Arquivos da categoria: Turismo

Erick Vasconcelos assume Setfor; Alexandre Pereira viaja para mestrado

O secretário-adjunto do Turismo de Fortaleza, Erick Vasconcelos, estará à frente da Setfor, nas próximas semanas, diante da viagem do secretário Alexandre Pereira para Lisboa, em Portugal, que aproveita as férias para dar prosseguimento ao curso de mestrado.

Erick segue tocando os projetos, com prioridade nas ações de requalificação da Praia de Iracema, junto às atribuições do Conselho da Praia de Iracema, quando preside e com o Instituto Iracema.

Erick, com uma experiência de 30 anos atuando no turismo, não terá dificuldades de cumprir mais essa missão do turismo em Fortaleza, confiada pelo prefeito Roberto Cláudio.

(Foto: Arquivo)

Setfor quer incentivar turismo na Barra do Ceará

A Secretaria de Turismo de Fortaleza (Setfor) quer incentivar a ida de turistas à Barra do Ceará, diante do apoio ao projeto Valorização dos Potenciais Turísticos da Barra do Ceará.

Entre as ações está o Stand Up no encontro das águas do Rio Ceará com o mar, além da parceria da gestão compartilhada do Mercado Central/SETFOR/COOPCENTRAL, que premiará com passeios de barco no Rio Ceará clientes do mercado que comprarem a partir de R$ 200 em produtos artesanais.

(Foto: Reprodução)

Em maio, Fortaleza recebe dois voos diretos para Paris

Em maio, dois vôos diretos ligarão Paris a Fortaleza, no Nordeste do Brasil, com a Joon, a subsidiária de baixo custo da Air France. E as conexões com os outros aeroportos locais, Natal, Recife, Salvador, Belém e Manaus, tornarão mais acessível esta vasta área do país tão grande quanto a metade da América Latina.

O presidente do Conselho Brasileiro de Turismo (Embratur), Vinicius Lummertz, recomenda a descoberta do Nordeste através de três estados, incluindo o do Ceará para seus parques nacionais (o Parque Geo de Aracati está à espera de um rótulo do Unesco). Uma região também rica em aldeias tradicionais e longas praias decoradas com dunas de areia vermelha para entrar em buggy e kitesurf.

Ministra diz que Uruguai nunca terá “turismo da maconha”

A ministra de Turismo do Uruguai, Liliam Kechichian, afirmou neste domingo (7) que sua pasta nunca verá como “ferramenta ou elemento para atrair pessoas” o fato de o país ter legalizado a produção e venda de maconha para o uso recreativo.

“Definitivamente, não. Nunca verei como uma ferramenta ou elemento para atrair pessoas ao Uruguai”, disse Liliam em uma entrevista publicada hoje pelo jornal “El País”.

Neste sentido, a ministra descartou a possibilidade de o país explorar essa característica da mesma forma que Amsterdã, onde o turismo canábico está consolidado há tempo.

“O discurso do governo foi firme: o Uruguai não terá turismo canábico nunca”, afirmou a integrante do Executivo do presidente Tabaré Vázquez.

Segundo Liliam, a legalização da produção e comercialização de maconha no país – que foi aprovada em dezembro de 2013, no governo de José Mujica (2010-2015) – é uma proposta que “tem a ver com uma luta contra o tráfico”, e não com outros aspectos.

“Nós pretendemos combater o uso das drogas e não que seja um elemento de promoção de nenhuma coisa”, acrescentou.

Perguntada sobre o fato de muitos visitantes estrangeiros pesquisarem sobre como ter acesso à substância, a ministra apontou que o “decreto é bem claro” e que não foi complicado para o seu Ministério fazer os turistas entenderem que não podem comprar maconha legalmente no país, onde a produção e venda só é possível para cidadãos uruguaios.

“Quando se sintetiza uma medida forte, como procurar um caminho alternativo para o combate ao tráfico de drogas, o estrangeiro acredita que podemos chegar a ser um país canábico. Ou que se pode fazer turismo canábico”, expressou Liliam.

(Agência Brasil)

ABIH Nacional fecha parceria com a associação portuguesa

A Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH Nacional) firmou nesta sexta-feira (5) um convênio para troca de informações, experiências e intercâmbio empresarial com a Associação da Hotelaria de Portugal (AHP). O acordo foi assinado pelo presidente da ABIH Nacional, Manoel Linhares, e pelo presidente da AHP, Raul Martins, em Lisboa.

