Arquivos da categoria: Saúde

Cremec promove VIII Congresso Científico e Ético

O Conselho Regional de Medicina do Estado do Ceará vi promover, a partir desta terça-feira (17),o VIII Congresso Científico e Ético do Cremec, o III Encontro de Ética dos Estudantes de Medicina do Estado Ceará e o I Encontro Científico e Ético dos Centros Acadêmicos dos Cursos  de Medicina do Estado do Ceará. O  tema central é “Humanismo do Médico+Ciência da Medicina”.

Esses eventos ocuparão espaço, até o próximo dia 21, no auditório da nova sede do Cremec.

A presidência e a coordenação científica do Congresso está a cargo do médico José Lindemberg da Costa Lima.

SERVIÇO

*Cremec – Avenida Antonio Sales, 485 – Bairro Joaquim Távora.

*Mais Informações – www.cremec.org.br e (85) 3230 3080.

Um milhão de portadores – Crianças com diabetes receberão no SUS o medicamento mais moderno

As crianças portadoras de diabetes tipo 1 terão à disposição no Sistema Único de Saúde (SUS) um dos mais modernos medicamentos para o tratamento da doença: a insulina análoga. O Ministério da Saúde anunciou que irá investir R$ 135 milhões, por ano, na compra do novo insumo. A expectativa é que o medicamento esteja disponível já no próximo ano. A nova aquisição será uma importante ferramenta na melhora da qualidade de vida de 100 mil crianças com maior dificuldade de controle da doença.

Estudos apontam que insulina análoga proporciona um melhor controle glicêmico nos sintomas relacionados à hiperglicemia e diminuição das complicações agudas e crônicas decorrentes do diabetes. O produto é de fácil aplicação, sua embalagem é uma caneta, resposta rápida e com doses que podem ser adaptadas a situação do paciente.

O novo tratamento será ofertado prioritariamente às crianças e adolescentes, já que o diabetes tipo 1 apresenta o seu pico entre 10 a 14 anos. A demanda representa 10% do total de crianças com diabetes no país, que são 1 milhão. No entanto, pacientes adultos, com este tipo da doença, também poderão ter acesso ao medicamento, desde que tenham indicação médica.

Estudos apontam ainda que o tratamento precoce de crianças com diabetes evita dificuldade de aprendizagem, principalmente verbal e de linguagem mais acentuada naquelas que tiveram convulsões por hipoglicemia. De acordo com a Sociedade Brasileira de Diabetes, 440 mil crianças desenvolvem a doença, por ano, no mundo.

Dados dos Sistemas de Informação sobre Mortalidade (SIM) e do de Informações Hospitalares (SIH), do Ministério da Saúde, apontaram que, em média, são cerca de 60 mortes de crianças por ano por diabetes e oito mil internações.

Atualmente, o Diabetes atinge 8,9% da população adulta do Brasil, de acordo com a Vigitel 2016. Desde 2006, o índice cresceu 61,8%, tendo maior prevalência nas brasileiras. O avanço das doenças crônicas no país preocupa, já que são consideradas um sério problema de saúde pública, sendo responsáveis por 63% das mortes no mundo, segundo estimativas da Organização Mundial de Saúde (OMS). No Brasil, o diabetes são a causa de 72,6% dos óbitos.

(Agência Saúde)

Prefeito de Caucaia e Domingos Neto entregam Unidade Básica de Saúde no Tabapuá

Domingos Neto, a vice-prefeita Lívia Arruda, Naumi e a primeira-dama Erick Amorim. 

O prefeito de Caucaia, Naumi Amorim (PMB) e o deputado federal Domingos Neto (PSD) entregaram, nesta sexta-feira (13), a Unidade Básica de Saúde (UBS) do Tabapuá. O equipamento foi resultado de um investimento de R$ 350 mil e deverá atender 2.500 famílias dessa comunidade, informa a assessoria de imprensa do parlamentar.

O ato contou com as presenças da primeira-dama Érika Amorim, da vice-prefeita Lívia Aguiar, dos secretários Henrique Javi (Estado) e Moacir Soares, além de diversas lideranças de Caucaia. “Sei que o desafio é grande, mas estamos indo no caminho certo e amanhã vamos inaugurar a UPA de Caucaia”, avisou Naumi.

