Arquivos da categoria: Carnaval

Fortaleza tem segundo final de semana de Pré-Carnaval

foto-pre-carnaval-2017-esio-politica

Blocos e agremiações de Fortaleza vão abrir alas neste sábado (14). O segundo final de semana de folia do ano terá lançamento de blusas, festas, ensaios e muito glitter em Fortaleza. O Luxo da Aldeia lança a Camisa 2017, no Kukukaya, a partir das 16h30min. Famoso pelo repertório de compositores locais, o bloco ganha as ruas da Capital desde 2007 e busca homenagear a cultura musical cearense.

O sábado também terá o lançamento de uma agremiação nova: o Bloco das Travestidas. “O Pré-Carnaval e o Carnaval proporcionam um retorno das pessoas para a ocupação da Cidade e dos espaços públicos”, pontua Denis Lacerda, integrante do Coletivo Artístico As Travestidas e um dos organizadores do bloco.

Hoje, será realizado o lançamento com a Transvirada no Mambembe, às 22 horas. A noite inclui shows de Betha Houston e Mulher Barbada, perfomances de Karolaynne Cartonm, Yasmin Shirran, Alicia Pietá e Patrícia Dawson, batalha de smartphones com Deydianne Piaf. O sábado terá, ainda, muita agitação e outros blocos ganhando as ruas de Fortaleza. (Isabel Costa/isabelcosta@opovo.com.br)

SERVIÇO

Transvirada – Lançamento do Bloco das Travestidas

Quando: hoje, 14, às 22 horas

Ingresso: R$ 20 (R$ 15 para os 50 primeiros)

Onde: Mambembe (rua dos Tabajara, 368 – Praia de Iracema)

Outras informações: 3048 6060

Bloco Luxo da Aldeia

Festa de lançamento da Camisa 2017

Quando: hoje, 14, às 16h30min

Ingressos: R$ 30 (inteira) / R$ 15 (meia)

Onde: Kukukaya Casa de Show (av. Pontes Vieira, 55 – Dionísio Torres)

Outras informações: 3227 5661

Bloco Cheiro

Quando: sábados, com saída às 20 horas

Concentração: esquina das ruas João Cordeiro e Padre Justino, na Praia de Iracema

Entrada franca.

Outras informações: 9 9981 6051

Bloco Bonde Batuque

Festa de lançamento da Camisa 2017

Quando: hoje, 14, às 16 horas

Camisa custa R$ 40

Onde: Vila Camaleão (av. Barão de Studart, 671 – Aldeota)

Outras informações: 9 8901 8657

(O POVO)

Prefeitura cadastra ambulantes para o pré-carnaval na Praia de Iracema

Como parte da programação do ciclo carnavalesco 2017, a Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria Regional II, iniciou nessa terça-feira (10) o cadastramento dos vendedores informais que desejam comercializar no pré-carnaval, no bairro Praia de Iracema. O cadastro prossegue até a próxima terça-feira (17), das 9h às 16h, exceto no final de semana, na sede da Secretaria Regional II.

Para a inscrição, são necessárias cópias da Carteira de Identidade, do CPF e do comprovante de endereço, além da folha corrida e uma foto 3×4.

A Prefeitura está disponibilizando 110 vagas, sendo 50 destinadas a vendedores itinerantes e 60 para barracas fixas. Caso o número de inscrições ultrapasse o número de vagas pré-estabelecidas, o critério de seleção será por meio de sorteio, aberto ao público, na próxima terça-feira, às 15h, também na Secretaria Regional II.

Os comerciantes não poderão vender bebidas em garrafas de vidro, para garantir a segurança da festa. Somente o contemplado com a vaga poderá adquirir a barraca no local, pois o cadastramento é intransferível. Vale ressaltar que não será permitida a comercialização de produtos por vendedores não cadastrados e devidamente identificados.

(Prefeitura de Fortaleza)

Carnaval de Olinda terá bonecos gigantes de Temer e Trump

temer-trump

O Carnaval de Olinda deste ano vi contar com dois novos personagens gigantes: os bonecos do presidente Michel Temer (PMDB) e do presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump.

Eles fazem parte de um grupo de 26 alegorias inéditas confeccionadas pelo artista Leandro Castro.

(Foto – Divulgação)

Mais um bloco decide não sair no Carnaval de Fortaleza

alfazemas1

Após o anúncio do bloco “Sanatório Geral” de não desfilar no Carnaval 2017, foi a vez do grupo Os Alfazemas divulgar nesta terça-feira, 3, que não vai colocar o bloco “Eu Não Sou Cachorro Não” para sair na rua. Neste ano, a banda se apresentará em espaço privado por falta de apoio.

