Arquivos da categoria: Ceará

Policial acusado de atirar em seguranças durante festa vai a júri popular

O juiz Henrique Jorge Holanda Silveira, titular da 2ª Vara do Júri de Fortaleza, manteve a decisão de levar a júri popular o policial militar Johnatan Tiago Silva de Andrade, acusado de ter atirado contra dois seguranças da Festa Garota White, no Terminal Marítimo de Passageiros do Mucuripe, em Fortaleza, em outubro de 2016. O magistrado considerou que o recurso do réu não reúne condições para ser tido como procedente. A informação é da assessoria de imprensa do TJCE.

A defesa havia pedido desclassificação do crime para lesão corporal culposa e, em caso de negativa, que este fosse julgado como homicídio simples. “Concluo que não deve ser modificada a decisão recorrida em desfavor de Johnatan Tiago Silva de Andrade, de forma que a mantenho. Subam os autos, para apreciação do recurso em sentido estrito, observada as formalidades legais”, determinou.

A decisão mantendo a sentença de pronúncia foi publicada no Diário da Justiça dessa segunda-feira (14/08). O magistrado explicou que a citada sentença declara a viabilidade de acusação por se convencer da existência do crime (materialidade) e de indícios suficientes de autoria. “Por ser a sentença de pronúncia um mero juízo de admissibilidade, como antes já referenciado, não se exige prova incontroversa da existência do delito”, ressaltou.

Conforme a referida decisão de pronúncia, que havia sido publicada no Diário da Justiça do último dia 21 de junho, o réu será julgado por duas tentativas de homicídio, sendo uma (no caso da vítima Bruno de Castro Francilino) duplamente qualificada, por motivo fútil e surpresa, e outra (em relação à vítima Jaime Gomes da Silva Neto) com uma qualificadora, por motivo fútil.

O CASO

Segundo os autos (nº 0175807-33.2016.8.06.0001), os fatos ocorreram no dia 12 de outubro de 2016, por volta das 4 horas, no evento chamado “Garota White”, no Terminal Marítimo de Passageiros, no Mucuripe. De acordo com a acusação, o policial teria iniciado uma discussão com o coordenador de segurança do evento, tendo sido então contido por seguranças da festa, entre eles a vítima Bruno de Castro Francilino. Após ser levado para a área externa, Johnatan teria sacado a arma que portava e disparado contra Bruno, que foi atingido nas costas. O também segurança Jaime Gomes da Silva Neto tentou segurar o braço do policial, para evitar que este continuasse a atirar, e acabou sendo atingido no abdômen.

De acordo com o Ministério Público, o acusado só não consumou os homicídios porque foi dominado e desarmado por outras pessoas que estavam no local. Já a defesa alega que a arma do acusado disparou acidentalmente. O magistrado, porém, considerou haver indícios suficientes para submeter o caso ao Conselho de Sentença. “A tese sustentada pela defesa, de tiro acidental, não restou evidenciada de plano, fazendo-se mister o deslinde da matéria pelo Tribunal Popular do Júri, que é o órgão competente para apreciar e valorar a prova colhida durante a instrução criminal”, afirmou o magistrado na decisão de pronúncia.

Lula admite correr risco de não sair candidato e volta a incluir Camilo Santana entre alternativas

O ex-presidente Lula admitiu nesta sexta-feira, 18, a possibilidade de ser impedido de disputar a eleição do ano que vem e listou possíveis substitutos. Em longa entrevista ao jornalista Mario Kertész, da Rádio Metrópole, de Salvador, o petista admitiu que “o golpe não fecha” sem a sua interdição eleitoral.

Por conta disso, Lula citou o ex-governador da Bahia Jaques Wagner, os governadores petistas de Minas Gerais, Fernando Pimentel, da Bahia, Rui Costa, e do Piauí, Wellington Dias, e, de novo, Camilo Santana, do,Ceará, como possíveis substitutos caso seja condenado em segunda instância e impedido de disputar o pleito de 2018.

Aos 71 anos de idade, Lula foi condenado em 12 de julho a 9 anos e 6 meses de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro pelo juiz Sérgio Moro. Se a decisão do magistrado for mantida pela 2ª instância, ele poderá ser impedido de se candidatar com base da Lei da Ficha Limpa.

O ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, e o ex-governador do Ceará, Cid Gomes (PDT), ficaram de fora da lista de Lula.

“A gente tem (Jaques) Wagner, que tem um pedigree político como ninguém tem nesse País. O cara que acabou com o carlismo (domínio da política local pelo grupo do ex-governador da Bahia Antônio Carlos Magalhães), se elegeu duas vezes. Tem Rui (Costa) que está indo maravilhosamente bem. Ontem vi o carinho do povo com ele, um carinho assim de gente grande. Então, na hora que for necessário escolher, a gente escolhe”, afirmou.

Em conversas com dirigentes petistas, Lula tem citado Wagner, Costa e Pimentel como possíveis substitutos. Para o ex-presidente Haddad, segundo relatos, seria o nome natural se tivesse ao menos chegado no segundo turno na eleição pela prefeitura de São Paulo.

“Você tem o (Fernando) Pimentel, em Minas Gerais; Camilo (Santana, governador), no Ceará; nosso Índio (José Wellington), no Piauí , que é um gênio da política”, listou.

Na terça-feira, 15, ao jornal O Estado de S. Paulo, Lula havia dito que Haddad “vai ter a função que ele quiser” na campanha de 2018, mas evitou falar sobre qual cargo o ex-prefeito de São Paulo deve disputar. “Ainda não estamos falando em eleição. Por enquanto o papel do Haddad é coordenar um forte programa de governo nas área da educação já que ele foi o melhor ministro da Educação que o Brasil teve”, disse o ex-presidente.

A possibilidade de Haddad substituir Lula divide o PT. Parte do partido defende seu nome e outra parte torce o nariz por causa de críticas que o ex-prefeito fez à legenda e à presidente afastada Dilma Rousseff.

Erros

Na entrevista desta sexta-feira, Lula, de forma reticente, também apontou supostos erros de Dilma. “A Dilma não pediu para ser candidata. Eu a indiquei. Do ponto de vista gerencial, ela fez muita coisa. Do ponto de vista político, todo mundo se queixa da Dilma. Não sei se ela sozinha tem culpa ou quem tem culpa junto com ela, se é a própria classe política. Se ela tivesse me procurado e falado que não queria ser candidata à reeleição… Mas não procurou”, disse o ex-presidente. Segundo ele, Dilma é uma “pessoa excepcional”, mas tem dificuldade de ouvir.

Lula disse que “até poderia ter ajudado mais” a presidente afastada, mas não queria se intrometer nas decisões dela. Ele citou como exemplo o fato de ter indicado Henrique Meirelles para o Ministério da Fazenda no início do segundo mandato da petista. Ela preferiu Joaquim Levy.

Lula elogiou Meirelles, que foi presidente do Banco Central nos oito anos de seu mandato. “Devo muita gratidão a ele (Meirelles) pela lealdade como se comportou nos oito anos do meu governo. Eu dizia à Dilma que o Meirelles precisa é de debate e orientação. Agora o que está acontecendo com o Meirelles é que o governo (Michel Temer) está sem rumo. O Meirelles tem contribuído para o Brasil”, afirmou o petista.

A entrevista abriu o segundo dia da caravana de Lula pelos nove Estados do Nordeste iniciada na quinta-feira, 17, em Salvador, e vai até o dia 5 de setembro. Embora tenha feito duras críticas à “elite brasileira”, Lula tentou adotar um tom conciliador. “Eles sabem que eu sou capaz de unificar o povo brasileiro e recuperar este País”, disse Lula.

(Foto – Arquivo)

BNB não pode ser moeda de barganha política

Com o título “Por respeito ao BNB e aos seus funcionários”, eis artigo de Dorisval Lima, diretor da Associação dos Funcionários do Banco do Nordeste do Brasil (AFBNB). Ele defende a tese de que o banco não deve ser moeda de barganha política. Confira:

Mais uma vez, lamentavelmente, a sociedade nordestina parece estar sendo vítima da voracidade de aproveitadores que tentam instrumentalizar os órgãos públicos para seus interesses mesquinhos. Pelo menos é o que se pode deduzir de mensagens que têm sido plantadas nos últimos dias na imprensa em relação ao Banco do Nordeste do Brasil (BNB).