Já o deputado federal Domingos Neto enfatizou que a saúde necessita de investimentos e prioridade, tanto que ele destinou R$ 15 milhões em emendas para a área. “A Constituição Federal obriga o prefeito a destinar 15% para o setor, mas os municípios destinam bem mais que isso, porque é uma necessidade da população e os custos são elevados”, acentuou o parlamentar.

Caucaia vai ganhar a maior UPA do Ceará

O prefeito Naumi Amorim (PMB) vai entregar, às 18 horas deste sábado, à população de Caucaia (Região Metropolitana de Fortaleza), a maior Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Ceará. Localizado no bairro Jurema, o equipamento tem capacidade de receber 350 pacientes por dia. A obra era aguardadas há seis anos.

A cerimônia, segundo a assessoria de imprensa da Prefeitura de Caucaia, integra a programação alusiva aos 258 anos de emancipação política do município. O governador Camilo Santana confirmou presença na solenidade.

“Nós prometemos melhorar a saúde e estamos fazendo isso. Contratamos mais de 150 médicos, retomamos os partos na nossa Maternidade, compramos maquinário novo, reformamos e inauguramos postos, fizemos capacitações dos profissionais e agora vamos entregar uma UPA novinha. Tudo isso em menos de dez meses. O povo de Caucaia merece mais seriedade e respeito, e não o descaso com que estava sendo tratado”, diz Naumi.

UPA

Considerada de Porte III (o maior, conforme parâmetros do Ministério da Saúde), a UPA custou cerca de R$ 3 milhões. Todo esse recurso é originário da própria Prefeitura de Caucaia, cuja atual gestão retomou as obras abandonadas por administrações anteriores.

A UPA da Jurema terá 23 leitos, sendo 15 de observação, quatro na sala vermelha e quatro na sala de pediatria. Para atender à demanda, dez médicos trabalharão dia e noite. Serão realizados exames de laboratório, eletrocardiográficos e radiológicos.

Com a Unidade em funcionamento, a população da Grande Jurema não precisará mais deslocar-se até a UPA Centro de Caucaia – ou a Fortaleza – para receber atendimento de qualidade.

(Foto – Divulgação)

Cruz Vermelha vai entregar prótese em 3D para criança em Fortaleza

A Cruz Vermelha Brasileira, regional do Ceará, vai entregar, às 10 horas desta quinta-feira, em sua sede, no bairro Aldeota, a primeira prótese de mão desenvolvida em tecnologia 3D do Estado. O garoto Ian Lucas, de 11 anos, foi escolhido para receber a doação da organização.

A ação faz parte do projeto “Mãos do Futuro”, que apadrinha crianças com deficiência física, causada por problemas congênitos ou mutilações acarretadas pelo câncer. O projeto visa o acesso de centenas de crianças em situação de vulnerabilidade social e doa as próteses juntamente com todo o acompanhamento de fisioterapia.

Com as próteses, será possível uma nova descoberta, estabelecendo um novo olhar da criança para a vida. As próteses são de personagens infantis, como Batman, Homem de ferro e Superman, trazendo um olhar lúdico, para uma realidade quase sempre tão dura e triste, informa a assessoria de imprensa da Cruz Vermelha no Estado.

SERVIÇO

*Cruz Vermelha – Avenida Barão de Studart, 1182 – Aldeota

*Mais Informações – (85) 98891.5799.

Ministério da Saúde libera R$ 33 milhões para ampliar atendimento do Samu

O Ministério da Saúde liberou hoje (10) R$ 33 milhões para ampliar e qualificar o atendimento do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) em 155 municípios do país. Os recursos anuais serão destinados a novos serviços habilitados, que ainda não recebiam custeio federal, e serviços que já contam com verbas federais.

Ao todo, vão receber os recursos 148 ambulâncias, oito motolâncias, dois aeromédicos, uma ambulancha e sete centrais de regulação.

O anúncio foi feito em Brasília pelo ministro da Saúde, Ricardo Barros, que destacou que a habilitação de outros 85 serviços está em andamento no ministério. “São serviços que estão sendo implantados pelos municípios e que também passarão a ter financiamento. Antes, os municípios tinham tudo pronto e não recebiam porque não havia disponibilidade orçamentária, ficamos anos com os serviços funcionando sem dinheiro do governo federal”, disse, contando que muitos recursos estão sendo deslocados da economia de R$ 4 bilhões feita pelo ministério.

