Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Morre o jornalista Clóvis Rossi, aos 76 anos

269 1

Morreu, na madrugada desta sexta-feira, em São Paulo, o jornalista Clóvis Rossi (76). O colunista do jornal Folha de S. Paulo estava em casa, onde se recuperava de um infarto sofrido na semana passada.

Clóvis Rossi deixa a mulher, três filhos e três netos.

O jornalista começou na profissão em 1963 e estava na Folha desde 1980.

VAMOS NÓS – Nestes tempos de fake news, perdemos um profissional que, de fato, contribuía para o bom jornalismo.

Greve Geral em Fortaleza – Ônibus e trens do Metrofor circulam nesta sexta-feira de chuva

667 2

Na Avenida Domingos Olímpio, há ônibus circulando.

No entorno do Mercado São Sebastião, o ônibus expresso circula.

Vários ônibus circulam em Fortaleza, nesta sexta-feira de greve geral articulada por centrais sindicais, movimentos sociais e partidos de esquerda contra a proposta da reforma da Previdência do governo Bolsonaro. Os terminais, como o da Prangaba, estão operando normalmente.

Há expectativas de maior movimento, em termos de manifestações, a partir das 10 horas, quando haverá concentração na praça da Faculdade de Direito da UFC (Centro). Estudantes universitários, principalmente, se engajam à greve geral adicionando protesto contra corte de verbas na área da educação.

O Sintro, o sindicato dos motoristas tentou articular, mas muitos da categoria temem demissão. O Sindiônibus garante que os ônibus circulam normalmente.

O Metrofor está com seus trens operando normalmente.

Sintro chegou a informar adesão à greve, mas o Sindiônibus divulgou nota:

Diante do anúncio, por parte da diretoria do SINTRO (Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Estado do Ceará), de que irá aderir ao movimento intitulado “Greve Geral”, o SINDIÔNIBUS (Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Ceará) vem a público informar que nesta sexta-feira haverá transporte coletivo circulando normalmente.

Os profissionais do transporte da nossa capital têm demonstrado sempre seu compromisso com a missão de transportar e não vão perder seu dia de trabalho.

Uma greve no sistema de transporte obrigatoriamente necessita de procedimentos legais, tais como a comunicação prévia ao Sindiônibus e aos usuários com uma antecedência de 72 horas e a definição de uma frota mínima para o atendimento à população. Qualquer paralisação que não siga esse rito é um ataque ao fortalezense e estará ferindo frontalmente às leis e ao próprio direito de greve, instrumento legal do trabalhador.

Não podemos admitir que a diretoria do Sintro, vinculada a partido político, utilize o sindicato e o trabalhador para legitimar interesses partidários e prejudicar a população que necessita do transporte coletivo para ir ao encontro de suas necessidades.

Chuvas em Fortaleza

Mesmos alagamentos registrados como este da Rua Professor Anacleto, no Parque Araxá.

Já a noite dessa quinta-feira e a madrugada desta sexta-feira, em Fortaleza, foi de chuva que, embora sem muita intensidade, provocou alguns alagamentos em vias já conhecidas da cidade. Os motoristas circulam co cautela, em razão da pista molhada. Não há registro de problemas nos semáforos.

No Aeroporto Internacional Pinto Martins, as operações ocorrem sem problemas, mas o que chamou a atenção foram esses baldes no meio do saguão do setor de checkin-in: havia uma goteira, que chegou a mobilizar dois funcionários na hora da limpeza. O terminal vive clima de obras.

O túnel da Avenida Borges de Melo pegou mais água e está, de novo, sem acesso. A Defesa Civil manteve o plantão, principalmente monitorando a zona da periferia da Capital

A Funceme prevê para o Interior cearense tempo nublado, com eventos de chuva no Centro-Norte. No Sul, há possibilidade de chuva.