A banda publicou no Facebook comunicado sobre a decisão de não colocar o bloco na rua. “Foram 4 anos na rua sofrendo pra conseguir colocar o bloco em atividade. A gente sempre esperou receber o apoio da Prefeitura ou mesmo de uma grande empresa que patrocinasse completamente o bloco, algo que nunca ocorreu. Foram quatro anos trabalhando 12 horas por dia de bloco (sem falar de produção e ensaios) acumulando funções pra poder colocar o bloco na rua e mesmo assim acabar tomando prejuízo financeiro”, informou Os Alfazemas.

Segundo os músicos, era necessário arrecadar R$ 49 mil para o bloco sair na rua pelos quatro dias de Carnaval. “Agora em 2017 tomamos uma decisão super difícil, mas necessária. Não iremos mais participar de editais, nem esperar mais nada. Iremos sair com o bloco num espaço privado! Acreditamos que assim poderemos dar ao público segurança, estrutura de banheiros, serviço qualificado e qualidade de som, ou seja, uma festa melhor, mais organizada e bonita”.

O grupo anunciou ter fechado uma parceria com a Boate Donna Santa e, neste ano, o bloco “Eu Não Sou Cachorro Não” irá sair no espaço da casa “cobrando valor simbólico”.

“Foi a forma que encontramos de manter o bloco vivo sem que pra isso a gente tenha que se matar de trabalhar e se frustrar com tudo que a gente já tá acostumado a viver reclamando por aqui”, publicaram Os Alfazemas.

 (O POVO Online)

Shopping Benfica cede espaço para ensaios de blocos de carnaval

joaosoares

Da Coluna Vertical, no O POVO deste sábado (31):

O bloco de Carnaval que disser não estar pronto para cair na folia por falta de local para ensaiar pode tirar os tambores da garagem. O Shopping Benfica resolveu colocar à disposição dessas agremiações um espaço de mil metros para quem quiser se preparar para o Pré-Carnaval 2017.

Segundo seu controlador, João Soares Neto, essa é uma forma de colaborar para que essa animação, que agita a cidade e, claro, o comércio, não se perca.

“Vamos oferecer esse espaço, que utilizamos para eventos, com direito a segurança e infraestrutura de banheiros”, avisa.

Os interessados precisam se cadastrar no site www.shoppingbenfica.com.br para reservar datas e horários.

Secult/CE lança Edital do Carnaval 2017 com R$ 1,2 milhão para apoiar eventos e agremiações

Fabiano_dos_Santos_Piúba_-_Encontro_Nacional_de_Livro_e_Leitura_(1)

Fabiano dos Santos é o titular da Secult/Ceará.

Já está na praça o Edital Carnaval do Ceará 2017, da Secretaria da Cultura do Estado. Cidadãos e grupos, pessoas físicas e jurídicas sem fins lucrativos, de todo o Estado, podem participar do edital, que disponibilizará um total de R$ 1.201.000,00 e apoiará projetos nas categorias Programação Carnavalesca e Agremiação Carnavalesca (Maracatu, Escola de Samba, Bloco, Cordão e Afoxé). O valor do edital foi reajustado pela Secult em 5% em relação à edição anterior, atendendo à meta estabelecida pelo Plano Estadual da Cultura.

Com o carnaval acontecendo no último final de semana de fevereiro de 2017, o objetivo é garantir a continuidade da iniciativa e o correto cumprimento dos prazos para pagamento e execução das ações em tempo hábil para a folia.

Através do Edital Carnaval do Ceará, a Secult apoiará 20 projetos de Programação Carnavalesca (com R$ 23.500,00 para cada um) e 36 projetos de Agremiações Carnavalescas, com diferentes valores, entre R$ 9 mil e R$ 27,5 mil, para cada tipo de agremiação. Serão apoiados ao todo 12 maracatus, 10 escolas de samba, oito blocos, quatro cordões e dois afoxés. Ao todo, 56 projetos serão apoiados pela Secult, por meio do edital. De acordo com a legislação estadual, 50% dos recursos totais do edital serão destinados a projetos do Interior do Estado.

SERVIÇO

*O edital ficará disponível para conhecimento aos interessados até o dia 27 de janeiro de 2017 .

