Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Izolda Cela acompanhará os Ferreira Gomes em qualquer partido

98 1

izoldacela

A governadora em exercício Izolda Cela (Pros) disse ontem, em Brasília, em clima de posse de Henry Campos como reitor da UFC, que seguirá a sigla que os Ferreira Gomes definirem. “O que eles escolherem está bem!”, disse.

Referiu-se à decisão do grupo de ingressar no PDT que, por sinal, terá reunião nesta noite de quinta-feira em Fortaleza. Com a presença do seu presidente nacional, Carlos Lupi.

Aluno que venceu Olimpíada de Português com redação sobre Praça Portugal ganha homenagem

341 2

A Câmara Municipal realizará nesta sexta-feira, às 9 horas, uma sessão solene para homenagear o estudante cearense Carlos Iury Vasconcelos. Ele foi o vencedor da Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o seu Futuro, tendo como tema de redação a Praça Portugal, alvo de possível demolição, dentro de um binário previsto para o local pela administração municipal .

Na sessão, também serão homenageados a professora dele, Maria Helena Mesquita Martins, e a Escola Ensino Fundamental e Médio Renato Braga. O jovem de 17 anos passou por diversas etapas do concurso nacional e venceu três milhões de concorrentes. Além da medalha de ouro, o estudante ganhou do concurso nacional um tablet, um notebook e uma impressora. A escola Renato Braga também recebeu 10 computadores, um projetor multimídia, livros e uma placa de homenagem.

Leia, na íntegra, a redação vencedora:

praçaportugal

Que rufem os tambores, não os tratores!

Enquanto na antiga Grécia as praças eram lugares onde as grandes decisões eram tomadas – as famosas ágoras –, em Fortaleza é em gabinetes fechados que se decide o destino da Praça Portugal, cartão-postal de nossa cidade.

A substituição da praça por um cruzamento está previsto do Plano de Ações Imediatas de Transporte e Trânsito (Paitt), apresentado pela prefeitura de Fortaleza. Já na primeira intervenção feita em nome do Paitt, mais de duzentas árvores dos canteiros centrais das avenidas Dom Luiz e Santos Dumont foram removidas, sob o argumento de que a eliminação dos canteiros irá melhorar a fluidez do tráfego naquela região. A cidade, que já assistiu a alguns descasos relacionados à preservação do patrimônio histórico e cultural, entre eles a paulatina substituição dos casarões da Avenida Santos Dumont por modernos prédios comerciais, inquieta-se.

Agora é a vez de a Praça Portugal deixar de existir. Na tentativa de impedir que isso aconteça, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) entrou com um pedido de tombamento da praça como patrimônio municipal, o qual foi prontamente negado pelo Conselho Municipal de Proteção ao Patrimônio Histórico e Cultural (Comphic), numa clara demonstração de contradição às suas principais funções: preservação e manutenção da cultura e da história da cidade. O projeto também é criticado pelo Instituto dos Arquitetos do Brasil (IAB).

Contudo, as pessoas que veem a praça apenas como uma rotatória concordam que ela deixe de existir para dar lugar a um cruzamento. Modelos de rotatórias semelhantes à da Praça Portugal são facilmente encontrados em países do Primeiro Mundo. Podemos citar o Arco do Triunfo, em Paris, e a Praça de Tetuan, em Barcelona, o que torna inaceitável a tese de que a Praça Portugal é um impasse ao trânsito de Fortaleza.

Sabemos que enfrentar o trânsito em nossa cidade é um verdadeiro teste de paciência. Em horário de pico, fileiras de carros, motos e transportes coletivos se formam pelas principais ruas da cidade, e chegar ao destino desejado virou um desafio. Não acredito que sacrificar a praça seja a única forma de solucionar esse problema, mesmo porque a construção de túneis também foi cogitada e, certamente, evitaria toda essa polêmica. Para o ambientalista José Sales, não é a praça que influencia o trânsito, mas uma série de fatores, como a falta de fiscalização e os estacionamentos irregulares.