Confira as maiores chuvas até agora:

Fortaleza (Posto: Messejana) : 92.0 mm

São Gonçalo Do Amarante (Posto: Sao Goncalo Do Amarante) : 26.0 mm

Santa Quitéria (Posto: Lisieux) : 25.0 mm

Pedra Branca (Posto: Mineirolandia) : 25.0 mm

(Fotos – Paulo MOska)

Sergio Moro desafia: “Se quiserem publicar tudo, publiquem. Não tem problema”

488 16

Em entrevista ao Estadão desta sexta-feira, o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, afirmou que não vai se afastar do cargo. Ele é alvo de ataque cibernético e de vazamento de diálogos atribuídos a ele com procuradores da Lava Jato, no Telegram,

O ministro disse que o País está diante de “um crime em andamento”, promovido, conforme sua avaliação, por uma organização criminosa profissional. Moro afirmou que não há riscos de anulação do processo do triplex do Guarujá, que levou à prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Viés político-partidário

Moroo vê viés político-partidário na divulgação das mensagens tiradas de aplicativo do coordenador da força-tarefa em Curitiba, Deltan Dallagnol. Ele falou em “sensacionalismo” e disse que réus e investigados da Lava Jato teriam interesse no caso. O ministro não reconhece a autenticidade das mensagens e, na primeira entrevista após ter virado alvo dos hackers, desafiou a divulgação completa do material.

Ele afirmou ainda não ver ilicitude nos diálogos e disse que conversava “normalmente” também com advogados e delegados, inclusive por aplicativos. Em quase uma hora de conversa em seu gabinete em Brasília, Moro descartou impactos do caso para o governo Jair Bolsonaro e para o pacote anticrime, que defende no Congresso.

No Ceará, haverá atos da greve geral em 57 cidades

Nesta sexta-feira, em clima de greve geral contra a reforma da Previdência, haverá manifestações em pelo menos 57 cidades cearenses. Quem organiza é a Federação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal do Estado do Ceará (Fetamce), em parceria com os sindicatos municipais filiados e demais entidades sindicais e movimentos sociais organizados.

A entidade avalia que, além de retirar direitos fundamentais ligados à aposentadoria e à seguridade, as mudanças elaboradas pelo governo de Bolsonaro atingiriam quase 90% dos 5.500 municípios do país, que enfrentariam dificuldades econômicas, segundo dados da Associação Nacional dos Auditores da Receita Fiscal do Brasil (Anfip).

Isso porque o montante de benefícios pagos pelo INSS é maior do que a arrecadação de impostos e transferências federais obrigatórias nessas cidades.

*A Fetamce disponibilizou toda a programação, que pode ser conferida em seu site aqui.

General Santa Cruz pede demissão

463 2

O general Carlos Alberto dos Santos Cruz pediu demissão do cargo de ministro da Secretaria do Governo. Foi neste fim de tarde de quinta-feira,

Os motivos seriam divergências com as estratégias da equipe de comunicação da gestão do presidente Jair Bolsonaro.

Com Veja Online/(Foto – Divulgação)

O exemplo de três garotos que poderia ser replicado em Brasília

144 1

Com o título “Três garotos e uma lição”, eis belo testo do educador Tales de Sá Cavalcante, que merece ser replicado. Está no O POVO desta quinta-feira e nos foi enviado por sua assessoria de imprensa. Vale a pena conferir esta metáfora:

A bola foi parar na cozinha da antiga creche, prédio abandonado pela Prefeitura de Santa Rosa de Goiás. E atrás de uma bola há sempre uma criança. Naquele dia, eram três garotos. Gabriel, Bruno e Marcos. Um deles deu o pontapé inicial de uma história que vale a pena ser contada. Não somente porque eles se tornaram o motivo de orgulho de uma cidade inteira. Mas porque eles descobriram um pedaço de plástico a sair da velha parede e, ao puxarem o fio da meada, encontraram um “tesouro” (R$ 12 mil, em espécie), provavelmente escondido por um idoso que recolhia material reciclável e morou no lugar até morrer, há cerca de dois anos. Os garotos devolveram o dinheiro achado, e essa atitude, possivelmente, foi fruto de sua educação doméstica, atributo cujo nível independe da situação econômica da família.

Episódio análogo, acontecido há muitos anos, ainda reside na memória deste articulista. Trata-se de lição dada por minha mãe, professora Hildete de Sá Cavalcante, registrada no livro Um casal, uma escola, uma história, escrito por mim em parceria com minhas irmãs, Hilda e Dayse, e lançado em 2018, por ocasião do centenário de nascimento de nossos pais.

