Briga entre gangues deixou pelo menos 10 mortos na Grande Messejana

“Pelo menos dez pessoas morreram na madrugada desta quinta-feira, 12, em uma região que envolve os bairros Messejana, Curió e Lagoa Redonda, na Área Integrada de Segurança 4 (AIS 4). De acordo com o Major Giovanni, responsável interino pela AIS 4, foram resultado de confronto de gangues que atuam na região. No momento, cúpula da Polícia Militar está reunida pra investigar a sequência de mortes.

Na noite da quarta-feira, 11, duas horas e meia antes da série de assassinatos ter início, um soldado foi morto durante tentativa de assalto na Lagoa Redonda. O policial Charles Serpa estaria desarmado e entrou em luta corporal com um assaltante que abordou sua esposa. Ele foi alvejado com um tiro na nuca e não resistiu.

Conforme o major, o primeiro crime da madrugada da quinta-feira foi um duplo homicídio, no Curió, por volta da meia-noite. Em uma suposta retaliação às duas mortes, uma outra pessoa foi assassinada no São Miguel. Em seguida, no Curió, ainda houve outra morte, próximo à Floresta do Curió. Às 2 horas, houve um triplo homicídio no São Miguel. Às 3 horas, houve outro triplo homicídio.

A Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) apura as informações e, em breve, posicionará oficialmente, apresentando dados oficiais.”

(O POVO Online)

Eliomar de Lima

Sobre Eliomar de Lima

Jornalista, radialista, professor e escritor de histórias infantis, mas, acima de tudo, um viciado em informação, não dispensa cantarolar de vez em quando. Pra não dizer que fugimos do mundo da intelectualidade, temos Especialização em Gestão da Comunicação. Email:eliomarmar@uol.com.br / eliomardelima@gmail.com

2 comentários sobre “Briga entre gangues deixou pelo menos 10 mortos na Grande Messejana

  1. Prezado Eliomar,

    Muitas pessoas, infelizmente, não compreendem a realidade de certos fatos! Uma vida humana ceifada pela violência urbana será sempre uma VIDA HUMANA perdida, independentemente de culpa ou não…

    Não se paga um mal com um mal maior! Não se acaba com a violência gerando mais violência ainda!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

sete + doze =