O juiz Manoel de Jesus da Silva Rosa concedeu liminar impedindo que a prefeitura inicie as intervenções na Praça Portugal; entretanto, o prefeito já anunciou o início das obras para a primeira quinzena de setembro. É preocupante perceber que ainda há grandes chances de esse projeto seguir adiante.

Demolir praças, derrubar árvores… será mesmo a solução? Assim como o pedestre deve vir antes do carro e o transporte público antes do privado, os espaços públicos devem vir antes de obras de trânsito. Sou contra intervenções que atropelem a memória de uma cidade em nome do moderno, do novo. Dessa forma, precisamos exigir uma ampla discussão a respeito das ações que estão sendo implementadas na atual administração municipal.

Assim, pensar, discutir e debater o futuro da cidade é necessário. Não podemos permitir que gestores temporários, em nome da mobilidade urbana e do “desenvolvimento”, apaguem a memória da cidade. Não podemos fechar os olhos ao que acontece ao nosso redor sob pena de, na calada da noite, sermos acordados pelo “rufar” dos tratores a derrubar a praça e de nos lembrar que, em um dia não muito distante, já amanhecemos sem as árvores. Que a sexagenária Praça Portugal possa permanecer no coração do bairro Aldeota, com sua simbologia, sua beleza, sua história.

Odorico Monteiro convoca para manifestação pró-Dilma

120 5

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=PJ0p4no-d3U[/youtube]

O deputado federal Odorico Monteiro (PT) gravou vídeo divulgando a manifestação que o PT e centrais sindicais realizarão, nesta quinta-feira, por todo o Brasil.

Odorico apregoa a defesa do Governo Diukma Rousseff e das conquistas obtidas pelos trabalhadores nas gestões petistas.

Ele convida para manifestação a partir das 14 horas, na Praça da Faculdade de Direito da UFC.

Eunício Oliveira em clima de “padrinhos mágicos”

Os-Padrinhos-Mágicos-slide-show-blog

Com o título “O Brasil dos padrinhos”, eis artigo do jornalista Plínio Bortolotti, que pode ser conferido no O POVO desta quinta-feira. Ele aborda a capacidade política do líder do PMDB no Senado, Eunício Oliveira, de conquistar cargos e fazer questão de assumir a condição de padrinho. Confira:

Matéria publicada na edição de ontem deste jornal informa que o senador Eunício Oliveira (PMDB) conseguiu “emplacar” sua sexta nomeação para cargos federais, desta vez um diretor da Anatel (agência de telecomunicações).

Faz pouco tempo, o senador conseguira emprego para o genro, como diretor da Anac (aviação civil), que foi criticada pela associação dos pilotos, questionando a qualificação dele para o cargo. Mas o zelo de Eunício com os seus chegados espalha-se por outras áreas do serviço público, onde também faz indicações: banco estatal, Justiça, pesca.

Por óbvio, Eunício não é o único a usar esse tipo de expediente. A diferença é que ele exibe a sua condição de padrinho, proporcionada pela proximidade e influência que desfruta nos círculos mais elevados do poder, para os quais oferece apoio.

Para se ter uma ideia do tamanho do monstro – e do poder que isso representa para fazer amigos e influenciar pessoas -, a Presidência da República tem mais de 20 mil cargos de “livre nomeação”. 

Sem contar as estatais, cuja interferência política nas nomeações chega ao nível de gerência (vide Petrobras). O mesmo sistema se repete em estados
e municípios.

O apagamento da fronteira entre o público e o privado torna-se a porta aberta para a corrupção. E o “modelo” é desabusadamente usado pelos políticos brasileiros, sem exceção de partidos, quando ascendem ao poder.

Esse texto, portanto, não é uma crítica pessoal ou acusatório ao senador Eunício. Ele é apenas o representante mais visível de um país de padrinhos e apadrinhados, que florescem à sombra de instituições, ainda sem musculatura que as façam impessoais e republicanas.

Sem instituições consolidadas e transparentes, sob controle público, mesmo um “governo de homens honestos” sucumbiria: é impossível manter a decência em meio a um sistema permissivo.

* Plínio Bortolotti

plinio@opovo.com.br

Jornalista do O POVO.

