Arquivos da categoria: Ceará

Aprece sob nova direção

aprece

Expedito Nascimento entrega bastão para Gadyel, que terá Nilson como vice.

A eleição da nova Diretoria Executiva, Conselho Fiscal e Conselho Deliberativo da Associação dos Municípios do Ceará (Aprece) ocorrerá no próximo dia 26, quando do encerramento do VI Seminário Novos Gestores, em Fortaleza.

No ato, a chapa União pelo Fortalecimento dos Municípios”, que tem como presidente o prefeito de São Benedito, Gadyel Gonçalves, e como vice-presidente o prefeito de Cedro, Nilson Diniz, será homologada.

(Com Blog Sobral de Prima)

Prefeitura de Massapê diz que recebeu administração com saldo negativo

A Prefeitura de Massapê informou para o Blog que recebeu a administração com saldo negativo de R$ 705 mil, podendo a dívida aumentar, diante da ainda não finalização da situação financeira do município.

Segundo o levantamento, a atual gestão recebeu a prefeitura com R$ 2,2 milhões em caixa, mas tendo que pagar R$ 938,7 mil da folha de dezembro; R$ 779 mil de 13º dos temporários; R$ 1 milhão de INSS, além de R$ 164,5 mil de débito com a Coelce e outros R$ 27,6 mil com a Cagece.

No fim de semana, servidores realizaram uma manifestação no município para o pagamento do 13º salário.

Rodrigo Cardoso viveu para a política

Em homenagem a Rodrigo Cardoso, que atuava nas redes sociais, o sociólogo e consultor político Luiz Cláudio Ferreira Barbosa ressalta a paixão que o jovem militante tinha pela política. Confira:

O jovem Rodrigo Cardoso sempre teve pressa para viver. O mesmo vivia o dia vigente, como fosse o último da sua vida. Eu sempre dizia para ter mais calma, para diminuir o seu ritmo intenso dentro do mundo da política cearense. A ética da convicção era o principal motor intelectual do jovem Rodrigo Cardoso, pois a política sempre foi a sua maior paixão, em vida.

A convivência social com o militante Rodrigo Cardoso nunca era muito fácil. Rodrigo Cardoso tinha a certeza de suas convicções, como o devoto tem fé no milagre. Eu sempre tentava pausar seu discurso, com paciência e certo estilo professoral; porém no meu intimo admirava aquela força intensa na defesa de suas ideias.

O modelo de homem público ou trajetória política do ex-governador Ciro Gomes (PDT), sem dúvida influenciou os últimos anos do militante cirista-cidista, Rodrigo Cardoso, na sua vida acadêmica, social, partidária e familiar. Rodrigo Cardoso tinha como amigos mais íntimos, os simpatizantes dos irmãos Ferreira Gomes (Ciro-Cid-Ivo-Lia), por isso convivia nas cúpulas de influência da família (Ferreira Gomes).

Eu sempre dizia que o jovem Rodrigo Cardoso ainda seria um grande analista da política cearense. No meu debate com o mesmo, eu sempre afirmava que na idade dele, eu também era impulsivo, encantado com o fervor das ideias, mas fiquei tranquilo ou neutro, com o passar dos anos, o que é necessário nas construções das minhas análises políticas. O tempo não deu ao jovem Rodrigo Cardoso, a chance desse amadurecimento de suas convicções. Fica para todos nós a bela lembrança desse rapaz que acreditava no que dizia e praticava no mundo da política cearense.

O milagre da transposição

Em artigo no O POVO desta terça-feira (17), o diretor administrativo da Ceasa, José Maria Pimenta Lima, acredita que a transposição do São Francisco, “no máximo, irá regularizar o abastecimento de Fortaleza e a oferta de água para os projetos de irrigação do baixo Jaguaribano”. Confira:

As grandes intervenções hídricas em nosso Estado sempre vieram no bojo de grandes secas. Assim foi a construção do Cedro, do Orós, que, depois de pronto, aos quatro cantos do Estado foi propagado que nunca mais faltaria água para os cearenses. O mesmo aconteceu com a construção do Banabuiú e do Castanhão e na minha terra, Quixeramobim, as construções da barragem e do fogareiro espantaria de uma vez por todas o fantasma da sede de meus conterrâneos.