A narrativa é sobre sua sobrinha, companheira para as compras no Centro de Fortaleza. Certa vez, ainda criança, ela foi com sua tia à Loja de Variedades, a maior da cidade à época. Ao retornar, a menina, a sorrir, mostrou um carrinho que tirara escondido da gerente, Olinda, com ar de vitória pela travessura cometida. Minha mãe voltou até a loja com a sobrinha, e sua orientação ocasionou a devolução do brinquedo e um pedido de desculpas à gerente.

Lição aprendida. Isso, há muitos anos. Agora, quando tudo parece perdido, eis que surgem três garotos para relembrar a lição. Talvez uma boa ideia fosse levá-los ao Congresso Nacional a fim de contarem a sua história. Alguns políticos não precisariam ouvi-la, mas talvez a maioria sim. Lá, quem sabe, os garotos dissessem que é preciso fazer o que é certo, com a naturalidade de quem toca a bola, um para o outro. Para nos devolver a esperança. Para redimir um País.

*Tales de Sá Cavalcante,

Reitor da FB UNI e diretor da Organização Educacional Farias Brito.

Governo vai lançar programa para substituir o Mais Médicos

244 1

A partir da próxima semana, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, vai apresentar a parlamentares e instituições da área médica a proposta de um novo programa para substituir de forma gradual o Mais Médicos. A ideia é discutir o novo programa e ouvir sugestões e críticas.

A informação é do secretário de Atenção Primária à Saúde, Erno Harzeheim, que participou hoje (13) de audiência pública na Câmara dos Deputados.

“É determinação desde o início dessa gestão do ministro Mandetta que montássemos um novo programa em substituição gradual ao Mais Médicos. Esse programa está em fase final de elaboração. A partir da próxima semana o ministro vai começar a fazer diversas audiências com congressistas para mostrar o que fizemos e colher, ainda de maneira não publica, opiniões, críticas e sugestões”, explicou Harzeheim.

Umas das mudanças que o novo programa trará será a adoção de critérios mais objetivos e transparentes para definir a distribuição dos médicos, de acordo com o secretário. “Nesse novo programa vamos ter um outro critério de classificação dos municípios, um critério mais claro que determina que município deve receber ou não um sistema de provimento do Governo Federal”.

A substituição do Mais Médicos ocorrerá de forma gradual e os atuais contratos dos profissionais serão mantidos até o final. “Quem está hoje no Mais médicos tem a garantia de que vai terminar o seu contrato e a substituição vai ser gradual, pouco a pouco, nada abrupto vai ser feito nesse sentido”, garantiu Harzeheim.

O secretário acrescentou que o novo programa aborda os eixos que precisam ser enfrentados para que haja mais e melhores médicos trabalhando na atenção primária e na saúde da família, entre eles o provimento de médicos em municípios pequenos afastados dos grandes centros e também junto às populações mais vulneráveis das cidades maiores.

Os dados do Ministério da Saúde apresentados na audiência pública mostram que atualmente o Programa Mais Médicos tem 14.101 médicos ativos. Com atual edital aberto para o preenchimento de 2.149 vagas, a previsão é que, em julho, o número total de profissionais chegue a mais de 16 mil.

O secretário participou da audiência pública das comissões de Educação e de Seguridade Social e Família da Câmara para debater a formação de novos profissionais no âmbito do programa Mais Médicos.

(Agência Brasil)

Jean Wyllys lança biografia agora em julho

O selo Objetiva lançará, agora em julho, “O que será”. Trata-se da biografia do ex-deputado federal Jean Wyllys.

É o que informa a Veja Online, adiantando que, na obra, Jean detalha sua trajetória política, as ameaças que sofreu e a vida em Berlim, cidade que escolheu para morar após renunciar ao mandato.

Bom lembrar que Jean anunciou a decisão de deixar o Brasil em janeiro, após dois anos recebendo mensagens ameaçadoras.

