Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Câmara dos Deputados aprova contas dos ex-presidentes Itamar Franco, FHC e Lula

A Câmara dos Deputados aprovou, nesta quinta-feira, 6, contas dos governos dos ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva, Itamar Franco e Fernando Henrique Cardoso. A Comissão Mista de Orçamento já tinha dado parecer favorável à aprovação das contas de Lula (2006 e 2008), Itamar Franco (1992) e Fernando Henrique Cardoso (2002).

Os pareceres aguardavam decisão do plenário da Câmara. Nas contas do ex-presidente Itamar Franco, o parecer já tinha sido apreciado pelos senadores. Com a aprovação dos deputados, falta apenas ser promulgado pelo Congresso.

O Tribunal de Contas da União (TCU) fez ressalvas às contas de 2006 e 2008, da gestão de Lula. No caso de 2006, foram apontados 27 questionamentos, como o descumprimento de metas previstas na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO). 

O TCU também fez ressalvas às contas de Fernando Henrique Cardoso, como superavaliação de restos a pagar e não inclusão de déficit e juros devidos pelo Banco Central no valor de R$ 18,2 bilhões. Essas contas serão apreciadas pelos senadores, em decorrência das ressalvas.

As contas dos ex-presidentes entraram na pauta de votação da Câmara, em turno único, depois de um acordo feito entre o presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e os líderes partidários.

O Tribunal de Contas da União (TCU) está apreciando as contas do governo de Dilma Rousseff em 2014. O tribunal adiou o julgamento e abriu prazo para o governo dar explicações sobre indícios de descumprimento da Lei de Responsabilidade Fiscal e da Lei Orçamentária Anual, entre eles o atraso de repasses para a Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil, referentes a despesas com programas sociais do governo. No final de julho, o governo apresentou documento com explicações aos questionamentos do TCU.”

(Agência Brasil)

FIESP e FIRJAN dão aval a Michel Temer que apregoou união pela governabilidade do País

Nesta quinta-feira, os presidentes das federação das indústrias de São Paulo (FIESP) e do Rio de Janeiro (FIRJAN), divulgaram nota apoiando a pregação do vice-presidente da República e articulador político do governo federal, Michel Temer, por unidade em favor do País. Confira:

NOTA OFICIAL FIRJAN E FIESP EM PROL DA GOVERNABILIDADE DO PAÍS

A FIRJAN e a FIESP vêm a público manifestar seu apoio à proposta de união apresentada ontem pelo Vice-Presidente da República, Michel Temer. O momento é de responsabilidade, diálogo e ação para preservar a estabilidade institucional do Brasil.

A situação política e econômica é a mais aguda dos últimos vinte anos. É vital que todas as forças políticas se convençam da necessidade de trabalhar em prol da sociedade.

O Brasil não pode se permitir mais irresponsabilidades fiscais, tributárias ou administrativas e deve agir para manter o grau de investimento tão duramente conquistado, sob pena de colocar em risco a sobrevivência de milhares e milhares de empresas e milhões de empregos.

O povo brasileiro confiou os destinos do país a seus representantes. É hora de colocar de lado ambições pessoais ou partidárias e mirar o interesse maior do Brasil. É preciso que estes representantes cumpram seu mais nobre papel – agir em nome dos que os elegeram para defender pleitos legítimos e fundados no melhor interesse da Nação.

Ao mesmo tempo, é preciso que o governo faça sua parte: cortando suas próprias despesas; priorizando o investimento produtivo; deixando de sacrificar a sociedade com aumentos de impostos.

É fundamental ainda apoiar todas as iniciativas de combate à corrupção e punir exemplarmente todos os desvios devidamente comprovados.

É nesse sentido que a indústria brasileira se associa ao apelo de união para que o bom senso, o equilíbrio e o espírito público prevaleçam no Brasil.

* Paulo Skaf Eduardo,

 

Presidente da FIESP

* Eugenio Gouvêa Vieira, 

Presidente da FIRJAN

Operação Lava jato – Eduardo Cunha pode ser denunciado nesta sexta-feira

75 1

Eduardo-Cunha1

Há expectativas de que o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, apresente ao Supremo Tribunal Federal (STF), até esta sexta-feira, denúncia contra o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e outros parlamentares.