STF retoma nesta quinta-feira julgamento sobre descriminalização do uso da maconha

O Supremo Tribunal Federal vai retomar, durante sessão desta quinta-feira, o caso da descriminalização do porte de drogas para uso próprio, ocasião em que será  apresentado o voto do relator, ministro Gilmar Mendes. Na sessão desta quarta, várias entidades se manifestaram contra e a favor da descriminalização.

O defensor público de São Paulo Rafael Munerati defendeu a descriminalização do porte e disse que o Brasil precisa buscar alternativas para combater as drogas fora do poder repressivo do Estado. Munerati citou vários países da América do Sul, como Uruguai e Argentina, que descriminalizaram o porte de droga com base na tese de que criminalização ofende o princípio da violação de intimidade “Não se tem notícia de que a Argentina tenha se tornado um país de drogados ou que tenha ocorrido movimentos migratórios para o consumo de drogas naquele país”, afirmou.

O representante do ONG Viva Rio disse que Direito Penal não alcança o cidadão que portar drogas. O advogado Pierpaolo Bottini afirmou que as penas previstas na esfera criminal só podem ser aplicadas quando há lesão ao outro, mas não quando se trata de uso particular de entorpecentes. Para o advogado, é errado afirmar que a descriminalização do porte vai favorecer o tráfico.”O usuário, na maior parte das vezes, é uma vítima do seu vício. Ele é uma vítima do traficante. Sustentar a tese significa sustentar a criminalização da vítima para afetar seu algoz, o que não faz sentido da política criminal.”, argumentou.

A questão da descriminalização é julgada em função do recurso de um ex-preso, condenado a dois meses de prestação de serviços à comunidade por porte de maconha. A droga foi encontrada na cela do detento.

(Com Agência Brasil)

PEC da Maioridade Penal – 2º Turno de votação

93 4

Por 320 votos a favor, 152 contra e um abstenção, a Câmara dos Deputados aprovou, em segundo turno, a Proposta de Emenda Constitucional (PEC 171/93) que determina a redução da maioridade penal. Agora a proposta seguirá para análise do Senado.

Confira o voto dos parlamentares cearenses:

Moroni Torgan (DEM) – Sim

Chico Lopes (PCdoB) – Não

André Figueiredo (PDT) – Não

Adail Carneiro (PHS) – Sim

Danilo Forte (PMDB)- Sim

Vitor Valim (PMDB) – Sim

Moses Rodrigues (PPS) – Sim

Cabo Sabino (PR) – Sim

Gorete Pereira (PR) – Sim

Ronaldo Martins (PRB) – Sim

Domingos Neto (PROS) – Não

Leônidas Cristino (PROS) – Não

Vicente Arruda (PROS) – Não

Raimundo Gomes de Matos (PSDB) – Não

Macedo (PSL) – Sim

José Airton Cirilo (PT) – Não

José Guimarães (PT) – Não

Luizianne Lins (PT) – Não

Odorico Monteiro (PT) – Não

Arnon Bezerra (PTB)m – Não

Genecias Noronha (SD) – Sim

* Anibal Gomes (PMDB)- ausente.

Fortaleza – Um dia de manifestações contra e a favor de Dilma

121 5

foto manifestação 150419 ecunha

Quatro dias após as manifestações antigoverno do último domingo, 16, as ruas estarão novamente movimentadas nesta quinta-eira. Durante todo o dia, 32 cidades do Brasil serão palco de manifestações “por democracia, direitos e liberdade”.

Em Fortaleza, sindicatos, movimentos sociais e estudantis e partidos políticos organizam dois atos distintos, mas com pautas similares, que, se divergem, é na ênfase em cada uma.

Nesta manhã priorizará a crítica ao ajuste fiscal do ministro da Fazenda Joaquim Levy, tendo entre puxadores o PSOL, na Praça da Faculdade de Direito da UFC. Na parte da tarde, a oposição ao impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT) ocupará espaços e promete passeata até o Centro.

