Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

General Theophilo abre sabatina do O POVO/CBN com candidato ao Governo

Começa nesta segunda-feira, às 10h30min, a sabatina da Rádio O POVO/CBN e TV O POVO/Futura com os candidatos ao Governo do Ceará. O General Theophilo, postulante do PSDB, vai abrir a série.

Amanhã, o convidado é Aílton Lopes (PSOL); na quarta-feira, Gonzaga (PSTU); e na quinta-feira, Camilo Santana (PT). No próximo dia 10 será a vez de Mikaelton Carantino (PCO) e, no dia 11, Hélio Góis (PSL).

(Foto – Divulgação)

“O dano é irreparável”, diz diretor do Museu Nacional

O diretor de Preservação do Museu Nacional, no Rio de Janeiro, João Carlos Nara, afirmou à Agência Brasil que o incêndio causa um “dano irreparável” ao acervo e às pesquisa nacionais. Ele acompanha de perto o trabalho dos bombeiros no local e disse que “pouco restará”, após o controle das chamas. “Infelizmente a reserva técnica, que esperávamos que seria preservada, também foi atingida. Teremos de esperar o fim do trabalho dos bombeiros para verificar realmente a dimensão de tudo”, afirmou o arquiteto e historiador.

De acordo com João Carlos Nara, a equipe de administração do Museu Nacional aguardava o fim do período eleitoral para iniciar as obras de preservação da infraestrutura do prédio.

“É tudo muito antigo. O sistema de água e o material, tudo tem muitos anos. Havia uma trinca nas laterais. Isso é ameaça constante”, disse o diretor.

Chamas destroem Museu Nacional , na Quinta da Boa Vista, em São Cristóvão
Chamas destroem Museu Nacional na Quinta da Boa Vista, em São Cristóvão – Tânia Rego/Agência Brasil

Inconformado com o incêndio, João Carlos Nara lamentou que os investimentos sejam destinados a outras causas no país. “Gastam milhões em outros projetos”, reagiu.

Investimentos
Em junho, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) assinou contrato de financiamento no valor de R$ 21,7 milhões para apoio à restauração e requalificação do Museu Nacional. Os recursos compõem a terceira fase do Plano de Investimento para a revitalização do Museu Nacional, num total de R$ 28,5 milhões.

O objetivo é aplicar os recursos na recuperação física do prédio histórico; a recuperação de acervos — de modo a garantir mais segurança às coleções e otimizar o trabalho dos pesquisadores —; a recuperação de espaços expositivos — estimulando maior atração de público e promoção de políticas educacionais vinculadas a seus acervos —; a revitalização do entorno do museu; e o fortalecimento da instituição gestora.

História

O Museu Nacional é a instituição científica mais antiga do Brasil. É um dos museus de ciência de referência no mundo. Foi fundado em 1818.

Inicialmente instalado no Campo de Santana, o Museu foi posteriormente transferido para o Palácio de São Cristóvão, monumento tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) e situado na Quinta da Boa Vista, um dos mais importantes parques urbanos do Rio. Antes de abrigar o Museu Nacional, o Palácio de São Cristóvão foi residência das famílias real portuguesa e imperial brasileira.

(Agência Brasil/Foto – Reprodução de TV)

Caminhoneiros anunciam manifestações para depois do 7 de Setembro

A União dos Caminhoneiros do Brasil divugou, em nota, que os caminhoneiros da entidade farão uma mobilização em todo o País após o feriado de 7 de Setembro e por tempo indeterminado. A UDC acusa o governo de não ter cumprido o prometido em relação ao preço do diesel, que na última sexta-feira (31) teve reajuste de 13%. A lei que estabeleceu a nova política de frete prevê revisão dos pisos mínimos caso o combustível tenha oscilação superior a 10%, para acomodar o aumento de custos dos caminhoneiros.

A entidade reclama da falta de fiscalização nas estradas pelaANTT. A UDC pede mais fiscais e postos de fiscalização que obriguem às transportadoras a cumprirem a tabela mínima do frete. “Pedimos imediatamente as seguintes providências afim de que a população brasileira não sofra os danos de uma nova paralisação”, afirma a nota.

Os caminhoneiros da UDC também reclamam da atuação da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) e pedem a dissolução da diretoria da entidade. A possibilidade de uma manifestação perto das eleições, no entanto, já era ventilada dias após a paralisação de onze dias em maio, como forma de pressão política.