“Estabelecer uma parceria desse porte significa que poderemos trocar experiências em vários níveis, realizando, por exemplo, intercâmbio de mão de obra, já que temos uma grande experiência na formação de profissionais para o setor com uma vasta rede de treinamento e ensino na área”, disse Linhares, que assumiu o cargo nesta semana.

Em Portugal, a AHP representa cerca de 65% dos hotéis portugueses. De acordo com Martins, algumas das principais preocupações do Turismo no país atualmente estão relacionadas com a capacitação e a valorização dos profissionais do setor por todo o país. A ideia é combater a concentração de visitantes em determinadas áreas. “O turismo no país teve, em 2017, um crescimento de 9% em relação ao mesmo período de 2016, sendo que esse aumento também revelou alterações no comportamento dos seus principais mercados emissores: França e Espanha decresceram 4,9% e 6,4%, enquanto os turistas brasileiros e americanos cresceram 51,3% e 32,5%, respectivamente, em terras portuguesas” afirmou Martins.

Outro objetivo do acordo é promover palestras e seminários para debater e encontrar soluções para diversos problemas que os países têm em comum no setor de hospedagem. “A ideia é promover um intercâmbio total entre os congressos promovidos pelas associações”, completou Martins, referindo-se ao Congresso Nacional de Hotíes – Conotel, que esse ano chega à sua 60ª edição, e ao Congresso Nacional de Hotelaria e Turismo, realizado em Portugal, que completa 30 edições em 2018.

As entidades acreditam ainda que a cooperação permitirá que ambos os países conheçam como cada um está lidando com a questão de hospedagem em residências. O assunto virou central com o destaque do Airbnb.

Em Portugal, em julho do ano passado, entrou em vigor uma lei que regulamenta a questão. As residências que vendem pernoites tiveram seis meses para se cadastrar no Registro Nacional de Turismo, o que implicou em cumprir uma série de exigências, semelhantes às da hotelaria, de acordo com o presidente da entidade portuguesa. “Portugal está recebendo um número crescente de turistas e essa regulação era urgente, pois atualmente há mais registros de casas que disponibilizam quartos do que lançamentos de novos empreendimentos hoteleiros no país”, disse.

No Brasil, o assunto começa a ser regulamentado, mas ainda não há uma regra em nível federal. Recentemente, a cidade de Caldas Novas (GO) foi a primeira a adotar uma lei de regulamentação para imóveis residenciais utilizados como meios de hospedagem em caráter remunerado.

(ABIH / Foto: Divulgação)

Gatos invadem o Centro das Tapioqueiras na Messejana

Frequentadores do Centro das Tapioqueiras, na Messejana, reclamam do número de gatos espalhados na área. Na época da alta estação, o número de turistas aumentou bastante no local. Eles aprovam os mais variados pratos com a tapioca, mas desaprovam o incômodo com os gatos.

DETALHE – A foto à direita foi colocada por engano, apesar também de se tratar de um gato…

(Fotos: Paulo MOska)

Em 2 anos – Turismo em Fortaleza tem crescimento no gasto per capta de 14,4%

Com uma média de gasto diário de R$ 416, por visitante de Fortaleza, o turismo na capital cearense apresentou este ano um crescimento de 14,4% em relação em 2015, quando o gasto per capta era de R$ 364.

Nos seis em que permanece em Fortaleza (média da estadia), cada turista deixa R$ 2,5 mil na economia local.

Segundo o secretário adjunto do Turismo de Fortaleza (Setfor), Erick Vasconcelos, somente neste período de festas de fim de ano, a injeção na economia local deverá ser de R$ 1,5 bilhão, diante do número de 650 mil turistas.

(Foto: Arquivo)

Alexandre Pereira e o reencantamento do turismo de Fortaleza

Em artigo sobre o novo momento do turismo em Fortaleza, o sociólogo e consultor político Luiz Cláudio Ferreira Barbosa aponta o crescimento do fluxo pela parceria público privada. Confira:

A Prefeitura de Fortaleza iniciou um processo de recuperação da autoestima do cidadão-contribuinte, diante da ocupação dos principais pontos turísticos da capital cearense. À frente desse processo a Secretaria de Turismo (Setfor), tarefa executada pelo secretário Alexandre Pereira, com a parceria do Governo do Estado e dos principais setores empresariais da economia cearense.