Entidades denunciam tortura contra adolescentes após motim no Passaré

“Entidades que compõem o Fórum Permanente das ONGs de Defesa dos Direitos de Crianças e Adolescentes (Fórum DCA) denunciaram episódios de violência policial e tortura contra adolescentes do Centro Socioeducativo Passaré, em Fortaleza, após a contenção de um motim no último domingo (16). Uma comissão de integrantes do fórum esteve ontem (18) no centro e constataram que vários adolescentes apresentam hematomas e outros ferimentos pelo corpo.

Segundo o assessor técnico do Centro de Defesa da Criança e do Adolescente (Cedeca), Acássio Pereira de Souza, as denúncias iniciais partiram de mães de adolescentes. O assessor e representantes do Conselho Regional de Psicologia, da Cáritas Regional Ceará e da Pastoral do Menor, ouviram dos internos que a ação de contenção, feita por policiais militares, incluiu tiros de balas de borracha à queima-roupa e o uso de gás lacrimogêneo ou spray de pimenta dentro dos dormitórios.

Segundo Acássio, os adolescentes não souberam distinguir qual dos dois tipos de gás foi utilizado) – o que teria provocado desmaio em alguns internos. “Para nós, isso caracteriza uma desproporcionalidade, já que os adolescentes estavam contidos nos dormitórios, com as grades fechadas, e mesmo assim os policiais chegaram atirando com balas de borracha.”

Os relatos também citam uma prática que o fórum classifica como tortura. Os adolescentes disseram que, por ordem dos policiais, ficaram nus e tiveram que correr na área externa e nos corredores sob o piso molhado e ensaboado. Quem caísse, era agredido com golpes de cassetete, chutes e pisões. Não ficou claro, conforme Acássio, se o piso foi molhado pelos agentes ou se seria decorrente de canos que foram quebrados durante o motim.

De acordo com o Cedeca, defensores públicos que foram ao centro na segunda-feira (17) recomendaram que 53 adolescentes fizessem exame de corpo de delito.Até ontem à noite, sete haviam sido encaminhados para o exame. “Havia esses 53 que a Defensoria pediu que encaminhasse para o exame, mas eu constatei outras dezenas de adolescentes com hematomas nas costas, na cabeça, nos ombros, nas pernas. Dois estavam com os pés bastante machucados, segundo eles, porque caíram e um dos policiais pisou neles com força.”

O Centro encaminhou diversos ofícios a órgãos do Governo e da Justiça relatando as denúncias e solicitando providências – em especial a responsabilização dos agentes públicos que praticaram atos violentos contra os internos. “O que mais nos chocou e nos mobiliza é a apuração da intervenção policial, que foi bastante desproporcional”, explica Acássio.

Em nota, a Polícia Militar do Ceará informou que os policiais usaram “os meios moderados e proporcionais da força para controlar a situação de tumulto” e que não foram usadas, na ação, bombas de gás lacrimogêneo nem cassetetes. A PM também nega que os internos tenham sido pisoteados.

Já a Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social, responsável pela gestão das unidades de cumprimento de medidas socioeducativas, disse que os adolescentes que apresentam “supostas lesões praticadas durante a contenção do motim” têm guia de exame de corpo de delito e estão sendo atendidos pela Coordenadoria de Medicina Legal, vinculada à Perícia Forense do Ceará (Pefoce). Na nota, não há o número de adolescentes que devem fazer o exame.”

(Agência Brasil)

McDonald’s será alvo de denúncias no Senado

“A rede de lanchonetes McDonald’s não vende apenas fast food. Exporta também um modelo empresarial que, se por um lado, resulta em lucros bilionários, por outro, é apontado como mau exemplo de relações trabalhistas e prejuízo para cofres públicos. O alerta será feito hoje (20) pelo diretor de Campanhas Globais do Sindicato Internacional de Trabalhadores em Serviços (Seiu, a sigla em inglês), Scott Courtney, durante audiência pública no Senado.

