Arquivos da categoria: Policia

Sérgio Cabral é transferido para presídio federal

O juiz Marcelo Bretas,  da 7ª Vara Federal Criminal, determinou a transferência do ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, para um presídio federal. O magistrado atendeu ao pedido feito pelo procurador federal Sergio Pinel, que alegou falta de segurança no presídio onde Cabral se encontra, em Benfica.

Pinel considerou que Cabral, durante o interrogatório dessa segunda-feira (23), comentou saber informações sobre a família de Bretas, que trabalharia no setor de bijuterias, o que comprovaria que ele tem acesso a informações privilegiadas dentro da cadeia.

“O que levou o Ministério Público Federal (MPF) a requerer a transferência de Sérgio Cabral foi uma afirmação no seu interrogatório de que teria obtido na prisão informações a respeito da vida da família do magistrado. Isto o MPF acha que é muito grave. A prisão não tem sido suficiente para afastar o réu de informações de fora da cadeia e levou a pedir sua transferência”, explicou Pinel.

Cabral está preso desde novembro do ano passado, após as investigações da Operação Calicute, desdobramento da Lava Jato que prendeu o ex-governador e várias pessoas ligadas a sua gestão no governo. Em maio ele foi transferido de Bangu 8, no Complexo Penitenciário de Gericinó, para a Cadeia Pública José Frederico Marques, no bairro de Benfica.

O advogado Rodrigo Roca, que defende Cabral, considerou a decisão arbitrária e disse que vai recorrer. “Arbitrária, ilegal e nós vamos levar ao conhecimento do Tribunal Regional Federal da 2ª Região, para que ele decida e dê a última palavra. Se for necessário, vamos aos tribunais de Brasília”, disse Roca, ressaltando que a decisão representa cerceamento à defesa.

(Agência Brasil)

Turista espanhola é morta por policiais na Rocinha

Uma turista espanhola morreu na manhã desta segunda-feira (23) ao ser atingida por tiros disparados por policiais militares na Rocinha, na zona sul da cidade do Rio de Janeiro. Segundo a Polícia Militar, ela estava em um carro de transporte de turistas que furou um bloqueio policial no Largo do Boiadeiro, por volta das 10h30, e foi, por isso, alvejado pelos agentes.

Segundo a Polícia Militar, a mulher foi levada para o Hospital Municipal Miguel Couto, mas não resistiu aos ferimentos. A Corregedoria da Polícia Militar está apurando o caso.

Mais cedo, por volta das 9h30, dois policiais militares do Batalhão de Choque ficaram feridos durante um tiroteio com criminosos na comunidade. Um homem, que, segundo a Polícia Militar, estava envolvido na troca de tiros também ficou ferido. Os três foram levados para o Miguel Couto.

(Agência Brasil)

Vereador Julierme Sena denuncia exigência de facção em delegacia de Fortaleza

O vereador e policial civil Julierme Sena (PR) divulga, em sua página oficial do Facebook, um ofício de uma delegacia de Fortaleza solicitando “a permuta de presos da facção Guardiões do Estado (GDE), pois estes não aceitam a entrada de presos da facção Comando Vermelho na mesma cela”, diz.

Para ele, se tal exigência for autorizada, o Governo do Estado passará a imagem de está refém das facções criminosas que “se organizam cada dia mais e ditam as regras”. O vereador critica ainda a política estadual de Segurança Pública.

“O Governo se preocupa em dar uma falsa sensação de segurança colocando apenas mais policiais militares nas ruas. É o velho conhecido enxugar gelo, pois as prisões não acontecem de forma eficaz. Poucas quadrilhas são desarticuladas e os bandidos estão sempre a uma passo a frente das forças de Segurança”, lamenta.

Para Julierme Sena, a Polícia Civil continua sendo tratada em segundo plano, pois registra baixo efetivo, profissionais desmotivados e os desvios de função como a custódia de presos.

Ofício postado pelo vereador

Estamos tentando contato com a SSPDS.

Camilo anuncia polícia reforçada para o Centro de Fortaleza

O governador Camilo Santana (PT) anunciou, nesta manhã de segunda-feira, durante entrevista ao Programa Paulo Oliveira, da Rádio Verdes Mares AM, início um plano de reforço do policiamento no Centro de Fortaleza.