*As  inscrições serão abertas em 28 de janeiro  de 2017, conforme especificações detalhadas no texto do edital, já disponível no site da Secult, www.secult.ce.gov.br.

Um Carnaval fora de época para Ivonilo Praciano

ivonilopraciano

Jornalista e carnavalesco Ivonilo Praciano ganhará nesta quarta-feira, às 19 horas, no Teatro Antonieta Noronha, uma homenagem da Prefeitura e dos carnavalescos de Fortaleza.

Merecidamente, pois Ivonilo, durante longos anos de participação na folia fortalezense, deixou sua marca de alegria. Principalmente entre os maracatus.

 

Pré-Carnaval de Fortaleza – Um produto bom, mas ainda sem a devida embalagem

Com o título “Bye, bye, Olinda!”, eis artigo de Acrísio Sena, assessor de Acolhimento dos Movimentos Sociais e vereador petista licenciado, que comemora o Pré-Carnaval de Fortaleza. Confira:

Não faz muito tempo, era clichê dizer que “Fortaleza não tem carnaval”. Os aficionados iam em caravanas para Olinda, Salvador e Rio. Os animados procuravam destinos do litoral: Aracati, Paracuru, Beberibe, Aquiraz, dentre outros. O pessoal do sossego buscava pontos mais calmos da orla ou serras, como Guaramiranga, por exemplo. A cidade virava um deserto.

Como folião e amante de Fortaleza, posso afirmar que a Capital já é um destino carnavalesco consolidado. E de Pré-Carnaval também. A programação encanta com a quantidade de opções em relação a ritmos, atrações e locais de apresentação. Desde 8 de janeiro, dezenas de blocos percorreram vários bairros de Fortaleza, com festa todos os fins de semana.

No Dragão do Mar, encontrei o Baqueta e o Unidos da Cachorra, com sambas de enredo com sotaque carioca puxado por dezenas de percussionistas. Na Praia de Iracema, no palco do Aterrinho, ouvi do tecno ao rock, do brega ao rap, do frevo ao samba, passando pelo maracatu. Só para citar artistas mais conhecidos, Karine Alexandrino, Falcão, Selvagens à Procura de Lei, Cidadão Instigado, Marcos Lessa e Kátia Freitas.

Na Domingos Olímpio, acompanhei o desfile dos maracatus, escolas de samba e blocos. No Bar da Mocinha, Praça do Ferreira, Mercado dos Pinhões e no Mercado da Aerolândia, reformado pela Prefeitura, os blocos fizeram sua parte. Entre os mais conhecidos, o Luxo na Aldeia, com repertório de compositores cearenses. Mas há muitos outros, como o Num Ispaia Sinão Ienche, Sanatório Geral, Arlindo e Voltando, As Gata Pira, e o novíssimo Os Belchior.

É certo que o Carnaval não começou em Fortaleza agora. Alguns blocos surgiram na década de 1930, como o Prova de Fogo, o primeiro da Cidade. O maracatu Az de Ouro é de 1937. O Periquito da Madame, primeiro bloco de Pré-Carnaval, é de 1980. Mas só em 2007, na gestão da prefeita Luizianne Lins, houve uma nova aposta no Carnaval da Cidade. Houve um investimento mais organizado, continuado na atual gestão, que propiciou este crescimento.

É produto bom de vender, mas ainda sem a devida embalagem. Temos falhas de estrutura, relativas à segurança, tráfego, conforto dos brincantes (banheiros químicos, organização do espaço etc.) e comércio de ambulantes. É uma demanda que já foi além do público caseiro, com 90 mil turistas que ocuparam 90% da rede hoteleira. Mas é necessário profissionalizar o evento, firmar parcerias com a iniciativa privada e investir no marketing da Cidade para o Brasil e para o Exterior. O potencial existe. Quem sabe, daqui a algum tempo, possamos dizer: “bye, bye, Olinda”.

*Acrísio Sena

acrisiosenapt@gmail.com

Assessor de Acolhimento dos Movimentos Sociais do Estado.

Secretário faz críticas o corte de recursos do Carnaval pelo próprio governo

Da Coluna Política, no O POVO deste sábado (13):

A provocação feita pelo secretário do Turismo, Arialdo Pinho, sobre o Carnaval lança expectativa sobre a postura do governo Camilo Santana (PT) a esse respeito para a segunda metade do mandato. O secretário apontou a necessidade de mais investimentos e programação mais estruturada para o Carnaval se tornar atração turística.

