Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Caso Triplex – Há procuradores criticando a decisão que suspendeu depoimento de Lula

foto lula 2016

“Em conversas reservadas nesta manhã, alguns procuradores criticaram a decisão de um conselheiro do CNMP que derrubou o depoimento do ex-presidente Lula. É o caso do triplex em Guarujá (SP).

Segundo eles, conflitos entre promotores para decidir quem deve proceder com investigações são resolvidos por órgãos superiores de cada unidade do Ministério Público, não pela CNMP.

Na prática, Lula teria conseguido pular instâncias para se beneficiar.”

(Coluna Radar, da Veja Online)

Governo quer CPMF só como tapa-buracos financeiro?

Com o título A CPMF como tapa-buraco”, eis artigo do economista Maurício Costa Romão sobre a tentativa do Governo Dilma Rousseff de voltar a emplacar a CPMF como forma de encontrar dinheiro novo para ajustar a economia do País. Confira:

Quando a CPMF foi criada em 1997 seus defensores enalteciam o caráter provisório da contribuição, o baixo percentual da alíquota (0,20%), a nobre destinação de seus resultados (saúde), e suas vantagens operacionais: tributo simples, não declaratório, de difícil sonegação, proporcional à movimentação financeira do contribuinte e de baixo custo (usa a rede bancária).

Quando foi extinta em 2007, havia sido prorrogada quatro vezes, a alíquota quase dobrou, ficando em 0,38%, da destinação original à saúde passou pela previdência e fundo de combate à pobreza, afetou atividades que tinham vários elos na cadeia produtiva (pois é um tributo em cascata, cumulativo), estimulou a desintermediação financeira, já que incentivava a informalidade fiscal e, naturalmente, onerou o custo dos empréstimos bancários para pessoas físicas e jurídicas.

O resultado final do tributo ao setor público em termos de eficácia e retorno social não se sabe direito, exceto que enquanto vigeu injetou R$ 222 bilhões nos cofres do Governo.

Atolada numa dívida pública recorde de 66.2% do PIB em 2015 (só o déficit nominal do ano foi de R$ 111,2 bilhões), fruto da irresponsável licenciosidade fiscal do seu primeiro governo, a presidente Dilma Rousseff insiste em recriar o malfadado imposto com o objetivo de arrecadar R$ 10 bilhões para ajudar a tapar o buraco do orçamento de 2016.

Por que ao invés do imposto não fazer revisão dos 70 tipos de desonerações fiscais alastrados por vários setores da economia, a maioria sem controle sobre os resultados obtidos, e que devem acarretar perda de receita em 2016 equivalente a 26 CPMF?

Por que não diminuir os gastos governamentais para mostrar capacidade de estabilizar a trajetória da dívida, desmontando a engrenagem circular (aumento do déficit nominal, aumento do risco-Brasil, aumento do dólar, aumento da inflação, aumento dos juros, aumento da dívida, aumento do déficit nominal…) que gerou pagamento de juros em 2015 de nada menos que R$ 501,8 bilhões, cerca de 8,5% do PIB?

A recriação da CPMF eleva, por definição, a carga tributária brasileira (nos arredores de 35%do PIB). Mas o problema não reside aí. Dinamarca e Noruega têm duas das maiores cargas tributárias do mundo (45,2% e 42,8% do PIB, respectivamente), mas, em compensação, desfilam elevadíssimos índices de desenvolvimento humano (proxy para políticas públicas de qualidade). A questão, portanto, não é o peso do tributo, mas seu retorno à sociedade, a qualidade de sua destinação que, no presente caso brasileiro…

A população poderia até aceitar a volta da CPMF, desde que no bojo de agendas de retomada de crescimento no curto prazo e de reformas estruturais no médio prazo (previdenciária, tributária, trabalhista e política). Quer dizer, embutida em um projeto de desenvolvimento sustentável para o país. Mas não desse jeito, apenas para tapar buraco!