“Pelo peso que o Brasil tem em termos mundiais, acredito que essa audiência representará o ponto de partida para maior conscientização sobre os problemas dessa rede não só para o Brasil, mas para todo o mundo”, disse Courtney ontem (19), em entrevista exclusiva à Agência Brasil. Nesse sentido, acrescentou, que o Brasil é estratégico não só por ser uma grande economia, mas por ter um modelo a ser seguido em termos de legislação trabalhista. “Com sua posição de destaque, o Brasil certamente nos ajudará a ampliar ainda mais o corpo das nossas campanhas de esclarecimento sobre os problemas trabalhistas que estão por trás do McDonald’s e, dessa forma, encorajar as autoridades a enfrentar essa corporação.”

Courtney participa em Brasília do 1° Congresso Internacional dos Trabalhadores em Redes de Fast Food. O evento reúne, segundo os organizadores, 80 estrangeiros, entre trabalhadores, líderes sindicais e parlamentares de 20 países. Nas trocas de experiências neste e em eventos anteriores, Courtney chegou à conclusão que, por ser líder de mercado, a rede McDonald’s não só “educa mal” as empresas do setor de alimentação, mas também propaga uma flexibilidade negativa nas leis e nas relações trabalhistas de outros países.

“Capitalismo canibal”

“Nossa preocupação é evitar que os Estados Unidos exportem sua forma errada de conduzir as relações trabalhistas para outras países. Diferentemente do Brasil, nos EUA há, por exemplo, a possibilidade de se contabilizar como hora salário apenas os momentos em que há fregueses nos estabelecimentos, o que é feito pelo McDonald’s. É o que chamo de ‘capitalismo canibal’. Isso acaba sendo copiado por outras empresas. O McDonald’s dá o tom para indústrias de vários setores e, com isso, aumenta o risco de piorar a situação de trabalhadores em países cujas leis trabalhistas não são tão avançadas quanto às do Brasil”, disse o norte-americano.

Ele destacou, no entanto, que a briga com o McDonald’s já resultou na melhora da situação de trabalhadores norte-americanos, chegando ao ponto de o assunto ser abordado durante as campanhas presidenciais que elegeram Barack Obama. Na época, o carro-chefe do Seiu foi a mobilização chamada #FightFor15, na qual os funcionários da rede de lanchonetes pediam um pagamento mínimo de US$ 15 por hora trabalhada. “Obama apoiou, em sua primeira eleição presidencial, US$ 9, valor que depois, na reeleição, passou para US$ 15.”

Segundo o sindicalista norte-americano, ao pagar baixos salários, a rede causa prejuízos também aos cofres públicos. ”

(Agência Brasil)

Fortaleza viaja sem problemas para enfrentar o Asa

chamusca

Chamusca tomou café com a equipe ainda no aeroporto.

O time do Fortaleza embarcou, nesta manhã de quinta-feira, para Alagoas. A equipe seguiu completa e contando com a volta do seu goleiro titular, Ricardo Berna, que passou mais de um mês afastado por ter fraturado o nariz num choque com um atleta do Botafogo-PB, durante jogo no Castelão.

O técnico Marcelo Chamusca deixou claro que a ordem é manter o padrão. Ou seja, o Fortaleza jogar sempre pensando na vitória e, principalmente, voltar a vencer fora, o que não fez nas últimas três partidas. Ele não adiantou escalação, pois informou que ainda fará dois treinos com o grupo que enfrentará o Asa, em Arapiraca, no próximo sábado em jogo válido pela Série C, do Brasileirão.

O jogador Daniel Sobralense mostrou-se tranquilo para essa partida. Disse que será “um jogo duro”, mas que o elenco está unido e mantendo o desejo de conservar-se na liderança do seu grupo.

(Foto – Paulo MOsKa)

Operação Lava Jato – Sérgio Moro prorroga por mais 15 dias conclusão de inquérito contra Zé Dirceu

josé-dirceu2

“O juiz Sergio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, prorrogou por mais 15 dias o prazo de conclusão do inquérito contra o ex-ministro da Casa Civil, José Dirceu, investigado na Operação Lava Jato por suspeitas de corrupção e lavagem de dinheiro.

O prazo inicial para finalizar esta fase do processo, que envolve a atuação de Dirceu e da JD Consultoria na lavagem de dinheiro de propina do petrolão, vencia no dia 17 de agosto, mas a Polícia Federal pediu que fosse concedido tempo maior porque ainda não foram concluídos exames periciais nem avaliada toda a documentação que pode incriminar o petista.

