. Fez alusão ainda a Lúcio como “duas caras” e falso. Lúcio repudiou as afirmações, ficou visivelmente abalado. Foi para a campanha como quem segue para o abate. A disputa contra Cid Gomes já seria difícil e se tornou inviável com a sigla dividida.

O racha marcou o fim de 20 anos de predomínio tucano no Estado. Encerrado o mandato, Lúcio deixou a sigla e se filiou ao PR. O PSDB se aliou a Cid e a então nova legenda de Lúcio se tornou raro resquício de oposição. Quatro anos depois, os tucanos romperam com Cid, Tasso foi derrotado na tentativa de se reeleger senador. Eles se reencontraram na oposição.

Orgulho em relação a brigas passadas talvez pareça fora de sentido uma vez que os envolvidos estão há tanto tempo distante do poder estadual. Naquele época, o pano de fundo era o controle do partido e os rumos da administração. Hoje, mesmo denúncias graves estão relativizadas.

O aspecto curioso é que, à época, Tasso fez oferta a Lúcio para que se candidatasse a senador, e não à reeleição como governador. Ele rejeitou naquele momento o cargo que pode postular este ano.

Mega-Sena paga R$ 4,5 milhões neste sábado

O concurso 2.054 da Mega-Sena deverá pagar neste sábado (30) um prêmio de R$ 4,5 milhões, segundo estimativa da Caixa Econômica Federal. As apostas podem ser feitas até as 19 horas, ao preço mínimo de R$ 3,50.

O teste 18 do Dia da Sorte também está acumulado e o prêmio deverá chegar a R$ 1,2 milhão, de acordo ainda com a Caixa Econômica Federal. A aposta mínima é de R$ 2.

Chacinas no Ceará já deixaram 39 mortes neste ano

Maior chacina da história do Ceará deixa vários mortos no bairro Cajazeiras. 

A Chacina ocorrida em Quixeramobim foi a quinta deste ano no Ceará. As três primeiras aconteceram entre 7 e 29 de janeiro, entre elas a maior matança da história do Ceará: a chacina das Cajazeiras. Ao todo, 35 pessoas foram mortas nas ocorrências.

O primeiro caso foi registrado em Maranguape, Região Metropolitana de Fortaleza, na noite de 7 de janeiro. Quatro pessoas foram encontradas mortas em uma casa no bairro Novo Parque Iracema, na subida da Serra de Maranguape.

No dia 27 de janeiro deste ano, um tiroteio em uma casa de forró no bairro Cajazeiras, na Capital, deixou 14 mortos. Oito mulheres e seis homens. O crime supera os 11 mortos em Messejana, em novembro de 2015. Não demorou 72 horas para que um massacre dentro da Cadeia Pública de Itapajé deixasse 10 internos mortos e oito feridos. De acordo com a Secretaria da Justiça e Cidadania (Sejus), briga entre grupos rivais resultaram nas mortes.

Na noite do dia 9 de março, outro massacre. Sete pessoas foram mortas nas ruas do Benfica, conhecido bairro boêmio e universitário de Fortaleza. As três primeiras vítimas foram executadas na Praça da Gentilândia. As duas primeiras pessoas foram alvejadas com 10 tiros e a terceira teve cinco perfurações à bala.

Mais três pessoas foram mortas em frente à sede da Torcida Uniformizada do Fortaleza (TUF), na Vila Demétrio. A última execução aconteceu na rua Joaquim Magalhães. Além dos mortos, um jovem de 22 anos foi baleado no pé e uma mulher de 25 foi acertada por disparos no braço e na barriga. (Rubens Rodrigues)

Para denunciar

A polícia informa que denúncias sobre a chacina de Quixeramobim podem ser feitas pelo número 181, o Disque Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social-SSPDS.

O sigilo é garantido.

(O POVO/Foto – Evilázio Bezerra))

Morre o economista Cláudio Ferreira Lima

Morreu, neste sábado, em Fortaleza, o economista Cláudio Ferreira Lima (71). Ele lutava contra um câncer. O velório acontece a partir do meio-dia, na Funerária Ethernus. O enterro ocorrerá neste domingo, às 10 horas, no Cemitério Parque da Paz.

Cláudio Ferreira era funcionário aposentado do Banco do Nordeste e conhecido por suas contribuições no campo do planejamento estratégico para vários segmentos do setor produtivo do Estado. Atuou como secretário-adjunto da Agência do Desenvolvimento Econômico do Ceará (Adece) e estava, ainda na Era Camilo Santana, como assessor especial do Palácio da Abolição.

Com Nicolle Barbosa, ex-presidente do CIC e ex-titular da Adece, Cláudio elaborou um programa estratégico de desenvolvimento para o Nordeste, que chegou a ser incluído na plataforma do falecido presidenciável Eduardo Campos (PSB).

Foi secretário do Planejamento da Era Tasso Jereissati, integrava como membro o Instituto do Ceará e foi colaborador do O POVO e consultor do Anuário do Ceará.

VAMOS NÓS – Era também um grande homem. Em todos os sentidos.

(Foto – Reprodução Video)

Pré-candidatos estão proibidos de apresentar programas de rádio e TV a partir de hoje

A partir deste sábado (30), as emissoras de rádio e televisão não poderão transmitir programas apresentados ou comentados por pré-candidatos às eleições gerais deste ano. A data está prevista no calendário eleitoral, aprovado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Segundo a Lei nº 9.504/1997, Artigo 45, Parágrafo 1º, a partir desta data, é vedado às emissoras de rádio e de televisão transmitir programa apresentado ou comentado por pré-candidato, sob pena, no caso de sua escolha na convenção partidária, de imposição de multa à emissora e de cancelamento do registro da candidatura.

O primeiro turno das eleições está marcado para o dia 7 de outubro e o segundo turno, para 28 de outubro. Os eleitores vão às urnas para escolher presidente, governador, senador, deputados federais e estaduais/distritais.

(Agência Brasil)

A Mama África e os presidenciáveis

Da Coluna Eliomar de Lima, no O POVO deste sábado (30):

O Instituto Brasil África (Ibraf) dá início a um projeto de diálogo com os pré-candidatos à Presidência da República. O objetivo é perceber o que está na pauta dos presidenciáveis quando o assunto é o futuro das relações entre o Brasil e o continente africano.

O projeto será realizado ao longo do mês de julho. Todos os pré-candidatos serão convidados para uma conversa com a cúpula do Ibraf. O resultado será uma peça de análise que reunirá as contribuições de todos os participantes, produzida e divulgada pelo Instituto na primeira quinzena do mês de agosto, acompanhando o momento de oficialização das candidaturas.

A ligação histórica, com a diáspora africana sendo responsável pela construção da identidade do Brasil de hoje, justifica a atenção necessária ao tema.

“Nós entendemos que este é o momento apropriado para que a população brasileira saiba o que poderá vir pela frente no relacionamento do País com a África”, diz o presidente da entidade, professor João Bosco Monte.

A economia africana , bom lembrar, está em crescimento. O Brasil exportou mais para o continente de janeiro a abril deste ano do que no mesmo período de 2017.