* Maurício Costa Romão,

Ph.D. em Economia pela Universidade de Illinois, nos Estados Unidos.

Deputados do PT fazem ato em São Paulo em favor de Lula. No grupo, Luizianne Lins

255 1

deputados_0

A petista cearense posa ao lado de Lula.

“Deputados federais do Partido dos Trabalhadores participaram de um ato, na manhã de hoje (17), no Instituto Lula, na capital paulista, em defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Participaram do ato 21 parlamentares, que haviam se programado, anteriormente, para acompanhar o depoimento de Lula no Fórum Criminal da Barra Funda, que foi cancelado.

Os deputados se reuniram com Lula e dona Marisa Letícia até por volta das 11h. Após o encontro, parte dos deputados retornou para Brasília e outros seguiram para o Fórum da Barra Funda, onde manifestantes pró e contra Lula se concentram desde o início da manhã. A Avenida Doutor Abrahão Ribeiro, em frente ao fórum está com as quatro pistas interditadas pelos manifestantes.

O depoimento do ex-presidente foi suspenso por liminar do Conselho Nacional do Ministério Público. Lula e Marisa seriam ouvidos sobre o apartamento triplex, no Condomínio Solaris, no Guarujá. A suspeita do Ministério Público Federal é de que houve tentativa de ocultar a identidade do dono do triplex, que seria do ex-presidente, o que pode caracterizar crime de lavagem de dinheiro.

A suspensão dos depoimentos, que estavam marcados para hoje de manhã, o de Lula, e à tarde, o de dona Marisa, atende a uma representação do deputado Paulo Teixeira (PT-SP), que acusa o promotor Cássio Cesarino de ter feito um prejulgamento de sua decisão, ao dar entrevista a uma revista de circulação nacional antes de ouvir os depoimentos.

Paulo Teixeira argumentou que o promotor extrapolou suas prerrogativas funcionais e que o caso não poderia ter sido distribuído à 2ª Promotoria Criminal, da qual Cesarino faz parte, e sim à 1ª Promotoria Criminal. Para o deputado, a notificação para que os dois fossem ouvidos “poderia ocasionar consequências de difícil ou impossível reparação”.

(Agência Brasil)

VAMOS NÓS – Tomara que tenham pago suas passagens aéreas.

Ministério da Cultura abre consulta pública para regulamentar a legislação sobre direitos autoriais

“O Ministério da Cultura abriu consultas públicas para que os cidadãos enviem sugestões com o objetivo de elaborar duas instruções normativas para regulamentar a legislação de Direitos Autorais. As contribuições serão feitas por meio de formulário virtual e podem ser enviadas até o dia 30 de março.

A primeira delas estabelecerá previsões específicas para a atividade de cobrança de direitos autorais no ambiente digital por associações de gestão coletiva e pelo ente arrecadador de que trata o Art. 99 da Lei n° 9.610/1998, que regulamento os direitos autorais.

Já a segunda, dispõe sobre as obrigações dos usuários no que se refere à execução pública de obras e trechos de áudio ou vídeo inseridos em obras e outras produções audiovisuais de que trata a Lei n° 9.610/1998.

Após o prazo de consulta, as contribuições serão analisadas pela Diretoria de Direitos Intelectuais e subsidiarão o texto final a ser publicado no Diário Oficial da União.”

(Agência Brasil)

Faculdade de Medicina de Iguatu será anunciada na próxima semana

iguatguut

O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, recebeu, em audiência, nessa terça-feira, em Brasília, o senador Eunício Oliveira, os deputados estaduais Agenor Neto e Leonardo Araújo, ambos do PMDB, e o prefeito de Iguatu, Aderilo Alcântara.

No encontro, com participação também do secretário de Educação Superior do MEC, o cearense Jesualdo farias, foi discutida a instalação dos cursos de Medicina no município de Iguatu, e de Veterinária, na cidade de Lavras da Mangabeira.

