Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

Putin chega à Síria e ordena início da retirada das tropas russas

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, chegou hoje (11) à Síria e ordenou o início da retirada das forças russas mobilizadas no país, segundo os meios de comunicação russos.

Putin foi recebido na base aérea russa de Hmeimim por várias autoridades, entre eles o presidente sírio, Bashar al Assad, o ministro de Defesa russo, Sergei Shoigu, e o comandante do contingente militar russo no país árabe, Sergei Surovikin.

“Ordeno ao ministro de Defesa e ao chefe do Estado-Maior que procedam com a retirada de um grupo das tropas russas às bases de seu local permanente”, disse Putin ao discursar perante os militares, segundo informaram as agências russas.

O chefe do Kremlin afirmou que “ao longo de dois anos e meio, as Forças Armadas da Rússia, junto com o Exército sírio, destruíram os grupos terroristas internacionais mais potentes militarmente”. “Por conta disto tomei uma decisão: uma parte significativa do contingente militar russo que se encontra na República Árabe da Síria retorna para casa, para a Rússia”.

Putin advertiu, no entanto, que “se os terroristas levantarem a cabeça de novo, lhes atingiremos de tal forma como nunca viram”.

Em março de 2016, o presidente russo já havia anunciado a retirada de uma parte das forças russas enviadas à Síria para apoiar Assad, ao constatar a melhoria da situação na guerra contra o Estado Islâmico e outros grupos que lutam contra Damasco.

Putin e Assad passaram em revista as tropas na base aérea de Hamimim, na província litorânea síria de Latakia, segundo comunicado da Presidência síria.O ministro russo de Defesa e o chefe do Estado Maior sírio, Ali Ayub, acompanharam o evento.

A visita surpresa de Putin à Síria foi informada apenas depois que ele já havia deixado o país, quando ele chegava ao Egito para uma visita anunciada de antemão. Foi a primeira visita de Putin a território sírio desde o início do conflito no país, em março de 2011. Já Bashar al Assad havia visitado a Rússia em duas ocasiões recentes, a última há 20 dias.

(Agência Brasil)

O Papa Francisco e Mianmar

Em artigo no O POVO desta segunda-feira (11), o advogado Hélio Leitão, ex-titular da Sejus/CE, ressalta a situação política da antiga colônia inglesa na Ásia. Confira:

Em seu romance de estreia, Dias na Birmânia, publicado nos idos de 1934, George Orwell apresenta ao Ocidente aquele pequeno e esquecido país do sul da Ásia, então colônia britânica. Nele, sob o ângulo de visão da personagem John Flory, em verdade alter ego do autor que naqueles tempos ali trabalhou como policial, faz-se o relato de toda a indiferença e crueldade do colonizador convencido de sua superioridade racial em relação às populações nativas. O país não passava então, aos olhos da potência colonial, de uma selva de onde se extraíam madeiras para a indústria europeia. Seu povo, mão de obra a ser explorada.

Sobreveio a independência birmanesa em 1948, sendo o país, hoje rebatizado Mianmar, gerido por militares desde o golpe de estado levado a efeito em 1962 até as eleições livres realizadas em 2015, que conduziram civis ao poder. Na luta pela democratização, nasce a liderança inconteste de Aung San Suu Kyi, ela própria filha de um líder da independência birmanesa. É presa domiciliarmente. Em 1990, o Parlamento Europeu lhe outorga o prêmio Sakharov. No ano seguinte, o Nobel da Paz. Torna-se ícone dos movimentos pela restauração da democracia.

Finalmente libertada, volta à participação legal no processo político. Ocupa desde 2016 o cargo de Conselheira de Estado, com poderes típicos de um primeiro-ministro. Já se antevia como um de seus principais desafios, a par da consolidação da democracia, a boa condução dos conflitos étnicos que historicamente sacudiram o país de maioria budista. Afinal, ninguém mais à altura da missão do que uma defensora de direitos humanos forjada nas lutas democráticas.