Depois de cinco anos de inverno abaixo da média, quase todos estão secos e o carro-pipa é o retrato mais cruel desta realidade. A grande pergunta do momento é se a transposição vai fazer o milagre que todas estas obras construídas ao longo dos últimos 100 anos não conseguiram fazer. Na minha visão míope de ver o futuro, acredito que a transposição, no máximo, irá regularizar o abastecimento de Fortaleza e a oferta de água para os projetos de irrigação do baixo Jaguaribano.

E o resto do Estado como fica? Sem querer ser ousado, chegou a hora de cada município ter seu plano estratégico de abastecimento de água. Para tanto, é preciso conhecimento da realidade hidrográfica, da série histórica de precipitações, dos lugares estratégicos para intervenções, ou seja, construção de açudes, adutoras, transposição, cisternas, poços profundos e desassoreamento dos reservatórios já construídos.

Só de posse destes conhecimentos, será possível se evitar a construção de obras que consumiram milhões de reais – como é o caso das duas transposições feitas em Quixeramobim, mas especificamente as transposições do açude Pirabibu para o Cedro e a do rio Quixeramobim para o riacho do Quinim, que, com um gasto de mais de R$ 30 milhões, se encontram paradas há mais de dez anos sem nunca terem feito a transposição de uma gota de água.

Polícia procura por armas de fogo em poder de detentos no Ceará

foto-sspds-170117-pefoce

Os exames cadavéricos dos detentos Roberto Pereira de Sousa, Francisco Giliard André da Silva e Leonardo de Souza Mesquita, todos mortos na semana passada em unidades prisionais em Itaitinga, na Região Metropolitana de Fortaleza, constataram o uso de arma de fogo como instrumento da agressão.

Os primeiros levantamentos realizados pela Secretaria da Justiça e Cidadania (Sejus) apontaram “espancamento” e “overdose” como causas das mortes, mas a Perícia Forense encontrou perfurações a bala nos corpos das vítimas.

Diante da constatação da presença de armas de fogo nas unidades prisionais em Itaitinga, a Polícia acredita poder encontrar as armas e identificar os autores das mortes. A motivação dos crimes também não foi revelada pela Polícia.

Governadora em exercício vai sancionar a lei do sistema de cotas nas universidades estaduais

iracema-do-vale-tjce

A governadora em exercício Iracema do Vale vai sancionar, às 16 horas desta terça (17), durante solenidade no Palácio da Abolição, a lei que institui o sistema de cotas nas instituições de Ensino Superior do Estado do Ceará.

A lei vai reservar 50% das vagas para egressos de escolas públicas.

A desembargadora Iracema do Vale, que comanda o TJ estadual, responde pelo Governo até quinta-feira.

O titular, Camilo Santana (PT), encontra-se no eixo China/Irã. A vice-governadora Izolda Cela e o presidente da Assembleia Legislativa, Zezinho Albuquerque, também estão fora do Estado.

Selvagens à Procura de Lei – “Despedida”

Eis o clipe da banda Selvagens à Procura de Lei, que é de Fortaleza. Sugestão de vários leitores deste Blog.

Heitor Férrer dá entrada junto ao MPF numa representação contra o aumento do IPVA

O deputado estadual Heitor Férrer (PSB) deu entrada, nesta segunda-feira, junto ao Ministério Público Federal,  em Fortaleza, numa representação contra o aumento do IPVA.

Segundo o parlamentar, a lei é inconstitucional, porque não levou em conta a desvalorização do carro.

Em sua página no facebook, Heitor Férrer deu detalhes dessa medida.

Chacina de Messejana – Capitão Wagner e Soldado Noélio pedem ao CNJ que reveja o caso

O deputado estadual Capitão Wagner (PR) e o vereador Soldado Noélio (PR) deram entrada, nesta segunda-feira, junto ao Conselho Nacional de Justiça, em Brasília, num pedido em favor de policiais militares presos sob acusação de envolvimento na Chacina de Messejana.