De acordo com Mercadante, a Universidade de Medicina de Iguatu já está na pauta do MEC e seu anúncio será feito na próxima semana.

O senador Eunício, que havia solicitado a audiência, considera um grande avanço a instalação dos cursos nessas cidades do centro-sul cearense. “A garantia do ministro de que poderemos avançar na oferta de cursos superior no Ceará é um alento para quem espera por mais oportunidades de crescimento. Nossos jovens precisam de mais oportunidades”, disse..

Sobre o curso de Veterinária em Lavras da Mangabeira, o ministro da Educação informou que está assegurado e o projeto está elaborado. Segundo Mercadante a única pendência para a instalação do curso é a confirmação, pelo Governo do Estado, da entrega do espaço, o Colégio Agrícola.

(Foto – MEC)

Médicos peritos do INSS entram em acordo com Ministério do Planejamento

image (3)

A Associação Nacional dos Médicos Peritos do INSS assinou, nesta manhã de quarta-feira, em Brasília, com o Ministério do Planejamento, acordo que põe fim ao estado de greve da categoria. A informação é dada ao Blog, direto de Brasília, pelo vice-presidente da entidade, o cearense Samuel Abranques.

Pelo acordo, a categoria voltará plenamente ao trabalho, receberá os três salários atrasados que foram descontados – setembro a novembro, e ganhará reajuste de 27.9% parcelado em quatro anos. Os médicos peritos, de início, pediam 21,3% em dois anos.

Sobre a reivindicação de reduzir de 40 para 30 horas/semanais a jornada dos médicos peritos do INSS, de acordo com Samuel Abranques, foi acertada a criação de um comitê envolvendo a categoria, o INSS, Ministério da Previdência Social e Ministério do Planejamento para discutir a reestruturação da categoria.

Os médicos peritos chegaram a paralisar por 165 dias, provocando um acúmulo de mais de 1, 3 milhão de perícias médicas. Agora, a partir de segunda-feira, os médicos peritos iniciarão esforço concentrado para reduzir esse passivo nas perícias. A previsão é de que tudo fique normalizado em seis meses.

Associação Jovens Advogados quer suspender norma da Receita Federal que quebra sigilo bancário

A Associação dos Jovens Advogados (AJA) do Ceará ingressou, nessa terça-feira, junto à 6ª Vara Federal, com mandado de segurança pedindo a suspensão do envio de informações protegidas pelo sigilo bancário à Receita Federal.

A ação é contra a Instrução Normativa (IN) 1.571, que entrou em vigor no fim do ano passado e que manda os bancos informarem à Receita Federal uma movimentação financeira mensal a partir de R$ 2 mil por pessoas físicas e R$ 6 mil por pessoas jurídicas.

“Entendemos que essa instrução normativa é inconstitucional. Nosso objetivo com essa ação é garantir o direito de todos os advogados e sociedades de advogados ao sigilo”, explica o presidente da AJA, Ricardo Valente Filho.

A Receita quer cruzar esses dados para verificar a compatibilidade com as informações declaradas no Imposto de Renda ou do cartão de crédito. A exigência já existia. Entretanto, a notificação era feita quando a pessoa movimentava mais de R$ 5 mil e a empresa, mais de R$ 10 mil, no período de seis meses.

Em vigor desde o fim do ano passado, a Instrução Normativa (IN) 1.571 é acusada de quebrar o sigilo bancário dos brasileiros, hipótese descartada pela Receita. João Batista Barros, superintendente da 3ª Região do órgão, explica que não há detalhamento nas informações entregues ao Fisco. “Não se trata de entrar na conta dos contribuintes para olhar lançamentos e extratos. As instituições fornecem apenas as movimentações financeiras agregadas. Não saberemos os lançamentos individuais. Nem como ele gastou. O conhecimento será amplo, mas não detalhado”.