Os principais municípios brasileiros diminuíram a verba orçamentária da área de turismo. A maior cidade brasileira, São Paulo, quase que literalmente abandonou o setor de eventos e entretenimento à própria sorte. A cidade do Rio de Janeiro fez enorme corte no orçamento da Secretaria Municipal de Turismo, o que desestimulou o setor hoteleiro e de serviços à contratação de funcionários temporários necessários nas festas de final de ano e de verão.

Fortaleza vai no sentido contrário das capitais citadas, apresentando um quadro mais positivo na ocupação hoteleira e contratação de mão de obra em bares e restaurantes, o que não ocorre em cidades similares na área de turismo da Região Nordeste: Salvador (BA) e Recife (PE).

A Secretaria Municipal de Turismo teve repasse de verba pública do Poder Executivo bem menor do que nos últimos anos. O secretário Alexandre Pereira, com trânsito intenso ou livre no Governo Federal e no Governo do Estado do Ceará, já foi o incentivador pelo realinhamento das políticas públicas nas três estâncias governamentais.

Alexandre Pereira compreendeu a necessidade da ocupação pública, em parceria com os empresários dos principais pontos turísticos da orla marítima de Fortaleza. O Mercado dos Peixes e a região próxima à Ponte do Inglês (Metálica) não foram locais escolhidos aleatoriamente, pois tivemos vários eventos culturais feitos pela Prefeitura de Fortaleza durante o ano de 2017, o que provocou um aumento no fluxo de visitantes locais e turistas, assim como a contratação de mão de obra no setor turístico privado.

As festas de final de ano em Fortaleza com certeza contribuem para a ocupação hoteleira de 95% dos quartos. O universo de 650 mil turistas na capital cearense, com quase o dobro disso em toda Região Metropolitana de Fortaleza.

O reencantamento do turismo fortalezense é motivo de comemoração, pois aumentará a arrecadação local nos cofres públicos da Prefeitura e do Governo do Estado, como também aumentarão os ganhos financeiros dos setores de eventos e entretenimentos e do setor hoteleiro. Os shoppings, táxis e os transportes privados de passageiros deverão ter rendimentos econômicos recordes em relação aos últimos dois anos.

Luiz Cláudio Ferreira Barbosa, sociólogo e consultor político

Gestão da Orla Marítima – Prefeito ganha apoio de vereador petista

“O termo assinado entre o município de Fortaleza e a Secretaria do Patrimônio da União (SPU) para gestão da orla marítima por 20 anos, chega no momento certo e se constitui numa oportunidade histórica de respondermos aos grandes desafios urbanísticos da cidade”, comemora o presidente da Comissão de Meio Ambiente da Câmara Municipal, Acrísio Sena (PT). Ele adianta que o tema será objeto de audiência pública a ser solicitada pelo parlamentar em fevereiro.

Acrísio cita entraves de peso que, por esse acordo, devem ser resolvidos. Parta ele, o Fortaleza 2040 deve apontar soluções concretas para o reordenamento das barracas da Praia do Futuro. “Já existe um Fórum coordenado pelo Ministério Público Federal (MPF) do qual participam vários segmentos da cidade no intuito de construir uma alternativa de ordenamento naquela área. Os passos iniciais seriam a retirada de barracas abandonadas, as que servem de moradias e as que estão em ruínas”, explica.

Além disso, o petista avalia que agora a Beira-Mar poderá ser, de fato, o cartão postal da cidade com a implementação de várias intervenções. “Finalmente, vejo boas perspectivas para a Barra do Ceará e o projeto Vila do Mar, que merecem um olhar em seus aspectos de comércio e do turismo”, conclui Acrísio Sena.

Aeroporto de Fortaleza registra boa movimentação de passageiros

O Aeroporto Internacional Pinto Martins vem experimentando bom movimento de passageiros neste período que antecede as festas de final de ano. Nesta quarta-feira, até filas de famílias se formaram no setor de embarque. Gente que decidiu passar o Reveillon ou temporada de férias em localidades como o Rio, São Paulo e o Sul do País, em especial, Gramado (RS).

Na área do desembarque a movimentação também foi boa. Recepcionistas de agências de viagem informaram que a temporada estava começando a “esquentar” não apenas por conta do Réveillon, mas porque muitos pacotes oriundos do Interior de São Paulo e de estados como Minas, Goiás e algumas cidades do Nordeste turbinaram o fluxo dos últimos dias.