A manifestação tem como bom reflexo a pressão para a festa se tornar melhor e maior e superar alguns gargalos que O POVO tem apontado. Mas, sobretudo, pressiona a administração estadual a agir. Nos dois anos de gestão Camilo Santana, o governo cortou os recursos para o Carnaval.

Como um dos mais proeminentes secretários vem a público cobrar investimentos e que a festa tenha um “corpo forte”, há de se presumir que no próximo ano as coisas poderão e deverão ser diferentes. Que o governo irá assumir seu papel. Pelo menos, há indícios de pressão interna para isso.

Por que não rir e brincar em qualquer estação do ano?

Com o título “Carnaval sem carnaval”, eis artigo de Demétrio Andrade, jornalista e sociólogo. Ele aborda memórias, tédios e descanso tendo como enredo a folia. Confira:

Há muito deixei de brincar carnaval. Nada contra quem brinca. Acho bonito. Gosto de algumas músicas. Amo samba e frevo. Até porque toco numa banda que prioriza estes ritmos há mais de dez anos. Gosto da sensação de liberdade que transcorre durante o período, das loucuras e da criatividade exposta pelos foliões.

Mas nunca me senti à vontade no meio do furdunço. Geralmente, quando mais novo, para encarar a multidão e a zoada, “enchia a lata” e procurava alguém para “ficar” e levar para algum lugar mais calmo, longe dali. Depois de casado, claro, este movimento perdeu o sentido. E a folia, por consequência, também. Em suma, a festa pela festa nunca me interessou.

Aliás, é bom que se frise, ver desfile de escola de samba pela televisão é, para mim, a mais completa expressão do tédio. Guardo um profundo respeito pelas escolas do Rio de Janeiro – principalmente as mais tradicionais, como a Portela, por quem tenho apreço – pela sua história e seus compositores. Mas acho os desfiles e os sambas de enredo – com raríssimas exceções – produtos já absolutamente desgastados pela exploração mercadológica, além de professarem uma estrutura harmônica repetida ao extremo.

Este ano, ficando em casa, mesmo com a profusão de boas atrações oferecidas em Fortaleza, não senti novamente a menor falta. E resolvi pensar sobre o assunto e escrever a respeito, porque queria entender melhor este meu comportamento, um tanto quanto contraditório.

De antemão, não gosto de multidões. Talvez somente em estádios de futebol. Mesmo assim, confesso que prefiro o conforto de assistir ao jogo em casa do que o deslocamento. A preguiça me pega às vezes. Tenho consciência, porém, que a experiência de ver o jogo do seu time in loco é única e insubstituível.

Mas a razão principal da minha distância não é essa. Descobri que desconfio de toda aquela alegria. Uma alegria, com permissão da palavra, quase desesperada. Como se ela estivesse presa em algum lugar durante o resto do ano. Como diria Caetano, “respeito muito minhas lágrimas, mas ainda mais minha risada”. Sou um cara bem longe de ser simpático, mas gosto de manter meu bom humor e me reservo o direito de beber, rir e brincar em qualquer estação do ano.

Quem sabe um dia eu monto um bloco. Por enquanto, meu bloco é minha banda. Gosto de ficar naquele lugar, tocando e cantando, com as pessoas no entorno, todo final de semana. Aquilo é o meu carnaval. Quem sabe, algum diz, a folia permaneça por mais tempo, apareça em mais lugares e se torne uma realidade um tanto mais palpável.

* Demétrio Andrade,

Jornalista e sociólogo.

Carnaval de Fortaleza – Deu empate nos Maracatus

voxzes

Os maracatus Vozes da África e Nação Pici venceram o tradicional desfile de Carnaval na avenida Domingos Olímpio, realizados entre sábado, 6, e terça-feira, 9. O Rei de Paus ficou em segundo lugar, seguido do Corte no Samba. Os vencedores foram anunciados pela Secretaria de Cultura de Fortaleza (Secultfor), na noite desta quinta-feira, 11, no Ginásio Paulo Sarasate.

Unidos do Acaracuzinho ficou com o primeiro lugar da categoria Escolas de Samba, seguido da Mocidade da Bela Vista e Corte no Samba, que ficou em terceiro lugar. O primeiro lugar dos Blocos foi para o Doido É Tu, seguido do bloco A Turma do Mamão, que ficou em segundo lugar, e do Balakubaku Folia, em terceiro.

Vampiros da Princesa foi o primeiro lugar na categoria Cordões. Em segundo ficou Princesa do Frevo e, em terceiro, As Bruxas. Entre os dois Afoxés que desfilaram, a vitória ficou com o Filhos de Oyá, que disputou o primeiro lugar com o Obá Sá Rewá.