Notícias dão conta de que está havendo uma disputa entre parlamentares na tentativa de “emplacar um nome para uma diretoria na Instituição”, e que isso se dá em decorrência do processo de “resistência do mandatário maior do País” para permanecer no trono, haja vista a enxurrada de ilicitudes que recaem sobre o mesmo em forma de denúncias.

Esse filme é antigo, e já se sabe quais são as consequências! Não há registro na história de que tenha redundado em bons resultados. Pelo menos para o Banco e os trabalhadores, não! Em contraponto a tamanho desrespeito, mais uma vez se faz necessário e é coerente reafirmar: o BNB não é moeda de troca da barganha política!

O Banco é uma Instituição de Desenvolvimento, que há 65 anos vem prestando relevantes serviços à sociedade em cumprimento das prerrogativas para as quais fora constituído, sendo reconhecido como tal pela sua ação diferenciada; pelo crédito de longo prazo, pelo financiamento aos micro e pequenos produtores e à agricultura familiar, pelo microcrédito (urbano e rural – CrediAmigo/AgroAmigo); pelo estímulo à cultura, pela pesquisa e inovação… Enfim, ao fomento da região.

A esse comportamento atrasado – incompatível com o real papel que deve ser desempenhado por quem pelo voto do povo ocupa espaço nas instâncias de poder – que insiste em continuar desrespeitando a história do Banco, os funcionários e à própria sociedade, meu veemente protesto enquanto trabalhador, dirigente da AFBNB e cidadão nordestino/brasileiro. Tirem as mãos de cima do BNB!

*Dorisval de Lima

dorisval@afbnb.com.br

Diretor de Comunicação e Cultura da Associação dos Funcionários do Banco do Nordeste do Brasil (AFBNB)

Cantor Paulo José é uma das atrações do Réveillon de Prata do Marina Park Hotel

Além de Wesley Safadão, mais um artista fechou contrato e vai participar do Réveillon de Prata, do Marina Park, comemorando 25 anos da festa: o cantor cearense Paulo José.

Para quem ainda não conhece, uma das vozes mais respeitadas neste Estado. Hoje é o cantor mais requisitado para casamentos e congressos de empresas no Nordeste.

Quem confirma a contratação é o gerente do Marina Park, Eliseu Barros.

(Foto – Divulgação)

Centro Espírita João Evangelista promove I Sarau Solidário

Neste domingo, a partir das 17 horas, o Centro Espírita João Evangelista (CEJE) promoverá o I Sarau Solidário em prol do Lar de Maria.

Shows musicais, poesia, contação de história e outras atividades ocuparão espaços no Kukukaia. Entre convidados, o sanfoneiro Adelson Viana.

SERVIÇO

*Kukukaya – Avenida Pontes Vieira, 551 – Bairro Joaquim Távora

*Entrada – R$ 20,00

*Mais Informações – 99635 4135 e 00084 5182

Secretário diz que saída para o entorno do Centro Dragão do Mar é apostar em política cultural

Brasil – Quo vadis?

Com o título “Como vai o Brasil?”, eis artigo de João Soares Neto, empresário e membro da Academia Cearense de Letras. Eis um trecho do texto: “Os economistas e administradores sérios não arriscam previsões alvissareiras enquanto perdurar a desconfiança, quase absoluta, dos eleitores na classe política.” Confira:

Estamos, desde 2015, em processo difícil e doloroso da política e da economia brasileira. Houve mudança na presidência da República, cassações, prisões e muitos são os procedimentos em curso, quase todos decorrentes de ações da Polícia Federal. Em setembro tomará posse a nova Procuradora Geral da República, Raquel Dodge.

Virou atração, a cada semana, novo escândalo, em todas as mídias, envolvendo a nata do empresariado de conglomerados na área agropecuária, da indústria pesada e da construção civil, responsáveis pela maioria das obras do governo e em empresas públicas.