 

Caso Triplex – CNJ manda adiar depoimento de Lula e Marisa

331 1

foto lula 2016

“O Conselho Nacional do Ministério Público adiou o depoimento do ex-presidente Lula e da ex-primeira-dama Marisa Letícia no inquérito que apura a propriedade do tríplex do condomínio Solaris, no Guarujá.

O conselheiro Valter Araújo concedeu liminar a favor do deputado Paulo Teixeira, do PT, por entender que a escolha de Cássio Conserino para a condução do inquérito fere o “princípio do Promotor Natural na hipótese dos autos”.

Não há prazo para o plenário do Conselho Nacional do Ministério Público deliberar sobre o caso.”

(Coluna Radar, Veja Online).

Liderança do PMDB – Dois ministros se licenciam para votar em Picciani

151 1

Os ministros Marcelo Castro (Saúde) e Celso Pansera (Ciência e Tecnologia) vão se licenciar do cargo até quinta-feira para votar em Leonardo Picciani para líder do PMDB na Câmara. O Planalto não queria que Castro deixasse o posto em meio a um surto de doenças provocadas pelo mosquito Aedes aegypti, sobretudo os casos de vírus zika, que estão sendo associados à explosão de casos de microcefalia no país.

Mas o risco de derrota de Picciani para Hugo Motta, candidato de Eduardo Cunha, falou mais alto que o desgaste de imagem da saída do ministro da Saúde.

Castro e Pansera acertaram a licença provisória nesta terça-feira no Palácio do Planalto.
O suplente do ministro de Ciência e Tecnologia também é do PMDB, razão pela qual sua exoneração provisória não tinha sido tratada ainda. Mas como os votos são incertos e a chance de traição é alta, o governo considerou mais seguro mandar Pansera de volta para votar.”

(Coluna Radar, da Veja Online)

Que tal a cearense Idilva Germano?

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=6mz_dtA1fds[/youtube]

Uma das mais aplaudidas intérpretes da cena musical cearense de jazz e música brasileira, a cantora Idilva Germano está de volta aos palcos.

Marcando o retorno, ela reúne grandes instrumentistas no show “My Favorite Things”, nesta quinta-feira, às 20h30min, no Café Pagliuca, com apoio do projeto Ceará Jazz Series, da Eurocopias e da Desafinado.

Senado aprova emenda que proíbe criação de despesas sem fonte de recursos

“O plenário do Senado aprovou hoje (16), em primeiro turno, a proposta de emenda à Constituição que proíbe lei federal de impor ou transferir qualquer encargo ou prestação de serviços aos estados, ao Distrito Federal e aos municípios sem a devida previsão de repasses financeiros necessários ao custeio dessas obrigações.

Além de aprovar o texto original da PEC, do deputado Mendonça Filho (DEM-PE), os senadores aprovaram uma emenda do senador Eunício Oliveira (PMDB-CE) que inclui a União entre os que não podem receber encargos sem a devida fonte de recursos.

Amanhã (17) serão apreciadas outras duas emendas. Uma delas é do senador Cristovam Buarque (PDT-DF) que ressalva o piso nacional dos professores dos efeitos da PEC. Com isso, o Congresso poderia continuar aprovando anualmente a lei que trata do reajuste do piso, sem precisar apontar uma fonte orçamentária para ele.

Outra emenda que será votada amanhã é do senador Ricardo Ferraço (Sem Partido – ES) e estabelece que o governo federal não poderá promover a isenção ou desoneração de impostos que sejam parcialmente repassados aos estados sem recompensá-los pela perda de arrecadação decorrente desse ato.

A aprovação da PEC faz parte da lista de demandas apresentadas pelos governadores ao presidente do Congresso Nacional, Renan Calheiros (PMDB-AL), na véspera da abertura do ano legislativo. Chamada de pauta do pacto federativo, a lista prevê medidas que ajudem a sanar a grave crise financeira que vem sendo enfrentada pelos entes federados e que tem se refletido, inclusive, na dificuldade de quitação da folha de pagamento dos funcionários públicos.