A categoria diz que se a ANTT não se posicionar até o dia 7 ou 8 de setembro, é grande o risco de haver novas paralisações.

Outra entidade

Na última sexta-feira (31), a Abcam, entidade que reúne os motoristas autônomos, afirmou que pretende se reunir com o governo para discutir o tema e que “fará o possível para evitar nova paralisação” da categoria.

A Abcam confirma ter detectado focos de insatisfação por aplicativos de trocas de mensagem, mas diz ainda não ver mobilização suficiente para nova paralisação.

Governo do Ceará escolhe novo banco para gerir a folha de pagamento

1078 10

João Marcos é o titular da Sefaz.

Da Coluna do Eliomar de Lima, no O POVO desta segunda-feira:

A Secretaria da Fazenda vai encaminhar, nesta segunda-feira, para a Procuradoria Geral do Estado um novo edital que tem como foco principal a escolha do banco que vai gerir a folha de pagamento dos servidores.

A primeira licitação deu deserto, ou seja, não apareceu banco interessado, o que é interpretado por alguns técnicos do meio como tática para que haja redução, por parte do governo, de sua pedida.

O preço para a gestão da folha que conta atualmente com um contingente da ordem de 168 mil – servidores ativos, inativos, terceirizados e cooperados, é da de R$ 543 milhões. A Sefaz e a Secretaria do Planejamento e Gestão do Estado promoveram algumas correções nesse novo edital, mas nada vazou quanto a possível mudança no preço.

Atualmente, a folha é administrada pelo Bradesco, conhecido por suas taxas bem salgadas.

(Foto – Reprodução do Youtube)

Incêndio no Museu Nacional – Problema no hidrante contribuiu para o alastramento do fogo

O comandante do Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro, coronel Roberto Robadey, afirmou que um problema no funcionamento dos hidrantes contribuiu para o fogo se alastrar na região do parque, na Quinta da Boa Vista onde está o Museu Nacional.

Segundo o coronel, foi preciso pedir apoio à Companhia de Águas e Esgotos do Rio (Cedae) para ceder carros-pipa. Também foi utilizada água do lago da Quinta da Boa Vista.

“Pedimos apoio a eles [da Cedae] de carros-pipa e também trouxemos os nossos carros da Baixada Fluminense. Os dois hidrantes mais próximos estavam sem carga”, disse o militar.

Ele lembrou que, ao chegar ao local do incêndio, o fogo estava de média para grande proporção. O comandante não confirmou as primeiras informações de que o fogo teria começado no primeiro andar.

Operação

De acordo com o comandante, a operação contou com 80 militares e 21 viaturas de 12 quartéis da capital e de municípios vizinhos. Robadey descartou a possibilidade de desabamento.

“As paredes são muito grossas. O prédio é muito antigo. Os pavimentos internos desabaram”, disse o militar.

(Agência Brasil/Foto – Reprodução de TV)

Morre o professor e escritor Horácio Dídimo

830 4

Morreu, nessa noite de domingo, em Fortaleza o escritor Horácio Dídimo (83). A família informa que o velório acontece na Comunidade Católica Face de Cristo (Rua Dr. edmilsom Barros Oliveira, 191 – Dionísio Torres). Uma missa de corpo presente será celebrada às 13 horas nesse local. Em seguida, às 16 horas, o enterro no Cemitério São João Batista.

Professor do Departamento de Literatura da Universidade Federal do Ceará. Formado em Direito (UERJ) e Letras (UFC), Mestre em Literatura Brasileira (UFPB) e Doutor em Literatura Comparada (UFMG), Horácio Dídimo escreveu vários livros no campo de poesia, ensaio e literatura infantil, entre os quais se destacam Tempo de Chuva, Tijolo de Barro, A palavra e a Palavra (Amor – palavra que muda de cor), A nave de Prata, A Estrela Azul e o Almofariz (poesia).

Horácio Dídimo era também membro da Academia Cearense de Letras, da Academia Cearense da Língua Portuguesa, da Academia Brasileira de Hagiologia e membro correspondente da Academia de Letras e Artes Mater Salvatoris (Salvador-Bahia).