Não há como não ser informado, pois são apresentados gravações, tabelas, fluxogramas e infográficos que mostram o que vem sendo praticado desde sempre. A relação era e é imbricada. Há grupos empresariais comprometidos que se tornaram e são sócios do próprio governo em aeroportos, siderúrgicas, hidrelétricas etc.

Investidores estrangeiros hão mostrado estupefação em face ao descalabro a que chegou o Brasil. Hoje, todos os indicadores de “ratings” internacionais, sejam de desenvolvimento, finanças, educação, “compliance” e os de natureza social estão, ano a ano, ficando mais baixos, mostrando involução já  configurada nas gestões anteriores.

Um país continental como o nosso, pacífico por formação, não deveria ser objeto de chacota nos mercados financeiros que, sem piedade, aumentam o grau de risco para novos investimentos estrangeiros. Paralelo a isso, a indústria automobilística possui, em estoque, nos vários pátios das empresas instaladas, milhares de veículos encalhados, sejam populares, médios ou de luxo.

O mesmo cenário ocorre na área habitacional, com número superior a 50% de rescisões em contratos de aquisições financiadas de projetos em construção e, até mesmo, de obras prontas. Os prédios do “Minha Casa, Minha Vida” estão, em muitos casos, com defeitos estruturais e de acabamento. A inadimplência é elevada.

O que fazer, perguntam uns. Os economistas e administradores sérios não arriscam previsões alvissareiras enquanto perdurar a desconfiança, quase absoluta, dos eleitores na classe política.

O que se constata, por outro lado, é a extensão das operações da Polícia Federal, agora nos estados, de forma aleatória. Quando vai acabar, ninguém sabe, pois há desdobramentos em face de delações premiadas. A denuncia B que, por sua vez, denuncia C. Em represália, C denuncia A e tudo recomeça.

Este final de ano pode ser de ajustes necessários como a reforma da Previdência, ainda em fase de negociações com o Congresso Nacional. Por outro lado, aparece uma reforma Política, talvez salvadora para os atuais congressistas. Terá tramitação dupla na Câmara Federal e no Senado. Esperemos.

O Brasil está em corredor de hospital, mas não sucumbirá. O problema é o  tempo em que se encontra em crise e, pessoas e empresas, não vivem no longo prazo. A cada dia o seu mal.

A única certeza, por enquanto, é que no próximo ano, haverá eleições para presidente, governadores, deputados e parte do Senado. Como será o financiamento das campanhas? Você está consciente disso?

*João Soares Neto,

Escritor e empresário.

 

Sesc promove encontro Povos do Mar

O Sesc abrirá, a partir das 8 horas deste domingo, o VII Encontro Sesc Povos do Mar. A programação terá início com missa campal na Capela São Pedro dos Pescadores no Mucuripe e, em seguida, uma queima de fogos dá largada da regata de jangadas em direção à Barra do Ceará, onde será realizada a corrida de zinga (espécie de canoa).

No mesmo dia, às 19 horas, na Colônia Ecológica Sesc Iparana, haverá as boas-vindas às comunidades participantes com apresentações artísticas e a socialização do Camurupim, um grande peixe de água salgada, assado na brasa em técnicas tradicionais das comunidades litorâneas.

Destaques da Programação

Dia 21/8 (segunda-feira)

7h30 Vivência: Trilha do Pajé | Eixo Sabores, Saberes e Saúde
Identificação das plantas e ervas de uso medicinal com o Pajé Luís Caboco do Povo Tremembé – Varjota, Itarema.
Local: Unidade

8h Vivência musical com instrumentos artesanais. | Eixo Cantos, Danças e Brincadeiras. Ministrante: Tércio Araripe – Grupo Uirapuru Orquestra de Barro | Comunidade Moita Redonda, Cascavel.

8h Vivência Trem litoral | Eixo Meio Ambiente e Sustentabilidade. Ministrante: Rusty de Castro Sá Barreto | EcoMuseu Natural do Mangue da Sabiaguaba, Fortaleza.
Percurso de reconhecimento das praias metropolitanas e suas problemáticas socioambientais, trecho saindo da Praia de Iparana até a Beira Mar de Fortaleza. 60 vagas, inscrições no local.