Entre desembarques registrados nesta tarde, um grupo formado por cerca de 150 portugueses. O grupo foi recepcionado pela Netour Viagens e veio em voo fretado pela empresa Hi Flay, devendo passar cerca de 12 dias em Fortaleza, com direito a passeios pelo litoral da Região Metropolitana.

Voos extras

O Aeroporto Internacional Pinto Martins deve receber 445 voos extras, sendo 227 chegadas e 418 partidas. Do total de operações, 20 são internacionais. Além de Portugal, são aguardados voos oriundos de Buenos Aires.

Em matéria de voos extras, constam chegadas de Belém, São Luís, Recife, Teresina, São Paulo, Rio de Janeiro, Vitória, Belo Horizonte, Cuiabá, Brasília, Curitiba e Porto Alegre.

Estimativas

A secretaria do Turismo do Ceará estima cerca de 825 mil turistas visitando o Estado nestas férias – entre 15 de dezembro de 2017 e 31 de janeiro de 2018. O número é 6,2% maior que o registrado em igual período do ano passado.

Já a rede hoteleira registra uma taxa de ocupação na ordem de 88%, número 10,5% maior que os 79,7% do ano anterior. O gasto médio dos turistas é de R$ 2.550, o que deve gerar R$ 2,1 bilhões de receita turística, adianta a Setur.

(Foto – Paulo MOska)

Número de passageiros em voos domésticos aumentou 5.7% mês passado

Em Fortaleza, uma quarta-feira com filas no setor de embarques.

O mês de novembro registrou aumento de 5,7% no número de passageiros em voos domésticos, na comparação com o mesmo período do ano passdo. Os dados foram divulgados hoje (27) pela Agência Nascional de Aviação Civil (Anac).

De acordo com a agência, foram transportados 7,6 milhões de passageiros em voos domésticos. A oferta de vagas nos voos também registrou crescimento de 3,3%, a quinta alta consecutiva do indicador. Nos onze primeiros meses do ano, a demanda acumulou alta de 3,0% e a oferta apresentou crescimento acumulado de 1,2%.

De acordo com a Anac, em novembro de 2017, a taxa foi de ocupação dos assentos em voos domésticos foi de 82,6%, o que representou alta de 2,3% frente ao mesmo mês do ano anterior. “O aproveitamento nos onze primeiros meses do ano foi de 81,3%, com variação positiva de 1,8% em relação ao mesmo período de 2016”, diz o relatório apresentado pela Anac.

Entre as companhias que atendem o território nacional, a Gol aparece na frente, em novembro, com 36,5% de participação no mercado doméstico, contra 32,9% da Latam. Se comparado com o mesmo período do ano passado, a Gol apresentou desempenho positivo com 1,7% de crescimento, enquanto a Latam teve variação negativa de 3,6%.

A Azul alcançou participação de 17,0% no mês, enquanto a Avianca respondeu por 13,2% da demanda doméstica. “Assim, a participação das demais empresas concorrentes das duas líderes foi de 30,6% em novembro de 2017, o que representou aumento de 2,1% na comparação com o percentual apurado em igual mês do ano anterior”, disse a Anac.

Cenário internacional

A demanda internacional das empresas brasileiras também apresentou aumento em novembro, registrando um crescimento de 6,3%. Já a oferta, cresceu 9,6%. No mês, foram transportados 685 mil passageiros pagos em voos internacionais.

(Agência Brasil/Foto -Paulo MOska)

Agora é oficial – Prefeitura passa a gerir orla marítima de Fortaleza

O prefeito Roberto Cláudio (PDT), oficializou, durante solenidade nesta manhã de quarta-feira, no Paço Municipal, a Prefeitura como a nova gestora da orla de Fortaleza. O acordo foi firmado pela gestão com a Secretaria de Patrimônio da União (SPU).

Com a assinatura do termo de cessão da orla para o município o prefeito garante que a ação dará mais agilidade para a Prefeitura atuar no controle do planejamento e ordenamento urbano, das ações de infraestrutura e ocupação da orla e atraindo novos investimentos. Ele destacou o apoio do deputado federal Danilo Forte (DEM) e do superintendente do SPU Cláudio Cruz, nessa conquista.

