Camilo lamenta que Eunício tenha chegado tarde na discussão sobre crise hídrica no Estado

FORTALEZA, CE, BRASIL, 26-07-2016 : Camilo Santana, governador do estado do Ceará, divulga ações para enfrentar a seca no estado. (Foto: Fabio Lima/O POVO)

“É importante que ele faça isso, mas deveria ter feito desde o início”, disse, nesta segunda-feira, o governador Camilo Santana (PT), ao ser indagado sobre a mobilização que o senador Eunício Oliveira (PMDB) promete fazer, na próxima quinta-feira, em Brasília, com vários prefeitos e dentro do objetivo de cobrar obras como a transposição das águas do rio São Francisco.

Para Camilo, que abordou o assunto durante entrevista ao programa O POVO no Rádio, da Rádio O POVO/CBN, tendo como âncora o jornalista Luiz Viana, trata-se de uma “ação política” do peemedebista. O governador não se estendeu nesse tema.

Indagado se vai ser candidato à reeleição, Camilo Santana preferiu dizer que sua preocupação´”é  trabalhar pelo Ceará” e que só tratará de eleição  em 2018. O governador chegou a ser indagado também se deixaria o PT. Desconversou e fugiu do tema.

Camilo aproveitou a entrevista para destacar alguns avanços do Estado como, por exemplo, uma siderúrgica – a CSP, situada na ZPE do Pecém, que vem exportando aço, gerando empregos e que teve o apoio financeiro de R$ 1 bilhão do Estado nesse empreendimento. Destacou que, em meio á crise do País, o Ceará conseguiu se destacar no item investimentos públicos.

Eliomar de Lima

Sobre Eliomar de Lima

Jornalista, radialista, professor e escritor de histórias infantis, mas, acima de tudo, um viciado em informação, não dispensa cantarolar de vez em quando. Pra não dizer que fugimos do mundo da intelectualidade, temos Especialização em Gestão da Comunicação. Email:eliomarmar@uol.com.br / eliomardelima@gmail.com

Um comentário sobre “Camilo lamenta que Eunício tenha chegado tarde na discussão sobre crise hídrica no Estado

  1. Não verdade que só agora o senador Eunício Oliveira venha se preocupar e principalmente agir em relação a crise hídrica do Ceará, quem esteve calado até aqui foi o governador Camilo Santana que evitou o tema para não atrapalhar a reeleição dos seus aliados na região metropolitana.

    Invés de futricas e de tentar se eximir das suas responsabilidades, o Sr. governador, deveria era pedir para participar da reunião articulada pelo senador com os prefeitos e o ministro da integração nacional, colocando a população cearense em primeiro lugar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × dois =