10h – 12h: Oficinas Criativas
Inscrições no local

17h – Apresentações culturais de Reisados, bois e cirandas

Dia 22/8 (terça-feira)

9h – Fragata Sesc Povos do Mar / Conversas Flutuantes
Atividade socioambiental realizada em oito barcos no Rio Ceará. 120 vagas, inscrições no local.

10h – Socialização de Prática Alimentar | Eixo Sabores, Saberes e Saúde: Filé de peixe com purê de macaxeira. Local: Cozinha experimental da Colônia Ecológica Sesc Iparana. 25 vagas, inscrição no local. Ministrante: Raimundo do Nascimento | Camocim.

16h – Roda de Conversa Histórias e Brincadeiras de Terreiro. Palestrantes: Representante do Coco da Vila | Estevão, Aracati; Hugo, representante do coco da Majorlândia, Mestre Moisés, Representante da comunidade do Alagadiço | Trairi, Mestre Representante da comunidade Quixaba.

17h – Apresentações artísticas dos Cocos no Terreiro da Tradição. Local: Colônia Ecológica Sesc Iparana.

19h – 21h Oficinas Criativas. Local: Colônia Ecológica Sesc Iparana.

Dia 23/8 (quarta-feira)

8h – Vivências na Sabiaguaba | Eixo: Meio Ambiente e Sustentabilidade.
Serão realizadas a seguinte atividades:
Trilha da Sabiaguaba. Ministrante: Rusty de Castro – EcoMuseu do Mangue.| Sabiaguaba, Fortaleza
Conversas Flutuantes no Rio Cocó. Ministrante: Sineide Crisóstomo | Sabiaguaba, Fortaleza.
Oficina de Replantio de mangue. Ministrante: Elismar Santos | Requenguela, Icapuí.

Sairá um ônibus do Sesc Iparana com destino a Sabiaguaba (Fortaleza), local onde ocorrerá esta vivência. Vagas: 15. Inscrição em Iparana.

15h – “Naus catarinetas” – Vivência de barco pela Beira Mar de Fortaleza
Jornada de Saveiro da Beira Mar até o Navio Mara Hope na Praia de Iracema.
Vagas: 60. Inscrições em Iparana.

15h – Socialização de Prática Alimentar | Eixo Sabores, Saberes e Saúde: Risoto de Lula. Local: Cozinha experimental. Vagas 15. Ministrante: | Acaraú

17h – Crepúsculo – Pôr do Sol na Barra do Rio Ceará ao som de sanfoneiro. Apresentação da Banda Reggae a Base (Icapuí).

Dia 24/8 (quarta-feira)
8h – Socialização de Prática Alimentar | Eixo Sabores, Saberes e Saúde: Mariscada do Pontal do Maceió. Local: Cozinha Experimental. Vagas: 25. Ministrante: Harileide Monteiro

9h Cine Debate Terreiro Cultural | Ministrante: Ana Vylela. Amontada

9h – 11h Oficinas Criativas

Dia inteiro – Feira “Onde há rede, há renda”: espaço para a exposição, comercialização e troca dos produtos e artesanatos tradicionais confeccionados pelas comunidades costeiras.

Noite – Camurupim assado | Eixo Saberes, Sabores e Saúde | Trairi: será assado 1 peixe camurupim em cada dia do VII Encontro Sesc Povos do Mar e servido aos/as participantes.

(Foto – Divulgação)

Câmara Municipal debaterá o Plano de Habitação e Interesse Social da Capital

A Câmara Municipal realizará segunda-feira, a partir das 14 horas, audiência pública para discutir as novas perspectivas e propostas para o Plano Municipal de Habitação de Interesse Social da Capital. A iniciativa é da vereadora Eliana Gomes (PCdoB), que convidou órgãos municipais, estaduais e federais, bem como segmentos da sociedade civil.

“É preciso avaliar novas propostas para enfrentar o déficit habitacional de Fortaleza, que ainda é grande, apesar de o Governo Federal, nos tempos de Lula e Dilma, ter atuado com o programa Minha Casa Minha Vida, que neste momento sofre desmonte no governo Temer”, explica Eliana Gomes.

