Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Temer avisa: O PMDB disputará a Presidência em 2018

967900-15072015-dsc_1900

“Líderes do PMDB e o vice-presidente da República e articulador político do governo, Michel Temer, confirmaram hoje (15) que o partido pretende ter candidato próprio nas eleições presidenciais de 2018. Nas duas últimas eleições, o partido fez aliança com o PT e elegeu o vice-presidente. “Estamos abertos para todas as alianças, todos os partidos, apenas o que está sendo estabelecido é que PMDB quer ser cabeça de chapa em 2018”, disse Temer a jornalistas.

Além de reforçar a ideia de candidatura própria, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), disse que a aliança que o partido mantém atualmente com o PT é circunstancial. “O PMDB tem com o PT uma aliança estratégica circunstancial porque ela deveria acontecer em torno de apenas um programa. O PMDB desde logo está deixando absolutamente claro que vai ter um projeto de poder, que vai ter um candidato competitivo à Presidência da República”, disse Renan.

Os líderes partidários do PMDB participaram do lançamento da plataforma digital da Fundação Ulysses Guimarães e aproveitaram o evento para falar sobre a disputa eleitoral. A ideia de fortalecer o partido nas redes sociais é, segundo eles, o primeiro passo para melhorar a interação com a sociedade e preparar o PMDB para as eleições de 2016 e 2018. O ex-presidente José Sarney e o senador Romero Jucá (PMDB-RR) também participaram do lançamento.

Na avaliação do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), o partido precisa se posicionar no processo político para recuperar o protagonismo e deve disputar eleições para ter quem defenda suas ideias. “Time que não joga não tem torcida”, disse Cunha. Ele também falou sobre a aliança com o PT. “Estamos neste momento político delicado, em que muitos debates são feitos, que o PMDB faz parte de uma aliança, mas o PMDB sabe que em 2018 ele quer buscar o seu caminho, que não é com essa aliança.”

(Agência Brasil/Foto – Antonio Cruz)

Dilma Rousseff – Brasil vai voltar a crescer

“A presidenta da República, Dilma Rousseff, demonstrou confiança na volta por cima do país. Ela reconheceu a crise econômica, mas disse que o Brasil vai voltar a crescer. “Hoje estamos passando por dificuldades econômicas. Nós enfrentamos as dificuldades, porque só enfrentando é que se supera a dificuldade. É preciso humildade para reconhecer a dificuldade, mas também coragem para vencer a dificuldade. […] Podem ter certeza, o Brasil voltará a crescer e gerar empregos”.

Ao discursar na inauguração da Ponte Anita Garibaldi, no município de Laguna (SC), Dilma exaltou o governo do PT no comando do país dizendo que, nos últimos 13 anos, o governo construiu “um país muito mais forte e capaz de enfrentar dificuldades, do que em algum momento do passado”.

Ela disse que não vai desistir diante do cenário adverso. “Tem gente que, diante da dificuldade, desiste, recua. Nós não somos esse tipo de gente. Nós enfrentamos dificuldade, porque só enfrentado que se supera”. A fala de Dilma ocorre em um período de turbulência do governo: a crise econômica e as investigações de corrupção na Petrobras são frequentemente usadas pela oposição para criticar o governo da petista.”

(Agência Brasil)

Jornalista William Waack dará palestra em Fortaleza

images (8)

O jornalista e sociólogo William Waack dará palestra na sétima edição do Fórum Ideias em Debate, da Federação das Indústrias do Ceará (Fiec). Ele falará no próximo dia 20, às 18h30min, na Casa da Indústria, sobre “A Conjuntura do Brasil na Nova Ordem Econômica Mundial”.

William Waack é jornalista, sociólogo, e editor-apresentador do Jornal da Globo e do programa “Painel” da Globo News. Foi correspondente da Globo em Londres em 1996, depois de uma longa carreira trabalhando em veículos como a Revista Veja, O Globo, Jornal do Brasil, Jornal da Tarde e o Estado de São Paulo.