O Samu funciona 24 horas por dia para socorrer rapidamente pacientes com necessidade de serem levados a unidades que prestam serviços de urgência e emergência. O acionamento do Samu é feito por uma central de regulação, por meio do número 192.

Renovação da frota

Na última semana, o governo federal entregou 225 novas ambulâncias para renovar a frota do Samu em todo o país; 340 veículos já haviam sido entregues no início do ano. A meta do Ministério da Saúde é renovar 57% da frota, entregando 2.249 ambulâncias para ampliação e renovação até 2018. Além das que foram disponibilizadas este ano, mais 1,5 mil já estão sendo licitadas.

Atualmente, o Samu atende em 3.514 municípios, cobrindo 81,8% da população brasileira. O governo federal investe R$ 1,1 bilhão no serviço, anualmente.

Nos próximos meses, 402 ambulâncias serão entregues para 134 municípios que ainda não possuem o Samu. Segundo o Ministério da Saúde, com a expansão, a cobertura da população chegará a 84,1%, ou seja, 173 milhões de pessoas em todo o país.

O governo federal é responsável por 50% dos recursos para o Samu; o restante é dividido entre estados e municípios.

(Agência Brasil)

Juazeiro do Norte promove a campanha Outubro Rosa

O prefeito de Juazeiro do Norte, Arnon Bezerra (PTB), abriu a campanha Outubro Rosa no município e que tem por objetivo conscientizar mulheres e sociedade sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama e colo do útero. Em discurso, Arnon informou que a cada mês são realizados, em Juazeiro do Norte, mais de três mil exames de prevenção, mas a meta é aumentar esse número aumente, em função da campanha.

De acordo com a secretária municipal da Saúde, Nizete Tavares, Juazeiro do Norte conta hoje com 68 equipes de Estratégia de Saúde da Família – ESF que estão aptas para receber e orientar as mulheres quanto à realização de consultas e exames que estão sendo solicitados nas Unidades Básicas de Saúde – UBS. As pacientes podem se dirigir ainda à Policlínica Regional de Barbalha para realizá-los.

O município conta ainda com 530 agentes comunitários de saúde que visitam as famílias de casa em casa, desenvolvendo um importante papel para que os objetivos da Campanha sejam atingidos.

(Foto – Divulgação)

Ação Amigos do Peito leva autoestima a mulheres mastectomizadas

O Grupo de Estudos em Micropigmentação, em parceria com a Fametro e Sindicato dos Servidores dos Estabelecimentos de Saúde do Ceará (Sindsaúde), realizou, nessa segunda-feira, a ação “Amigos do Peito”.

A ação ocorreu na sede da Fametro e envolveu 19 mulheres e mais 14 micropigmentadoras e esteticistas voluntárias. Além da aplicação da técnica, as mulheres participaram de outras atividades como palestras e oficinas.

Na programação, palestras informativas na área de nutrição, terapias integrativas e promoção da autoestima. O público também se mexeu com a ginástica laboral e cantou e dançou ao som de David Valente.

O que é?

Micropigmentação de aréola – O processo consiste em “pintá-la” nos seios da cliente superficialmente. Vale destacar que essa técnica não é como a tatuagem popularmente conhecida.

(Foto – Cristhyana Abreu)

Você aprova ensino a distância nos cursos de graduação da área da Saúde?

Com o título “Não ao ensino a distância nos cursos de graduação da área da Saúde”, eis artigo de Ana Cristhina Oliveira Brasil, conselheira efetiva, membro da Comissão de Educação do Crefito-6 e conselheira municipal de Saúde, que pode ser conferido no O POVO desta segunda-feira. “No caso das profissões da área da Saúde, podemos citar o vínculo terapêutico, que é a habilidade social de lidar com o ser humano…” diz trecho do texto. Confira:

São inegáveis os grandes avanços com os quais a tecnologia de informação tem favorecido à área da saúde. Mas tem causado grande preocupação a todos os profissionais da área: a autorização dos cursos de saúde na modalidade EaD (ensino a distância). Como profissional da área da Saúde, fisioterapeuta e conselheira efetiva do Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional da sexta região (Crefito 6), manifesto a insatisfação de todos os profissionais da área da saúde com essa aprovação.

