Blog do Eliomar

Categorias para agropecuária

Garantia Safra – Prefeitos vão aderir ao programa

Na próxima segunda-feira, 174 prefeitos vão assinar o termo de adesão ao seguro Garantia Safra 2018/2019. O ato ocorrerá no auditório da Secretaria do Desenvolvimento Agrário, tendo a participação do titular da pasta, De Assis Diniz. Nesta edição, estão garantidos R$ 83.795.550 para execução do programa no Estado, sendo R$ 16.759.110 assegurados pelo Governo. E 164.305 agricultores pagaram a contrapartida, no valor de R$ 17, até fevereiro deste ano.

O Garantia Safra é uma ação para agricultores familiares que se encontram em municípios na área de atuação da Sudene sujeitos a perdas de safra devido à seca ou ao excesso de chuvas. O benefício, no valor de R$ 850, pago em cinco parcelas iguais e consecutivas, é concedido aos agricultores que sofreram perda de safra acima de 50% e pode ser sacado numa das agências da Caixa Econômica Federal ou em casas lotéricas.

“A formação do Fundo do Garantia Safra envolve quatro entes: o agricultor, o Estado, o município e a União. As regras de concessão do benefício são amparadas por lei. No processo de verificação de perda, são observados os laudos aplicados diretamente no campo, um dado metereológico (Inmet ou Cemaden) e o levantamento sistemático da produção agrícola do IBGE”, esclarece o coordenador do Garantia Safra no Estado, Arimatea Gonçalves.

(Foto – Arquivo)

PEC Nordeste – Ministra da Agricultura não vem e quem brilha é o presidente do BNB

A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, que não veio para o Seminário da Pecuária Nordestina, o PEC Nordeste, ficou em Brasília tratando, no Ministério da Economia, do tão aguardado Plano Safra 2019/2020. O plano será anunciado na próxima terça-feira.

Aliás, neste seminário, no Centro de Eventos, que vai até sábado, quem brilhou mesmo foi o presidente do Banco do Nordeste, Romildo Rolim.

Ele anunciou reforço do Prodeter, programa de interiorização e investimentos voltado para o setor da pecuária, e acabou mais aplaudido do que o representante de Tereza Cristina no encontro, no caso o ex-deputado federal Danilo Forte, hoje assessor especial da pasta da Agricultura.

(Foto – BNB)

Ministra vem abrir o Seminário da Agropecuária Nordestina

Além de vir abrir o XXIII Seminário da Pecuária Nordestina (PEC Nordeste), às 14 horas desta quinta-feira, com palestra magna no Centro de Eventos, a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, ainda receberá um mimo: a Medalha Prisco Bezerra.

O PEC Nordeste é uma realização da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado e deve deverá reunir uma série de eventos paralelos até o próximo sábado. O apoio é do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), Confederação Nacional da Agricultura e Sebrae.

SERVIÇO

*Programação do PEC Nordeste aqui.

(Foto – Agência Brasil)

IBGE eleva estimativa da safra de grãos 2019

A estimativa para a safra de grãos de 2019 foi elevada em maio, divulgou hoje (11) o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A projeção é que serão colhidas 234,7 milhões de toneladas, 3,2 milhões a mais do que havia sido estimado em abril.

Em termos percentuais, o montante de cereais, leguminosas e oleaginosas previsto agora é 1,4% maior do que o foi projetado em abril e deve superar a safra de 2018 em 3,6%.

O IBGE também divulgou que espera um crescimento de 2,7% na área colhida em 2019, que deve somar 62,6 milhões de hectares. A área prevista divulgada hoje supera a previsão de abril em 0,5%.

O arroz, o milho e a soja correspondem a 92,4% de toda a safra nacional e ocupam 87,4% da área colhida. Enquanto as áreas do milho (+6,3%) e da (+2,1%) soja devem crescer em relação a 2018, a do arroz deve ter uma queda de 10,3%. Em relação à produção, o milho deve ter uma alta de 15,7%, contrastando com a queda de 4,5% para a soja e de 11,2% para o arroz.