É autor dos livros “Camaradas – nos Arquivos de Moscou: a História Secreta da Revolução Brasileira de 1935”; “Mister, you Bagdad – Dois Repórteres na Guerra do Golfo”; e “As Duas Faces da Glória”.

E o jumento é nossa irmão até na luta pelo hub

A campanha pelo hub da TAM Fortaleza ganhou páginas independentes no Facebook. Numa delas, a história de jumentinhos que circularam pelo saguão do Aeroporto Internacional Pinto Martins, serviu para aquecer o desejo de que esse ponto de conexões de voos internacionais da empresa fique na Capital cearense.

Esta ilustração irreverente pode ser conferida:

20216_1660850410793513_2997565569453052954_n

* Página do Facebook aqui.

BNB renegocia dívidas rurais com até 85% de desconto

“Produtores rurais têm até o final do ano para renegociar suas dívidas junto ao Banco do Nordeste, com base nos instrumentos legais atualmente em vigor (lei 12.844, 4.315 e 4.314 do Conselho Monetário Nacional). Os benefícios incluem descontos de até 85% no valor principal da dívida, prazo de pagamento de até dez anos e carência de até três anos. Para pleitear a renegociação, o cliente deve procurar sua agência de relacionamento do Banco do Nordeste, verificar o enquadramento da operação e formalizar a adesão.

Desde o início da vigência de cada dispositivo legal, o Banco do Nordeste já recuperou mais de R$ 1,4 bilhão, com base nos instrumentos legais de renegociação de dívidas. Já são quase 120 mil operações renegociadas, beneficiando mais de 90 mil clientes. No Ceará, mais de 12 mil produtores renegociaram suas dívidas, totalizando R$ 211,3 milhões.

Sobre os principais instrumentos legais de renegociação de dívidas que estavam vigentes em 2014, o Banco teve os seguintes resultados acumulados até o final daquele ano, considerando o início da vigência de cada instrumento legal: R$ 3,4 bilhões, distribuídos em 320.247 operações.

Em paralelo às renegociações, o Banco do Nordeste também suspendeu, até 31 de dezembro deste ano, ações de cobrança judicial das operações em situação de atraso que podem ser enquadradas na Lei 12.844, estando suspensos atualmente mais de 49 mil processos. No Ceará, foram suspensas 5.458 mil destas ações.”

(Site do BNB)

Estatuto da Criança e do Adolescente e um morticínio nada homogêneo

110 1

Com o título “Contra a barbárie”, eis artigo do deputado estadual Renato Roseno (PSOL). Ele lamenta tantos jovens assassinados no Brasil e comenta os 25 anos do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). 

No último dia 13 de julho, completaram-se 25 anos do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Talvez a norma legal que melhor sintetize o processo de redemocratização e a tentativa de superar a secular brutalidade com o “andar de baixo”. A norma afirma o óbvio: ou garantimos proteção integral à condição humana das primeiras gerações ou perpetuamos a condição de desprezo à infância e juventude. Por outro lado, o ECA é também a lei mais achincalhada em cada esquina, programa policial ou tribuna parlamentar no País, num misto de ódio de classe e ignorância seletiva.

Hoje, todos os dias ao menos 82 jovens entre 15 e 29 anos são assassinados no Brasil, sendo 22 mortes diárias entre 16 e 17 anos (Mapa da Violência 2015). Já são mais de 30 mil assassinatos de jovens ao ano. Na imensa maioria, são vítimas os negros do sexo masculino, nas periferias urbanas. Um extermínio sociorracial e físico fruto da invisibilidade, da negação de dignidade e do processo de socialização violenta.

Mas o morticínio não é homogêneo. Nos últimos dez anos, São Paulo, Rio de Janeiro ou Recife reduziram os Índices de Homicídios na Adolescência (Uerj/Unicef/SDH). Fortaleza, ao contrário, viu esse índice explodir. O que era um índice de 2,35 em 2005 passou a 9,95 em 2012. Em nossa cidade, 50% dos assassinatos de jovens concentram-se em 20 bairros. Não se pode atribuir essa dinâmica às leis penais. São as mesmas em todo o País, portanto, a explosão de mortes que tivemos é resultado de: ampliação dos fossos sociais, ausência de políticas em escala universal para esses jovens, maior exposição aos riscos previsíveis.

