Arquivos da categoria: Sindicalismo

Centenas de entidades se manifestam contra corte de despesas no Sine/IDT

Da Coluna Vertical, no O POVO deste sábado (18):

Mais de 300 sindicatos e entidades de categorias do Ceará assinaram manifesto em defesa do Sine/IDT. Na lista de corte de despesas do órgão até mesmo a pesquisa sobre emprego e desemprego na Região Metropolitana de Fortaleza.

A categoria já tentou, por várias vezes, sensibilizar o secretário do Trabalho e Desenvolvimento Social do Estado (STDS), Josbertini Clementino. Ele, no entanto, diz apenas que o caso está em avaliação.

Bem, é hora do governador espiar melhor o cenário. Um órgão que atrai apoio de tantas entidades não pode ser menosprezado.

OAB/CE é sede de debate sobre entidades sindicais e movimento político atual

Sejus promoverá melhorias para agentes penitenciários e fará concurso ainda neste ano

foto-sindicalismo-170130-agentes-penitenciarios-sejus

Reforma dos alojamentos utilizados pelos agentes penitenciários, aquisição de fardamentos, novos armamentos e coletes balísticos. Essas são algumas das melhorias que os agentes penitenciários terão no exercício de suas funções, segundo a secretária da Justiça e Cidadania (Sejus), Socorro França, durante encontro com representantes do Sindicato dos Agentes e Servidores do Sistema Penitenciário do Estado do Ceará (Sindasp/CE).

Segundo a secretária, os benefícios serão adquiridos com parte da verba de R$ 52 milhões provenientes do Ministério da Justiça. O encontro também serviu para uma avaliação das principais deficiências nas cadeias públicas e nas grandes unidades prisionais do Estado.

“Vejo competência e comprometimento na figura da nova gestora”, comentou o presidente do Sindasp/CE, Valdemiro Barbosa, ao destacar que a titular da Sejus também informou que o Ceará receberá 22 viaturas requeridas do Departamento Penitenciário (Depen), além da realização de concurso público para o segundo semestre de 2017.

(Foto – Divulgação)

Previdência Social – José Airton diz que “Lei Pé na Cova” acaba com aposentadoria no campo

foto-jose-airton-170127-agricultores

“É um tiro no coração do trabalhador brasileiro”. A definição é do deputado federal José Airton Cirilo (PT), coordenador da Bancada Federal do Ceará, ao expor para agricultores de Beberibe, no Litoral Leste do Estado, a 79 quilômetros de Fortaleza, a proposta do Governo Federal na Reforma da Previdência.

Para o parlamentar cearense, a aposentadoria ocorrerá já no fim da vida do trabalhador, principalmente o homem do campo, quando o desgaste físico geralmente é maior, ao longo dos anos, em relação ao trabalhador nas grandes cidades.

Em reunião com agricultores da região, José Airton sugeriu uma grande mobilização do trabalhador, como forma de pressionar os parlamentares para a alteração da proposta, a qual classificou como “Lei Pé na Cova”.

O encontro também reuniu políticos da região, sindicalistas e sociedade civil.

Secretário diz que o foco é o “capital humano” para reestruturar a SSPDS

foto-sspds-170120-associacoes

O secretário de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), André Costa, recebeu nessa quinta-feira (19) os representantes das associações de praças e oficiais da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar.

O titular da SSPDS ouviu as demandas das categorias e aproveitou para informar as diretrizes traçadas e qual o caminho a atual gestão deverá seguir.

“Já conversei com muita gente, estou ouvindo as associações, mas quero também ouvir o policial. Precisamos focar no capital humano para que a mudança estrutural na Segurança Pública aconteça. O que eu puder fazer em prol das nossas categorias, vou fazer. Será criada uma comissão de acompanhamento das ocorrências em que servidores da segurança pública figurem como vítimas, analisando cada caso e tendo representatividade de toda a categoria, desde os praças”, comentou André Costa.

