Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Augusto Aras defende MP independente e separação dos Poderes

Ao ser sabatinado pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, o subprocurador Augusto Aras, indicado ao cargo de Procurador-Geral da República, reforçou o papel de independência do Ministério Público. Segundo ele, “não há alinhamento no sentido de submissão a nenhum dos Poderes, mas há evidentemente o respeito”. Aras destacou que o Ministério Público defende a separação dos Poderes. “Para que haja independência dos Poderes, é preciso ter harmonia”, afirmou.

O subprocurador também disse ser contra o que chamou de “ativismo judicial”. Nesse sentido destacou que temas como aborto, descriminalização da maconha são relevantes e “devem ter atenção do Congresso e não de ativismo judicial”.

Crime organizado

Em sua fala inicial na sabatina, Augusto Aras reforçou que a principal tarefa do Ministério Público Federal deve ser o enfrentamento ao crime organizado “de colarinho branco ou sem colarinho” que, segundo ele, constitui-se no maior entrave à consecução do pacto social, “quando saqueia os cofres públicos e priva a população de serviços essenciais ou quando disputa o domínio de tráfico de drogas e de armas, constrói um Estado paralelo e obriga a manter um constante enfrentamento à ação rápida e eficaz junto à Justiça”.

Sobre a Operação Lava Jato, o subprocurador avaliou ser um importante marco no combate à corrupção. “As boas práticas ali desenvolvidas devem ser estendidas a todo o Ministério Púbico e a todos os níveis da esfera política, aprimorando-se métodos e sistemas sempre dentro da ordem jurídica”, defendeu. Aras disse ainda que o mérito individual dos procuradores deverá ser sempre reconhecido, mas a “confiança da sociedade deve sempre se voltar para as instituições em homenagem ao principio da impessoalidade”.

” A Lava Jato é um marco, mas toda experiência nova traz dificuldades. Sempre apontei os excessos, mas sempre defendi a Lava Jato. Outras operações anteriores não tiveram o mesmo sucesso, mas deram origem à Lava Jato”, lembrou.

Meio Ambiente

Ao falar sobre o papel do Ministério Público na defesa do direito ambiental, o indicado disse que desde a Conferência de Estocolmo, em 1972, o mundo despertou para o desafio de compatibilizar o desenvolvimento econômico com a proteção ambiental.

Augusto Aras disse o Estado brasileiro tem legislação moderna, pois abraçou o conceito de desenvolvimento sustentável com a preservação do acervo natural, assim como de proteção aos bens imateriais. Mas ele indicou que pretende conduzir essas questões sem ideologias. “Esse Ministério Público moderno e desenvolvimentista deve atuar de forma interdisciplinar e com respaldo dos meios técnicos adequados, afastando-se de caprichos pessoais que caracterizam o arbítrio e a ilegalidade”, afirmou.

Rito

Durante a sabatina, membros ou não da CCJ inscritos têm dez minutos para fazer suas perguntas e o indicado o mesmo tempo para resposta. Há ainda tempo para réplica e tréplica de senadores por cinco minutos.

Como a decisão da CCJ serve apenas para instruir a votação em plenário, mesmo que na comissão o indicado não alcance a maioria simples dos votos, ou seja, metade mais um dos presentes, o nome será submetido ao plenário da Casa, onde precisará do apoio de, no mínimo, 41 dos 81 senadores.

Ambas as votações são secretas. No plenário, a votação deve seguir em regime de urgência ainda hoje. A gestão do procurador-geral tem duração de dois anos, sendo permitida a recondução.

(Agênia Brasil)

CNI-Ibope divulga nesta quarta-feira mais uma pesquisa sobre o governo Bolsonaro

A Confederação Nacional da Indústria (CNI) divulgará nesta quarta-feira, às 16 horas, a pesquisa CNI-Ibope do segundo trimestre de 2019 com avaliação dos brasileiros sobre o desempenho do governo de Jair Bolsonaro, informa a assessoria de imprensa da entidade empresarial.

A pesquisa foi realizada entre 19 e 22 deste mês de setembro, com 2 mil pessoas em 126 municípios.