Valentim busca políticas públicas e inclusão social

Para o ex-prefeito de Maranguape e candidato a deputado estadual pelo PCdoB, George Valentim, não há cidadania plena sem políticas públicas e inclusão social. No ano passado, quando presidente do Instituto de Estudos e Pesquisas sobre o Desenvolvimento do Estado do Ceará (INESP), órgão vinculado à Assembleia Legislativa, Valentim concluiu o projeto que entregou exemplares em braille sobre a Lei do Passe Livre a Sociedade de Assistência aos Cegos.

“Queremos estar na Assembleia Legislativa como garantia que a pessoa sem direitos plenos possa exercer sua cidadania, com trabalho digno, acesso à assistência social, educação, saúde e igualdade social”, ressaltou George Valentim.

“O George já apresentou políticas de garantias e direitos em defesa do povo, na Assembleia Legislativa, por isso acreditamos na continuidade desse trabalho“, comentou a pedagoga Simone Fernandes, presidente do Instituto de Assistência Social (IAPS), durante o lançamento da campanha do candidato do PCdoB, em Fortaleza, ao acompanhar caravana do bairro Tancredo Neves e comunidades vizinhas.

(Foto: Divulgação)

Incêndio destrói o Museu Nacional

O Museu Nacional, situado na Quinta da Boa Vista, em São Cristóvão, Zona Norte do Rio, foi destruído por um incêndio de grandes proporções que teve inicio na noite desse domingo (2). A instituição completou 200 anos em 2018, tinha um acervo de 20 milhões de itens e sofria com falta de reformas e enfrentava problemas de orçamento.

Os bombeiros continuam no local. Não se sabe ainda as causas do incêndio,informou a GloboNews.

Sobre o incêndio,disse Michel Temer, presidente da República:

“Incalculável para o Brasil a perda do acervo do Museu Nacional. Hoje é um dia trágico para a museologia de nosso país. Foram perdidos duzentos anos de trabalho, pesquisa e conhecimento. O valor para nossa história não se pode mensurar, pelos danos ao prédio que abrigou a família real durante o Império. É um dia triste para todos brasileiros”.

Justiça proíbe Eunício de usar imagem de Lula, Cid e Camilo em sua propaganda

Haddad e Eunício.

O juiz eleitoral José Vidal Silva Neto concedeu liminar que proíbe o senador Eunício Oliveira (MDB) de usar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), o governador Camilo Santana (PT) e o ex-governador Cid Gomes (PDT) em seus programas.Eunício com Haddad na última sexta. No peito de ambos, adesivos de Lula com Eunício.

O magistrado proíbe o candidato do MDB à reeleição no Senado de usar vozes, imagens ou mesmo menção aos nomes dos candidatos. A representação foi movida pela coligação PSDB-Pros. A assessoria do senador Eunício Oliveira informou que ele não foi notificado.

Na decisão, o juiz escreve: “Seria um completo contrassenso, uma subversão total dos valores mais elevados tutelados pelo direito eleitoral que um determinado partido ou coligação traísse seus próprios candidatos e passasse a suportar de forma irracional ou oportunista os de partido ou coligação oposta, baseado na contingencial e irresistível popularidade destes últimos”.

Ele acrescenta: “Do mesmo modo, o candidato de um partido ou coligação não deve se apoiar nos candidatos, partidos e coligações opostos ao seu próprio partido e coligação”.

Adversário de Camilo e Cid até o ano passado, Eunício votou pelo impeachment de Dilma Rousseff (PT) em 2016. Porém, ele e o governador Camilo se reaproximaram e firmaram aliança informal. Embora estejam juntos e façam atos de campanha em conjunto, não há coligação formal. É o fundamento dessa informalidade que a decisão do juiz ataca.

Afirma José Vidal Silva Neto: “A propaganda eleitoral de um partido ou coligação não pode ser feita com divulgação ou propagação da imagem, voz e conteúdos pessoais e exclusivos dos candidatos dos partidos e coligações com os quais está em disputa, ou deveria estar. Ao menos, é o que se deve esperar de um processo eleitoral saudável. Se determinados partidos não se coligaram nas eleições, não podem fazer propaganda baseada em candidatos destes partidos com os quais não se coligaram, sob pena de induzir a erro o eleitor, iludindo-o indevidamente, no sentido de acreditar que o partido ou candidato de coligação oposta está apoiando ou sendo apoiado por quem em realidade pertence a agremiação ou grupo político que lhe faz oposição”.