Em uma análise preliminar, no entanto, Moro diz já haver indícios de que Dirceu realmente participou do escândalo do petrolão. Depois da conclusão do inquérito, o Ministério Público deve apresentar denúncia contra o ex-chefe da Casa Civil, abrindo caminho para que, por decisão do juiz, José Dirceu possa se tornar réu na Lava Jato.”

(Veja Online)

Operação Lava Jato – Camargo Corrêa faz acordo com Cade e pagará R$ 104 milhões

corrupçao

“O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) homologou hoje (19) acordo com a Construtora Camargo Corrêa, uma das investigadas na Operação Lava Jato, e dois de seus ex-executivos. Pelo acordo, a empresa deverá contribuir em procedimento que apura a ocorrência de cartel no mercado de obras e montagem industrial no setor de óleo e gás, em licitações da Petrobras. A construtora também concordou em fazer contribuição financeira de mais de R$ 104 milhões.

Segundo o Cade, trata-se do maior valor já estabelecido em um Termo de Compromisso de Cessação (TCC), como é chamado o acordo firmado hoje com a empresa. O TCC exige que os assinantes cessem seu envolvimento ilícito, reconheçam participação na conduta investigada e colaborem de forma efetiva com as investigações.

Diferente da leniência, que é um outro tipo de acordo, ele não permite a extinção completa da punição. Além disso, obriga ao pagamento de uma contribuição, que é encaminhada ao Fundo de Defesa dos Direitos Difusos. De acordo o Cade, os participantes do TCC “ofertaram contribuições relevantes às investigações, confirmando fatos e trazendo novas evidências”. A utilidade da colaboração é levada em conta para a homologação do acordo.

A prática de cartel em licitações da Petrobras é investigada em inquérito administrativo no Cade, com base no acordo de leniência fechado em março com a Setal Engenharia e Construções, a SOG Óleo e Gás e pessoas físicas do grupo Setal/SOG, em conjunto com o Ministério Público Federal do Paraná.

“As contribuições trazidas pela leniência apontaram indícios de cartel em licitações da Petrobras envolvendo diversas construtoras, entre elas a Setal/SOG e a Camargo Corrêa”, informa comunicado do Cade. O acordo de leniência é um instrumento disponível apenas para o primeiro proponente e prevê imunidade total ou parcial na esfera administrativa e também na penal, por ser firmado em conjunto com o Ministério Público.

A exemplo do que ocorre no TCC, os beneficiados pelo acordo de leniência também devem cessar seu envolvimento na conduta ilícita, confessar e cooperar com as investigações, identificando os demais envolvidos e apresentando provas e informações relevantes. A empresa também pode ter uma redução de 30% a 50% no valor da multa que seria imposta.

Em nota, a Camargo Corrêa informou que o acordo com o Cade “é consequência da decisão da administração da empresa de colaborar com as investigações, além de seguir aprimorando seus programas internos de controle”.”

(Agência Brasil)

Eventual denúncia de Cunha não atrapalha relação com Governo, diz ministro da Justiça

Jose_Eduardo_Cardozo

“O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, disse hoje (19) não acreditar que uma eventual apresentação de denúncia do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, contra o presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), afete as relações do governo com o Congresso Nacional. No mês passado, o peemedebista anunciou o rompimento político com o governo, após a divulgação do conteúdo da delação premiada do empresário Júlio Camargo, que acusou Cunha de ter recebido US$ 5 milhões em propina.

O presidente da Câmara é um dos políticos sobre os quais Janot, em março, pediu ao Supremo Tribunal Federal abertura de inquérito por suspeitas de envolvimento na Operação Lava Jato.

Para Cardozo, é preciso separar o interesse público da apuração que vem sendo feita pelo Ministério Público Federal. “Uma coisa é a necessidade que o país tem de estar junto, defendendo questões de interesse público para que superemos a crise. Outra coisa, é a questão de investigações e eventuais punições, que podem ser decidas sempre respeitando-se o direito de as pessoas se defenderem”, argumentou o ministro.

