CASA DE NOCA – MONTADORA DE ARQUIBANCADA DA FOLIA DE FORTALEZA ERA INABILITADA


Alegoria do “Bloco Cai-Cai”

“Está na Ata de Sessão de Licitação. A empresa terceirizada para os trabalhos de montagem e desmontagem das arquibancadas usadas no Carnaval de Fortaleza participou da licitação que previa a contratação de serviços de produção, organização e realização do evento. No entanto, a Andaimes Infra-Estrutura, Produção e Promoção de Eventos Ltda. foi considerada inabilitada por não ter apresentado o Atestado de Responsabilidade Técnica (ART) por execução da obra ou serviço já concluído. Mesmo assim, a empresa foi sublocada pela DS&A Produções, que venceu o processo licitatório. Nove empresas participaram da licitação, segundo a Ata que consta no site da Comissão Permanente de Licitações do município de Fortaleza, assinada por duas técnicas do Tribunal de Contas do Município (TCM). O edital do pregão presencial nº 01/2008, da Fundação de Cultura, Esporte e Turismo (Funcet), prevê que “a empresa vencedora somente poderá subcontratar parte do serviço, desde que autorizado antecipadamente pela Funcet”. No item qualificação técnica, o edital exige às empresas licitantes “a comprovação de que a empresa possui em seu quadro permanente (…) profissional de nível superior ou outro devidamente reconhecido pelo Crea (…), detentor de Atestado de Responsabilidade Técnica por execução de obra ou serviço já concluído, de características semelhantes às do objeto deste edital”. Foi esse o argumento que deixou inabilitada a Andaimes Infra-Estrutura, Produção e Promoção de Eventos Ltda. De acordo com o documento, seria desclassificado o licitante que não cumprisse as exigências. Por meio de sua assessoria de imprensa, a Funcet confirmou o que O POVO já havia apurado – que a empresa terceirizada pela DS&A Produções foi declarada inabilitada na licitação, porque não apresentou, durante o processo, a ART citada. A nota liberada pela assessoria informa que a DS&A “de forma legal sublocou os serviços da Andaimes Eventos, tomando para si a responsabilidade pelo andamento de todo o processo e o resultado final do mesmo”.

Do O POVO, com foto de Evilázio Bezerra, leia mais aqui

VAMOS NÓS – Pelo quadro aqui exposto na excelente matéria da jornalista Daniela Nogueira, já dá até para nós endossarmos o que disse o diretor-geral da Guarda Municipal, Arimá Rocha, sobre “sabotagem”. Diante de tal situação, conclui-se que a sabotagem veio de dentro de casa, significando assim negligência, incompetência, cochilo e falta de fiscalização de quem estava responsável pela montagem desse quase circo de horrores em plena Avenida Domingos Olímpio. E a tragédia só não foi maior porque, ainda bem, ninguém morreu.

Eliomar de Lima

Sobre Eliomar de Lima

Jornalista, radialista, professor e escritor de histórias infantis, mas, acima de tudo, um viciado em informação, não dispensa cantarolar de vez em quando. Pra não dizer que fugimos do mundo da intelectualidade, temos Especialização em Gestão da Comunicação. Email:eliomarmar@uol.com.br / eliomardelima@gmail.com

15 comentários sobre “CASA DE NOCA – MONTADORA DE ARQUIBANCADA DA FOLIA DE FORTALEZA ERA INABILITADA

  1. Concordo com o nobre jornalista: a sabotagem, se tiver ocorrido, foi causada pela equipe incompetente e negligente dessa nossa querida prefeita. Gente despreparada, desatenta. A Funcete, na matéria, mostra que estava acompanhando um carnaval de outro lugar, tamanha falta de zero.

  2. A Professora Fátima Mesquita declarou “ingenuamente” na reportagem da TV O POVO que sabia de tudo e que a arquibancada estava montada de forma precária mesmo, mas no “outro dia(Que seria na 2ªfeira) os ajustes seriam feitos). Logo depois que ela disse isto, a arquibancada ruiu. Isto no meio modo de ver é tbém crime de acobertamento. Por outro lado, “queriam” colocar 10.000 pessoas em cima do “grajal”. O peso dinamico(Em movimento) desta quantidade de pessoas equivale a 1.800 toneladas. Isto pressupõe um outro crime com a segurança pública. Dá para fazer um rosário de indicativos.