(Foto – Agência Câmara/Capa do Livro – Divulgação)

Plínio Bortolotti – “O Jornalismo em sua essência”

Com o título “O Joernalismo em sua essência”, eis artigo de Plínio Bortolotti, jornalista do O POVO. Ele aborda o caso do vazamento das conversas entre Moro e o procurador Dallagniol. Confira:

Depois da divulgação das mensagens trocadas pelo então juiz Sergio Moro e procuradores de Curitiba, pelo aplicativo Telegram, surgiu um debate sobre a suposta ilegalidade que teria sido cometida pelo portal de notícias The Intercept Brasil. Mistura-se, de forma proposital ou não, duas coisas diferentes: a coleta do material e a publicação das mensagens.

Se os textos, áudios e vídeos foram obtidos de forma ilegal, somente uma investigação poderá determinar. Pode-se imaginar, inferir, supor e até acreditar que os dados foram sacados ilegalmente mas, afirmar com certeza, ainda não.

Quanto à publicação das mensagens pelo Intercept, não existe ofensa a nenhuma lei, ainda que os dados tenham sido colhidos por meios ilegais, pois trata-se do direito constitucional do exercício da liberdade de imprensa. Da mesma forma, o segredo de fonte, o direito de preservar a identificação de quem repassa informações…

*Confira a íntegra do artigo de Bortolotti no O POVO aqui.

(Fotos – Agência Brasil)

Reforma da Previdência – Relator fixa idade mínima de aposentadoria de professor em 57 anos

171 1

O relator da reforma da Previdência, deputado Samuel Moreira (PSDB-SP), reduziu a idade mínima de aposentadoria para professoras de 60 anos para 57 anos. A proposta está no parecer do deputado, que será lido na Comissão Especial da Reforma da Previdência da Câmara dos Deputados. A sessão teve início nesta manhã (13) e, no momento, o relator lê seu parecer.

Para os professores, o relator adotou a mesma sistemática vigente para a aposentadoria diferenciada da pessoa com deficiência e de trabalhadores em atividades prejudicais à saúde, ou seja, os critérios devem ser definidos em lei complementar. “Enquanto não editada a referida norma, mantivemos a idade mínima para aposentadoria do professor em 60 anos, consoante proposta da PEC [Proposta de Emenda à Constituição, enviada pelo governo ao Congresso], mas reduzimos a da professora para 57 anos, de forma a assegurar diferenciação etária entre homem e mulher, como restou garantido para as trabalhadoras urbanas e rurais”.

Com relação ao trabalhador rural, o parecer do relator mantém a mesma redação do texto constitucional atual, que garante a aposentadoria com a idade mínima de 60 anos, se homem, e 55 anos, se mulher, incluídos os garimpeiros e os pescadores artesanais.

“Considerando todo o esforço realizado por estas pessoas, ao longo da vida, para se manterem no campo e produzirem o mínimo necessário para a subsistência do grupo familiar, não concordamos com a proposta contida na PEC em relação à sua forma de contribuição nem com o aumento na idade mínima da mulher. É preciso manter a distinção etária entre homens e mulheres do campo para acesso à aposentadoria”, argumenta o relator.

Para a pessoa com deficiência, o relator entendeu que não há necessidade de reforma das regras de aposentadoria, uma vez que a norma que determina os requisitos de acesso a este benefício, a Lei Complementar nº 142, de 8 de maio de 2013, é recente e foi amplamente debatida pelo Congresso Nacional. “Assim, suprimimos as regras de transição da pessoa com deficiência e o substitutivo recepciona de modo integral a referida lei complementar”.

Capitalização

Sobre o regime de capitalização, o relator considera que “não é o modelo mais adequado para um país cujos trabalhadores têm baixos rendimentos, além de ter elevado custo de transição”.

O relator também não aceitou mudanças no abono salarial. “Quanto ao abono salarial, acreditamos que a adoção de um salário mínimo de rendimento para ter acesso ao benefício é indevida, pois existe um enorme contingente de trabalhadores de baixa renda com salário ligeiramente superior ao salário mínimo e que passaria a ficar de fora do programa. Neste contexto, buscamos adotar o mesmo conceito de baixa renda já existente para acesso ao benefício do salário-família, qual seja, renda mensal de até R$1.364,43”.