“Vamos começar a distribuir os 1.350 PMs formados na última sexta-feira pelo Centro, que terá reforço”, adiantou Camilo, que atende assim a um pleito dos lojistas, comerciários e clientela. O governador deflagrará essa ação nesta terça-feira.

Ele não precisou o número de PMs que serão distribuidos. Haverá ainda reforço em outras ações policiais com esse contingente, de acordo com o governador.

Governo vai lançar pacote de ações de fiscalização na área ambiental

Helicópteros do Ciopaer vão auxiliar no trabalho.

Da Coluna Vertical, do O POVO desta segunda-feira:

O secretários André Costa, da Segurança Pública e Defesa Social, Artur Bruno, do Meio Ambiente do Ceará, e o superintendente da Semace, Ricardo Araújo, acertaram detalhes de um pacote de ações de fiscalização ambiental que deverá ser laçado pelo governador Camilo santana até o final deste ano.

“Estou muito feliz pelo fato de o governador ser ambientalista e dar todo o apoio a estas iniciativas”, destaca Bruno. Dentre várias medidas, destacam-se a efetivação da fiscalização aérea por meio de drones e helicópteros do Ciopaer, além da duplicação do efetivo do Batalhão da Polícia Militar Ambiental.

“Isso contribuirá sensivelmente para a melhoria da quantidade e qualidade da fiscalização”, ressaltou o titular da Sema.

Lúcio Funaro vai encarar Eduardo Cunha

O doleiro Lúcio Funaro está preparado para um embate com o ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) nos depoimentos que ambos prestarão à Justiça Federal, em Brasília, na quinta (26) e na sexta (27). Falarão sobre casos investigados na operação Sépsis.

Cunha pretende usar a ocasião para questionar elementos da delação de Funaro, seu ex-operador financeiro.

O teor do acordo foi publicizado na semana passada, informa a Coluna Painel desta segunda-feira na Folha de S.Paulo.

Tornozeleiras eletrônicas chegam ao Interior do Ceará

O Projeto de Monitoração Eletrônica Prisional foi instalado na 1ª Vara da Comarca de Quixadá (Sertão Central) pelo juiz Weliton Alves de Mesquita.  A unidade judiciária é a primeira do Interior do Estado a receber tornozeleiras eletrônicas, numa iniciativa da Secretaria da Justiça e Cidadania do Ceará (Sejus).

O tornozelamento objetiva garantir ao preso o processo de reinserção social gradativa, oportunidade de reinserção no mercado de trabalho e antecipação do contato familiar, promovendo dignidade aos monitorados e humanização da execução penal.

O projeto também será implantado nas Comarcas de Sobral e Juazeiro do Norte.

Delação de Palocci empaca na PGR

As negociações para a delação premiada do ex-ministro da Fazenda, Antonio Palocci, seguem de vento em popa com a força-tarefa em Curitiba (PR).

Mas, em Brasília, segundo informa o colunista Lauro Jardim, no O Globo deste domingo, com a Procuradoria-Geral da República sob comando de Raquel Dodge, ainda não foram retomadas.

Aluno vítima de ataque em escola de Goiânia recebe alta

O estudante de 13 anos que estava internado após ser baleado por um colega de classe no Colegío Goyazes, em Goiânia, recebeu alta na manhã deste domingo (22). O boletim médico foi divulgado por volta das 9h pelo Hospital de Urgências da cidade, onde outras duas vítimas seguem internadas.

Até ontem, uma das meninas estava em estado grave, com os dois pulmões perfurados e respirando com ajuda de aparelhos. A pedido das famílias, as informações sobre o estado de saúde dela e de outra menina ferida não serão mais divulgadas pelo hospital. Uma quarta vítima se recupera bem no Hospital de Acidentados. Ela sofreu um tiro no punho.

Na manhã de sexta-feira (20), um adolescente de 14 anos, filho de um policial militar, abriu fogo contra colegas em sala de aula matando dois e deixando quatro jovens feridos, um deles em estado gravíssimo. De acordo com as investigações, ele agiu motivado por bullying e disse ter se inspirado nos casos de Columbine, nos Estados Unidos, e Realengo, no Rio de Janeiro, em que atiradores também abriram fogo dentro de escolas.