É importante alertar a toda a sociedade civil, em especial aos usuários/clientes da saúde no Brasil, do SUS, da saúde suplementar ou privada, quanto aos riscos de danos irreparáveis pela intervenção de fisioterapeutas e/ou terapeutas ocupacionais ou de qualquer outro da área da saúde, sem que haja nenhum tipo de prática em laboratórios, nos cenários da rede de assistência à saúde, como unidades de atenção primária, ambulatórios/clínicas de especialidades, hospitais de média e alta complexidade, entre outros.

Assim como os possíveis problemas que ocorrerão pela falta de convivência presencial e o correto preparo para a interprofissionalidade atualmente exigida no âmbito da saúde e em outros setores. Desse modo, enfatizamos o nosso repúdio por esta modalidade de ensino (EaD) do modo que está sendo preconizada, que não se ajusta em nada no campo da saúde e que certamente irá gerar prejuízos irreparáveis à seguridade social pelo risco de ampliação de deficiências físicas e incapacidade para realização das tarefas humanas do dia adia, devido às intervenções de profissionais com formação virtual, o que poderá acarretar futuros processos ético-disciplinares.

Toda profissão, principalmente as da área da saúde, requer habilidades e capacidades específicas para o desempenho de excelência da aprendizagem desses ofícios. No caso das profissões da área da Saúde, podemos citar o vínculo terapêutico, que é a habilidade social de lidar com o ser humano para acolhê-lo em um momento de dor, e isso não se aprende por meio de aulas não presenciais.

Para finalizar, deixo uma reflexão: você confiaria seu(sua) filho(a), sua mãe ou pai, seu companheiro(a) a uma enfermeira cuja graduação foi feita a distância? A um fisioterapeuta que aprendeu como fazer as manipulações por meio de aulas pelo computador? A um médico que aprendeu a operar sem experiência presencial? A um terapeuta ocupacional que aprendeu, sem aulas práticas, a fazer órteses e adaptações para utensílios e auxílio nas atividades de vida diária? Torna-se urgente que tomemos providências para travar uso da EaD na área da saúde.

Ana Cristhina Oliveira Brasil

cristhinabrasil@gmail.com

Conselheira efetiva, membro da Comissão de Educação do
Crefito-6 e conselheira municipal de Saúde

Vem aí o I Encontro Brasileiro de Saúde Trans

Vem aí o I Encontro Brasileiro de Saúde Trans. Acontecerá de 1º a 4 de novembro próximo, no Campus da Unifesp, na rua Pedro Tolentino, 697, em São Paulo.

O objetivo, segundo a organização que mandou nota para o Blog, é discutir a saúde, desafios e políticas públicas nas vivências de travestis, mulheres transexuais, homens trans, pessoas de gênero e intersexo, segundo a programação.

Programação

*Confira aqui.

SERVIÇO

*Inscrições – https://goo.gl/77xscc

Roberto Cláudio diz que Rede de Atenção Psicossocial está sendo requalificada, com ampliação da estrutura

Da Coluna Vertical, no O POVO deste sábado (7):

Sobre a situação dos CAPs de Fortaleza, cobrado nesta Vertical, o prefeito Roberto Cláudio (PDT) reconhece problemas, mas informa que a Rede de Atenção Psicossocial (RAPs) está sendo requalificada, com ordens de serviço para construção dos prédios próprios dos Centros de Atenção Psicossocial Álcool e outras Drogas (CAPs) nos bairros São Cristóvão, Cidade 2000 e Messejana, nas Regionais I, II e VI, respectivamente.

Ainda neste ano, informa, vai inaugurar mais duas unidades: na Barra do Ceará e Cidade 2000. Para o próximo ano, entregará outras três.

“Com isso, nossa rede vai ser ampliada em número de leitos para acolher jovens e adultos dependentes de drogas”, promete.

Já a secretária municipal da Saúde, Joana Maciel, reforça: “Profissionais serão contratados para trabalho imediato via concurso público para psiquiatra, psicólogo, enfermeiro, técnico de enfermagem, assistente social, terapeuta ocupacional e médico clínico geral”.

