Avicultores cearenses vão importar milho

cidmilho

Na Era Cid, setor viveu crise do produto e ganhou apoio oficial.

Da Coluna O POVO Economia, assinada pela jornalista Neila Fontenele no O POVO desta quarta-feira:

A Associação Cearense de Avicultura (Aceav) resolveu importar 30 mil toneladas de milho durante oito meses para resolver os problemas de abastecimento e preço. A informação foi dada ontem em primeira mão pelo jornalista Nazareno Albuquerque, no O POVO Economia, na Rádio O POVO/CBN.

O milho virá da região de Córdoba, na Argentina, devendo ajudar a reduzir em 10% o preço e assegurando a regularidade no seu fornecimento. O primeiro carregamento chega ainda nessa primeira quinzena de agosto.

O produto será distribuído entre as granjas da seguinte forma: Avine (10%), Cialne (25%), Regina (25%), Tijuca (15%) e Josedith (10%). O restante ficará com as granjas menores, ajudando a resolver uma situação que é recorrente: o aumento dos preços nos períodos de entressafra.

O presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Ceará (Faec), Flávio Saboya, explica que o preço do milho brasileiro está muito alto em relação ao do Uruguai e Argentina em função de dois fatores: 1) a procura pelo produto foi maior e 2) o Brasil exportou muito milho. Com isso, ficou mais barato importar do que trazer o restante dos estoques do sul do Piauí.

Eliomar de Lima

Sobre Eliomar de Lima

Jornalista, radialista, professor e escritor de histórias infantis, mas, acima de tudo, um viciado em informação, não dispensa cantarolar de vez em quando. Pra não dizer que fugimos do mundo da intelectualidade, temos Especialização em Gestão da Comunicação. Email:eliomarmar@uol.com.br / eliomardelima@gmail.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × quatro =