Choca ainda mais a indiferença em meio à barbárie. As notícias de linchamentos crescem, aqui inclusive, e a agenda pública parece diminuir-se no debate populista e elitista da redução da idade penal. Um Congresso que tem 54% de seus membros arrolados em processos nos tribunais criminais ou de contas está definindo que sua única oferta à adolescência brasileira é mais cadeia. Os esforços são voltados à defesa de mais encarceramento e cortes de direitos. Nada se vê para adoção de medidas comprovadamente eficazes para reduzir o extermínio da juventude negra.

A roda já foi inventada. Todos sabemos como outros territórios reduziram os indicadores de letalidade entre jovens. Com planos específicos, orçamentos satisfatórios, mobilização pública, capacidade de execução de políticas sociais garantidoras de direitos. Quando o ECA foi promulgado, havia uma expectativa de futuro. Um Brasil cuja democracia era mais densa ousou querer justiça social para a juventude.

Contraditoriamente, tornamo-nos a 7ª economia do mundo e continuamos a ter jovens negros em pelourinhos. É urgente tomar lado: ou damos vida a uma agenda de promoção de direitos ou amargaremos a derrota de valores básicos como igualdade, dignidade e justiça.

Renato Roseno

opiniao@opovo.com.br 

Advogado e deputado estadual (Psol)

O que a encíclica papal tem a ver com a realidade ambiental cearense?

161 1

Com o título “Laudato Si”, eis artigo de José Borzacchiello, geógrafo e professor emérito da UFC. Ele aborda a encíclica do Papa Francisco Laudato Si e traz alertas do Vaticano para a realidade cearense. Confira:

Ciente dos graves problemas que afligem a humanidade, o papa Francisco na Carta Encíclica Laudato Si (Louvado Seja), editada em maio de 2015, nos Excertos para reflexão, destaca a questão ambiental, nesse momento cruciante quando o tema das mudanças climáticas assume relevância. Pautado no magistério social da Igreja, o papa registra os avanços dos movimentos ecológicos e mostra que a questão ambiental exige pesquisas, práticas e ações capazes de reverter esse quadro que nos atemoriza.

De um modo geral, quando um tema de ordem ecológico-ambiental é enfocado em sua abrangência global, os fatos são encarados como algo distante, problema dos outros sem ter nada a ver conosco. Ledo engano. Tsunamis, nevascas, terremotos, secas, cheias e outros problemas dizem questão a toda a humanidade. O papa Francisco propõe aos cristãos algumas linhas de espiritualidade ecológica e isso tem a ver conosco, brasileiros, cearenses.

Nosso Estado passa por transformações abruptas que exigem um basta. É hora de se discutir o que está ligado à dinâmica cíclica da natureza e discernir os efeitos das ações, predatórias da sociedade sobre a natureza com suas severas consequências. Gostaríamos que fosse tudo diferente, mas basta sairmos às ruas para constatar inúmeros casos de desrespeito generalizados.

Convivemos e somos coniventes com vários problemas de natureza ambiental, muitas vezes imperceptíveis ou que camuflam nossa consciência crítica. O litoral cearense comprova o que vem a ser ocupação desordenada e invasiva, com frequente descaracterização da paisagem. Vemos nossas áreas de várzeas fluviais ocupadas de forma indevida, extremamente agressivas em relação à natureza à sua volta. Construções suntuosas como shopping centers e belos edifícios ocupam áreas que deveriam ser banhadas pelos rios e lagoas. 

Nas serras, especialmente no Maciço de Baturité, a derrubada do pouco de Mata Atlântica que ainda temos dá lugar a construção de condomínios ou enormes residências. Nossos rios secam e o povo sertanejo já não se mostra tão resistente e apela para o carro-pipa. Sucessivos anos de seca alteram a vida de todos, mas no sertão os efeitos são piores.