O adolescente autor do ataque teve a internação provisória por 45 dias determinada pela Justiça na noite de ontem. Apesar da juíza Maria Moreno Senhorelo, que estava de plantão, ter determinado que o jovem fosse encaminhado imediatamente para o Centro de Internação Provisória de Goiânia, o destino dele é incerto devido à falta de um local onde possa permanecer isolado.

(Agência Brasil)

Em 10 horas – Assaltou um veículo, trocou tiros com a Polícia, foi atingido, acabou preso, serrou as grades e fugiu

O suspeito da prática de assaltos, Fellype Gonçalves da Silva teve uma sexta-feira (20) agitada, digna de filme de ação policial. Mas de curta-metragem.

Em um intervalo de apenas 10 horas, Fellype Gonçalves assaltou um veículo Celta (foto), no município de Pacajus, na Região Metropolitana de Fortaleza, foi perseguido por várias ruas do bairro Buriti, trocou tiros com a Polícia e com a Guarda Municipal, foi atingido no braço esquerdo, recebeu voz de prisão, foi encaminhado ao hospital para tratamento do ferimento, acabou autuado em flagrante na Delegacia de Pacajus, serrou as grades e fugiu.

Junto com Fellype Gonçalves, fugiram também Matheus Guedes Maciel e João Paulo do Nascimento Carvalho, ambos haviam sido presos este mês. Segundo a Polícia, Matheus Guedes é fugitivo da própria Delegacia de Pacajus, enquanto João Paulo é fugitivo da CPPL3.

Nuzman deixa a cadeia para cumprir prisão domiciliar

O ex-presidente do Comitê Olímpico do Brasil (COB), Carlos Arthur Nuzman, deixou, na tarde desta sexta-feira (20), a Cadeia Pública José Frederico Marques, em Benfica, onde cumpria prisão preventiva decretada pelo juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio.

Em nota, a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) informa que recebeu a documentação da Justiça referente ao habeas corpus concedido a Nuzman. A decisão judicial foi cumprida imediatamente, e o interno foi solto nesta tarde, diz o comunicado.

Ontem (19), em julgamento de um habeas corpus, a 6ª Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) colocou em prisão domiciliar o ex-dirigente do COB.

Nuzman vira réu

No mesmo dia em que recebeu habeas corpus do STJ determinando sua ida para o regime de prisão domiciliar, Nuzman virou réu com o ex-governador Sérgio Cabral. A decisão foi tomada nesta quinta-feira, pelo juiz Marcelo Bretas, em processo resultante da Operação Unfair Play, que investiga o pagamento de propina pelo direito do Brasil de sediar os Jogos Olímpicos de 2016.

(Agência Brasil)

Megaoperação contra pedofilia prende mais de 100 no País

O número de presos na megaoperação Luz na Infância chegou a 108 na tarde de hoje (20), informou o Ministério da Justiça e Cidadania. Policiais civis de 25 estados cumprem 178 mandados de busca e apreensão relacionados à prática de pedofilia. Ao deparar com material pornográfico de crianças e adolescentes na casa dos suspeitos, os agentes efetuam as prisões, em flagrante.

Segundo o ministério, os detidos são suspeitos de disseminar pornografia infantil e pedofilia na internet e, em alguns casos, eles eram também os responsáveis pela produção do material.

A operação é considerada uma das maiores do mundo no combate à pedofilia e envolve 1,1 mil policiais. O trabalho de investigação durou seis meses, e o número final de presos e mandados cumpridos será divulgado pelo Ministério da Justiça até o fim do dia. As investigações agora vão apontar se os detidos fazem parte de quadrilhas nacionais e internacionais ou agiam sozinhos. Também não foram divulgadas informações consolidadas sobre o perfil das pessoas que foram presas.

Na operação, a Diretoria de Inteligência da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) contou com o apoio de parceiros nos Estados Unidos e na União Europeia, que colaboraram com a troca de informações e softwares necessários para monitorar os criminosos. Mais de 150 mil arquivos com conteúdo pornográfico de menores de idade foram encontrados pelas investigações.

As informações sobre os suspeitos foram reunidas e encaminhadas pela Senasp às polícias civis dos estados, que têm jurisdição sobre o crime e deram continuidade às investigações. No Amapá e no Piauí, o trabalho não foi concluído a tempo da deflagração da operação, que envolveu os demais estados e o Distrito Federal. O ministro da Justiça, Torquato Jardim, disse que o trabalho continua e mais mandados podem ser emitidos nos próximos dias.