A eleição interna no Ministério Público, em que ele concorreu à recondução ao cargo e obteve apoio dos colegas, já passou e Janot agora deve partir para a ofensiva.

Entre as suspeitas que pesam contra o presidente da Câmara está a de que cobrou e recebeu pelo menos US$ 5 milhões em propina para viabilizar contratos na Petrobras.

(Com Site Brasil 247)

Fortaleza deve ter etapa do Super Surf Brasileiro Profissional em 2016

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=K89Xdjb-8vQ[/youtube]

O cearense Dunga Neto mergulha em mais uma etapa do Super Surf Profissional Brasileiro.

Ele embarcou, nesta quinta-feira, para o certame que, em sua segunda etapa, ocorrerá, neste fim de semana, em Ubatuba, interior de São Paulo, congregando 164 surfistas de todo o País.

Dunga Neto conversou com o Blog sobre o certame que, de acordo com o surfista, deve ter temporada em 2016 na Capital cearense.

Poupança – Saques em julho foram maiores do que os depósitos

“O Banco Central (BC) informou hoje (6) que, em julho, os brasileiros retiraram da poupança R$ 2,453 bilhões a mais do que depositaram. Foi o pior resultado para o mês desde o início da série histórica do BC, em 1995, e o sétimo resultado negativo consecutivo da poupança este ano. No acumulado do ano, a captação da aplicação está negativa em R$ 40,9 bilhões.

Em julho, os saques na poupança somaram R$ 169,9 bilhões, superando os depósitos, que alcançaram R$ 167,4 bilhões. O valor total nas contas dos poupadores chegou a R$ 648,24 bilhões. O volume dos rendimentos creditados nas cadernetas dos investidores registrou R$ 4,138 bilhões.

Vários fatores têm contribuído para a fuga de recursos da poupança em 2015. Em primeiro lugar, a alta da Selic (taxa básica de juros da economia) – atualmente em 14,25% ao ano – tornou a poupança menos atraente que outras aplicações.

Segundo a Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac), a caderneta é mais vantajosa do que os fundos de investimento apenas quando as aplicações são inferiores a seis meses, apesar de a poupança ser isenta de Imposto de Renda e de taxas de administração.

A alta da inflação também contribuiu para a perda de atratividade da poupança. Nos últimos 12 meses, a caderneta rendeu 7,53%, equivalente à Taxa Referencial mais 6,17% ao ano. A inflação pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo, no entanto, está em 8,89%, puxada pela alta de preços administrados, como combustíveis e energia.”

(Agência Brasi)

Líder do Pros alertou sobre PEC 443

111 1

O líder do Pros na Câmara, Domingos Neto, fez pronunciamento, no começo da madrugada desta quinta-feira, em clima de votação da PEC443, que garantiu piso salarial para o pessoal da Advocacia Geral da União (AGU com ministros do STF.

Domingos Neto falou sobre a matéria e reiterou sua postura de não votar matérias que provoquem aumento de despesas sem que haja fontes para bancar o benefício. Lembrou o impacto dessa emenda para Estados e Municípios.

Confira a fala de Domingos Neto:

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=IeHTqpC781o[/youtube]

Temer diz ser da “própria democracia” que PDT e PTB resolvam adotar postura de independência

“O vice-presidente Michel Temer, disse hoje (6) que a decisão do PDT e do PTB de adotar postura de independência em relação às votações da Câmara, anunciada ontem, é “própria da democracia”.

“Essas coisas não devem nos impressionar. Muitas vezes acontece uma dissensão. Temos uma base aliada de muitos partidos. Um ou outro pode, momentaneamente, se afastar”, afirmou Temer, após palestra sobre governabilidade e governança na instituição de ensino superior Uniceub, em Brasília.

“Aliás, o que declararam foi independência: independência significa que votarão de acordo com suas convicções, o que de alguma maneira já vinham fazendo”, disse. Temer citou um exemplo: “O PDT, muito atento às suas convicções, quando se verificaram as medidas provisórias, [entre elas] a do seguro-desemprego, veio a mim, e disse que ia votar contra. Independência neste ponto temático já existia”.