Também vai apontar o grau de confiança da população no presidente Bolsonaro e a aprovação do governo em nove áreas de atuação, como saúde, segurança pública, educação e combate ao desemprego.

(Foto – Agência Brasil)

Secretária da Fazenda garante: Neste ano, nada de aumento de impostos ou redução de alíquotas

A secretária da Fazenda, Fernanda Pacobahyba, garante: não haverá, neste ano, aumento de tributos estaduais nem redução de alíquotas de produtos como ocorria na última gestão.

A ordem, segundo a titular da Sefaz, é uma só: combater a sonegação fiscal.

DETALHE – A secretária ocupará o perfil oficial @sefazceara nesta quarta-feira, a partir das 21 horas, para falar aos internautas sobre o teor da proposta que o Comitê dos Secretários de Fazenda elaboraram sobre reforma tributária.

(Foto – Divulgação)

Ataques criminosos – Eduardo Girão ocupa tribuna e presta solidariedade ao povo cearense

O senador Eduardo Girão (Podemos) ocupou a tribuna para se solidarizar com o povo cearense, que enfrenta mais uma onda de ataques criminosos.

“São ataques do crime organizado que têm colocado a nossa população novamente em estado de alerta, com receio pela sua segurança e pelas famílias”, expôs o parlamentar.

Girão lembrou destacou medidas adotadas pelo secretário da Administração Penitenciária, Mauro Albuquerque, e disse torcer para que tal situação seja logo superada.

“Esperamos que o Governo do Estado do Ceará continue firme em sua atuação no combate ao crime organizado até o final, sem voltar um milímetro na política que tem adotado. Nós não podemos ceder! Não podemos, sob hipótese alguma, aliviar o combate dentro dos presídios”, concluiu o senador.

Confiança do empresário da construção civil recua em setembro após três meses de alta

89 1

O Índice de Confiança da Construção, medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), recuou 0,5 ponto em setembro e passou para 87,1 pontos, em uma escala de zero a 200 pontos. A queda ocorreu depois de três meses de altas consecutivas, que acumularam crescimento de 6,9 pontos na confiança no período.

O indicador caiu devido à piora das perspectivas do empresariado em relação aos próximos meses. O Índice de Expectativas recuou 0,9 ponto e chegou a 97 pontos.

O Índice da Situação Atual, que mede a confiança no presente, se manteve estável no patamar de 77,6 pontos.

O Nível de Utilização da Capacidade do setor recuou 0,2 ponto percentual, para 69,4%, depois de cinco meses de altas.

Segundo a pesquisadora da FGV Ana Maria Castelo, a queda da confiança em setembro foi influenciada pelo ritmo lento da recuperação e as incertezas que o cercam. Mas, para ela, o “resultado não altera o sinal positivo no terceiro trimestre, que foi marcado por uma redução do pessimismo no período mas a percepção das empresas se mantém bastante suscetível às notícias sobre contingenciamento dos recursos do orçamento federal e às dificuldades fiscais que vêm reduzindo sobremaneira a capacidade de investir dos entes públicos”.

(Agência Brasil)

Recesso de fim de ano para servidor federal já está definido

148 1

O período de recesso para a comemoração das festas de fim de ano (Natal e Ano Novo), para os servidores públicos federais da administração direta, autárquica e fundacional, foi definido pela Secretaria de Gestão e Desempenho de Pessoal, do Ministério da economia, em portaria publicada nesta quarta-feira (25) no Diário Oficial da União.

De acordo com o documento, o recesso compreenderá os períodos de 23 a 27 de dezembro de 2019 e de 30 de dezembro de 2019 a 3 de janeiro de 2020. “Os agentes públicos devem se revezar nos dois períodos comemorativos, preservando os serviços essenciais, em especial o atendimento ao público”.

O servidor poderá compensar as horas do recesso a partir de hoje, data da publicação da portaria, até 29 de maio de 2020. Quem não “compensar as horas usufruídas em razão do recesso sofrerá desconto na sua remuneração, proporcionalmente às horas não compensadas”, diz a portaria..