(com informações da Aspramece / Foto: Divulgação)

Fuaspec quer participar do estudo que definirá percentual da reposição salarial dos servidores do Estado

foto-sindicalismo-170119-casa-civil

“Queremos a garantia de discutir o percentual da reposição salarial dos servidores do Estado, antes da mensagem ser enviada aos parlamentares cearenses”, disse a coordenadora do Fórum Unificado das Associações e Sindicatos dos Servidores Públicos Estaduais (Fuaspec), Eliene Uchoa, durante encontro de sindicalistas com o chefe da Casa Civil, Nelson Martins, nessa quinta-feira (19), no Palácio da Abolição.

“Devemos seguir a Lei da Mesa Estadual de Negociação Permanente. Os trabalhadores devem participar dessa negociação”, reforçou a presidente da Associação dos Servidores da Secretaria de Educação do Estado do Ceará (Asseec), Rita de Cássia Gomes, ao lembrar que na última reunião da Mesa ficou acertado que dois sindicalistas participariam do estudo de ajuste na remuneração dos servidores.

O chefe da Casa Civil disse que encaminhará a reivindicação do Fuaspec à Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag) e que uma definição poderá ocorrer na próxima semana. “Reunimos todos os secretários com o governador Camilo Santana para uma definição do percentual que o Estado poderá conceder, mas não conseguimos (chegar a um índice). Com a saída do Dr. Hugo da Seplag, ainda estamos fazendo a integração da equipe com as secretarias. Fluxo e receita do Estado para o ano de 2017, por exemplo, não foi feita ainda, nós vamos fazer na primeira reunião da GOGERH, na última semana de janeiro”, comentou Nelson Martins.

(Foto: Fuaspec / Divulgação)

Sindpan empossa nova diretoria nesta terça-feira

foto-angelo-marcio-sindpan-ce

O novo presidente do Sindicato das Indústrias de Panificação e Confeitaria no Estado do Ceará (Sindpan), Ângelo Marcio Nunes de Oliveira, toma posse à frente da entidade, nesta terça-feira (17), a partir das 18h30min, no auditório da Fiec, na Aldeota.

Ângelo Nunes, proprietário da Panebox, pretende profissionalizar o sindicato e e realizar estudos sobre o setor. O mandato é de três anos. Atualmente, o Sindpan possui 340 empresas associadas.

Fetrace estima que 200 mil atendimentos deixarão de ser realizados pelo Sine/IDT este ano no Ceará

Em carta aberta ao governador Camilo Santana, enviada ao Blog, a Federação dos Trabalhadores, Empregados e Empregadas no Comércio e Serviços do Estado do Ceará (Fetrace) aponta uma desestruturação do Programa Sistema Nacional de Emprego (Sine).

“O Governo do Estado promove cortes sistemáticos de recursos para o financiamento das políticas públicas do trabalho executadas pelo Sine/IDT”, afirma a Federação, ao ressaltar a “grave crise de desemprego que ora se abate sobre o país e sobre o Estado do Ceará, uma vez que somente na Região Metropolitana de Fortaleza havia 246 mil desempregados, em novembro/2016”.

Segundo a Fetrace, o Governo do Ceará estaria descumprindo obrigações financeiras pactuadas no Contrato de Gestão com o IDT, o que teriam causado o fechamento de unidades de atendimento, a suspensão da Pesquisa de Emprego e Desemprego (PED), além da estimativa que 200 mil atendimentos deixarão de ser realizados este ano.

“Considerando o compromisso do seu Governo com a prática do diálogo social e da negociação, apoiada nos primados da justiça social e do elevado espírito público no trato dos problemas que afligem o povo cearense, solicitamos que V. Exa reexamine com zelo e responsabilidade a situação orçamentária do IDT (incluindo os valores contratados e não repassados nesses últimos dois anos) para que a execução das políticas do trabalho no Estado não seja comprometida e a população desempregada, demandante dos serviços da rede SINE/IDT, não seja penalizada ainda mais com a diminuição da capacidade e da qualidade dos serviços assegurada por esta rede pública de atendimento, sobretudo em tempo de desemprego mais elevado”, conclui o documento.