Conselho

Um Conselho Municipal vai gerir as praias da cidade. Ele será coordenado pela Secretaria Municipal de Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma) e composto por membros da Secretaria de Turismo de Fortaleza (Setfor), Secretaria de Conservação e Serviços Públicos (SCSP), Procuradoria Geral do Município (PGM), Instituto de Planejamento de Fortaleza (Iplanfor), Regional II, Regional IV, Regional Centro, Secretaria de Finanças (Sefin), Agência de Fiscalização de Fortaleza (Agefis), Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão (Sepog) e Secretaria de Infraestrutura (Seinf).

O secretário municipal do Turismo, Alexandre Pereira, também comemora a iniciativa. “A desburocratização desses espaços públicos nos ajuda a atrair novas oportunidades que beneficiarão o fortalezense através da promoção do Turismo”, disse.

“Podemos comemoramos mais um gol de placa da gestão do prefeito Roberto Cláudio para o Turismo e geração de renda da nossa cidade. A transferência da gestão da orla para o município garante mais autonomia para gerir a infraestrutura, reordenar e potencializar o desenvolvimento econômico da região, que tem impacto direto em toda a capital” comemora o vereador Michel Lins, vice-líder do Prefeito e presidente da Comissão de Turismo, Desenvolvimento Econômico e Emprego e Renda da Câmara.

Presentes ao evento também estiveram o secretário-executivo de Desenvolvimento Econômico do Estado, Régis Medeiros, o vice-lider do Prefeito na Câmara, Dr. Porto, a titular da SEUMA e presidente da Comissão Municipal de Gestão da Orla, Águeda Muniz, José Leite,  procurador-geral do Município e o advogado Ricardo Madeiro, conselheiro da OAB.

(Foto – Divulgação)

Camilo inicia processo licitatório do teleférico do Padim Ciço no começo de 2018

O governador Camilo Santana (PT) anunciou, nesta terça-feira, para este Blog que vai iniciar processo licitatório para a instalação de um teleférico no horto do Padre Cícero, em Juazeiro do Norte, no começo de 2018.

Ele adiantou que os recursos já estão garantidos junto ao Ministério do Turismo – da ordem de R$ 27 milhões, dentro do objetivo de fortalecer ainda mais o chamado turismo religioso do Cariri. O empreendimento será fruto de parceria entre Estado, governo federal e prefeitura.

Também dentro desse objetivo, Camilo informou que já está em obra um teleférico na cidade do Crato, mais precisamente na área da Chapada do Araripe. Também dentro do reforço ao turismo religioso, virá a urbanização da estátua de Nossa Senhora de Fátima, também nesse município caririense.

Prefeito quer um bondinho no horto do Padim Ciço

O prefeito de Juazeiro do Norte, Zé Arnon (PTB), fechou um projeto para 2018: instalar um teleférico no horto do Padim Ciço.

Ao custo inicial de R$ 27 milhões, objetivando turbinar o chamado turismo religioso.

(Foto – Paulo MOska)

Ceará espera mais de 825 mil turistas nesta Alta Estação

Cerca de 825 mil turistas deverão visitar o Ceará nestas férias (período iniciado no último dia dia 15 e que vai até 31 de janeiro de 2018). A estimativa é da Secretaria do Turismo do Estado, adiantando que esse número é 6,2% maior que o registrado no mesmo período do ano passado (15 de dezembro de 2016 a 31 de janeiro de 2017).

Já a taxa de ocupação hoteleira deve chegar a 88,1%, número 10,5% maior que os 79,7% do ano anterior. O gasto per capita médio dos turistas é de R$ 2.550, o que deve gerar R$ 2,1 bilhões de receita turística.

Segundo o titular da Setur, Arialdo Pinho, em 2018, o Ceará deverá ter um aumento considerável de voos e, consequentemente de turistas, o que movimentará toda uma cadeia econômica, impactando diretamente o PIB do Estado.

Aeroporto

Nesta alta estação, o Aeroporto Internacional Pinto Martins deve receber 445 voos extras (sendo 227 chegadas e 418 partidas). Do total de operações, 20 são internacionais vindos de Buenos Aires, Porto e Lisboa.

No mercado nacional, os voos extras chegarão de Belém, São Luís, Recife, Teresina, São Paulo, Rio de Janeiro, Vitória, Belo Horizonte, Cuiabá, Brasília, Porto Alegre e Curitiba.