(Agência Brasil)

Cearense denunciou na Comissão de Direitos Humanos da ONU “retrocessos” do governo federal

118 1

Hélio Leitão entregou farta documentação para Bachelet.

De volta ao Ceará, o advogado Hélio Leitão que, na condição de presidente do Conselho de Direitos Humanos da OAB nacional, esteve em Genebra. Ali, expôs para o Conselho de Direitos Humanos a ONUo quadro de “retrocessos impostos” pelo atual governo às políticas do Conselho Verdade, Memória e Justiça do país.

Héio leitão esteve inclusive, com Michelle Bachelet, que responde por esse organismo das Nações Unidas.

Foi a primeira vez que a OAB teve espaço no Conselho de Direitos Humanos da ONU.

(Foto – Divulgação)

Enem 2019 – Provas terão questões objetivas e sem ideologia, diz ministro

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) deste ano terá como foco conhecimentos objetivos. Segundo o ministro da Educação, Abraham Weintraub, a preocupação do Ministério da Educação (MEC) será selecionar os melhores alunos para ocupar as vagas no ensino superior.

“Não vai cair ideologia, a gente quer saber de conhecimento científico, técnico, de capacidade de leitura, de fazer contas, de conhecimentos objetivos”, afirmou o ministro que participou, nessa terça-feira, do programa Brasil em Pauta, da TV Brasil, da EBC.

Ele acrescentou que o interesse do MEC é “simplesmente selecionar as melhores pessoas para ocupar as vagas nas faculdades. A nossa preocupação é mérito, só”.

Após polêmica envolvendo questões do Enem no ano passado, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), vinculado ao Ministério da Educação, criou, no início deste ano, um grupo responsável por “identificar abordagens controversas com teor ofensivo a segmentos e grupos sociais, símbolos, tradições e costumes nacionais” e, com base nessa análise, recomendar que tais itens não fossem usados na montagem do Enem 2019.

O ministro ressaltou, na entrevista, que a aplicação do exame este ano está garantida.

(Com Agência Brasil)

Acquario do Ceará vira piada em show de Tom Cavalcante

108 1

Durante show, no último fim de semana, no Teatro RioMar, o humorista Tom Cavalcante fez muita piada com um projeto inacabado da esfera estadual: o Acquario do Ceará.

Eis que um amigo seu, na plateia, chegou a comentar: “Ainda bem que o Cid Gomes, que admira o Tom, não estava na plateia!”

Foi do governo Cid Gomes a ideia de construir o projeto, que supera os 10 anos sem sair do esqueleto e sem conseguir algum grupo privado para transformá-lo em realidade.

(Foto – Paulo MOska)

Augusto Aras será sabatinado nesta quarta-feira pela CCJ do Senado

Antônio Augusto Brandão de Aras, indicado para o cargo de procurador-geral da República pelo presidente Jair Bolsonaro, será sabatinado, a partir as 9 horas desta quarta-feira (25), na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Caso a indicação do sub-procurador (Mensagem 53/2019) seja aprovada, seguirá para análise em Plenário. A gestão do procurador-geral tem duração de dois anos, sendo permitida a recondução.

A indicação de Augusto Aras, na vaga decorrente do término do mandato de Raquel Dodge, quebrou uma tradição seguida desde 2003, segundo a qual o nome é escolhido pelo presidente da República a partir de uma lista com os três mais votados em seleção interna dos procuradores. O presidente da República, Jair Bolsonaro, decidiu indicar um nome fora da lista tríplice, definida pela Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR).

Relator da matéria na CCJ, o senador Eduardo Braga (MDB-AM) destaca que o indicado declarou ser sócio do escritório de advocacia Aras e Advogados Associados. Tal fato é permitido pelo direito brasileiro, já que Aras ingressou no MPF antes da promulgação da Constituição de 1988.

No entanto, para ocupar o cargo e durante o período do mandato, deverá licenciar-se do exercício da advocacia e da sociedade, compromisso que foi reafirmado por Aras em carta dirigida ao relator.