Ao entusiasmo seguiu-se, a galope de cavalo selvagem, a frustração. Em seu governo é desfechada brutal ofensiva do exército contra o povo Rohingya, minoria étnica de há muito perseguida. Já se contabilizam seiscentos mil os refugiados que acorreram à vizinha Bangladesh, tangidos pelas perseguições oficiais.

Francisco, o papa, viajou ao Mianmar no calor do momento. Foi a primeira viagem de um pontífice àquelas bandas. Atento às boas maneiras diplomáticas e seguindo a orientação da burocracia vaticana, não fez alusão nominal ao povo Rohingya.

Não precisou. Chamou a atenção do mundo para a causa. Já Aung San…

*Hélio Leitão,

Advogado e ex-titular da Sejus/Ceará.

Mercado financeiro volta a prever inflação abaixo da meta: 2,88%

O mercado financeiro voltou a prever inflação abaixo do piso da meta para este ano. A estimativa para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) caiu de 3,03% para 2,88%. Em setembro, as instituições financeiras também projetaram inflação abaixo da meta. A estimativa consta do boletim Focus, uma publicação divulgada no site do Banco Central (BC) todas as semanas com projeções para os principais indicadores econômicos.

A meta de inflação, que deve ser perseguida pelo BC, tem como centro 4,5%, limite inferior de 3% e superior de 6%. Quando a inflação fica fora desses patamares, o BC tem que elaborar uma carta aberta ao ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, explicando os motivos do descumprimento da meta.

Se a estimativa se confirmar, será a primeira vez que a meta será descumprida por ficar abaixo do piso. A meta ficou acima do teto quatro vezes: 2001, 2002, 2003 e 2015.

Na última sexta-feira (8), o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) informou que, de janeiro a novembro, o IPCA chegou a 2,5%, o menor resultado acumulado em 11 meses desde 1998 (1,32%).

Para 2018, a projeção do mercado financeiro para o IPCA – a inflação oficial do país – é mantida de 4,02%, há duas semanas consecutivas.

O principal instrumento usado pelo BC para controlar a inflação é a taxa básica de juros, a Selic, atualmente em 7% ao ano, o menor nível histórico. Na última quarta-feira (6), a Selic foi reduzida pela décima vez seguida. Por unanimidade, o Comitê de Política Monetária (Copom) diminuiu a Selic em 0,5 ponto percentual, de 7,5% ao ano para 7% ao ano.

A expectativa do mercado financeiro para a Selic ao final de 2018 segue em 7%. A estimativa para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB), a soma de todos os bens e serviços produzidos no país, subiu de 0,89% para 0,91%, este ano, e de 2,60% para 2,62%, em 2018.

(Agência Brasil)

Presidente do Fortaleza vai a São Paulo em busca de reforço… financeiro

O presidente do Fortaleza, Marcelo Paz, encontra-se em São Paulo para reforçar o quadro de patrocinadores do clube, que este ano conseguiu o acesso à Série B do Campeonato Brasileiro. A informação é de fontes do clube.

Após o acerto com um possível patrocinador, o dirigente tricolor retomará o ciclo de reforços… esse, sim, de atletas.

(Foto – Divulgação)

Deputados aprovam o Plano Estadual de Valorização da Vida e Prevenção ao Suicídio

As comissões de Defesa do Consumidor e de Seguridade Social e Saúde aprovaram o projeto que institui o Plano Estadual de Valorização da Vida e Prevenção ao Suicídio, de autoria da deputada Aderlania Noronha (SD), com o objetivo de criar e manter, continuamente, um sistema telefônico gratuito para atendimento, 24 horas por dia, às pessoas em quadro depressivo ou inclinadas à prática do suicídio, bem como identificar possíveis sintomas e encaminhar indivíduos que apresentem o perfil, prevenindo e minimizando a evolução dos quadros que possam chegar ao suicídio.