(O POVO Online/Foto- Divulgação)

Complexo eólico no Ceará recebe licença prévia de órgão ambiental

A Brasil Ventos, subsidiária de Furnas Centrais Elétricas, recebeu licença prévia da Superintendência Meio Ambiente do Ceará para a construção de uma linha de transmissão, de 70 quilômetros (Km) de extensão, que possibilitará o escoamento da energia gerada pelo complexo eólico que será instalado no município de Fortim, a 135 km de Fortaleza. A linha Jandaia-Russas II passará por seis municípios: Fortim, Aracati, Itaiçaba, Jaguaruana, Palhano e Russas.

O Complexo Eólico de Fortim, com 41 aerogeradores distribuídos em cinco parques, terá um investimento de R$ 650 milhões, por meio de financiamento do Banco do Nordeste. O complexo terá capacidade de gerar energia elétrica suficiente para atender 174 mil famílias ou ainda uma cidade de 600 mil habitantes.

Com previsão de início de operação para novembro do próximo ano, O Complexo de Fortim se juntará ao portfólio de Furnas, que colocou em operação nos últimos anos outras obras importantes, como o 1º Bipolo do Linhão de Belo Monte, as usinas hidrelétricas São Manoel, em Mato Grosso; e Santo Antonio, em Rondônia.

Em franca expansão no país, a energia eólica já responde em situações de necessidade, por exemplo, por mais de 60% do abastecimento da Região Nordeste e vem sendo fundamental para a garantia de suprimento para a região, segundo avaliação do próprio Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS).

A estiagem que há mais de seis anos atinge o Nordeste, com forte impacto nas usinas da Bacia do São Francisco, aumentou a importância estratégica da fonte eólica, tornando-a fundamental para a região.

(Agência Brasil)

Antes de deixar o Ceará, Alckmin voltou a destacar candidatura do General

120 1

Para o candidato do PSDB à Presidência da República, Geraldo Alckmin, o combate à violência nos estados, por meio do programa “Nordeste Inovador”, será mais eficaz em governos estaduais voltados a resolver o problema da criminalidade em suas administrações.

“A segurança pública é prioridade de nossas agendas. O Governo no Ceará precisa resgatar a autoridade e, em parceria com o Governo Federal, nós teremos condições, inclusive, de ampliar nossa meta de reduzir em 50% os índices de violência em nosso Estado, após os primeiros quatro anos de nossa gestão”, disse o General Theophilo, candidato do PSDB ao Palácio da Abolição.

Já o senador Tasso Jereissati (PSDB) destacou também que “tá na hora de mudar” e falou da importância do eleitor conhecer as propostas de cada um dos candidatos. “Nunca foi tão importante um voto bem dado na História do Ceará e do Brasil”, ressaltou.

Nesse sábado (1º), além de participar de encontro com lideranças políticas em Horizonte, os candidatos do PSDB visitaram o município de Itapipoca e participaram de uma carreata no município de Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza.

(Foto: Divulgação)

MEC divulga nesta segunda índice de qualidade do ensino básico

Nesta segunda-feira (3), o Ministério da Educação (MEC) vai divulgar como está a qualidade do ensino brasileiro. Trata-se do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), calculado para o país, estados, municípios e escolas. Cada ente federado e unidade escolar tem uma meta para ser alcançada. O índice é divulgado a cada dois anos. A última divulgação foi referente ao ano de 2015. Agora, serão anunciados os dados de 2017.

O Ideb é composto pela taxa de rendimento escolar (aprovação) e as médias de desempenho nos exames aplicados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Nos anos iniciais do ensino fundamental, do 1º ao 5º ano, a meta é cumprida desde 2005, quando o índice começou a ser calculado. Para 2015, a meta estipulada era de índice 5,2 e a etapa alcançou 5,5. Nos anos finais do ensino fundamental, do 6º ao 9º ano, a meta foi descumprida pela primeira vez em 2013. Em 2015, o índice esperado de 4,7 e também não foi alcançado. A etapa registrou 4,5.

No ensino médio, a meta não é alcançada desde 2013, e está estagnada em 3,7 desde 2011. A indicador estabelecido para 2015 era de 4,3.