Perfil

Aras nasceu em Salvador em 4 de dezembro de 1958. Graduou-se bacharel em direito pela Universidade Católica de Salvador, em 1981; mestre em direito econômico pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), em 2000, com a dissertação A Causa e os Contratos; e doutor em direito constitucional pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), em 2005, com a tese Fidelidade Partidária: a perda do mandato parlamentar.

O indicado foi admitido por concurso público como professor da Faculdade de Direito da UFBA, onde lecionou por 18 anos. Atualmente é professor da Universidade de Brasília (UnB), onde leciona as disciplinas de direito eleitoral e direito empresarial, e da Escola Superior do Ministério Público da União (ESMPU).

Ingressou no Ministério Público Federal (MPF) por concurso público, tendo tomado posse em 1987, no cargo de procurador da República. Em 1993, foi promovido a procurador regional da República e, desde 2011, é subprocurador-geral da Repúblic

(Com Agência Senado)

Governador sanciona lei que cria a Semana Estadual de Proteção aos Mangues

155 1

O governador Camilo Santana (PT) sancionou o projeto de lei nº. 436/2019, que cria a Semana Estadual de Proteção aos Mangues do Ceará. O projeto é de autoria do deputado Acrísio Sena (PT), que acatou uma sugestão da ONG Ecomuseu Natural do Mangue.

A Semana Estadual de Proteção aos Mangues ocorrerá anualmente a partir do dia 26 de julho, por ser historicamente reconhecido nacional e internacionalmente como a data em defesa dos manguezais.

Justificativa

Os manguezais são um dos ecossistemas mais produtivos do planeta e sua importância para a manutenção de bens e serviços é enorme. São importantes sequestradores e estocadores de carbono na biomassa e no solo. O processo de sequestro de carbono por área de florestas de mangue é da mesma ordem de grandeza do observado em outras florestas tropicais úmidas. Quando se considera o reservatório de carbono contido na biomassa acima do solo, essa similaridade se mantém.

Por outro lado, quando é considerado o estoque total de carbono no sistema, incluindo a biomassa subterrânea e estoque no solo, o estoque de carbono em manguezais tropicais por unidade de área é significativamente maior que o observado em quaisquer florestas terrestres, incluindo as florestas tropicais úmidas, como a Amazônia.

DETALHE – O Brasil é o segundo pais em extensão de mangues com 1.398.966,10 hectares. No Ceará, segundo o Atlas Manguezais do Brasil – 2018, temos 19.518,20 hectares.

Apostador do Mato Grosso ganha sozinho a Mega-Sena

Uma única aposta, feita em Sorriso (MT), acertou os seis números do concurso 2.191 da Mega-Sena, realizado nesta terça-feira (24).

Os números sorteados foram: 04 – 08 – 26 – 33 – 46 – 53. O prêmio é de R$ 43,26 milhões.

A quina teve 104 acertadores, cada um receberá R$ 20,55 mil. A quadra teve 5.272 apostas ganhadoras com prêmio de R$ 579,20.

O próximo concurso, com sorteio na quinta-feira (26), tem uma expectativa de prêmio de R$ 2,3 milhões. As apostas podem ser feitas pela internet ou casas lotéricas até as 19h do dia do sorteio. A aposta mínima única custa R$ 3,50.

(Agência Brasil)

Congresso derruba parte de vetos da Lei de Abuso de Autoridade

O Congresso Nacional derrubou vetos presidenciais referentes a 18 pontos da Lei de Abuso de Autoridade na noite de hoje (24). Em sessão conjunta, deputados e senadores mantiveram 15 vetos referentes à lei. O presidente Jair Bolsonaro sancionou a lei com 33 vetos no início de setembro.

Com a derrubada dos vetos, passa a ser considerado crime de abuso de autoridade decretar medida de privação de liberdade em desconformidade com a lei, deixar de relaxar prisão manifestamente ilegal e deixar de deferir habeas corpus quando manifestamente cabível. Outros vetos derrubados criminalizam constrangimento do preso com fins de que ele produza prova contra si mesmo e a não identificação ou identificação falsa quando da captura do preso.