(Agência Brasil)

Polícia Civil monta esquema especial para depoimento de Neymar

A Polícia Civil de São Paulo montou um esquema especial para o jogador Neymar prestar depoimento nesta quinta-feira, 13, às 16 horas, na Delegacia da Mulher de Santo Amaro, na capital paulista. A informação é da Veja Online.

De acordo com os procedimentos, o local não vai funcionar como uma delegacia comum na tarde de hoje. Para evitar constrangimentos às eventuais vítimas de violência doméstica e outras que podem aparecer ao local para prestar queixa, a polícia mudou o atendimento para o 11º DP, que fica ao lado, estabelecimento comum e não dedicado exclusivamente ao atendimento feminino.

A Delegacia da Mulher conta com três andares, e a sala da delegada titular Juliana Bussacos fica no último deles. Como Neymar sofreu uma lesão recente e está com problemas de locomoção, a polícia decidiu fazer as oitivas no térreo. Não há elevador no imóvel.

(Foto – Reprodução Sportv)

Beneficiários do Minha Casa, Minha Vida de Fortaleza não pagarão IPTU

Os beneficiários do Programa Minha Casa, Minha Vida, em Fortaleza, não pagarão IPTU. O Ministério Público do Estado, por meio da 5ª Promotoria de Justiça de Fortaleza, recebeu reclamação formulada pelo representante da Associação Comunitária em Busca dos Direitos e Crescimento Social dos Bairros de Fortaleza. O pedido, segundo a assessoria de imprensa do MPCE, era para que intermediasse, junto ao município, a adequação da Prefeitura à decisão do Supremo Tribunal Federal de considerar inconstitucional a cobrança de IPTU sobre imóveis oriundos do Programa Minha Casa, Minha Vida (PMCMV).

A Procuradoria-Geral do Município (PGM) foi notificadas e informou que havia comunicado à Secretaria Municipal de Finanças, a qual providenciou o cancelamento dos débitos ainda não enviados para inscrição na Dívida Ativa, relativos aos exercícios de 2018-2019. O MPCE solicitou ainda que a PGM excluísse da Dívida Ativa 9.822 débitos lançados sobre os imóveis do Programa, gerados até 2017, referentes a 9.807 inscrições de IPTU.

Os beneficiários que se sentirem lesados pela cobrança indevida poderão postular, individualmente, o respectivo ressarcimento, valendo-se, inclusive, da Defensoria Pública Estadual, desde que se enquadrem nos critérios legais de hipossuficiência.

O referido entendimento do STF foi firmado, em sede de repercussão geral, no Recurso Extraordinário nº 928902/SP, portanto aplicável em todo o território nacional, onde houver o Programa Minha Casa, Minha Vida.

STF pode confirmar nesta quinta-feira a criminalização da homofobia

O Supremo Tribunal Federal (STF) deve retomar hoje (13) o julgamento sobre a criminalização da homofobia e transfobia. A Corte já formou maioria de seis votos a favor da medida, em sessão plenária em maio, e o entendimento pode se tornar efetivo caso a análise vá até o fim nesta quinta-feira.

O julgamento começou em fevereiro, quando os ministros Edson Fachin, Alexandre de Moraes, Luís Roberto Barroso, além do relator, Celso de Mello, votaram a favor da criminalização. O assunto voltou a plenário em 23 de maio, quando Rosa Weber e Luiz Fux também votaram favoravelmente à medida.

Em geral, todos os ministros que votaram até o momento concordaram que há excessiva demora na análise do tema pelo Congresso, que é obrigado pela Constituição a deliberar sobre punições a comportamentos discriminatórios, entendeu a maioria.

“A mora do Poder Legislativo em cumprir a determinação que lhe foi imposta está devidamente demonstrada. A existência de projetos de lei não afasta a mora inconstitucional, que somente se dá com a efetiva conclusão do processo legislativo”, disse Rosa Weber, em maio.

O caso é discutido na Ação Direta de Inconstitucionalidade por Omissão (ADO) nº 26 e no Mandado de Injunção nº 4.733, ações protocoladas pelo PPS e pela Associação Brasileiras de Gays, Lésbicas e Transgêneros (ABGLT) e das quais são relatores os ministros Celso de Mello e Edson Fachin.