Senado deve analisar este ano projeto que acaba com contribuição sindical obrigatória

O fim da obrigatoriedade da contribuição sindical para todos os trabalhadores está em pauta na Comissão de Assuntos Sociais (CAS). O autor da proposta, senador Sérgio Petecão (PSD-AC), quer que os senadores decidam logo a questão. A cobrança é realizada em março e equivale a um dia de trabalho.

Petecão avalia que não há como saber se o dinheiro dos trabalhadores não sindicalizados é realmente investido em benefícios para o próprio trabalhador. O PLS 385/2016 estabelece que a contribuição sindical será devida somente pelos filiados aos sindicatos.

Já o senador Paulo Paim (PT-RS) defende a realização de audiência pública antes da votação do projeto para que representantes de patrões e empregados possam se manifestar sobre a proposta.

(com a Rádio Senado)

Associações militares avaliam a Segurança Pública no Ceará em encontro no sábado

capitão wagner

Associações de policiais e bombeiros militares do Ceará promovem no sábado (14), a partir das 9h30min, na quadra do Colégio do Tiradentes, no Centro, um café da manhã para avaliar os últimos acontecimentos referentes à Segurança Pública no Estado, além de definir estratégias contra o que alegam “falta de diálogo com a categoria” por parte do Governo do Estado.

Dados das associações apontam que, na atual gestão Camilo Santana, foram assassinados 48 agentes de segurança pública, enquanto a categoria espera há dois anos um reajuste salarial.

“É notório que o Estado do Ceará passa por uma das piores crises na pasta, sem investimentos por parte do Governo. Viaturas sucateadas, falta de equipamentos necessários, falta de valorização profissional, carga horária não regulamentada em lei entre outras pautas que a categoria clama por melhores condições de trabalho”, afirmam as associações, em nota à imprensa.

O encontro contará com as presenças do deputado estadual Capitão Wagner e do deputado federal Cabo Sabino, ambos do Partido da República (PR), que debaterão com a categoria sobre a “Média do Nordeste”, apresentada pelo Governo do Ceará.

Sindifort realiza eleições nesta quarta-feira

As eleições para escolha da nova diretoria executiva, conselho fiscal e respectivos suplentes do Sindicato dos Servidores e Empregados Públicos do Município de Fortaleza (Sindifort) ocorrerão nesta quarta-feira. A votação será das 8 às 17 horas, em local único: rua 24 de Maio N° 1171, Centro, Fortaleza, entre as ruas Clarindo de Queiroz e Meton de Alencar, quase em frente à sede do Sindifort.

O pleito conta com apenas uma chapa inscrita, a chapa “SINDIFORT É 10 – A LUTA NÃO PODE PARAR”, que se inscreveu para concorrer ao mandato de 2017 a 2021. Para dar agilidade e segurança ao processo, serão usadas urnas eletrônicas cedidas pelo TRE.

Para votar, os servidores públicos municipais, filiados ao Sindifort, devem estar em dia com suas obrigações estatutárias.

Exigências

O servidor, na hora da votação, deverá apresentar documento de identidade original
com foto (RG, CNH, Carteira de Identidade emitida por Conselho Profissional, Carteira de Trabalho ou Passaporte), não sendo válido o uso de crachás, carteirinhas, fotocópias ou outros documentos sem validade oficial.

SERVIÇO

*Comissão Eleitoral – 3211.3705 ou com a Assessoria de Comunicação do Sindifort – (85) 3211.3714 e (85) 3211.3712.

Contribuição previdenciária – Servidores não aceitam proposta do Estado e avaliam paralisações

Além da polêmica da PEC que extingue o TCM, a Assembleia Legislativa do Ceará viveu nesta quarta-feira (21) outro momento de tensão, diante do protesto de servidores estaduais, contrários ao aumento da contribuição previdenciária.

A manifestação foi coordenada pelo Fórum Unificado das Associações e Sindicatos dos Servidores Públicos Estaduais do Ceará (Fuapesc), que também luta pela reposição salarial.