Em depoimento de delação premiada, o empresário Júlio Camargo, condenado a 14 anos de prisão em uma das ações penais decorrentes da Lava Jato, por corrupção e lavagem de dinheiro, disse que Cunha recebeu US$ 5 milhões em propina. Cunha nega a acusação. “É mais um fato falso, até porque esse delator [Camargo], se ele está mentindo, desmentindo o que ele delatou, ele por si só perde o direito à delação”, disse após a divulgação do conteúdo da delação de Júlio Camargo.”

(Agência Brasil)

Joaquim Levy – Proposta de correção do FGTS tem que ser refletida pelo Senado

“O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, disse hoje (19) que a aprovação, pela Câmara dos Deputados, da correção da remuneração do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) é a primeira etapa do processo. O ministro participou, no Rio de Janeiro, da 34ª edição do Encontro Nacional de Comércio Exterior (ENAEX), no Centro de Convenções Sul América, no centro da cidade.

Segundo ele, como adiantou o senador Renan Calheiros (PMDB-AL), a proposta tem de ser refletida no Senado, para ver se é a melhor solução e se ela preserva a estabilidade e a capacidade do fundo financiar moradias populares. “Agora, temos um momento de reflexão. Por isso, temos um sistema bicameral.” De acordo com o ministro, o importante é não causar qualquer fragilidade ao fundo. “Obviamente que, como temos observado, tem de fazer o equilíbrio entre o desejo de se poder pagar mais e a capacidade do fundo em alcançar seus objetivos para os próprios trabalhadores”, afirmou.

Levy informou que a concessão de empréstimos por meio de bancos públicos ao setor automotivo é, em sua maioria, para linhas de mercado. Acrescentou que a mais especial é para o transporte público, que, para o ministro, é mais eficiente e sustentável para o meio ambiente, na medida em que diminui os engarrafamentos. O restante é para linhas mais comerciais. “Apoiamos os fornecedores usando o próprio valor de qualidade de crédito das montadoras. Acho que é um arranjo que não tem maiores riscos e é de interesse comercial para todo mundo”, destacou.

O ministro negou que a medida comprometa o ajuste fiscal do governo. “Não compromete. É uma operação de mercado que, na verdade, pressupõe o compromisso de contratos das montadoras. É uma coisa absolutamente normal.”

(Agência Brasil)

Tasso Jereissati: Manifestações são fruto da indignação dos brasileiros e não da intolerância

240 1

O senador Tasso Jereissati (PSDB), em seu Facebook, nesta quarta-feira, abordou as manifestações que se registraram no último domingo. Para ele, os atos significaram o sentimento de indignação do povo brasileiro com a corrupção e com a inflação que causa prejuízos. Confira:

tassooegggg

As manifestações são fruto da indignação dos brasileiros, e não da intolerância, como diz o governo. As pessoas saíram às ruas porque se sentiram enganadas pela candidata Dilma e agora cobram da Presidente. Decidiram também não assistir indiferentes a bilhões de dólares serem desviados pela corrupção, dinheiro que faz enorme falta na saúde, educação, segurança e transporte público.

A inflação está tirando a comida das panelas e o desemprego já ronda as famílias. Enquanto isso, a Presidente e o PT preferem manipular a população, insistindo em um discurso demagógico, em que se colocam como defensores dos pobres contra “as elites”, apostando perigosamente na divisão dos brasileiros.

Em vez de reconhecerem os próprios erros e buscarem verdadeiramente o diálogo para a solução dos gravíssimos problemas que enfrentamos, negam a realidade e ensaiam movimentos de radicalização do debate, o que apenas serve para o acirramento dos ânimos.

No atual cenário, de crise econômica e grande instabilidade política, o mínimo que se recomenda, a todos nós, é humildade, responsabilidade e equilíbrio.

* Confira o Facebook aqui.

Carlos Lupi visita Fortaleza nesta quinta-feira e pode consumar ingresso dos Ferreira Gomes

Lupi fala por mais de três horas no Senado

O presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, estará em Fortaleza nesta quinta-feira.