Também é crime a insistência na inquirição de pessoa que já tenha decidido ficar em silêncio e a inquirição de pessoa que tenha decidido pela presença do seu advogado e esse não esteja presente. Negar o acesso aos autos do processo ao interessado, seu advogado ou defensor também se caracteriza abuso de autoridade.

Dentre os vetos mantidos está aquele que vedava o uso de algemas quando não havia resistência à prisão. Induzir a pessoa a praticar crime com intenção de capturá-la em flagrante foi outro item vetado por Bolsonaro e mantido no Congresso. A execução de mandado de busca e apreensão em imóvel alheio, mobilizando pessoal e armamento de forma ostensiva, também foi deixado de fora da lei.

A sessão do Congresso começou com atraso e, após cerca de quatro horas, o quórum de senadores diminuiu e não permitiu a votação de outros vetos. Dentre os vetos pendentes está o que proíbe a cobrança do despacho de bagagens por empresas aéreas e aquele que prevê a elaboração de lista tríplice para a escolha de novos conselheiros, diretores e presidentes de agências reguladoras.

O Congresso também precisa votar o Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2020 e vários Projetos de Lei do Congresso Nacional (PLN) referentes à autorização de crédito suplementar para órgãos do Executivo e do Judiciário. Para votar essas matérias, o presidente do Senado e do Congresso, Davi Alcolumbre, convocou outra sessão do Congresso para amanhã (25), às 16h.

(Agência Brasil)

Camilo está em contato direto com Sergio Moro, diz secretário; não há pedido de Força Nacional

 

O governador Camilo Santana (PT) está em contato direto com o ministro da Justiça e Segurança, Sergio Moro, trocando informações sobre a onda de ataques criminosos que se registram no Ceará desde a noite da última sexta-feira. Ainda não há solicitação de apoio da Força Nacional, mas pedido de 200 radiocomunicadores para reforçar ações.

A informação foi dada nesta noite de terça-feira pelo secretário da Segurança Pública e Defesa Social do Estado, André Costa, durante entrevista ao vivo jornal CE TV -2 ª edição, da TV Verdes Mares.

O secretário informou que a onda de ataques é praticada por uma facção que insiste em querer a volta de “regalias”, hoje banidas do sistema prisional cearense sem tomadas de energia, o que impede recarregamento de celulares, e visitas intimas à vontade.

André Costa reafirmou que o Estado não vai ceder às pressões de facção. Não falou o nome, mas a informação é de que a GDE seria a responsável pelos ataques.

(Foto – Evilazio Bezerra)

Em clima de Lula Livre, fundador do MST recebe título de cidadão cearense

610 4

Em sessão solene das mais concorridas, o fundador do MST, João Pedro Stédile, recebeu, nesta terça-feira, no Plenário 13 de Maio, da Assembleia Legislativa, o título de cidadão cearense. A homenagem partiu do deputado Elmano de Freitas (PT).

Stedile, em discurso, apregoou a necessidade de resistência contra o retrocesso. Disse que o atual momento por que passa o Brasil deve passar e que ninguém pode perder o espírito de luta. Ele também lamentou que o agronegócio esteja tendo tanto espaço, ao ponto de usar agrotóxicos que ameaçam vidas e destroem a natureza. Elogiou o Ceará que tem uma lei contra a pulverização de agrotóxicos, sob olhares do autor, o deputado Renato Roseno (PSOL).

Stédile também dedicou espaços, em sua fala, para críticas à Era Bolsonaro: “Nós temos assistido, infelizmente, aumentar a violência sobretudo nas periferias das grandes cidades. Nunca antes tinha se matado tantos pobres quanto agora. E, inclusive, nunca antes tinham morrido tantos policiais, que também são vítimas dessa política insana que o governo Bolsonaro enseja com a sua propaganda.”

A sessão contou com as presenças do ex-senador Jose Pimentel, e de Eudoro Santana, que é pai do governador Camilo Santana, além do deputado Moisés Braz, médico Valton Miranda, ex-deputadas Iris Tavares, João Alfredo, Mário Mamede, Raquel Marques e Maria Luiza Fontele, bem como o secretário Inácio Arruda (Secitece), o vereador Ronivaldo Maia, dirigentes do MST Ceará e o prefeito de Quixadá, Ilario Marques.