Após a votação das emendas amanhã, os senadores devem votar a PEC em segundo turno. Como já foi aprovada uma alteração ao texto, a proposta precisará voltar à Câmara dos Deputados para revisão.”

(Agência Brasil)

Renan Calheiros tem encontro com Dilma e afirma não se opor a mudanças na política do Pré-Sal

renan

“A presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), se reuniu hoje (16) com a presidenta Dilma Rousseff e disse que ela não tem objeção quanto ao projeto de lei do senador José Serra (PSDB-SP) que acaba com a obrigatoriedade de participação da Petrobras na exploração de todos os campos do pré-sal. O projeto faz parte da lista de sugestões para a pauta do Senado no primeiro semestre deste ano, apresentada hoje pelo PSDB a pedido de Renan.

“Eu disse para a presidente que vamos preservar o interesse estratégico do Brasil, da União e da Petrobras.Você faculta e submete a decisão da Petrobras ao conselho [de administração da empresa]”, disse o presidente do Senado, ao retornar do encontro com a presidenta da República.

A intenção inicial de Renan era colocar o projeto em votação amanhã (17) mas, enquanto ele se reunia com Dilma hoje, o primeiro vice-presidente do Senado, Jorge Viana (PT-AC), leu em plenário uma medida provisória (MP) que passou a trancar a pauta da Casa. Embora Viana seja do PT, partido que é contra a votação do projeto de Serra, o presidente do Senado disse que a leitura da MP “faz parte do processo legislativo” e disse que vai negociar para tentar que o projeto seja votado amanhã.

“Nós vamos fazer um esforço pra votar amanhã. Eu atrasei, foi lida a MP que tranca pauta, mas vou fazer apelo aos líderes para que excepcionalmente amanhã possamos votar a MP e, na sequência , deliberar com relação à participação da Petrobras no pré-sal”, afirmou.

Na reunião com Dilma Rousseff, Renan também propôs que o Senado apresente a Proposta de Emenda à Constituição da Desvinculação das Receitas da União (DRU). O texto foi enviado pelo governo à Câmara dos Deputados, mas está parado. Segundo o presidente do Senado, esta é uma matéria “muito importante” e pode começar a tramitar pelo Senado, por iniciativa de um senador, para agilizar o processo.

“Acho que a desvinculação das receitas é uma coisa muito importante para o Brasil. Hoje você tem o engessamento de 90% dos recursos públicos.Votar a DRU é uma coisa que interessa ao Brasil para mudar as expectativas. E se a matéria demorar na Câmara nós podemos tomar a iniciativa aqui no Senado. Isso preserva o interesse do país”, disse.

O presidente do Senado ressaltou que o Congresso “precisa amadurecer o debate” em relação a alguns projetos, mas “não pode deixar de deliberar”. Segundo ele, um desses projetos é o que trata da autonomia do Banco Central, que deve passar pela determinação de um mandato para o presidente da instituição. Segundo ele, mesmo sem consenso sobre o mérito dessa matéria, ela “está madura para ser votada”.

(Agência Brasil)

Dólar volta a ultrapassar os R$ 4,00 e fecha no maior valor em três semanas

dolar

“Num dia de oscilações no mercado financeiro, a moeda norte-americana voltou a ultrapassar R$ 4 e fechou no maior valor em três semanas. O dólar comercial encerrou esta terça-feira (16) vendido a R$ 4,071, com alta de R$ 0,074 (1,86%). A cotação está no maior valor desde 28 de janeiro (R$ 4,08).

A cotação operou em alta durante toda a sessão, mas disparou a partir das 13h. A divisa acumula alta de 1,14% em fevereiro e de 3,1% em 2016.