O Projeto propõe ainda que seja desenvolvido, por meio da Secretaria Estadual de Saúde, em parceira com as secretarias municipais de Saúde, as seguintes diretrizes, sem prejuízo de outras que possam ser instituídas:

I – Promoção de palestras e seminários para orientar e alertar a população sobre como diagnosticar possíveis suicidas, bem como treinamentos direcionados aos profissionais de saúde para qualificá-los na identificação de possíveis pacientes que se enquadrem neste perfil;

II – Ampla divulgação e exposição do distúrbio, com cartazes citando eventuais sintomas e alertando para possível diagnóstico, principalmente através dos meios de comunicação acessíveis à população;

III – Idealização de canais de atendimento pessoal aos diagnosticados ou àqueles que se encontram com possível sintoma de tentativa de suicídio;

IV – Direcionamento de atividades e apoio para o público alvo do programa, especialmente os mais vulneráveis;

V – Monitoramento de possíveis casos para avaliação e cuidado, promovendo a interdisciplinaridade entre os profissionais que irão atuar no segmento.

(Foto: Divulgação)

Índice usado em contratos de aluguel acumula queda de 0,68% em 12 meses

O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M), usado no reajuste de contratos de aluguéis, acumula queda (deflação) de 0,68% em 12 meses, de acordo com a primeira prévia de dezembro divulgada pela Fundação Getulio Vargas (FGV). Apesar da deflação acumulada, o IGP-M registrou alta de 0,73% em dezembro, taxa superior ao -0,02% da prévia de novembro.

A alta da prévia de novembro para dezembro foi provocada por aumentos nos três subíndices que compõem o IGP-M.

O Índice de Preços ao Produtor Amplo, que mede o atacado, passou de -0,09% na prévia de novembro para 0,96% na de dezembro. A taxa do Índice de Preços ao Consumidor, que mede o varejo, subiu de 0,03% para 0,30% no período. Já a inflação do Índice Nacional do Custo da Construção subiu de 0,29% para 0,30%.

(Agência Brasil)

Moradores do Monte Castelo transformam lixão em “espaço verde”

Dez meses após o Blog denunciar a existência de um lixão no bairro Monte Castelo, no cruzamento da avenida Sargento Hermínio com a rua Lavras da Mangabeira, a cerca de 300 metros do Polo de Lazer, moradores da área transformaram o que antes era foco de insetos e doenças em um espaço verde.

Os moradores têm se revezado na manutenção do espaço verde, além de vigiar ações de carreteiros para coibir o descarte irregular de lixo ou entulhos.

Lava Jato: PF e Receita cumprem 14 mandados de busca e apreensão em SP

Agentes da Polícia Federal e servidores da Receita Federal cumprem hoje (11) 14 mandados de busca e apreensão em residências e empresas de suspeitos de corrupção, envolvendo a Operação Lava Jato, nas cidades de São Paulo, Caraguatatuba, Campos do Jordão, Cotia, Lins e Santana do Parnaíba.

Batizada de Operação Baixo Augusta, a ação resultou de uma de investigação conjunta da Polícia Federal, do Ministério Público Federal e da Receita Federal para apurar a existência de um esquema de propina destinado a agilizar a liberação de créditos tributários junto à Receita Federal.

A determinação foi feita pela 10ª Vara Criminal Federal de São Paulo. Segundo nota da PF, um auditor-fiscal da Receita Federal foi afastado judicialmente e oito pessoas físicas e jurídicas tiveram seus bens bloqueados.

A apuração visa apurar ação criminosa de pessoas sem foro privilegiado, conforme indicado pelo Supremo Tribunal Federal STF), com base em acordo de colaboração premiada firmado entre executivos da empresa JBS e o Ministério Público Federal.

Haveria prova de que desde 2004 um auditor fiscal estaria recebendo propina para agilizar, ilicitamente, a liberação de recursos que a empresa teria a receber a título de créditos tributários. Calcula-se que, nos últimos 13 anos, essa fraude tenha movimentado cerca de R$ 160 milhões. De acordo com as investigações, empresas de fachada e a emissão de notas fiscais falsas estariam contribuindo para essas ações.

Os detalhes da operação serão explicados, em entrevista coletiva, no decorrer da manhã de hoje, no auditório da Superintendência Regional da Polícia Federal, em São Paulo.