Sobre a decisão dos partidos, que poderia resultar em mudanças nos ministérios, o vice-presidente informou que o assunto ainda será examinado. “Creio que precisamos manter, no sistema atual, a maior coalizão possível: a reforma ministerial é uma decisão da presidenta Dilma. Não tenho notícias do que será feito”, disse.

Temer destacou que o governo precisa ter tranquilidade para harmonizar a base aliada. “Temos que ter tranquilidade para harmonizar toda a base governista e mais do que harmonizar a base, haver uma preocupação com país. A presidenta Dilma tem, o Congresso tem, e a sociedade brasileira tem preocupação com o país”, afirmou.

O vice-presidente ressaltou não ter “a menor dúvida” sobre a existência de governabilidade plena no país. “A presidenta Dilma fez trabalho excepcional ao longo do tempo, ajudou a produzir os avanços sociais que o Brasil conhece, ajudou estados e municípios. Teve uma atuação no governo federal e um relacionamento, embora muitas vezes digam o contrário, muito fértil com o Congresso e com os governadores”, observou.”

(Agência Brasil)

CPI da Petrobras – Delator de José Dirceu fica calado

amil

“O delator Milton Pascowitch, que atuava como lobista no esquema do petrolão, não respondeu as perguntas dos parlamentares na CPI da Petrobras, nesta quinta-feira. A recusa permaneceu depois que a sessão foi transformada em reservada. Agora, deputados querem que Pascowitch perca os benefícios do acordo de delação premiada.

Logo no início, Pascowitch – que detalhou aos investigadores a participação de José Dirceu no esquema de desvios em contratos e pagamento de propina, disse aos membros da CPI que se recusaria a responder qualquer pergunta. “Existe uma condição que me impõe esse sigilo até mesmo aqui nesta CPI. Portanto, mesmo que a reunião se transforme em uma sessão fechada, eu permanecerei em silêncio”, disse ele.

O deputado Onyx Lorenzoni (DEM-RS), entretanto, citou a legislação para lembrar que, como o acordo delação premiada de Pascowitch já foi homologado, o lobista não pode se recusar a colaborar com autoridades de investigação – e a CPI é uma delas. “Nós somos tão juízes quanto o doutor Sérgio Moro e tão autoridade judiciária quanto o Ministério Público Federal”, disse o democrata. O fechamento da sessão impede que eventuais revelações sejam tornadas públicas de imediato, o que retira argumentos do delator para se manter calado.

Onyx e outros parlamentares afirmaram que pedirão formalmente que o acordo de delação premiada seja desfeito. “Em reunião fechada ele tem a obrigação de falar, sob risco de perder o direito aos benefícios da delação premiada”, disse Aloísio Mendes (PSDC-MA).

O PT se opôs à sessão reservada. Ao lado do Psol, foi a única sigla que votou contra a realização de sessão fechada.”

(Veja Online)

“Valdemort” e sua pauta-bomba

96 1

Com o título “Caça à Presidência”, eis artigo do jornalista Plínio Bortolotti, que pode ser conferido no O POVO desta terça-feira. Ele fala das consequências nefastas que o País pode sofrer por conta da briga de Eduardo Cunha com o Governo Dilma. Confira:

O Brasil corre o risco de defrontar com medida desatinada do presidente da Câmara dos Deputados: favorecer a apresentação de proposta de impeachment da presidente, como forma de constranger Dilma Rousseff, desviando a atenção das denúncias que o perseguem.

Eduardo Cunha, apelidado de Valdemort (“aquele cujo nome não deve ser pronunciado”) pelos investigadores da Lava Jato, tem um tipo de personalidade que alguns chamam de “ousada”, mas que é apenas temerária. Ele não medirá consequências para proteger os interesses particulares dele e de seus devotos.

O caminho para isso é desaprovar as contas do governo Dilma (2014), devido às “pedaladas fiscais”: o atraso de repasse de verbas para bancos que pagam benefícios sociais, como Bolsa Família, seguro desemprego, entre outros, de modo a cumprir as metas fiscais.

Para chegar até Dilma, o Congresso precisa analisar contas do governo desde 2002, passando por FHC e Lula, que ainda não foram apreciadas (porém aprovadas pelo TCU). Esse primeiro obstáculo já foi removido: a Câmara aprovou urgência para julgar esses processos.