Para especialistas, os resultados de 2017 devem seguir a mesma tendência dos anos anteriores. “Se a gente considerar os resultados das avaliações anteriores, acho que infelizmente a gente está em um processo bem semelhante ao que a gente tinha demonstrado em 2013 e 2015. Ao mesmo tempo que é triste essa dificuldade que se tem nos anos finais do ensino fundamental e médio, isso é um pouco reflexo de não termos políticas estruturantes nessas etapas”, diz o diretor do Interdisciplinaridade e Evidências no Debate Educacional (Iede), Ernesto Martins Faria.

(Agência Brasil)

Audic quer intensificar votação em Quiterianópolis

Quinto deputado estadual mais votado em Quiterianópolis, na eleição de 2014, o candidato à reeleição à Assembleia Legislativa, Audic Mota (PSB), esteve neste domingo (2) no município do sertão cearense, a 410 quilômetros de Fortaleza, para intensificar sua votação.

O candidato acredita que poderá ampliar bastante os 423 votos recebidos há quatro anos, diante da composição partidária na aliança do atual governador – o que não ocorreu em 2014 -, além de ser mais conhecido do eleitorado no atual período.

Mesmo sendo o quinto mais votado, Audic ficou com apenas 9,4% da votação da candidata mais votada, que em 2014 integrava o arco de aliança do então candidato Camilo Santana.

(Foto: Divulgação)

Consulta pública sobre norma que amplia o alcance e o valor financiado do microcrédito

Em artigo sobre financiamento do microcrédito, o consultor financeiro Fabiano Mapurunga, Mestre em Administração com ênfase em Finanças, aponta que barreiras burocráticas dificultam o acesso por parte das comunidades mais afastadas dos grandes centros. Confira:

O microcrédito constitui umas das principais fontes de apoio ao empreendedorismo em nosso país e, historicamente, tem sido assim pelo mundo. Aconteceram várias manifestações pontuais e isoladas no planeta com características de microcrédito. Porém, o grande marco que desenvolveu, difundiu e serviu de modelo para popularizar o microcrédito, foi a experiência iniciada em 1976, em Bangladesh, pelo professor Muhamad Yunus. Observando que os pequenos empreendedores das aldeias próximas à universidade, onde lecionava, eram reféns dos agiotas, pagando juros extorsivos e, mesmo assim, pagando corretamente, o professor Yunus começou a emprestar a essas pessoas pequenas quantias, com recursos pessoais, que depois ampliou, contraindo empréstimos.

A ação prosperou tanto que deu origem, em 1978, ao Grameen Bank que hoje em dia empresta um total de 2,4 bilhões de dólares em microcréditos para cerca de 2,3 milhões de empreendedores de pequeno porte, que vão ampliando as oportunidades de realização de negócios. Os princípios, a filosofia da atuação e as estratégias para garantir o retorno dos valores emprestados, foram aprimorados na prática durante longos anos de gestação e atuação do Grameen Bank. Com adaptações locais, este modelo foi adotado em diversos países, inclusive no Brasil.

Porém no Brasil o microcrédito, muitas vezes, se depara com barreiras burocráticas, além de limitações pelo número de agentes financeiros que operam estas linhas de crédito, o que dificulta muito o acesso por parte das comunidades mais afastadas dos grandes centros.

Com o objetivo de procurar melhorar a difusão do microcrédito em nosso país, o Banco Central do Brasil lançou no dia 16 de agosto de 2018, uma consulta pública pela internet, que terá duração de 30 dias, sobre a norma que amplia o alcance e o valor financiado no microcrédito.

Tal regulamentação tende a ampliar o limite da renda bruta anual do tomador, de R$ 120 mil para R$ 200 mil. Outra ponto é que o valor máximo da operação passaria de R$ 15 mil para R$ 21 mil, ainda com atualização do saldo devedor do cliente de R$ 40 mil para R$ 90 mil.

A pesquisa está disponível no portal do BC (edital no 66/2018). Seria muito importante que todos pudessem contribuir com suas sugestões, para se formar uma massa crítica mais consistente. Toda essa pesquisa preza por adequar a regulamentação feita pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) às recentes alterações estabelecidas na Lei no 13.636/2018.