Mais de um quarto da safra de cereais, leguminosas e oleaginosas do Brasil está concentrada no Mato Grosso (27,5%), seguido do Paraná (15,7%) e do Rio Grande do Sul (14,7%). Consequentemente, as regiões Centro-Oeste (45,2%) e Sul (33,2%) detêm quase 80% da produção nacional.

Em relação ao ano passado, apenas o Sudeste deve ter queda na produção, de 3,3%. Norte (+4,3%), Centro-Oeste (+5,1%), Sul (+4,5%) e Nordeste (+0,3%) devem ter uma safra maior em 2019.

Outros grãos

Entre todos os grãos monitorados pelo IBGE, a aveia teve o maior crescimento na estimativa de safra em maio, com 18% a mais do que havia sido projetado em abril. Cevada (11,5%), trigo (10,1%) e sorgo (4%) também se destacam.

O feijão teve a estimativa da terceira safra elevada em 2,1%, enquanto as estimativas da primeira (-2%) e da segunda (-0,4%) foram reduzidas em relação a abril. Também foram revisadas para baixo as safras do café canephora (-1,9%) e do café arábica (-2,6%)

Em relação a 2018, o café deve ter uma produção 12,1% menor, e o feijão, uma queda de 0,7%.

(Agência Brasil)

Ministério da Agricultura aprova registro de mais 31 agrotóxicos

O registro de mais 31 agrotóxicos foi formalizado, nesta terça-feira, em ato do Ministério da Agricultura. A informação é do Portal G1, adiantando que ao todo já são 169 produtos autorizados pela pasta. Esse número de defensivos aprovados no Brasil vem crescendo nos últimos três anos, alertam ambientalistas e profissionais da saúde.

Em 2015, foram 139 defensivos aprovados. Ano passado, foram 450.

O Ministério da Agricultura informa que o aumento da velocidade dos registros se deve a ganhos de eficiência possibilitados por “medidas desburocratizantes” implementadas nos três órgãos nos últimos anos, em especial na Anvisa. A agência confirma esforços para diminuir a fila de produtos em análise.

A lista dos 169 produtos não é homogênea. Ela contém desde um novo princípio ativo (produto técnico) e suas “cópias” quando caem as patentes (produto técnico equivalente) até o composto que chega ao agricultor (produto formulado) e os “genéricos” desse composto (produto formulado equivalente).

(Foto – Arquivo)

E aí, já vacinou seu rebanho contra a aftosa?

Os produtores cearenses têm até o próximo dia 1º de junho para vacinar o rebanho contra a febre aftosa. Devem procurar núcleos da  Agência de Defesa Agropecuária (Adagri), a Empresa Assistência Técnica e Extensão Rual do Ceará (Ematerce) ou as secretarias municipais de agricultura conveniadas. A meta é atingir índices vacinais superiores a 90% dos rebanhos, cerca de 2,5 milhões bovinos e bubalinos.

Segundo a presidenta da Adagri, Vilma Freire, os produtores rurais devem estar conscientes da importância da vacinação, para manter o Ceará como zona livre de febre aftosa.

A portaria da Adagri nº 046/2019, publicada no DOE 10/04/2019, determina que, no ato da declaração da vacinação de bovinos e bubalinos, os criadores são obrigados a informar as outras espécies de animais existentes na propriedade, para a atualização cadastral.

O Programa Nacional de Febre Aftosa (PNEFA), Plano Estratégico 2017 – 2026, prevê que a última etapa de vacinação contra febre aftosa no Estado do Ceará poderá ocorrer em maio de 2020, quando o estado se tornar livre de febre aftosa sem vacinação, reconhecido nacionalmente pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e internacionalmente pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE).

Cuidados com as vacinas

Compre as vacinas somente em lojas registradas.