(Agência Brasil)

Ex-titular da Denarc diz que PF tem que apontar “quem é quem” na Operação Vereda

O ex-titular da Delegacia de Narcóticos (Denarc), atual Divisão de Combate ao Tráfico de Drogas (DCTD), delegado César Wagner, disse nesta segunda-feira (11), durante participação no programa “A Hora da Notícia”, na rádio Assunção, que a Polícia Federal precisa apontar “quem é quem” na Operação Vereda, deflagrada na semana passada pela Polícia Federal, que procura desarticular uma rede criminosa formada por policiais civis lotados na Divisão.

Segundo César Wagner, “é preciso investigar a fundo e que os culpados sejam punidos, mas não se pode colocar todo mundo na mesma vala”. “A Polícia Civil não pode conviver nos seus quadros com quem transgride a lei. É preciso uma investigação célere e criteriosa para indicar quem fez o quê. Se existe alguém que não transgrediu (e que foi envolvido na operação), que venha à tona rapidamente”, completou.

Três delegados e sete outros policiais civis foram afastados de suas funções e conduzidos coercitivamente à sede da Polícia Federal. No total, 23 policiais civis são suspeitos de terem formado uma quadrilha que extorquia traficantes de anabolizantes estrangeiros importados para venda em Fortaleza. A operação surgiu a partir da delação premiada de um traficante de anabolizantes, de nacionalidade portuguesa.

O programa “A Hora da Notícia” é conduzido pelos jornalistas André Capiberibe e Luciano Cléver, de segunda-feira a sexta-feira, das 5 horas às 7 horas.

Maduro se antecipa ao Poder Eleitoral e diz que chavismo ganhou “mais de 300” prefeituras

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, afirmou que o governista Partido Socialista Unido (PSUV) ganhou “mais de 300” das 335 prefeituras que estavam em disputa nas eleições municipais desse domingo (10). A informação ainda não foi confirmada pelo Poder Eleitoral.

De acordo com o primeiro boletim do Conselho Nacional Eleitoral (CNE), o PSUV conquistou 22 das 23 capitais e, além disso, ganhou a prefeitura de Libertador de Caracas, onde ficam os poderes do Estado.

Gustavo Delgado, candidato do partido Copei à prefeitura de San Cristóbal, cidade na fronteira com a Colômbia, foi o único opositor que venceu na capital de um estado venezuelano, Tàchira.

A coalizão opositora venezuelana Mesa da Unidade Democrática (MUD) qualificou de fraudulentas as eleições, das quais não participaram três dos quatro grandes partidos da MUD, por considerar que não existiam garantias mínimas.

O presidente Maduro e a cúpula chavista tinham pedido insistentemente aos eleitores para comparecer às urnas com a Carteira da Pátria, de maneira que pudessem se registrar nos postos habilitados pelo Partido Socialista Unido da Venezuela, em frente aos colégios eleitorais.

Essa prática, qualificada por alguns de ilegal, permite ao governo saber quem vai votar.

De acordo com a aliança opositora, que denunciou o fato aos cidadãos, em meio à crise humanitária que o país atravessa, “as irregularidades e a pouca participação marcaram o dia eleitoral”.

Mais de 9 milhões de venezuelanos – mais de 47% do censo eleitoral – foram votar, segundo números do Conselho Nacional Eleitoral, dado que foi considerado falso por vários opositores no Twitter.

(Agência Brasil)

Seduc empossa integrantes do Conselho de Alimentação Escolar

A Secretaria de Educação do Estado do Ceará (Seduc), seguindo as regras do Programa Nacional de Alimentação Escolar, empossou os novos membros do Conselho de Alimentação Escolar (CAE), também integrantes do corpo administrativo da repartição. Eles foram escolhidas em Assembleia Geral da Associação dos Servidores da Secretaria de Educação do Estado do Ceará (Asseec).

Evilauba Gonçalves ocupa a função de presidente do Conselho, já Cristina Praciano está como suplente. As duas servidoras representam, nesta ocasião, a Asseec. À época, representantes do Governo expuseram que a Asseec havia sido escolhida pelo compromisso para com os profissionais, escolas e comunidades.

