Bispos negligentes em casos de abusos sexuais poderão perder cargos, diz o papa

foto papa francisco

Os bispos que foram negligentes em relação aos casos de abusos sexuais contra menores e adultos vulneráveis serão removidos dos cargos, decretou neste sábado (4) o papa Francisco no Motu Proprio (documento de iniciativa pessoal do papa), cujo título é “Como uma Mãe Amorosa”. O papa diz ainda que a missão de proteger e do cuidar se refere a toda Igreja, mas envolve em particular os bispos.

Destaca também, entre outras coisas, que, após os argumentos apresentados pelo bispo, a congregação pode “decidir por uma investigação suplementar” e mais aprofundada. A “missão de proteção e do cuidar diz respeito a toda Igreja, mas é especialmente por meio de seus pastores que este deve ser exercido”, informa o documento. Especifica-se, outrossim, que este dano pode ser “físico, moral, espiritual ou patrimonial”.

O Vaticano anunciou ainda que quando os indícios são “sérios” a Cúria Romana pode “iniciar uma investigação” informando ao interessado que tem “a possibilidade de defender-se”. Depois dos todos os procedimentos de apuração, a decisão final deve ser apresentada ao papa antes da “decisão definitiva”, que será assessorado por um colégio de juristas.

(Agência Brasil)

Eliomar de Lima

Sobre Eliomar de Lima

Jornalista, radialista, professor e escritor de histórias infantis, mas, acima de tudo, um viciado em informação, não dispensa cantarolar de vez em quando. Pra não dizer que fugimos do mundo da intelectualidade, temos Especialização em Gestão da Comunicação. Email:eliomarmar@uol.com.br / eliomardelima@gmail.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte − um =