Verifique se estão na temperatura correta: entre 2° C e 8° C.

Para transportá-las, use uma caixa térmica, coloque três partes de gelo para uma de vacina e lacre.

Mantenha a vacina no gelo até o momento da aplicação. Escolha a hora mais fresca do dia e reúna o gado. Mas lembre-se: só vacine bovinos e búfalos.

Durante a vacinação, mantenha a seringa e as vacinas na caixa térmica e use agulhas novas, adequadas e limpas. A higiene e a limpeza são fundamentais para uma boa vacinação.

Agite o frasco antes de usar e aplique a dosagem certa em todos os animais: 2 ml.

O lugar correto de aplicação é a tábua do pescoço, podendo ser no músculo ou embaixo da pele. Aplique com calma.

Lembre de preencher a declaração de vacinação e entregá-la no serviço veterinário oficial do seu estado juntamente com a nota fiscal de compra das vacinas.

(Foto – Ilustrativa)

Campanha de vacinação contra a aftosa começa em maio no Ceará

Em maio próximo, virá campanha de vacinação contra a aftosa em todo o País e, claro, no Ceará.

A informação é da superintendente estadual do Ministério da Agricultura, Maria Luiza Rufino, adiantando que a meta no Ceará é atingir 90% do rebanho, hoje superior a 2 milhões de cabeças.

O Ceará é hoje área livre da aftosa com vacinação, mas tenta melhorar sua classificação e ser livre sem vacinação, daí o fazendeiro que não vacinar o gado, pagará multa.

(Foto – Ilustrativa)

De Assis Diniz é o novo presidente do Fórum dos Secretários da Agricultura Familiar do Nordeste

O secretário do Desenvolvimento Agrário do Ceará, De Assis Diniz, é o novo presidente do Fórum Regional dos Secretários da Agricultura Familiar do Nordeste e Minas Gerais. A escolha ocorreu nesta sexta-feira (29), no Recife (PE), durante a 14ª reunião do fórum, com reuniu representantes de 10 Estados.

Diniz foi eleito no mesmo mês em que o governador Camilo Santana (PT) participou do lançamento do Consórcio Nordeste. O fórum tem o objetivo de viabilizar a criação de programas e ações, além da aquisição de produtos e serviços nas áreas de saúde, segurança e agricultura familiar.

(Foto – Humberto Mota)

Governo vai fechar superintendências do Incra e reduzir pessoal

A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, quer diminuir o número de superintendências do Incra. A informação é da Coluna Radar, da Veja Online, adiantando que atualmente são trinta unidades. O governo quer apenas uma por Estado e pretende também demitir 213 ocupantes dos 712 cargos e funções de confiança no Incra.

As demissões estão previstas em portaria publicada no Diário Oficial, no fim de fevereiro e das 30 superintendências, três estão no Pará, estado campeão em conflitos agrários. Uma delas está em Marabá, cidade próxima a Eldorado do Carajás, onde ocorreu o massacre de 1996, com a morte de dezenove sem-terra.

Serão editados uma medida provisória e um decreto com a nova estrutura, já com a redução de 30% dos cargos de confiança. O Incra possui 4,3 mil funcionários.

(Foto – Agência Brasil)

Vilma Freire é a primeira mulher a comandar a Adagri

O governador Camilo Santana nomeou nesta quinta-feira (31) a administradora Vilma Freire para a presidência da Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Ceará (Adagri). Primeira mulher a presidir a agência, Vilma é formada em Administração Pública, pela UECE, além de especialista em Gestão Pública e mestranda em Políticas Públicas.

Natural de Baturité, ela está no serviço público há 13 anos. Já foi chefe de gabinete do então vice-governador Professor Pinheiro, durante a gestão de Cid Gomes, e trabalha na Adagri desde 2015, à frente da Diretoria de Planejamento e Gestão.

(Foto: Arquivo)