Porto

Está prevista também a chegada de sete cruzeiros no Terminal do Porto do Mucuripe. Mas isso em janeiro e fevereiro.

(Foto – Fco Fontenele)

Centro de Eventos fecha 2017 com faturamento superior a R$ 7,4 milhões

O Centro de Eventos do Ceará captou, neste ano, 55 eventos, que serão realizados em 2018, 2019, 2020. Durante o segundo semestre de 2017, Fortaleza recebeu três grandes congressos nacionais que chegaram a incrementar em até 47% a ocupação da rede hoteleira da cidade. Para 2018, já estão previstas 12 ações importantes, número que deve crescer durante o próximo ano.

Segundo dados da Secretaria do Turismo do Ceará (Setur), neste ano, o CEC recebeu 112 eventos, gerando de R$ 7,74 milhões, resultado 14% maior que o apurado em 2016 (R$ 6,78 milhões). Apesar de terem ocorrido 121 eventos em 2016, número 7,4% maior do que em 2017, neste ano o equipamento recebeu 1,03 milhões de pessoas, público 63% maior que em 2016 (634 mil pessoas).

O presidente da Visite Ceará, Regis Medeiros, destaca que os eventos deste ano foram responsáveis pelo aumento na ocupação dos hotéis da cidade. Segundo ele, os três principais eventos foram o Congresso de Agronomia, de Pediatria e Oftalmologia. “Nessas palestras, houve um importante incremento na rede hoteleira de Fortaleza. O evento de Agronomia aumentou a ocupação em 47%, o de Oftalmologia em 45% e o de Pediatria em 37%”, observa O titular da Secretaria de Turismo de Fortaleza (Setfor), Alexandre Pereira, informa que, para 2018, já estão agendados 12 congressos para o CEC. “Com a chegada da Fraport, o turismo vai ter um crescimento muito acima da média do mercado, já em 2018. Em julho, já vamos ter 10 mil turistas internacionais entrando em Fortaleza”, observa.

Entre os eventos já captados para os próximos anos, destacam-se o Congresso Brasileiro de Recursos Genéticos e o Congresso Brasileiro de Psicodrama, em 2018, e o Congresso Brasileiro de Neurocirurgia Pediátrica, em 2019.

(O POVO – Rodrigo Aparecido)

DETALHE – O Centro de Eventos do ceará está no pacote de concessões de ativos públicos que o governador Camilo Santana lançou em busca da parceria ou gestão do setor privado.

Prefeito de Aracati vai apostar no filho para deputado federal

Eduardo e o pai, Bismarck Maia.

O PDT vai realizar nesta quarta-feira, às 18h30min, em sua sede, festa de novas filiações. O ato contará com a presença do presidente regional do partido, o deputado federal André Figueiredo, do ex-governador Cid Gomes, do prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, e dos presidentes da Assembleia Legislativa, Zezinho Albuquerque, e da Câmara Municipal, Salmito Filho.

No ato, haverá a filiação do advogado Eduardo Bismarck Maia, filho do prefeito de Aracati, Bismarck Maia, que deverá postular cadeira de deputado federal. O pai de Eduardo é filiado ao PTB.

VAMOS NÓS – Por duas vezes, estivemos neste ano na cidade de Aracati (Litoral Leste) e ouvimos a população de lá, e, em especial, empresários de Canoa Quebrada, se queixaram da gestão, muito afastada dos problemas do município e sem mostrar-se ativa na área do turismo. Bismarck, aliás, foi até presidente da Embratur.

Réveillon – Fortaleza deve receber mais de 600 mil turistas

Eliseu Barros, presidente da Abih/CE, é só otimismo.

A alta estação será aquecida para o turismo no Ceara. Dados do Ministério do Turismo, divulgados ontem, apontam Fortaleza como o 6ª destino de verão mais procurado do Brasil, entre um ranking de dez cidades. De 21 de dezembro até o fim de fevereiro de 2018, a Capital deve receber 1,22 milhões pessoas. Só para o Réveillon deste ano, são esperados mais de 600 mil turistas, que devem injetar R$ 1,5 bilhão na economia local.

Nas três primeiras posições do ranking estão São Paulo, Florianópolis e Rio de Janeiro, respectivamente. De acordo com a pesquisa, nesta alta estação no País, o turismo deve registrar crescimento de 0,8% em relação a igual período do ano passado.