Vamos aguardar. Sem traumas.

Empresa de ônibus muda visual para alertar sobre campanhas de prevenção

Prevenção do câncer sobre rodas

Uma empresa de ônibus da Região Metropolitana de Fortaleza está chamando a atenção de seus usuários para a importância da prevenção do câncer. A Viação Penha, do município de Maranguape, resolveu mexer com a visão de quem usa diariamente os ônibus da empresa. Todos os veículos ganharam cores novas, duas especificamente: o “rosa”, que marca neste mês de outubro a importância da prevenção do câncer de mama; e o “azul”, que lembra nos meses de novembro como os homens podem se prevenir do câncer de próstata.

”Resolvemos criar a Campanha #UnidosPelaMesmaCausa com o objetivo de alertar nossos usuários e toda a população sobre a importância de prevenir o câncer de mama, assim como o câncer de próstata. A mulher sempre se cuida mais que o homem. E ainda há muito preconceito no universo masculino. Daí a nossa ideia de fazer uma campanha que unisse homens e mulheres em torno de um mesmo tema: a prevenção do câncer”, diz Carlos Ernesto Holanda, diretor da Viação Penha.

O “verde” sempre foi a cor padrão da empresa, mas com o “OutubroRosa” e o “NovembroAzul” os ônibus da Viação Penha ficaram diferentes para alertar não apenas os usuários do transporte público, mas como também todos aqueles que passarão por perto dos veículos da empresa, que também opera em Fortaleza, bem como nos municípios de Maranguape e Maracanaú.

Um dos ônibus da Penha foi completamente adesivado com as cores da campanha. E todos os outros veículos da frota da empresa ganharam os tradicionais laços que simbolizam a campanha.

(Foto – Divulgação)

Santa Casa de Misericórdia de Fortaleza volta à UTI financeira

Uma nota paga por várias entidades do setor de saúde do Ceará chama a atenção para nova crise financeira que atingiu a Santa Casa de Misericórdia de Fortaleza. A entidade ameaça suspender serviços ambulatorial e hospitalar por falta de recursos e lamenta que a tabela do SUS está sem reajuste desde 2012.

O Sindicato dos Médicos do Ceará, a Associação Médica Cearense, a Sociedade Brasileira de Cirurgia, o Colégio Brasileiro de Cirurgiões e o Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva assinam a nota de solidariedade e cobrança.

(Foto – Arquivo)

Shopping Benfica e Hospital Multiclínico vão sortear vagas para exames de mamografia

Nesta quinta-feira (5), o Hospital Multiclínico de Diagnósticos estará no Shopping Benfica realizando testes de glicemia, aferição de pressão, cálculo de IMC e, também, o sorteio de cinco vagas para exames de mamografia.

O cadastro para concorrer aos exames será feito no próprio estande montado nesse polo de compras.

Os serviços, segundo a superintendência do shopping e a diretoria do hospital, serão gratuitos e acontecerão das 10 às 14 horas, no 1º piso. A ação é alusiva ao Outubro Rosa.

SERVIÇO

*Mais informações – 3243-1000.

Ministério da Saúde alerta para vacinação contra sarampo e rubéola

O Ministério da Saúde fez nessa terça-feira (3) um alerta sobre a necessidade de reforçar a vacina contra doenças como sarampo, caxumba e rubéola. A medida ocorre após países como França, Itália, Alemanha, Bélgica, Bósnia, Geórgia, Cazaquistão, Romênia, Sérvia, Dinamarca Ucrânia ficarem sob risco de surtos de sarampo e rubéola. De acordo com Organização Mundial da Saúde (OMS), o sarampo é considerado endêmico em nove países da Europa, e a rubéola, em 14.

O Sistema Único de Saúde (SUS) disponibiliza a vacina tríplice viral, que evita o sarampo, a caxumba e a rubéola. A primeira dose deve ser tomada aos 12 meses de idade. Aos 15 meses, é necessária uma dose da vacina tetraviral, que corresponde à segunda dose da vacina tríplice viral mais uma dose da vacina contra a varicela.