  3. O Sr. Arimá Rocha, advogado que é, “sacou a enrolada toda”, pós ruína da arquibancada e mandou “aos gritos” remover as provas dos crime imediatamente. Nunca se viu uma demonstagem em tempo tão recorde. O que leva dias para ser feito, foi feito em nos de 24 horas, na maior “pauleira” e por pessoal não identificado. Sob a segurança da Guarda Municipal. Se a oposição for competente está Administração Municipal estará enrolada.

  4. Por onde a turma da “loira” passa, deixa rasto de incompetência e corrupção. Este fato, que evidencia a capacidade administrativa da quadrilha do Partido dos Trabalhadores – PT. Somente a título de informação, o porque da quadrilha: segundo o Código Penal Brasileiro, caracteriza-se como quadrilha ou bando, quando mais de 03 (três) pessoas se juntam com o fim específico de praticarem crime.

  5. Eliomar, você dá um show de jornalismo desde o início dessa palhaçada, comandada pela Lôra e sua patota. Como se sabe, a mentira tem perns curtas. A coisa está aparecendo bem direitinho, e olha que comprova a tese da grande maioria: tudo foi por culpa da Prefeitura. E não adiante dizer o contrário. A casa tá caindo, viu Arimá?

  6. E aí, a prefeita vai ou não vai demitir a senhora Fágtiam Mesquita que, à frente da Funcet, já mostrou incompetência e cochilos absurdos?

  7. Depois de tanto alvoroço em relação a queda da arquibancada, me questiono: Por que um acidente muito mais grave, ocorrido no Verão Vida e Arte passou quase imperceptível… 30 pessoas cairam numa vala do Castelão de uma altura de 3 metros coberta (irresponsavelmente) por madeiras soltas, próximo ao camarote Mucuripe. Ao contrário do ocorrido no Carnaval, muitas pessoas tiveream ferimentos GRAVES.Mas houve um inexplicável “abafamento” da situação pela imprensa. Impresssionante!!!

  8. Anônimo cara-pálida e de consciência vermelha, o Verão Vida & Arte foi um evento particular. O Carnaval da Prefeitura foi um evento pago com o dinheiro do povo, em que o povo deveria ser rei. Não queira abafar a irresponsabilidade da prefeira em um blog de pessoas esclarecidas. Leva o discurso para aqueles que pensam que a prefeita faz algo por eles.

  9. Opa! Ninguém tirou culpa de ninguém! Apenas foi feita uma relação de proporção. E verdadeira. Realmente não houve um terço da divulgação desse ocorrido. E por não ser da Prefeitura devesse abstrair a culpa? E divulgar apenas pequenas 2matérias? São pessoas que se machucaram gravemente,30 delas, sendo evento da prefeitura ou não. Argumente péssimo esse.

  10. Quanto a resposta do editor, não foi comentado que não houve divulgação, mas foi a mínima possível, isso é fato. Não dá nem para discutir quanto a isso.

  11. Vou meter minha colher nessa história: o nobre Anônimo acusou abafamento e agora, em novo comentário, reclama agora da pouca ênfase. Mudou o discurso.

  12. ENGRAÇADO COMO AS PESSOAS SÓ REPARAM NAS COISAS RUINS E COMO ELAS FICAM MARCADAS NÉ?O ANO NOVO FOI MARAVILHOSO EM QUESTÃO DE SEGURANÇA E PROGRAMAÇÃO. PELA PRIMEIRA VEZ A PREFEITURA ESTÁ RESGATANDO ALGUMAS COISAS PARA FORTALEZA E POR CAUSA DE UM ACIDENTE (CONCORDO QUE FERIU PESSOAS, MAS ACIDENTES ACONTECEM), METEM O PAU NA PREFEITURA. ACHO QUE TÁ NA HORA DE COMEÇARMOS A RECONHECER AS COISAS BOAS. AS ATRAÇÕES E FESTAS TB FIZERAM PARTE DO CARNAVAL 2008 EM FORTALEZA!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × cinco =