Se as contas de Dilma forem desaprovadas, a próxima manobra seria iniciar o processo de impeachment por “crime de responsabilidade”.

Ocorre que tais “pedaladas” foram prática comum nos governos, desde FHC. Também se valem dela governos estaduais e municipais. Certo é que não se pode admitir a continuidade de uma irregularidade por já ter sido praticada. Mas também é incoerente que uma medida costumeira, de repente, passe a ser criminalizada.

Portanto, ou se rejeitam todas as contas por padecerem do mesmo vício, ou se aprovam todas, ressalvando-se que “pedaladas” serão proibidas, daqui para frente.

Fora disso, ficará claro que não se trata de preservar a moralidade pública, mas de caça à Presidência – a qualquer preço – com a ajuda de nocentes (sem “i”) úteis.

PS. Valdemort é o principal vilão da saga Harry Potter, da britânica J.K. Rowling.

* Plínio Bortolotti

plinio@opovo.com.br 

Jornalista do O POVO.

Zé Dirceu, o irmão e os “pixulecos”

Com o título “O irmão de José Dirceu”, eis artigo do jornalista e professor universitário Luís-Sérgio Santos. Ele aborda a nova prisão de José Dirceu e, principalmente, fala da sua surpresa de ter entrado também no escândalo da Operação Lava Jato um irmão do ex-ministro. Confira:

Não sabia que José Dirceu, o ex-ministro-chefe da Casa Civil da Presidência da República , tinha um irmão. Pois não só o tem como o irmão está também enrolado nos esquemas de trafico de influência e corrupção segunda asseguram os executivos da Operação Lava-Jato, Judiciário, Política Federal e Ministério Público.

José Dirceu é um dos fundadores do Partido dos Trabalhadores, um arrebatador de votos e de corações, sóbrio e enigmático, sotaque inconfundivelmente paulistano sempre pontuou na primeira constelação do partido e suas ideias sempre bem argumentadas ajudaram a criar uma hegemonia levando a Executiva paulista, o núcleo fundador, a ascender e controlar toda a máquina e, no poder, a ocupar os cargos públicos mais estratégicos.

A história de Dirceu é um thriller psicológico, cheio de suspense e segredos que vão desde o disfarce, através de uma cirurgia plástica, ao treinamento de guerrilha em Cuba. Parecia estar preparado para ascender ao poder pelas duas formas mais usuais, a disputa eleitoral democrática, ou a revolução armada. Não consigo não lembrar de Patricia Highsmith no genial thriller The Talented Mr. Ripley. Ardiloso, traiçoeiro, enigmático, carismático, imitador, insincero, sedutor, cortejador e radicalmente frio, Mr. Ripley se dá bem em tudo até ser desmascarado.

Dirceu era um dos arautos do PT e ergueu a bandeira da moralidade recorrentemente; foi o homem do PT na CPI do escandaloso caso PC Farias, o operador financeiro da campanha do então candidato Fernando Collor e, depois, influente vendedor de influência no Governo eleito. De qualquer modo, a preço hoje, PC Faria é um reles amador.

Mas, José Dirceu! Dirceu foi ícone de várias gerações. Para ele, convergiam ideologia, visão estratégica e muito charme. Sua história de líder estudantil, “subversivo” na ditadura militar e a carreira no PT apontavam para o futuro ainda mais promissor. Certamente ele aspirou ser o sucessor de Lula, a quem serviu tantos vezes e de quem, certamente, serviu-se.

Foi José Dirceu quem veio a Fortaleza, em 2004, dizer que o candidato do PT nacional à Prefeitura de Fortaleza era Inácio Arruda (PC do B) e não Luizianne Lins (PT). Liderou uma grande manifestação nos jardins do Hotel Marina Park para desestabilizar a candidatura de Lins, uma petista de carteirinha desde 1989. Ela peitou o partido e ganhou a eleição em Fortaleza, contra Dirceu, Lula e companhia.

Dirceu era “o cara” e a sua consciência exata de semideus foi rechaçada no Olimpo já a partir do “mensalão” e, agora, da Operação Lava-Jato.