“É inadmissível sentar à Mesa de Negociação e não tratar um assunto tão importante. Não sei que Governo de diálogo é esse!”, criticou Eliene Uchoa, coordenadora geral do Fuaspec, que lamentou o descaso do estudo técnico que aponta a possibilidade do Estado pagar 20,43% de reajuste aos servidores públicos.

O Fórum aponta que paralisações poderão ocorrer no próximo ano, ao lembrar que algumas categorias já se posicionam para o enfretamento. Eliene Uchoa informou ainda que os fazendários já deliberaram pelo estado de greve.

Sindicato Mova-se em clima de eleições

As eleições para escolha da nova diretoria executiva colegiada, diretorias regionais e Conselho Fiscal do Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Estadual do Ceará – Mova-se ocorrem a partir desta segunda-feira e vão se estender até quarta-feira. O pleito conta com apenas a Chapa 1 – Mova-se pela Unidade Sindical, que se inscreveu para concorrer a um mandato de 2017 a 2020.

Para votar, os servidores públicos estaduais deverão estar sindicalizados desde, no mínimo, 18 de setembro de 2016, e em dia com a tesouraria do sindicato. Urnas fixas estão distribuídas nas sedes dos órgãos públicos estaduais em Fortaleza, assim como urnas itinerantes colherão os votos nas regionais do interior do estado.

Caso haja segunda votação, as datas serão nos dias 23, 24 e 25 de janeiro de 2017, nos mesmos locais e horários da primeira votação.

SERVIÇO

*Para mais informações sobre os locais de votação e integrantes da Chapa 1, acesse aqui.

Reforma da Previdência – União dos Policiais do Brasil aguarda até terça-feira a retirada da categoria da PEC

Em nota enviada à imprensa, a União dos Policiais do Brasil informa da realização de assembleia sobre a Reforma da Previdência. Confira:

A União dos Policiais do Brasil, representando as entidades de classes policiais e das demais forças de segurança pública do país, comunica oficialmente que aguardará até terça-feira, dia 20/12/16, uma resposta do Governo Federal, por meio do Excelentíssimo Senhor Ministro da Justiça e Cidadania, Alexandre de Moraes, sobre o resultado do pleito conjunto e unificado, ocorrido no dia 14/12/16, consubstanciado na retirada das Polícias, demais órgãos da Segurança Pública e carreiras congêneres, como agentes penitenciários, do texto da PEC 287/16, diante da necessidade premente de finalização dos estudos técnicos contratados junto à Fundação Getúlio Vargas, para posterior apresentação de uma proposta, por meio de lei complementar, fixando novos critérios previdenciários, em face da realidade das categorias em função do cargo e efetivo exercício de atividade de risco.

No dia 21/12/16, às 10h, as entidades realizarão uma Assembleia Geral Unificada, em que haverá decisão sobre os novos rumos a serem adotados pelo movimento, com anúncio à sociedade e à imprensa, em entrevista coletiva.

A pauta da Assembleia terá, entre todos os assuntos relevantes acerca da Reforma da Previdência para os policiais, a criação de um Fundo Único Nacional, que proverá custeio das possíveis mobilizações futuras.

As entidades aguardam confiantes a decisão do Governo Federal, para que não seja outro o resultado, senão o reconhecimento pela continuidade no texto constitucional da atividade de risco das categorias representadas, o que enseja tratamento adequado, com requisitos e critérios próprios em razão das peculiaridades da atividade policial.

A política para todos e a política sindical

Em artigo enviado ao Blog, o leitor André Luiz Gomes comenta que a política sindical não pode prevalecer aos interesses da população. O estudante universitário rebate campanha publicitária do Sindicato dos Médicos, que requer os investimentos do Réveillon – incluindo o patrocínio privado – para a área da Saúde. Confira:

O Sindicato dos Médicos do Ceará (Simec), presidido pela doutora Mayra Pinheiro, lançou campanha publicitária demagógica contra o Réveillon de Fortaleza. O material veiculado com linguagem irônica induz ao pensamento de que não deveria ser investido dinheiro público no Réveillon, para que os recursos sejam destinados aos médicos do município.