O desmatamento frequente, a destruição das matas nas cabeceiras dos mananciais e da mata ciliar agravam a situação.

A natureza clama por socorro. O papa Francisco alerta-nos. Nós, de Fortaleza, trazemos nossa água de cada dia de Orós, do Castanhão e, brevemente, será lá do São Francisco. Até quando fingiremos que está tudo bem à nossa volta? De onde traremos nossa sobrevivência? Na Carta Encíclica, o papa Francisco é sábio ao afirmar que “as atitudes que dificultam os caminhos de solução, mesmo entre os crentes, vão da negação do problema à indiferença, à resignação acomodada ou à confiança cega nas soluções técnicas”.

Enquanto isso, em Fortaleza, o lixo suja nossa cidade já tão poluída, que fica inundada com qualquer chuvinha. Seus rios e lagoas, dunas e manguezais agonizam. Até quando vamos fingir que o problema não é com a gente?

*José Borzacchiello da Silva

borza@secrel.com.br

Geógrafo e professor emérito da UFC.

Folha de São Paulo publica matéria sobre hub da TAM em tom crítico ao Ceará

102 1

obraaeroporto

Placa do início das obras do terminal do Pinto Martins.

Reportagem da Folha desta quarta-feira, assinada pela jornalista Patrícia Brito, da sucursal da Folha no Recife, aborda a disputa pelo hub da TAM – ponto de conexões de voos internacionais, que envolve Fortaleza, Recife (PE) e Natal(RN).

A matéria, em tom crítico, traz detalhes sobre o potencial turístico e de infraestrutura das três cidades, destacando os aeroportos.

Há, no entanto, expõe um aspecto negativo sobre Fortaleza:  a obra inacabada que é o terminal de passageiros do Pinto Martins. Também não poupa o tom irônico: adiciona a história de três jumentinhos que circularam, no último fim de semana , pelo saguão do aeroporto de Fortaleza. Com filmagem difundida pela internet.

* Confira a matéria da Folha aqui.

Sisutec 2015 – Matrículas da sergunda chamada vão até sexta-feira

“Os selecionados na segunda chamada do Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec) poderão fazer matrícula no curso, de hoje (15) até sexta-feira (17). Os estudantes deverão verificar na instituição de ensino em que foram aprovados, o local, horário e os procedimentos para a matrícula. As aulas começam no mês de agosto.

O Sisutec oferece vagas gratuitas em cursos técnicos, em instituições públicas e privadas de ensino superior e de educação profissional e tecnológica, com base na nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Nesta edição, são ofertadas 83.641 vagas em 515 municípios de todos os estados e no Distrito Federal. Cerca de 212 mil se inscreveram no sistema.

As vagas que não forem preenchidas nas duas chamadas serão ofertadas pela internet, na página do Sisutec, no período de 20 de julho a 2 de agosto. Para essa etapa, não é preciso ter feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Pode se inscrever quem concluiu o ensino médio nos últimos três anos, ou seja, de 2012 a 2014, independentemente da data de emissão do certificado.”

(Agência Brasil)

Casa Cor Ceará 2015 será apresentada nesta quinta-feira

Chanceler-Airton-Queiroz

Airton Queiroz, um dos homenageados.

A equipe da 17ª Casa Cor Ceará dará coletiva, a partir das 8h30min desta quinta, no Gran Marquise Hotel, para apresentar todos os detalhes da maior mostra de arquitetura, decoração e paisagismo das Américas. A Casa Cor Ceará 2015 acontecerá num imóvel situado na Avenida. Barão de Studart, 598, em frente ao Palácio da Abolição. Ou seja, o mesmo que ocupou ano passado.