Ao final da sessão, uma enorme bandeira com o nome de Lula foi aberta por convidados sob a tônica do Lula Livre.

(Fotos – PT Ceará)

Justiça soluciona 41 processos envolvendo a Construtora MRV

O Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc) de Fortaleza conseguiu fechar 41 acordos em processos envolvendo a Construtora MRV. A pauta concentrada ocorreu de 16 a 19 deste mês, no Fórum Clóvis Beviláqua, informa a assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça do Ceará.

Ao todo, foram realizadas 77 das 106 audiências agendadas, um índice de êxito de 53,2%. Além de encerrar definitivamente as ações judiciais, movimentou mais de R$ 580 mil em pagamentos.

Segundo a coordenadora do Cejusc da Capital, juíza Ana Kayrena da Silva Freitas, a iniciativa promove mais agilidade e eficiência ao trabalho da Justiça, contribuindo para maior sucesso nas conciliações. A magistrada também destacou o trabalho realizado pela equipe de conciliadores que conduziu as sessões. “O número de acordos alcançados demonstra a competência e dedicação de todos.”

O Cejusc de Fortaleza tem 60 conciliadores e mediadores certificados pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Desse total, 22 participaram diretamente na condução das audiências com a MRV. “A pauta concentrada envolvendo grandes litigantes é certamente uma experiência enriquecedora na qual vemos, além dos conciliadores, partes e advogados empenhados e dispostos a tratar o processo sob a perspectiva das soluções consensuais”, reforçou a magistrada.

O próximo evento ocorrerá no dia 29 de novembro deste ano, com processos da Camed Saúde, que tramitam nas Varas Cíveis de Fortaleza.

SERVIÇO

*Cejusc da Capital fica no Fórum Clóvis Beviláqua – Rua Desembargador Floriano Benevides Magalhães, 220, Edson Queiroz.

*Mais informações – 85 – 3492.8030.

CNJ afasta magistrados envolvidos com venda de sentenças

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) decidiu hoje (24) afastar cinco desembargadores e um juiz do Tribunal Regional do Trabalho da Bahia (TRT-5). Todos são suspeitos de vender sentenças e favorecer réus.

O esquema é investigado pela Polícia Federal, na Operação Injusta Causa, deflagrada em 11 de setembro, que teve como alvo cinco dos seis magistrados afastados pelo CNJ.

Foram afastados os desembargadores Norberto Frerichs, Adna Aguiar, Pires Ribeiro, Esequias Oliveira e Graça Boness, e o juiz Thiago Barbosa de Andrade. Somente Graça Boness não fora alvo da PF na operação.

O entendimento do corregedor Nacional de Justiça e relator do caso, Humberto Martins, prevaleceu no julgamento. Segundo o magistrado, “os indícios são fortes, com tintas vivas, robustas”. E considerou que o “juiz suspeito não pode exercer a judicatura. Aos magistrados eu entendo que exige-se essa aura de nobreza, de rigidez moral, de caráter”.

Para Martins, “é inquietante um juiz suspeito continuar exercendo a sua judicatura, principalmente com a relevância que esse caso assumiu”. Ele foi seguido pela maioria dos membros do CNJ, incluindo o vice-presidente, Luiz Fux, que presidiu a sessão. O presidente do órgão e do Supremo Tribunal Federal, ministro Dias Toffoli, não participou do julgamento, por ter se declarado impedido.

O afastamento surte efeito ao menos até que sejam concluídos os procedimentos administrativos disciplinares abertos contra os magistrados afastados.

Em nota, o TRT-5 disse que “reafirma o compromisso da instituição com a imparcialidade da Justiça e continuará acompanhando a investigação dos fatos pela Corregedoria-Geral da Justiça do Trabalho, pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e pelo Ministério Público Federal (MPF)”.