De acordo com informações da Prefeitura de Fortaleza, a tradicional festa de fim de ano está entre os maiores eventos de todo o País, sendo majoritariamente financiada com recursos de patrocínio privado, e nenhuma atração artística é paga antes de o show ocorrer.

A realização do Réveillon proporciona diversos benefícios socioeconômicos para a cidade, visto que o evento gera emprego e renda, coloca Fortaleza gratuitamente na mídia nacional (tornando a Capital, cada vez mais um dos principais destinos do Brasil) e garante também que a população mais carente tenha acesso a atrações, normalmente acessíveis apenas para aqueles que podem pagar.

Uma gestão pública deve olhar para a cidade como um todo, diferentemente de um sindicato que defende apenas os interesses de um determinado grupo.

É absurdo fazer uso de material publicitário apelativo para defender apenas uma classe, tentando colocar fim em um evento que beneficia tantas outras categorias como funcionários de hotéis e restaurantes, vendedores, taxistas, recicladores e muitos outros.

Acabar com um evento que beneficia inúmeras pessoas e que gera renda para favorecer apenas uma classe de médicos não é uma atitude de gente social e politicamente responsável.

O legítimo seria que o sindicato defendesse a sua categoria e buscasse, de forma séria, soluções viáveis junto ao poder público, em vez de divulgar conteúdo demagógico com uma espécie de luta que, caso viesse a ter êxito, poderia acabar gerando ainda mais desemprego em nossa Capital.

Na verdade, é válido refletir se esta campanha não tem mesmo é interesse político e eleitoreiro, tendo em vista que a presidente é filiada ao PSDB e foi candidata a deputada em 2014. Será que isto já seria plataforma para 2018? Isto é autopromoção ou luta pela categoria?

Professores farão manifestação silenciosa nesta terça-feira no TRT

Para protestar contra uma determinação oriunda da 4ª Vara do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) – 7ª Região, um grupo de professores das universidades públicas do Ceará fará uma manifestação silenciosa, nesta terça-feira (13), a partir das 9 horas.

Segundo o presidente do sindicato da categoria, Gilberto Telmo Marques, uma sentença da 4ª Vara, por meio de seu juiz substituto, contradiz o Superior Tribunal de Justiça (STJ), na questão de benefícios concedidos aos professores.

De acordo com o dirigente sindical, a sentença do TRT do Ceará determina a devolução de valores do piso conquistado pelos professores após mais de 20 anos de batalha judicial.

“Juntos Podemos Mais” vence eleição da Adpec, por dois votos

foto-sindicalismo-adpec

A chapa “Juntos Podemos Mais” venceu as eleições para a Diretoria e Conselho Fiscal da Associação dos Defensores Públicos do Estado do Ceará (Adpec). Dos 300 votos válidos, 151 foram para a chapa encabeçada pela defensora pública Carol Gondim, eleita presidente da Associação. A chapa “Inove”, que teve à frente o defensor Rubens de Lima, obteve 149 votos. Cinco envelopes enviados fora das regras estatutárias foram declarados inexistentes.

Eleita para o biênio 2017-2018, a nova Diretoria da Adpec é composta por Carol Gondim (presidente), Delano Benevides (vice-presidente), Yasmina Braide (1ª Secretária), Rosângela Bobô (2ª Secretária), Márcio Maranhão (Tesoureiro), Nelie Aline Marinho (Diretora Parlamentar), Aldemar Monteiro (Diretor Jurídico de Prerrogativas), Emília Nobre (Diretora de Eventos), Sérgio Luís Araújo (Diretor de Comunicação Social), Júlio César Lobo (Diretor de Interior), Benedita Damasceno (Diretora de Aposentados e Pensionistas), tendo como Conselheiras Liduína Freitas, Marylene Venâncio e Valéria Teles.

A nova diretoria assume a Adpec a partir do próximo dia 1º de janeiro.