(Asseec)

Moradores de rua, quantos são?

Da Coluna Vertical, no O POVO desta segunda-feira (11):

Alunos do quinto semestre do Curso de Jornalismo da UFC realizam, para as disciplinas de Jornalismo na Internet e Telejornalismo, trabalhos sobre pessoas que vivem em situação de rua em Fortaleza. Os produtos são, respectivamente, um site e um webdocumentário a respeito do tema.

A equipe é formada por Caroline Rocha, Calebe Rodrigues, João Duarte, João Pedro Silva e Wanderson Trindade, que escolheram trabalhar com o assunto há cerca de dois meses.

Dentro do site, que está sendo montado, os estudantes elaboram um mapa colaborativo de pessoas em situação de rua. Sob orientação do professor Rafael Rodrigues, querem saber qual o número real de pessoas nessa condição. Um contraponto, portanto, ao censos e pesquisas oficiais. Oficialmente, Fortaleza conta com 1.718 pessoas morando na rua (dado de 2014).

Quer informar sobre o tem ou famílias nessa situação, é só acessar o link: https://goo.gl/84Caxc.

Comissão na Câmara Federal proíbe procuração para transferência de veículos por empresas de revenda

A Comissão de Viação e Transportes da Câmara aprovou projeto que proíbe procurações para empresas realizarem a transferência de posse de carros particulares. As vendas por empresas deverão ser feitas apenas pelo Registro Nacional de Veículos em Estoque (Renave), mecanismo criado pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran) que transfere a responsabilidade sobre o veículo para a empresa. A proposta também dá validade de 30 dias às procurações para venda de veículo emitidas para pessoas físicas.

O texto aprovado é a emenda do deputado Mauro Lopes (PMDB-MG) ao Projeto de Lei 8020/17, do deputado Pastor Luciano Braga (PRB-BA). O texto original impõe a validade de 30 dias para todas as procurações para venda de veículos – tanto para pessoas físicas ou jurídicas, para resguardar o proprietário por eventuais multas ou danos ao veículo.

Mauro Lopes, no entanto, destacou que o Contran, ao criar o Renave, proibiu o uso de procurações para transferência de veículos por empresas de revenda. O particular precisa transferir o bem para o estabelecimento comercial por intermédio do Renave, que terá total responsabilidade pelo veículo em seus estoques.

“A sistemática de transferência de propriedade de veículo nas relações com estabelecimento comercial foi definida pelo Contran, de forma que não faz sentido a lei dar um passo atrás aqui e restituir a possibilidade da outorga de procuração”, afirmou.

Com relação às procurações para pessoas físicas negociarem o automóvel, o relator destacou que o prazo de 30 dias vai dar segurança ao proprietário do automóvel.

“O prazo de trinta dias parece minimamente razoável para que, nas situações em que prevaleça a boa-fé, o outorgado comercialize o veículo; se não o fizer, e em que pese o eventual desconforto que isso possa causar às partes, a solução será formalizar nova procuração”, afirmou.

A proposta tramita em caráter conclusivo e ainda será analisada pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.

(Agência Câmara Notícias)

EUA defendem que decisão sobre Jerusalém ajudará a avançar no processo de paz

A embaixadora norte-americana na Organização das Nações Unidas (ONU), Nikki Haley, defendeu nesse domingo (10) que a decisão do seu governo de reconhecer Jerusalém como a capital de Israel “movimentará a bola para frente” no processo de paz entre israelenses e palestinos.

“Quando alguém toma uma decisão sempre haverá alguns que verão isso negativamente e outros que verão positivamente. Mas, acho que, ao final, isto movimentará a bola para frente no processo de paz”, afirmou ela em entrevista à rede CNN.

Haley defendeu assim a decisão anunciada na semana passada pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de reconhecer Jerusalém como capital de Israel e ordenar que a embaixada norte-americana no país seja transferida de Tel Aviv para lá.