Na Bolsa de Valores, no entanto, o dia foi de recuperação. O índice Ibovespa, da Bolsa de Valores de São Paulo, encerrou o dia com alta de 2,13%, aos 40.948 pontos. Apesar de as ações da Petrobras terem caído, as ações da mineradora Vale subiram 7,42% (papéis ordinários) e 8,25% (papéis preferenciais).

Nas últimas semanas, as commodities (bens primários com cotação internacional) têm caído fortemente por causa de dados que mostram a desaceleração da economia chinesa. No caso do petróleo, o problema é agravado pela resistência de países em reduzir a produção.

O preço do barril de petróleo tipo Brent, que tinha ultrapassado US$ 33 nos últimos dias, voltou a cair hoje para US$ 32 após a notícia de que o Irã não pretende aderir ao acordo para manter a produção nos níveis em que vigoravam as sanções econômicas.

A retração da China, a segunda maior economia do planeta, prejudica países exportadores de commodities, como o Brasil, porque reduz a demanda global por matérias-primas e produtos agrícolas. Com as exportações mais baratas, menos dólares entram no mercado brasileiro, empurrando para cima a cotação da moeda norte-americana.”

(Agência Lusa)

Eleições 2016 – Capitão Wagner quer o PMDB de Eunício endossando seu nome em Fortaleza

181 1

eunicapito

Entre vários contatos políticos que manteve, nesta terça-feira, em Brasília, o deputado estadual Capitão Wagner, pré-candidato do PR à Prefeitura de Fortaleza, esteve no gabinete do líder do PMDB no Senado, Eunício Oliveira.

Ali, Wagner expôs a tese de que é preciso aliança de forças das oposições logo no primeiro turno. Ele reiterou sua disposição de disputar e deixou claro que o PR oferece a vice para estreitar acordos.

Eunício Oliveira defende essa tese, mas considera que o debate sobre a sucessão está apenas começando. Alias, o deputado federal peemedebista Vitor Valim também posa de pré-candidato a prefeito.

O capitão Wagner chegou a dizer que Valim seria um grande companheiro e reforço em sua chapa. Valim não comentou o assunto.

(Foto – Divulgação)

TCE fará auditoria para apurar contratos que envolvam empresas investigadas na Lava Jato

Politica

Uma auditoria para averiguar possíveis irregularidades em contratos realizados por órgãos estaduais com empresas investigadas na Operação Lava Jato foi determinada, nesta terça-feira, pelo Tribunal de Contas do Ceará. A decisão unânime foi tomada na sessão plenária, após apresentação do voto do conselheiro relator, Valdomiro Távora Júnior.

O TCE poderá assim requisitar informações aos órgãos de controle afins, a exemplo do Tribunal de Contas da União, sempre que necessário. De acordo com Valdomiro Távora, “é importante essa cooperação com outros órgãos e entidades que tenham competência ou interesse em promover a accountability pública”.

O processo nº 02608/2015-3 teve origem em Representação formulada pelo Ministério Público junto ao TCE, após indícios de irregularidades averiguados pelo Departamento de Polícia Federal (DPF) e pelo Ministério Público Federal (MPF), que se estenderiam aos Estados nos procedimentos de dispensa ou inexigibilidade de licitação em contratos e na celebração de aditivos com as empresas citadas na Operação Lava Jato.

Eduardo Cunha pede ao STF que suspenda processo contra ele no Conselho de Ética

“O advogado do deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) no Conselho de Ética, Marcelo Nobre, entrou hoje (16) no Supremo Tribunal Federal (STF) com mandado de segurança pedindo que a Corte reconheça o cerceamento do direito de defesa de seu cliente ou suspenda os trabalhos do conselho até que a Comissão de Constituição e Justiça da Câmara (CCJ) decida sobre recurso em que o parlamentar pede a anulação do processo.

“Queremos que o Supremo dê o direito de defesa prévia”, disse o advogado.