A audiência debaterá questões como o Cartão Reforma, novo programa Federal; o avanço das propostas de política municipal de Regularização Fundiária, da qual Eliana é uma das autoras; aluguel social; equipamentos sociais e infraestrutura de residenciais do Minha Casa, Minha Vida e Conjuntos Habitacionais; políticas de cessão de terrenos para fins de mutirão; sorteio de unidades habitacionais na Capital; avanço de obras de habitação; e Zonas Especiais de Interesse Social (Zeis).

Presidente da Fiec diz que Doria tem carisma e capacidade de gestão

O prefeito de SP ganhou placa de reconhecimento por sua “gestão inovadora”.

Beto Studart, João Doria, Severino Neto e Eliane Buarque.

O presidente da FIEC, Beto Studart, abriu o encontro desta sexta-feira, no La Maison, com o prefeito de São Paulo, João Doria, destacando a diferença entre carisma e capacidade de gestão. Disse que Doria tem os dois e adiantou que o Brasil está precisando disso nesse momento.

Ao mesmo tempo, Studart destacou a importância da aprovação das reformas para o Brasil e revelou que no Ceará as instituições de classe estão juntas em prol do desenvolvimento do Estado. Ele afirmou ainda, em relação ao prefeito de São Paulo, que quanto “mais iluminado” ele estiver, maior será a sua responsabilidade e que nunca deve esquecer disso.

Já o presidente da CDL, Severino Neto, disse que agosto traz para o Ceará os bons ventos. Bons ventos, que segundo ele, começam a soprar também na política com a renovação de lideranças. Ele lembrou que o Ceará já deu exemplos de que esses novos ventos são possíveis, com a ascensão do grupo liderado por Tasso Jereissati ao assumir o governo do Ceará, o que gerou profundas mudanças na gestão fiscal, politica, cultura etc.

(Foto – Leitor do Blog)

Comitiva de empresários recepcionou Doria

O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), ao lado de Eliane Buarque (LIDE nacional), foi recebido, no começo desta tarde de sexta-feira, por comitiva de empresários no aeroporto do Grupo M. Dias Branco.

No grupo, o presidente da Fiec, Beto Studart, o presidente da CDL Fortaleza, Severino Ramalho, Geraldo Luciano – executivo do grupo M. Dias Branco, e Thales de Sá Cavalcante (Rede FB). Tasso Jereissati chegou depois.

Neste momento,a convite da LIDE Ceará, Doria dá palestra, em clima de almoço, no La Maison Buffet, na Praia do Futuro. Ele é um dos presidenciáveis tucanos.

(Foto – Leitor do Blog)

Código de Processo Penal terá debate em Curitiba e no Rio

Danilo Forte preside a comissão que, em Curitiba, terá a participação de Moro.

A Comissão Especial de Código de Processo Penal da Câmara dos Deputados, presidida pelo deputado federal Danilo Forte (PSB), vai promove debate sobre o Novo Código de Processo Penal (PL 8.045/2010), em Curitiba e no Rio de Janeiro.

O primeiro encontro ocorrerá nesta segunda-feira, no plenário da Assembleia Legislativa do Paraná e terá entre os convidados o juiz federal Sérgio Moro e o procurador Deltan Dallagnol, coordenador da força-tarefa da Lava Jato.

“O maior legado que essa legislatura pode dar ao Brasil é deixar pronto o Novo Código de Processo Penal. Ninguém aguenta mais essa sensação de que a polícia prende e a justiça solta. Precisamos garantir, ao mesmo tempo, o direito das vítimas e dos réus, dando direto a ampla defesa. Procuramos a equação que nos forneça uma nova legislação que responda a sociedade e que contribua para diminuir a violência”, destaca Danilo.

Na quinta-feira, o debate ocorrerá às 15 horas, no Rio de Janeiro, mais precisamente na sede da Ordem dos Advogados do Brasil, na Barra da Tijuca (OAB-Barra).