Torquato Jardim concedeu entrevista coletiva na sede da Superintendência da Polícia Federal no Rio de Janeiro e destacou a importância da cooperação internacional em tecnologia para a segurança pública no Brasil, explicando que os principais crimes que precisam ser combatidos no país são praticados por quadrilhas que têm ligações transnacionais, como os crimes cibernéticos e os de tráfico de drogas, armas e pessoas.

“Nada se passa no espaço exclusivo do território nacional. A integração federativa é fundamental, e a integração internacional não é menos fundamental em tecnologia. Essa é uma tecla [em] que o Ministério da Justiça bate muito”, afirmou o ministro.

(Agência Brasil)

Ataque a tiros em escola de Goiânia deixa ao menos dois mortos e feridos

Um ataque a tiros em uma escola de Goiânia, em Goiás, deixou ao menos dois mortos e pelo menos quatro feridos na tarde desta sexta-feira. Uma professora Colégio Goyazes acionou o Corpo de Bombeiros. A assessoria dos militares destacou que a mulher pediu socorro relatou que uma pessoa entrou na instituição de ensino e realizou disparos de arma de fogo contra crianças e adolescentes. O atirador era aluno do colégio.

Os feridos — uma menina e três meninos — têm entre 12 e 13 anos. Os bombeiros informaram que o atirador tem 14. Segundo a Polícia Civil, ele é filho de um major da Polícia Militar.

A escola fica no bairro Conjunto Riviera. Os bombeiros enviaram cinco viaturas de resgate e um helicóptero para o local. A vítima em estado mais grave já foi resgatada pela aeronave e levada à Hospital de Urgências da cidade. As demais foram encaminhadas à mesma unidade de saúde.

(Jornal Extra)

Operação Salvação – Temer exonera oito ministros que votarão contra denúncia na Câmara

Diário Oficial da União publica hoje (20) decretos assinados pelo presidente da República, Michel Temer, com a exoneração de oito ministros de Estado.

Os ministros exonerados têm mandatos de deputados e voltam à Câmara, onde deverão participar da votação, em plenário, prevista para a próxima quarta-feira (25), da segunda denúncia da Procuradoria-Geral da República contra o presidente Temer.

Na Comissão de Constituição e Justiça da Casa, em sessão realizada na última quarta-feira (18), o relatório a favor da inadmissibilidade da denúncia foi aprovado pela maioria dos deputados que integram o colegiado.

Nos decretos de exoneração publicados nesta sexta-feira constam os nomes dos seguintes ministros: Antonio Imbassahy, da Secretaria de Governo; Leonardo Picciani, ministro do Esporte; Ronaldo Nogueira, ministro do Trabalho; Sarney Filho, do Meio Ambiente; Marx Beltrão, do Turismo; Maurício Quintella Lessa, dos Transportes; Mendonça Filho, da Educação; e Bruno Cavalcanti, das Cidades.

(Agência Brasil)

Polícia Federal cumpre 10 mandados em operação relacionada a Petrobras e Odebrecht

A Polícia Federal está cumprindo, nesta manhã de sexta-feira, 10 ordens judiciais da 13ª Vara Criminal Federal de Curitiba. O objetivo, segundo informa o Valor Econômico, é apurar o pagamento de vantagens indevidas a executivos da Petrobras pelo Setor de Operações Estruturadas, o departamento de propinas do Grupo Odebrecht. Em nota, a PF informou que estão sendo cumpridos quatro mandados de busca e apreensão, um mandado de condução coercitiva e um de prisão temporária.

São realizadas três intimações determinadas pelo Justiça, com a imposição de outras medidas cautelares, conforme estabelecem os artigos 282 e 319 do Código de Processo Penal.

Conforme as investigações, há indícios concretos de que um grupo de gerentes da Petrobras se uniu para beneficiar a Odebrecht em contratações com a petroleira, mediante o pagamento de valores de forma dissimulada em contas de empresas offshore estabelecidas no exterior. Os investigados responderão pela prática dos crimes de associação criminosa, corrupção e lavagem de dinheiro. O investigado preso temporariamente será conduzido à carceragem da PF no Paraná.