O parlamentar define como “Caso Curió” e, em sua página no Facebokk, ele e o vereador Soldado Noélio expuseram os porquês desse pedido.

Chacina

A chacina na região da Grande Messejana, em Fortaleza, foi uma série de homicídios ocorridos na madrugada do dia 11 a 12 de novembro de 2015. No total, onze pessoas foram assassinadas e sete ficaram feridas. Os crimes ocorreram em um período de tempo inferior a seis horas. A região envolve os bairros Messejana, Curió, São Miguel e Alagadiço Novo, localizados na Área Integrada de Segurança 4 (AIS 4). Esta série de crimes foi considerada a maior chacina da história de Fortaleza.

Todas as vítimas assassinadas eram do sexo masculino, além de que nove dos onze indivíduos mortos tinham entre 16 e 19 anos.

A Polícia estabeleceu três linhas de investigação para averiguar a série de crimes. A primeira seria uma possível retaliação pela morte do policial militar Valterberg Chaves Serpa, de 32 anos, morto na noite de 11 de novembro, horas antes do início da chacina, quando reagiu a um assalto ao tentar defender a esposa, na Grande Messejana. Além dessa possibilidade, haveria também mais duas represálias: uma relacionada à morte de um traficante da região, e outra interliga à prisão de um outro traficante da Grande Messejana.

Três das onze pessoas assassinadas tinham passagem pela polícia. No entanto, os delitos eram leves e incluíam ameaça, crime de trânsito e pensão alimentícia.

Já as investigações do Ministério Público do Ceará (MPCE), que reuniu vídeos, fotos e áudios, comprovam a participação de policiais militares na ação. Concluído o inquérito, a Justiça aceitou a denúncia contra os suspeitos e indiciou 44 policiais militares, que estão presos, em Fortaleza, há mais de um ano.

Vereador quer fechar empresa que mantiver trabalhador em situação de escravidão

celiostudartt

O vereador Célio Studart (SD) deu entrada em projeto de lei, na Câmara Municipal, propondo o fechamento de empresas que mantiverem trabalhadores em situação de escravidão em Fortaleza.

No projeto, Célio pede a “cassação do alvará de funcionamento da empresa, embargo imediato da obra em caso de atividades da construção civil e proibição de abrir outra empresa no mesmo ramo da atividade em que foi constatado o trabalho escravo ou análogo à escravidão pelo prazo de 5 anos.” Lei do gênero vigoram em São Paulo e Rio de Janeiro, segundo o vereador.

Registros

A Superintendência Regional do Trabalho e Emprego e a Procuradoria Regional do Trabalho informaram que, só no ano de 2015, 70 trabalhadores foram resgatados de situação análoga à escravidão no Ceará.

Ano passado, três casos foram confirmados em Fortaleza.

Profetas da chuva demonstraram otimismo e cautela em previsões dos últimos cinco anos

foto-chuva-profetas-170116

Os profetas da chuvas se reuniram nesse fim de semana para prever as possibilidades de chuva no Ceará por meio da observação da natureza. Há 21 anos, eles trazem dos ancestrais experiências para interpretar a quadra chuvosa a partir das plantas, animais e astros. A esperança é que a estiagem dos últimos cinco anos seja interrompida pelas chuvas dos próximos meses.

Em 2012, primeiro ano de seca no Estado, os profetas estavam otimistas por uma quadra chuvosa boa, mas com precipitações tardias. Março teve a maior chuva em 15 anos, com 268,5 mm em um dia, sendo que entre os meses de fevereiro e maio choveu 302,5 mm, volume 49,6% abaixo da média histórica.

A partir de 2013, as previsões passaram a ser cautelosas sobre o inverno cearense. A maioria falou em uma quadra chuvosa razoável, com “pingos aqui e ali” e chuva entre o fim de fevereiro e início de março. A quadra teve, segundo os dados levantados, 364,3 mm, um registro 39,3% abaixo do esperado para o período histórico.