As entidades defendem que a minoria LGBT deve ser entendida como grupo análogo ao de “raça social”, e os agressores, punidos na forma do crime de racismo, cuja conduta é inafiançável e imprescritível. A pena varia entre um e cinco anos de reclusão, de acordo com a conduta.

Em maio, por maioria, os ministros do Supremo decidiram levar adiante o julgamento mesmo após a aprovação no mês passado, na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, de um projeto de lei que tipifica condutas preconceituosas contra pessoas LGBT.

(Agência Brasil)

Bolsonaro: deixar estados e municípios fora da reforma é decisão do Congresso

125 1

O presidente Jair Bolsonaro disse, hoje (13), que a inclusão de estados e municípios na reforma da Previdência será uma decisão do Congresso Nacional. “É uma briga mais interna, me inclua fora dessa. Mas parece que é uma tendência do Parlamento tirar estados e municípios”, disse após cerimônia no Palácio do Planalto.

De acordo com Bolsonaro, mesmo que o texto não inclua os demais entes federativos, eles também precisarão fazer as reformas nos sistemas de aposentadorias de seus servidores. “A economia que o [ministro da Economia] Paulo Guedes fala é no tocante à área federal. Os estados sabem onde apertam seu calo e os municípios também, e a maioria deles está com problema e vai ter que fazer uma reforma. Poderiam somar-se a nós nesse momento, mas parece que eles [parlamentares] não querem”, disse o presidente.

Proposta do governo

A reforma da Previdência apresentada pelo governo federal inclui mudanças no regime geral para trabalhadores da iniciativa privada de todo o país e nos regimes próprios de servidores públicos federais. Prevê ainda que as mudanças sejam estendidas aos servidores estaduais e municipais.

“O que chega para mim é que alguns governadores querem aprovar a reforma da Previdência, mas de modo que seus parlamentares votam contra porque não querem sofrer desgaste. Toda batalha, algum desgaste tem”, argumentou Bolsonaro. “Logicamente, [o governo federal] tem que olhar para todos os entes federados, mas como uma parte considerável ou alguns governadores não entendem dessa maneira, o desgaste vai para eles”.

Capitalização

O presidente Jair Bolsonaro disse que a capitalização interessa ao governo. “Gostaríamos que fosse mantida e vamos lutar nesse sentido”, ressaltou.

Os partidos que apoiam a reforma da Previdência preferiram votar o texto sem a autorização para incluir a capitalização por meio de uma futura lei complementar para impedir uma desidratação maior da proposta e garantir uma economia próxima de R$ 1 trilhão nos próximos 10 anos.

Ontem (12), o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse que a capitalização, sistema em que cada trabalhador contribui para a própria aposentadoria, foi retirada da proposta de reforma da Previdência. LINK 1. Segundo o deputado, o governo tentará reincluir a capitalização por meio de uma nova proposta de emenda à Constituição (PEC) a ser apresentada no segundo semestre.

(Agência Brasil)

Izolda Cela : “A educação ‘é da conta’ de todos nós”

210 1

Com o título ‘A educação “é da conta” de todos nós”, eis artigo de Izolda Cela, vice-governadora do Ceará. Ela comemora avanços na educação do Estado. Confira:

Na semana passada tivemos a presença de milhares de pessoas no evento Escola Nota 10. Professores, gestores, prefeitos, além da representação de instituições que prestigiaram o evento. Crianças também deram o ar de sua graça. Na ocasião foram anunciados os resultados das escolas públicas cearenses em três etapas do ensino fundamental: 2º ano, 5º ano e 9º ano. Em síntese: a evidência de que seguimos melhorando e a necessidade de renovar compromisso e competências para a superação dos desafios que ainda são robustos.

Os resultados tratam da melhoria da aprendizagem e da elevação das taxas de frequência à escola. Assim, mais alunos concluindo o ensino fundamental e aprendendo mais. A melhoria desta base fundamental é essencial para aumentar as chances dos jovens no ensino médio. É evidente que o fracasso escolar no ensino médio se constrói na ausência dos devidos cuidados na educação infantil e ao longo do ensino fundamental.