Salmito avalia com Federação Nacional dos Médicos a situação da saúde pública

foto-salmito-cmfor-161209-federacao-medicos

O subfinanciamento e a precarização na saúde pública, além das condições de trabalho dos médicos, foram temas discutidas nesta sexta-feira (9), na Câmara Municipal de Fortaleza, entre o presidente do Legislativo de Fortaleza, Salmito Filho (PDT) e o presidente da Federação Nacional dos Médicos (Fenam), Otto Baptista.

Para o presidente da Fenam, os poderes Legislativo e Executivo podem contribuir para melhorar a qualidade de saúde da população e também a qualidade de trabalho dos médicos. “Estou satisfeito com a reunião que tive com presidente Salmito, porque vemos que podemos estabelecer um grande elo, uma grande ponte”, comentou Otto Baptista.

“A Câmara Municipal de Fortaleza está de portas abertas, estabelecendo o diálogo dessa pauta legítima dos médicos. Esse diálogo interessa tanto ao poder público municipal quanto à categoria dos médicos.”, destacou Salmito.

O encontro foi acompanhado pela vereadora Cláudia Gomes (PTC), pelo presidente do Sindicato dos Médicos do Rio Grande do Norte, Geraldo Ferreira, além do ex-presidente do Sindicato dos Médicos do Ceará e ex-vereador José Maria Pontes.

Sindetran/CE quer anulação de exames de direção realizados no entorno da lagoa da Maraponga

foto-detran-sindicalismo-161128

Candidatos à Carteira Nacional de Habilitação (CNH), aprovados e reprovados no exame de direção do Detran, nesta segunda-feira (28), poderão ter seus resultados anulados. O alerta é do Sindicato dos Trabalhadores na Área de Trânsito do Ceará (Sindetran/CE), que esta semana entrará com um pedido, junto ao Ministério Público, para a anulação das provas – que também será realizada nesta terça-feira (29) -, diante do uso de local inadequado para a realização dos exames.

Segundo a presidente do Sindetram/CE, Eliene Uchoa, os exames estão sendo realizados na rua Suíça, no entorno da lagoa da Maraponga, onde não haveria condição para avaliar os candidatos.

“Conforme resolução nº 168/04 do Conselho Nacional de Trânsito, o exame deverá ser realizado em área especialmente destinada a este fim, que apresente os obstáculos e as dificuldades da via pública, de forma que o examinado possa ser observado pelos examinadores durante todas as etapas do exame. Então, como será esta avaliação? A rua que escolheram não possui sinalização adequada para tal processo”, observou Eliene Uchoa.

O Detran/CE deslocou os exames para o entorno da lagoa da Maraponga, após servidores aposentados acamparem na área de exames do órgão de trânsito, destinada à prova de prática de direção. O Sindetran/CE luta pela implementação da gratificação de produtividade para todos os servidores ativos e inativos, conforme texto da Lei 16.122, sancionada pelo governador Camilo Santana em outubro passado.

(Foto – Sindetran/CE)

Servidores aposentados dormem na área de exames do Detran da Maraponga e atendimento se encontra suspenso

foto-sindicalismo-detran-nov-2016

A luta pela implementação da gratificação de produtividade para todos os servidores ativos e inativos do Departamento Estadual de Trânsito (Detran/CE), de acordo com a Lei 16.122, sancionada pelo governador Camilo Santana em outubro passado, levou um grupo de servidores aposentados do órgão a dormir na área de exames do Detran da Maraponga.

Filiados do Sindicato dos Trabalhadores na Área de trânsito (Sindetran/CE), os 20 manifestantes se acomodam nas cadeiras destinadas aos candidatos do teste de direção, o que provocou a suspensão das atividades no setor.

“Não entendemos o que a superintendência do Detran está fazendo. Ainda ontem (terça-feira, 22), o procurador do órgão falou à nossa assessoria jurídica que os aposentados não seriam contemplados, sendo assim contrário a Lei assinada pelo Executivo”, comentou Eliene Uchoa, presidente do Sindetran/CE.