O “inverno tardio” foi a aposta para o ano de 2014, quando a maioria foi otimista sobre uma quadra boa para quem quer plantar. Uma parte do grupo, no entanto, já apontava que as precipitações seriam menores. Ao todo, choveu 460,2 mm entre os meses de janeiro a maio, valor 23,4% abaixo da média.
No ano de 2015, profetas afirmaram que as precipitações não poderiam chegar a todo o Estado. Os profetas previram chuvas mais intensas em março e abril, com abrangência limitada. A previsão para 2015 foi confirmada em relação ao mês de março, que registrou o maior volume observado, com 178,4 mm. Foi o menor desvio (-12,3%) entre os meses da quadra chuvosa, que ficou 30,3% abaixo da média, com um total de 418,8 mm.

Em 2016, os profetas da chuva trouxeram esperança de um bom inverno. A quadra chuvosa foi de 327,3 mm, um registro 45,5% abaixo da média.
Para as previsões, os profetas da chuva apostam na leitura de diversos sinais da natureza, como os hábitos de plantas, insetos e outros animais. Uma análise comum, conforme a organização do evento anual, consiste em observar a quantidade de água acumulada no galho da carnaúba.

A Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) divulgará previsão sobre a quadra chuvosa deste ano no próximo dia 18.

(O POVO Online)

Camilo apresenta em Omã dados do Complexo do Pecém

foto-camilo-ira

O governador Camilo Santana (PT) apresentou nesta segunda-feira (16), em Omã, na Península Árabe, dados do Complexo Portuário do Pecém, além do início das operações da Companhia Siderúrgica, como forma de obter parceria com o país asiático.

“Estive com o vice-ministro de Transporte e Comunicação de Omã, Said Hamdoon Saif Al Harthy, responsável pela operação dos portos do país. (…) Fizemos uma visita técnica ao Porto de Sohar, que é administrado pela Sohar Industrial Port Company. (…) O secretário para Assuntos Internacionais, Antonio Balhmann, acompanha toda a agenda”, relatou Camilo, por meio de sua página no Facebook.

A integridade do santuário

foto jericoacoara

Editorial do O POVO desta segunda-feira (16) ressalta a importância da integridade de Jericoacoara. Confira:

Unidade de Conservação administrada pelo Instituto Chico Mendes, o Parque Nacional de Jericoacoara recebe cerca de um milhão de visitantes por ano. Quantidade que vem crescendo na medida em que a área ganha melhor e maior infraestrutura hoteleira, novas vias de acesso e outros modais de transportes, como o aeroporto que está prestes a entrar em funcionamento regular.

Por suas características, o Parque é uma área delicada do ponto de vista ambiental. Por isso, é fundamental que a Unidade de Conservação tenha um plano de manejo com rígidos critérios de ocupação e uso da área.

Não há dúvidas quanto ao imenso potencial econômico advindo com a exploração turística de Jericoacoara, cuja praia é considerada uma das mais belas do mundo. Tanto que o Governo do Ceará adotou como estratégia de valorização da área a construção do aeroporto para atender novas demandas de viagem para a região.

A estratégia já rende os primeiros frutos com o anúncio da Azul de que fará voos diretos Recife-Jeri. A ideia da companhia é usar o seu hub em Recife, que recebe voos do Sudeste, para viabilizar os voos do destino Jeri. Há ainda a expectativa de outros voos e pacotes turísticos operados pela CVC, a maior do Brasil no setor, que requereu à Anac o protocolo para fazer voos diretos de São Paulo para Jeri.

A questão que se sobressai é a seguinte: Jericoacoara tem condições adequadas para um aumento significativo da quantidade de visitantes em função dos voos?

O fato ganha ainda mais relevância quando se sabe que o bom planejamento é uma característica pouco presente nas ações governamentais. É preciso lembrar ainda que a política de turismo do Ceará para Jericoacoara e entorno ocorre, muitas vezes, divorciada da gestão do Parque, que é Federal.