Nesta norma fica bem estabelecido que o microcrédito não poderá estar voltado para consumo, e sim para o financiamento de atividades produtivas. Pontua-se apenas uma exceção, mantida pelo alcance social, que são as operações previstas na Resolução no 4.050/2012, a qual trata da aquisição de bens e serviços de tecnologia destinados a pessoas com necessidades especiais.

“A alteração pretende simplificar os requisitos técnicos para a concessão de microcrédito e ampliar o uso, no Programa Nacional de Microcrédito Produtivo Orientado (PNMPO), de tecnologias de informação e comunicação, reduzindo, desse modo, os custos administrativos dessa linha de crédito,

ensejando a ampliação do programa sem perda do foco na população de baixa renda”, disse o diretor de Regulação do BC, Otávio Damaso.

A proposta inclui também a simplificação da tipicidade das entidades autorizadas a operar o microcrédito, e assim incluir as fintechs de crédito e os agentes de crédito constituídos como pessoas jurídicas. Ainda se especula a possibilidade de recepção e encaminhamento de proposta de cartão pré-pago por entidades terceirizadas por instituições financeiras.

Fabiano Mapurunga

Diretor Executivo da Go Partners Consultoria em Finanças e Negócios. Mestre em Administração com ênfase em Finanças. MBA em Gestão de Negócios. MBA em Gestão Financeira e Controladoria. Professor Universitário

Cid e Roberto Cláudio intensificam candidatura Ciro Gomes em Fortaleza

O prefeito Roberto Cláudio e o ex-governador Cid Gomes, candidato ao Senado pelo PDT, realizaram neste domingo (2), no Pirambu, um adesivaço em prol da candidatura Ciro Gomes à Presidência da República.

Nesta segunda-feira (3), a partir das 10 horas, Ciro será entrevistado pelo site UOL. Ontem (1º), no Rio Grande do Sul, ao defender o crédito para o agronegócio, Ciro pediu a atenção do eleitorado para propostas de candidaturas conservadoras que querem o fim dos subsídios para a agricultura.

(Foto: Divulgação)

Mega-Sena tem dois acertadores, mas na quarta-feira sorteia outro prêmio milionário

Um paulista de São Sebastião e um mineiro de Passos acertaram os seis números da Mega-Sena, sorteados nesse sábado (1º), em São José do Cedro/SC. Cada sortudo ganhou R$ 22,3 milhões.

Os números sorteados foram: 0818233742 e 58.

Apesar dos acertadores, a Mega-Sena pagará na quarta-feira (5) um prêmio de R$ 20 milhões, diante do acumulado de final 5.

Já a Quina sorteia nesta segunda-feira (3) uma premiação de R$ 2 milhões, diante da falta de ganhadores nesse sábado, no sorteio dos números 16 – 18 – 41 – 43 e 59.

O Vozão voltou – Ceará cala mais de 61 mil torcedores no Maracanã

217 1

O Ceará tem disso, sim! Diante de mais de 61 mil torcedores, o Ceará derrotou o Flamengo, na manhã deste domingo (2), em pleno Maracanã, por 1 a 0, com gol de Leandro Carvalho, aos 45 minutos do segundo tempo, pela 23ª rodada do Brasileirão.

Apesar do gol de Leandro Carvalho, o nome do jogo foi o goleiro alvinegro Éverson, que praticou grandes defesas.

O Vozão volta a campo na quarta-feira (5), no Castelão, contra o Corinthians.

(Foto: Reprodução)

Cid Gomes – Sem Lula, a opção do povo nordestino e mais pobre passa a ser Ciro Gomes

958 1

O ex-governador afirmou, em discurso, neste fim de semana, em Itapipoca, que a decisão do Tribunal Superior Eleitoral TSE) em declarar o ex-presidente Lula inelegível foi injusta. Ele falou quando da inauguração de comitê pró-Ciro, tendo a presença de lideranças do Litoral Norte e do prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio.

“Foi uma decisão injusta, baseada em uma condenação injusta. Não deixaram o melhor presidente que esse país já teve disputar as eleições”.

Mas, em seguida, disse que o povo nordestino e mais pobre não ficou sem opção para votar em presidente:

“Não há ninguém que conheça mais a realidade do povo do brasileiro do que o Ciro”, afirmou.

(Foto – Divulgação)