Essa foi uma decisão estratégica, segundo a organização, pois vai permitir ainda mais possibilidades de modificações, renovação e transformação do projeto deste ano. O evento já tem data marcada: de 8 de outubro a 17 de novembro e contará com 47 profissionais das áreas de arquitetura, designers de interiores e paisagismo que irão projetar 36 ambientes com o tema nacional “Brasilidade – O Brasil visto por dentro”, numas área de visitação com 3.300m².

Homenageados

Para os homenageados desta edição, a mostra escolheu o Chanceler Airton Queiroz que terá o ambiente, Sala de Leitura, projetado pelo arquiteto Tiago Falcão. O espaço será inspirado em referência ao trabalho desenvolvido por Airton nos setores da arte, cultura e educação. A Casa Cor Ceará também homenageia os presidentes do Grupo Marquise, José Carlos Pontes e Erivaldo Arraes, com o ambiente, Sala dos Empresários, projeto de Neide Barbosa e Denise Bessa, uma comemoração aos 40 anos do Grupo.

Delação X Corrupção – O jogo do momento

Com o título “Delação” X “Corrupção”, eis artigo de José Nilton Mariano Saraiva,  economista e aposentado do BNB. Confira:

Embora essa tal de “delação premiada” seja uma espécie de instrumento jurídico permissível e de uso recorrente nos tribunais da vida, mormente agora no âmbito da operação Lava Jato, se nos dispusermos a analisa-la com frieza, profundidade e isenção, paradoxalmente, ao fim e ao cabo, a conclusão é que ela assemelhar-se-á (por linhas tortas ou oblíquas, como queiram) àquilo que a fez ser usada: a “corrupção”.

Afinal, se a “corrupção” empiricamente nada mais é que a oferta (por parte de quem tem “bala na agulha”) a agentes mafiosos, de um “premio” (suborno) a fim de se conseguir um determinado objetivo (no caso da operação Lava Jato, o de vencer uma milionária licitação, por exemplo) na “delação premiada” (e a denominação por si só já é bem sugestiva) o objetivo “temporal” (aqui a novidade) da autoridade constituída é o de, através de detenções arbitrárias (porquanto sem provas factuais) e posteriores escutas ilegais (via grampos não autorizados) é o de, repetimos, constranger, literalmente matar pelo cansaço e ao fim, “corromper” o presumível “corruptor-original”, através da oferta de um “premio” (diminuição da pena) contanto esteja este disposto a “entregar de bandeja” outros integrantes do esquema mafioso (uma espécie de forçação de barra, com recompensa garantida).

A vingar tal reflexão, teríamos, então, duas distintas e conflitantes espécies de “corrupção”: a corrupção “ilegal”, patrocinada por empresários de alto coturno, cuja mola-mestra seria se beneficiar, através da entrega de “prêmios” (propina) a quem se disponha a vender a alma, de sorte que o retorno seja geométrico e garantido; e, na outra ponta, a corrupção (teoricamente) “legal”, patrocinada pela “autoridade constituída” (o Estado) via “delação premiada”, visando condenar sem provas, aqui com o sério agravante de se ofertar credibilidade à palavra de notórios bandidos (já que inexistem provas que corroborem aos depoimentos prestados).

E o perigo mora exatamente aí, conforme se pode constatar pelo argumento usado pela ministra do Supremo Tribunal Federal Rosa Weber no julgamento de José Dirceu: “Não tenho provas para condenar Dirceu, mas a literatura me permite fazê-lo”.

José Nilton Mariano Saraiva,

Economista e aposentado do BNB.

Servidores da UFC em greve realizarão Dia Nacional de Doação de Sangue

Os técnico-administrativos da Universidade Federal do Ceará realizarão, nesta quarta-feira, o Dia Nacional de Doação de Sangue. O lema é “Governo Dilma, valorize quem dá o sangue pela educação!”. A categoria está em greve.

Os trabalhadores se reunirão, às 8h30min, em frente ao Hemoce (Bairro Rodolfo Teófilo), onde farão a doação de sangue. Haverá panfletagens e abordagem à população para esclarecimentos sobre a greve, que já abrange 66 universidades e institutos federais do país.