(Agência Brasil)

Fábrica da Brilux será inaugurada nesta sexta-feira em Horizonte

O Grupo Raymundo da Fonte, de Pernambuco, do qual faz parte a marca Brilux, vai inaugurar, a partir das 9h30min de sexta-feira, sua primeira fábrica no Ceará, mais precisamente em Horizonte (Região Metropolitana de Fortaleza).

Resultado de um investimento de R$ 56 milhões, o empreendimento fomentará a indústria local com produção mensal aproximada de 330 mil caixas de produtos entre água sanitária, amaciantes e detergentes. Além disso, haverá distribuição das outras marcas do grupo, como Minhoto e Even.

Serão produzidos por mês aproximadamente 255 mil caixas de água sanitária, 12 mil caixas de detergentes e 63 mil caixas de amaciantes. A fábrica cearense é a quinta do Grupo Raymundo da Fonte, que conta também com unidades em Pernambuco, Bahia, Pará e Rio de Janeiro.

O empreendimento já está em funcionamento desde julho deste ano, mas será inaugurado oficialmente apenas no final do mês.

Faturamento da indústria de máquinas cresce 9,9% em agosto

A indústria brasileira de máquinas e equipamentos cresceu 9,9% em agosto, mas recuou 2% na comparação com o mesmo mês do ano anterior, totalizando R$ 7,554 bilhões de receita líquida total. Os dados foram divulgados hoje (24) pela Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), que reúne as indústrias do setor.

O crescimento acumulado no ano foi de apenas 1,1%. De acordo com a instituição, em 2019 a redução das vendas é decorrente da desaceleração das atividades no mercado internacional, já no mercado doméstico as vendas de máquinas cresceram 5,9%.

“A notícia boa é que estamos crescendo o consumo no mercado interno 5,9%, mas a notícia ruim é que esse crescimento é muito pequeno e também foi anulado pela queda das exportações”, disse o presidente executivo da Abimaq, José Velloso.

A balança comercial do setor teve saldo negativo de US$ 1,248 bilhão em agosto. As exportações tiveram retração de 2,6% com relação ao mês anterior e 15,7% com relação ao mesmo mês de 2018. Com isso, o acumulado no ano voltou a piorar e chegou a uma queda de 5,1%.

As importações cresceram em agosto 23,7% em relação a julho e 59,6% em relação ao mesmo mês do ano passado.

Segundo a Abimaq, o crescimento foi reflexo das importações de componentes para geração de energia e válvulas, tubulações e equipamentos de sondagem para o setor de exploração de óleo e gás, especialmente a aquisição feita nos Estados Unidos de uma sonda para perfuração de petróleo, no valor de US$ 590 milhões.

Consumo aparente

O consumo aparente registrou forte crescimento no mês de agosto em relação a julho, de 26%, e quando comparado com agosto de 2018 foi de 40%.

Este desempenho se deu, principalmente, pela aquisição de máquinas de sondagem de petróleo, que, se desconsiderada, gera um crescimento de apenas 1,2% em relação a julho e de 12,4% em relação a agosto de 2018.

Previsão de crescimento

Na visão da Abimaq, os dados registrados até o mês de agosto são reflexo da fraca atividade econômica observada neste ano e indicam que as expectativas de crescimento, ao redor de 5%, não se confirmarão. A entidade revisou a expectativa e o crescimento deve ficar na ordem de 1% em 2019.

“Todo mundo gostaria que o país reagisse mais rapidamente, mas o país não está parado, as reformas estão sendo feitas, estão sendo trabalhadas, muitas discussões, existem várias agendas no Brasil. O ano de 2019 não será o ano da arrancada, como também não será 2020, precisamos trabalhar os alicerces para gente ter certeza que teremos uma economia com capacidade de crescimento para o futuro”, disse Velloso.

Emprego

O balanço divulgado hoje demonstra pequeno crescimento do emprego, com 0,1% em agosto e de 3,9% em relação ao mesmo mês do ano passado. Até o mês passado foram criados 8 mil postos de trabalho. Atualmente, o setor emprega 308.944 pessoas.

(Agência Brasil)