Candidato a defensor-público geral defende isonomia remuneratória para a categoria e mais concursados

gustaovo

Candidato ao cargo de defensor-público geral do Estado, Gustavo Gonçalves está divulgando sua plataforma com uma série de propostas para cativar a categoria que, em outubro, vai às urnas. Na agenda dele, isonomia remuneratória plena para defensores públicos em relação às demais carreiras jurídicas, efetivação integral da autonomia da Defensoria Pública em todos os seus âmbitos e monitoramento da execução orçamentária da Defensoria Pública.

Ele também cobra a nomeação de todos os aprovados no concurso público para ingresso na carreira de Defensor Público. “Lutamos pela nomeação imediata dos 148 aprovados no recente concurso público da Defensoria Pública e por um orçamento compatível com as obrigações constitucionais a ela impostas”, diz Gustavo. 

Com a experiência de 22 anos como defensor público, Gustavo denuncia a “desumana sobrecarga de trabalho” da categoria, a qual se deve ao fato de apenas 48 dos 184 municípios terem defensores públicos, apesar de 80% dos 8,9 milhões de cearenses serem atendimentos pela Defensoria Pública.  Ele denuncia, ainda, que dos 437 cargos existentes na Instituição somente 286 estão preenchidos.

Eliomar de Lima

Sobre Eliomar de Lima

Jornalista, radialista, professor e escritor de histórias infantis, mas, acima de tudo, um viciado em informação, não dispensa cantarolar de vez em quando. Pra não dizer que fugimos do mundo da intelectualidade, temos Especialização em Gestão da Comunicação. Email:eliomarmar@uol.com.br / eliomardelima@gmail.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

nove + 6 =