Mas ele continua nos surpreendendo. E, de repente, um irmão sai da cartola cheio de “pixulecos” enrolado até o pescoço. Também tem um sobrinho do capitão Dirceu encarcerado pelo mesmo motivo. Para quem, como eu, não sabia que Dirceu tinha um irmão tudo que vier agora será menos surpreendente.

Inquilino da ante-sala da Presidência da República, a prisão de Dirceu foi ‘toc-toc’ na porta presidencial. Como em um thriller da telentosa Highsmith. O silencio oficial do PT sobre a prisão de Dirceu é ensurdecedor.

* Luís-Sérgio Santos,

Jornalista e professor.

Copom aumenta projeção para preço da energia elétrica e botijão de gás

“O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) aumentou a projeção para o preço da tarifa de energia elétrica de 41% para 50,9%, este ano. A estimativa para o preço do botijão de gás também subiu, de 3% para 4,6%. A estimativa para o preço da gasolina ficou praticamente estável, ao passar de 9,1% para 9,2%.

A projeção para as tarifas de telefonia é que a queda seja de 3%, ante 4,4% previstos em junho. As estimativas constam da ata da última reunião do Copom, divulgada hoje (6). Para o conjunto de preços administrados por contrato e monitorados, o comitê projeta variação de 14,8% em 2015, ante 12,7% considerados na reunião do Copom de junho.

Em 2016, a projeção para o conjunto dos preços administrados por contrato e monitorados é 5,7%, ante 5,3% considerados na reunião do comitê de junho.”

(Agência Brasil.)

ABAD apresentará números de sua 35ª Convenção Nacional

0.391610851876075

Nesta quinta-feira, ao meio-dia, o presidente da Associação Brasileira de Atacadistas e Distribuidores (ABAD), José do Egito, e o presidente da Associação Cearense dos Atacadistas e Distribuidores de Produtos Industrializados (ACAD), Jocélio Parente, darão coletiva na sala de imprensa – 1º andar – Sala 01, Portal B, do Centro de Eventos.

Eles vão apresentar os números obtidos pela 35ª Convenção Nacional dos Atacadistas e Distribuidores. Na agenda, número de inscritos, visitações, rodada de negócios, investimentos no evento da ABAD e na economia local, além da geração de empregos no período do evento.

Empresa de autopeças aderiu ao Programa de Proteção ao Emprego

“Cerca de 550 funcionários da empresa de autopeças Rassini Automotive, na cidade de São Bernardo do Campo, grande São Paulo, aderiram ontem (5) ao Programa de Proteção ao Emprego (PPE). Segundo a empresa, o acordo ainda precisa ser homologado no Ministério do Trabalho para entrar em vigor.

O Sindicato dos Metalúrgicos do ABC informou que a empresa é a primeira na região a aderir ao PPE, lançado há um mês. Com o programa, os trabalhadores terão redução de 15% tanto na jornada de trabalho quanto nos salários. As remunerações ganham complemento de metade dessa redução salarial (7,5%), com verba do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).

Criado por medida provisória, o programa permite a redução temporária da jornada de trabalho e de salário em até 30%, como forma de evitar demissões no período de queda na produtividade das empresas. A medida prevê que a União complemente metade da perda salarial por meio do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).

As empresas que quiserem aderir ao PPE precisam se ajustar ao Indicador Líquido de Emprego, calculado com base nas demissões e admissões acumuladas nos últimos 12 meses, demonstrar regularidade fiscal, previdenciária e relativa ao Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

No caso da empresa Rassini, o acordo terá duração de quatro meses e garante estabilidade no emprego até 31 de janeiro do próximo ano. O programa poderá ser prorrogado por até oito meses.”

(Agência Brasil)

Ceará Pacífico – Ministro da Justiça vem prestigiar lançamento do programa

Jose_Eduardo_Cardozo

O ministro Eduardo Cardozo (Justiça) estará nesta sexta-feira, no Palácio da Abolição. Segundo a assessoria de imprensa do governo, ele será testemunha do lançamento do “Ceará Pacífico”.

Trata-se de um projeto sob a tutela da vice-governadora Izolda Cela, que vai trazer uma série de programas unindo ações da área da segurança pública com a área social.

Esse programa é uma das promessas de campanha do governador Camilo Santana que, neste começo de gestão, vem experimentando melhoras nos índices da violência no Estado.