Marcelo Nobre disse que o Conselho de Ética não concedeu a Cunha o direito de defesa, quando o relator da representação, Fausto Pinato (PRB-SP), foi substituído por Marcos Rogério (PDT-RO). “A expectativa é ter direito de defesa. O processo só não está muito adiantado porque desrespeitaram, atropelaram e tratoraram o direito de defesa. Estamos buscando o direito de defesa. Não é o direito de defesa de Eduardo [Cunha], é o direito de defesa de José, de Maria, de João, de Marcelo, de todos”, enfatizou o advogado.

De acordo com Marcelo Nobre, a abertura de um processo contra qualquer pessoa já é uma punição a essa pessoa. O advogado ressalta que é na defesa prévia que se tem a oportunidade de demonstrar e mostrar que a pessoa é inocente, que o processo não tem mérito e não tem futuro. Além disso, Nobre destacou que a garantia da defesa prévia está prevista no Código de Ética da Câmara. O advogado acrescentou que, por isso, está buscando junto ao STF garantir o direito de defesa de seu cliente.

Na opinião do advogado, os aditamentos apresentados pelo PSOL e pela deputada Clarissa Garotinho (PR-RJ) à representação contra Cunha têm várias ilegalidades, que estão sendo também questionadas. Ou seja, o adendo do PSOL teria que ser apresentado à Mesa da Câmara e o da deputada teria que ser entregue na Corregedoria da Casa. Nobre afirmou que, quando se faz um aditamento com novas denúncias, o direito de defesa tem de ser dado ao acusado. A abertura de representação contra Cunha foi pedida pelo PSOL e pela Rede.”

(Agência Brasil)

Varejo fechou 2015 com queda de 4,3% no volume de vendas

“A queda de 4,3% no volume de vendas do comércio varejista em 2015 foi a maior desde o início da série histórica, em 2001, da Pesquisa Mensal de Comércio (PMC), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Essa também foi a primeira vez que um ano fechou em queda, desde 2003.

“O comércio varejista reflete o consumo das famílias. Todos os fatores que inibem o consumo das famílias têm um impacto direto no volume de vendas. É uma combinação de enfraquecimento do mercado de trabalho, com a redução da renda real, a confiança do consumidor, a pressão inflacionária, que vem evoluindo principalmente no grupamento de alimentos e combustíveis e a elevação da taxa de juros, que inibe a compra de bens duráveis”, disse a pesquisadora do IBGE, Isabella Nunes.

Os principais impactos para a queda de 4,3% vieram dos segmentos de móveis e eletrodomésticos (-14%), supermercados, alimentos, bebidas e fumo (-2,5%), tecidos, vestuários e calçados (-8,7%) e combustíveis e lubrificantes (-6,2%).

Entre os oito segmentos pesquisados, apenas um teve crescimento no volume de vendas: artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos e de perfumaria (3%). Considerando-se também os dois segmentos que misturam atacado e varejo (e compõem o chamado varejo ampliado), a maior queda veio dos veículos, motos, partes e peças: 17,8%. Os materiais de construção tiveram recuo de 8,4%.”

(Agência Brasil)

Maria Gadú divulgará seu terceiro álbum em Fortaleza

maria-gadu

A cantora e compositora Maria Gadú apresentará o show do seu terceiro álbum de carreira, “Guelã”, no próximo sábado, a partir das 21h30min, na Barraca Santa Praia (Praia do Futuro).

“Guelã” foi produzido pela própria cantora e contou com coprodução de Federico Puppi, que também participou da gravação do disco tocando cello e baixo. Além dos vocais, a artista ainda assume a guitarra e o violão.

O novo álbum foi gravado e mixado na Toca do Bandido, no Rio de Janeiro, por Rodrigo Vidal e lançado pelo selo slap. Abrindo a noite estará a cearense Nayra Costa.

SERVIÇO

Os ingressos já estão à venda na Barraca Santa Praia e no site e quiosques da Bilheteria Virtual e custam R$ 50 (meia) e R$ 100 (inteira).

(Foto – Divulgação)