A luta é por reposição salarial de 27,3%, considerando as perdas de janeiro de 2011 a julho de 2016, além de concurso público via Regime Jurídico Único, revogação da lei que cria a EBSERH – empresa que administra os Hospitais Universitários das Instituições Federais de Ensino, entre algumas pedidas.

Segundo o comando geral, são 4 mil servidores em greve no Ceará. Já aderiram à paralisação técnico-administrativos da Universidade Federal do Cariri (UFCA) e da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab).

Operação Lava Jato – Senador Ciro Nogueira aparece em nova fase da investigação

“Não custa lembrar um trecho da nota oficial do senador Ciro Nogueira, quando o seu nome foi citado pela primeira vez na Lava-Jato, em setembro passado. Eis:

– Renunciarei ao meu mandato se houver qualquer transação que beneficie a mim ou qualquer estrutura empresarial da qual seja sócio, cotista ou esteja de alguma forma, individual e diretamente, relacionado no contexto das investigações vigentes.

A PF, pelo que se viu na busca e apreensão de documentos hoje na casa do senador, não se convenceu com as palavras do presidente do PP.”

(Coluna Radar, da Veja Online)

Mais de 2 mil jovens são assassinados por ano em oito Capitais. Na lista, Fortaleza

118 1

eixos

“A cada ano, 2,1 mil jovens entre 10 e 19 anos são assassinados em oito capitais brasileiras: Belém, Fortaleza, Maceió, Manaus, Rio de Janeiro, Salvador, São Luís e São Paulo. O dado faz parte de estudo divulgado hoje (14) pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef).

Segundo o levantamento, a taxa de homicídios de jovens nos bairros mais pobres das metrópoles brasileiras chega a 136 mortes por 100 mil habitantes. Nas áreas mais ricas, a taxa tende a zero. “O Brasil é o segundo país que mais mata os seus adolescentes, perdendo apenas para a Nigéria. Isso tem que mudar. Reduzir as desigualdades é reduzir os assassinatos dos jovens e adolescentes brasileiros”, enfatizou a coordenadora da plataforma Centros Urbanos do Unicef, Luciana Phebo.

O representante do Unicef no Brasil, Gary Stahl, destacou que a maioria dos assassinados é homem, da cor negra, tem de 16 a 18 anos e vive nas periferias das grandes cidades. Outros indicadores mostram, segundo ele, que esses jovens passam por uma trajetória de violações que termina com as mortes trágicas. “Eu acho que não é coincidência que o perfil típico da criança fora da escola no Brasil é homem, negro, de 13 anos, na zona rural, com pais analfabetos e família pobre.”

Gary Stahl defendeu a adoção de ações em prol da redução das desigualdades sociais como forma de mudar essa situação. “Temos que começar com os serviços básicos em todo o Brasil. Olhar de perto a situação daqueles mais excluídos, os negros, quilombolas, ribeirinhos. Porque muitos deles buscam oportunidades nas grandes cidades”, acrescentou.

O representante do Unicef destacou ainda que, muitas vezes, essas mortes são tratadas com descaso. “[No Brasil,] 93% dos homicídios não são esclarecidos. Não sabemos quem matou, por que matou. Se um país não investiga 93% dos homicídios, qual vai ser a política que esse país vai adotar para reduzir o número de homicídios?”, questionou.”

(Agência Brasil)

INSS – Paralisação tem adesão de 90%, segundo comando de greve

inss

Os servidores das agências do INSS de Milagres, Missão Velha, Mauriti, Brejo Santo e Aquiraz, a greve da categoria no Ceará completa uma semana, nesta terça-feira, já contando com aproximadamente 90% de adesão. E o que informa o Sindicato dos Trabalhadores Federais em Saúde, Trabalho e Previdência Social no Estado do Ceará (SINPRECE). Nesta manhã, a categoria fez protesto na sede da agência do Centro, localizada na rua Pedro Pereira.

