Caso Palocci – Decretado sigilo nas investigações

“A Procuradoria da República no Distrito Federal decretou sigilo nas investigações que apuram suspeita de crime de improbidade do ex-ministro da Casa Civil Antonio Palocci. O Ministério Público quer preservar as informações que recebeu da Receita Federal: cópia de todas as declarações de Imposto de Renda da Projeto, empresa de consultoria de Palocci.

Os documentos servirão para instruir o inquérito que apura se houve irregularidade no aumento vultoso do patrimônio de Palocci em curto período. Pesa sobre ele a suspeita de que houve tráfico de influência na prestação das consultorias.

As declarações de renda foram entregues ao Ministério Público no último dia 9. O caso está sob a responsabilidade do procurador da República Paulo José Rocha Júnior. Ele ainda está analisando os papéis, mas decidiu manter o material em segredo especialmente para preservar sua estratégia de investigação.

O procurador também pediu à defesa de Palocci outros dados da empresa, como cópia de contratos, comprovantes de prestação dos serviços e escrituração contábil. Os documentos ainda não foram enviados.

Na última sexta-feira, os advogados reuniram-se com o procurador para acertar como será feita a entrega. Rocha Júnior deu prazo até o dia 21 para receber as informações, e reiterou o compromisso de manter os dados em segredo.

Diante de informações recebidas sobre o caso, o procurador-geral da República, Roberto Gurgel, arquivou o caso, pois não viu indício de crime supostamente cometido pelo ex-ministro.

No entanto, a Procuradoria da República no Distrito Federal abriu ação civil para apurar prática de improbidade administrativa.

(Globo)

Eliomar de Lima

Sobre Eliomar de Lima

Jornalista, radialista, professor e escritor de histórias infantis, mas, acima de tudo, um viciado em informação, não dispensa cantarolar de vez em quando. Pra não dizer que fugimos do mundo da intelectualidade, temos Especialização em Gestão da Comunicação. Email:eliomarmar@uol.com.br / eliomardelima@gmail.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × quatro =