São esperadas 74,13 milhões de viagens, número que também pode ser traduzido em quantidade de pessoas circulando pelos principais destinos turísticos brasileiros. A expectativa é que esta movimentação seja responsável por injetar R$ 100,8 bilhões na economia nacional.

O período da alta estação, que vai de 21 de dezembro ao fim de fevereiro, é marcado por importantes datas comemorativas: Natal, Réveillon e Carnaval vêm aumentar a demanda hoteleira e o turismo nas cidades.

Fatores

Os números esperados para a Capital são animadores, avalia o titular da Secretaria de Turismo de Fortaleza (Setfor), Alexandre Pereira. De acordo com ele, a alta procura se deve a um conjunto de fatores, ligadas, conforme observa, ao trabalho das atuais gestões municipal e estadual. “Fortaleza vive um momento muito importante da história do turismo em razão de diversas ações da Prefeitura e Governo do Estado”, diz.

Ações como a revitalização do Mercado dos Pinhões, Mercado dos Peixes e requalificação da Beira-Mar têm contribuído para o bom resultado. “A cidade já tem belezas naturais, mas esta cada vez mais atrativa”, reforça. Hotelaria

Para o presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis Ceará (ABIH-CE), Eliseu Barros, o bom posicionamento de Fortaleza no ranking do Ministério do Turismo é a comprovação de um trabalho realizado pelo setor, em parceira a Prefeitura e o Governo. Ao longo deste ano, por exemplo, a entidade participou de diversos eventos nas capitais do País, promovendo Fortaleza. “Nada vem à toa. Tudo é fruto de trabalho e divulgação, algo que fizemos muito em 2017”, diz.

Para o Réveillon, houve um crescimento de 3% na ocupação hoteleira de Fortaleza, compara Eliseu. A virada do ano conta com 95% das hospedagens lotadas, enquanto 2016 fechou com 92%. Em janeiro de 2018, a previsão, até agora, é de 85% de ocupação, maior que os 81% observados em igual período deste ano. Ainda não há estimativa de ocupação para o Carnaval, mas a procura está crescente. “Estamos felizes e otimistas. Fortaleza tem um recall muito grande”, destaca o presidente da ABIH-CE.

(Com O POVO)

Canoa Quebrada divulga para jornalistas o período da alta estação

Com uma ocupação hoteleira de quase 100% para as festas de fim de ano e com as reservas para janeiro quase todas ocupadas, a praia de Canoa Quebrada, em Aracati, no Litoral Leste do Ceará, a 150 quilômetros de Fortaleza, divulga neste fim de semana a alta estação de um dos maiores destinos turísticos do Nordeste.

A divulgação foi feita para um grupo de jornalistas, que conferiu a exposição do Sebrae e sua atuação em favor do Litoral Leste, no auditório da barraca Chega Mais, diante do projeto Rota das Falésias. Este blogueiro viajou a convite da barraca Chega Mais.

Manoela Bernarddo, gerente do Hotel Long Beach, na praia de Canoa Quebrada, se mostrou satisfeita com a movimentação de turistas neste fim de ano.

SERVIÇO

Hotel Long Beach

Canoa Quebrada – Aracati – CE

Telefone: (88) 3421 9700

(Fotos: Paulo MOska)

Conselho da Praia de Iracema apresenta nesta sexta-feira ações para a requalificação da área

O prefeito Roberto Cláudio e o secretário de Turismo de Fortaleza (Setfor), Alexandre Pereira, recebem na tarde desta sexta-feira (15), a partir das 17 horas, no Estoril, o pacote de ações de curto prazo para a requalificação da Praia de Iracema.

Segundo o secretário adjunto de Turismo e também presidente do Conselho da Praia de Iracema, Erick Vasconcelos, as ações são fruto de um planejamento participativo.

Dentre as propostas se destacam os incentivos fiscais, plano de segurança cidadã, reforma de ruas e calçadas, reforma do calçadão, área de apoio ao banhista, parceria público privada, Wi-Fi free, Pedala Iracema, pintura de prédios históricos, programa de relação de resíduos sólidos, fundo para a Praia de Iracema, troca da iluminação por led, área de esporte e lazer na praia do Lido. Ficará a cargo do Governo do Estado a implantação da Delegacia do Turismo e do Batalhão do BPTUR, além da reforma da Ponte dos Ingleses.

(Foto: Divulgação)