Os trabalhadores federais reivindicam concurso público do INSS e melhores condições para um melhor atendimento da população, incorporação das gratificações (que hoje correspondem a cerca de 70% do salário dos servidores), entre outras. O Tribunal de Contas da União, através de parecer técnico, orientou ao INSS o cumprimento de todas essas reivindicações, mas o Governo Dilma continua intransigente.

Nesta quarta-feira, um grupo de servidores do INSS, em parceria com servidores da Universidade Federal do Cariri (UFCA) e do Instituto Federal de Educação, Ciência de Tecnologia do Ceará (IFCE), realizará, a partir das 8 horas, um ato solidário no Hemoce do Crato, como forma de incentivar a doação de sangue.

Já às 15 horas, na Praça da La Favorita, em Juazeiro do Norte, servidores realizam concentração para esclarecer a população sobre a necessidade da greve.

SPC Brasil – Inadimplência dos consumidores aumentou 4,52% em junho

“A quantidade de consumidores com contas a pagar em junho de 2015 aumentou 4,52%, na comparação com junho de 2014. Os dados foram divulgados hoje (14) pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL). Os números indicam que a variação ficou próxima da estabilidade, com queda de 0,03% em relação a maio de 2015, quando o índice chegou a 4,79%.

Segundo o SPC Brasil, em junho deste ano 56,5 milhões de consumidores constavam de cadastros de devedores inadimplentes. O número representa 39,8% da população brasileira entre 18 e 95 anos.

No período, o número de dívidas em atraso aumentou 5,75%, na comparação com o mesmo mês de 2014. A variação entre maio e junho de 2015 foi de queda de 0,86%. Para a economista chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti, cresceu o volume de dívidas por devedor. “Hoje, um único brasileiro inadimplente tem, em média 2,12 dívidas em atraso.”

De acordo com a CNDL, além da piora na confiança do consumidor, a aceleração da inflação e o aumento nas taxas de juros prejudicaram a capacidade de pagamento do brasileiro. Em relação a junho de 2014, os maiores registros de altas são de dívidas com até 90 dias de atraso (8,47%) e de 3 a 5 anos de atraso (15,76%).”

(Agência Brasil)

Para Salmito, saída da crise política passa pelo enfrentamento aos “achacadores”

86 4

salmito 150713 reunião pros

Em comentário no Facebook, o presidente da Câmara Municipal de Fortaleza, Salmito Filho (Pros), fala da reunião de seu grupo político, nessa segunda-feira (13). Confira:

Ontem tivemos mais um importante momento no nosso grupo político de compartilhar as informações e ouvirmos todas as opiniões.

Tivemos já uma decisão muito importante e consensual: estamos e estaremos UNIDOS em torno de um PROJETO no PROS ou em outro partido.

O nosso país enfrenta um momento de grave crise política que aflora. Seja potencializada pela crise econômica internacional, a qual alcançou a economia brasileira. Ou pela “capacidade” de “aliados” de dentro do partido e de outros partidos da Presidente da República, em ACHACÁ-LA.

A oposição que poderia indicar uma fresta de esperança, encandeia-se em seu legado nefasto.

A saída está em um PROJETO para o país a partir de lideranças que se opõem aos ACHACADORES do interesse público do povo brasileiro.

Heitor aposta na “lealdade” de André contra possível entrada dos Ferreira Gomes no PDT

Reunião do PDT, na Câmara Municipal Foto: Edimar Soares, em 12/05/2012

Não vá me enganar, viu?!

Do deputado estadual Heitor Férrer, ao ser indagado sobre possível entrada dos Ferreira Gomes no seu partido, o PDT:

– Confio na lealdade do meu amigo André.

Referiu-se ao presidente regional da sigla, o deputado federal André Figueiredo, que, com o presidente nacional pedetista, andou conversando, em Brasília, com Ciro, Ciro e com o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (Pros), sobre migração partidária.

Mas André garante que tudo foi apenas uma conversa e que nada de concreto está acertado. Já o Pros, que fez reunião nessa noite de segunda-feira, no Hotel Romanos, em Messejana, marcou para 18 de agosto um novo encontro.