(Foto – Arquivo)

Tasso vê como normal queixa contra programa do partido que apregoou autocrítica

Adauto Bezerra e Silvana, Tasso e Fernando Cirino, em clima de La Maison.

O presidente nacional interino do PSDB, senador Tasso Jereissati, considerou como normal a reação de setores do partido contra a postura de autocrítica adotada pela legenda em seu programa político dessa quinta-feira. Num vídeo de 10 minutos, o partido fez críticas indiretas ao governo Temer, lamentando que os tucanos tenham aceito o fisiologismo.

“A polêmica é necessária, a discussão é necessária. Autocrítica tem que ter. A polêmica desperta isso e a população quer isso”, disse o senador, em coletiva, nesta sexta-feira no buffet La Maison.

Tasso considerou também normal que o PSDB esteja dividido, lembrando que isso ocorre em todos os partidos. Para ele, pensamento único só partido comunista. Descartou a tese de que a legenda esteja rachada.

Sobre o porquê das viagens que o prefeito de São Paulo, João Doria, vem fazendo pelo Nordeste – com agenda nesta sexta-feira no Ceará, o senador lembrou que ele administra “talvez a maior cidade nordestina do País”, no caso São Paulo, que conta com uma população de maioria nordestina.

Tasso não quis avaliar como postura de pré-candidato a presidente em 2018. Ele informou que também não está definida data para a realização de prévias na legenda. No PSDB, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, também articula como pré-candidato a presidente.

DETALHE – João Doria já está dando palestra no La Maison. Chegou com certo atraso, em razão de mau tempo em São Paulo, na hora da decolagem para Fortaleza, informaram assessores dele.

(Foto -Leitor do B log)

Fortaleza será sede de congresso da federação dos estabelecimentos de serviços de saúde

Vem aí o VI Congresso da Federação Brasileira dos Estabelecimentos de Serviços de Saúde. Será nos próximos dias 24 e 25, no Seara Praia Hotel.

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, deve abrir o evento que, entre vários temas, discutirá as perspectivas do financiamento da saúde no Brasil.

 

Fortaleza 2040 – Prefeitura e Estado firmam acordo de cooperação para implementar ações

O Instituto de Planejamento de Fortaleza (Iplanfor) e a Secretaria estadual das Cidades assinaram, nesta sexta-feira, um convênio de cooperação técnica para a implementação de um conjunto de ações do Plano Fortaleza 2040.

A solenidade acontece no Paço Municipal e contou com a presença do prefeito Roberto Cláudio, do superintendente do Iplanfor, Eudoro Santana, e do secretário estadual das Cidades, Jesualdo Farias.

O acordo prevê a realização de uma série de ações. Dentre elas, o estudo de viabilidade para implantação de bondes elétricos e instalação de 15 Câmaras Setoriais. O estudo está orçado em R$ 4 milhões.

(Foto – Divulgação)

Uma crítica dura às torres de energia eólica espalhadas pelo litoral cearense

Com o título “Ceará – A energia que apagou a cidadania”, eis artigo de Allan Aguiar, ex-secretário estadual do Turismo, com críticas ao modelo de desenvolvimento econômico do Estado. “Cada Torre eólica dessas nas praias é uma sentença de pobreza eterna para as comunidades locais, muitas das quais compostas de artesanais pescadores que sofrem”, diz o articulista. Confira: 

O Ceará deu um enorme tiro no próprio pé da sua economia. A histórica e aguda falta de planejamento das vocações econômicas do nosso Estado, a qual pautou o improviso na definição das políticas públicas indutoras de investimentos privados, só conseguiu produzir, até agora, um dos Estados com a população mais pobre da federação e com indicadores sociais de fazer corar qualquer cearense informado e isento.

O modelo de desenvolvimento econômico do Estado esteve muito mais influenciado pelos modelos mentais vigentes naqueles que definiam as dinâmicas governantes que em estudos mais aprofundados, análises de viabilidade e exame dos efetivos impactos-benefícios sociais. Os “planejadores” negligenciaram o ordenamento dessas vocações e terminaram por sentenciar parcela expressiva da nossa população a uma inocente indigência econômica.