(O POVO Online)

Carnaval 2016 – Acidentes nas rodovias federais caíram 48%

brss

“Durante a Operação Carnaval 2016, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) registrou, entre os dias 5 e 9 de fevereiro, 1.429 acidentes, 150 acidentes graves, 1.415 feridos e 94 mortos. A operação foi finalizada à 0h desta quarta-feira (10). De acordo com a PRF, os números da Operação Carnaval deste ano ainda não foram finalizados e podem ser ampliados até o fim do dia.

Os dados preliminares apontam uma redução de 48% do número de acidentes nas rodovias federais durante a operação. Em 2015, (de 13 a 17 de fevereiro) foram 2.306 acidentes, 344 acidentes graves, 2.306 feridos e 97 mortos.

No período carnavalesco, policiais rodoviários trabalharam em pontos estratégicos, patrulhando vias e retirando infratores de circulação. Apesar do esforço de fiscalização e dos trabalhos de sensibilização em relação à bebida ao volante, 1.249 condutores foram flagrados dirigindo embriagados; 153 foram presos.

Somente nesses cinco dias, 69.448 veículos foram flagrados com excesso de velocidade. A ultrapassagem proibida também foi alvo de fiscalização. Mais de 6 mil condutores foram multados.”

(Agência Brasil)

SSPDS divulgará o Balanço do Carnaval 2016

A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) vai divulgar, em coletiva a partir das 9h30min, em sua sede (Bairro São Gerardo), o balanço final da Operação Carnaval 2016.

Na ocasião, serão divulgados os números relativos a ocorrências nas rodovias estaduais, a salvamentos realizados pelo Corpo de Bombeiros e de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI), entre outros dados registrados no período da folia.

Mangueira ganha o Carnaval do Rio

mangueira_alexandre_durao-g1_dsc_9920

Depois de 14 anos de espera, a Mangueira faturou o Carnaval do Rio 2016. O enredo enfocou a cantora Maria Betânia. A disputa foi voto a voto, mas a Verde-Rosa merecidamente conquistou o sambódromo.

(Foto – Divulgação)

PRE e PRF – Trânsito tranquilo nas rodovias cearenses

“Foliões ainda retornam do feriadão de Carnaval, nesta Quarta-Feira de Cinzas, 10. Nas rodovias do Ceará, as Polícias Rodoviárias Estadual (PRE) e Federal (PRF) consideram o trânsito tranquilo, até o momento.

Conforme a PRE, muitos motoristas já pegaram estrada nesta terça-feira, 9. Na ocasião, o órgão também considerou tranquilo o trânsito, apesar de alguns trechos mais movimentados, como a CEs: 025, 040, 060 e 085. Segundo os órgãos, até o momento, não houve acionamentos por causa de congestionamento nesta quarta-feira.

A PRF registrou dois acidentes entre 7h30min e 8h30min, sem vítimas, mas a situação já foi normalizada. O primeiro acidente ocorreu no Anel Viário, em Maracanaú, envolvendo uma moto e um automóvel. O segundo registro foi no km-58 da BR-222, em São Gonçalo do Amarante, uma colisão traseira entre dois carros.

O balanço dos acidentes nas rodovias federais deve ser divulgado somente a partir das 14 horas da próxima quinta-feira, 11. Segundo a PRE, os dados referentes aos trechos estaduais devem ser divulgados em breve.”

(POVO Online)

Mulheres são maioria entre atendidos por excesso de bebida alcoólica em Salvador

Mais da metade das pessoas alcoolizadas atendidas neste carnaval nos postos de saúde montados em Salvador são mulheres, informou a Secretaria Municipal de Saúde. Os dados mostram que, entre as 515 ocorrências, 57% dos pacientes são do sexo feminino. Porém, o número de casos caiu 12% em relação ao ano passado.

Segundo a Prefeitura Municipal de Salvador, a informação reforça pesquisa do Ministério da Saúde, de 2011, que aponta Salvador como a capital brasileira onde mais se consome bebida alcoólica de forma excessiva, principalmente entre as mulheres.

A nutricionista Isis Lima explicou que as mulheres são mais suscetíveis aos efeitos do álcool por apresentarem menor peso corporal, menor teor de água no organismo e níveis mais baixos de álcool desidrogenase, enzima de importância crucial na metabolização do etanol.

(Agência Brasil)