Caso haja atraso na vacinação, crianças de até 4 anos ainda podem receber a vacina com o componente varicela. A partir dos 5 anos até os 29 anos de idade, deverão ser administradas duas doses da vacina tríplice viral. Pessoas de 30 a 49 aos de idade devem receber uma só dose da vacina tríplice viral, caso não tenham sido vacinadas na idade correta.

O governo alerta que, apesar de já não haver casos de sarampo no Brasil desde 2001, nem de rubéola desde 2010, existe o risco dos vírus voltarem a circular no país. Por isso, o Ministério da Saúde enfatiza a importância de que o esquema vacinal esteja completo, conforme as indicações do Calendário Nacional de Vacinação.

(Agência Brasil)

Deputada quer explicações sobre possível fechamento da Mastologia do Gonzaguinha de Messejana

A deputada estadual Fernanda Pessoa (PR) via puxar audiência pública nesta quarta-feira, a partir das 14 horas, na Assembleia Legislativa, para discutir sobre o fechamento do serviço de Mastologia do Gonzaguinha de Messejana e sobre a situação dos mamógrafos na rede pública do Ceará.

“Nós recebemos a informação que a Prefeitura de Fortaleza estuda fechar o serviço de Mastologia do Hospital Gonzaguinha de Messejana e queremos explicações sobre isso, já que o fechamento pode causar grande impacto para a nossa gente. Também queremos debater o péssimo funcionamento dos mamógrafos no nosso Estado, o que representa a segunda pior cobertura no Nordeste” explica a parlamentar.

O serviço de Mastologia do Hospital Gonzaguinha de Messejana funciona desde 1996, contando atualmente com cinco mastologistas, todos com o Título de Especialista em Mastologia (TEMA). Atende moradores de 29 bairros de Fortaleza, o que corresponde a 46% do território, realizando consultas na especialidade de mastologia.

Comissão do Senado aprova empréstimo para saúde e assistência social de Fortaleza

Tasso preside a CAE do Senado.

A Comissão de Assuntos Econômicos do Senado (CAE) , presidida pelo senador Tasso Jereissati (PSDB), aprovou, nesta terça-feira,  contratação de empréstimo de até R$ 206 milhões (US$ 65,4 milhões de dólares), junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), para o município de Fortaleza.

Segundo o relator da matéria, senador Ricardo Ferrado (PSDB-ES), a verba irá financiar parte do Programa de Fortalecimento da Inclusão Social e Redes de Atenção (PROREDES Fortaleza) e será destinada à melhoraria das condições de saúde da população e redução das condutas de risco dos jovens em situação de vulnerabilidade no município. A matéria segue agora em regime de urgência para votação no plenário do Senado.

Ministério da Saúde repassa R$ 30,4 milhões de verba extra para combate ao Aedes. Ceará na lista

O Ministério da Saúde liberou, neste mês de setembro, R$ 30,4 milhões, referente à segunda parcela de recurso adicional para o combate ao mosquito Aedes aegypti. Ao todo, 3.148 municípios em 20 estados e o Distrito Federal serão beneficiados porque cumpriram critérios para intensificar as medidas de prevenção e combate ao mosquito transmissor da Dengue, Zika e Chikungunya. A informação é do site da pasta.

Em janeiro de 2017, o Ministério da Saúde repassou R$ 91,2 milhões aos municípios de todos os estados, referente à primeira parcela. No total são R$ 152 milhões ao combate ao Aedes. Já o envio da segunda parcela foi condicionado ao cumprimento de alguns critérios, especialmente a realização do Levantamento Rápido de Índice de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa), no caso de cidades com mais de dois mil imóveis. Os municípios com menos de dois mil imóveis devem fazer o Levantamento de Índice Amostral (LIA) e o monitoramento por ovitrampa ou larvitrampa nas cidades sem infestação do mosquito. Também estão previstas metodologias alternativas, utilizadas pelas vigilâncias locais para monitorar o nível de infestação do mosquito Aedes.

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, destaca a importância desse recurso extra para os municípios. “Não podemos baixar a guarda diante de um vetor responsável por várias enfermidades. Por isso, subsidiamos estados e municípios com um reforço financeiro para a intensificação de ações que visam o controle das doenças causadas pelo mosquito Aedes aegypti, principalmente, no verão, período de maior circulação desse vetor”, afirmou o ministro.