Talvez a maior barbeiragem do Ceará foi deixar rolar o desordenamento econômico e ecológico de seus quase 600 quilômetros de costa, em cujos municípios vive quase a metade da sua população, considerando a RMF. Uma ambientalmente sadia vocação econômica que é a Geração de Energia terminou por melar outra infinitamente mais benéfica e inclusiva, que é o Turismo. Esse paliteiro de aerogeradores situados nas nossas praias são invocados por alguns dinossauros, que ainda assombram o presente, como um feito relevante a explicitar a pujança e vanguardismo do Ceará. Quanta bobagem e falta de visão!

Cada Torre eólica dessas nas praias é uma sentença de pobreza eterna para as comunidades locais, muitas das quais compostas de artesanais pescadores que sofrem para retirar do mar o sustento dos seus. Esses homens, que estão em extinção, possuem as menores taxas de expectativas de vida dentre as demais atividades econômicas.

No Turismo, cada quarto de hotel gera um emprego direto e 1,5 indiretos e movimenta a mais extensa cadeia produtiva que é a do mundo das viagens. Já esses parques eólicos geram dois ou três subempregos de gente que vai arrancar o mato do pé das torres e vigiar o terreno. Nem tributos municipais e Estaduais geram. Quantos Resorts, nestes últimos anos, evitaram o litoral cearense cuja beleza plástica foi golpeada por esses monstrengos que deveriam estar no topo dos Maciços interioranos?

Como cantou Ney Matogrosso, “os ventos do Norte não movem moinhos…e o que nos resta é só o gemido”….

 

 

Iranildo Pereira, “Ex-Incendiário do MDB”, lançará livro

O ex-deputado federal Iranildo Pereira, conhecido no passado como o “Incendiário do MDB”, lançará livro neste sábado, a partir do meio-dia, no Flórida Bar (Centro).

“Pau Pereira” é o nome da publicação que retrata um pouco da militância política de Iranildo, um caririense que nunca se esqueceu de suas origens.

O ato promete reunir vários políticos e até ex-governadores: Gonzaga Mota avisou que prestigiará Iranildo e Lúcio Alcântara fará a apresentação do autor e da obra.

DETALHE – O livro custa R$ 20,00 e toda a renda vai para uma creche de sua cidade, Santana do Cariri.

Camilo vai nomear 41 professores para a Universidade Regional do Cariri

O governador Camilo Santana (PT) vai comandar, a partir das 16 horas desta sexta-feira, o ato de nomeação de 41 professores da Universidade Regional do Cariri (Urca), que acontecerá no Salão de Atos dessa Instituição, no Crato.

De acordo com a Urca, a grande maioria dos cursos será beneficiada com as novas nomeações. Esse número de docentes faz parte do concurso histórico realizado pela Instituição, com número recorde de inscritos. Foram 1.711 concorrentes a 42 vagas. Inscritos de todo o Brasil. As provas foram realizadas em junho do ano passado.

Ainda no Cariri, o governador deverá inaugurar o Geossítio Pontal da Santa Cruz, em Santana do Cariri

(Foto – Mauri Melo)

PSB faz encontro para discutir eleições 2018

O PSB vai realizar neste sábado, a partir das 9 horas, no Condomínio Espiritual Uirapuru (CEU), encontro com filiados para começar a discutir sucessão 2018.

A informação é do seu presidente regional, o deputado federal Odorico Monteiro. “vamos discutir nossa tática eleitoral, avaliamos cenários e perspectivas eleitorais”, avisa o parlamentar.

Sobre pleitos do PSB em termos de chapa majoritária, Odorico diz que ainda é cedo para discutir esse assunto.

Capitão Wagner – Entre disputar o governo e tentar vaga de deputado federal

Há um grupo de apoiadores, em especial gente da Polícia Militar, incentivando o deputado estadual Capitão Wagner (PR) a buscar, ano que vem, cadeira de deputado federal.

Ele, no entanto, diz que está pré-candidato a governador.

O Capitão ainda garante não ter pretensão de trocar de partido. Só se vier represália aos parlamentares que se opuserem a medidas tomadas pelo governo Temer e que não atendam aos interesses da população.