Segundo setores do partido, para participar da reunião da executiva estadual da legenda, marcada para as 18h30min, na sede do partido. O tema da visita e do encontro não poderia ser outro: o ingresso dos irmãos Cid e Ciro Gomes no pedetismo, com demais membros do grupo político dos Ferreira Gomes.

Lupi permanecerá na Capital cearense até sexta-feira pela manhã, quando fará visita aos meios de comunicação. Deve conversar com o deputado estadual Heitor Férrer, o pré-candidato pedetista à Prefeitura. Heitor ameaça deixar a sigla, caso os Ferreira Gomes se filiem ao PDT.

DETALHE – Nesta quarta-feira, o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (Pros), fez questão de adiantar que o final dessa novela dos Ferreira Gomes com o PDT só deverá ter capítulo final e oficial dia 28 próximo. Na data, encontro marcado para o Hotel Romanos, em Messejana.

Inadimplência das empresas cresceu 6,6% em julho

“A inadimplência das empresas teve crescimento de 6,6% em julho, na comparação com junho, segundo a empresa de consultoria Serasa Experian. Na comparação com julho de 2014, o índice teve elevação de 12,6%. No acumulado deste ano até julho, na comparação com o mesmo período do ano anterior, o índice teve elevação de 12,9%. Este foi o maior percentual nesta comparação desde 2012, quando foi observado aumento de 15,2%.

Os títulos protestados foram os que mais pesaram para a alta do índice no mês, com crescimento de 14,2%. As dívidas não bancárias, como de cartões de crédito, financeiras, lojas em geral, prestadoras de serviços como telefonia e fornecimento de energia elétrica e água, subiram 4,2%. Os cheques sem fundos, 11,9%. A inadimplência com os bancos teve queda de 1,9%.

O valor médio dos títulos protestados cresceu 14,1% de janeiro a julho, na comparação com o mesmo período do ano anterior. O valor médio dos cheques sem fundos e das dívidas não bancárias apresentaram alta de 8,5% e 0,5%, respectivamente. O valor médio da inadimplência com os bancos registrou queda de 17,6%.

Segundo os economistas da Serasa Experian, a recessão econômica vem afetando negativamente a geração de caixa das empresas e o encarecimento do crédito pelas sucessivas elevações das taxas de juros, aumentando as despesas financeiras e prejudicado a saúde financeira das empresas brasileiras.”

(Agência Brasil)

Colégio Master abre espaços para Adalberto Barreto, o homem da “terapia comunitária”

download (26)

A Rede Master de Ensino promoverá, neste mês, mais uma edição do projeto Dialogando com os Pais. O convidado da vez é o médico Adalberto Barreto, responsável pelo Projeto Quatro Varas, do Pirambu, que aposta em terapia comunitária.

Adalberto participará de uma roda de conversa com os pais de alunos do Colégio Master Bezerra, do bairro São Gerardo, às 19 horas do próximo dia 26, repetindo mesmo formato dia 27, às 19 horas, no Master Sul, no bairro Cidade dos Funcionários.

O objetivo de Adalberto é possibilitar aos pais adquirir um maior equilíbrio emocional, unindo as famílias em torno da educação e amor aos filhos, reduzindo o estresse e o excesso de cobrança de ambas as partes.

O Conferencista

*PhD Professor da Universidade da Universidade Federal do Ceará. Doutor em Psiquiatria pela Universidade René Descartes – Paris. Criador da metodologia da Terapia Comunitária Integrativa.

XIII Mostra Brasileira de Teatro Transcendental começa nesta quarta-feira no Teatro Via Sul

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=Aw79LjW8ueQ[/youtube]

Com o espetáculo cearense “O Velório de mamãe” será aberta às 20 horas desta quarta-feira, no Teatro Via Sul, a XIII Mostra Brasileira do Teatro Transcendental. O evento vai se estender até o próximo domingo.

Quem conversou com o Blog sobre essa mostra de teatro que promete unir espiritualidade, fé, vida e morte foi Luis Eduardo Girão, da ONG Estação da Luz, promotora do evento.