Odilon Aguiar critica “falta de planejamento” na área da segurança pública

O deputado estadual Odilon Aguiar (PMB) criticou, nesta quinta-feira (19), na Assembleia Legislativa, a área da segurança pública do Estado. Segundo o parlamentar, o crescimento dos índices de violência no Ceará estão associados à “falta de planejamento e de competência do governador Camilo Santana”.

Odilon citou o caso recente de um grupo de turistas agredido em Jericoacoara. Não entrou no mérito, pois exige investigação, mas observou que a repercussão nacional não é nada boa para o Estado. Referiu-se aos vídeos divulgados pelas atrizes Luana Piovani e Antônia Fontenele nas redes sociais, onde falam em violência nesse local paradisíaco . “Uma situação dessa é muito grave, pois ela repercute em todo o País”, reforçou.

Odilon Aguiar avaliou que o problema não é falta de dinheiro e lembrou os números divulgados pela Secretaria da Fazenda do Estado que mostrariam um “equilíbrio fiscal tão celebrado pelo Estado”. “Somos referência em pagar nossas contas, por que não podemos ser em redução da violência também, já que dinheiro não falta?”, questionou.

Em aparte, o deputado Ely Aguiar (PSDC) afirmou que a violência no Ceará só cresce há dois anos. “Enquanto a oposição se cala, o governador enxuga gelo nomeando um secretário que adora uma mídia”, lamentou.

A deputada estadual Aderlânia Noronha (SD), em aparte, disse que o investimento do Governo do Estado em segurança pública não atende à demanda do Estado. “Muitas cidades nem delegados, nem trabalho de investigação tem, daí estarmos entre os piores estados do País em segurança pública”, lamentou.

Sergio Moro vai expedir mais uma sentença

O juiz federal Sergio Moro está pronto para sentenciar os doleiros Jorge Luz e seu filho, Bruno. Ambos são apontados pela Polícia Federal e o Ministério Público Federal como operadores financeiros do PMDB em esquemas de corrupção dentro da Petrobras. A informação é da Coluna Radar, da Veja Online.

Segundo a força-tarefa da Lava-Jato, Jorge Luz e Bruno foram responsáveis pela movimentação de ao menos 40 milhões de dólares, cerca de R$ 160 milhões, durante 10 anos.

De acordo com a procuradoria, entre os beneficiários há deputados, senadores, diretores e gerentes da Petrobras. Os dois estão presos desde março, quando foram extraditados de Miami, nos Estados Unidos.

O recado de um “cearoca” para Luana Piovani

Com o título “Escuta, Luana Piovani, vou te passar a visão…”, eis artigo do advogado criminalista Leandro Vasques, também presidente do Conselho Estadual de Segurança Pública, em resposta a vídeo da atriz global que lamentou, nas redes sociais, contra atos de violência na paradisíaca Jericoacoara (Litoral Oeste). Confira:

Sou carioca e resido no Ceará há um generoso tempo. Terra de gente hospitaleira, que recebe, com ternura e afago… com poucas horas de conversa com um cearense, ele é capaz de lhe levar para almoçar na casa dele…os nativos de Jericoacoara não são diferentes.

Venho a público externar minha aversão e meu asco à precipitada e açodada forma em que atrizes globais pretendem decretar o fim de Jericoacoara pelo solitário fato de amigos seus terem sido agredidos por lá…

Em um vídeo populista, dramaturgicamente ensaiado, se bem assistido – no fundo no fundo – o que fazem é destilar o veneno do preconceito subconsciente camuflado e oculto nos verbos e advérbios proclamados por um semblante de ira irascível.

Briga entre pessoas podem ocorrer em qualquer lugar pelas mais variadas razões e as autoridades haverão de apurar e dar a devida resposta.

Todo e qualquer brasileiro é cônscio que a violência está espraiada pelo país, especialmente no Rio de Janeiro, onde grassam as brigas banais e pueris em que turistas findam executados e regressam à sua terra natal embalados em esquifes envoltas de saudades.

Luana Piovani, dispensamos seu excesso e repudiamos seu exagero na FORMA de cobrar providências… a par disso já dissera Padre Vieira que “a luz ilumina, mas, em excesso, faz cegar…” e, apesar de você se achar, saiba, não é latifundiária da verdade e não tem o poder de decretar o fim de um lugar.