Jeri é uma joia preciosa do Ceará. Todos os cuidados devem ser adotados para que a área continue servindo aos melhores interesses econômicos do Estado. Para isso, é fundamental que aquele santuário ecológico mantenha a sua integridade.

Federação de Transportes homenageará colégios centenários de Fortaleza

santa-cecilia-wizard2

Colégio Santa Cecília entre homenageados.

A Federação das Empresas de Transporte de Passageiros do Ceará, Piauí e Maranhão (FETRANS) e o Sest/Senat realizarão, na próxima quinta-feira, uma cerimônia, no 1° andar do Sest/Senat, a partir das 15 horas, para descerramento de placas em homenagem a três escolas de Fortaleza: Colégio Santa Cecília, Colégio Santa Isabel e Escola de Ensino Médio Clóvis Berviláqua.

Estas instituições serão agraciadas por serem oriundas do século XX, fazendo parte do desenvolvimento urbanístico e social da cidade, e por suas veias católicas, marcando a tradição de Fortaleza ao longo de dois séculos.

Representantes das três escolas já confirmaram presença no evento.

Fortaleza e mais seis cidades da RMF têm estado de emergência decretado por causa da seca

FORTALEZA, CE, BRASIL, 26-07-2016 : Camilo Santana, governador do estado do Ceará, divulga ações para enfrentar a seca no estado. (Foto: Fabio Lima/O POVO)

O governador Camilo Santana (PT) deixou assinado, antes de sua viagem no fim de semana, para o eixo China/Irá, um decreto no qual declara situação de emergência em Fortaleza e em mais seis municípios da Região Metropolitana. É a primeira vez na atual seca que é decretada emergência na Capital por conta do fenômeno que atinge todo o Estado por cinco anos consecutivos.

Além de Fortaleza, foi decretada emergência em Aquiraz, Eusébio, Horizonte, Itaitinga, Maracanaú e Maranguape. O decreto é condição para liberação de recursos federais e dá velocidade a ações emergenciais. Foi assinado pelo governador Camilo Santana (PT) e pelo novo secretário da Segurança Pública, André Costa.

Com os sete novos, chega a 137 o número de municípios em emergência. Outros sete municípios da Região Metropolitana já vinham em emergência: Cascavel, Caucaia, Chorozinho, Pacajus, Pacatuba, São Gonçalo do Amarante e São Luís do Curu.

Onde há água

Dos 153 açudes monitorados pela Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos do Ceará (Cogerh), só 17 estão com o volume de água acima de 30% da capacidade. O Estado tem reserva hídrica de 6,48%. São 48 açudes em volume morto, além de 37 classificados como secos. De acordo com a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), chuvas precisam ocorrer nos lugares certos por, pelo menos, dois meses para que cenário se regularize.

Como O POVO mostrou neste sábado, nenhum dos três maiores açudes cearenses recebeu água com as chuvas de janeiro até aqui. Os meses de pré-estação, que antecedem fevereiro, tradicionalmente, têm chuvas irregulares.

A maioria dos locais que ainda tem ao menos 30% do volume de água está em um corredor de até 100 quilômetros do litoral. São açudes pequenos e rapidamente reabastecidos com precipitações pouco volumosas. O açude Itaúna, por exemplo, em Chaval, a 425 km de Fortaleza, é o maior deles e está com 44,77% da capacidade total, de 7,75 mil metros cúbicos — o Castanhão pode armazenar até 6,7 bilhões de metros cúbicos.

Também está nesta região o açude Gavião, por onde passa parte das águas do Orós e Castanhão para abastecer Fortaleza. O reservatório é caso excepcional. É mantido com aproximadamente 80% da capacidade, para facilitar o tratamento da água.

Irregularidade

“Uma característica nossa é a irregularidade nas chuvas. Chove tanto num período curto de tempo quanto nos mesmos locais”, explicou o meteorologista Raul Fritz, da Funceme. Ele lembrou janeiro do ano passado, quando as precipitações chegaram a quase o dobro do esperado, mas o aporte para o Estado ficou próximo a 1%.