Vale enfatizar uma correlação que vem sendo confirmada em pesquisas nacionais e internacionais e que amplifica a importância de melhorias no âmbito da educação pública: a relação entre a escolaridade e a violência. Quanto menor o grau de escolaridade, maior o risco de o jovem ser vítima ou autor de homicídios no Brasil. Um dos estudos…

*Confira a íntegra do artigo no O POVO aqui.

Camilo vai ao enterro do Padre Ágio

O governador Camilo Santana (PT) vai comparecer, no fim da tarde desta quinta-feira, ao enterro do monsenhor Ágio Augusto Moreira, o conhecido “Padre Ágio”, que fundou a Sociedade Lírica de Belmonte (Sliberl), no Crato. O ato ocorrerá na Capela de Nossa Senhora das Graças na presença de muitos fieis, amigos, autoridades e envolvidos no projeto de música que era a paixão do religioso.

Padre Ágio morreu vítima de falência múltipla dos órgãos. Tinha 101 anos e, em dezembro, havia completado 75 anos de vida sacerdotal. Camilo Santana divulgou nota em sua página no Facebook lamentando a morte do religioso que tinha sua admiração.

(Foto – Divulgação)

IBGE – Setor de serviços cresceu 0,3% de março para abril

O volume do setor de serviços cresceu 0,3% na passagem de março para abril deste ano, segundo dados divulgados hoje (13) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A alta não recupera, no entanto, a perda acumulada de 1,8% nos três primeiros meses do ano.

Na comparação com abril do ano passado, houve uma queda de 0,7% no setor. No acumulado do houve alta de 0,6% e, no acumulado de 12 meses, um crescimento de 0,4%.

Na passagem de março para abril, três das cinco atividades pesquisadas tiveram alta no volume, com destaque para serviços de informação e comunicação (0,7%). Também houve crescimentos nos serviços profissionais, administrativos e complementares (0,2%) e nos serviços prestados às famílias (0,1%).

Por outro lado, tiveram recuo os transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio (-0,6%) e os outros serviços (-0,7%).

A receita nominal do setor de serviços teve crescimentos de 0,8% na comparação com março deste ano, de 3,4% na comparação com abril do ano passado, de 4% no acumulado do ano e 3,4% no acumulado de 12 meses.

(Agência Brasil)

Editorial do O POVO: “Inadimplência: é preciso sair da enrascada”

Com o título “Inadimplência: é preciso sair da enrascada”, eis o Editorial do O POVO desta quinta-feira:

O número recorde de brasileiros inadimplentes atingiu marca histórica: 63,2 milhões em abril. Isso significa que 40,4% da população adulta no Brasil está com dívidas atrasadas ou negativados, fruto de uma economia estagnada, com alto desemprego e crescente tensão social e política. No Ceará, são 2,4 milhões de pessoas nesta situação, tendo crescido 8,76% em relação a 2018. Somente na Capital, são 1,27 milhão de inadimplentes. Chegar a uma situação tão desalentadora, depois de tanta promessa de crescimento tão logo houvesse o desmonte do modelo desenvolvimentista que vigorou até 2015 é profundamente frustrante. Sobretudo, para quem jogou suas fichas na expectativa de uma economia “dinâmica” e “livre das amarras do Estado”.

Tem ocorrido justamente o contrário, as estimativas de crescimento só fazem cair: o Produto Interno Bruto (PIB) do País sofreu 15 revisões, somente nestes primeiros seis meses de 2019. A derradeira projeção foi uma redução do crescimento de 1,13% para 1%. As dívidas em atraso com os bancos e os cartões de crédito destacaram-se no mês de abril. Traduzem a dificuldade das famílias brasileiras em honrar pagamentos prioritários.

O mesmo se diga do atraso no pagamento da conta da água, da energia elétrica, gás e telefonia. Pois, inadimplente por conta da falta de fluxo de renda, o consumidor faz uma “escolha de Sofia”, optando pelas contas…

*Confira a íntegra do Editorial do O POVO aqui.

(Foto – Ilustrativa)