Antecipação de verbas

Em decorrência da epidemia de febre amarela, ocorrida nos últimos meses, o Ministério da Saúde antecipou o repasse da segunda parcela do recurso extra para todos os municípios dos estados da Bahia, Ceará, Espírito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo, totalizando R$ 29,3 milhões. No entanto, alguns municípios da BA, CE, MG e SP terão que restituir ao Fundo Nacional de Saúde os valores recebidos antecipadamente por não terem cumprido os critérios para o recebimento destes recursos. As informações deveriam ser consolidadas pelas secretarias estaduais de saúde e repassadas ao Ministério da Saúde até o dia 30 de junho deste ano.

Aplicativo promete facilitar vida de profissionais da saúde e clientela

Acaba de surgir no mercado local o FamilyDoc. Trata-se de um novo aplicativo que permitirá unir a disponibilidade dos profissionais de saúde com a necessidade de atendimento de pacientes. Médicos, psicólogos, enfermeiros, nutricionistas, fisioterapeutas, educadores físicos, fonoaudiólogos, terapeutas ocupacionais e dentistas já podem fazer seu cadastro via site ou pelo próprio aplicativo familydoc, baixando pela GooglePlay ou App Store, por meio de uma interface amigável e em um ambiente fácil de ser utilizado.

Previsto para dar início aos atendimentos em Fortaleza, no começo de outubro, o FamilyDoc possibilitará, por meio de um painel de controle, informar o tipo de atendimento oferecido, dias e horários disponíveis, valor da consulta, localização e deslocamento em tempo real do interessado, acompanhamento e agendamento de novas consultas, possíveis atrasos, melhor rota, movimentação financeira, além de várias outras funcionalidades.

O aplicativo foi idealizado por Alexandre Cavalcanti, médico, professor da Unifor e mestre em Saúde Pública. “A ideia surgiu a partir da identificação do desejo das pessoas por um atendimento com maior proximidade com o profissional, bem como a abertura de um canal que possibilita o atendimento na casa do paciente, um diferencial inconteste, principalmente para aquelas famílias que tem crianças, idosos ou pessoas com necessidades especiais. Além disso pelo aplicativo é possível encontrar um profissional que esteja mais próximo, ou que esteja disponível no horário que o paciente precisa de atendimento, e não, quando tiver vaga pelo plano.”

O FamilyDoc representa um novo modelo de atendimento com ganhos tanto para os profissionais quando para os pacientes, e prevê quatro modelos:

1. Atendimento domiciliar para o mesmo dia, em até 3 horas. São aquelas situações em que o deslocamento do paciente até o consultório torna-se mais difícil. Com o FamilyDoc, é possível realizar um atendimento domiciliar para o mesmo dia. O paciente consulta a lista de especialidade e opta pelo que for mais conveniente de acordo com currículo, proximidade ou faixa de valor da consulta.

2. Atendimento no consultório para o mesmo dia. Da mesma forma que a modalidade anterior, com o FamilyDoc o médico pode escolher estar disponível para o atendimento no consultório, ocupando os espaços da agenda da maneira que melhor convier.

3. Agendamento domiciliar. O profissional de saúde pode se programar para realizar atendimento, com data marcada, na residência do paciente, valorizando os momentos de maior disponibilidade em sua agenda.

4. O profissional pode se colocar à disposição no aplicativo nos momentos que o consultório estiver com menor movimento, preenchendo horas vagas.

SERVIÇO

*Acesse o Familydoc aqui.

(Foto – Divulgação)

Presidente do Conselho Nacional da Saúde debate em Fortaleza a crise do SUS

O presidente do Conselho Nacional de Saúde, Ronald Ferreira dos Santos, está em Fortaleza. Atendendo a convite do Fórum em Defesa do SUS e por Concurso Já, ele participará de um debate, a partir  da 11 horas desta terça-feira, no auditório do Conselho Regional de Enfermagem.

O debate envolverá entidades e lideranças sindicais que atual no campo da saúde no Estado e versará sobre a crise no Sistema Único de Saúde.

Também em discussão a PEC 55, em tramitação no Congresso, que busca revitalizar a situação financeira do SUS.

(Foto – Divulgação)