Segundo Fritz, para a quadra chuvosa é necessário que isso se inverta. As precipitações precisam ocorrer onde as bacias hidrográficas têm rios que chegam até os principais açudes. “Dois meses seguidos de chuvas intensas e acima da média, com boa distribuição. Isso permitiria aporte hídrico que garantiria uma segurança até a próxima estação”, afirmou.

(Com O POVO – Repórter Igor Cavalcante/Foto – Fábio Lima)

Presidente da Câmara agenda visita ao Ceará

rodrigomaia

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM/RJ), em busca de apoio para continuar comandando a Casa, agenda visita ao Ceará. Ele estará em Fortaleza na próxima sexta-feira (20).

Rodrigo Maia terá encontro com deputados federais cearenses, no Gran Marquise Hotel, em clima de caça a votos.

Também consta em sua agenda uma conversa com o governador Camilo Santana (PT), que deve retornar quinta-feira de viagem ao exterior, mais precisamente China/Irã.

 

Indefinição de fatores no oceano Pacífico preocupa Funceme no prognóstico das chuvas

funceme

Da Coluna Vertical, no O POVO desta segunda-feira (16):

Na quarta-feira (18), a partir das 9h30min, no Palácio da Abolição, a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) divulgará o prognóstico para a quadra chuvosa de fevereiro/março/abril deste ano. Teremos “inverno” ou emendaremos o sexto ano seguido de seca?

Por enquanto, a Funceme está com dificuldades para cravar a previsão já que existe uma indefinição de fatores no oceano Pacífico, nosso principal guia. Nos bastidores, Eduardo Martins, presidente da Funceme, já estaria preocupado com 2018.

Uma outra combinação de variáveis meteorológicos indicaria a ocorrência do El Niño nos últimos meses de 2017. O que provocaria escassez de chuva no ano da eleição para governador.

Ainda é uma tendência e, em julho, talvez, se bata o martelo para afirmar que 2018 será atravessado por uma estiagem “braba” no Semiárido. Torçamos para que a natureza refaça as probabilidades.

Servidores de Massapê cobram pagamento do 13º salário

Com cartazes e buzinaços em frente à Prefeitura de Massapê, no Noroeste Cearense, a 244 quilômetros de Fortaleza, servidores públicos municipais cobraram neste fim de semana o pagamento do 13º salário.

Segundo os servidores, o ex-prefeito Antonio José Albuquerque (PP) havia deixado os recursos em caixa, mas o atual prefeito João Jacques (PMDB), que é tio do ex-gestor, não efetuou o pagamento.

O secretário de Finanças e três advogados receberam uma comissão formada pelos servidores, quando ficou decidido que o pagamento seria efetuado no próximo mês.

(Com informações do Blog de Aldênis Fernandes)

DETALHE – O ex-prefeito Antonio Albuquerque (PP)é filho do presidente da Assembleia Legislativa, Zezinho Albuquerque (PDT). Antonio ocupa em Fortaleza a chefia da Secretaria Executiva Regional VI.

2 a 2 – Fortaleza consegue virada, mas cede empate ao Ferroviário

foto-cearense-2017-fortaleza-2x2-ferrao-0115

Fortaleza e Ferroviário empataram na tarde deste domingo (15), no Castelão, na rodada de abertura do Campeonato Cearense de Futebol. O Ferrão abriu o placar com Maxuell, de pênalti, mas o Leão empatou com Gabriel e virou com Jefferson. Maxuell, novamente, marcou o segundo gol coral.

O primeiro clássico do ano também marcou o retorno do Ferroviário à elite do futebol cearense, após dois anos na segunda divisão. Em partidas pelo estadual, as duas equipes não jogavam há quase três anos, quando, no último confronto, em fevereiro de 2014, o Fortaleza levou a melhor por 3 a 1. Na partida, Marcelinho Paraíba era a principal atração tricolor, enquanto Iarley era a esperança coral.

Nos outros jogos da abertura da temporada: Guarani de Juazeiro 3×1 Horizonte, Uniclinic 1×1 Guarany de Sobral e Itapipoca 1×1 Maranguape. Ceará e Tiradentes ainda não entraram em campo.