Fortaleza terá ato público em defesa do Pré-Sal e da Petrobras

Vem aí a Frente Nacional em Defesa do Pré-Sal. A iniciativa envolve centrais sindicais e entidades ligadas à área da educação. Nesta quinta-feira, o presidente do Sindicato Apeoc, Anízio Melo, embarcou para Brasília, onde acompanhará a articulação dessa frente.

A ordem é pressionar contra o projeto de lei nº 131, do senador tucano José Serra, que tira da Petrobras a exclusividade da exploração do Pré-Sal.

De acordo com Anízio Melo já está acertado que, no próximo dia 11, em todas as Capitais, haverá ato público em defesa da Petrobras e do Pré-Sal.

Em Fortaleza, no dia 11, haverá uma passeata saindo da Praça da Faculdade de Direito da UFC, a partir da 14 horas, com destino à Praça da Gentilândia, onde haverá ato-show.

Caixa Econômica vai licitar 46% das lotéricas

“A Caixa inicia no dia 20 de agosto o processo de licitação de quase metade das lotéricas do País. O objetivo do banco é leiloar a licença de funcionamento de 6.104 pontos de atendimento, divididos em blocos de 500.

Ontem, foram publicadas as primeiras regras sobre a disputa. No dia 20, haverá um sorteio para definir quais serão as primeiras agências que serão licitadas.

O primeiro edital será lançado em 22 de outubro. Os pregões eletrônicos serão realizados nos próximos três anos (quatro por ano). Vence quem der o maior lance. Os valores mínimos variam de acordo com a lotérica e ainda não estão definidos. Os atuais donos de lotéricas poderão participar.

Uma das exigências é que os novos administradores sigam regras de padronização dos espaços, que devem ficar maiores. Com a licitação, algumas lotéricas mudam de lugar, mas o novo ponto terá de ficar dentro de uma região geográfica (como um bairro) definida pelo banco.

Os contratos terão 20 anos de duração e poderão ser prorrogados por igual período. Na maioria das unidades, o faturamento mensal varia entre R$ 13 mil e R$ 25 mil, mas há casos que ultrapassa R$ 60 mil.”

(Folhapress)

Fortaleza embarca para Goiânia confiante de que vai manter a liderança

130 1

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=NPgHixPk6YY[/youtube]

O time do Fortaleza quer manter a posição de líder da Série C, no Grupo A. Eis o pensamento geral entre os atletas do clube, que embarcaram, nesta manhã de quinta-feira, para Goiás, onde enfrentará sábado o Vila Nova. Atleta como Maranhão reconhecem a partida como bem difícil.

O Fortaleza tem 23 pontos e o Vila Nova, 20 pontos, estando na segunda colocação do certame. O atacante Daniel Sobralense, em conversa com om Blog, definiu o jogo como “importante” , mas garantiu: o Fortaleza vai entrar determinado a vencer.

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=37iOCkyfoLU[/youtube]

A equipe tricolor não contará com Tinga, que está machucado, e Correa, o capitão, não atuará porque pegou o terceiro cartão amarelo. O jogo está marcado para as 16 horas de sábado, no Estádio Serra Dourada. O Vila Nova promete casa cheia.

Datafolha – Reprovação de Dilma chega a 71% e supera marca histórica de Collor

104 2

foto dilma desespero

Para 71% dos brasileiros, a presidente Dilma Rousseff está conduzindo um governo ruim ou péssimo. Há cerca de 15 dias, o índice de rejeição era de 65%. A pesquisa Datafolha foi divulgada nesta quinta-feira (6), pelo jornal Folha de S.Paulo, com base nas 3.358 entrevistas realizadas na terça-feira (4) e nessa quarta-feira (5), em 201 municípios das cinco regiões do país.

A rejeição da presidente Dilma Rousseff supera a marca histórica de Collor de Melo, em setembro de 1992, às vésperas do impeachment, que foi de 68%. Dilma está com apenas 8% de aprovação, um ponto atrás da marca de Collor, quando 9% dos brasileiros ainda acreditava em seu governo.

A pesquisa divulgada nesta quinta-feira também aponta que 66% dos entrevistados concordam com o afastamento da presidente.

(com agências)