Aguardemos, pois, com a serenidade e equilíbrio necessários a apuração dos fatos, sem festival pirotécnico… ah, Luana, ainda dá tempo de resgatar a sensatez: grave outro vídeo, dessa vez focando APENAS em cobrar as devidas providências, pois aí sim terá o aplauso pretendido. Caso contrário, convivera com eternos apupos!

Tenho dito.

*Leandro Vasques,

Um Cearoca.

Maria da Penha apela contra mudanças na lei que leva seu nome

A farmacêutica Maria da Penha, que dá nome à lei que pune violência doméstica e familiar, criticou o Projeto de Lei da Câmara (PLC) 07/2016, que altera a norma, e pediu que o presidente Michel Temer vete as mudanças. Aprovado no Senado na semana passada, a proposta aguarda sanção presidencial.

Maria da Penha alerta que as alterações propostas pelo deputado Sergio Vidigal (PDT-ES) podem ter sua constitucionalidade questionada e provocar um retrocesso no combate à violência contra a mulher. “Mudanças casuísticas na lei Maria da Penha colocam em risco uma proposta que foi construída com o acúmulo das lutas dos movimentos de mulheres há mais de 40 anos e com minha própria história de vida. Por isso, eu peço, senhor Presidente Michel Temer, não sancione o PLC 07/2016”, afirma a ativista, em nota.

O PLC 07/2016 permite ao delegado de polícia conceder medidas protetivas de urgência às mulheres que sofreram violência e a seus dependentes, uma prerrogativa que hoje é exclusiva dos juízes. A autoridade policial deverá comunicar a decisão ao juiz e também consultar o Ministério Público em até 24 horas, de acordo com a proposta, para definir pela manutenção da decisão.

Medidas

Entre as medidas que podem ser aplicadas em caso de violência, estão a proibição de o agressor manter contato ou se aproximar da vítima, de seus familiares e das testemunhas, vetando-o de frequentar determinados lugares a fim de preservar a integridade física e psicológica da agredida, e o encaminhamento da mulher à rede de apoio às vítimas de violência.

“Que sejam destinados mais recursos orçamentários para as políticas de enfrentamento à violência doméstica e familiar, que profissionais do sistema de Justiça sejam capacitados, que as medidas protetivas sejam garantidas sem entraves burocráticos e efetivadas políticas de prevenção e assistência especialmente às mulheres negras e pobres e àquelas que se encontram em situação de maior vulnerabilidade social”, sugere Maria da Penha.

Entidades

A rejeição às mudanças na lei também é defendida por organizações de defesa da mulher (http://agenciabrasil.ebc.com.br/direitos-humanos/noticia/2017-10/senado-muda-lei-maria-da-penha-e-organizacoes-pedem-que-temer-vete). “Nós, mulheres que trabalhamos na proposta original, queríamos realmente garantir às mulheres o acesso à Justiça, que é uma garantia prevista não apenas na Constituição, mas especificamente no caso das mulheres, em convenções internacionais das Nações Unidas e da Organização dos Estados Americanos [OEA]”, explica Leila Linhares Barsted, diretora da ONG CEPIA – Cidadania, Estudo, Pesquisa, Informação e Ação e uma das redatoras do texto da Lei Maria da Penha.

Já a Associação Nacional dos Membros do Ministério Público (Conamp) alerta que a alteração na Lei Maria da Penha é ilegal. A associação aponta que a decisão por medidas protetivas de urgência “é uma grave ingerência nos direitos fundamentais do investigado”.

(Agência Brasil/Foto – Fábio Rodrigues)

PGR estuda anular delações da Odebrecht

Por trás da reclamação da Odebrecht feita ao STF sobre vazamentos de delações no exterior, está o temor de algumas de suas colaborações serem canceladas. A informação é do colunista Lauro Jardim, do O Globo.

Isso porque, com a divulgação dos fatos nos países onde eles aconteceram, começaram a pipocar inconsistências nos relatos feitos aos procuradores no Brasil.

Jorge Barata, ex-diretor da Odebrecht no Peru, é um dos casos sob a mira da PGR daqui.

Ele entregou esquemas em obras da empresa no país envolvendo o atual presidente, Pedro Kuczynski, sua vice, Mercedes Arioza, além dos ex-presidentes Ollanta Humala e Alejandro Toledo e até a candidata não eleita Keiko Fujimori.

Com a divulgação dos documentos, já foi possível identificar contradições nos relatos feitos por Barata às autoridades brasileiras e peruanas.