A decisão comprometeu o papel do Executivo em Washington como mediador de paz, disparou a tensão na região com dezenas de protestos, principalmente em países árabes, e provocou até uma declaração de condenação dos ministros de Relações Exteriores da Liga Árabe, que pediram a Trump que se retrate.

Haley reconheceu que o seu governo já esperava reações negativas, mas insistiu que reconhecer Jerusalém como a capital israelense ajudará na paz. Ela considerou que Trump “tirou Jerusalém” da mesa de negociação, para que líderes israelenses e palestinos possam agora abordar outros temas, como Jerusalém Oriental, que os palestinos reivindicam como capital do seu futuro Estado e que Israel ocupou em 1967. Após a sua anexação, a ONU pediu que a comunidade internacional retirasse as suas delegações da Cidade Santa.

“Sobre Jerusalém Oriental ou a qualquer outra parte, isso é entre palestinos e os israelenses, isso não cabe aos Estados Unidos. O que nos cabe aos Estados Unidos é dizer que queremos a nossa embaixada na capital e a capital é Jerusalém”, defendeu Haley.

(Agência Brasil)

Temer: Se reforma da Previdência não for votada este ano, será no início de 2018

O presidente Michel Temer disse nesse domingo (10) que a reforma da Previdência será aprovada, se não em 2017, “no início do ano que vem”. A declaração foi dada em entrevista, pouco antes de embarcar de volta a Brasília. O presidente viajou a Buenos Aires para participar da abertura da 11ª Conferência Ministerial da Organização Mundial do Comercio (OMC), onde destacou em seu discurso que o Brasil “deixou a recessão para trás”.

“Para não dizer que não falei de flores, quero dizer que a reforma da Previdência vai muito bem. Fecharam questão já o PMDB, o PTB, o PPS [ a favor da reforma]. Hoje falei com os presidentes do PP, do PSD e agora falei com o presidente do PRD. Estão todos entusiasmados para o eventual fechamento da questão”, acrescentou.

Mesmo que não consiga suficiente apoio para aprovar a reforma em 2017, Temer assegurou que a discussão “nunca vai parar”. A declaração do presidente ocorre em meio às negociações entre o governo e os partidos da base aliada para tentar encerrar o ano com a reforma da Previdência aprovada na Câmara. A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 287/16, que modifica regras do sistema previdenciário, precisa do apoio de pelo menos 308 votos, em dois turnos, para ser aprovada.

(Agência Brasil)

Apesar da desconfiança do consumidor, Natal deverá movimentar R$ 34,9 bi

Embora os indicadores econômicos mostrem uma retomada gradual da economia, os brasileiros ainda não sentiram grande diferença no bolso. Neste final de ano, os consumidores se empenham em pesquisas de preço e o amigo oculto vira uma saída para reduzir os gastos com presentes no Natal.

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou a inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). De janeiro a novembro, o índice registrou um acumulado de 2,5%, o menor resultado nos primeiros 11 meses desde 1998, quando a taxa ficou em 1,32%.

Mesmo com os consumidores receosos, o comércio está otimista. Após dois anos de queda, a expectativa é que 2017 tenha um aumento nas vendas de 5,2% em relação ao ano passado, a maior variação desde 2013, de acordo com a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). Ao todo, o Natal deverá movimentar R$ 34,9 bilhões.

Segundo o professor de Finanças da Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas IBMEC-DF Marcos Melo, provavelmente este Natal será melhor que o do ano passado. “Acredito que deverá haver mais contratação de vaga temporária, aumento da massa de renda, mas nada extraordinário. De modo geral devemos ter um pouco mais de esperança para a população, porque está melhorando, mas não é de forma rápida, ainda é preciso ter cautela”, diz.

A dica de Melo para as compras é pesquisar preços e controlar os gastos. “Vamos ter que gastar, porque isso emprega as pessoas. Mas não pode ser desmedidamente, tem que ter controle, buscar artigos mais baratos, investir mais em amigos ocultos do que em presentes para a familia toda. Os gastos farão também a economia girar”, explica.

(Agência Brasil)